SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 36
Baixar para ler offline
Programação Web e SGC
Introdução ao php
UNIVERSIDADE EDUARDO MONDLANE
FACULDADE DE ENGENHARIA
DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELECTROTÉCNICA
Docentes: Dr Alfredo Covele
Eng Ruben Manhiça
Maputo,	
  March	
  20,	
  2014	
  
Conteúdo da Aula
1. Introdução ao php;
2. Instalação e configuração do wampserver;
3/20/14 Apresentado por Ruben Manhiça 2
PHP e a WWW
• Páginas estáticas / Páginas dinâmicas
O PHP permite a criação de páginas dinâmicas.
Informação dinâmica
O que fazer quando a informação que está no website
muda constantemente, como por exemplo as
cotações da bolsa?
Neste caso, os documentos estáticos em HTML não
são a melhor solução.
É necessário criar HTML dinâmico para que no
momento em que o cliente contacta o servidor lhe
seja enviada a informação atualizada.
Linguagem Estática x Dinâmica
• Páginas estáticas no servidor:
• Páginas dinâmicas no servidor:
Navegador do usuário requisita
página
Servidor responde à requisição
com conteúdo HTML
Navegador do usuário requisita
página
Servidor responde à requisição
com conteúdo HTML
Conteúdo em HTML
Conteúdo em PHP
Processamento	
  
Linguagem Estática x Dinâmica
• As páginas web podem ser classificadas, segundo seu
conteúdo como estáticas ou dinâmicas.
• Páginas estáticas são aquelas escritas utilizando a linguagem
HTML, com nenhuma interação com o usuário, devido as
próprias restrições da linguagem HTML.
• Páginas dinâmicas são aquelas escritas utilizando alguma
linguagem de programação. As quais podem exibir seu
conteúdo além do simples código escrito em HTML.
• Estas páginas possuem interação com o usuário, pois devido
ao poder das linguagens de programação podemos tratar
informações de formulários, acessar bancos de dados, e podem
possuir várias funcionalidades.
O que é PHP?
• PHP (um acrônimo recursivo para "PHP: Hypertext Preprocessor") é
uma linguagem de script Open Source de uso geral, muito utilizada e
especialmente guarnecida para o desenvolvimento de aplicações web
embútivel ao código HTML.
• É uma linguagem que permite criar sites web dinâmicos, possibilitando
uma interação com o usuário através de formulários, parâmetros da
URL e links.
• A diferença de PHP com relação a linguagens semelhantes a
JavaScript é que o código PHP é executado no servidor, sendo
enviado para o cliente apenas HTML puro.
• Desta maneira é possível interagir com bancos de dados e aplicações
existentes no servidor, com a vantagem de não expor o código fonte
para o usuário, sendo útil quando o sistema lida com senhas ou
qualquer tipo de informação confidencial.
O que é PHP?
• Para que um página com código PHP possa ser executada
corretamente pelo servidor, o arquivo da página deve conter a
extensão .php.
• Se for requisitado um arquivo PHP diretamente ao servidor que
não possua esta extensão, o servidor tratará todo o código-
fonte como HTML.
• Quando o servidor PHP interpreta uma página, ele percorre o
código-fonte do arquivo até encontrar a tag que indica o início
do conteúdo PHP. O interpretador então executa todo o código
que encontra, até chegar na tag de fechamento PHP.
• Este é o mecanismo que permite a inclusão de código PHP
dentro do HTML. Isso significa que todo o código PHP pode
estar escrito entre as tags HTML.
O que é PHP?
• Qualquer coisa fora das tags PHP é deixada como encontrado,
enquanto tudo dentro é interpretado e executado.
• Há quatro conjuntos de tags que podem ser usadas para
marcar blocos de código PHP. Duas delas estão habilitadas por
padrão no PHP, as outras devem ser habilitadas manualmente.
• Habilitadas por padrão
<?php . . . ?>
<script language="php"> . . . </script>
• Habilitadas manualmente
<? . . . ?>
<%. . . %>
PHP
• É uma linguagem de programação vocacionada para
o desenvolvimento de aplicações orientadas para a
www.
Existem 2 tipos de linguagens web:
- Baseadas no cliente (browser) (JavaScript, ActiveX,
Java Applets, etc…)
- Baseadas no servidor.
(PHP, ASP, etc…)
PHP
• O código PHP é embebido no código HTML dando
origem a um script contendo instruções específicas.
• O servidor lê o código PHP e interpreta os
comandos.
Exemplo 1
<?php /*php_1.php */?>
<html>
<head>
<title> Resultado </title>
</head>
<body>
<?php $X=5; $Y=3; $Z=$X+$Y;
echo “Total ”;
echo “= $Z”;
?>
</body>
</html>
Formulários HTML
• Botões
• Radio buttons
• Seleccion lists
• Input boxes
• Checkbox
• Etc…
Formulários HTML
• method - Especifica o modo como a informação é
transmitida. Pode ser GET ou POST.
• action - Indica o nome e a localização do script PHP
que irá processar a informação que foi introduzida no
formulário.
Métodos de transmissão
O protocolo HTTP (HiperText Transfer Protocol) utiliza
vários métodos de manipulação e organização dos
dados.
Actualmente, os dois métodos mais utilizados para
submeter dados de formulários são o GET e o POST.
Ambos os métodos transferem dados do browser para
o servidor, a maior diferença entre eles é a maneira
como essa informação é transmitida.
O browser acrescenta ao URL, especificado no atributo
ACTION, um "?" e os valores codificados;
Os dados não são encriptados, logo informações que
exigem segurança não devem ser manipuladas por este
método;
Suporta apenas até 128 caracteres, logo é útil para
valores pequenos.
GET
POST
Os dados introduzidos num formulário fazem parte do
corpo da mensagem enviada para o servidor;
Pode encriptar os dados;
É possível transferir uma grande quantidade de dados.
Este é o método aconselhado.
O que é preciso?
• Um cliente (browser)
• Um servidor Web (ex.: Apache)
• Um servidor de bases de dados (ex.: MySQL)
• Uma ferramenta que permita ligar tudo isto (ex.:
PHP)
Cliente Servidor web
PHP	
  
BD	
  
1
2
3
4
1 - O cliente solicita a página ao servidor web. Este, verificando que
existe um script PHP, chama o módulo PHP para efectuar o
processamento.
2 - Se no script existirem comandos que abrem uma ligação a uma
base de dados, o PHP trata de efectuar essa ligação.
3 - Os dados pretendidos são então extraidos da base de dados,
sendo enviados pelo PHP ao servidor web em formato HTML.
4 - O servidor web envia os dados ao cliente, sendo estes
visualizados numa página HTML devidamente formatada.
Porque utilizar o Apache?
• É o líder do mercado;
• É o mais seguro;
• Não tem concorrentes quanto à riqueza de recursos,
estabilidade, performance, ...
Porque utilizar o MySQL?
• Baixa exigência de recursos de hardware;
• Simplicidade de administração;
• É o mais veloz do mercado;
• Foi optimizado para as aplicações típicas da Web,
onde ocorrem mais consultas do que actualizações.
Porque usar PHP, Apache e
MySQL?
• Porque fornecem tudo o que necessitamos para
construir aplicações e web sites sofisticados, e de
maneira mais simples do que outras alternativas.
• Principalmente porque são software livre!
Tenho que utilizar os três em
conjunto?
• Não, esta é apenas uma combinação
popular na Internet. Outras alternativas
seriam:
ü Apache com Perl, Python, ASP, Java, ...
ü PHP com IIS, PWS, Xitami, ...
ü PHP com PostgreSQL, Interbase, Oracle, DB2 ...
ü MySQL com Perl, Phyton, ASP, Java, ...
Software
Xampp -O XAMPP é um servidor Web multiplataforma
constituído por um servidor HTTP Apache.
X- Sistema operativo (atualmente suportado por
windows, Linux, SunSolaris e MacOs.
A-Apache
M-MySQL
P-PHP
P-PERL
wamp - Windows, Apache, MySQL e PHP
lamp - Linux, Apache, MySQL e PHP
Instalar Wamp Server
25
Instalar Wamp Server
26
Instalar Wamp Server
27
Instalar Wamp Server
28
Instalar Wamp Server
29
Instalar Wamp Server
30
Instalar Wamp Server
31
Instalar Wamp Server
32
Exemplo 2
• Situação em que são usados dois ficheiros:
form.html - É o local onde o utilizador fará os “inputs”.
php_2.php - Contém os comandos PHP que irão
processar os dados inseridos no formulário.
<html>	
  
<head>	
  
<4tle>	
  formulário	
  PHP	
  </4tle>	
  
</head>	
  
<body>	
  
<form	
  enctype="mul4part/form-­‐data"	
  method="POST"	
  ac3on="php_2.php">	
  
<p>	
  Nome	
  <input	
  type="text"	
  name="nome"	
  size=30>	
  </p>	
  
<p>	
  Idade	
  <input	
  type="text"	
  name="idade"	
  size=2>	
  </p>	
  
<p>	
  Qual	
  o	
  carro	
  que	
  mais	
  gostas?	
  
<select	
  name="marca">	
  
	
  <op4on>	
  Ferrari	
  </op4on>	
  
	
  <op4on>	
  Mercedes	
  </op4on>	
  
	
  <op4on>	
  BMW	
  </op4on>	
  
</select>	
  </p>	
  
<p>	
  <input	
  type="submit"	
  value="OK">	
  </p>	
  
</form>	
  
</body>	
  
</html>	
  
Exemplo 2
<?php	
  /*php_2.php*/	
  ?>	
  
<html>	
  
<head>	
  
<4tle>	
  Resultado	
  </4tle>	
  
</head>	
  
<body>	
  
<?php	
  
echo	
  "O	
  meu	
  nome	
  é	
  ".$_POST['nome'].	
  "	
  ,tenho	
  "	
  .$_POST['idade'].	
  
	
  	
  	
  	
  	
  "	
  anos	
  e	
  gosto	
  de	
  carros	
  da	
  marca	
  "	
  
	
  	
  	
  	
  	
  .$_POST['marca'];	
  
?>	
  
</body>	
  
</html>	
  
Exemplo 2
Nota: Atenção à junção de
texto com variáveis numa
instrução de escrita
FIM!!!
Duvidas e Questões?

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a 4. Introdução ao PHP.pdf

Apache PHP MySQL
Apache  PHP  MySQLApache  PHP  MySQL
Apache PHP MySQLkisb1337
 
Desenvolvemos para web?
Desenvolvemos para web?Desenvolvemos para web?
Desenvolvemos para web?Luis Vendrame
 
Artigo de php
Artigo de phpArtigo de php
Artigo de phprobson
 
Apostila php
Apostila phpApostila php
Apostila phpmurilocbs
 
Apostila php
Apostila phpApostila php
Apostila phpkoldm2
 
Php Visao Geral Svs
Php Visao Geral SvsPhp Visao Geral Svs
Php Visao Geral Svscristhianobv
 
Aula 01 - Programação Web - PHP
Aula 01  - Programação Web - PHPAula 01  - Programação Web - PHP
Aula 01 - Programação Web - PHPDalton Martins
 
LabMM4 (T10 - 12/13) - Tecnologias server-side - PHP
LabMM4 (T10 - 12/13) - Tecnologias server-side - PHPLabMM4 (T10 - 12/13) - Tecnologias server-side - PHP
LabMM4 (T10 - 12/13) - Tecnologias server-side - PHPCarlos Santos
 
Oficina de PHP - Software Freedom Day Luziânia 2013
Oficina de PHP - Software Freedom Day Luziânia 2013Oficina de PHP - Software Freedom Day Luziânia 2013
Oficina de PHP - Software Freedom Day Luziânia 2013George Mendonça
 
Aula 02 - Introdução ao PHP
Aula 02 - Introdução ao PHPAula 02 - Introdução ao PHP
Aula 02 - Introdução ao PHPDaniel Brandão
 
Conhecendo o Novo REST Framework
Conhecendo o Novo REST FrameworkConhecendo o Novo REST Framework
Conhecendo o Novo REST FrameworkMario Guedes
 
PHP 5 de Forma Correta e Segura
PHP 5 de Forma Correta e SeguraPHP 5 de Forma Correta e Segura
PHP 5 de Forma Correta e SeguraKleber Silva
 

Semelhante a 4. Introdução ao PHP.pdf (20)

Apache PHP MySQL
Apache  PHP  MySQLApache  PHP  MySQL
Apache PHP MySQL
 
Desenvolvemos para web?
Desenvolvemos para web?Desenvolvemos para web?
Desenvolvemos para web?
 
Aplicações web parte 1
Aplicações web parte 1Aplicações web parte 1
Aplicações web parte 1
 
PHP 5.3 - Introdução
PHP 5.3 - IntroduçãoPHP 5.3 - Introdução
PHP 5.3 - Introdução
 
Artigo de php
Artigo de phpArtigo de php
Artigo de php
 
Apostila php
Apostila phpApostila php
Apostila php
 
Apostila php
Apostila phpApostila php
Apostila php
 
Apostila php
Apostila phpApostila php
Apostila php
 
Apostila php
Apostila phpApostila php
Apostila php
 
Apostila php
Apostila phpApostila php
Apostila php
 
Php Visao Geral Svs
Php Visao Geral SvsPhp Visao Geral Svs
Php Visao Geral Svs
 
Aula 01 - Programação Web - PHP
Aula 01  - Programação Web - PHPAula 01  - Programação Web - PHP
Aula 01 - Programação Web - PHP
 
LabMM4 (T10 - 12/13) - Tecnologias server-side - PHP
LabMM4 (T10 - 12/13) - Tecnologias server-side - PHPLabMM4 (T10 - 12/13) - Tecnologias server-side - PHP
LabMM4 (T10 - 12/13) - Tecnologias server-side - PHP
 
Oficina de PHP - Software Freedom Day Luziânia 2013
Oficina de PHP - Software Freedom Day Luziânia 2013Oficina de PHP - Software Freedom Day Luziânia 2013
Oficina de PHP - Software Freedom Day Luziânia 2013
 
Pho Aula 02
Pho Aula 02Pho Aula 02
Pho Aula 02
 
Aula 02 - Introdução ao PHP
Aula 02 - Introdução ao PHPAula 02 - Introdução ao PHP
Aula 02 - Introdução ao PHP
 
Conhecendo o Novo REST Framework
Conhecendo o Novo REST FrameworkConhecendo o Novo REST Framework
Conhecendo o Novo REST Framework
 
PHP 5 de Forma Correta e Segura
PHP 5 de Forma Correta e SeguraPHP 5 de Forma Correta e Segura
PHP 5 de Forma Correta e Segura
 
Seminário: PHP
Seminário: PHPSeminário: PHP
Seminário: PHP
 
Phpmanual
PhpmanualPhpmanual
Phpmanual
 

Mais de RubenManhia

2. Introdução ao CSSpptx.pdf
2. Introdução ao CSSpptx.pdf2. Introdução ao CSSpptx.pdf
2. Introdução ao CSSpptx.pdfRubenManhia
 
0. Introdução ao HTML pptx.pdf
0. Introdução ao HTML pptx.pdf0. Introdução ao HTML pptx.pdf
0. Introdução ao HTML pptx.pdfRubenManhia
 
2. Introdução a Logica Matematica.pdf
2. Introdução a Logica Matematica.pdf2. Introdução a Logica Matematica.pdf
2. Introdução a Logica Matematica.pdfRubenManhia
 
Introdução ao Java_14Agosto2012.pdf
Introdução ao Java_14Agosto2012.pdfIntrodução ao Java_14Agosto2012.pdf
Introdução ao Java_14Agosto2012.pdfRubenManhia
 
23-08-12-Operadores em Java e Leitura de dados por Teclado.pdf
23-08-12-Operadores em Java e Leitura de dados por Teclado.pdf23-08-12-Operadores em Java e Leitura de dados por Teclado.pdf
23-08-12-Operadores em Java e Leitura de dados por Teclado.pdfRubenManhia
 
21-08-12-Introdução a Programação em Java.pdf
21-08-12-Introdução a Programação em Java.pdf21-08-12-Introdução a Programação em Java.pdf
21-08-12-Introdução a Programação em Java.pdfRubenManhia
 
SI-BiblioRef.pdf
SI-BiblioRef.pdfSI-BiblioRef.pdf
SI-BiblioRef.pdfRubenManhia
 

Mais de RubenManhia (7)

2. Introdução ao CSSpptx.pdf
2. Introdução ao CSSpptx.pdf2. Introdução ao CSSpptx.pdf
2. Introdução ao CSSpptx.pdf
 
0. Introdução ao HTML pptx.pdf
0. Introdução ao HTML pptx.pdf0. Introdução ao HTML pptx.pdf
0. Introdução ao HTML pptx.pdf
 
2. Introdução a Logica Matematica.pdf
2. Introdução a Logica Matematica.pdf2. Introdução a Logica Matematica.pdf
2. Introdução a Logica Matematica.pdf
 
Introdução ao Java_14Agosto2012.pdf
Introdução ao Java_14Agosto2012.pdfIntrodução ao Java_14Agosto2012.pdf
Introdução ao Java_14Agosto2012.pdf
 
23-08-12-Operadores em Java e Leitura de dados por Teclado.pdf
23-08-12-Operadores em Java e Leitura de dados por Teclado.pdf23-08-12-Operadores em Java e Leitura de dados por Teclado.pdf
23-08-12-Operadores em Java e Leitura de dados por Teclado.pdf
 
21-08-12-Introdução a Programação em Java.pdf
21-08-12-Introdução a Programação em Java.pdf21-08-12-Introdução a Programação em Java.pdf
21-08-12-Introdução a Programação em Java.pdf
 
SI-BiblioRef.pdf
SI-BiblioRef.pdfSI-BiblioRef.pdf
SI-BiblioRef.pdf
 

Último

UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...Manuais Formação
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoVALMIRARIBEIRO1
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"Ilda Bicacro
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Mary Alvarenga
 
Conteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persaConteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persafelipescherner
 
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfssuser06ee57
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Rosana Andrea Miranda
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosFernanda Ledesma
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaHenrique Santos
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisIlda Bicacro
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é precisoMary Alvarenga
 
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHASMARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHASyan1305goncalves
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasMonizeEvellin2
 
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIAHISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIAElianeAlves383563
 
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescenteAbuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescenteIpdaWellington
 
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfMarcianaClaudioClaud
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEblogdoelvis
 
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaNós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaIlda Bicacro
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalcarlamgalves5
 

Último (20)

UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número
 
Conteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persaConteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persa
 
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativos
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é preciso
 
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHASMARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
 
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIAHISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
 
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescenteAbuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
 
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaNós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animal
 

4. Introdução ao PHP.pdf

  • 1. Programação Web e SGC Introdução ao php UNIVERSIDADE EDUARDO MONDLANE FACULDADE DE ENGENHARIA DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELECTROTÉCNICA Docentes: Dr Alfredo Covele Eng Ruben Manhiça Maputo,  March  20,  2014  
  • 2. Conteúdo da Aula 1. Introdução ao php; 2. Instalação e configuração do wampserver; 3/20/14 Apresentado por Ruben Manhiça 2
  • 3. PHP e a WWW • Páginas estáticas / Páginas dinâmicas O PHP permite a criação de páginas dinâmicas.
  • 4. Informação dinâmica O que fazer quando a informação que está no website muda constantemente, como por exemplo as cotações da bolsa? Neste caso, os documentos estáticos em HTML não são a melhor solução. É necessário criar HTML dinâmico para que no momento em que o cliente contacta o servidor lhe seja enviada a informação atualizada.
  • 5. Linguagem Estática x Dinâmica • Páginas estáticas no servidor: • Páginas dinâmicas no servidor: Navegador do usuário requisita página Servidor responde à requisição com conteúdo HTML Navegador do usuário requisita página Servidor responde à requisição com conteúdo HTML Conteúdo em HTML Conteúdo em PHP Processamento  
  • 6. Linguagem Estática x Dinâmica • As páginas web podem ser classificadas, segundo seu conteúdo como estáticas ou dinâmicas. • Páginas estáticas são aquelas escritas utilizando a linguagem HTML, com nenhuma interação com o usuário, devido as próprias restrições da linguagem HTML. • Páginas dinâmicas são aquelas escritas utilizando alguma linguagem de programação. As quais podem exibir seu conteúdo além do simples código escrito em HTML. • Estas páginas possuem interação com o usuário, pois devido ao poder das linguagens de programação podemos tratar informações de formulários, acessar bancos de dados, e podem possuir várias funcionalidades.
  • 7. O que é PHP? • PHP (um acrônimo recursivo para "PHP: Hypertext Preprocessor") é uma linguagem de script Open Source de uso geral, muito utilizada e especialmente guarnecida para o desenvolvimento de aplicações web embútivel ao código HTML. • É uma linguagem que permite criar sites web dinâmicos, possibilitando uma interação com o usuário através de formulários, parâmetros da URL e links. • A diferença de PHP com relação a linguagens semelhantes a JavaScript é que o código PHP é executado no servidor, sendo enviado para o cliente apenas HTML puro. • Desta maneira é possível interagir com bancos de dados e aplicações existentes no servidor, com a vantagem de não expor o código fonte para o usuário, sendo útil quando o sistema lida com senhas ou qualquer tipo de informação confidencial.
  • 8. O que é PHP? • Para que um página com código PHP possa ser executada corretamente pelo servidor, o arquivo da página deve conter a extensão .php. • Se for requisitado um arquivo PHP diretamente ao servidor que não possua esta extensão, o servidor tratará todo o código- fonte como HTML. • Quando o servidor PHP interpreta uma página, ele percorre o código-fonte do arquivo até encontrar a tag que indica o início do conteúdo PHP. O interpretador então executa todo o código que encontra, até chegar na tag de fechamento PHP. • Este é o mecanismo que permite a inclusão de código PHP dentro do HTML. Isso significa que todo o código PHP pode estar escrito entre as tags HTML.
  • 9. O que é PHP? • Qualquer coisa fora das tags PHP é deixada como encontrado, enquanto tudo dentro é interpretado e executado. • Há quatro conjuntos de tags que podem ser usadas para marcar blocos de código PHP. Duas delas estão habilitadas por padrão no PHP, as outras devem ser habilitadas manualmente. • Habilitadas por padrão <?php . . . ?> <script language="php"> . . . </script> • Habilitadas manualmente <? . . . ?> <%. . . %>
  • 10. PHP • É uma linguagem de programação vocacionada para o desenvolvimento de aplicações orientadas para a www. Existem 2 tipos de linguagens web: - Baseadas no cliente (browser) (JavaScript, ActiveX, Java Applets, etc…) - Baseadas no servidor. (PHP, ASP, etc…)
  • 11. PHP • O código PHP é embebido no código HTML dando origem a um script contendo instruções específicas. • O servidor lê o código PHP e interpreta os comandos.
  • 12. Exemplo 1 <?php /*php_1.php */?> <html> <head> <title> Resultado </title> </head> <body> <?php $X=5; $Y=3; $Z=$X+$Y; echo “Total ”; echo “= $Z”; ?> </body> </html>
  • 13. Formulários HTML • Botões • Radio buttons • Seleccion lists • Input boxes • Checkbox • Etc…
  • 14. Formulários HTML • method - Especifica o modo como a informação é transmitida. Pode ser GET ou POST. • action - Indica o nome e a localização do script PHP que irá processar a informação que foi introduzida no formulário.
  • 15. Métodos de transmissão O protocolo HTTP (HiperText Transfer Protocol) utiliza vários métodos de manipulação e organização dos dados. Actualmente, os dois métodos mais utilizados para submeter dados de formulários são o GET e o POST. Ambos os métodos transferem dados do browser para o servidor, a maior diferença entre eles é a maneira como essa informação é transmitida.
  • 16. O browser acrescenta ao URL, especificado no atributo ACTION, um "?" e os valores codificados; Os dados não são encriptados, logo informações que exigem segurança não devem ser manipuladas por este método; Suporta apenas até 128 caracteres, logo é útil para valores pequenos. GET
  • 17. POST Os dados introduzidos num formulário fazem parte do corpo da mensagem enviada para o servidor; Pode encriptar os dados; É possível transferir uma grande quantidade de dados. Este é o método aconselhado.
  • 18. O que é preciso? • Um cliente (browser) • Um servidor Web (ex.: Apache) • Um servidor de bases de dados (ex.: MySQL) • Uma ferramenta que permita ligar tudo isto (ex.: PHP)
  • 19. Cliente Servidor web PHP   BD   1 2 3 4 1 - O cliente solicita a página ao servidor web. Este, verificando que existe um script PHP, chama o módulo PHP para efectuar o processamento. 2 - Se no script existirem comandos que abrem uma ligação a uma base de dados, o PHP trata de efectuar essa ligação. 3 - Os dados pretendidos são então extraidos da base de dados, sendo enviados pelo PHP ao servidor web em formato HTML. 4 - O servidor web envia os dados ao cliente, sendo estes visualizados numa página HTML devidamente formatada.
  • 20. Porque utilizar o Apache? • É o líder do mercado; • É o mais seguro; • Não tem concorrentes quanto à riqueza de recursos, estabilidade, performance, ...
  • 21. Porque utilizar o MySQL? • Baixa exigência de recursos de hardware; • Simplicidade de administração; • É o mais veloz do mercado; • Foi optimizado para as aplicações típicas da Web, onde ocorrem mais consultas do que actualizações.
  • 22. Porque usar PHP, Apache e MySQL? • Porque fornecem tudo o que necessitamos para construir aplicações e web sites sofisticados, e de maneira mais simples do que outras alternativas. • Principalmente porque são software livre!
  • 23. Tenho que utilizar os três em conjunto? • Não, esta é apenas uma combinação popular na Internet. Outras alternativas seriam: ü Apache com Perl, Python, ASP, Java, ... ü PHP com IIS, PWS, Xitami, ... ü PHP com PostgreSQL, Interbase, Oracle, DB2 ... ü MySQL com Perl, Phyton, ASP, Java, ...
  • 24. Software Xampp -O XAMPP é um servidor Web multiplataforma constituído por um servidor HTTP Apache. X- Sistema operativo (atualmente suportado por windows, Linux, SunSolaris e MacOs. A-Apache M-MySQL P-PHP P-PERL wamp - Windows, Apache, MySQL e PHP lamp - Linux, Apache, MySQL e PHP
  • 33. Exemplo 2 • Situação em que são usados dois ficheiros: form.html - É o local onde o utilizador fará os “inputs”. php_2.php - Contém os comandos PHP que irão processar os dados inseridos no formulário.
  • 34. <html>   <head>   <4tle>  formulário  PHP  </4tle>   </head>   <body>   <form  enctype="mul4part/form-­‐data"  method="POST"  ac3on="php_2.php">   <p>  Nome  <input  type="text"  name="nome"  size=30>  </p>   <p>  Idade  <input  type="text"  name="idade"  size=2>  </p>   <p>  Qual  o  carro  que  mais  gostas?   <select  name="marca">    <op4on>  Ferrari  </op4on>    <op4on>  Mercedes  </op4on>    <op4on>  BMW  </op4on>   </select>  </p>   <p>  <input  type="submit"  value="OK">  </p>   </form>   </body>   </html>   Exemplo 2
  • 35. <?php  /*php_2.php*/  ?>   <html>   <head>   <4tle>  Resultado  </4tle>   </head>   <body>   <?php   echo  "O  meu  nome  é  ".$_POST['nome'].  "  ,tenho  "  .$_POST['idade'].            "  anos  e  gosto  de  carros  da  marca  "            .$_POST['marca'];   ?>   </body>   </html>   Exemplo 2 Nota: Atenção à junção de texto com variáveis numa instrução de escrita