SlideShare uma empresa Scribd logo
Roubo nos Caixas Inicialmente, podemos verificar a aproximação de um cliente no caixa eletrônico, o qual, aparentemente, está realizando uma simples transação
Contudo, o que realmente está acontecendo, é a instalação de um  dispositivo flexível dentro do caixa, com a finalidade de “capturar” o cartão do próximo usuário. Instalação do Dispositivo
Conduta dos Criminosos Alterar um caixa é uma atividade arriscada. Estes indivíduos estão sempre acompanhados de um ou mais comparsas, os quais observam a aproximação de possíveis vítimas em potencial ou da polícia.
Aqui vemos um  cliente utilizando o caixa após a colocação do dispositivo. Resultado: o caixa eletrônico retêm o cartão e impede a transação A Vítima (Cliente)
A Captura O cliente, com o cartão capturado, fica confuso, provavelmente se pergunta o porquê da retenção.  Logo após, entra em cena o fraudador, que oferece ajuda.
A Assistência Aqui vemos o  fraudador pretendendo dar assistência.  Mas, o que ele está fazendo de verdade é memorizar a senha da vítima.
Obtendo a Senha Ele convence a vítima/cliente de que poderá recuperar seu cartão teclando a senha.  Mentira,  ele aperta ambos os botões de “cancel” e “enter”.
Dando-se por vencido Depois de várias tentativas, o cliente se convence que o cartão foi capturado pelo caixa eletrônico. Ambos, o cliente o o fraudador, deixam a cabine do caixa.
Apropriação do Cartão Convencido que o cliente foi embora, o fraudador regressa para sacar o cartão capturado no dispositivo. Agora ele não só tem o cartão como também a senha da vítima.
O Prejuízo Na posse do cartão e da senha da vítima, o fraudador saca o dinheiro do caixa eletrônico.
O Dispositivo O material é feito de papel de radiografia (raio-X).  Por ter uma coloração escura e por se parecer com o mesmo material utilizado no caixa eletrônico, muitas vezes passa despercebido pelo usuário.
Como Reconhecer? O dispositivo é instalado no local onde se coloca o cartão magnético, ficando visível apenas uma pequena ponta para fora. Dessa forma, o cartão não é engolido pela máquina e prende o cartão.
Camuflagem do Dispositivo A ponta, que estava visível, é presa ao caixa,  tornando-a imperceptível. O cliente não consegue detectar o dispositivo.
Funcionamento do Aparelho São feitos cortes  em ambos os lados do dispositivo para ter certeza que o cartão ficará preso dentro do caixa eletrônico.
Recuperando o Dispositivo Com a saída do cliente, o fraudador desprende as pontas do dispositivo e retira o cartão da vítima.
Recomendações Se o cartão ficar retido, verificar a presença de algum objeto estranho que possa estar prendendo o cartão na máquina; Procure retirar o dispositivo, a fim de resgatar o cartão; Não aceite ajuda de terceiros “bem intencionados”, que normalmente agem com muita educação e calma; Nunca digite a senha em frente a outras pessoas; Comunique, imediatamente, o ocorrido ao banco.
Repasse esta mensagem ao maior numero de pessoas conhecidas

Mais conteúdo relacionado

Mais de Denise Rivera

Campanha vereadora 2016 DENISE RIVERA
Campanha vereadora 2016   DENISE RIVERACampanha vereadora 2016   DENISE RIVERA
Campanha vereadora 2016 DENISE RIVERA
Denise Rivera
 
XXIII Congresso Nacional de Criminalística - divulgação
XXIII Congresso Nacional de Criminalística - divulgaçãoXXIII Congresso Nacional de Criminalística - divulgação
XXIII Congresso Nacional de Criminalística - divulgação
Denise Rivera
 
Diagnostico da pericia oficial do rio de janeiro 2015
Diagnostico da pericia oficial do rio de janeiro 2015Diagnostico da pericia oficial do rio de janeiro 2015
Diagnostico da pericia oficial do rio de janeiro 2015
Denise Rivera
 
Aperj - Associação de Peritos Oficiais do Rio de Janeiro
Aperj  - Associação de Peritos Oficiais do Rio de JaneiroAperj  - Associação de Peritos Oficiais do Rio de Janeiro
Aperj - Associação de Peritos Oficiais do Rio de Janeiro
Denise Rivera
 
A situaçao pericia rj
A situaçao pericia rjA situaçao pericia rj
A situaçao pericia rj
Denise Rivera
 
A vida como um jogo de damas
A vida como um jogo de damasA vida como um jogo de damas
A vida como um jogo de damas
Denise Rivera
 
Winter Day
Winter DayWinter Day
Winter Day
Denise Rivera
 
Tour eiffel
Tour eiffelTour eiffel
Tour eiffel
Denise Rivera
 
Superbe et joyeux noel
Superbe et joyeux noelSuperbe et joyeux noel
Superbe et joyeux noel
Denise Rivera
 
Encante se e se emocione
Encante se e se emocioneEncante se e se emocione
Encante se e se emocione
Denise Rivera
 
Amazing worldphotos
Amazing worldphotosAmazing worldphotos
Amazing worldphotos
Denise Rivera
 
Apresentação aperj - estrutura da perícia
Apresentação   aperj - estrutura da períciaApresentação   aperj - estrutura da perícia
Apresentação aperj - estrutura da perícia
Denise Rivera
 
Apresentação aperj - estrutura da perícia
Apresentação   aperj - estrutura da períciaApresentação   aperj - estrutura da perícia
Apresentação aperj - estrutura da perícia
Denise Rivera
 
Manifestacao durante audiencia publica na alerj
Manifestacao durante audiencia publica na alerjManifestacao durante audiencia publica na alerj
Manifestacao durante audiencia publica na alerj
Denise Rivera
 
Primeiras Fotos Coloridas
Primeiras Fotos ColoridasPrimeiras Fotos Coloridas
Primeiras Fotos Coloridas
Denise Rivera
 
1 3- premièresphotoscoul-dd
1 3- premièresphotoscoul-dd1 3- premièresphotoscoul-dd
1 3- premièresphotoscoul-dd
Denise Rivera
 
LES CHATEAUX DE LA LOIRE
LES CHATEAUX DE LA LOIRELES CHATEAUX DE LA LOIRE
LES CHATEAUX DE LA LOIRE
Denise Rivera
 
La france au_patrimoine_mondial_pv_l
La france au_patrimoine_mondial_pv_lLa france au_patrimoine_mondial_pv_l
La france au_patrimoine_mondial_pv_l
Denise Rivera
 
Espiritismo
EspiritismoEspiritismo
Espiritismo
Denise Rivera
 

Mais de Denise Rivera (20)

Campanha vereadora 2016 DENISE RIVERA
Campanha vereadora 2016   DENISE RIVERACampanha vereadora 2016   DENISE RIVERA
Campanha vereadora 2016 DENISE RIVERA
 
XXIII Congresso Nacional de Criminalística - divulgação
XXIII Congresso Nacional de Criminalística - divulgaçãoXXIII Congresso Nacional de Criminalística - divulgação
XXIII Congresso Nacional de Criminalística - divulgação
 
Diagnostico da pericia oficial do rio de janeiro 2015
Diagnostico da pericia oficial do rio de janeiro 2015Diagnostico da pericia oficial do rio de janeiro 2015
Diagnostico da pericia oficial do rio de janeiro 2015
 
Aperj - Associação de Peritos Oficiais do Rio de Janeiro
Aperj  - Associação de Peritos Oficiais do Rio de JaneiroAperj  - Associação de Peritos Oficiais do Rio de Janeiro
Aperj - Associação de Peritos Oficiais do Rio de Janeiro
 
A situaçao pericia rj
A situaçao pericia rjA situaçao pericia rj
A situaçao pericia rj
 
A vida como um jogo de damas
A vida como um jogo de damasA vida como um jogo de damas
A vida como um jogo de damas
 
Winter Day
Winter DayWinter Day
Winter Day
 
Tour eiffel
Tour eiffelTour eiffel
Tour eiffel
 
Superbe et joyeux noel
Superbe et joyeux noelSuperbe et joyeux noel
Superbe et joyeux noel
 
Encante se e se emocione
Encante se e se emocioneEncante se e se emocione
Encante se e se emocione
 
Amazing worldphotos
Amazing worldphotosAmazing worldphotos
Amazing worldphotos
 
Apresentação aperj - estrutura da perícia
Apresentação   aperj - estrutura da períciaApresentação   aperj - estrutura da perícia
Apresentação aperj - estrutura da perícia
 
Apresentação aperj - estrutura da perícia
Apresentação   aperj - estrutura da períciaApresentação   aperj - estrutura da perícia
Apresentação aperj - estrutura da perícia
 
Manifestacao durante audiencia publica na alerj
Manifestacao durante audiencia publica na alerjManifestacao durante audiencia publica na alerj
Manifestacao durante audiencia publica na alerj
 
Paris
ParisParis
Paris
 
Primeiras Fotos Coloridas
Primeiras Fotos ColoridasPrimeiras Fotos Coloridas
Primeiras Fotos Coloridas
 
1 3- premièresphotoscoul-dd
1 3- premièresphotoscoul-dd1 3- premièresphotoscoul-dd
1 3- premièresphotoscoul-dd
 
LES CHATEAUX DE LA LOIRE
LES CHATEAUX DE LA LOIRELES CHATEAUX DE LA LOIRE
LES CHATEAUX DE LA LOIRE
 
La france au_patrimoine_mondial_pv_l
La france au_patrimoine_mondial_pv_lLa france au_patrimoine_mondial_pv_l
La france au_patrimoine_mondial_pv_l
 
Espiritismo
EspiritismoEspiritismo
Espiritismo
 

Modalidade de Fraude em Caixas Eletrônicos

  • 1. Roubo nos Caixas Inicialmente, podemos verificar a aproximação de um cliente no caixa eletrônico, o qual, aparentemente, está realizando uma simples transação
  • 2. Contudo, o que realmente está acontecendo, é a instalação de um dispositivo flexível dentro do caixa, com a finalidade de “capturar” o cartão do próximo usuário. Instalação do Dispositivo
  • 3. Conduta dos Criminosos Alterar um caixa é uma atividade arriscada. Estes indivíduos estão sempre acompanhados de um ou mais comparsas, os quais observam a aproximação de possíveis vítimas em potencial ou da polícia.
  • 4. Aqui vemos um cliente utilizando o caixa após a colocação do dispositivo. Resultado: o caixa eletrônico retêm o cartão e impede a transação A Vítima (Cliente)
  • 5. A Captura O cliente, com o cartão capturado, fica confuso, provavelmente se pergunta o porquê da retenção. Logo após, entra em cena o fraudador, que oferece ajuda.
  • 6. A Assistência Aqui vemos o fraudador pretendendo dar assistência. Mas, o que ele está fazendo de verdade é memorizar a senha da vítima.
  • 7. Obtendo a Senha Ele convence a vítima/cliente de que poderá recuperar seu cartão teclando a senha. Mentira, ele aperta ambos os botões de “cancel” e “enter”.
  • 8. Dando-se por vencido Depois de várias tentativas, o cliente se convence que o cartão foi capturado pelo caixa eletrônico. Ambos, o cliente o o fraudador, deixam a cabine do caixa.
  • 9. Apropriação do Cartão Convencido que o cliente foi embora, o fraudador regressa para sacar o cartão capturado no dispositivo. Agora ele não só tem o cartão como também a senha da vítima.
  • 10. O Prejuízo Na posse do cartão e da senha da vítima, o fraudador saca o dinheiro do caixa eletrônico.
  • 11. O Dispositivo O material é feito de papel de radiografia (raio-X). Por ter uma coloração escura e por se parecer com o mesmo material utilizado no caixa eletrônico, muitas vezes passa despercebido pelo usuário.
  • 12. Como Reconhecer? O dispositivo é instalado no local onde se coloca o cartão magnético, ficando visível apenas uma pequena ponta para fora. Dessa forma, o cartão não é engolido pela máquina e prende o cartão.
  • 13. Camuflagem do Dispositivo A ponta, que estava visível, é presa ao caixa, tornando-a imperceptível. O cliente não consegue detectar o dispositivo.
  • 14. Funcionamento do Aparelho São feitos cortes em ambos os lados do dispositivo para ter certeza que o cartão ficará preso dentro do caixa eletrônico.
  • 15. Recuperando o Dispositivo Com a saída do cliente, o fraudador desprende as pontas do dispositivo e retira o cartão da vítima.
  • 16. Recomendações Se o cartão ficar retido, verificar a presença de algum objeto estranho que possa estar prendendo o cartão na máquina; Procure retirar o dispositivo, a fim de resgatar o cartão; Não aceite ajuda de terceiros “bem intencionados”, que normalmente agem com muita educação e calma; Nunca digite a senha em frente a outras pessoas; Comunique, imediatamente, o ocorrido ao banco.
  • 17. Repasse esta mensagem ao maior numero de pessoas conhecidas