SlideShare uma empresa Scribd logo
ESCOLA BÍBLICA DISCIPULADORA
Facilitador: Francisco Tudela
PIBPENHA –SP - 2019
Aula 8
2
AMÓS
O pergaminho que segura traz
a seguinte inscrição, traduzida
e adaptada do latim:
"Feito primeiro pastor, e em
seguida profeta, dirijo-me
contra as vacas gordas e os
chefes de Israel.”
"vacas gordas“ denuncia as
riquezas acumuladas pelas
classes dominantes em
oposição à extrema pobreza de
outros.
AUTOR: AMÓS (HEBR.: CARREGADOR DE FARDOS)
DATA: PROX. 760 A.C.
1.1 “Palavras que Amós, criador de ovelhas em Tecoa,
recebeu em visões, a respeito de Israel dois anos
antes do terremoto. Nesse tempo, Uzias era rei
de Judá e Jeroboão, filho de Jeoás, era rei de Israel.”
Tecoa, em judá, a 25 km de jerusalem, fronteira com israel.
Neste texto a palavra hebraica para pastores não é a palavra
comum para pastor, ro'eh, mas noqêd, que se refere a alguém
que cuida de ovelhas anãs, de pernas curtas, raça valiosa por
sua lã boa e abundante.
Não se considerava um profeta “profissional” 7.14, porém é
um dos profetas mais citados, pois a análise que faz da
sociedade do seu tempo pode ser aplicada à sociedade de
qualquer época.
Amós Dedicava-se a três atividades: vaqueiro, pastor (de
rebanho miúdo) e cultivador de sicômoros (7.14b).
O sicômoro (Ficus Sycomorus, em hebraico: schiqmah) é da
família da figueira.
O seu fruto é comestível e, se parece com o figo.
As frutas devem ser arranhadas com a unha ou com objeto
pontiagudo antes de amadurecerem para ficarem doces.
Não há consenso sobre a posição socioeconômica de Amós:
se era proprietário, dono dos rebanhos de ovelhas e vacas,
se pastoreava em terra arrendada, ou um assalariado?
4
É importante conhecermos esta época para a leitura do
profeta Amós.
Um século antes de Amós aconteceu em Israel um golpe
militar promovido por um antepassado de Jeroboão II, o
general Jeú, que, ao romper os acordos com os vizinhos,
levara o país a depender de Damasco, governada por
arameus.
Israel iniciou sua recuperação com o rei Jeoás, pai de
Jeroboão II, que governou de 797 a 782 a.C.
Expulsou os arameus de seu território e dominou seu
vizinho Judá, saqueando Jerusalém, derrubando parte de
suas muralhas e levando reféns. 2Rs 14.11-13.
Como foi o governo de Jeroboão II rei de Israel?
Jeroboão II levou as fronteiras de Israel ao extremo norte da
região e, certamente, tomou Damasco, que pertencia à
Síria, e dominou até Moabe ao sul.
Uzias, rei de Judá, já em paz com Israel, subjugou os
Edomitas, os Filisteus e os Amonitas, implementou a
agricultura, desenvolveu as artes, as fábricas domésticas e
criou um poderoso exército em Jerusalém.
Somadas as conquistas de Judá e Israel sua extensão ficou
semelhante a do reino salomônico.
E com a expansão veio a prosperidade.
Mas todo mundo prosperou nesta época do
"milagre israelita"?Que nada!
O sistema administrativo adotado por Jeroboão II
provocou a concentração da renda nas mãos de poucos
com o consequente empobrecimento da maioria da
população.
Os pequenos agricultores ficavam tão endividados que
eram escravizados para pagar suas dívidas.
Os tribunais, que deveriam defendê-los da exploração dos
mais poderosos, eram pagos por quem podia pagar e
decidiam sempre a favor destes.
ESBOÇO
9
1. Profecias contra as nações, 1:1 – 2:16.
a. Acusação das nações vizinhas. 1:3 – 2:3.
b. Acusação de Judá. 2:4, 5.
c. Acusação de Israel. 2:6-16.
2. Três sermões contra Israel. 3:1 – 6:14.
a. Uma declaração de juízo. 3:1-15.
b. A depravação de Israel. 4:1-13.
c. Uma lamentação pelo pecado e destino de Israel. 5.1 a 6.14
3. Cinco visões da condição de Israel. 7:1 – 9:10.
a. Os gafanhotos devoradores. 7:1-3.
b. O fogo consumidor. 7: 4-6.
c. O prumo. 7:7-9.
d. Oposição eclesiástica. 7: 10-17.
e. O cesto de frutos maduros. 8: 1-14.
f. O julgamento do Senhor. 9:1-10.
4. A promessa da restauração de Israel. 9:11-15.
Quando foi que Amós entrou nesta briga se ele
nem era da região?
1.1 “... a respeito de Israel dois anos antes do terremoto”
A arqueologia descobriu ter acontecido na primeira metade
do século VIII a.C., por volta de 760 a.C.
Este terremoto foi forte, acompanhado de um eclipse (8.8,9)
pois será lembrado 200 anos depois (Zc 14.5 “Fugirão como
fugiram do terremoto nos dias de Uzias, rei de Judá”
1.2 “Ele disse: "O SENHOR ruge de Sião...”
O rugido de um leão quando salta sobre a sua presa expressa
a proximidade do juízo; pois quando o pastor ouve o rugido,
sabe que o ataque já está sendo efetuado, e é tarde demais
para salvar as ovelhas.
Os sete crimes de Israel? 2.6a
(1) 2.6 b "vendem por prata o justo, ... “ Desprezo ao devedor
(2) 2.6 b “..., e por um par de sandálias o pobre." Escravização
por dívidas ridículas. Homens ricos tomavam roupas de
seus devedores como garantia e não as devolviam como
determinava a lei (Dt 24.10-13, 17).
(3) 2.7 a " Pisam a cabeça dos necessitados como pisam o pó
da terra“ Humilhação/opressão do pobre
(4) 2.7 b " negam justiça ao oprimido.” O judiciário é corrupto
Amós, com os termos justo, pobre, necessitado e oprimido,
designa as principais vítimas da opressão.
(5) 2.7 c " Pai e filho possuem a mesma mulher ":
opressão dos fracos (das empregadas / escravas),
provavelmente prostitutas cultuais, juntando-se então
o pecado de idolatria.
(6) 2.8 Inclinam-se diante de qualquer altar com roupas
tomadas como penhor. ... bebem vinho recebido como
multa": falta de misericórdia nos empréstimos.
(7) 2.12 " fizeram os nazireus beber vinho e ordenaram
aos profetas que não profetizassem”. Pervertiam a
classe religiosa.
E o que fizeram os sacerdotes nesta situação?
Com os santuários bem providos pelo Estado:
Ficaram do lado do poder.
Porque Sodoma foi destruída ?
Dt 29.23-26 e Ez 16.49
Amós seria, hoje, a palavra do líder espiritual contra a
corrupção da sociedade:
governo, empresas, famílias e igrejas, chamando a
atenção para o abismo moral e social que tal situação
vai criando, uma degeneração da humanidade.
Cap 3 O povo escolhido 3.2, o agir direito em 3.10, a riqueza
obtida injustamente e compactuar com essas pessoas 3.3.
Cap 4 Amós chamava as mulheres israelitas de “vacas de
Basã” – um animal criado para engorda, e levado para o
abate com cordas fixadas a anzóis no focinho.
As mulheres de Israel, vaidosas e fúteis (4.1) eram capazes de
explorar os pobres para satisfazer suas vontades.
Luxo construído sobre o
sofrimento de gente que
trabalha quase de graça.
4.2 A profecia se cumpre 30
anos depois quando os Assírios
as levam puxadas com cordas
presas em anzóis nos lábios.
Cap 5 Não para a religiosidade hipócrita, mas buscar a Deus
5.5,6,21,23
5.11 Deus se levanta contra a injustiça: os ricos são injustos
com os pobres e os exploram com baixos salários.
6.14 A profecia do extermínio de Israel se cumpre 30 anos
depois com a invasão dos Assírios e espalhamento do povo.
Cap 7 a 9
O juízo iminente de Israel em 4 visões:
1. Deus preparando a disciplina:
7.1-3 Fome e crise financeira; Amós intercede, Deus se
compadece
7.4-6 O fogo consumidor; Amós intercede, Deus se
compadece
2. O fio de prumo – 7.7-11
Israel estava fora da retidão do prumo de Deus – Deus
informa que não adianta interceder, pois o juízo é certo.
- A coragem de Amós indo a Betel confrontar Amazias 7.10
Diz que o rei morrerá à espada, bem como sua família e
Israel será exilada. 7.11,17
3. O cesto de frutos maduros – o fruto maduro já estava para
ficar “passado” e apodrecer.
8.4-6 Mostra a grande desonestidade da sociedade.
8.11,12 O verdadeiro alimento está nas palavras de Deus.
4. 9.7 Os Israelitas, por serem o povo de Deus, se achavam
seguros, mas não podiam viver de maneira irresponsável;
Deus é o Deus de todas as nações.
9.11 Mas ainda há esperança, quando o povo, após ser
disciplinado, voltará, a ter com Deusuma relação com a
tenda de Davi.
Com o cativeiro a sucessão ao trono estaria caída, como se
restabeleceria?
O evento de Cristo está ligado a este levantamento e é
referência na citação de Tiago em At 15.16.
https://www.youtube.com/watch?v=vivMn6EfiJ4&t=134s 19
Conclusões
1. AMÓS MOSTRA QUE OS CORRUPTOS E AMBICIOSOS NÃO
ESCAPARÃO DE DEUS.
Hoje, num mundo cheio de ganância e de exploração do
próximo uma leitura deste livro poderia ajudar muito.
No fim das contas, tudo não vai acabar em pizza!
2. AMÓS PROVA QUE O CHAMADO PROFÉTICO NÃO TEM
LIMITAÇÕES SÓCIO-CULTURAIS.
Ele era um “caipira iletrado” e tornou-se o instrumento de
Deus para corrigir os "intelectuais" e os "colunáveis" de seu
tempo.
Quem lê fica sábio
Quem crê fica salvo
Quem pratica fica santo
1. Bíblia Sagrada NVI; São Paulo; Ed. Vida; 2001
2. Bíblia em ordem cronológica (Editora Vida)
3. Bíblia De Estudo NVI, Barker; São Paulo; Ed. Vida; 2003
4. Bíblia de Estudo Arqueológica NVI – Kunz André Claiton e outros – Editora Vida – 2013
5. Manual Bíblico SBB; trad. Noronha, Lailah; São Paulo; Ed. Sociedade Bíblica do Brasil; 2008
6. PFEIFER, Charles F. (edit.). Comentário bíblico Moody.Trad. Yolanda M. Krievin. São Paulo:
EBR, 1999. Vol. 3, 390 p
7. COELHO FILHO, Isaltino Gomes. Os profetas menores II: Miquéias, Naum, Habacuque,
Sofonias, Ageu, Zacarias, Malaquias. Rio de Janeiro: JUERP, 2000. 194 p.
8. Programa ROTA 66 – Sayão, Luiz – Rádio transmundial
9. Reflexões extraídas da World Wide Web
Esta apresentação está disponível no site: www.escolabiblicavirtual.com.br

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

32. O Profeta Ezequiel
32. O Profeta Ezequiel32. O Profeta Ezequiel
32. O Profeta Ezequiel
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
2 Reis - O Reino Dividido + Queda Reino do Norte
2 Reis - O Reino Dividido + Queda Reino do Norte2 Reis - O Reino Dividido + Queda Reino do Norte
2 Reis - O Reino Dividido + Queda Reino do Norte
Amor pela EBD
 
Lição 1 jeremias, do começo ao fim
Lição 1   jeremias, do começo ao fimLição 1   jeremias, do começo ao fim
Lição 1 jeremias, do começo ao fim
andujarpr
 
Panorama do AT - Miqueias
Panorama do AT - MiqueiasPanorama do AT - Miqueias
Panorama do AT - Miqueias
Respirando Deus
 
97 estudo panorâmico da bíblia - o livro de sofonias
97   estudo panorâmico da bíblia - o livro de sofonias97   estudo panorâmico da bíblia - o livro de sofonias
97 estudo panorâmico da bíblia - o livro de sofonias
Robson Tavares Fernandes
 
Estudos dos salmos
Estudos dos salmosEstudos dos salmos
Estudos dos salmos
Diana E Junior
 
O livro de juízes
O livro de juízesO livro de juízes
O livro de juízes
mbrandao7
 
Lição 2 - A intensidade das profecias de Jeremias
Lição 2 - A intensidade das profecias de JeremiasLição 2 - A intensidade das profecias de Jeremias
Lição 2 - A intensidade das profecias de Jeremias
Éder Tomé
 
30. O Livro do profeta Jeremias
30. O Livro do  profeta Jeremias30. O Livro do  profeta Jeremias
30. O Livro do profeta Jeremias
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
36. O profeta Amós
36. O profeta Amós36. O profeta Amós
IBADEP BÁSICO PROFETAS MENORES - AULA 4 – HABACUQUE, SOFONIAS E AGEU.pptx
IBADEP BÁSICO PROFETAS MENORES - AULA 4 – HABACUQUE, SOFONIAS E AGEU.pptxIBADEP BÁSICO PROFETAS MENORES - AULA 4 – HABACUQUE, SOFONIAS E AGEU.pptx
IBADEP BÁSICO PROFETAS MENORES - AULA 4 – HABACUQUE, SOFONIAS E AGEU.pptx
Rubens Sohn
 
Apocalipse
ApocalipseApocalipse
Panorama do AT - Jó
Panorama do AT - JóPanorama do AT - Jó
Panorama do AT - Jó
Respirando Deus
 
15 - panorama do AT - Isaias.pptx
15 - panorama do AT - Isaias.pptx15 - panorama do AT - Isaias.pptx
15 - panorama do AT - Isaias.pptx
PIB Penha
 
16. O Livro de II Reis
16. O Livro de II Reis16. O Livro de II Reis
16. O Livro de II Reis
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
Oséias
OséiasOséias
20. o livro de esdras
20. o livro de esdras20. o livro de esdras
20. o livro de esdras
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
Livros históricos aula 2
Livros  históricos aula 2Livros  históricos aula 2
Livros históricos aula 2
Moisés Sampaio
 
26. Os poéticos: Eclesiastes
26. Os poéticos: Eclesiastes26. Os poéticos: Eclesiastes
26. Os poéticos: Eclesiastes
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
1 Reis - O reino dividido
1 Reis - O reino dividido1 Reis - O reino dividido
1 Reis - O reino dividido
Amor pela EBD
 

Mais procurados (20)

32. O Profeta Ezequiel
32. O Profeta Ezequiel32. O Profeta Ezequiel
32. O Profeta Ezequiel
 
2 Reis - O Reino Dividido + Queda Reino do Norte
2 Reis - O Reino Dividido + Queda Reino do Norte2 Reis - O Reino Dividido + Queda Reino do Norte
2 Reis - O Reino Dividido + Queda Reino do Norte
 
Lição 1 jeremias, do começo ao fim
Lição 1   jeremias, do começo ao fimLição 1   jeremias, do começo ao fim
Lição 1 jeremias, do começo ao fim
 
Panorama do AT - Miqueias
Panorama do AT - MiqueiasPanorama do AT - Miqueias
Panorama do AT - Miqueias
 
97 estudo panorâmico da bíblia - o livro de sofonias
97   estudo panorâmico da bíblia - o livro de sofonias97   estudo panorâmico da bíblia - o livro de sofonias
97 estudo panorâmico da bíblia - o livro de sofonias
 
Estudos dos salmos
Estudos dos salmosEstudos dos salmos
Estudos dos salmos
 
O livro de juízes
O livro de juízesO livro de juízes
O livro de juízes
 
Lição 2 - A intensidade das profecias de Jeremias
Lição 2 - A intensidade das profecias de JeremiasLição 2 - A intensidade das profecias de Jeremias
Lição 2 - A intensidade das profecias de Jeremias
 
30. O Livro do profeta Jeremias
30. O Livro do  profeta Jeremias30. O Livro do  profeta Jeremias
30. O Livro do profeta Jeremias
 
36. O profeta Amós
36. O profeta Amós36. O profeta Amós
36. O profeta Amós
 
IBADEP BÁSICO PROFETAS MENORES - AULA 4 – HABACUQUE, SOFONIAS E AGEU.pptx
IBADEP BÁSICO PROFETAS MENORES - AULA 4 – HABACUQUE, SOFONIAS E AGEU.pptxIBADEP BÁSICO PROFETAS MENORES - AULA 4 – HABACUQUE, SOFONIAS E AGEU.pptx
IBADEP BÁSICO PROFETAS MENORES - AULA 4 – HABACUQUE, SOFONIAS E AGEU.pptx
 
Apocalipse
ApocalipseApocalipse
Apocalipse
 
Panorama do AT - Jó
Panorama do AT - JóPanorama do AT - Jó
Panorama do AT - Jó
 
15 - panorama do AT - Isaias.pptx
15 - panorama do AT - Isaias.pptx15 - panorama do AT - Isaias.pptx
15 - panorama do AT - Isaias.pptx
 
16. O Livro de II Reis
16. O Livro de II Reis16. O Livro de II Reis
16. O Livro de II Reis
 
Oséias
OséiasOséias
Oséias
 
20. o livro de esdras
20. o livro de esdras20. o livro de esdras
20. o livro de esdras
 
Livros históricos aula 2
Livros  históricos aula 2Livros  históricos aula 2
Livros históricos aula 2
 
26. Os poéticos: Eclesiastes
26. Os poéticos: Eclesiastes26. Os poéticos: Eclesiastes
26. Os poéticos: Eclesiastes
 
1 Reis - O reino dividido
1 Reis - O reino dividido1 Reis - O reino dividido
1 Reis - O reino dividido
 

Semelhante a 8 amos

23 naum, habacuque e sofonias
23 naum, habacuque e sofonias23 naum, habacuque e sofonias
23 naum, habacuque e sofonias
PIB Penha
 
Amos traduzido
Amos traduzidoAmos traduzido
Amos traduzido
CETEPOL CENTRO TEOLOGICO
 
"EU NÃO ERA PROFETA, MAS BOIADEIRO, E CULTIVADOR DE FIGOS."
"EU NÃO ERA PROFETA, MAS BOIADEIRO, E CULTIVADOR DE FIGOS.""EU NÃO ERA PROFETA, MAS BOIADEIRO, E CULTIVADOR DE FIGOS."
"EU NÃO ERA PROFETA, MAS BOIADEIRO, E CULTIVADOR DE FIGOS."
Marcos Nascimento
 
Amós (moody)
Amós (moody)Amós (moody)
Amós (moody)
leniogravacoes
 
dokumen.tips_pentateuco-exodo-pr-erivelton-rodrigues-estivesse-no-pensamento-...
dokumen.tips_pentateuco-exodo-pr-erivelton-rodrigues-estivesse-no-pensamento-...dokumen.tips_pentateuco-exodo-pr-erivelton-rodrigues-estivesse-no-pensamento-...
dokumen.tips_pentateuco-exodo-pr-erivelton-rodrigues-estivesse-no-pensamento-...
Tiago Silva
 
2016 3 tri lição 4 o juízo de judá e de jerusalém
2016 3 tri lição 4   o juízo de judá e de jerusalém2016 3 tri lição 4   o juízo de judá e de jerusalém
2016 3 tri lição 4 o juízo de judá e de jerusalém
boasnovassena
 
panorama atamos ebd...-160609170428.pptx
panorama atamos ebd...-160609170428.pptxpanorama atamos ebd...-160609170428.pptx
panorama atamos ebd...-160609170428.pptx
RaphaelaSilva36
 
Lição 04 amós - a justiça social como parte da adoração.doc
Lição 04   amós - a justiça social como parte da adoração.docLição 04   amós - a justiça social como parte da adoração.doc
Lição 04 amós - a justiça social como parte da adoração.doc
cledsondrumms
 
E.b.d juvenis 1ºtrimestre 2017 lição 04
E.b.d   juvenis 1ºtrimestre 2017 lição 04E.b.d   juvenis 1ºtrimestre 2017 lição 04
E.b.d juvenis 1ºtrimestre 2017 lição 04
Joel Silva
 
O Livro dos Juizes
O Livro dos JuizesO Livro dos Juizes
O Livro dos Juizes
Élida Rolim
 
Panorama do AT - Amós
Panorama do AT - AmósPanorama do AT - Amós
Panorama do AT - Amós
Respirando Deus
 
Amós estudo 01 -
Amós   estudo 01 -Amós   estudo 01 -
Amós estudo 01 -
Joao Franca
 
O Prumo De Deus
O Prumo De DeusO Prumo De Deus
O Prumo De Deus
Ramón Zazatt
 
Moises
MoisesMoises
Buscai ao Senhor, e vivei
Buscai ao Senhor, e viveiBuscai ao Senhor, e vivei
Buscai ao Senhor, e vivei
JUERP
 
22 obadias, jonas e miquéias
22 obadias, jonas e miquéias22 obadias, jonas e miquéias
22 obadias, jonas e miquéias
PIB Penha
 
Profetas menores - parte 3 natalino das neves
Profetas menores -  parte 3 natalino das nevesProfetas menores -  parte 3 natalino das neves
Profetas menores - parte 3 natalino das neves
Natalino das Neves Neves
 
❉ Respostas 1 - O chamado profético de Jeremias_GGR
❉ Respostas 1 - O chamado profético de Jeremias_GGR❉ Respostas 1 - O chamado profético de Jeremias_GGR
❉ Respostas 1 - O chamado profético de Jeremias_GGR
Gerson G. Ramos
 
13 - panorama do AT - Obadias^J Jonas e Miqueias.pptx
13 - panorama do AT - Obadias^J Jonas e Miqueias.pptx13 - panorama do AT - Obadias^J Jonas e Miqueias.pptx
13 - panorama do AT - Obadias^J Jonas e Miqueias.pptx
PIB Penha
 
Profeta jeremias
Profeta jeremiasProfeta jeremias
Profeta jeremias
Presbítero Maurício
 

Semelhante a 8 amos (20)

23 naum, habacuque e sofonias
23 naum, habacuque e sofonias23 naum, habacuque e sofonias
23 naum, habacuque e sofonias
 
Amos traduzido
Amos traduzidoAmos traduzido
Amos traduzido
 
"EU NÃO ERA PROFETA, MAS BOIADEIRO, E CULTIVADOR DE FIGOS."
"EU NÃO ERA PROFETA, MAS BOIADEIRO, E CULTIVADOR DE FIGOS.""EU NÃO ERA PROFETA, MAS BOIADEIRO, E CULTIVADOR DE FIGOS."
"EU NÃO ERA PROFETA, MAS BOIADEIRO, E CULTIVADOR DE FIGOS."
 
Amós (moody)
Amós (moody)Amós (moody)
Amós (moody)
 
dokumen.tips_pentateuco-exodo-pr-erivelton-rodrigues-estivesse-no-pensamento-...
dokumen.tips_pentateuco-exodo-pr-erivelton-rodrigues-estivesse-no-pensamento-...dokumen.tips_pentateuco-exodo-pr-erivelton-rodrigues-estivesse-no-pensamento-...
dokumen.tips_pentateuco-exodo-pr-erivelton-rodrigues-estivesse-no-pensamento-...
 
2016 3 tri lição 4 o juízo de judá e de jerusalém
2016 3 tri lição 4   o juízo de judá e de jerusalém2016 3 tri lição 4   o juízo de judá e de jerusalém
2016 3 tri lição 4 o juízo de judá e de jerusalém
 
panorama atamos ebd...-160609170428.pptx
panorama atamos ebd...-160609170428.pptxpanorama atamos ebd...-160609170428.pptx
panorama atamos ebd...-160609170428.pptx
 
Lição 04 amós - a justiça social como parte da adoração.doc
Lição 04   amós - a justiça social como parte da adoração.docLição 04   amós - a justiça social como parte da adoração.doc
Lição 04 amós - a justiça social como parte da adoração.doc
 
E.b.d juvenis 1ºtrimestre 2017 lição 04
E.b.d   juvenis 1ºtrimestre 2017 lição 04E.b.d   juvenis 1ºtrimestre 2017 lição 04
E.b.d juvenis 1ºtrimestre 2017 lição 04
 
O Livro dos Juizes
O Livro dos JuizesO Livro dos Juizes
O Livro dos Juizes
 
Panorama do AT - Amós
Panorama do AT - AmósPanorama do AT - Amós
Panorama do AT - Amós
 
Amós estudo 01 -
Amós   estudo 01 -Amós   estudo 01 -
Amós estudo 01 -
 
O Prumo De Deus
O Prumo De DeusO Prumo De Deus
O Prumo De Deus
 
Moises
MoisesMoises
Moises
 
Buscai ao Senhor, e vivei
Buscai ao Senhor, e viveiBuscai ao Senhor, e vivei
Buscai ao Senhor, e vivei
 
22 obadias, jonas e miquéias
22 obadias, jonas e miquéias22 obadias, jonas e miquéias
22 obadias, jonas e miquéias
 
Profetas menores - parte 3 natalino das neves
Profetas menores -  parte 3 natalino das nevesProfetas menores -  parte 3 natalino das neves
Profetas menores - parte 3 natalino das neves
 
❉ Respostas 1 - O chamado profético de Jeremias_GGR
❉ Respostas 1 - O chamado profético de Jeremias_GGR❉ Respostas 1 - O chamado profético de Jeremias_GGR
❉ Respostas 1 - O chamado profético de Jeremias_GGR
 
13 - panorama do AT - Obadias^J Jonas e Miqueias.pptx
13 - panorama do AT - Obadias^J Jonas e Miqueias.pptx13 - panorama do AT - Obadias^J Jonas e Miqueias.pptx
13 - panorama do AT - Obadias^J Jonas e Miqueias.pptx
 
Profeta jeremias
Profeta jeremiasProfeta jeremias
Profeta jeremias
 

Último

Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Celso Napoleon
 
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
Marta Gomes
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - RevidesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Ricardo Azevedo
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Celso Napoleon
 
Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
Nilson Almeida
 
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújoquem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
Rogério Augusto Ayres de Araujo
 
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf radedgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
carla983678
 
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita RafaelA Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
DavidBertelli3
 
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdfA VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
marcusviniciussabino1
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
AlailzaSoares1
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
AndreyCamarini
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Ricardo Azevedo
 

Último (12)

Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - RevidesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
 
Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
 
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújoquem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
 
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf radedgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
 
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita RafaelA Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
 
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdfA VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
 

8 amos

  • 1. ESCOLA BÍBLICA DISCIPULADORA Facilitador: Francisco Tudela PIBPENHA –SP - 2019 Aula 8
  • 2. 2 AMÓS O pergaminho que segura traz a seguinte inscrição, traduzida e adaptada do latim: "Feito primeiro pastor, e em seguida profeta, dirijo-me contra as vacas gordas e os chefes de Israel.” "vacas gordas“ denuncia as riquezas acumuladas pelas classes dominantes em oposição à extrema pobreza de outros.
  • 3. AUTOR: AMÓS (HEBR.: CARREGADOR DE FARDOS) DATA: PROX. 760 A.C. 1.1 “Palavras que Amós, criador de ovelhas em Tecoa, recebeu em visões, a respeito de Israel dois anos antes do terremoto. Nesse tempo, Uzias era rei de Judá e Jeroboão, filho de Jeoás, era rei de Israel.” Tecoa, em judá, a 25 km de jerusalem, fronteira com israel. Neste texto a palavra hebraica para pastores não é a palavra comum para pastor, ro'eh, mas noqêd, que se refere a alguém que cuida de ovelhas anãs, de pernas curtas, raça valiosa por sua lã boa e abundante. Não se considerava um profeta “profissional” 7.14, porém é um dos profetas mais citados, pois a análise que faz da sociedade do seu tempo pode ser aplicada à sociedade de qualquer época.
  • 4. Amós Dedicava-se a três atividades: vaqueiro, pastor (de rebanho miúdo) e cultivador de sicômoros (7.14b). O sicômoro (Ficus Sycomorus, em hebraico: schiqmah) é da família da figueira. O seu fruto é comestível e, se parece com o figo. As frutas devem ser arranhadas com a unha ou com objeto pontiagudo antes de amadurecerem para ficarem doces. Não há consenso sobre a posição socioeconômica de Amós: se era proprietário, dono dos rebanhos de ovelhas e vacas, se pastoreava em terra arrendada, ou um assalariado? 4
  • 5. É importante conhecermos esta época para a leitura do profeta Amós. Um século antes de Amós aconteceu em Israel um golpe militar promovido por um antepassado de Jeroboão II, o general Jeú, que, ao romper os acordos com os vizinhos, levara o país a depender de Damasco, governada por arameus. Israel iniciou sua recuperação com o rei Jeoás, pai de Jeroboão II, que governou de 797 a 782 a.C. Expulsou os arameus de seu território e dominou seu vizinho Judá, saqueando Jerusalém, derrubando parte de suas muralhas e levando reféns. 2Rs 14.11-13.
  • 6. Como foi o governo de Jeroboão II rei de Israel? Jeroboão II levou as fronteiras de Israel ao extremo norte da região e, certamente, tomou Damasco, que pertencia à Síria, e dominou até Moabe ao sul. Uzias, rei de Judá, já em paz com Israel, subjugou os Edomitas, os Filisteus e os Amonitas, implementou a agricultura, desenvolveu as artes, as fábricas domésticas e criou um poderoso exército em Jerusalém. Somadas as conquistas de Judá e Israel sua extensão ficou semelhante a do reino salomônico. E com a expansão veio a prosperidade.
  • 7. Mas todo mundo prosperou nesta época do "milagre israelita"?Que nada! O sistema administrativo adotado por Jeroboão II provocou a concentração da renda nas mãos de poucos com o consequente empobrecimento da maioria da população. Os pequenos agricultores ficavam tão endividados que eram escravizados para pagar suas dívidas. Os tribunais, que deveriam defendê-los da exploração dos mais poderosos, eram pagos por quem podia pagar e decidiam sempre a favor destes.
  • 9. 9 1. Profecias contra as nações, 1:1 – 2:16. a. Acusação das nações vizinhas. 1:3 – 2:3. b. Acusação de Judá. 2:4, 5. c. Acusação de Israel. 2:6-16. 2. Três sermões contra Israel. 3:1 – 6:14. a. Uma declaração de juízo. 3:1-15. b. A depravação de Israel. 4:1-13. c. Uma lamentação pelo pecado e destino de Israel. 5.1 a 6.14 3. Cinco visões da condição de Israel. 7:1 – 9:10. a. Os gafanhotos devoradores. 7:1-3. b. O fogo consumidor. 7: 4-6. c. O prumo. 7:7-9. d. Oposição eclesiástica. 7: 10-17. e. O cesto de frutos maduros. 8: 1-14. f. O julgamento do Senhor. 9:1-10. 4. A promessa da restauração de Israel. 9:11-15.
  • 10. Quando foi que Amós entrou nesta briga se ele nem era da região? 1.1 “... a respeito de Israel dois anos antes do terremoto” A arqueologia descobriu ter acontecido na primeira metade do século VIII a.C., por volta de 760 a.C. Este terremoto foi forte, acompanhado de um eclipse (8.8,9) pois será lembrado 200 anos depois (Zc 14.5 “Fugirão como fugiram do terremoto nos dias de Uzias, rei de Judá” 1.2 “Ele disse: "O SENHOR ruge de Sião...” O rugido de um leão quando salta sobre a sua presa expressa a proximidade do juízo; pois quando o pastor ouve o rugido, sabe que o ataque já está sendo efetuado, e é tarde demais para salvar as ovelhas.
  • 11. Os sete crimes de Israel? 2.6a (1) 2.6 b "vendem por prata o justo, ... “ Desprezo ao devedor (2) 2.6 b “..., e por um par de sandálias o pobre." Escravização por dívidas ridículas. Homens ricos tomavam roupas de seus devedores como garantia e não as devolviam como determinava a lei (Dt 24.10-13, 17). (3) 2.7 a " Pisam a cabeça dos necessitados como pisam o pó da terra“ Humilhação/opressão do pobre (4) 2.7 b " negam justiça ao oprimido.” O judiciário é corrupto Amós, com os termos justo, pobre, necessitado e oprimido, designa as principais vítimas da opressão.
  • 12. (5) 2.7 c " Pai e filho possuem a mesma mulher ": opressão dos fracos (das empregadas / escravas), provavelmente prostitutas cultuais, juntando-se então o pecado de idolatria. (6) 2.8 Inclinam-se diante de qualquer altar com roupas tomadas como penhor. ... bebem vinho recebido como multa": falta de misericórdia nos empréstimos. (7) 2.12 " fizeram os nazireus beber vinho e ordenaram aos profetas que não profetizassem”. Pervertiam a classe religiosa.
  • 13. E o que fizeram os sacerdotes nesta situação? Com os santuários bem providos pelo Estado: Ficaram do lado do poder.
  • 14. Porque Sodoma foi destruída ? Dt 29.23-26 e Ez 16.49 Amós seria, hoje, a palavra do líder espiritual contra a corrupção da sociedade: governo, empresas, famílias e igrejas, chamando a atenção para o abismo moral e social que tal situação vai criando, uma degeneração da humanidade.
  • 15. Cap 3 O povo escolhido 3.2, o agir direito em 3.10, a riqueza obtida injustamente e compactuar com essas pessoas 3.3. Cap 4 Amós chamava as mulheres israelitas de “vacas de Basã” – um animal criado para engorda, e levado para o abate com cordas fixadas a anzóis no focinho. As mulheres de Israel, vaidosas e fúteis (4.1) eram capazes de explorar os pobres para satisfazer suas vontades. Luxo construído sobre o sofrimento de gente que trabalha quase de graça. 4.2 A profecia se cumpre 30 anos depois quando os Assírios as levam puxadas com cordas presas em anzóis nos lábios.
  • 16. Cap 5 Não para a religiosidade hipócrita, mas buscar a Deus 5.5,6,21,23 5.11 Deus se levanta contra a injustiça: os ricos são injustos com os pobres e os exploram com baixos salários. 6.14 A profecia do extermínio de Israel se cumpre 30 anos depois com a invasão dos Assírios e espalhamento do povo.
  • 17. Cap 7 a 9 O juízo iminente de Israel em 4 visões: 1. Deus preparando a disciplina: 7.1-3 Fome e crise financeira; Amós intercede, Deus se compadece 7.4-6 O fogo consumidor; Amós intercede, Deus se compadece 2. O fio de prumo – 7.7-11 Israel estava fora da retidão do prumo de Deus – Deus informa que não adianta interceder, pois o juízo é certo. - A coragem de Amós indo a Betel confrontar Amazias 7.10 Diz que o rei morrerá à espada, bem como sua família e Israel será exilada. 7.11,17
  • 18. 3. O cesto de frutos maduros – o fruto maduro já estava para ficar “passado” e apodrecer. 8.4-6 Mostra a grande desonestidade da sociedade. 8.11,12 O verdadeiro alimento está nas palavras de Deus. 4. 9.7 Os Israelitas, por serem o povo de Deus, se achavam seguros, mas não podiam viver de maneira irresponsável; Deus é o Deus de todas as nações. 9.11 Mas ainda há esperança, quando o povo, após ser disciplinado, voltará, a ter com Deusuma relação com a tenda de Davi. Com o cativeiro a sucessão ao trono estaria caída, como se restabeleceria? O evento de Cristo está ligado a este levantamento e é referência na citação de Tiago em At 15.16.
  • 20. Conclusões 1. AMÓS MOSTRA QUE OS CORRUPTOS E AMBICIOSOS NÃO ESCAPARÃO DE DEUS. Hoje, num mundo cheio de ganância e de exploração do próximo uma leitura deste livro poderia ajudar muito. No fim das contas, tudo não vai acabar em pizza! 2. AMÓS PROVA QUE O CHAMADO PROFÉTICO NÃO TEM LIMITAÇÕES SÓCIO-CULTURAIS. Ele era um “caipira iletrado” e tornou-se o instrumento de Deus para corrigir os "intelectuais" e os "colunáveis" de seu tempo.
  • 21. Quem lê fica sábio Quem crê fica salvo Quem pratica fica santo
  • 22. 1. Bíblia Sagrada NVI; São Paulo; Ed. Vida; 2001 2. Bíblia em ordem cronológica (Editora Vida) 3. Bíblia De Estudo NVI, Barker; São Paulo; Ed. Vida; 2003 4. Bíblia de Estudo Arqueológica NVI – Kunz André Claiton e outros – Editora Vida – 2013 5. Manual Bíblico SBB; trad. Noronha, Lailah; São Paulo; Ed. Sociedade Bíblica do Brasil; 2008 6. PFEIFER, Charles F. (edit.). Comentário bíblico Moody.Trad. Yolanda M. Krievin. São Paulo: EBR, 1999. Vol. 3, 390 p 7. COELHO FILHO, Isaltino Gomes. Os profetas menores II: Miquéias, Naum, Habacuque, Sofonias, Ageu, Zacarias, Malaquias. Rio de Janeiro: JUERP, 2000. 194 p. 8. Programa ROTA 66 – Sayão, Luiz – Rádio transmundial 9. Reflexões extraídas da World Wide Web Esta apresentação está disponível no site: www.escolabiblicavirtual.com.br