SlideShare uma empresa Scribd logo
Informativo da Paróquia de Nossa Senhora da Conceição - São Miguel do Anta/MG
NOVEMBRO/DEZEMBRO - 2018  ANO X  NÚMERO 71
LITURGIA PASSO A PASSO
LITURGIA é tema indispensável para os
cristãos. É pelas celebrações litúrgicas que
Cristo nos reúne em assembleia e nos põe
em comunhão com o Pai pelo Espírito Santo.
Por isso, é importante conhecer o sentido
profundo da Liturgia e suas implicações.
Convido você a percorrer esse caminho, sob
orientação do Mestre por excelência, Jesus
Cristo. Com humildade e de coração aberto.
Passo a passo.
O que é liturgia?
Liturgia é uma palavra de origem grega,
cujo significado é “serviço público”, uma
obra realizada em benefício do povo. A Igreja
assumiu e aplicou o termo liturgia no sentido
de “serviço divino”, serviço religioso e ritual.
É, ao mesmo tempo, a salvação realizada por
Deus na sua Igreja e o culto prestado a Deus
por essa Igreja. Portanto, quando falamos de
liturgia, incluímos tanto o agir de Deus em
nosso favor, quanto o nosso agir comunitário
dirigido a Deus. Então, em liturgia temos dois
movimentos: ascendente e descendente. De
nós para Deus e de Deus para nós. Elevamos
a Deus nossos anseios, súplicas e agradeci-
mentos (movimento ascendente), e de Deus
recebemos abundantes graças (movimento
descendente).
De liturgia deriva a expressão celebrações
litúrgicas. Antes de tudo, vamos tratar sobre
celebrações.
O que significa celebrar?
Celebrar quer dizer tornar célebre, valori-
zar, engrandecer. Tudo isso pode ser aplicado
a pessoas ou acontecimentos. Quando ce-
lebramos o aniversário de um amigo, o que
fazemos? Por meio de aplausos, cantos,
felicitações, nós colocamos em destaque
o aniversariante e lhe demonstramos afeto
e amizade. Celebramos a sua vida, a sua
história. Quando uma nação celebra um fato
histórico, por exemplo, o Dia da Independên-
cia, o que faz? Valoriza o fato histórico, lem-
bra os heróis da Pátria, por meio de desfiles,
discursos, feriado nacional… Enfim põe em
destaque aquele acontecimento.
A partir desses exemplos, será mais fácil
compreender o significado de celebrações
litúrgicas. No próximo número, trataremos
sobre esse assunto.
https://www.paulus.com.br/portal/
colunista/luiz-miguel/o-que-e-liturgia.html
Eis que se aproxima o período das
festividades em honra de Nossa Senhora
da Conceição, nossa grande padroeira.
Desde o início da Igreja o povo fiel guiado
pela luz do Espírito Santo já compreendia
que qualquer pecado era inconciliável com
a santidade da Mãe de Deus. São muitas
as expressões que desde cedo foram
empregadas para realçar a beleza singular
de Maria: “santuário da impecabilidade”;
“templo santificado por Deus”; “paraíso
verdejante e incorruptível”; “toda bela, pura
e sem mancha”
Quando em 8 de dezembro de 1854, o
Papa Pio IX declarou como dogma a Ima-
culada Conceição de Maria ele na verdade
estava confirmando uma verdade de fé
que sempre habitou o coração da comuni-
dade cristã: “Declaramos, pronunciamos
e definimos que a doutrina que diz que a
beatíssima Virgem Maria no primeiro ins-
tante da sua conceição por singular graça
e privilégio de Deus onipotente e em vista
dos méritos de Jesus Cristo, Salvador do
gênero humano, foi preservada imune de
toda mancha da culpa original, é revelada
por Deus e por isso deve ser crida firme e
constantemente por todos os fiéis.”
A doutrina da Imaculada Conceição
de Maria expressa, que por causa de sua
íntima comunhão de vida e de destino com
Cristo, Maria foi envolvida desde o primeiro
instante de sua existência pelo amor do Pai,
pela graça do Filho e pelos esplendores do
Espírito. A Imaculada Conceição manifesta
a absoluta iniciativa do Pai e significa que
“desde o início de sua existência Maria foi
envolvida pelo amor redentor e santificante
de Deus”.
Neste ano 2018 queremos celebrar
a Padroeira contemplando Maria como a
mulher plena de graça que nos convida
a também abrirmos o coração ao aco-
lhimento de Deus e de sua graça que de
modo tão especial se derrama sobre nós a
partir da vida sacramental. Sincero desejo
de que todos os membros da comunidade
de fé venham celebrar com intensidade e
alegria a novena e que como fruto de sua
participação cresçam todos em santidade.
Pe. Wantuil Gonzaga Júnior
PALAVRA DO PÁROCO
A vocês, cristãos leigos e leigas que participam da comunidade eclesial, leiam e
reflitam os artigos sobre LITURGIA que apresentaremos a partir deste número.
Aos Paroquianos,
Que neste Natal e em todos os dias do próximo ano, possamos
fazer de Jesus nosso melhor amigo, pois Ele é o maior motivo
do Natal e da nossa existência. Feliz Natal e um ano cheio de
amor, paz, amizade, humildade e sabedoria.
Conselho Paroquial de Pastoral
MENSAGEM DE NATAL
Informativo PARÓQUIA DE NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO2
QUEM NOS ENSINOU A REZAR?
Todas as vezes que os nossos joelhos
dobram-se ao chão e os corações elevam-se
a presença do Altíssimo, certamente que ali
foram infundidos ensinamentos provindos
de alguém que, escolhido por Deus e unica-
mente por graça d’Ele, tornou-se instrumento
e fonte catequética – sacerdotes, religiosos,
os nossos pais, a nossa comunidade, os
catequistas, dentre outros – ao corresponder
a um chamado em meio a providência divina.
Tamanha é a beleza contida no coração
do catequisando, que remete-nos a pequenez
de nossas almas frente à grandeza da dimen-
são pedagógica pela qual Deus nos conduz.
Nas mãos postas para as primeiras reve-
rências, venerações, contemplações, ou o
simples ato de conduzir o sinal da cruz, estão
os sinais que também nos fazem aprendizes.
Nessa dinâmica, por imagem e semelhança,
catequistas somos todos e, pela paternidade
transcendente, somos todos catequisados.
Não nascemos completos. Não seremos
aqui completos. “A vida humana não se re-
aliza por si só. A nossa vida é uma questão
aberta, um projeto incompleto que ainda
deve ser terminado e realizado” (Papa Bento
XVI). É um processo contínuo, abrirmo-nos
a completude, aprendermos a nos aproximar
de Jesus, n’Ele estar, e com Ele caminhar em
passos que nos direcionam “(...) para uma
perfeição última a ser ainda atingida, para
qual Deus a destinou” (Catecismo da Igreja
Católica 302).
Como catequisandos, permitamo-nos
conhecer essa Verdade, refletida nos filhos
da Santa Igreja, que em Cristo Jesus nos
liberta dos pecados. Como catequistas,
alcemo-nos à responsabilidade de sermos
Evangelho vivo, de termos o desejo de tomar
o calvário na doação da cruz, certos que
O contemplaremos pleno e perfeitamente
juntos na vida eterna. Paz e bem!
Gilmar Resende da Silveira
Comunidade Santo Expedito – Capivara
O Ministério da Consolação e da Espe-
rança é a presença e a ação da Igreja Cató-
lica nos cemitérios, nas salas de velórios
e capelas mortuárias. Seu objetivo é levar,
através do Evangelho uma mensagem de
fé e esperança e consolar a todos aqueles
que sofrem a perda do ente querido, seja
ou não católico.
Em nossa Paróquia somos um grupo
de homens e mulheres que não medem
esforços para marcar presença e levar
às famílias enlutadas, uma palavra de
conforto, para que a confiança em Deus
continue em seus corações.
O grupo do Ministério da Esperança
reúne toda 1ª quinta-feira do mês, para
momentos de oração e formação. Tem
como missão acompanhar a família enlu-
tada, desde o falecimento do ente querido,
fazendo vigílias no velório, auxiliando o
padre na celebração de Exéquias, e quando
necessário, o coordenador preside essas
celebrações. A família do(a) falecido(a) é
acompanhada por sete dias com orações
pedindo a misericórdia de Deus pelo
falecido(a) e pelo conforto da família.
Cada dia acende-se uma vela no can-
delabro, refletindo o seu significado
Convido você, a fazer parte desta
missão.
Imaculada Vitorino
MINISTÉRIO DA CONSOLAÇÃO E DA ESPERANÇA
DIA DE FINADOS – 2 DE NOVEMBRO
O Dia dos Mortos ou de Finados é celebrado no dia
2 de novembro de todos os anos. Como o próprio nome
já diz, a data é utilizada para relembrar os entes queridos
que não estão mais nesse mundo. Trata-se de um feriado
religioso, dedicado a orações e homenagens aos que já se
foram. A Igreja católica afirma que no dia de Finados os
vivos devem interceder pelas almas que estão no purgatório
esperando a purificação para entrarem no céu.
A MISSÃO DO CATEQUISTA
No último domingo do mês
vocacional (agosto) celebramos o
dia dos catequistas. A comunidade
paroquial agradece a Deus pelo tra-
balho que realizam com as crianças
e jovens. Catequistas são pessoas
escolhidas, a exemplo dos após-
tolos, para anunciar a Boa Nova a
todos os povos. São a voz de Jesus
na comunidade catequizadora. São
eles que vão ao encontro dos que
ainda não conhecem a Jesus, ou
pouco o conhecem. A missão de
todos os catequistas é testemunhar
Jesus, vivo no meio de nós, com
seus gestos. É anunciar o Evangelho
com a própria vida.
Ser catequista é receber essa
missão como presente de Deus. É
semear a esperança.
“Desse modo, a fé que vocês têm será aprovada como ouro que passa pelo fogo. O ouro vai desaparecer,
mas a fé que vocês têm, e que vale muito mais, não se perderá, até o dia da revelação de Jesus Cristo.
Então, por essa fé, vocês receberão louvor, glória e honra” (1Pe 1,7).
Informativo PARÓQUIA DE NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO 3
SACRAMENTO DA CRISMA
ACONTECEU... ACONTECEU... ACONTECEU...
No dia 22 de setembro vivemos mo-
mentos de graça em nossa Paróquia, pela
celebração da Eucaristia por Dom Airton
José, Arcebispo de Mariana, conferindo o
Sacramento da Crisma a 82 crismandos.
Diz o Papa Francisco: “Renascer à
vida divina no Batismo é o primeiro pas-
so; é preciso então comportar-se como
filho de Deus, ou seja, conformar-se ao
Cristo que age na santa Igreja, deixando-
-se envolver na sua missão no mundo.
A isso provê a unção do Espírito Santo:
“sem a sua força, nada está no homem”
(cfr Sequência de Pentecostes). Sem a
força do Espírito Santo, não podemos fazer
nada: é o Espírito que nos dá a força para
seguir adiante. Como toda a vida de Jesus
foi animada pelo Espírito, assim também a
vida da Igreja e de cada um dos seus mem-
bros está sob a guia do mesmo Espírito.
O Espírito está no nosso coração, na nos-
sa alma. E o Espírito nos guia na vida para que
nos tornemos sal e luz justos aos homens.
FESTA DE NOSSA SENHORA DO ROSÁRIO
No dia 7 de outubro celebramos
Nossa Senhora do Rosário. A devoção
a Nossa Senhora do Rosário atravessa
os séculos, trazendo a Igreja para o lado
de Maria Santíssima, que a leva para a
Salvação de Jesus. O Rosário de Maria
une a terra aos Céus. Maria Santíssima,
em suas aparições, sempre insiste para
que as pessoas rezem o Rosário, que é
um dos caminhos para se chegar a Jesus
e a Salvação eterna.
O Santo Rosário é também uma
poderosa arma de intercessão, um
meio certo de se obter graças através
da Virgem Maria.
COMUNIDADE N.S.APARECIDA-BOM JARDIM
A Comunidade de Nossa Senhora Aparecida –
Bom Jardim e subjacentes agradecem a todas as
comunidades e grupos pastorais da Paróquia pela
participação na Celebração da Novena em honra a
Nossa Senhora Aparecida, padroeira da comunidade.
A todos a bênção de Deus e a proteção de Maria.
Maria José
MISSÕES
Nos meses de setembro e outubro, um
grupo de agentes de pastoral da Paróquia rea-
lizou o trabalho missionário nas comunidades
rurais, visitando todas as famílias. Gratidão a
Deus por esse trabalho que, mesmo pequeno,
nos traz uma grande riqueza pela acolhida das
famílias e pelos missionários que deixam tudo
e partem, com coragem e alegria, para parti-
lhar a mensagem do Evangelho, acendendo
a luz de Cristo, a luz da justiça, da paz, do
amor e da bondade; a luz que traz nos seus
raios a cura e a salvação.
Disse Jesus: “Ide, por todo o mundo, a todos pregai o Evangelho. Eis que estou convosco todos os dias até o fim do mundo”
Informativo PARÓQUIA DE NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO4
Dia 01 – 17h30 - Capivara
19h30 – Confissões EAC
Dia 02 – 12h –Missa
14h – Confissões – EAC
19h - Missa
20h – Confissões – EAC
Dia 03 – Coroinhas
09h – Confissões – EAC
16h – Missa (Sta. Filomena)
Dia 04 – Batizados
16h – Missa –Bom Jardim
Dia 05 – Visitação Bom Jardim
Dia 06 – Visitação Bom Jardim
19h – Missa: Serra Verde
Dia 07 – 19h – Formação Litúrgica
Dia 08 – 19h –Missa – Fartura
Dia 09 – 19h – Missa – B.Tanque
Encontro da SSVP
Dia 10 – Formação- Roteiros Reflexão
Encontro da SSVP
Retiro: Ministério da Esperança
Dia 11 – Encontro da SSVP
14h – Missa – Sto. Expedito
16h –Confissões EAC
Dia 12 – 19h - Missa – Cocais
Dia 13 – Visitação - Muqueca
19h Confissões EAC
Dia 14 – 19h Confissões EAC
Dia 15 – 19h – Missa – Pingos
Dia 16 – 19h – (*)
Dia 17 – Reunião de Forania
Encontro RCC
14h – Confissões EAC
20h – Confissões EAC
Dia 18 – Encontro RCC
14h – Missa – Fundaça
16h – Missa – Capivara
Dia 19 – Visitação - Senhorinha
Dia 20 – 19h – Missa – Santa Clara
20h – Confissões EAC
Dia 21 – 19h – Missa – São José
Dia 22 – 20h (*)
Dia 23 – 19h – Missa – Santa Efigênia
Dia 24 – CPP/ CAEP
EAC
Formação Marianos
Dia 25 – EAC
16h – Missa: Muqueca
Dia 26 – Círculos ECC
19h –Missa – Lopes
Dia 27 – Plenário
Dia 28 –19h – Missa – São Vicente
19h – Formação Litúrgica
Dia 29 – Novena da Padroeira
Dia 30 – Novena da Padroeira
Dia 01 – Novena da Padroeira
Dia 02 – Batizados
16h – Missa- Bom jardim
19h – Novena da Padroeira
Dia 03 – Novena da Padroeira
Dia 04 – Novena da Padroeira
Dia 05 – Novena da Padroeira
Dia 06 – 17h – Missa Capivara
19h – Novena da Padroeira
Dia 07 – Novena da Padroeira
Dia 08 – Solenidade da Padroeira
08h – Missa Solene
18h – Missa Solene e Procissão
Dia 09 – 14h – Missa – Santo Expedito
Dia 10 – 09h – Missa – B. Tanque
Dia 11 – 19h – Missa – Peroba
Dia 12 – 19h – Missa – Pingos
Dia 13 – 19h - Festa de Santa Luzia
Dia 14 – Novena de Natal
19h - Salão Paroquial: Formatura
Dia 15 – 17h – Missa - Formandos – Capivara
19h- Missa Formandos – Matriz
Dia 16 – 14h – Missa – Fundaça
16h – Missa – Capivara
Dia 17 –19h – Missa – Fartura
Dia 18 – 19h – Missa – Sta. Clara
Dia 19 – 19h – Missa – S. José
Dia 22 – 14h – CPP/ CAEP
Dia 23 – 16h – Missa –Muqueca
Dia 24 – 22h – Missa de Natal
Dia 25 – 08h – Missa de Natal
Dia 28 – 19h – Missa – S. Vicente
Dia 31 – 21h – Missa
::: AGENDA :::
NOVEMBRO DEZEMBRO
Janeiro 2019
Dia 01 – 19h – Missa
::: Em breve programação completa :::
Próximos de terminar mais um ano a
Paróquia Nossa Senhora da Conceição, através
da Pastoral do Dízimo e do CAEP (Conselho para
Assuntos Econômicos Paroquial) vem agradecer
a cada paroquiano por toda participação e ajuda
prestada em 2018. Na oportunidade comunica que
a Campanha do Café, anualmente realizada para
incremento das obras paroquiais arrecadou neste
ano o valor de R$2.2032,00.
Que o bom Deus abençoe e
recompense a todos!
NOTA DE AGRADECIMENTO

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Maria, discípula e missionária
Maria, discípula e missionáriaMaria, discípula e missionária
Maria, discípula e missionária
ribamar123
 
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Agosto...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Agosto...Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Agosto...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Agosto...
ParoquiaDeSaoPedro
 
Jornal dezembro 2015 janeiro 2016
Jornal dezembro 2015    janeiro 2016Jornal dezembro 2015    janeiro 2016
Jornal dezembro 2015 janeiro 2016
saojosepascom
 
Jornal dezembro 2014 janeiro 2015
Jornal dezembro 2014   janeiro 2015Jornal dezembro 2014   janeiro 2015
Jornal dezembro 2014 janeiro 2015
saojosepascom
 
Jornal julho
Jornal julhoJornal julho
Jornal julho
saojosepascom
 
Jornal setembro (3)
Jornal setembro (3)Jornal setembro (3)
Jornal setembro (3)
saojosepascom
 
Jornal dezembro
Jornal dezembroJornal dezembro
Jornal dezembro
saojosepascom
 
Ecovida Mar\Abril 2017
Ecovida  Mar\Abril 2017Ecovida  Mar\Abril 2017
Ecovida Mar\Abril 2017
Igrejaconceicao
 
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Fevere...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Fevere...Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Fevere...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Fevere...
ParoquiaDeSaoPedro
 
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Janeir...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Janeir...Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Janeir...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Janeir...
ParoquiaDeSaoPedro
 
Ecovida julho-Agôsto
Ecovida   julho-AgôstoEcovida   julho-Agôsto
Ecovida julho-Agôsto
Lada vitorino
 
Jornal abril 2016
Jornal abril 2016Jornal abril 2016
Jornal abril 2016
saojosepascom
 
Jornal abril 2014
Jornal abril 2014Jornal abril 2014
Jornal abril 2014
saojosepascom
 
405
405405
Maria na devoção e na liturgia
Maria na devoção e na liturgiaMaria na devoção e na liturgia
Maria na devoção e na liturgia
Afonso Murad (FAJE)
 
Jornal março 2016
Jornal março 2016Jornal março 2016
Jornal março 2016
saojosepascom
 
Jornal agosto 2014
Jornal agosto 2014Jornal agosto 2014
Jornal agosto 2014
saojosepascom
 
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Maio d...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Maio d...Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Maio d...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Maio d...
ParoquiaDeSaoPedro
 
428 maio
428 maio428 maio
Ecovida maio e .junho
Ecovida  maio e .junhoEcovida  maio e .junho
Ecovida maio e .junho
Lada vitorino
 

Mais procurados (20)

Maria, discípula e missionária
Maria, discípula e missionáriaMaria, discípula e missionária
Maria, discípula e missionária
 
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Agosto...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Agosto...Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Agosto...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Agosto...
 
Jornal dezembro 2015 janeiro 2016
Jornal dezembro 2015    janeiro 2016Jornal dezembro 2015    janeiro 2016
Jornal dezembro 2015 janeiro 2016
 
Jornal dezembro 2014 janeiro 2015
Jornal dezembro 2014   janeiro 2015Jornal dezembro 2014   janeiro 2015
Jornal dezembro 2014 janeiro 2015
 
Jornal julho
Jornal julhoJornal julho
Jornal julho
 
Jornal setembro (3)
Jornal setembro (3)Jornal setembro (3)
Jornal setembro (3)
 
Jornal dezembro
Jornal dezembroJornal dezembro
Jornal dezembro
 
Ecovida Mar\Abril 2017
Ecovida  Mar\Abril 2017Ecovida  Mar\Abril 2017
Ecovida Mar\Abril 2017
 
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Fevere...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Fevere...Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Fevere...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Fevere...
 
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Janeir...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Janeir...Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Janeir...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Janeir...
 
Ecovida julho-Agôsto
Ecovida   julho-AgôstoEcovida   julho-Agôsto
Ecovida julho-Agôsto
 
Jornal abril 2016
Jornal abril 2016Jornal abril 2016
Jornal abril 2016
 
Jornal abril 2014
Jornal abril 2014Jornal abril 2014
Jornal abril 2014
 
405
405405
405
 
Maria na devoção e na liturgia
Maria na devoção e na liturgiaMaria na devoção e na liturgia
Maria na devoção e na liturgia
 
Jornal março 2016
Jornal março 2016Jornal março 2016
Jornal março 2016
 
Jornal agosto 2014
Jornal agosto 2014Jornal agosto 2014
Jornal agosto 2014
 
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Maio d...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Maio d...Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Maio d...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Maio d...
 
428 maio
428 maio428 maio
428 maio
 
Ecovida maio e .junho
Ecovida  maio e .junhoEcovida  maio e .junho
Ecovida maio e .junho
 

Semelhante a ECOVIDA-- NOVEMBRO/DEZEMBRO - 2018

Carta pastoral ano da fé
Carta pastoral ano da féCarta pastoral ano da fé
Carta pastoral ano da fé
nuvemluminosa
 
Jornal aliança abril 2014 Edição Nº 174
Jornal aliança abril 2014 Edição Nº 174Jornal aliança abril 2014 Edição Nº 174
Jornal aliança abril 2014 Edição Nº 174
mcj2013
 
Ecovida set-out 2108
Ecovida   set-out 2108Ecovida   set-out 2108
Ecovida set-out 2108
Lada vitorino
 
427 abril
427 abril427 abril
Jornal Aliança Dezembro - Nº171
Jornal Aliança Dezembro - Nº171Jornal Aliança Dezembro - Nº171
Jornal Aliança Dezembro - Nº171
mcj2013
 
Reunião de pais final
Reunião de pais finalReunião de pais final
Reunião de pais final
Pedro Gilberto
 
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Julho ...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Julho ...Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Julho ...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Julho ...
ParoquiaDeSaoPedro
 
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Dezemb...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Dezemb...Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Dezemb...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Dezemb...
ParoquiaDeSaoPedro
 
424
424424
Jornal outubro
Jornal outubroJornal outubro
Jornal outubro
saojosepascom
 
Edicao 007
Edicao 007 Edicao 007
Paroquia em ação 02
Paroquia em ação 02Paroquia em ação 02
Paroquia em ação 02
ParoquiaForquilhinha
 
423
423423
388
388388
Folha Diocesana - Junho
Folha Diocesana - JunhoFolha Diocesana - Junho
Folha Diocesana - Junho
ParoquiaStaCruz
 
387
387387
Identidade Da C Atequese Em Pdf
Identidade Da C Atequese Em PdfIdentidade Da C Atequese Em Pdf
Identidade Da C Atequese Em Pdf
Alexandre
 
Ecovida
Ecovida   Ecovida
Ecovida
Lada vitorino
 
Jornal Novos horizontes - Janeiro 2014
Jornal Novos horizontes - Janeiro 2014Jornal Novos horizontes - Janeiro 2014
Jornal Novos horizontes - Janeiro 2014
Pascom Paroquia Nssc
 
- A PARTICIPAÇÃO NA SANTA MISSA (1).ppt
- A PARTICIPAÇÃO NA SANTA MISSA (1).ppt- A PARTICIPAÇÃO NA SANTA MISSA (1).ppt
- A PARTICIPAÇÃO NA SANTA MISSA (1).ppt
Fabio Cavalcante
 

Semelhante a ECOVIDA-- NOVEMBRO/DEZEMBRO - 2018 (20)

Carta pastoral ano da fé
Carta pastoral ano da féCarta pastoral ano da fé
Carta pastoral ano da fé
 
Jornal aliança abril 2014 Edição Nº 174
Jornal aliança abril 2014 Edição Nº 174Jornal aliança abril 2014 Edição Nº 174
Jornal aliança abril 2014 Edição Nº 174
 
Ecovida set-out 2108
Ecovida   set-out 2108Ecovida   set-out 2108
Ecovida set-out 2108
 
427 abril
427 abril427 abril
427 abril
 
Jornal Aliança Dezembro - Nº171
Jornal Aliança Dezembro - Nº171Jornal Aliança Dezembro - Nº171
Jornal Aliança Dezembro - Nº171
 
Reunião de pais final
Reunião de pais finalReunião de pais final
Reunião de pais final
 
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Julho ...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Julho ...Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Julho ...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Julho ...
 
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Dezemb...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Dezemb...Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Dezemb...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Dezemb...
 
424
424424
424
 
Jornal outubro
Jornal outubroJornal outubro
Jornal outubro
 
Edicao 007
Edicao 007 Edicao 007
Edicao 007
 
Paroquia em ação 02
Paroquia em ação 02Paroquia em ação 02
Paroquia em ação 02
 
423
423423
423
 
388
388388
388
 
Folha Diocesana - Junho
Folha Diocesana - JunhoFolha Diocesana - Junho
Folha Diocesana - Junho
 
387
387387
387
 
Identidade Da C Atequese Em Pdf
Identidade Da C Atequese Em PdfIdentidade Da C Atequese Em Pdf
Identidade Da C Atequese Em Pdf
 
Ecovida
Ecovida   Ecovida
Ecovida
 
Jornal Novos horizontes - Janeiro 2014
Jornal Novos horizontes - Janeiro 2014Jornal Novos horizontes - Janeiro 2014
Jornal Novos horizontes - Janeiro 2014
 
- A PARTICIPAÇÃO NA SANTA MISSA (1).ppt
- A PARTICIPAÇÃO NA SANTA MISSA (1).ppt- A PARTICIPAÇÃO NA SANTA MISSA (1).ppt
- A PARTICIPAÇÃO NA SANTA MISSA (1).ppt
 

Mais de Lada vitorino

Ecovida Janeiro-Fevereiro 2020
Ecovida Janeiro-Fevereiro 2020Ecovida Janeiro-Fevereiro 2020
Ecovida Janeiro-Fevereiro 2020
Lada vitorino
 
Ecovida Novembro-Dezembro
Ecovida Novembro-DezembroEcovida Novembro-Dezembro
Ecovida Novembro-Dezembro
Lada vitorino
 
ECOVIDA Setembro-outubro
ECOVIDA Setembro-outubroECOVIDA Setembro-outubro
ECOVIDA Setembro-outubro
Lada vitorino
 
Ecovida---Maio e Junho
Ecovida---Maio e JunhoEcovida---Maio e Junho
Ecovida---Maio e Junho
Lada vitorino
 
Ecovida --Março-Abril 2019
Ecovida --Março-Abril 2019  Ecovida --Março-Abril 2019
Ecovida --Março-Abril 2019
Lada vitorino
 
Ecovida
Ecovida  Ecovida
Ecovida
Lada vitorino
 
Jornal Nossa Senhora Imaculada Conceição
Jornal   Nossa Senhora Imaculada ConceiçãoJornal   Nossa Senhora Imaculada Conceição
Jornal Nossa Senhora Imaculada Conceição
Lada vitorino
 
ECOVIDA Nov/Dezembro2016
ECOVIDA Nov/Dezembro2016ECOVIDA Nov/Dezembro2016
ECOVIDA Nov/Dezembro2016
Lada vitorino
 
Bonecas detentores de papel higiênico
Bonecas detentores de papel higiênicoBonecas detentores de papel higiênico
Bonecas detentores de papel higiênico
Lada vitorino
 
Achados na net bonecas de pano com moldes
Achados  na net bonecas de pano com moldesAchados  na net bonecas de pano com moldes
Achados na net bonecas de pano com moldes
Lada vitorino
 

Mais de Lada vitorino (10)

Ecovida Janeiro-Fevereiro 2020
Ecovida Janeiro-Fevereiro 2020Ecovida Janeiro-Fevereiro 2020
Ecovida Janeiro-Fevereiro 2020
 
Ecovida Novembro-Dezembro
Ecovida Novembro-DezembroEcovida Novembro-Dezembro
Ecovida Novembro-Dezembro
 
ECOVIDA Setembro-outubro
ECOVIDA Setembro-outubroECOVIDA Setembro-outubro
ECOVIDA Setembro-outubro
 
Ecovida---Maio e Junho
Ecovida---Maio e JunhoEcovida---Maio e Junho
Ecovida---Maio e Junho
 
Ecovida --Março-Abril 2019
Ecovida --Março-Abril 2019  Ecovida --Março-Abril 2019
Ecovida --Março-Abril 2019
 
Ecovida
Ecovida  Ecovida
Ecovida
 
Jornal Nossa Senhora Imaculada Conceição
Jornal   Nossa Senhora Imaculada ConceiçãoJornal   Nossa Senhora Imaculada Conceição
Jornal Nossa Senhora Imaculada Conceição
 
ECOVIDA Nov/Dezembro2016
ECOVIDA Nov/Dezembro2016ECOVIDA Nov/Dezembro2016
ECOVIDA Nov/Dezembro2016
 
Bonecas detentores de papel higiênico
Bonecas detentores de papel higiênicoBonecas detentores de papel higiênico
Bonecas detentores de papel higiênico
 
Achados na net bonecas de pano com moldes
Achados  na net bonecas de pano com moldesAchados  na net bonecas de pano com moldes
Achados na net bonecas de pano com moldes
 

Último

Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
Nilson Almeida
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Celso Napoleon
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - RevidesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Ricardo Azevedo
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
AlailzaSoares1
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Celso Napoleon
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Ricardo Azevedo
 
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
Marta Gomes
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
AndreyCamarini
 
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita RafaelA Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
DavidBertelli3
 
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf radedgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
carla983678
 
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújoquem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
Rogério Augusto Ayres de Araujo
 
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdfA VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
marcusviniciussabino1
 

Último (12)

Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - RevidesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
 
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
 
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita RafaelA Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
 
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf radedgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
 
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújoquem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
 
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdfA VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
 

ECOVIDA-- NOVEMBRO/DEZEMBRO - 2018

  • 1. Informativo da Paróquia de Nossa Senhora da Conceição - São Miguel do Anta/MG NOVEMBRO/DEZEMBRO - 2018  ANO X  NÚMERO 71 LITURGIA PASSO A PASSO LITURGIA é tema indispensável para os cristãos. É pelas celebrações litúrgicas que Cristo nos reúne em assembleia e nos põe em comunhão com o Pai pelo Espírito Santo. Por isso, é importante conhecer o sentido profundo da Liturgia e suas implicações. Convido você a percorrer esse caminho, sob orientação do Mestre por excelência, Jesus Cristo. Com humildade e de coração aberto. Passo a passo. O que é liturgia? Liturgia é uma palavra de origem grega, cujo significado é “serviço público”, uma obra realizada em benefício do povo. A Igreja assumiu e aplicou o termo liturgia no sentido de “serviço divino”, serviço religioso e ritual. É, ao mesmo tempo, a salvação realizada por Deus na sua Igreja e o culto prestado a Deus por essa Igreja. Portanto, quando falamos de liturgia, incluímos tanto o agir de Deus em nosso favor, quanto o nosso agir comunitário dirigido a Deus. Então, em liturgia temos dois movimentos: ascendente e descendente. De nós para Deus e de Deus para nós. Elevamos a Deus nossos anseios, súplicas e agradeci- mentos (movimento ascendente), e de Deus recebemos abundantes graças (movimento descendente). De liturgia deriva a expressão celebrações litúrgicas. Antes de tudo, vamos tratar sobre celebrações. O que significa celebrar? Celebrar quer dizer tornar célebre, valori- zar, engrandecer. Tudo isso pode ser aplicado a pessoas ou acontecimentos. Quando ce- lebramos o aniversário de um amigo, o que fazemos? Por meio de aplausos, cantos, felicitações, nós colocamos em destaque o aniversariante e lhe demonstramos afeto e amizade. Celebramos a sua vida, a sua história. Quando uma nação celebra um fato histórico, por exemplo, o Dia da Independên- cia, o que faz? Valoriza o fato histórico, lem- bra os heróis da Pátria, por meio de desfiles, discursos, feriado nacional… Enfim põe em destaque aquele acontecimento. A partir desses exemplos, será mais fácil compreender o significado de celebrações litúrgicas. No próximo número, trataremos sobre esse assunto. https://www.paulus.com.br/portal/ colunista/luiz-miguel/o-que-e-liturgia.html Eis que se aproxima o período das festividades em honra de Nossa Senhora da Conceição, nossa grande padroeira. Desde o início da Igreja o povo fiel guiado pela luz do Espírito Santo já compreendia que qualquer pecado era inconciliável com a santidade da Mãe de Deus. São muitas as expressões que desde cedo foram empregadas para realçar a beleza singular de Maria: “santuário da impecabilidade”; “templo santificado por Deus”; “paraíso verdejante e incorruptível”; “toda bela, pura e sem mancha” Quando em 8 de dezembro de 1854, o Papa Pio IX declarou como dogma a Ima- culada Conceição de Maria ele na verdade estava confirmando uma verdade de fé que sempre habitou o coração da comuni- dade cristã: “Declaramos, pronunciamos e definimos que a doutrina que diz que a beatíssima Virgem Maria no primeiro ins- tante da sua conceição por singular graça e privilégio de Deus onipotente e em vista dos méritos de Jesus Cristo, Salvador do gênero humano, foi preservada imune de toda mancha da culpa original, é revelada por Deus e por isso deve ser crida firme e constantemente por todos os fiéis.” A doutrina da Imaculada Conceição de Maria expressa, que por causa de sua íntima comunhão de vida e de destino com Cristo, Maria foi envolvida desde o primeiro instante de sua existência pelo amor do Pai, pela graça do Filho e pelos esplendores do Espírito. A Imaculada Conceição manifesta a absoluta iniciativa do Pai e significa que “desde o início de sua existência Maria foi envolvida pelo amor redentor e santificante de Deus”. Neste ano 2018 queremos celebrar a Padroeira contemplando Maria como a mulher plena de graça que nos convida a também abrirmos o coração ao aco- lhimento de Deus e de sua graça que de modo tão especial se derrama sobre nós a partir da vida sacramental. Sincero desejo de que todos os membros da comunidade de fé venham celebrar com intensidade e alegria a novena e que como fruto de sua participação cresçam todos em santidade. Pe. Wantuil Gonzaga Júnior PALAVRA DO PÁROCO A vocês, cristãos leigos e leigas que participam da comunidade eclesial, leiam e reflitam os artigos sobre LITURGIA que apresentaremos a partir deste número. Aos Paroquianos, Que neste Natal e em todos os dias do próximo ano, possamos fazer de Jesus nosso melhor amigo, pois Ele é o maior motivo do Natal e da nossa existência. Feliz Natal e um ano cheio de amor, paz, amizade, humildade e sabedoria. Conselho Paroquial de Pastoral MENSAGEM DE NATAL
  • 2. Informativo PARÓQUIA DE NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO2 QUEM NOS ENSINOU A REZAR? Todas as vezes que os nossos joelhos dobram-se ao chão e os corações elevam-se a presença do Altíssimo, certamente que ali foram infundidos ensinamentos provindos de alguém que, escolhido por Deus e unica- mente por graça d’Ele, tornou-se instrumento e fonte catequética – sacerdotes, religiosos, os nossos pais, a nossa comunidade, os catequistas, dentre outros – ao corresponder a um chamado em meio a providência divina. Tamanha é a beleza contida no coração do catequisando, que remete-nos a pequenez de nossas almas frente à grandeza da dimen- são pedagógica pela qual Deus nos conduz. Nas mãos postas para as primeiras reve- rências, venerações, contemplações, ou o simples ato de conduzir o sinal da cruz, estão os sinais que também nos fazem aprendizes. Nessa dinâmica, por imagem e semelhança, catequistas somos todos e, pela paternidade transcendente, somos todos catequisados. Não nascemos completos. Não seremos aqui completos. “A vida humana não se re- aliza por si só. A nossa vida é uma questão aberta, um projeto incompleto que ainda deve ser terminado e realizado” (Papa Bento XVI). É um processo contínuo, abrirmo-nos a completude, aprendermos a nos aproximar de Jesus, n’Ele estar, e com Ele caminhar em passos que nos direcionam “(...) para uma perfeição última a ser ainda atingida, para qual Deus a destinou” (Catecismo da Igreja Católica 302). Como catequisandos, permitamo-nos conhecer essa Verdade, refletida nos filhos da Santa Igreja, que em Cristo Jesus nos liberta dos pecados. Como catequistas, alcemo-nos à responsabilidade de sermos Evangelho vivo, de termos o desejo de tomar o calvário na doação da cruz, certos que O contemplaremos pleno e perfeitamente juntos na vida eterna. Paz e bem! Gilmar Resende da Silveira Comunidade Santo Expedito – Capivara O Ministério da Consolação e da Espe- rança é a presença e a ação da Igreja Cató- lica nos cemitérios, nas salas de velórios e capelas mortuárias. Seu objetivo é levar, através do Evangelho uma mensagem de fé e esperança e consolar a todos aqueles que sofrem a perda do ente querido, seja ou não católico. Em nossa Paróquia somos um grupo de homens e mulheres que não medem esforços para marcar presença e levar às famílias enlutadas, uma palavra de conforto, para que a confiança em Deus continue em seus corações. O grupo do Ministério da Esperança reúne toda 1ª quinta-feira do mês, para momentos de oração e formação. Tem como missão acompanhar a família enlu- tada, desde o falecimento do ente querido, fazendo vigílias no velório, auxiliando o padre na celebração de Exéquias, e quando necessário, o coordenador preside essas celebrações. A família do(a) falecido(a) é acompanhada por sete dias com orações pedindo a misericórdia de Deus pelo falecido(a) e pelo conforto da família. Cada dia acende-se uma vela no can- delabro, refletindo o seu significado Convido você, a fazer parte desta missão. Imaculada Vitorino MINISTÉRIO DA CONSOLAÇÃO E DA ESPERANÇA DIA DE FINADOS – 2 DE NOVEMBRO O Dia dos Mortos ou de Finados é celebrado no dia 2 de novembro de todos os anos. Como o próprio nome já diz, a data é utilizada para relembrar os entes queridos que não estão mais nesse mundo. Trata-se de um feriado religioso, dedicado a orações e homenagens aos que já se foram. A Igreja católica afirma que no dia de Finados os vivos devem interceder pelas almas que estão no purgatório esperando a purificação para entrarem no céu. A MISSÃO DO CATEQUISTA No último domingo do mês vocacional (agosto) celebramos o dia dos catequistas. A comunidade paroquial agradece a Deus pelo tra- balho que realizam com as crianças e jovens. Catequistas são pessoas escolhidas, a exemplo dos após- tolos, para anunciar a Boa Nova a todos os povos. São a voz de Jesus na comunidade catequizadora. São eles que vão ao encontro dos que ainda não conhecem a Jesus, ou pouco o conhecem. A missão de todos os catequistas é testemunhar Jesus, vivo no meio de nós, com seus gestos. É anunciar o Evangelho com a própria vida. Ser catequista é receber essa missão como presente de Deus. É semear a esperança. “Desse modo, a fé que vocês têm será aprovada como ouro que passa pelo fogo. O ouro vai desaparecer, mas a fé que vocês têm, e que vale muito mais, não se perderá, até o dia da revelação de Jesus Cristo. Então, por essa fé, vocês receberão louvor, glória e honra” (1Pe 1,7).
  • 3. Informativo PARÓQUIA DE NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO 3 SACRAMENTO DA CRISMA ACONTECEU... ACONTECEU... ACONTECEU... No dia 22 de setembro vivemos mo- mentos de graça em nossa Paróquia, pela celebração da Eucaristia por Dom Airton José, Arcebispo de Mariana, conferindo o Sacramento da Crisma a 82 crismandos. Diz o Papa Francisco: “Renascer à vida divina no Batismo é o primeiro pas- so; é preciso então comportar-se como filho de Deus, ou seja, conformar-se ao Cristo que age na santa Igreja, deixando- -se envolver na sua missão no mundo. A isso provê a unção do Espírito Santo: “sem a sua força, nada está no homem” (cfr Sequência de Pentecostes). Sem a força do Espírito Santo, não podemos fazer nada: é o Espírito que nos dá a força para seguir adiante. Como toda a vida de Jesus foi animada pelo Espírito, assim também a vida da Igreja e de cada um dos seus mem- bros está sob a guia do mesmo Espírito. O Espírito está no nosso coração, na nos- sa alma. E o Espírito nos guia na vida para que nos tornemos sal e luz justos aos homens. FESTA DE NOSSA SENHORA DO ROSÁRIO No dia 7 de outubro celebramos Nossa Senhora do Rosário. A devoção a Nossa Senhora do Rosário atravessa os séculos, trazendo a Igreja para o lado de Maria Santíssima, que a leva para a Salvação de Jesus. O Rosário de Maria une a terra aos Céus. Maria Santíssima, em suas aparições, sempre insiste para que as pessoas rezem o Rosário, que é um dos caminhos para se chegar a Jesus e a Salvação eterna. O Santo Rosário é também uma poderosa arma de intercessão, um meio certo de se obter graças através da Virgem Maria. COMUNIDADE N.S.APARECIDA-BOM JARDIM A Comunidade de Nossa Senhora Aparecida – Bom Jardim e subjacentes agradecem a todas as comunidades e grupos pastorais da Paróquia pela participação na Celebração da Novena em honra a Nossa Senhora Aparecida, padroeira da comunidade. A todos a bênção de Deus e a proteção de Maria. Maria José MISSÕES Nos meses de setembro e outubro, um grupo de agentes de pastoral da Paróquia rea- lizou o trabalho missionário nas comunidades rurais, visitando todas as famílias. Gratidão a Deus por esse trabalho que, mesmo pequeno, nos traz uma grande riqueza pela acolhida das famílias e pelos missionários que deixam tudo e partem, com coragem e alegria, para parti- lhar a mensagem do Evangelho, acendendo a luz de Cristo, a luz da justiça, da paz, do amor e da bondade; a luz que traz nos seus raios a cura e a salvação. Disse Jesus: “Ide, por todo o mundo, a todos pregai o Evangelho. Eis que estou convosco todos os dias até o fim do mundo”
  • 4. Informativo PARÓQUIA DE NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO4 Dia 01 – 17h30 - Capivara 19h30 – Confissões EAC Dia 02 – 12h –Missa 14h – Confissões – EAC 19h - Missa 20h – Confissões – EAC Dia 03 – Coroinhas 09h – Confissões – EAC 16h – Missa (Sta. Filomena) Dia 04 – Batizados 16h – Missa –Bom Jardim Dia 05 – Visitação Bom Jardim Dia 06 – Visitação Bom Jardim 19h – Missa: Serra Verde Dia 07 – 19h – Formação Litúrgica Dia 08 – 19h –Missa – Fartura Dia 09 – 19h – Missa – B.Tanque Encontro da SSVP Dia 10 – Formação- Roteiros Reflexão Encontro da SSVP Retiro: Ministério da Esperança Dia 11 – Encontro da SSVP 14h – Missa – Sto. Expedito 16h –Confissões EAC Dia 12 – 19h - Missa – Cocais Dia 13 – Visitação - Muqueca 19h Confissões EAC Dia 14 – 19h Confissões EAC Dia 15 – 19h – Missa – Pingos Dia 16 – 19h – (*) Dia 17 – Reunião de Forania Encontro RCC 14h – Confissões EAC 20h – Confissões EAC Dia 18 – Encontro RCC 14h – Missa – Fundaça 16h – Missa – Capivara Dia 19 – Visitação - Senhorinha Dia 20 – 19h – Missa – Santa Clara 20h – Confissões EAC Dia 21 – 19h – Missa – São José Dia 22 – 20h (*) Dia 23 – 19h – Missa – Santa Efigênia Dia 24 – CPP/ CAEP EAC Formação Marianos Dia 25 – EAC 16h – Missa: Muqueca Dia 26 – Círculos ECC 19h –Missa – Lopes Dia 27 – Plenário Dia 28 –19h – Missa – São Vicente 19h – Formação Litúrgica Dia 29 – Novena da Padroeira Dia 30 – Novena da Padroeira Dia 01 – Novena da Padroeira Dia 02 – Batizados 16h – Missa- Bom jardim 19h – Novena da Padroeira Dia 03 – Novena da Padroeira Dia 04 – Novena da Padroeira Dia 05 – Novena da Padroeira Dia 06 – 17h – Missa Capivara 19h – Novena da Padroeira Dia 07 – Novena da Padroeira Dia 08 – Solenidade da Padroeira 08h – Missa Solene 18h – Missa Solene e Procissão Dia 09 – 14h – Missa – Santo Expedito Dia 10 – 09h – Missa – B. Tanque Dia 11 – 19h – Missa – Peroba Dia 12 – 19h – Missa – Pingos Dia 13 – 19h - Festa de Santa Luzia Dia 14 – Novena de Natal 19h - Salão Paroquial: Formatura Dia 15 – 17h – Missa - Formandos – Capivara 19h- Missa Formandos – Matriz Dia 16 – 14h – Missa – Fundaça 16h – Missa – Capivara Dia 17 –19h – Missa – Fartura Dia 18 – 19h – Missa – Sta. Clara Dia 19 – 19h – Missa – S. José Dia 22 – 14h – CPP/ CAEP Dia 23 – 16h – Missa –Muqueca Dia 24 – 22h – Missa de Natal Dia 25 – 08h – Missa de Natal Dia 28 – 19h – Missa – S. Vicente Dia 31 – 21h – Missa ::: AGENDA ::: NOVEMBRO DEZEMBRO Janeiro 2019 Dia 01 – 19h – Missa ::: Em breve programação completa ::: Próximos de terminar mais um ano a Paróquia Nossa Senhora da Conceição, através da Pastoral do Dízimo e do CAEP (Conselho para Assuntos Econômicos Paroquial) vem agradecer a cada paroquiano por toda participação e ajuda prestada em 2018. Na oportunidade comunica que a Campanha do Café, anualmente realizada para incremento das obras paroquiais arrecadou neste ano o valor de R$2.2032,00. Que o bom Deus abençoe e recompense a todos! NOTA DE AGRADECIMENTO