SlideShare uma empresa Scribd logo
O enigma

    Certa vez um grupo de jovens desafiou um velho sábio a decifrar uma
                                   enigma.
  A fama do velho sábio tinha se propagado por toda parte e sua sabedoria
                era reconhecida por todos que o circundavam.
Em uma praça pública da cidade, na presença de uma multidão o desafio foi
                                   lançado.
            Um dos jovens, chegou até o velho sábio e perguntou:
   - Diga-me se este pássaro que está entre as minhas mãos está vivo ou
                                    morto ?
  A armadilha para vencer o velho sábio era perfeita, se o mesmo dissesse
 que estava vivo, o jovem apertaria suavemente o pássaro, sufocando-o até
a sua morte, então abriria a sua mão e a pequena ave encontraria-se morta.
  Se o velho sábio dissesse que a ave estava morta, aquele jovem abriria a
         sua mão e o pássaro ganharia altura, num vôo de liberdade.
     Diante de tal dilema o velho homem pôs-se a pensar tranqüilamente
  olhando profundamente nos olhos daquele jovem desafiante, foi quando
              respirando fundo e falando calmamente lhe disse:
                    "Jovem a resposta está em suas mãos".



Muitas vezes ficamos à espera de que algo nos aconteça para que tomemos
o rumo de nossas vidas e esquecemos que cabe a nós segurarmos as rédeas
   de nossa existência e lutarmos pelo que desejamos, seja o que for, um
    grande amor, uma carreia, um bom emprego, saúde, etc... A reposta
    sempre estará em nossas mãos. Se não tomarmos consciência disso
corremos o risco de passar a nossa vida inteira na mediocridade, esmolando
                      oportunidades que nunca virão.

Mais conteúdo relacionado

Mais de Citnes Nimbus

O rabino
O rabinoO rabino
O rabino
Citnes Nimbus
 
O presente de insultos
O presente de insultosO presente de insultos
O presente de insultos
Citnes Nimbus
 
O julgamento
O julgamentoO julgamento
O julgamento
Citnes Nimbus
 
O jardim de valhala
O jardim de valhalaO jardim de valhala
O jardim de valhala
Citnes Nimbus
 
O guardião do mosteiro
O guardião do mosteiroO guardião do mosteiro
O guardião do mosteiro
Citnes Nimbus
 
O guardião do castelo
O guardião do casteloO guardião do castelo
O guardião do castelo
Citnes Nimbus
 
O anel
O anelO anel
Medo do desconhecido
Medo do desconhecidoMedo do desconhecido
Medo do desconhecido
Citnes Nimbus
 
Lenda hindu sobre a criação da mulher
Lenda hindu sobre a criação da mulherLenda hindu sobre a criação da mulher
Lenda hindu sobre a criação da mulher
Citnes Nimbus
 
Fátima, a fiandeira
Fátima, a fiandeiraFátima, a fiandeira
Fátima, a fiandeira
Citnes Nimbus
 
Almas grandes (hindu)
Almas grandes (hindu)Almas grandes (hindu)
Almas grandes (hindu)
Citnes Nimbus
 
A oração que deus entendia (conto russo)
A oração que deus entendia (conto russo)A oração que deus entendia (conto russo)
A oração que deus entendia (conto russo)
Citnes Nimbus
 
A verdadeira alquimia
A verdadeira alquimiaA verdadeira alquimia
A verdadeira alquimia
Citnes Nimbus
 
A colher e o oceano
A colher e o oceanoA colher e o oceano
A colher e o oceano
Citnes Nimbus
 
A fábula do tigre (indiana)
A fábula do tigre (indiana)A fábula do tigre (indiana)
A fábula do tigre (indiana)
Citnes Nimbus
 
O samurai e o mestre zen
O samurai e o mestre zenO samurai e o mestre zen
O samurai e o mestre zen
Citnes Nimbus
 

Mais de Citnes Nimbus (16)

O rabino
O rabinoO rabino
O rabino
 
O presente de insultos
O presente de insultosO presente de insultos
O presente de insultos
 
O julgamento
O julgamentoO julgamento
O julgamento
 
O jardim de valhala
O jardim de valhalaO jardim de valhala
O jardim de valhala
 
O guardião do mosteiro
O guardião do mosteiroO guardião do mosteiro
O guardião do mosteiro
 
O guardião do castelo
O guardião do casteloO guardião do castelo
O guardião do castelo
 
O anel
O anelO anel
O anel
 
Medo do desconhecido
Medo do desconhecidoMedo do desconhecido
Medo do desconhecido
 
Lenda hindu sobre a criação da mulher
Lenda hindu sobre a criação da mulherLenda hindu sobre a criação da mulher
Lenda hindu sobre a criação da mulher
 
Fátima, a fiandeira
Fátima, a fiandeiraFátima, a fiandeira
Fátima, a fiandeira
 
Almas grandes (hindu)
Almas grandes (hindu)Almas grandes (hindu)
Almas grandes (hindu)
 
A oração que deus entendia (conto russo)
A oração que deus entendia (conto russo)A oração que deus entendia (conto russo)
A oração que deus entendia (conto russo)
 
A verdadeira alquimia
A verdadeira alquimiaA verdadeira alquimia
A verdadeira alquimia
 
A colher e o oceano
A colher e o oceanoA colher e o oceano
A colher e o oceano
 
A fábula do tigre (indiana)
A fábula do tigre (indiana)A fábula do tigre (indiana)
A fábula do tigre (indiana)
 
O samurai e o mestre zen
O samurai e o mestre zenO samurai e o mestre zen
O samurai e o mestre zen
 

O enigma

  • 1. O enigma Certa vez um grupo de jovens desafiou um velho sábio a decifrar uma enigma. A fama do velho sábio tinha se propagado por toda parte e sua sabedoria era reconhecida por todos que o circundavam. Em uma praça pública da cidade, na presença de uma multidão o desafio foi lançado. Um dos jovens, chegou até o velho sábio e perguntou: - Diga-me se este pássaro que está entre as minhas mãos está vivo ou morto ? A armadilha para vencer o velho sábio era perfeita, se o mesmo dissesse que estava vivo, o jovem apertaria suavemente o pássaro, sufocando-o até a sua morte, então abriria a sua mão e a pequena ave encontraria-se morta. Se o velho sábio dissesse que a ave estava morta, aquele jovem abriria a sua mão e o pássaro ganharia altura, num vôo de liberdade. Diante de tal dilema o velho homem pôs-se a pensar tranqüilamente olhando profundamente nos olhos daquele jovem desafiante, foi quando respirando fundo e falando calmamente lhe disse: "Jovem a resposta está em suas mãos". Muitas vezes ficamos à espera de que algo nos aconteça para que tomemos o rumo de nossas vidas e esquecemos que cabe a nós segurarmos as rédeas de nossa existência e lutarmos pelo que desejamos, seja o que for, um grande amor, uma carreia, um bom emprego, saúde, etc... A reposta sempre estará em nossas mãos. Se não tomarmos consciência disso corremos o risco de passar a nossa vida inteira na mediocridade, esmolando oportunidades que nunca virão.