SlideShare uma empresa Scribd logo
Essa entrevista foi realizada em abril de 2014, na casa do pintor Griot, localizada à Rua do Passo,
48 – Pelourinho.
Mo: Por favor, seu nome completo?
Griot: Roberto Oswaldo. Só. Só isso. Meu nome é Orador, Dom da Palavra, 171. Eu devia assinar
assim! Orador, Dom da Palavra, 171. Por que 171? Um contador de histórias. Eu sou um 171
profissional. Minha vida inteira, eu fui um 171.
Só que deixa de ser uma cascata, para ser um conteúdo histórico. Por exemplo, o encontro meu
com Deus, o encontro da verdade que é amor. Do que é a arte em si. Da arte preta, que eu não
faço arte negra. O Brasil todo é negro. A arte negra é coisa da etnia negra. Eu sou um artista da
etnia preta. Preta. Preto é uma etnia que existe no planeta que ninguém nunca estudou como
ele pensa, como ele anda, como ele é. O negro está misturado por todo o Brasil, norte, sul. Mas
o preto é puramente uma etnia. O que ele pensa? O que ele faz? Os orixás não são só negros.
São energia do humano, podem ter nascido em árvores, mas são a energia do humano.
Mo: Então é assim que você chama sua arte?
Griot: Arte preta. Pretinha, preta.
Mo: É um movimento artístico?
Griot: Pode ser um movimento artístico mas é um movimento de consciência. Qual é a nossa?
Onde está o preto? EU tenho que ser capoeirista? Preciso ser jogador de futebol? Tenho que
morar na favela? Não precisa ser isso pra ser uma arte preta. Em São Paulo era a mesma coisa,
no Rio era a mesma coisa, e aqui. Todo mundo tem obrigação de ser capoeirista. Só porque eu
sou preto? Então se você é mulher, você tem a obrigação de ser mulher. De repente não é
porque você é mulher que tem que mostrar que é mulher. Você é e acabou. Onde está a
consciência da arte da mulher?
Mo: No ovário.
Griot: Dentro dela há mais de 60 milhões de anos. Tá ali. Guardado. O Homem é terra. Tudo é
terra. Desde o oxigênio, a alimentação, dá a ele a energia necessária para que ele, ao fecundar
a mulher, os dois criem um novo ser. Aí é o caminho. Quem tira a criança da rua é a mãe. Quando
você teve sua filha, a primeira voz que ela escutou foi a sua, dentro do teu útero. Então a mulher
tem que olhar para dentro de si. E a mãe não é porque pariu, não. É porque pariu.
Agora, só porque eu sou preto sou obrigado a ser capoeirista? Jogador de futebol? Ninguém é
obrigado a nada, a nada! Tem que aprender a respeitar. Isso que é viver. E amar.
Mo: E quando você pintou ou desenhou pela primeira vez na sua vida?
Griot: Não sei. Quando eu me conheci eu já tava pintando.
Mo: E quando você esqueceu que você pintava?
Griot: Eu nunca esqueci. Eu sempre fui obrigado a pintar. EU sempre fui obrigado a pintar!
Mo: E quem te obrigou?
Griot: Eu mesmo! Porque a única verdade que eu encontrei foi a pintura. Tudo que eu entrei na
vida eu fui expulso. Fui expulso da academia, de quartel, de escola. Porque eu sou indisciplinado.
Indisciplinado não é um defeito. É um ser livre! Livre de catequese. Mas só que livre de
catequese é perigo! Eu sou um ser indisciplinado. Não há disciplina. Não há uma catequese. Tem
que ser assim. Não existe isso! Não existe perfeição. Existe exatidão. Para você fazer um
movimento de dança, você não está fazendo a perfeição. Você tá fazendo a exatidão. A execução
do movimento tá ali. O que é perfeito? Quem é perfeito? Nada é perfeito! É a exatidão. A
execução do movimento. Ninguém é perfeito! Perfeito, nem prefeito!
Mo: Em vários quadros seu você bota palavras, né?
Griot: Sempre em cima do macho e fêmea. Porque a única verdade que existe é macho e fêmea.
Não existe mais nada. O resto é coração. É coração! De mais a mais, todo ser humano tem macho
e fêmea dentro de si. Macho e fêmea dentro do ser humano. Está dentro de você. Está dentro
de mim. Meu lado fêmea, meu lado mãe! Tá dentro de mim. Agora como nós fomos criados a
não se envolver com isso porque senão vão chamar você de veado! Não tem nada a ver o cara
botar o seu lado fêmea, só porque ele faz uma boa comida ele é veado?
Sem o macho e fêmea não existe o ser. Não tem nada a ver com introdução. Não tem nada a ver
com introduzir. Introduzir é fantasia.
Mo: Então em todos os seus quadros tem essa questão do macho/ fêmea através das palavras?
Griot: Das palavras, das formas. Macho e fêmea tem tudo. Fora as descobertas incríveis. Um dia
desses estava no banheiro aí comecei a pensar no brasil em si, né? O Brasil foi criado a partir de
três mulheres, a preta, a branca, a cabocla ... acabou. Esse criou a trilogia do ser humano
brasileiro. A partir dessas três mulheres. Tudo em torno dessas três mulheres. No dia em que as
mulheres começarem a se unir, e ver a grande força que tem e ver que a reprodução está na
consciência, também.
Por que existe corrupção? Porque vocês mulheres querem o melhor, e o homem vai roubar pra
dar a ele. O homem nasceu para servir a mulher. Não pra roubar para dar pra ela. Servir com
todo prazer. Não a exigência dela de que tem que ser. Cada político tem 3, 4 carros; 4, 5 casas.
Pra que? Cada carro para uma mulher. Que é a amante? Amante de 1, amante de 10.
Não existe nem mais e nem menos. A vida é formada de braço esquerdo, braço direito.
Mo: E a morte e a vida também estão dentro de seus quadros?
Griot: A vida e a morte são princípio e o fim.
Mo: A morte é o fim?
Griot: Eu nunca morri! Eu não sei se será o fim! Todos os dias sua pele morre. Todos os dias
você tem pele nova. Isso é morte. Até o dia em que chegar na minha posição. Eu não estou
morrendo. Eu estou me desfazendo. 75 anos é clara evidência que é hora da matéria começar a
se desfazer. Não é doença. Eu tou com minha cabeça clara, com minhas ideias claras. Nós somos
eterna falência. Nascemos para morrer. Falência. Falecer. Crescei-os e multiplicai-vos. Pra ser
assassinado na rua? Sendo branco, preto, o que for? Ou é crescer e multiplicai o ser? Multiplicar
todas as ações para a melhora do ser! Isso tem que ter muita paciência. Muita paciência. Ontem
eu vi uma frase muito incrível: a velhice e o desfazer da matéria não acaba o amor. Tá nos olhos
de quem quer ser amado. O velho também ama. O que é o amor? O amor não é penetração,
só! O amor é carícia, é o bem servir. O ser útil a você. Não é dizer que eu sou um cara bom. Eu
nem sei se presto. No me piage niente. E acho que faço uma boa arte. Mas quem compra?
Ninguém!! Tudo muita conversa. A vida é muito cheia de conversa fiada. Muito cheia de
conversa fiada. Se você não tirar seu rabo da linha do trem, o trem te pega! Não olha pra onde
você anda, que o trem te pega. Macaco que não olha seu rabo, o trem pega!
Mo: E você vê um sentido nisso tudo ou em alguma coisa?
Griot: Lógico: o resultado é a continuação da vida! Se eu começar a pensar para que eu existo,
eu me mato! É por isso que o oriental faz o harakiri! Quando ele descobre a inutilidade dele
enquanto ser, ele acaba com sua matéria.
Mo: Então a gente só existe enquanto é útil?
Griot: Mas o que é ser útil? Útil é você com você mesmo. Pra você, você mesmo aprimorar sua
existência para melhor. Antes de ontem eu assisti os santificados. Homens que se
transformaram em santos. O Que é se transformar em santo? É a evolução da matéria do ser
para depois da morte. Se é que existe morte, nesse sentido. A vida é uma escola. Uma escola
eterna. Você nasce e morre estudando, aprendendo. Aprendo o quê? A força hedônicas de seu
próprio ser. A igreja católica conseguiu descobrir e transformou em santo. No candomblé, os
orixás são santos vivos. Não existe deuses. Existe Deus. Agora eu sou um orixá vivo. Já é um
grande prazer.
Quem tá do teu lado? A carícia é a única forma que tem de você sentir que não está só no
planeta. A única verdade do ser humano é a carícia. A carícia leva ao orgasmo... nem a
penetração leva tão bem ao prazer quanto a carícia. A carícia leva ao devaneio, à libertação da
matéria, sem a matéria exigir que você tem que ser mulher. Então a carícia é a única verdade
que existe. A penetração é o último toque. E muita das vezes ... só no Kama Sutra que te explica
claramente a carícia da carne. Fazer relação sexual hoje é pecado! Na maioria das vezes... E não
é? (...) Então eu luto pela carícia! Pelo termo carícia. A carícia de pai para filho. De pai para filho!
O pai precisa acariciar seus filhos. A única forma do pai conquistar seu filho, principalmente filho
homem, é acariciando os filhos, para acabar com essa inibição do abraço, do aperto do pai pra
filho! A carícia é a única verdade exata. A carícia que Deus nos deu. A carícia. O contato de um
ser humano com outro. O resto é resto. O resto virou sexo. O sexo acabou com a pretensão de
ser. O sexo é multiplicai-vos. E não é nem multiplicarmos o ser humano em si. É multiplicar a
ação que você faz. Tá cada vez mais cheio de gente, mais estúpidos no planeta. Todo mundo
fazendo filho, mais filho mais filho... sem razão, sem objetividade. Até sem perspectiva de Deus,
que é o maior! Não tem! Todo mundo fazendo filhos, fazendo filhos!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

A saudade fala portugues
A saudade fala portuguesA saudade fala portugues
A saudade fala portugues
Mensagens Virtuais
 
A saudade fala português....
A saudade fala português....A saudade fala português....
A saudade fala português....
Joana Nogueira
 
2005218 crystal sintosaudades
2005218 crystal sintosaudades2005218 crystal sintosaudades
2005218 crystal sintosaudades
MaryFioratti
 
Agora1
Agora1Agora1
Agora1
guestc79f8f
 
A saudade
A saudadeA saudade
A saudade
Antenor Antenor
 
A saudade fala Portugues
A saudade fala PortuguesA saudade fala Portugues
A saudade fala Portugues
Irene Aguiar
 
A saudade.
A saudade. A saudade.
A saudade.
elizacouto
 
A saudade fala_português - so
A saudade fala_português - soA saudade fala_português - so
A saudade fala_português - so
Aldo Cioffi
 
Quem namora
Quem namoraQuem namora
Quem namora
Juliennerecepcoes
 
A saudade
A saudade A saudade
A saudade
Marta Cunha
 
A saudade fala português
A saudade fala portuguêsA saudade fala português
A saudade fala português
paulomaes
 
A saudade fala português
A saudade fala portuguêsA saudade fala português
A saudade fala português
Amadeu Wolff
 
Frases Famosas Semana
Frases Famosas SemanaFrases Famosas Semana
Frases Famosas Semana
lunarose
 
Orientações paródia 8ºano
Orientações paródia 8ºanoOrientações paródia 8ºano
Orientações paródia 8ºano
Lidiane Rodrigues
 
Crescer e apaixonar_se
Crescer e apaixonar_seCrescer e apaixonar_se
Crescer e apaixonar_se
Juliennerecepcoes
 
Sou velho. .(com som) (1)
Sou velho. .(com som) (1)Sou velho. .(com som) (1)
Sou velho. .(com som) (1)
Salima1955
 
Medo de se apaixonar (Fabrício Carpinejar)
Medo de se apaixonar (Fabrício Carpinejar)Medo de se apaixonar (Fabrício Carpinejar)
Medo de se apaixonar (Fabrício Carpinejar)
Beatriz Henkels
 
Coisas da vida...
Coisas da vida...Coisas da vida...
Coisas da vida...
Ariana Martins
 
Pensados - Pensamentos CCF
Pensados - Pensamentos CCFPensados - Pensamentos CCF
Pensados - Pensamentos CCF
Celso Corrêa de Freitas
 
Catariny
CatarinyCatariny
Catariny
catarine123
 

Mais procurados (20)

A saudade fala portugues
A saudade fala portuguesA saudade fala portugues
A saudade fala portugues
 
A saudade fala português....
A saudade fala português....A saudade fala português....
A saudade fala português....
 
2005218 crystal sintosaudades
2005218 crystal sintosaudades2005218 crystal sintosaudades
2005218 crystal sintosaudades
 
Agora1
Agora1Agora1
Agora1
 
A saudade
A saudadeA saudade
A saudade
 
A saudade fala Portugues
A saudade fala PortuguesA saudade fala Portugues
A saudade fala Portugues
 
A saudade.
A saudade. A saudade.
A saudade.
 
A saudade fala_português - so
A saudade fala_português - soA saudade fala_português - so
A saudade fala_português - so
 
Quem namora
Quem namoraQuem namora
Quem namora
 
A saudade
A saudade A saudade
A saudade
 
A saudade fala português
A saudade fala portuguêsA saudade fala português
A saudade fala português
 
A saudade fala português
A saudade fala portuguêsA saudade fala português
A saudade fala português
 
Frases Famosas Semana
Frases Famosas SemanaFrases Famosas Semana
Frases Famosas Semana
 
Orientações paródia 8ºano
Orientações paródia 8ºanoOrientações paródia 8ºano
Orientações paródia 8ºano
 
Crescer e apaixonar_se
Crescer e apaixonar_seCrescer e apaixonar_se
Crescer e apaixonar_se
 
Sou velho. .(com som) (1)
Sou velho. .(com som) (1)Sou velho. .(com som) (1)
Sou velho. .(com som) (1)
 
Medo de se apaixonar (Fabrício Carpinejar)
Medo de se apaixonar (Fabrício Carpinejar)Medo de se apaixonar (Fabrício Carpinejar)
Medo de se apaixonar (Fabrício Carpinejar)
 
Coisas da vida...
Coisas da vida...Coisas da vida...
Coisas da vida...
 
Pensados - Pensamentos CCF
Pensados - Pensamentos CCFPensados - Pensamentos CCF
Pensados - Pensamentos CCF
 
Catariny
CatarinyCatariny
Catariny
 

Destaque

Habilidade h3
Habilidade h3Habilidade h3
Habilidade h3
Igor Mourelle
 
Portfolio samuel 2012
Portfolio samuel 2012Portfolio samuel 2012
Portfolio samuel 2012
Delziene Jesus
 
Os 3 ss
Os 3 ssOs 3 ss
Relato simposioacervosdigitais2010
Relato simposioacervosdigitais2010Relato simposioacervosdigitais2010
Relato simposioacervosdigitais2010
Gabriela Agustini
 
Lei 9.790 de 23 de marco de 1999 oscip
Lei 9.790 de 23 de marco de 1999 oscipLei 9.790 de 23 de marco de 1999 oscip
Lei 9.790 de 23 de marco de 1999 oscip
gvirtual
 
동탄오피[청주오피]dasom10[net]천안오피]인천오피
동탄오피[청주오피]dasom10[net]천안오피]인천오피동탄오피[청주오피]dasom10[net]천안오피]인천오피
동탄오피[청주오피]dasom10[net]천안오피]인천오피
dasom88
 
Jornalismocultural fabiogomes
Jornalismocultural fabiogomesJornalismocultural fabiogomes
Jornalismocultural fabiogomes
Natália Faria
 

Destaque (8)

Habilidade h3
Habilidade h3Habilidade h3
Habilidade h3
 
Адмова
АдмоваАдмова
Адмова
 
Portfolio samuel 2012
Portfolio samuel 2012Portfolio samuel 2012
Portfolio samuel 2012
 
Os 3 ss
Os 3 ssOs 3 ss
Os 3 ss
 
Relato simposioacervosdigitais2010
Relato simposioacervosdigitais2010Relato simposioacervosdigitais2010
Relato simposioacervosdigitais2010
 
Lei 9.790 de 23 de marco de 1999 oscip
Lei 9.790 de 23 de marco de 1999 oscipLei 9.790 de 23 de marco de 1999 oscip
Lei 9.790 de 23 de marco de 1999 oscip
 
동탄오피[청주오피]dasom10[net]천안오피]인천오피
동탄오피[청주오피]dasom10[net]천안오피]인천오피동탄오피[청주오피]dasom10[net]천안오피]인천오피
동탄오피[청주오피]dasom10[net]천안오피]인천오피
 
Jornalismocultural fabiogomes
Jornalismocultural fabiogomesJornalismocultural fabiogomes
Jornalismocultural fabiogomes
 

Semelhante a Arte preta de oswaldo griot

Educação Especial
Educação EspecialEducação Especial
Educação Especial
be23ceb
 
45
4545
Tabacaria - Álvaro de Campos
Tabacaria - Álvaro de CamposTabacaria - Álvaro de Campos
Tabacaria - Álvaro de Campos
AMLDRP
 
Artes
ArtesArtes
O livro do ego osho
O livro do ego   oshoO livro do ego   osho
O livro do ego osho
Josimar Aerminio
 
What If Magazine_01
What If Magazine_01What If Magazine_01
What If Magazine_01
Dione Negre
 
Alessandro d'avenia branca como o leite, vermelha como o sangue
Alessandro d'avenia   branca como o leite, vermelha como o sangueAlessandro d'avenia   branca como o leite, vermelha como o sangue
Alessandro d'avenia branca como o leite, vermelha como o sangue
Ludmila Moreira
 
Portfólio robson reis
Portfólio robson reisPortfólio robson reis
Portfólio robson reis
Portfolio2015
 
Grupo 9
Grupo 9Grupo 9
141626043 umbanda-para-criana-as
141626043 umbanda-para-criana-as141626043 umbanda-para-criana-as
141626043 umbanda-para-criana-as
Fabio Souza
 
Duas Crônicas Poéticas de Pedro Chagas Freitas
Duas Crônicas Poéticas de Pedro Chagas FreitasDuas Crônicas Poéticas de Pedro Chagas Freitas
Duas Crônicas Poéticas de Pedro Chagas Freitas
Gilberto Canto
 
Duas Crônicas Poéticas de Pedro Chagas Freitas
Duas Crônicas Poéticas de Pedro Chagas FreitasDuas Crônicas Poéticas de Pedro Chagas Freitas
Duas Crônicas Poéticas de Pedro Chagas Freitas
Giba Canto
 
Ameopoema especial prelúdio
Ameopoema especial prelúdioAmeopoema especial prelúdio
Ameopoema especial prelúdio
AMEOPOEMA Editora
 
Frases engraçadas
Frases engraçadasFrases engraçadas
Frases engraçadas
Silas Chaves
 
23647573 prostituicao-e-supremacia-masculina
23647573 prostituicao-e-supremacia-masculina23647573 prostituicao-e-supremacia-masculina
23647573 prostituicao-e-supremacia-masculina
Haziel Hurt
 
A escolha das provas
A escolha das provasA escolha das provas
A escolha das provas
Bloguinho Espírita
 
Osho - Morte a Maior das Ilusões.pdf
Osho - Morte a Maior das Ilusões.pdfOsho - Morte a Maior das Ilusões.pdf
Osho - Morte a Maior das Ilusões.pdf
HubertoRohden2
 
Deixando-de-ser-otario-em-poucos-passos-2a-edicao.pdf
Deixando-de-ser-otario-em-poucos-passos-2a-edicao.pdfDeixando-de-ser-otario-em-poucos-passos-2a-edicao.pdf
Deixando-de-ser-otario-em-poucos-passos-2a-edicao.pdf
ywduxqwerty
 
Slides mão escrevendo - 2011 (1)
Slides   mão escrevendo - 2011 (1)Slides   mão escrevendo - 2011 (1)
Slides mão escrevendo - 2011 (1)
proinfopccurso
 
AfroPoemas, CEU 3 Pontes, nov 2015
AfroPoemas, CEU 3 Pontes, nov 2015AfroPoemas, CEU 3 Pontes, nov 2015
AfroPoemas, CEU 3 Pontes, nov 2015
oficinativa
 

Semelhante a Arte preta de oswaldo griot (20)

Educação Especial
Educação EspecialEducação Especial
Educação Especial
 
45
4545
45
 
Tabacaria - Álvaro de Campos
Tabacaria - Álvaro de CamposTabacaria - Álvaro de Campos
Tabacaria - Álvaro de Campos
 
Artes
ArtesArtes
Artes
 
O livro do ego osho
O livro do ego   oshoO livro do ego   osho
O livro do ego osho
 
What If Magazine_01
What If Magazine_01What If Magazine_01
What If Magazine_01
 
Alessandro d'avenia branca como o leite, vermelha como o sangue
Alessandro d'avenia   branca como o leite, vermelha como o sangueAlessandro d'avenia   branca como o leite, vermelha como o sangue
Alessandro d'avenia branca como o leite, vermelha como o sangue
 
Portfólio robson reis
Portfólio robson reisPortfólio robson reis
Portfólio robson reis
 
Grupo 9
Grupo 9Grupo 9
Grupo 9
 
141626043 umbanda-para-criana-as
141626043 umbanda-para-criana-as141626043 umbanda-para-criana-as
141626043 umbanda-para-criana-as
 
Duas Crônicas Poéticas de Pedro Chagas Freitas
Duas Crônicas Poéticas de Pedro Chagas FreitasDuas Crônicas Poéticas de Pedro Chagas Freitas
Duas Crônicas Poéticas de Pedro Chagas Freitas
 
Duas Crônicas Poéticas de Pedro Chagas Freitas
Duas Crônicas Poéticas de Pedro Chagas FreitasDuas Crônicas Poéticas de Pedro Chagas Freitas
Duas Crônicas Poéticas de Pedro Chagas Freitas
 
Ameopoema especial prelúdio
Ameopoema especial prelúdioAmeopoema especial prelúdio
Ameopoema especial prelúdio
 
Frases engraçadas
Frases engraçadasFrases engraçadas
Frases engraçadas
 
23647573 prostituicao-e-supremacia-masculina
23647573 prostituicao-e-supremacia-masculina23647573 prostituicao-e-supremacia-masculina
23647573 prostituicao-e-supremacia-masculina
 
A escolha das provas
A escolha das provasA escolha das provas
A escolha das provas
 
Osho - Morte a Maior das Ilusões.pdf
Osho - Morte a Maior das Ilusões.pdfOsho - Morte a Maior das Ilusões.pdf
Osho - Morte a Maior das Ilusões.pdf
 
Deixando-de-ser-otario-em-poucos-passos-2a-edicao.pdf
Deixando-de-ser-otario-em-poucos-passos-2a-edicao.pdfDeixando-de-ser-otario-em-poucos-passos-2a-edicao.pdf
Deixando-de-ser-otario-em-poucos-passos-2a-edicao.pdf
 
Slides mão escrevendo - 2011 (1)
Slides   mão escrevendo - 2011 (1)Slides   mão escrevendo - 2011 (1)
Slides mão escrevendo - 2011 (1)
 
AfroPoemas, CEU 3 Pontes, nov 2015
AfroPoemas, CEU 3 Pontes, nov 2015AfroPoemas, CEU 3 Pontes, nov 2015
AfroPoemas, CEU 3 Pontes, nov 2015
 

Mais de Mo Maie

Reseña Mo Maiê em Espanhol 2017
Reseña Mo Maiê em Espanhol 2017Reseña Mo Maiê em Espanhol 2017
Reseña Mo Maiê em Espanhol 2017
Mo Maie
 
Portfolio Ubuntu Africanias: Fusão África Brasil!
Portfolio Ubuntu Africanias: Fusão África Brasil!Portfolio Ubuntu Africanias: Fusão África Brasil!
Portfolio Ubuntu Africanias: Fusão África Brasil!
Mo Maie
 
Book Vira Saia 2015
Book Vira Saia 2015Book Vira Saia 2015
Book Vira Saia 2015
Mo Maie
 
Book histórias iluminadas
Book histórias iluminadasBook histórias iluminadas
Book histórias iluminadas
Mo Maie
 
De onde são os africanos escravizados que vieram para o brasil
De onde são os africanos escravizados que vieram para o brasilDe onde são os africanos escravizados que vieram para o brasil
De onde são os africanos escravizados que vieram para o brasil
Mo Maie
 
Autóctone, o papel do indígena na construção da identidade da música popular ...
Autóctone, o papel do indígena na construção da identidade da música popular ...Autóctone, o papel do indígena na construção da identidade da música popular ...
Autóctone, o papel do indígena na construção da identidade da música popular ...
Mo Maie
 
Retalhos. mo maie
Retalhos. mo maieRetalhos. mo maie
Retalhos. mo maie
Mo Maie
 
Vira Saia. Uma estética da reconstrução da cultura brasileira. Artigo escrito...
Vira Saia. Uma estética da reconstrução da cultura brasileira. Artigo escrito...Vira Saia. Uma estética da reconstrução da cultura brasileira. Artigo escrito...
Vira Saia. Uma estética da reconstrução da cultura brasileira. Artigo escrito...
Mo Maie
 
Entrevista feita com o bando Vira Saia. Por Flávio Ulhôa
Entrevista feita com o bando Vira Saia. Por Flávio UlhôaEntrevista feita com o bando Vira Saia. Por Flávio Ulhôa
Entrevista feita com o bando Vira Saia. Por Flávio Ulhôa
Mo Maie
 
Portfolio Vira Saia en castellano
Portfolio Vira Saia en castellanoPortfolio Vira Saia en castellano
Portfolio Vira Saia en castellano
Mo Maie
 
Maracá - Vira Saia
Maracá - Vira SaiaMaracá - Vira Saia
Maracá - Vira Saia
Mo Maie
 
Portfolio intercambio Afrobrasil + Marrocos Gnaoua
Portfolio intercambio Afrobrasil + Marrocos GnaouaPortfolio intercambio Afrobrasil + Marrocos Gnaoua
Portfolio intercambio Afrobrasil + Marrocos Gnaoua
Mo Maie
 
Fotos vira
Fotos viraFotos vira
Fotos viraMo Maie
 
1994 a melodiado-nordesteesuasconstanciasmodais
1994 a melodiado-nordesteesuasconstanciasmodais1994 a melodiado-nordesteesuasconstanciasmodais
1994 a melodiado-nordesteesuasconstanciasmodais
Mo Maie
 

Mais de Mo Maie (14)

Reseña Mo Maiê em Espanhol 2017
Reseña Mo Maiê em Espanhol 2017Reseña Mo Maiê em Espanhol 2017
Reseña Mo Maiê em Espanhol 2017
 
Portfolio Ubuntu Africanias: Fusão África Brasil!
Portfolio Ubuntu Africanias: Fusão África Brasil!Portfolio Ubuntu Africanias: Fusão África Brasil!
Portfolio Ubuntu Africanias: Fusão África Brasil!
 
Book Vira Saia 2015
Book Vira Saia 2015Book Vira Saia 2015
Book Vira Saia 2015
 
Book histórias iluminadas
Book histórias iluminadasBook histórias iluminadas
Book histórias iluminadas
 
De onde são os africanos escravizados que vieram para o brasil
De onde são os africanos escravizados que vieram para o brasilDe onde são os africanos escravizados que vieram para o brasil
De onde são os africanos escravizados que vieram para o brasil
 
Autóctone, o papel do indígena na construção da identidade da música popular ...
Autóctone, o papel do indígena na construção da identidade da música popular ...Autóctone, o papel do indígena na construção da identidade da música popular ...
Autóctone, o papel do indígena na construção da identidade da música popular ...
 
Retalhos. mo maie
Retalhos. mo maieRetalhos. mo maie
Retalhos. mo maie
 
Vira Saia. Uma estética da reconstrução da cultura brasileira. Artigo escrito...
Vira Saia. Uma estética da reconstrução da cultura brasileira. Artigo escrito...Vira Saia. Uma estética da reconstrução da cultura brasileira. Artigo escrito...
Vira Saia. Uma estética da reconstrução da cultura brasileira. Artigo escrito...
 
Entrevista feita com o bando Vira Saia. Por Flávio Ulhôa
Entrevista feita com o bando Vira Saia. Por Flávio UlhôaEntrevista feita com o bando Vira Saia. Por Flávio Ulhôa
Entrevista feita com o bando Vira Saia. Por Flávio Ulhôa
 
Portfolio Vira Saia en castellano
Portfolio Vira Saia en castellanoPortfolio Vira Saia en castellano
Portfolio Vira Saia en castellano
 
Maracá - Vira Saia
Maracá - Vira SaiaMaracá - Vira Saia
Maracá - Vira Saia
 
Portfolio intercambio Afrobrasil + Marrocos Gnaoua
Portfolio intercambio Afrobrasil + Marrocos GnaouaPortfolio intercambio Afrobrasil + Marrocos Gnaoua
Portfolio intercambio Afrobrasil + Marrocos Gnaoua
 
Fotos vira
Fotos viraFotos vira
Fotos vira
 
1994 a melodiado-nordesteesuasconstanciasmodais
1994 a melodiado-nordesteesuasconstanciasmodais1994 a melodiado-nordesteesuasconstanciasmodais
1994 a melodiado-nordesteesuasconstanciasmodais
 

Arte preta de oswaldo griot

  • 1. Essa entrevista foi realizada em abril de 2014, na casa do pintor Griot, localizada à Rua do Passo, 48 – Pelourinho. Mo: Por favor, seu nome completo? Griot: Roberto Oswaldo. Só. Só isso. Meu nome é Orador, Dom da Palavra, 171. Eu devia assinar assim! Orador, Dom da Palavra, 171. Por que 171? Um contador de histórias. Eu sou um 171 profissional. Minha vida inteira, eu fui um 171. Só que deixa de ser uma cascata, para ser um conteúdo histórico. Por exemplo, o encontro meu com Deus, o encontro da verdade que é amor. Do que é a arte em si. Da arte preta, que eu não faço arte negra. O Brasil todo é negro. A arte negra é coisa da etnia negra. Eu sou um artista da etnia preta. Preta. Preto é uma etnia que existe no planeta que ninguém nunca estudou como ele pensa, como ele anda, como ele é. O negro está misturado por todo o Brasil, norte, sul. Mas o preto é puramente uma etnia. O que ele pensa? O que ele faz? Os orixás não são só negros. São energia do humano, podem ter nascido em árvores, mas são a energia do humano. Mo: Então é assim que você chama sua arte? Griot: Arte preta. Pretinha, preta. Mo: É um movimento artístico? Griot: Pode ser um movimento artístico mas é um movimento de consciência. Qual é a nossa? Onde está o preto? EU tenho que ser capoeirista? Preciso ser jogador de futebol? Tenho que
  • 2. morar na favela? Não precisa ser isso pra ser uma arte preta. Em São Paulo era a mesma coisa, no Rio era a mesma coisa, e aqui. Todo mundo tem obrigação de ser capoeirista. Só porque eu sou preto? Então se você é mulher, você tem a obrigação de ser mulher. De repente não é porque você é mulher que tem que mostrar que é mulher. Você é e acabou. Onde está a consciência da arte da mulher? Mo: No ovário. Griot: Dentro dela há mais de 60 milhões de anos. Tá ali. Guardado. O Homem é terra. Tudo é terra. Desde o oxigênio, a alimentação, dá a ele a energia necessária para que ele, ao fecundar a mulher, os dois criem um novo ser. Aí é o caminho. Quem tira a criança da rua é a mãe. Quando você teve sua filha, a primeira voz que ela escutou foi a sua, dentro do teu útero. Então a mulher tem que olhar para dentro de si. E a mãe não é porque pariu, não. É porque pariu. Agora, só porque eu sou preto sou obrigado a ser capoeirista? Jogador de futebol? Ninguém é obrigado a nada, a nada! Tem que aprender a respeitar. Isso que é viver. E amar. Mo: E quando você pintou ou desenhou pela primeira vez na sua vida? Griot: Não sei. Quando eu me conheci eu já tava pintando. Mo: E quando você esqueceu que você pintava? Griot: Eu nunca esqueci. Eu sempre fui obrigado a pintar. EU sempre fui obrigado a pintar! Mo: E quem te obrigou? Griot: Eu mesmo! Porque a única verdade que eu encontrei foi a pintura. Tudo que eu entrei na vida eu fui expulso. Fui expulso da academia, de quartel, de escola. Porque eu sou indisciplinado. Indisciplinado não é um defeito. É um ser livre! Livre de catequese. Mas só que livre de catequese é perigo! Eu sou um ser indisciplinado. Não há disciplina. Não há uma catequese. Tem que ser assim. Não existe isso! Não existe perfeição. Existe exatidão. Para você fazer um movimento de dança, você não está fazendo a perfeição. Você tá fazendo a exatidão. A execução do movimento tá ali. O que é perfeito? Quem é perfeito? Nada é perfeito! É a exatidão. A execução do movimento. Ninguém é perfeito! Perfeito, nem prefeito! Mo: Em vários quadros seu você bota palavras, né? Griot: Sempre em cima do macho e fêmea. Porque a única verdade que existe é macho e fêmea. Não existe mais nada. O resto é coração. É coração! De mais a mais, todo ser humano tem macho e fêmea dentro de si. Macho e fêmea dentro do ser humano. Está dentro de você. Está dentro de mim. Meu lado fêmea, meu lado mãe! Tá dentro de mim. Agora como nós fomos criados a não se envolver com isso porque senão vão chamar você de veado! Não tem nada a ver o cara botar o seu lado fêmea, só porque ele faz uma boa comida ele é veado? Sem o macho e fêmea não existe o ser. Não tem nada a ver com introdução. Não tem nada a ver com introduzir. Introduzir é fantasia. Mo: Então em todos os seus quadros tem essa questão do macho/ fêmea através das palavras? Griot: Das palavras, das formas. Macho e fêmea tem tudo. Fora as descobertas incríveis. Um dia desses estava no banheiro aí comecei a pensar no brasil em si, né? O Brasil foi criado a partir de três mulheres, a preta, a branca, a cabocla ... acabou. Esse criou a trilogia do ser humano brasileiro. A partir dessas três mulheres. Tudo em torno dessas três mulheres. No dia em que as
  • 3. mulheres começarem a se unir, e ver a grande força que tem e ver que a reprodução está na consciência, também. Por que existe corrupção? Porque vocês mulheres querem o melhor, e o homem vai roubar pra dar a ele. O homem nasceu para servir a mulher. Não pra roubar para dar pra ela. Servir com todo prazer. Não a exigência dela de que tem que ser. Cada político tem 3, 4 carros; 4, 5 casas. Pra que? Cada carro para uma mulher. Que é a amante? Amante de 1, amante de 10. Não existe nem mais e nem menos. A vida é formada de braço esquerdo, braço direito. Mo: E a morte e a vida também estão dentro de seus quadros? Griot: A vida e a morte são princípio e o fim. Mo: A morte é o fim? Griot: Eu nunca morri! Eu não sei se será o fim! Todos os dias sua pele morre. Todos os dias você tem pele nova. Isso é morte. Até o dia em que chegar na minha posição. Eu não estou morrendo. Eu estou me desfazendo. 75 anos é clara evidência que é hora da matéria começar a se desfazer. Não é doença. Eu tou com minha cabeça clara, com minhas ideias claras. Nós somos eterna falência. Nascemos para morrer. Falência. Falecer. Crescei-os e multiplicai-vos. Pra ser assassinado na rua? Sendo branco, preto, o que for? Ou é crescer e multiplicai o ser? Multiplicar todas as ações para a melhora do ser! Isso tem que ter muita paciência. Muita paciência. Ontem eu vi uma frase muito incrível: a velhice e o desfazer da matéria não acaba o amor. Tá nos olhos de quem quer ser amado. O velho também ama. O que é o amor? O amor não é penetração, só! O amor é carícia, é o bem servir. O ser útil a você. Não é dizer que eu sou um cara bom. Eu nem sei se presto. No me piage niente. E acho que faço uma boa arte. Mas quem compra? Ninguém!! Tudo muita conversa. A vida é muito cheia de conversa fiada. Muito cheia de conversa fiada. Se você não tirar seu rabo da linha do trem, o trem te pega! Não olha pra onde você anda, que o trem te pega. Macaco que não olha seu rabo, o trem pega! Mo: E você vê um sentido nisso tudo ou em alguma coisa? Griot: Lógico: o resultado é a continuação da vida! Se eu começar a pensar para que eu existo, eu me mato! É por isso que o oriental faz o harakiri! Quando ele descobre a inutilidade dele enquanto ser, ele acaba com sua matéria. Mo: Então a gente só existe enquanto é útil? Griot: Mas o que é ser útil? Útil é você com você mesmo. Pra você, você mesmo aprimorar sua existência para melhor. Antes de ontem eu assisti os santificados. Homens que se transformaram em santos. O Que é se transformar em santo? É a evolução da matéria do ser para depois da morte. Se é que existe morte, nesse sentido. A vida é uma escola. Uma escola eterna. Você nasce e morre estudando, aprendendo. Aprendo o quê? A força hedônicas de seu próprio ser. A igreja católica conseguiu descobrir e transformou em santo. No candomblé, os orixás são santos vivos. Não existe deuses. Existe Deus. Agora eu sou um orixá vivo. Já é um grande prazer. Quem tá do teu lado? A carícia é a única forma que tem de você sentir que não está só no planeta. A única verdade do ser humano é a carícia. A carícia leva ao orgasmo... nem a penetração leva tão bem ao prazer quanto a carícia. A carícia leva ao devaneio, à libertação da matéria, sem a matéria exigir que você tem que ser mulher. Então a carícia é a única verdade que existe. A penetração é o último toque. E muita das vezes ... só no Kama Sutra que te explica
  • 4. claramente a carícia da carne. Fazer relação sexual hoje é pecado! Na maioria das vezes... E não é? (...) Então eu luto pela carícia! Pelo termo carícia. A carícia de pai para filho. De pai para filho! O pai precisa acariciar seus filhos. A única forma do pai conquistar seu filho, principalmente filho homem, é acariciando os filhos, para acabar com essa inibição do abraço, do aperto do pai pra filho! A carícia é a única verdade exata. A carícia que Deus nos deu. A carícia. O contato de um ser humano com outro. O resto é resto. O resto virou sexo. O sexo acabou com a pretensão de ser. O sexo é multiplicai-vos. E não é nem multiplicarmos o ser humano em si. É multiplicar a ação que você faz. Tá cada vez mais cheio de gente, mais estúpidos no planeta. Todo mundo fazendo filho, mais filho mais filho... sem razão, sem objetividade. Até sem perspectiva de Deus, que é o maior! Não tem! Todo mundo fazendo filhos, fazendo filhos!