SlideShare uma empresa Scribd logo
Como posso continuar?   Texto de Renato Cardoso
Mesmo sabendo que seria difícil e ou impossível uma separação em definitivo, insistimos no término. Nós dois sabíamos que seria impossível e que nossos corações não iriam suportar. Mas nos despedimos... sem olhar nos olhos do outro, saímos às pressas, porque ao menor vacilo, voltaríamos para o abraço tão desejoso.
Como poderíamos continuar? Como insistir com aquela relação que já se tornava insuportável, pelo excesso de cobranças e reações incontidas, em razão do exagero do ciúme.  É, em decorrência de um sentimento muito forte que nos unia, mas que não tinha mais como segurar. Era muito para nossas condições de avanço pleno, nos atos de entrega e mistura de corpos e almas.
Como eu posso continuar? A pergunta muda de tempo, porque não está sendo fácil manter essa distância. Como continuar sem ter você aqui, junto a mim, para levar a vida como sempre vivemos e à qual nos acostumamos. Você é o que me falta em todos os momentos de meu dia.
Como eu posso continuar a não ser completo? É como imaginar um pão sem manteiga, um arco sem flecha, um céu sem estrelas. Tudo é nada aqui sozinho. E, revivendo aqueles minutos de explosões tão fortes, ... éramos pura entrega.
Como eu posso continuar? Como posso ouvir essa de Freddy e Monteserrat, sem me lembrar daqueles momentos em que nos isolávamos do mundo e ficávamos a nos dedicar um ao outro, ouvindo-a em seu volume mais alto, para que ninguém nos ouvisse com os gritos vindos do fundo da alma dizendo “EU TE AMO”.
Como posso te posso esquecer? Essa é a pergunta que fica agora, depois do tempo que nos demos, certos de que os momentos ficariam insuportáveis e que chegaríamos ao momento de pedir a volta, a reconciliação. Este momento chegou e agora?
Como? A música me induz a ir em busca de seu consentimento de um retorno pra sempre, porém (quem sabe), agora mais maduros, esperando que nossa relação seja normal, daqui pra frente.  Quem sabe?
Mas será uma relação normal?, aí a dúvida. Temos temperamento pra isso. O amor que nos une tem força tão expressiva que não consegue se conter aos nossos corações... Aí (lembra),  a explicação das explosões e cenas de ciúmes.  E quando vinham as cenas de ciúme, de cobranças. Fortíssimas!
Dói e cala fundo, mas queremos essa emoção a todo instante. Queremos estar juntos, sabemos disso, mas o que nos impede, ou nos faz pensar melhor, é a forma de como iremos tocar o nosso relacionamento. Será bom uma vida assim a dois, tão morna como é a maioria das relações de pessoas que apenas se amam?  Acho que não!
Aliás é aí que mora o perigo, porque o nosso sentimento não é de um amor puro e simplesmente. É muito mais forte, porque tem os ingredientes do amor, mas tem também aquela força, razão das explosões, com todos os requisitos de seres apaixonados, em toda sua intensidade.
E, com a força dessa paixão que bate forte em meu peito quero quase gritar: “volta pra mim”.  Já não está sendo possível viver assim, cada um em seu canto, mas com a cabeça diretamente voltada ao outro, e daquela forma inteira, que sempre foi a nossa constância.
Hoje, ao ouvir a imortal “How can i go on?”, quase morri de tanta saudade. Queria e faria tudo para voltar no tempo. Teria me mantido mais calmo e teria deixado você gritar, cobrar, reclamar, e não aceitar a minha proposta de finalização.  Mas, com a força irracional e intempestiva da paixão, concordamos com a separação, como que, assim, nos seria possível continuar vivendo.
E estou a um passo de sair correndo em busca do seu abraço.  Daí fica a minha pergunta gritada com todo talento pela dupla que mostra, pela música que agora voltamos a ouvir, o que é um sentimento chamado paixão. Então, ... How can i go on?
Texto e apresentação por Renato Cardoso O meu sentimento é tão forte e profundo, que não consigo administrá-lo sozinho. E recorrer a quem? Claro, a você, que é cúmplice, não só por viver o mesmo sentimento, mas porque é a razão disso tudo. How can i go on?

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Sinto muito
Sinto muitoSinto muito
Sinto muito
Renato Cardoso
 
#Textos de Clarice Lispector# (by Fatinha)
#Textos de Clarice Lispector# (by Fatinha)#Textos de Clarice Lispector# (by Fatinha)
#Textos de Clarice Lispector# (by Fatinha)
Fatinha
 
As Intrigas da Alma Humana
As Intrigas da Alma HumanaAs Intrigas da Alma Humana
As Intrigas da Alma Humana
Daniel Paixão Fontes
 
AMOR,ALEGRIAS E LAGRIMAS
AMOR,ALEGRIAS E LAGRIMASAMOR,ALEGRIAS E LAGRIMAS
AMOR,ALEGRIAS E LAGRIMAS
Khamia carvalho
 
Amor de almas
Amor de almasAmor de almas
Amor de almas
marileneb
 
Rasgando o coração fernanda brum
Rasgando o coração fernanda brumRasgando o coração fernanda brum
Rasgando o coração fernanda brum
Douglas Costa
 
Poema para minha esposa deuzenil
Poema para minha esposa deuzenilPoema para minha esposa deuzenil
Poema para minha esposa deuzenil
devail
 
Amor
AmorAmor
Amor
AmorAmor
Fim de amor
Fim de amorFim de amor
Fim de amor
Mensagens Virtuais
 
Afinidades
AfinidadesAfinidades
Afinidades
Rosa Silva
 
Dai graças a cada manhã
Dai graças a cada manhãDai graças a cada manhã
Dai graças a cada manhã
Amadeu Wolff
 
Nós para sempre nós
Nós para sempre nósNós para sempre nós
Nós para sempre nós
Tércio Moura
 
Amor Contemporâneo
Amor ContemporâneoAmor Contemporâneo
Amor Contemporâneo
Marcia Dolores Resende
 
Só o amor não resiste
Só o amor não resisteSó o amor não resiste
Só o amor não resiste
Mari Dias
 
Meus Desejos De Natal
Meus Desejos De NatalMeus Desejos De Natal
Meus Desejos De Natal
Carmen María Pérez
 

Mais procurados (16)

Sinto muito
Sinto muitoSinto muito
Sinto muito
 
#Textos de Clarice Lispector# (by Fatinha)
#Textos de Clarice Lispector# (by Fatinha)#Textos de Clarice Lispector# (by Fatinha)
#Textos de Clarice Lispector# (by Fatinha)
 
As Intrigas da Alma Humana
As Intrigas da Alma HumanaAs Intrigas da Alma Humana
As Intrigas da Alma Humana
 
AMOR,ALEGRIAS E LAGRIMAS
AMOR,ALEGRIAS E LAGRIMASAMOR,ALEGRIAS E LAGRIMAS
AMOR,ALEGRIAS E LAGRIMAS
 
Amor de almas
Amor de almasAmor de almas
Amor de almas
 
Rasgando o coração fernanda brum
Rasgando o coração fernanda brumRasgando o coração fernanda brum
Rasgando o coração fernanda brum
 
Poema para minha esposa deuzenil
Poema para minha esposa deuzenilPoema para minha esposa deuzenil
Poema para minha esposa deuzenil
 
Amor
AmorAmor
Amor
 
Amor
AmorAmor
Amor
 
Fim de amor
Fim de amorFim de amor
Fim de amor
 
Afinidades
AfinidadesAfinidades
Afinidades
 
Dai graças a cada manhã
Dai graças a cada manhãDai graças a cada manhã
Dai graças a cada manhã
 
Nós para sempre nós
Nós para sempre nósNós para sempre nós
Nós para sempre nós
 
Amor Contemporâneo
Amor ContemporâneoAmor Contemporâneo
Amor Contemporâneo
 
Só o amor não resiste
Só o amor não resisteSó o amor não resiste
Só o amor não resiste
 
Meus Desejos De Natal
Meus Desejos De NatalMeus Desejos De Natal
Meus Desejos De Natal
 

Destaque

Summer GALa Ring 1
Summer GALa   Ring 1Summer GALa   Ring 1
Summer GALa Ring 1
nicoleiluska
 
Mostra Filatélica do Mar – João Batel
Mostra Filatélica do Mar – João BatelMostra Filatélica do Mar – João Batel
Mostra Filatélica do Mar – João Batel
portodeaveiro
 
Ice90e Manual
Ice90e ManualIce90e Manual
Ice90e Manual
guest615c79
 
Facundo Cabral Nelci
Facundo Cabral NelciFacundo Cabral Nelci
Facundo Cabral Nelci
AndySans 2008
 
Ice90 Manual E
Ice90 Manual EIce90 Manual E
Ice90 Manual E
guestba192b
 
A borboleta e o cavalinho
A borboleta e o cavalinhoA borboleta e o cavalinho
Web Accessibility (update)
Web Accessibility (update)Web Accessibility (update)
Web Accessibility (update)
Poakpong Phongsasanongkul
 
Newly Wed 2008
Newly Wed 2008Newly Wed 2008
Newly Wed 2008
Ware Petznick
 
498asurvivalguide
498asurvivalguide498asurvivalguide
498asurvivalguide
Trust Me
 

Destaque (9)

Summer GALa Ring 1
Summer GALa   Ring 1Summer GALa   Ring 1
Summer GALa Ring 1
 
Mostra Filatélica do Mar – João Batel
Mostra Filatélica do Mar – João BatelMostra Filatélica do Mar – João Batel
Mostra Filatélica do Mar – João Batel
 
Ice90e Manual
Ice90e ManualIce90e Manual
Ice90e Manual
 
Facundo Cabral Nelci
Facundo Cabral NelciFacundo Cabral Nelci
Facundo Cabral Nelci
 
Ice90 Manual E
Ice90 Manual EIce90 Manual E
Ice90 Manual E
 
A borboleta e o cavalinho
A borboleta e o cavalinhoA borboleta e o cavalinho
A borboleta e o cavalinho
 
Web Accessibility (update)
Web Accessibility (update)Web Accessibility (update)
Web Accessibility (update)
 
Newly Wed 2008
Newly Wed 2008Newly Wed 2008
Newly Wed 2008
 
498asurvivalguide
498asurvivalguide498asurvivalguide
498asurvivalguide
 

Semelhante a How Can I Go On

Algumas_pessoas_pensam_que_encontrar_um_amor_verdadeiro_e_encontrar_uma_pesso...
Algumas_pessoas_pensam_que_encontrar_um_amor_verdadeiro_e_encontrar_uma_pesso...Algumas_pessoas_pensam_que_encontrar_um_amor_verdadeiro_e_encontrar_uma_pesso...
Algumas_pessoas_pensam_que_encontrar_um_amor_verdadeiro_e_encontrar_uma_pesso...
ArtedoSaberida
 
Como vai voce
Como vai voceComo vai voce
Como vai voce
Fer Nanda
 
Você Foi
Você FoiVocê Foi
Você Foi
guestc79f8f
 
Você Foi
Você FoiVocê Foi
Você Foi
guestc79f8f
 
POESIAS COM SABOR DE ABRAÇO.pdf
POESIAS COM SABOR DE ABRAÇO.pdfPOESIAS COM SABOR DE ABRAÇO.pdf
POESIAS COM SABOR DE ABRAÇO.pdf
INSTITUTO IKTUS INSTITUTO IKTUS
 
Amor incondicional
Amor incondicionalAmor incondicional
Amor incondicional
Luis Eduardo
 
Almas que se encontram
Almas que se encontramAlmas que se encontram
Almas que se encontram
Mensagens Virtuais
 
Almas Que Se Encontram
Almas Que Se EncontramAlmas Que Se Encontram
Almas Que Se Encontram
IARA FAGUNDES
 
Sinto Muito
Sinto MuitoSinto Muito
Sinto Muito
Renato Cardoso
 
Sinto Muito
Sinto MuitoSinto Muito
Sinto Muito
Renato Cardoso
 
Pedaços de ti
Pedaços  de  tiPedaços  de  ti
Pedaços de ti
198129
 
Amar pode dar_certo_-_roberto_shinyashiki
Amar pode dar_certo_-_roberto_shinyashikiAmar pode dar_certo_-_roberto_shinyashiki
Amar pode dar_certo_-_roberto_shinyashiki
Flávia oliveira
 
Hoje acordei com saudades
Hoje acordei com saudadesHoje acordei com saudades
Hoje acordei com saudades
Mensagens Virtuais
 
Canciones en portugues
Canciones en portuguesCanciones en portugues
Canciones en portugues
Urbano Damian Garcia
 
Sinto muito -
Sinto muito - Sinto muito -
Sinto muito -
Renato Cardoso
 
Sinto muito
Sinto muitoSinto muito
Sinto muito
Renato Cardoso
 
Sinto muito.pps
Sinto muito.ppsSinto muito.pps
Sinto muito.pps
Renato Cardoso
 
Sinto muito
Sinto muitoSinto muito
Sinto muito
Renato Cardoso
 
Sinto muito
Sinto muitoSinto muito
Sinto muito
Renato Cardoso
 
Letras Leandro de Moraes
Letras Leandro de Moraes Letras Leandro de Moraes
Letras Leandro de Moraes
Leandro Oliveira
 

Semelhante a How Can I Go On (20)

Algumas_pessoas_pensam_que_encontrar_um_amor_verdadeiro_e_encontrar_uma_pesso...
Algumas_pessoas_pensam_que_encontrar_um_amor_verdadeiro_e_encontrar_uma_pesso...Algumas_pessoas_pensam_que_encontrar_um_amor_verdadeiro_e_encontrar_uma_pesso...
Algumas_pessoas_pensam_que_encontrar_um_amor_verdadeiro_e_encontrar_uma_pesso...
 
Como vai voce
Como vai voceComo vai voce
Como vai voce
 
Você Foi
Você FoiVocê Foi
Você Foi
 
Você Foi
Você FoiVocê Foi
Você Foi
 
POESIAS COM SABOR DE ABRAÇO.pdf
POESIAS COM SABOR DE ABRAÇO.pdfPOESIAS COM SABOR DE ABRAÇO.pdf
POESIAS COM SABOR DE ABRAÇO.pdf
 
Amor incondicional
Amor incondicionalAmor incondicional
Amor incondicional
 
Almas que se encontram
Almas que se encontramAlmas que se encontram
Almas que se encontram
 
Almas Que Se Encontram
Almas Que Se EncontramAlmas Que Se Encontram
Almas Que Se Encontram
 
Sinto Muito
Sinto MuitoSinto Muito
Sinto Muito
 
Sinto Muito
Sinto MuitoSinto Muito
Sinto Muito
 
Pedaços de ti
Pedaços  de  tiPedaços  de  ti
Pedaços de ti
 
Amar pode dar_certo_-_roberto_shinyashiki
Amar pode dar_certo_-_roberto_shinyashikiAmar pode dar_certo_-_roberto_shinyashiki
Amar pode dar_certo_-_roberto_shinyashiki
 
Hoje acordei com saudades
Hoje acordei com saudadesHoje acordei com saudades
Hoje acordei com saudades
 
Canciones en portugues
Canciones en portuguesCanciones en portugues
Canciones en portugues
 
Sinto muito -
Sinto muito - Sinto muito -
Sinto muito -
 
Sinto muito
Sinto muitoSinto muito
Sinto muito
 
Sinto muito.pps
Sinto muito.ppsSinto muito.pps
Sinto muito.pps
 
Sinto muito
Sinto muitoSinto muito
Sinto muito
 
Sinto muito
Sinto muitoSinto muito
Sinto muito
 
Letras Leandro de Moraes
Letras Leandro de Moraes Letras Leandro de Moraes
Letras Leandro de Moraes
 

Mais de Renato Cardoso

Bauruenses queridos
Bauruenses queridosBauruenses queridos
Bauruenses queridos
Renato Cardoso
 
As aquarelas sensuais de Steve Hanks
As aquarelas sensuais de Steve HanksAs aquarelas sensuais de Steve Hanks
As aquarelas sensuais de Steve Hanks
Renato Cardoso
 
O cé de bauru é mais bonito
O cé de bauru é mais bonito O cé de bauru é mais bonito
O cé de bauru é mais bonito
Renato Cardoso
 
No ano que vem
No ano que vemNo ano que vem
No ano que vem
Renato Cardoso
 
Primavera sem flor 1
Primavera sem flor 1Primavera sem flor 1
Primavera sem flor 1
Renato Cardoso
 
Primavera sem flor
Primavera sem florPrimavera sem flor
Primavera sem flor
Renato Cardoso
 
Primavera sem flor
Primavera sem florPrimavera sem flor
Primavera sem flor
Renato Cardoso
 
Primavera sem flor
Primavera sem florPrimavera sem flor
Primavera sem flor
Renato Cardoso
 
Aprendi
AprendiAprendi
Untitled Presentation
Untitled PresentationUntitled Presentation
Untitled Presentation
Renato Cardoso
 
Orao do-amigo-1206903801670519-3 (3)
Orao do-amigo-1206903801670519-3 (3)Orao do-amigo-1206903801670519-3 (3)
Orao do-amigo-1206903801670519-3 (3)
Renato Cardoso
 
Orao do-amigo-1206903801670519-3 (3)
Orao do-amigo-1206903801670519-3 (3)Orao do-amigo-1206903801670519-3 (3)
Orao do-amigo-1206903801670519-3 (3)
Renato Cardoso
 
Vem acorda-tempoderecomeçar
Vem acorda-tempoderecomeçarVem acorda-tempoderecomeçar
Vem acorda-tempoderecomeçar
Renato Cardoso
 
Pessoas que-brilham.pps
Pessoas que-brilham.ppsPessoas que-brilham.pps
Pessoas que-brilham.pps
Renato Cardoso
 
Pessoas que-brilham-1200671188341639-2
Pessoas que-brilham-1200671188341639-2Pessoas que-brilham-1200671188341639-2
Pessoas que-brilham-1200671188341639-2
Renato Cardoso
 
Pessoas que-brilham
Pessoas que-brilhamPessoas que-brilham
Pessoas que-brilham
Renato Cardoso
 
Paz e-lutas2014.pps
Paz e-lutas2014.ppsPaz e-lutas2014.pps
Paz e-lutas2014.pps
Renato Cardoso
 
Paz e Lutas
Paz e LutasPaz e Lutas
Paz e Lutas
Renato Cardoso
 
Paz e lutas
Paz e lutasPaz e lutas
Paz e lutas
Renato Cardoso
 
Fernão capelo gaiovta
Fernão capelo gaiovtaFernão capelo gaiovta
Fernão capelo gaiovta
Renato Cardoso
 

Mais de Renato Cardoso (20)

Bauruenses queridos
Bauruenses queridosBauruenses queridos
Bauruenses queridos
 
As aquarelas sensuais de Steve Hanks
As aquarelas sensuais de Steve HanksAs aquarelas sensuais de Steve Hanks
As aquarelas sensuais de Steve Hanks
 
O cé de bauru é mais bonito
O cé de bauru é mais bonito O cé de bauru é mais bonito
O cé de bauru é mais bonito
 
No ano que vem
No ano que vemNo ano que vem
No ano que vem
 
Primavera sem flor 1
Primavera sem flor 1Primavera sem flor 1
Primavera sem flor 1
 
Primavera sem flor
Primavera sem florPrimavera sem flor
Primavera sem flor
 
Primavera sem flor
Primavera sem florPrimavera sem flor
Primavera sem flor
 
Primavera sem flor
Primavera sem florPrimavera sem flor
Primavera sem flor
 
Aprendi
AprendiAprendi
Aprendi
 
Untitled Presentation
Untitled PresentationUntitled Presentation
Untitled Presentation
 
Orao do-amigo-1206903801670519-3 (3)
Orao do-amigo-1206903801670519-3 (3)Orao do-amigo-1206903801670519-3 (3)
Orao do-amigo-1206903801670519-3 (3)
 
Orao do-amigo-1206903801670519-3 (3)
Orao do-amigo-1206903801670519-3 (3)Orao do-amigo-1206903801670519-3 (3)
Orao do-amigo-1206903801670519-3 (3)
 
Vem acorda-tempoderecomeçar
Vem acorda-tempoderecomeçarVem acorda-tempoderecomeçar
Vem acorda-tempoderecomeçar
 
Pessoas que-brilham.pps
Pessoas que-brilham.ppsPessoas que-brilham.pps
Pessoas que-brilham.pps
 
Pessoas que-brilham-1200671188341639-2
Pessoas que-brilham-1200671188341639-2Pessoas que-brilham-1200671188341639-2
Pessoas que-brilham-1200671188341639-2
 
Pessoas que-brilham
Pessoas que-brilhamPessoas que-brilham
Pessoas que-brilham
 
Paz e-lutas2014.pps
Paz e-lutas2014.ppsPaz e-lutas2014.pps
Paz e-lutas2014.pps
 
Paz e Lutas
Paz e LutasPaz e Lutas
Paz e Lutas
 
Paz e lutas
Paz e lutasPaz e lutas
Paz e lutas
 
Fernão capelo gaiovta
Fernão capelo gaiovtaFernão capelo gaiovta
Fernão capelo gaiovta
 

How Can I Go On

  • 1. Como posso continuar? Texto de Renato Cardoso
  • 2. Mesmo sabendo que seria difícil e ou impossível uma separação em definitivo, insistimos no término. Nós dois sabíamos que seria impossível e que nossos corações não iriam suportar. Mas nos despedimos... sem olhar nos olhos do outro, saímos às pressas, porque ao menor vacilo, voltaríamos para o abraço tão desejoso.
  • 3. Como poderíamos continuar? Como insistir com aquela relação que já se tornava insuportável, pelo excesso de cobranças e reações incontidas, em razão do exagero do ciúme. É, em decorrência de um sentimento muito forte que nos unia, mas que não tinha mais como segurar. Era muito para nossas condições de avanço pleno, nos atos de entrega e mistura de corpos e almas.
  • 4. Como eu posso continuar? A pergunta muda de tempo, porque não está sendo fácil manter essa distância. Como continuar sem ter você aqui, junto a mim, para levar a vida como sempre vivemos e à qual nos acostumamos. Você é o que me falta em todos os momentos de meu dia.
  • 5. Como eu posso continuar a não ser completo? É como imaginar um pão sem manteiga, um arco sem flecha, um céu sem estrelas. Tudo é nada aqui sozinho. E, revivendo aqueles minutos de explosões tão fortes, ... éramos pura entrega.
  • 6. Como eu posso continuar? Como posso ouvir essa de Freddy e Monteserrat, sem me lembrar daqueles momentos em que nos isolávamos do mundo e ficávamos a nos dedicar um ao outro, ouvindo-a em seu volume mais alto, para que ninguém nos ouvisse com os gritos vindos do fundo da alma dizendo “EU TE AMO”.
  • 7. Como posso te posso esquecer? Essa é a pergunta que fica agora, depois do tempo que nos demos, certos de que os momentos ficariam insuportáveis e que chegaríamos ao momento de pedir a volta, a reconciliação. Este momento chegou e agora?
  • 8. Como? A música me induz a ir em busca de seu consentimento de um retorno pra sempre, porém (quem sabe), agora mais maduros, esperando que nossa relação seja normal, daqui pra frente. Quem sabe?
  • 9. Mas será uma relação normal?, aí a dúvida. Temos temperamento pra isso. O amor que nos une tem força tão expressiva que não consegue se conter aos nossos corações... Aí (lembra), a explicação das explosões e cenas de ciúmes. E quando vinham as cenas de ciúme, de cobranças. Fortíssimas!
  • 10. Dói e cala fundo, mas queremos essa emoção a todo instante. Queremos estar juntos, sabemos disso, mas o que nos impede, ou nos faz pensar melhor, é a forma de como iremos tocar o nosso relacionamento. Será bom uma vida assim a dois, tão morna como é a maioria das relações de pessoas que apenas se amam? Acho que não!
  • 11. Aliás é aí que mora o perigo, porque o nosso sentimento não é de um amor puro e simplesmente. É muito mais forte, porque tem os ingredientes do amor, mas tem também aquela força, razão das explosões, com todos os requisitos de seres apaixonados, em toda sua intensidade.
  • 12. E, com a força dessa paixão que bate forte em meu peito quero quase gritar: “volta pra mim”. Já não está sendo possível viver assim, cada um em seu canto, mas com a cabeça diretamente voltada ao outro, e daquela forma inteira, que sempre foi a nossa constância.
  • 13. Hoje, ao ouvir a imortal “How can i go on?”, quase morri de tanta saudade. Queria e faria tudo para voltar no tempo. Teria me mantido mais calmo e teria deixado você gritar, cobrar, reclamar, e não aceitar a minha proposta de finalização. Mas, com a força irracional e intempestiva da paixão, concordamos com a separação, como que, assim, nos seria possível continuar vivendo.
  • 14. E estou a um passo de sair correndo em busca do seu abraço. Daí fica a minha pergunta gritada com todo talento pela dupla que mostra, pela música que agora voltamos a ouvir, o que é um sentimento chamado paixão. Então, ... How can i go on?
  • 15. Texto e apresentação por Renato Cardoso O meu sentimento é tão forte e profundo, que não consigo administrá-lo sozinho. E recorrer a quem? Claro, a você, que é cúmplice, não só por viver o mesmo sentimento, mas porque é a razão disso tudo. How can i go on?