SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 12
ALGUNS
ACIDENTES
COM
INFLAMÁVEIS E
COMBUSTÍVEIS
ACIDENTES OCORRIDOS
ACIDENTES OCORRIDOS
ACIDENTES OCORRIDOS
Um incêndio atingiu um complexo químico em Taboão da Serra, na região da
Grande São Paulo. A fumaça negra podia ser vista à distância devido à grande
proporção do acidente. O local fica na altura do número 518 da Avenida Ibirama,
próximo à Rodovia Régis Bittencourt e ao Rodoanel, na divisa com o município de
Embu das Artes. Aproximadamente 30 carros dos bombeiros foram enviados ao
local para combater as chamas. Cerca de 70 homens participaram da ação e não
houve feridos, segundo o Corpo de Bombeiros. Foi solicitado o apoio da
Companhia de Saneamento Ambiental (Cetesb) e por volta das 15h30 o acidente
já havia sido controlado.
Incêndio em Depósito de produtos inflamáveis
Taboão da Serra-SP 19/06/2013
ACIDENTES OCORRIDOS
ACIDENTES OCORRIDOS
NÚMEROS DE EMERGÊNCIA
Corpo de Bombeiros – 193
Polícia Militar – 190
Ambulância – 192
Defesa Civil – 199
Emergências Ambientais
CETESB – (11) 3133-4000 / 0800113560
GLOSSÁRIO
Áreas Classificadas - área na qual uma atmosfera explosiva está presente ou na qual é provável sua
ocorrência a ponto de exigir precauções especiais para construção, instalação e utilização de
equipamentos elétricos.
Armazenamento - retenção de uma quantidade de inflamáveis (líquidos e/ou gases) e líquidos
combustíveis em uma instalação fixa, em depósitos, reservatórios de superfície, elevados ou
subterrâneos. Retenção de uma quantidade de inflamáveis, envasados ou embalados, em
depósitos ou armazéns.
Articulação entre análise de risco e PPRA - coerência, compatibilidade, harmonização no
reconhecimento e consideração dos riscos comuns aos dois documentos.
Comissionamento - conjunto de técnicas e procedimentos de engenharia aplicados de forma
integrada à instalação ou parte dela, visando torná-la operacional de acordo com os requisitos
especificados em projeto.
Coordenação - ação de assumir responsabilidade técnica.
Distância de segurança - Distância mínima livre, medida no plano horizontal para que, em caso de
acidentes (incêndios, explosões), os danos sejam minimizados.
Edificações residenciais unifamiliares - Edificações destinadas exclusivamente ao uso residencial,
constituídas de uma única unidade residencial.
Edifício - construção com pavimentos, cuja finalidade é abrigar atividades humanas, classificada
pelo tipo de utilização em comercial, de serviços, cultural, etc..
Emissões fugitivas - Liberações de gás ou vapor inflamável que ocorrem de maneira contínua ou
intermitente durante as operações normais dos equipamentos. Incluem liberações em selos ou
gaxetas de bombas, engaxetamento de válvulas, vedações de flanges, selos de compressores,
drenos de processos.
Envasado - líquido ou gás inflamável acondicionado em recipiente, podendo ser ou não lacrado.
Exercícios simulados - Exercícios práticos de simulação mais realista possível de um cenário de
acidente, durante o qual é testada a eficiência do plano de respostas a emergências, com foco nos
procedimentos, na capacitação da equipe, na funcionalidade das instalações e dos equipamentos,
dentre outros aspectos.
ABRANGÊNCIA
ITEM 20.2
20.2.1 Esta NR se aplica às atividades de:
a) extração, produção, armazenamento, transferência, manuseio e
manipulação de inflamáveis, nas etapas de projeto, construção,
montagem, operação, manutenção, inspeção e desativação da
instalação;
b) extração, produção, armazenamento, transferência e manuseio de
líquidos combustíveis, nas etapas de projeto, construção, montagem,
operação, manutenção, inspeção e desativação da instalação.
GLOSSÁRIO
Fechado - Produto fechado no processo de envasamento, de maneira estanque, para que não
venha a apresentar vazamentos nas condições normais de manuseio, armazenamento ou
transporte, assim como sob condições decorrentes de variações de temperatura, umidade ou
pressão ou sob os efeitos de choques e vibrações.
Fluxograma de processo - É um documento contendo, em representação gráfica, o balanço de
material e de energia dos fluxos de matérias-primas, produtos, subprodutos e rejeitos de um
determinado processo de produção.
Instalação - Unidade de extração, produção, armazenamento, transferência, manuseio e
manipulação de inflamáveis (líquidos e gases) e líquidos combustíveis, em caráter permanente ou
transitório, incluindo todos os equipamentos, máquinas, estruturas, tubulações, tanques,
edificações, depósitos, terminais e outros necessários para o seu funcionamento.
Lacrado - Produto que possui selo e/ou lacre de garantia de qualidade e/ou de inviolabilidade.
Manipulação - Ato ou efeito de manipular. Preparação ou operação manual com inflamáveis, com
finalidade de misturar ou fracionar os produtos. Considera-se que há manipulação quando ocorre
o contato direto do produto com o ambiente.
Manuseio - Atividade de movimentação de inflamáveis contidos em recipientes, tanques portáteis,
tambores, bombonas, vasilhames, caixas, latas, frascos e similares. Ato de manusear o produto
envasado, embalado ou lacrado.
Meio identificador - Sistema de identificação definido pela empresa como, por exemplo, crachá,
botton, adesivo no crachá ou no capacete, na vestimenta de trabalho ou similares.
Metodologias de análises de risco - Constitui-se em um conjunto de métodos e técnicas que,
aplicados a operações que envolvam processo ou processamento, identificam os cenários
hipotéticos de ocorrências indesejadas (acidentes), as possibilidades de danos, efeitos e
consequências. Exemplos de algumas metodologias: a) Análise Preliminar de Perigos/Riscos
(APP/APR); b) ″What-if (E SE)″; c) Análise de Riscos e Operabilidade (HAZOP); d) Análise de Modos
e Efeitos de Falhas (FMEA/FMECA); e) Análise por Árvore de Falhas (AAF); f) Análise por Árvore de
Eventos (AAE); g) Análise Quantitativa de Riscos (AQR).
GLOSSÁRIO
Modificações ou ampliações das instalações - Qualquer alteração de instalação industrial que:
I - altere a tecnologia de processo ou processamento empregada;
II - altere as condições de segurança da instalação industrial;
III - adapte fisicamente instalações e/ou equipamentos de plantas industriais existentes
provenientes de outros segmentos produtivos;
IV- aumente a capacidade de processamento de quaisquer insumos;
V - aumente a capacidade de armazenamento de insumos ou de produtos;
VI - altere o perfil de produção ou a qualidade final dos produtos.
Planta geral de locação - planta que apresenta a localização da instalação no interior do terreno,
indicando as distâncias entre os limites do terreno e um ponto inicial da instalação.
Posto de serviço - Instalação onde se exerce a atividade de fornecimento varejista de inflamáveis
(líquidos e gases) e líquidos combustíveis.
Procedimentos operacionais - Conjunto de instruções claras e suficientes para o desenvolvimento
das atividades operacionais de uma instalação, considerando os aspectos de segurança, saúde e
meio ambiente que impactem sobre a integridade física dos trabalhadores.
Processo contínuo de produção - Sistema de produção que opera ininterruptamente durante as 24
horas do dia, por meio do trabalho em turnos de revezamento.
Processo ou processamento - Sequência integrada de operações. A sequência pode ser inclusive de
operações físicas e/ou químicas. A sequência pode envolver, mas não se limita à preparação,
separação, purificação ou mudança de estado, conteúdo de energia ou composição.
Proficiência - Competência, aptidão, capacitação e habilidade aliadas à experiência.
Profissional habilitado - Profissional com atribuições legais para a atividade a ser desempenhada e
que assume a responsabilidade técnica, tendo registro no conselho profissional de classe.
Prontuário da Instalação - Sistema organizado de forma a conter uma memória dinâmica das
informações técnicas pertinentes às instalações, geradas desde a fase de projeto, operação,
inspeção e manutenção, que registra, em meio físico ou eletrônico, todo o histórico da instalação ou
contém indicações suficientes para a obtenção deste histórico.
GLOSSÁRIO
Recipiente - Receptáculo projetado e construído para armazenar produtos inflamáveis (líquidos e
gases) e líquidos combustíveis conforme normas técnicas.
Riscos psicossociais - Influência na saúde mental dos trabalhadores, provocada pelas tensões da
vida diária, pressão do trabalho e outros fatores adversos.
Separada por parede - Instalação de armazenamento localizada na instalação de fabricação, mas
separada desta por parede de alvenaria. Instalação de armazenamento localizada em outra
instalação e/ou edificação.
Sistema de Gestão de Mudanças - Processo contínuo e sistemático que assegura que as mudanças
permanentes ou temporárias sejam avaliadas e gerenciadas de forma que os riscos advindos
destas alterações permaneçam em níveis aceitáveis e controlados.
Trabalhadores capacitados - Trabalhadores que possuam qualificação e treinamento necessários à
realização das atividades previstas nos procedimentos operacionais.
Transferência - Atividade de movimentação de inflamáveis entre recipientes, tais como tanques,
vasos, tambores, bombonas e similares, por meio de tubulações.
Unidade de processo - Organização produtora que alcança o objetivo para o qual se destina
através do processamento e/ou transformação de materiais/substância.

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a 8- Acidentes com inflamáveis.pdf

nr-20-bsico--lquidos-combustveis-e-inflamveis-apostila02.pdf
nr-20-bsico--lquidos-combustveis-e-inflamveis-apostila02.pdfnr-20-bsico--lquidos-combustveis-e-inflamveis-apostila02.pdf
nr-20-bsico--lquidos-combustveis-e-inflamveis-apostila02.pdfrwewerw
 
Implantação e Medidas de Controle para Riscos Específicos.pptx
Implantação e Medidas de Controle para Riscos Específicos.pptxImplantação e Medidas de Controle para Riscos Específicos.pptx
Implantação e Medidas de Controle para Riscos Específicos.pptxssuser22b3f8
 
Ventilação Forçada.ppt_EC_NR33_PEC_PT_APR
Ventilação Forçada.ppt_EC_NR33_PEC_PT_APRVentilação Forçada.ppt_EC_NR33_PEC_PT_APR
Ventilação Forçada.ppt_EC_NR33_PEC_PT_APRRafael Parish
 
Ackythus Empresa C
Ackythus Empresa   CAckythus Empresa   C
Ackythus Empresa CACKYTHUS
 
APOSTILA.SEGURANCA.E.SAUDE.NO.TRABALHO.COM INFLAMAVEIS E COMBUSTIVIES.NR.20.pdf
APOSTILA.SEGURANCA.E.SAUDE.NO.TRABALHO.COM INFLAMAVEIS E COMBUSTIVIES.NR.20.pdfAPOSTILA.SEGURANCA.E.SAUDE.NO.TRABALHO.COM INFLAMAVEIS E COMBUSTIVIES.NR.20.pdf
APOSTILA.SEGURANCA.E.SAUDE.NO.TRABALHO.COM INFLAMAVEIS E COMBUSTIVIES.NR.20.pdfssuser22319e
 
APOSTILA.SEGURANCA.E.SAUDE.NO.TRABALHO.COM INFLAMAVEIS E COMBUSTIVIES.NR.20.ppt
APOSTILA.SEGURANCA.E.SAUDE.NO.TRABALHO.COM INFLAMAVEIS E COMBUSTIVIES.NR.20.pptAPOSTILA.SEGURANCA.E.SAUDE.NO.TRABALHO.COM INFLAMAVEIS E COMBUSTIVIES.NR.20.ppt
APOSTILA.SEGURANCA.E.SAUDE.NO.TRABALHO.COM INFLAMAVEIS E COMBUSTIVIES.NR.20.pptssuser22319e
 
Futuro da reducao_de_risco
Futuro da reducao_de_riscoFuturo da reducao_de_risco
Futuro da reducao_de_riscoECS Consultorias
 
Canteiro de obras
Canteiro de obrasCanteiro de obras
Canteiro de obrasAlan Santos
 
Cv paulo morato ( setembro)
Cv   paulo morato ( setembro)Cv   paulo morato ( setembro)
Cv paulo morato ( setembro)paulomoratoc
 
Apostila nr-20-formaseg-treinamentos
Apostila nr-20-formaseg-treinamentosApostila nr-20-formaseg-treinamentos
Apostila nr-20-formaseg-treinamentosAlex Souza
 
Apostila nr-20-formaseg-treinamentos
Apostila nr-20-formaseg-treinamentosApostila nr-20-formaseg-treinamentos
Apostila nr-20-formaseg-treinamentoserika budemberg
 
Engenharia Diversas AplicaçõEs
Engenharia Diversas AplicaçõEsEngenharia Diversas AplicaçõEs
Engenharia Diversas AplicaçõEsvicor45
 
Procedimento operacional manutenção mecânica_rev.00
Procedimento operacional manutenção mecânica_rev.00Procedimento operacional manutenção mecânica_rev.00
Procedimento operacional manutenção mecânica_rev.00Erick Luiz Coutinho dos Santos
 
Treinamento NR 18.pdf .......................................
Treinamento NR 18.pdf .......................................Treinamento NR 18.pdf .......................................
Treinamento NR 18.pdf .......................................paulo222341
 
Segurança na Construção Civil - TST
Segurança na Construção Civil - TSTSegurança na Construção Civil - TST
Segurança na Construção Civil - TSTDay Vasconcellos
 

Semelhante a 8- Acidentes com inflamáveis.pdf (20)

nr-20-bsico--lquidos-combustveis-e-inflamveis-apostila02.pdf
nr-20-bsico--lquidos-combustveis-e-inflamveis-apostila02.pdfnr-20-bsico--lquidos-combustveis-e-inflamveis-apostila02.pdf
nr-20-bsico--lquidos-combustveis-e-inflamveis-apostila02.pdf
 
Implantação e Medidas de Controle para Riscos Específicos.pptx
Implantação e Medidas de Controle para Riscos Específicos.pptxImplantação e Medidas de Controle para Riscos Específicos.pptx
Implantação e Medidas de Controle para Riscos Específicos.pptx
 
Ventilação Forçada.ppt_EC_NR33_PEC_PT_APR
Ventilação Forçada.ppt_EC_NR33_PEC_PT_APRVentilação Forçada.ppt_EC_NR33_PEC_PT_APR
Ventilação Forçada.ppt_EC_NR33_PEC_PT_APR
 
Esterilizacao
EsterilizacaoEsterilizacao
Esterilizacao
 
Ackythus Empresa C
Ackythus Empresa   CAckythus Empresa   C
Ackythus Empresa C
 
APOSTILA.SEGURANCA.E.SAUDE.NO.TRABALHO.COM INFLAMAVEIS E COMBUSTIVIES.NR.20.pdf
APOSTILA.SEGURANCA.E.SAUDE.NO.TRABALHO.COM INFLAMAVEIS E COMBUSTIVIES.NR.20.pdfAPOSTILA.SEGURANCA.E.SAUDE.NO.TRABALHO.COM INFLAMAVEIS E COMBUSTIVIES.NR.20.pdf
APOSTILA.SEGURANCA.E.SAUDE.NO.TRABALHO.COM INFLAMAVEIS E COMBUSTIVIES.NR.20.pdf
 
APOSTILA.SEGURANCA.E.SAUDE.NO.TRABALHO.COM INFLAMAVEIS E COMBUSTIVIES.NR.20.ppt
APOSTILA.SEGURANCA.E.SAUDE.NO.TRABALHO.COM INFLAMAVEIS E COMBUSTIVIES.NR.20.pptAPOSTILA.SEGURANCA.E.SAUDE.NO.TRABALHO.COM INFLAMAVEIS E COMBUSTIVIES.NR.20.ppt
APOSTILA.SEGURANCA.E.SAUDE.NO.TRABALHO.COM INFLAMAVEIS E COMBUSTIVIES.NR.20.ppt
 
Futuro da reducao_de_risco
Futuro da reducao_de_riscoFuturo da reducao_de_risco
Futuro da reducao_de_risco
 
Plano diretor de resíduos e efluentes pdre
Plano diretor de resíduos e efluentes   pdrePlano diretor de resíduos e efluentes   pdre
Plano diretor de resíduos e efluentes pdre
 
Plano diretor de resíduos e efluentes pdre
Plano diretor de resíduos e efluentes   pdrePlano diretor de resíduos e efluentes   pdre
Plano diretor de resíduos e efluentes pdre
 
Canteiro de obras
Canteiro de obrasCanteiro de obras
Canteiro de obras
 
Cv paulo morato ( setembro)
Cv   paulo morato ( setembro)Cv   paulo morato ( setembro)
Cv paulo morato ( setembro)
 
Canteiro de obra
Canteiro de obraCanteiro de obra
Canteiro de obra
 
Apostila nr-20-formaseg-treinamentos
Apostila nr-20-formaseg-treinamentosApostila nr-20-formaseg-treinamentos
Apostila nr-20-formaseg-treinamentos
 
Apostila nr-20-formaseg-treinamentos
Apostila nr-20-formaseg-treinamentosApostila nr-20-formaseg-treinamentos
Apostila nr-20-formaseg-treinamentos
 
Apostila nr-20-formaseg-treinamentos
Apostila nr-20-formaseg-treinamentosApostila nr-20-formaseg-treinamentos
Apostila nr-20-formaseg-treinamentos
 
Engenharia Diversas AplicaçõEs
Engenharia Diversas AplicaçõEsEngenharia Diversas AplicaçõEs
Engenharia Diversas AplicaçõEs
 
Procedimento operacional manutenção mecânica_rev.00
Procedimento operacional manutenção mecânica_rev.00Procedimento operacional manutenção mecânica_rev.00
Procedimento operacional manutenção mecânica_rev.00
 
Treinamento NR 18.pdf .......................................
Treinamento NR 18.pdf .......................................Treinamento NR 18.pdf .......................................
Treinamento NR 18.pdf .......................................
 
Segurança na Construção Civil - TST
Segurança na Construção Civil - TSTSegurança na Construção Civil - TST
Segurança na Construção Civil - TST
 

Mais de Thiago Thome

6. Como abrir sua Empresa.pdf
6. Como abrir sua Empresa.pdf6. Como abrir sua Empresa.pdf
6. Como abrir sua Empresa.pdfThiago Thome
 
5. Plano de Negócios.pdf
5. Plano de Negócios.pdf5. Plano de Negócios.pdf
5. Plano de Negócios.pdfThiago Thome
 
4. Descobrindo a Oportunidade.pdf
4. Descobrindo a Oportunidade.pdf4. Descobrindo a Oportunidade.pdf
4. Descobrindo a Oportunidade.pdfThiago Thome
 
3. Empreendedorismo no Brasil.pdf
3. Empreendedorismo no Brasil.pdf3. Empreendedorismo no Brasil.pdf
3. Empreendedorismo no Brasil.pdfThiago Thome
 
2. O Empreendedor.pdf
2. O Empreendedor.pdf2. O Empreendedor.pdf
2. O Empreendedor.pdfThiago Thome
 
1. Introdução.pdf
1. Introdução.pdf1. Introdução.pdf
1. Introdução.pdfThiago Thome
 
7. A Excelência no Atendimento a Clientes.pdf
7. A Excelência no Atendimento a Clientes.pdf7. A Excelência no Atendimento a Clientes.pdf
7. A Excelência no Atendimento a Clientes.pdfThiago Thome
 
6. A Tecnologia no Atendimento ao Cliente.pdf
6. A Tecnologia no Atendimento ao Cliente.pdf6. A Tecnologia no Atendimento ao Cliente.pdf
6. A Tecnologia no Atendimento ao Cliente.pdfThiago Thome
 
5. O Processo de Atendimento ao Cliente.pdf
5. O Processo de Atendimento ao Cliente.pdf5. O Processo de Atendimento ao Cliente.pdf
5. O Processo de Atendimento ao Cliente.pdfThiago Thome
 
4. O Perfil do Profissional de Atendimento.pdf
4. O Perfil do Profissional de Atendimento.pdf4. O Perfil do Profissional de Atendimento.pdf
4. O Perfil do Profissional de Atendimento.pdfThiago Thome
 
3. O Negócio Chamado Atendimento ao Cliente.pdf
3. O Negócio Chamado Atendimento ao Cliente.pdf3. O Negócio Chamado Atendimento ao Cliente.pdf
3. O Negócio Chamado Atendimento ao Cliente.pdfThiago Thome
 
2. Quem é o Cliente.pdf
2. Quem é o Cliente.pdf2. Quem é o Cliente.pdf
2. Quem é o Cliente.pdfThiago Thome
 
Chefia e Liderança.pdf
Chefia e Liderança.pdfChefia e Liderança.pdf
Chefia e Liderança.pdfThiago Thome
 
5. INSTALAÇÕES ELÉTRICAS.pdf
5. INSTALAÇÕES ELÉTRICAS.pdf5. INSTALAÇÕES ELÉTRICAS.pdf
5. INSTALAÇÕES ELÉTRICAS.pdfThiago Thome
 
4. RISCOS ADICIONAIS.pdf
4. RISCOS ADICIONAIS.pdf4. RISCOS ADICIONAIS.pdf
4. RISCOS ADICIONAIS.pdfThiago Thome
 
2. MEDIDAS DE CONTROLE.pdf
2. MEDIDAS DE CONTROLE.pdf2. MEDIDAS DE CONTROLE.pdf
2. MEDIDAS DE CONTROLE.pdfThiago Thome
 
1. RISCOS ELÉTRICOS.pdf
1. RISCOS ELÉTRICOS.pdf1. RISCOS ELÉTRICOS.pdf
1. RISCOS ELÉTRICOS.pdfThiago Thome
 
2. ATO INSEGURO X CONDIÇÃO INSEGURA.pdf
2. ATO INSEGURO X CONDIÇÃO INSEGURA.pdf2. ATO INSEGURO X CONDIÇÃO INSEGURA.pdf
2. ATO INSEGURO X CONDIÇÃO INSEGURA.pdfThiago Thome
 

Mais de Thiago Thome (20)

Template New.pdf
Template New.pdfTemplate New.pdf
Template New.pdf
 
6. Como abrir sua Empresa.pdf
6. Como abrir sua Empresa.pdf6. Como abrir sua Empresa.pdf
6. Como abrir sua Empresa.pdf
 
5. Plano de Negócios.pdf
5. Plano de Negócios.pdf5. Plano de Negócios.pdf
5. Plano de Negócios.pdf
 
4. Descobrindo a Oportunidade.pdf
4. Descobrindo a Oportunidade.pdf4. Descobrindo a Oportunidade.pdf
4. Descobrindo a Oportunidade.pdf
 
3. Empreendedorismo no Brasil.pdf
3. Empreendedorismo no Brasil.pdf3. Empreendedorismo no Brasil.pdf
3. Empreendedorismo no Brasil.pdf
 
2. O Empreendedor.pdf
2. O Empreendedor.pdf2. O Empreendedor.pdf
2. O Empreendedor.pdf
 
1. Introdução.pdf
1. Introdução.pdf1. Introdução.pdf
1. Introdução.pdf
 
7. A Excelência no Atendimento a Clientes.pdf
7. A Excelência no Atendimento a Clientes.pdf7. A Excelência no Atendimento a Clientes.pdf
7. A Excelência no Atendimento a Clientes.pdf
 
6. A Tecnologia no Atendimento ao Cliente.pdf
6. A Tecnologia no Atendimento ao Cliente.pdf6. A Tecnologia no Atendimento ao Cliente.pdf
6. A Tecnologia no Atendimento ao Cliente.pdf
 
5. O Processo de Atendimento ao Cliente.pdf
5. O Processo de Atendimento ao Cliente.pdf5. O Processo de Atendimento ao Cliente.pdf
5. O Processo de Atendimento ao Cliente.pdf
 
4. O Perfil do Profissional de Atendimento.pdf
4. O Perfil do Profissional de Atendimento.pdf4. O Perfil do Profissional de Atendimento.pdf
4. O Perfil do Profissional de Atendimento.pdf
 
3. O Negócio Chamado Atendimento ao Cliente.pdf
3. O Negócio Chamado Atendimento ao Cliente.pdf3. O Negócio Chamado Atendimento ao Cliente.pdf
3. O Negócio Chamado Atendimento ao Cliente.pdf
 
2. Quem é o Cliente.pdf
2. Quem é o Cliente.pdf2. Quem é o Cliente.pdf
2. Quem é o Cliente.pdf
 
Chefia e Liderança.pdf
Chefia e Liderança.pdfChefia e Liderança.pdf
Chefia e Liderança.pdf
 
5. INSTALAÇÕES ELÉTRICAS.pdf
5. INSTALAÇÕES ELÉTRICAS.pdf5. INSTALAÇÕES ELÉTRICAS.pdf
5. INSTALAÇÕES ELÉTRICAS.pdf
 
4. RISCOS ADICIONAIS.pdf
4. RISCOS ADICIONAIS.pdf4. RISCOS ADICIONAIS.pdf
4. RISCOS ADICIONAIS.pdf
 
3. EPC & EPI.pdf
3. EPC & EPI.pdf3. EPC & EPI.pdf
3. EPC & EPI.pdf
 
2. MEDIDAS DE CONTROLE.pdf
2. MEDIDAS DE CONTROLE.pdf2. MEDIDAS DE CONTROLE.pdf
2. MEDIDAS DE CONTROLE.pdf
 
1. RISCOS ELÉTRICOS.pdf
1. RISCOS ELÉTRICOS.pdf1. RISCOS ELÉTRICOS.pdf
1. RISCOS ELÉTRICOS.pdf
 
2. ATO INSEGURO X CONDIÇÃO INSEGURA.pdf
2. ATO INSEGURO X CONDIÇÃO INSEGURA.pdf2. ATO INSEGURO X CONDIÇÃO INSEGURA.pdf
2. ATO INSEGURO X CONDIÇÃO INSEGURA.pdf
 

Último

QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...azulassessoria9
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfKelly Mendes
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...LuizHenriquedeAlmeid6
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfAndersonW5
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfGisellySobral
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdfaulasgege
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSPedroMatos469278
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxIlda Bicacro
 
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdfCarinaSofiaDiasBoteq
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...Eró Cunha
 
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024azulassessoria9
 
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMaio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMary Alvarenga
 
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na Áfricajuekfuek
 
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdfApostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdflbgsouza
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilMariaHelena293800
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfTema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfAnaAugustaLagesZuqui
 
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco LeiteReligiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leiteprofesfrancleite
 
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.pptAs teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.pptorlando dias da silva
 

Último (20)

QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
 
662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
 
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
 
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMaio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
 
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
 
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdfApostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfTema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
 
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco LeiteReligiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
 
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.pptAs teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
 

8- Acidentes com inflamáveis.pdf

  • 4. ACIDENTES OCORRIDOS Um incêndio atingiu um complexo químico em Taboão da Serra, na região da Grande São Paulo. A fumaça negra podia ser vista à distância devido à grande proporção do acidente. O local fica na altura do número 518 da Avenida Ibirama, próximo à Rodovia Régis Bittencourt e ao Rodoanel, na divisa com o município de Embu das Artes. Aproximadamente 30 carros dos bombeiros foram enviados ao local para combater as chamas. Cerca de 70 homens participaram da ação e não houve feridos, segundo o Corpo de Bombeiros. Foi solicitado o apoio da Companhia de Saneamento Ambiental (Cetesb) e por volta das 15h30 o acidente já havia sido controlado. Incêndio em Depósito de produtos inflamáveis Taboão da Serra-SP 19/06/2013
  • 7. NÚMEROS DE EMERGÊNCIA Corpo de Bombeiros – 193 Polícia Militar – 190 Ambulância – 192 Defesa Civil – 199 Emergências Ambientais CETESB – (11) 3133-4000 / 0800113560
  • 8. GLOSSÁRIO Áreas Classificadas - área na qual uma atmosfera explosiva está presente ou na qual é provável sua ocorrência a ponto de exigir precauções especiais para construção, instalação e utilização de equipamentos elétricos. Armazenamento - retenção de uma quantidade de inflamáveis (líquidos e/ou gases) e líquidos combustíveis em uma instalação fixa, em depósitos, reservatórios de superfície, elevados ou subterrâneos. Retenção de uma quantidade de inflamáveis, envasados ou embalados, em depósitos ou armazéns. Articulação entre análise de risco e PPRA - coerência, compatibilidade, harmonização no reconhecimento e consideração dos riscos comuns aos dois documentos. Comissionamento - conjunto de técnicas e procedimentos de engenharia aplicados de forma integrada à instalação ou parte dela, visando torná-la operacional de acordo com os requisitos especificados em projeto. Coordenação - ação de assumir responsabilidade técnica. Distância de segurança - Distância mínima livre, medida no plano horizontal para que, em caso de acidentes (incêndios, explosões), os danos sejam minimizados. Edificações residenciais unifamiliares - Edificações destinadas exclusivamente ao uso residencial, constituídas de uma única unidade residencial. Edifício - construção com pavimentos, cuja finalidade é abrigar atividades humanas, classificada pelo tipo de utilização em comercial, de serviços, cultural, etc.. Emissões fugitivas - Liberações de gás ou vapor inflamável que ocorrem de maneira contínua ou intermitente durante as operações normais dos equipamentos. Incluem liberações em selos ou gaxetas de bombas, engaxetamento de válvulas, vedações de flanges, selos de compressores, drenos de processos. Envasado - líquido ou gás inflamável acondicionado em recipiente, podendo ser ou não lacrado. Exercícios simulados - Exercícios práticos de simulação mais realista possível de um cenário de acidente, durante o qual é testada a eficiência do plano de respostas a emergências, com foco nos procedimentos, na capacitação da equipe, na funcionalidade das instalações e dos equipamentos, dentre outros aspectos.
  • 9. ABRANGÊNCIA ITEM 20.2 20.2.1 Esta NR se aplica às atividades de: a) extração, produção, armazenamento, transferência, manuseio e manipulação de inflamáveis, nas etapas de projeto, construção, montagem, operação, manutenção, inspeção e desativação da instalação; b) extração, produção, armazenamento, transferência e manuseio de líquidos combustíveis, nas etapas de projeto, construção, montagem, operação, manutenção, inspeção e desativação da instalação.
  • 10. GLOSSÁRIO Fechado - Produto fechado no processo de envasamento, de maneira estanque, para que não venha a apresentar vazamentos nas condições normais de manuseio, armazenamento ou transporte, assim como sob condições decorrentes de variações de temperatura, umidade ou pressão ou sob os efeitos de choques e vibrações. Fluxograma de processo - É um documento contendo, em representação gráfica, o balanço de material e de energia dos fluxos de matérias-primas, produtos, subprodutos e rejeitos de um determinado processo de produção. Instalação - Unidade de extração, produção, armazenamento, transferência, manuseio e manipulação de inflamáveis (líquidos e gases) e líquidos combustíveis, em caráter permanente ou transitório, incluindo todos os equipamentos, máquinas, estruturas, tubulações, tanques, edificações, depósitos, terminais e outros necessários para o seu funcionamento. Lacrado - Produto que possui selo e/ou lacre de garantia de qualidade e/ou de inviolabilidade. Manipulação - Ato ou efeito de manipular. Preparação ou operação manual com inflamáveis, com finalidade de misturar ou fracionar os produtos. Considera-se que há manipulação quando ocorre o contato direto do produto com o ambiente. Manuseio - Atividade de movimentação de inflamáveis contidos em recipientes, tanques portáteis, tambores, bombonas, vasilhames, caixas, latas, frascos e similares. Ato de manusear o produto envasado, embalado ou lacrado. Meio identificador - Sistema de identificação definido pela empresa como, por exemplo, crachá, botton, adesivo no crachá ou no capacete, na vestimenta de trabalho ou similares. Metodologias de análises de risco - Constitui-se em um conjunto de métodos e técnicas que, aplicados a operações que envolvam processo ou processamento, identificam os cenários hipotéticos de ocorrências indesejadas (acidentes), as possibilidades de danos, efeitos e consequências. Exemplos de algumas metodologias: a) Análise Preliminar de Perigos/Riscos (APP/APR); b) ″What-if (E SE)″; c) Análise de Riscos e Operabilidade (HAZOP); d) Análise de Modos e Efeitos de Falhas (FMEA/FMECA); e) Análise por Árvore de Falhas (AAF); f) Análise por Árvore de Eventos (AAE); g) Análise Quantitativa de Riscos (AQR).
  • 11. GLOSSÁRIO Modificações ou ampliações das instalações - Qualquer alteração de instalação industrial que: I - altere a tecnologia de processo ou processamento empregada; II - altere as condições de segurança da instalação industrial; III - adapte fisicamente instalações e/ou equipamentos de plantas industriais existentes provenientes de outros segmentos produtivos; IV- aumente a capacidade de processamento de quaisquer insumos; V - aumente a capacidade de armazenamento de insumos ou de produtos; VI - altere o perfil de produção ou a qualidade final dos produtos. Planta geral de locação - planta que apresenta a localização da instalação no interior do terreno, indicando as distâncias entre os limites do terreno e um ponto inicial da instalação. Posto de serviço - Instalação onde se exerce a atividade de fornecimento varejista de inflamáveis (líquidos e gases) e líquidos combustíveis. Procedimentos operacionais - Conjunto de instruções claras e suficientes para o desenvolvimento das atividades operacionais de uma instalação, considerando os aspectos de segurança, saúde e meio ambiente que impactem sobre a integridade física dos trabalhadores. Processo contínuo de produção - Sistema de produção que opera ininterruptamente durante as 24 horas do dia, por meio do trabalho em turnos de revezamento. Processo ou processamento - Sequência integrada de operações. A sequência pode ser inclusive de operações físicas e/ou químicas. A sequência pode envolver, mas não se limita à preparação, separação, purificação ou mudança de estado, conteúdo de energia ou composição. Proficiência - Competência, aptidão, capacitação e habilidade aliadas à experiência. Profissional habilitado - Profissional com atribuições legais para a atividade a ser desempenhada e que assume a responsabilidade técnica, tendo registro no conselho profissional de classe. Prontuário da Instalação - Sistema organizado de forma a conter uma memória dinâmica das informações técnicas pertinentes às instalações, geradas desde a fase de projeto, operação, inspeção e manutenção, que registra, em meio físico ou eletrônico, todo o histórico da instalação ou contém indicações suficientes para a obtenção deste histórico.
  • 12. GLOSSÁRIO Recipiente - Receptáculo projetado e construído para armazenar produtos inflamáveis (líquidos e gases) e líquidos combustíveis conforme normas técnicas. Riscos psicossociais - Influência na saúde mental dos trabalhadores, provocada pelas tensões da vida diária, pressão do trabalho e outros fatores adversos. Separada por parede - Instalação de armazenamento localizada na instalação de fabricação, mas separada desta por parede de alvenaria. Instalação de armazenamento localizada em outra instalação e/ou edificação. Sistema de Gestão de Mudanças - Processo contínuo e sistemático que assegura que as mudanças permanentes ou temporárias sejam avaliadas e gerenciadas de forma que os riscos advindos destas alterações permaneçam em níveis aceitáveis e controlados. Trabalhadores capacitados - Trabalhadores que possuam qualificação e treinamento necessários à realização das atividades previstas nos procedimentos operacionais. Transferência - Atividade de movimentação de inflamáveis entre recipientes, tais como tanques, vasos, tambores, bombonas e similares, por meio de tubulações. Unidade de processo - Organização produtora que alcança o objetivo para o qual se destina através do processamento e/ou transformação de materiais/substância.