SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 13
Radiografias Odontológicas
A primeira radiografia intrabucal foi realizada 14 dias após a descoberta dos
raios x por Wilhelm Conrad Röntgen em 1895. Para tal , Dr. Otto Walkhoff
utilizou um filme fotográfico (a base consistia de placa de vidro), envolveu-o
em papel preto e introduziu-o em sua própria cavidade bucal, submetendo-se
a uma exposição dos raios x por 25 minutos. De base de vidros aos dias
atuais, houve bastante avanço na tecnologia dos filmes radiológicos,
sobretudo dos filmes intrabucais:
 1896: Utilizava-se filme radiográfico em rolo: Eastmam NC Roll Film,
envolto em papel preto.
 1913: A Eastman Kodak fez o primeiro filme de raios x. Era emulsionado
em uma só face, e a base de nitrato de celulose.
Erros no Armazenamento
1. Filme Vencido
Devemos tomar cuidados especiais no armazenamento dos filmes
radiográficos, como:
- Manter em local fresco. Após a abertura da caixa, dê preferência a
conservação do produto dentro de geladeira.
- Longe de Radiações Ionizantes.
- Sem pressões sobre os filmes.
- Os mais velhos por cima.
Estes cuidados especiais além de manter os filmes radiográficos em
boas condições de uso, normalmente aumenta sua vida útil.
Recomenda-se atenção do profissional ao adquirir uma caixa de filme
radiográfico observar atentamente a data de validade do mesmo para
não comprar um filme com a data de validade expirada ou próximo da
data para expirar.
Característica Radiográfica: Imagem radiográfica de múltiplas
“bolinhas” radiopacas, representando o desprendimento da gelatina.
denominada de “Flocos de Algodão” (fig.1)
Fig. 1 (A/B) – Aspecto radiográfico do filme vencido, com a presença
das áreas radiopacas características devido ao desprendimento da
gelatina.
2. Filme submetido à AltasTemperaturas
este erro, ao contrário do filme vencido, provoca uma imagem
radiográfica de manchas escuras pelo filme (Fig.2), devido as altas
temperaturas que o mesmo é submetido durante o transporte da fábrica
até a distribuição ou a estocagem.
Fig. 2 (A/B) – Aspecto radiográfico do filme submetido à altas
temperaturas, com a presença de manchas escuras características.
Erros na Tomada das Radiografias
 São erros que acontecem devido a desatenção com a anamnese que deve
ser feita no paciente, verificando a presença de objetos metálicos. Nos
exames radiográficos intra ou extra-orais, o primeiro passo a ser seguido
para confecção do exame radiográfico ao receber o paciente é observar se
este paciente é portador de algum objeto metálico, como óculos, brincos,
cordão ou piercing, que possam atrapalhar o exame e perguntar se ele é
portador de próteses parciais removíveis ou totais. Após este passo
iniciaremos a um rápido exame clínico onde verificaremos se as
informações dadas pelo paciente estão corretas e verificaremos também se
existe a presença do Twinkle.
 Os objetos metálicos ou removíveis que este paciente possui e que possam
prejudicar a imagem radiográfica, deverão ser removidos, porém se o
paciente se recusar a remover ou não puder remover (caso dos Twinkles e
alguns piercing), este fato deverá ser anotado na ficha do paciente ou
descrito no laudo radiográfico.
1. Radiografar o paciente com PPR.
Fig.(A/B) – Aspecto radiográfico do filme com a presença de uma prótese
parcial removível (PPR).
2. Radiografar o paciente com Óculos
Fig.(A/B) –Aspectoradiográfico do filme coma presençado óculos.
3. Radiografar o paciente com Brincos
Fig. Paciente com Brinco. (A) Radiografia panorâmica com a presença do
brinco, destacando a imagem fantasma do brinco do lado oposto. (B)
Radiografia cefalométrica apresentando múltiplas imagens radiopacas dos
brincos da paciente.
4. Radiografar o paciente com Piercing.
Fig. Paciente com Piercing. (A) Radiografia Panorâmica com a presença do
piercing.
5. Radiografar o paciente com Twinkle
Fig. – Paciente com Twinkle. (A) Foto clínica de um paciente com Twinke.
(B) Radiografia Periapical com a presença do Twinkle.
6. Na Colocação do Filme: Filme Baixo
Fig. (A) – Aspecto radiográfico do filme baixo, evidenciando a ausência da
imagem de parte da coroa dos dentes
7. Na Colocação do Filme:Filme Baixo
Fig.(A/B) –Aspectoradiográfico do filme alto, evidenciando a
ausênciada imagem de parte das raízes dos dentes
Referências Bibliográficas
 BIBLIOGRAFIA BÁSICA
 CHA
VES,Mário M. - “Odontologia Social” Editora Labor do Brasil S/A.
 P
ASLER,Frederich. Radiologia odontológica – coleção atlas coloridos
donto/thieme; 2.ed. Artmed, 2001.
 FREIT
AS,Aguinaldo de; ROSA,JoséEdú;SOUZA,Icléo Faria E.Radiologia
odontológica. SãoPaulo:Artes Médicas, 2004.
BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:
 DELUIZ.Prof.LuizFernando. Cartilha de Filmesde raio-x, Comoevitar oserros
maiscomuns.Disponível em:http://www.ident.com.br/NovaDFL/livro/4371-
cartilha-de-filmes-raios-x-como-evitar-os-erros-mais-comuns
 BIASOLIJunior,Antônio Mendes.TécnicasRadiográficas,2006

Mais conteúdo relacionado

Último

relatorio ciencias morfofuncion ais.pdf
relatorio ciencias morfofuncion  ais.pdfrelatorio ciencias morfofuncion  ais.pdf
relatorio ciencias morfofuncion ais.pdfHELLEN CRISTINA
 
Altas habilidades/superdotação. Adelino Felisberto
Altas habilidades/superdotação. Adelino FelisbertoAltas habilidades/superdotação. Adelino Felisberto
Altas habilidades/superdotação. Adelino Felisbertoadelinofelisberto3
 
Manual Técnico para Diagnóstico da Infecção pelo HIV.pdf
Manual Técnico para Diagnóstico da Infecção pelo HIV.pdfManual Técnico para Diagnóstico da Infecção pelo HIV.pdf
Manual Técnico para Diagnóstico da Infecção pelo HIV.pdfDanieldaSade
 
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdf
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdfrelatorio de estagio de terapia ocupacional.pdf
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdfHELLEN CRISTINA
 
Manual Técnico para Diagnóstico da Sífilis.pdf
Manual Técnico para Diagnóstico da Sífilis.pdfManual Técnico para Diagnóstico da Sífilis.pdf
Manual Técnico para Diagnóstico da Sífilis.pdfDanieldaSade
 
Alimentação / Amamentação Lactentes em Calamidades Públicas
Alimentação / Amamentação Lactentes em Calamidades PúblicasAlimentação / Amamentação Lactentes em Calamidades Públicas
Alimentação / Amamentação Lactentes em Calamidades PúblicasProf. Marcus Renato de Carvalho
 
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdf
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdfRELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdf
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdfHELLEN CRISTINA
 
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUS
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUSHomens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUS
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUSProf. Marcus Renato de Carvalho
 
Características gerais dos vírus- Estrutura, ciclos
Características gerais dos vírus- Estrutura, ciclosCaracterísticas gerais dos vírus- Estrutura, ciclos
Características gerais dos vírus- Estrutura, ciclosThaiseGerber2
 
01 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA HUMANA.pdf
01 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA HUMANA.pdf01 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA HUMANA.pdf
01 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA HUMANA.pdfIANAHAAS
 

Último (10)

relatorio ciencias morfofuncion ais.pdf
relatorio ciencias morfofuncion  ais.pdfrelatorio ciencias morfofuncion  ais.pdf
relatorio ciencias morfofuncion ais.pdf
 
Altas habilidades/superdotação. Adelino Felisberto
Altas habilidades/superdotação. Adelino FelisbertoAltas habilidades/superdotação. Adelino Felisberto
Altas habilidades/superdotação. Adelino Felisberto
 
Manual Técnico para Diagnóstico da Infecção pelo HIV.pdf
Manual Técnico para Diagnóstico da Infecção pelo HIV.pdfManual Técnico para Diagnóstico da Infecção pelo HIV.pdf
Manual Técnico para Diagnóstico da Infecção pelo HIV.pdf
 
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdf
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdfrelatorio de estagio de terapia ocupacional.pdf
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdf
 
Manual Técnico para Diagnóstico da Sífilis.pdf
Manual Técnico para Diagnóstico da Sífilis.pdfManual Técnico para Diagnóstico da Sífilis.pdf
Manual Técnico para Diagnóstico da Sífilis.pdf
 
Alimentação / Amamentação Lactentes em Calamidades Públicas
Alimentação / Amamentação Lactentes em Calamidades PúblicasAlimentação / Amamentação Lactentes em Calamidades Públicas
Alimentação / Amamentação Lactentes em Calamidades Públicas
 
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdf
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdfRELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdf
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdf
 
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUS
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUSHomens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUS
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUS
 
Características gerais dos vírus- Estrutura, ciclos
Características gerais dos vírus- Estrutura, ciclosCaracterísticas gerais dos vírus- Estrutura, ciclos
Características gerais dos vírus- Estrutura, ciclos
 
01 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA HUMANA.pdf
01 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA HUMANA.pdf01 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA HUMANA.pdf
01 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA HUMANA.pdf
 

Destaque

How to Prepare For a Successful Job Search for 2024
How to Prepare For a Successful Job Search for 2024How to Prepare For a Successful Job Search for 2024
How to Prepare For a Successful Job Search for 2024Albert Qian
 
Social Media Marketing Trends 2024 // The Global Indie Insights
Social Media Marketing Trends 2024 // The Global Indie InsightsSocial Media Marketing Trends 2024 // The Global Indie Insights
Social Media Marketing Trends 2024 // The Global Indie InsightsKurio // The Social Media Age(ncy)
 
Trends In Paid Search: Navigating The Digital Landscape In 2024
Trends In Paid Search: Navigating The Digital Landscape In 2024Trends In Paid Search: Navigating The Digital Landscape In 2024
Trends In Paid Search: Navigating The Digital Landscape In 2024Search Engine Journal
 
5 Public speaking tips from TED - Visualized summary
5 Public speaking tips from TED - Visualized summary5 Public speaking tips from TED - Visualized summary
5 Public speaking tips from TED - Visualized summarySpeakerHub
 
ChatGPT and the Future of Work - Clark Boyd
ChatGPT and the Future of Work - Clark Boyd ChatGPT and the Future of Work - Clark Boyd
ChatGPT and the Future of Work - Clark Boyd Clark Boyd
 
Getting into the tech field. what next
Getting into the tech field. what next Getting into the tech field. what next
Getting into the tech field. what next Tessa Mero
 
Google's Just Not That Into You: Understanding Core Updates & Search Intent
Google's Just Not That Into You: Understanding Core Updates & Search IntentGoogle's Just Not That Into You: Understanding Core Updates & Search Intent
Google's Just Not That Into You: Understanding Core Updates & Search IntentLily Ray
 
Time Management & Productivity - Best Practices
Time Management & Productivity -  Best PracticesTime Management & Productivity -  Best Practices
Time Management & Productivity - Best PracticesVit Horky
 
The six step guide to practical project management
The six step guide to practical project managementThe six step guide to practical project management
The six step guide to practical project managementMindGenius
 
Beginners Guide to TikTok for Search - Rachel Pearson - We are Tilt __ Bright...
Beginners Guide to TikTok for Search - Rachel Pearson - We are Tilt __ Bright...Beginners Guide to TikTok for Search - Rachel Pearson - We are Tilt __ Bright...
Beginners Guide to TikTok for Search - Rachel Pearson - We are Tilt __ Bright...RachelPearson36
 
Unlocking the Power of ChatGPT and AI in Testing - A Real-World Look, present...
Unlocking the Power of ChatGPT and AI in Testing - A Real-World Look, present...Unlocking the Power of ChatGPT and AI in Testing - A Real-World Look, present...
Unlocking the Power of ChatGPT and AI in Testing - A Real-World Look, present...Applitools
 
12 Ways to Increase Your Influence at Work
12 Ways to Increase Your Influence at Work12 Ways to Increase Your Influence at Work
12 Ways to Increase Your Influence at WorkGetSmarter
 
Ride the Storm: Navigating Through Unstable Periods / Katerina Rudko (Belka G...
Ride the Storm: Navigating Through Unstable Periods / Katerina Rudko (Belka G...Ride the Storm: Navigating Through Unstable Periods / Katerina Rudko (Belka G...
Ride the Storm: Navigating Through Unstable Periods / Katerina Rudko (Belka G...DevGAMM Conference
 
Barbie - Brand Strategy Presentation
Barbie - Brand Strategy PresentationBarbie - Brand Strategy Presentation
Barbie - Brand Strategy PresentationErica Santiago
 
Good Stuff Happens in 1:1 Meetings: Why you need them and how to do them well
Good Stuff Happens in 1:1 Meetings: Why you need them and how to do them wellGood Stuff Happens in 1:1 Meetings: Why you need them and how to do them well
Good Stuff Happens in 1:1 Meetings: Why you need them and how to do them wellSaba Software
 
Introduction to C Programming Language
Introduction to C Programming LanguageIntroduction to C Programming Language
Introduction to C Programming LanguageSimplilearn
 

Destaque (20)

How to Prepare For a Successful Job Search for 2024
How to Prepare For a Successful Job Search for 2024How to Prepare For a Successful Job Search for 2024
How to Prepare For a Successful Job Search for 2024
 
Social Media Marketing Trends 2024 // The Global Indie Insights
Social Media Marketing Trends 2024 // The Global Indie InsightsSocial Media Marketing Trends 2024 // The Global Indie Insights
Social Media Marketing Trends 2024 // The Global Indie Insights
 
Trends In Paid Search: Navigating The Digital Landscape In 2024
Trends In Paid Search: Navigating The Digital Landscape In 2024Trends In Paid Search: Navigating The Digital Landscape In 2024
Trends In Paid Search: Navigating The Digital Landscape In 2024
 
5 Public speaking tips from TED - Visualized summary
5 Public speaking tips from TED - Visualized summary5 Public speaking tips from TED - Visualized summary
5 Public speaking tips from TED - Visualized summary
 
ChatGPT and the Future of Work - Clark Boyd
ChatGPT and the Future of Work - Clark Boyd ChatGPT and the Future of Work - Clark Boyd
ChatGPT and the Future of Work - Clark Boyd
 
Getting into the tech field. what next
Getting into the tech field. what next Getting into the tech field. what next
Getting into the tech field. what next
 
Google's Just Not That Into You: Understanding Core Updates & Search Intent
Google's Just Not That Into You: Understanding Core Updates & Search IntentGoogle's Just Not That Into You: Understanding Core Updates & Search Intent
Google's Just Not That Into You: Understanding Core Updates & Search Intent
 
How to have difficult conversations
How to have difficult conversations How to have difficult conversations
How to have difficult conversations
 
Introduction to Data Science
Introduction to Data ScienceIntroduction to Data Science
Introduction to Data Science
 
Time Management & Productivity - Best Practices
Time Management & Productivity -  Best PracticesTime Management & Productivity -  Best Practices
Time Management & Productivity - Best Practices
 
The six step guide to practical project management
The six step guide to practical project managementThe six step guide to practical project management
The six step guide to practical project management
 
Beginners Guide to TikTok for Search - Rachel Pearson - We are Tilt __ Bright...
Beginners Guide to TikTok for Search - Rachel Pearson - We are Tilt __ Bright...Beginners Guide to TikTok for Search - Rachel Pearson - We are Tilt __ Bright...
Beginners Guide to TikTok for Search - Rachel Pearson - We are Tilt __ Bright...
 
Unlocking the Power of ChatGPT and AI in Testing - A Real-World Look, present...
Unlocking the Power of ChatGPT and AI in Testing - A Real-World Look, present...Unlocking the Power of ChatGPT and AI in Testing - A Real-World Look, present...
Unlocking the Power of ChatGPT and AI in Testing - A Real-World Look, present...
 
12 Ways to Increase Your Influence at Work
12 Ways to Increase Your Influence at Work12 Ways to Increase Your Influence at Work
12 Ways to Increase Your Influence at Work
 
ChatGPT webinar slides
ChatGPT webinar slidesChatGPT webinar slides
ChatGPT webinar slides
 
More than Just Lines on a Map: Best Practices for U.S Bike Routes
More than Just Lines on a Map: Best Practices for U.S Bike RoutesMore than Just Lines on a Map: Best Practices for U.S Bike Routes
More than Just Lines on a Map: Best Practices for U.S Bike Routes
 
Ride the Storm: Navigating Through Unstable Periods / Katerina Rudko (Belka G...
Ride the Storm: Navigating Through Unstable Periods / Katerina Rudko (Belka G...Ride the Storm: Navigating Through Unstable Periods / Katerina Rudko (Belka G...
Ride the Storm: Navigating Through Unstable Periods / Katerina Rudko (Belka G...
 
Barbie - Brand Strategy Presentation
Barbie - Brand Strategy PresentationBarbie - Brand Strategy Presentation
Barbie - Brand Strategy Presentation
 
Good Stuff Happens in 1:1 Meetings: Why you need them and how to do them well
Good Stuff Happens in 1:1 Meetings: Why you need them and how to do them wellGood Stuff Happens in 1:1 Meetings: Why you need them and how to do them well
Good Stuff Happens in 1:1 Meetings: Why you need them and how to do them well
 
Introduction to C Programming Language
Introduction to C Programming LanguageIntroduction to C Programming Language
Introduction to C Programming Language
 

AULA DE ERROS radiologia odontologia.ppsx

  • 1. Radiografias Odontológicas A primeira radiografia intrabucal foi realizada 14 dias após a descoberta dos raios x por Wilhelm Conrad Röntgen em 1895. Para tal , Dr. Otto Walkhoff utilizou um filme fotográfico (a base consistia de placa de vidro), envolveu-o em papel preto e introduziu-o em sua própria cavidade bucal, submetendo-se a uma exposição dos raios x por 25 minutos. De base de vidros aos dias atuais, houve bastante avanço na tecnologia dos filmes radiológicos, sobretudo dos filmes intrabucais:  1896: Utilizava-se filme radiográfico em rolo: Eastmam NC Roll Film, envolto em papel preto.  1913: A Eastman Kodak fez o primeiro filme de raios x. Era emulsionado em uma só face, e a base de nitrato de celulose.
  • 2. Erros no Armazenamento 1. Filme Vencido Devemos tomar cuidados especiais no armazenamento dos filmes radiográficos, como: - Manter em local fresco. Após a abertura da caixa, dê preferência a conservação do produto dentro de geladeira. - Longe de Radiações Ionizantes. - Sem pressões sobre os filmes. - Os mais velhos por cima. Estes cuidados especiais além de manter os filmes radiográficos em boas condições de uso, normalmente aumenta sua vida útil. Recomenda-se atenção do profissional ao adquirir uma caixa de filme radiográfico observar atentamente a data de validade do mesmo para não comprar um filme com a data de validade expirada ou próximo da data para expirar.
  • 3. Característica Radiográfica: Imagem radiográfica de múltiplas “bolinhas” radiopacas, representando o desprendimento da gelatina. denominada de “Flocos de Algodão” (fig.1) Fig. 1 (A/B) – Aspecto radiográfico do filme vencido, com a presença das áreas radiopacas características devido ao desprendimento da gelatina.
  • 4. 2. Filme submetido à AltasTemperaturas este erro, ao contrário do filme vencido, provoca uma imagem radiográfica de manchas escuras pelo filme (Fig.2), devido as altas temperaturas que o mesmo é submetido durante o transporte da fábrica até a distribuição ou a estocagem. Fig. 2 (A/B) – Aspecto radiográfico do filme submetido à altas temperaturas, com a presença de manchas escuras características.
  • 5. Erros na Tomada das Radiografias  São erros que acontecem devido a desatenção com a anamnese que deve ser feita no paciente, verificando a presença de objetos metálicos. Nos exames radiográficos intra ou extra-orais, o primeiro passo a ser seguido para confecção do exame radiográfico ao receber o paciente é observar se este paciente é portador de algum objeto metálico, como óculos, brincos, cordão ou piercing, que possam atrapalhar o exame e perguntar se ele é portador de próteses parciais removíveis ou totais. Após este passo iniciaremos a um rápido exame clínico onde verificaremos se as informações dadas pelo paciente estão corretas e verificaremos também se existe a presença do Twinkle.  Os objetos metálicos ou removíveis que este paciente possui e que possam prejudicar a imagem radiográfica, deverão ser removidos, porém se o paciente se recusar a remover ou não puder remover (caso dos Twinkles e alguns piercing), este fato deverá ser anotado na ficha do paciente ou descrito no laudo radiográfico.
  • 6. 1. Radiografar o paciente com PPR. Fig.(A/B) – Aspecto radiográfico do filme com a presença de uma prótese parcial removível (PPR).
  • 7. 2. Radiografar o paciente com Óculos Fig.(A/B) –Aspectoradiográfico do filme coma presençado óculos.
  • 8. 3. Radiografar o paciente com Brincos Fig. Paciente com Brinco. (A) Radiografia panorâmica com a presença do brinco, destacando a imagem fantasma do brinco do lado oposto. (B) Radiografia cefalométrica apresentando múltiplas imagens radiopacas dos brincos da paciente.
  • 9. 4. Radiografar o paciente com Piercing. Fig. Paciente com Piercing. (A) Radiografia Panorâmica com a presença do piercing.
  • 10. 5. Radiografar o paciente com Twinkle Fig. – Paciente com Twinkle. (A) Foto clínica de um paciente com Twinke. (B) Radiografia Periapical com a presença do Twinkle.
  • 11. 6. Na Colocação do Filme: Filme Baixo Fig. (A) – Aspecto radiográfico do filme baixo, evidenciando a ausência da imagem de parte da coroa dos dentes
  • 12. 7. Na Colocação do Filme:Filme Baixo Fig.(A/B) –Aspectoradiográfico do filme alto, evidenciando a ausênciada imagem de parte das raízes dos dentes
  • 13. Referências Bibliográficas  BIBLIOGRAFIA BÁSICA  CHA VES,Mário M. - “Odontologia Social” Editora Labor do Brasil S/A.  P ASLER,Frederich. Radiologia odontológica – coleção atlas coloridos donto/thieme; 2.ed. Artmed, 2001.  FREIT AS,Aguinaldo de; ROSA,JoséEdú;SOUZA,Icléo Faria E.Radiologia odontológica. SãoPaulo:Artes Médicas, 2004. BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:  DELUIZ.Prof.LuizFernando. Cartilha de Filmesde raio-x, Comoevitar oserros maiscomuns.Disponível em:http://www.ident.com.br/NovaDFL/livro/4371- cartilha-de-filmes-raios-x-como-evitar-os-erros-mais-comuns  BIASOLIJunior,Antônio Mendes.TécnicasRadiográficas,2006