SlideShare uma empresa Scribd logo
Olá, aluno(a)! Está com dificuldade ou sem tempo para elaborar
essa MAPA? Iremos te ajudar!
Entre em contato
(63) 99129-5554
MAPA – TEOL - LIDERANÇA E GESTÃO MINISTERIAL -
51/2024
Considere a situação hipotética:
Em uma igreja, com aproximadamente 150 membros, em um bairro e em uma cidade de
mais ou menos 100 mil habitantes, as pessoas dessa comunidade de fé estão enfrentando
uma situação delicada. Duas de suas membras, das mais fiéis da igreja, com um longo
histórico de serviços prestados à comunidade, estão sem se falar a mais de 6 meses. Loide
e Sintique eram grandes amigas e parceiras de ministério, mas depois de um
desentendimento sobre o roteiro do culto de Páscoa, elas começaram a desenterrar
situações do passado. A coisa ficou tão complicada que dois partidos se estabeleceram na
igreja. Epafrodito é o pastor local, ele tem 27 anos, e tem 1 ano de experiência pastoral.
Essa é sua primeira vez como pastor titular em uma igreja local, ele já serviu anteriormente
como auxiliar em outras igrejas. Apesar da divisão, os dois grupos concordam em um ponto,
a forma que o pastor Epafrodito tem conduzido o conflito. Inicialmente ele deu razão a
Loide, acusando Sintique de ser uma pessoa difícil de se relacionar e com traços
totalitaristas. Ele deixou claro que tudo ficaria bem se as coisas fossem do jeito dela. Agora
ele tem apoiado Sintique, disse diante de todos que Loide acha que é dona da igreja,
porque a família dela fundou a igreja. O resultado dessa celeuma e da falta de solução tem
sido cultos dominicais cheios de ressentimentos, a evasão de muitas pessoas da igreja e a
dificuldade de cumprir a missão do ide do Senhor
*Os nomes são fictícios.
Seu MAPA consiste em ajudar o pastor Epafrodito a resolver esse conflito aplicando as
técnicas apresentadas no livro didático, Unidade 2. A partir dessas informações, responda
aos itens a seguir:
1. Classifique a natureza do conflito entre Loide e Sintique
2. Avalie a postura do pastor Epafrodito na condução do conflito, apresente pelo menos três
apontamentos
3. Elabore um plano de ação em quatro etapas para resolução do conflito, considere em sua
reposta todas as técnicas apresentadas no livro didático (Unidade 2, p. 76-79).
4. Disserte sobre como o Senhor Jesus Cristo enxerga conflitos na igreja e quais atitudes
ele tomaria no conflito apresentado.
Trabalhos acadêmicos devem estar de acordo com as normas de apresentação gráficas da
ABNT, podemos citar: Fonte Arial ou Times New Roman, tamanho 12, texto justificado,
espaçamento entre linhas 1,5mm, cor preta, ortografia e as referências bibliográficas no fim
da atividade.
Entenda como será a avaliação do seu MAPA:
1. Natureza do conflito: 10% da nota.
2. Postura do pastor Epafrodito: 30% da nota.
3. Plano de ação para resolução do conflito: 40% da nota.
4. Cristo e o conflito: 15% da nota.
5. Normas: 5% da nota.

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a 2. Avalie a postura do pastor Epafrodito na condução do conflito, apresente pelo menos três apontamentos.

Boletim 273 19/02/12
Boletim 273 19/02/12Boletim 273 19/02/12
Boletim 273 19/02/12
stanaami
 
Comoreavivaraigreja pg
Comoreavivaraigreja pgComoreavivaraigreja pg
Comoreavivaraigreja pg
Igreja Adventista do Sétimo Dia
 
Boletim bimba 11-03-2018 - dia da mocidade metodista
Boletim bimba    11-03-2018 - dia da mocidade metodistaBoletim bimba    11-03-2018 - dia da mocidade metodista
Boletim bimba 11-03-2018 - dia da mocidade metodista
Debora Teixeira
 
Boletim bimba 12-11-2017 - dia do pastor aposentado
Boletim bimba    12-11-2017 - dia do pastor aposentadoBoletim bimba    12-11-2017 - dia do pastor aposentado
Boletim bimba 12-11-2017 - dia do pastor aposentado
joao212531
 
Boletim bimba 12-11-2017 - dia do pastor aposentado
Boletim bimba    12-11-2017 - dia do pastor aposentadoBoletim bimba    12-11-2017 - dia do pastor aposentado
Boletim bimba 12-11-2017 - dia do pastor aposentado
joao212531
 
EBD Revista Palavra e Vida 4T2014: Aula 9: Desafios de uma igreja local (pt. 1)
EBD Revista Palavra e Vida 4T2014: Aula 9: Desafios de uma igreja local (pt. 1)EBD Revista Palavra e Vida 4T2014: Aula 9: Desafios de uma igreja local (pt. 1)
EBD Revista Palavra e Vida 4T2014: Aula 9: Desafios de uma igreja local (pt. 1)
Andre Nascimento
 
Informativo fevereiro
Informativo fevereiroInformativo fevereiro
Informativo fevereiro
Congregação da Paz
 
Boletim bimba 06 04 2014 acão social 3
Boletim bimba  06 04 2014   acão social 3Boletim bimba  06 04 2014   acão social 3
Boletim bimba 06 04 2014 acão social 3
João Carlos Lissone
 
Boletim bimba 06 04 2014 acão social 3
Boletim bimba  06 04 2014   acão social 3Boletim bimba  06 04 2014   acão social 3
Boletim bimba 06 04 2014 acão social 3
João Carlos Lissone
 
Boletim bimba 06 04 2014 acão social
Boletim bimba  06 04 2014   acão socialBoletim bimba  06 04 2014   acão social
Boletim bimba 06 04 2014 acão social
João Carlos Lissone
 
Boletim bimba 06 04 2014 acão social 3
Boletim bimba  06 04 2014   acão social 3Boletim bimba  06 04 2014   acão social 3
Boletim bimba 06 04 2014 acão social 3
João Carlos Lissone
 
Boletim bimba 06 04 2014 acão social
Boletim bimba  06 04 2014   acão socialBoletim bimba  06 04 2014   acão social
Boletim bimba 06 04 2014 acão social
João Carlos Lissone
 
Boletim bimba 06 04 2014 acão social 3
Boletim bimba  06 04 2014   acão social 3Boletim bimba  06 04 2014   acão social 3
Boletim bimba 06 04 2014 acão social 3
João Carlos Lissone
 
Boletim bimba 06 04 2014 ação social
Boletim bimba  06 04 2014   ação socialBoletim bimba  06 04 2014   ação social
Boletim bimba 06 04 2014 ação social
João Carlos Lissone
 
Boletim bimba 06 04 2014 ação social 1
Boletim bimba  06 04 2014   ação social 1Boletim bimba  06 04 2014   ação social 1
Boletim bimba 06 04 2014 ação social 1
Regina Lissone
 
Boletim 428 - 26/04/15
Boletim 428 - 26/04/15Boletim 428 - 26/04/15
Boletim 428 - 26/04/15
stanaami
 
O Que é uma Igreja Saudável?
O Que é uma Igreja Saudável?O Que é uma Igreja Saudável?
O Que é uma Igreja Saudável?
Projeto AMIGOS
 
O que é uma igreja saudável
O que é uma igreja saudávelO que é uma igreja saudável
O que é uma igreja saudável
Eliene Nunes
 
O que e_uma_igreja_saudavel
O que e_uma_igreja_saudavelO que e_uma_igreja_saudavel
O que e_uma_igreja_saudavel
Carlos Azevedo
 
O que é uma igreja saudável
O que é uma igreja saudávelO que é uma igreja saudável
O que é uma igreja saudável
Pastor Marcello Rocha
 

Semelhante a 2. Avalie a postura do pastor Epafrodito na condução do conflito, apresente pelo menos três apontamentos. (20)

Boletim 273 19/02/12
Boletim 273 19/02/12Boletim 273 19/02/12
Boletim 273 19/02/12
 
Comoreavivaraigreja pg
Comoreavivaraigreja pgComoreavivaraigreja pg
Comoreavivaraigreja pg
 
Boletim bimba 11-03-2018 - dia da mocidade metodista
Boletim bimba    11-03-2018 - dia da mocidade metodistaBoletim bimba    11-03-2018 - dia da mocidade metodista
Boletim bimba 11-03-2018 - dia da mocidade metodista
 
Boletim bimba 12-11-2017 - dia do pastor aposentado
Boletim bimba    12-11-2017 - dia do pastor aposentadoBoletim bimba    12-11-2017 - dia do pastor aposentado
Boletim bimba 12-11-2017 - dia do pastor aposentado
 
Boletim bimba 12-11-2017 - dia do pastor aposentado
Boletim bimba    12-11-2017 - dia do pastor aposentadoBoletim bimba    12-11-2017 - dia do pastor aposentado
Boletim bimba 12-11-2017 - dia do pastor aposentado
 
EBD Revista Palavra e Vida 4T2014: Aula 9: Desafios de uma igreja local (pt. 1)
EBD Revista Palavra e Vida 4T2014: Aula 9: Desafios de uma igreja local (pt. 1)EBD Revista Palavra e Vida 4T2014: Aula 9: Desafios de uma igreja local (pt. 1)
EBD Revista Palavra e Vida 4T2014: Aula 9: Desafios de uma igreja local (pt. 1)
 
Informativo fevereiro
Informativo fevereiroInformativo fevereiro
Informativo fevereiro
 
Boletim bimba 06 04 2014 acão social 3
Boletim bimba  06 04 2014   acão social 3Boletim bimba  06 04 2014   acão social 3
Boletim bimba 06 04 2014 acão social 3
 
Boletim bimba 06 04 2014 acão social 3
Boletim bimba  06 04 2014   acão social 3Boletim bimba  06 04 2014   acão social 3
Boletim bimba 06 04 2014 acão social 3
 
Boletim bimba 06 04 2014 acão social
Boletim bimba  06 04 2014   acão socialBoletim bimba  06 04 2014   acão social
Boletim bimba 06 04 2014 acão social
 
Boletim bimba 06 04 2014 acão social 3
Boletim bimba  06 04 2014   acão social 3Boletim bimba  06 04 2014   acão social 3
Boletim bimba 06 04 2014 acão social 3
 
Boletim bimba 06 04 2014 acão social
Boletim bimba  06 04 2014   acão socialBoletim bimba  06 04 2014   acão social
Boletim bimba 06 04 2014 acão social
 
Boletim bimba 06 04 2014 acão social 3
Boletim bimba  06 04 2014   acão social 3Boletim bimba  06 04 2014   acão social 3
Boletim bimba 06 04 2014 acão social 3
 
Boletim bimba 06 04 2014 ação social
Boletim bimba  06 04 2014   ação socialBoletim bimba  06 04 2014   ação social
Boletim bimba 06 04 2014 ação social
 
Boletim bimba 06 04 2014 ação social 1
Boletim bimba  06 04 2014   ação social 1Boletim bimba  06 04 2014   ação social 1
Boletim bimba 06 04 2014 ação social 1
 
Boletim 428 - 26/04/15
Boletim 428 - 26/04/15Boletim 428 - 26/04/15
Boletim 428 - 26/04/15
 
O Que é uma Igreja Saudável?
O Que é uma Igreja Saudável?O Que é uma Igreja Saudável?
O Que é uma Igreja Saudável?
 
O que é uma igreja saudável
O que é uma igreja saudávelO que é uma igreja saudável
O que é uma igreja saudável
 
O que e_uma_igreja_saudavel
O que e_uma_igreja_saudavelO que e_uma_igreja_saudavel
O que e_uma_igreja_saudavel
 
O que é uma igreja saudável
O que é uma igreja saudávelO que é uma igreja saudável
O que é uma igreja saudável
 

Mais de azulassessoriaacadem3

3. Como será feita a apresentação do conteúdo destas abordagens? Serão debate...
3. Como será feita a apresentação do conteúdo destas abordagens? Serão debate...3. Como será feita a apresentação do conteúdo destas abordagens? Serão debate...
3. Como será feita a apresentação do conteúdo destas abordagens? Serão debate...
azulassessoriaacadem3
 
Parte 2 Analisando a figura a seguir, discorra sobre os tipos de estratégia p...
Parte 2 Analisando a figura a seguir, discorra sobre os tipos de estratégia p...Parte 2 Analisando a figura a seguir, discorra sobre os tipos de estratégia p...
Parte 2 Analisando a figura a seguir, discorra sobre os tipos de estratégia p...
azulassessoriaacadem3
 
Parte 2 Analisando a figura a seguir, discorra sobre os tipos de estratégia p...
Parte 2 Analisando a figura a seguir, discorra sobre os tipos de estratégia p...Parte 2 Analisando a figura a seguir, discorra sobre os tipos de estratégia p...
Parte 2 Analisando a figura a seguir, discorra sobre os tipos de estratégia p...
azulassessoriaacadem3
 
Atividade da ETAPA 3: A Descoberta da Projeção Isométrica Agora, você está di...
Atividade da ETAPA 3: A Descoberta da Projeção Isométrica Agora, você está di...Atividade da ETAPA 3: A Descoberta da Projeção Isométrica Agora, você está di...
Atividade da ETAPA 3: A Descoberta da Projeção Isométrica Agora, você está di...
azulassessoriaacadem3
 
Atividade da ETAPA 3: A Descoberta da Projeção Isométrica Agora, você está d...
Atividade da ETAPA 3: A Descoberta da Projeção Isométrica  Agora, você está d...Atividade da ETAPA 3: A Descoberta da Projeção Isométrica  Agora, você está d...
Atividade da ETAPA 3: A Descoberta da Projeção Isométrica Agora, você está d...
azulassessoriaacadem3
 
Atividade da ETAPA 3: A Descoberta da Projeção Isométrica Agora, você está d...
Atividade da ETAPA 3: A Descoberta da Projeção Isométrica  Agora, você está d...Atividade da ETAPA 3: A Descoberta da Projeção Isométrica  Agora, você está d...
Atividade da ETAPA 3: A Descoberta da Projeção Isométrica Agora, você está d...
azulassessoriaacadem3
 
ETAPA 3: A Importância da Perspectiva no Desenho Técnico No desenho téc...
ETAPA 3: A Importância da Perspectiva no Desenho Técnico       No desenho téc...ETAPA 3: A Importância da Perspectiva no Desenho Técnico       No desenho téc...
ETAPA 3: A Importância da Perspectiva no Desenho Técnico No desenho téc...
azulassessoriaacadem3
 
ETAPA 3: A Importância da Perspectiva no Desenho Técnico No desenho téc...
ETAPA 3: A Importância da Perspectiva no Desenho Técnico       No desenho téc...ETAPA 3: A Importância da Perspectiva no Desenho Técnico       No desenho téc...
ETAPA 3: A Importância da Perspectiva no Desenho Técnico No desenho téc...
azulassessoriaacadem3
 
Agora, você enfrentará um novo desafio. Receberá vistas isométricas de peças ...
Agora, você enfrentará um novo desafio. Receberá vistas isométricas de peças ...Agora, você enfrentará um novo desafio. Receberá vistas isométricas de peças ...
Agora, você enfrentará um novo desafio. Receberá vistas isométricas de peças ...
azulassessoriaacadem3
 
Agora, você enfrentará um novo desafio. Receberá vistas isométricas de peças ...
Agora, você enfrentará um novo desafio. Receberá vistas isométricas de peças ...Agora, você enfrentará um novo desafio. Receberá vistas isométricas de peças ...
Agora, você enfrentará um novo desafio. Receberá vistas isométricas de peças ...
azulassessoriaacadem3
 
ETAPA 2: A Precisão da Projeção Ortogonal no Desenho Técnico A projeção...
ETAPA 2: A Precisão da Projeção Ortogonal no Desenho Técnico       A projeção...ETAPA 2: A Precisão da Projeção Ortogonal no Desenho Técnico       A projeção...
ETAPA 2: A Precisão da Projeção Ortogonal no Desenho Técnico A projeção...
azulassessoriaacadem3
 
ETAPA 2: A Precisão da Projeção Ortogonal no Desenho Técnico A projeção...
ETAPA 2: A Precisão da Projeção Ortogonal no Desenho Técnico       A projeção...ETAPA 2: A Precisão da Projeção Ortogonal no Desenho Técnico       A projeção...
ETAPA 2: A Precisão da Projeção Ortogonal no Desenho Técnico A projeção...
azulassessoriaacadem3
 
Quando estamos trabalhando em um departamento de projetos, é de suma importân...
Quando estamos trabalhando em um departamento de projetos, é de suma importân...Quando estamos trabalhando em um departamento de projetos, é de suma importân...
Quando estamos trabalhando em um departamento de projetos, é de suma importân...
azulassessoriaacadem3
 
Quando estamos trabalhando em um departamento de projetos, é de suma importân...
Quando estamos trabalhando em um departamento de projetos, é de suma importân...Quando estamos trabalhando em um departamento de projetos, é de suma importân...
Quando estamos trabalhando em um departamento de projetos, é de suma importân...
azulassessoriaacadem3
 
ETAPA 1: Iniciando no Desenho Técnico O desenho técnico serve como uma lingua...
ETAPA 1: Iniciando no Desenho Técnico O desenho técnico serve como uma lingua...ETAPA 1: Iniciando no Desenho Técnico O desenho técnico serve como uma lingua...
ETAPA 1: Iniciando no Desenho Técnico O desenho técnico serve como uma lingua...
azulassessoriaacadem3
 
ETAPA 1: Iniciando no Desenho Técnico O desenho técnico serve como uma lingua...
ETAPA 1: Iniciando no Desenho Técnico O desenho técnico serve como uma lingua...ETAPA 1: Iniciando no Desenho Técnico O desenho técnico serve como uma lingua...
ETAPA 1: Iniciando no Desenho Técnico O desenho técnico serve como uma lingua...
azulassessoriaacadem3
 
PARTE 1: estruture o balanço patrimonial da empresa, usando o seguinte modelo:
PARTE 1: estruture o balanço patrimonial da empresa, usando o seguinte modelo:PARTE 1: estruture o balanço patrimonial da empresa, usando o seguinte modelo:
PARTE 1: estruture o balanço patrimonial da empresa, usando o seguinte modelo:
azulassessoriaacadem3
 
PARTE 1: estruture o balanço patrimonial da empresa, usando o seguinte modelo:
PARTE 1: estruture o balanço patrimonial da empresa, usando o seguinte modelo:PARTE 1: estruture o balanço patrimonial da empresa, usando o seguinte modelo:
PARTE 1: estruture o balanço patrimonial da empresa, usando o seguinte modelo:
azulassessoriaacadem3
 
4. Disserte sobre como o Senhor Jesus Cristo enxerga conflitos na igreja e qu...
4. Disserte sobre como o Senhor Jesus Cristo enxerga conflitos na igreja e qu...4. Disserte sobre como o Senhor Jesus Cristo enxerga conflitos na igreja e qu...
4. Disserte sobre como o Senhor Jesus Cristo enxerga conflitos na igreja e qu...
azulassessoriaacadem3
 
4. Disserte sobre como o Senhor Jesus Cristo enxerga conflitos na igreja e qu...
4. Disserte sobre como o Senhor Jesus Cristo enxerga conflitos na igreja e qu...4. Disserte sobre como o Senhor Jesus Cristo enxerga conflitos na igreja e qu...
4. Disserte sobre como o Senhor Jesus Cristo enxerga conflitos na igreja e qu...
azulassessoriaacadem3
 

Mais de azulassessoriaacadem3 (20)

3. Como será feita a apresentação do conteúdo destas abordagens? Serão debate...
3. Como será feita a apresentação do conteúdo destas abordagens? Serão debate...3. Como será feita a apresentação do conteúdo destas abordagens? Serão debate...
3. Como será feita a apresentação do conteúdo destas abordagens? Serão debate...
 
Parte 2 Analisando a figura a seguir, discorra sobre os tipos de estratégia p...
Parte 2 Analisando a figura a seguir, discorra sobre os tipos de estratégia p...Parte 2 Analisando a figura a seguir, discorra sobre os tipos de estratégia p...
Parte 2 Analisando a figura a seguir, discorra sobre os tipos de estratégia p...
 
Parte 2 Analisando a figura a seguir, discorra sobre os tipos de estratégia p...
Parte 2 Analisando a figura a seguir, discorra sobre os tipos de estratégia p...Parte 2 Analisando a figura a seguir, discorra sobre os tipos de estratégia p...
Parte 2 Analisando a figura a seguir, discorra sobre os tipos de estratégia p...
 
Atividade da ETAPA 3: A Descoberta da Projeção Isométrica Agora, você está di...
Atividade da ETAPA 3: A Descoberta da Projeção Isométrica Agora, você está di...Atividade da ETAPA 3: A Descoberta da Projeção Isométrica Agora, você está di...
Atividade da ETAPA 3: A Descoberta da Projeção Isométrica Agora, você está di...
 
Atividade da ETAPA 3: A Descoberta da Projeção Isométrica Agora, você está d...
Atividade da ETAPA 3: A Descoberta da Projeção Isométrica  Agora, você está d...Atividade da ETAPA 3: A Descoberta da Projeção Isométrica  Agora, você está d...
Atividade da ETAPA 3: A Descoberta da Projeção Isométrica Agora, você está d...
 
Atividade da ETAPA 3: A Descoberta da Projeção Isométrica Agora, você está d...
Atividade da ETAPA 3: A Descoberta da Projeção Isométrica  Agora, você está d...Atividade da ETAPA 3: A Descoberta da Projeção Isométrica  Agora, você está d...
Atividade da ETAPA 3: A Descoberta da Projeção Isométrica Agora, você está d...
 
ETAPA 3: A Importância da Perspectiva no Desenho Técnico No desenho téc...
ETAPA 3: A Importância da Perspectiva no Desenho Técnico       No desenho téc...ETAPA 3: A Importância da Perspectiva no Desenho Técnico       No desenho téc...
ETAPA 3: A Importância da Perspectiva no Desenho Técnico No desenho téc...
 
ETAPA 3: A Importância da Perspectiva no Desenho Técnico No desenho téc...
ETAPA 3: A Importância da Perspectiva no Desenho Técnico       No desenho téc...ETAPA 3: A Importância da Perspectiva no Desenho Técnico       No desenho téc...
ETAPA 3: A Importância da Perspectiva no Desenho Técnico No desenho téc...
 
Agora, você enfrentará um novo desafio. Receberá vistas isométricas de peças ...
Agora, você enfrentará um novo desafio. Receberá vistas isométricas de peças ...Agora, você enfrentará um novo desafio. Receberá vistas isométricas de peças ...
Agora, você enfrentará um novo desafio. Receberá vistas isométricas de peças ...
 
Agora, você enfrentará um novo desafio. Receberá vistas isométricas de peças ...
Agora, você enfrentará um novo desafio. Receberá vistas isométricas de peças ...Agora, você enfrentará um novo desafio. Receberá vistas isométricas de peças ...
Agora, você enfrentará um novo desafio. Receberá vistas isométricas de peças ...
 
ETAPA 2: A Precisão da Projeção Ortogonal no Desenho Técnico A projeção...
ETAPA 2: A Precisão da Projeção Ortogonal no Desenho Técnico       A projeção...ETAPA 2: A Precisão da Projeção Ortogonal no Desenho Técnico       A projeção...
ETAPA 2: A Precisão da Projeção Ortogonal no Desenho Técnico A projeção...
 
ETAPA 2: A Precisão da Projeção Ortogonal no Desenho Técnico A projeção...
ETAPA 2: A Precisão da Projeção Ortogonal no Desenho Técnico       A projeção...ETAPA 2: A Precisão da Projeção Ortogonal no Desenho Técnico       A projeção...
ETAPA 2: A Precisão da Projeção Ortogonal no Desenho Técnico A projeção...
 
Quando estamos trabalhando em um departamento de projetos, é de suma importân...
Quando estamos trabalhando em um departamento de projetos, é de suma importân...Quando estamos trabalhando em um departamento de projetos, é de suma importân...
Quando estamos trabalhando em um departamento de projetos, é de suma importân...
 
Quando estamos trabalhando em um departamento de projetos, é de suma importân...
Quando estamos trabalhando em um departamento de projetos, é de suma importân...Quando estamos trabalhando em um departamento de projetos, é de suma importân...
Quando estamos trabalhando em um departamento de projetos, é de suma importân...
 
ETAPA 1: Iniciando no Desenho Técnico O desenho técnico serve como uma lingua...
ETAPA 1: Iniciando no Desenho Técnico O desenho técnico serve como uma lingua...ETAPA 1: Iniciando no Desenho Técnico O desenho técnico serve como uma lingua...
ETAPA 1: Iniciando no Desenho Técnico O desenho técnico serve como uma lingua...
 
ETAPA 1: Iniciando no Desenho Técnico O desenho técnico serve como uma lingua...
ETAPA 1: Iniciando no Desenho Técnico O desenho técnico serve como uma lingua...ETAPA 1: Iniciando no Desenho Técnico O desenho técnico serve como uma lingua...
ETAPA 1: Iniciando no Desenho Técnico O desenho técnico serve como uma lingua...
 
PARTE 1: estruture o balanço patrimonial da empresa, usando o seguinte modelo:
PARTE 1: estruture o balanço patrimonial da empresa, usando o seguinte modelo:PARTE 1: estruture o balanço patrimonial da empresa, usando o seguinte modelo:
PARTE 1: estruture o balanço patrimonial da empresa, usando o seguinte modelo:
 
PARTE 1: estruture o balanço patrimonial da empresa, usando o seguinte modelo:
PARTE 1: estruture o balanço patrimonial da empresa, usando o seguinte modelo:PARTE 1: estruture o balanço patrimonial da empresa, usando o seguinte modelo:
PARTE 1: estruture o balanço patrimonial da empresa, usando o seguinte modelo:
 
4. Disserte sobre como o Senhor Jesus Cristo enxerga conflitos na igreja e qu...
4. Disserte sobre como o Senhor Jesus Cristo enxerga conflitos na igreja e qu...4. Disserte sobre como o Senhor Jesus Cristo enxerga conflitos na igreja e qu...
4. Disserte sobre como o Senhor Jesus Cristo enxerga conflitos na igreja e qu...
 
4. Disserte sobre como o Senhor Jesus Cristo enxerga conflitos na igreja e qu...
4. Disserte sobre como o Senhor Jesus Cristo enxerga conflitos na igreja e qu...4. Disserte sobre como o Senhor Jesus Cristo enxerga conflitos na igreja e qu...
4. Disserte sobre como o Senhor Jesus Cristo enxerga conflitos na igreja e qu...
 

Último

EXERCÍCIOS ARTRÓPODES E EQUINODERMAS.pdf
EXERCÍCIOS ARTRÓPODES E EQUINODERMAS.pdfEXERCÍCIOS ARTRÓPODES E EQUINODERMAS.pdf
EXERCÍCIOS ARTRÓPODES E EQUINODERMAS.pdf
eltinhorg
 
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologiaPedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Nertan Dias
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
AlineOliveira625820
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Mauricio Alexandre Silva
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
Manuais Formação
 
6_201___6o_ano_aula_01_2024_RESUMO_1_5.pptx
6_201___6o_ano_aula_01_2024_RESUMO_1_5.pptx6_201___6o_ano_aula_01_2024_RESUMO_1_5.pptx
6_201___6o_ano_aula_01_2024_RESUMO_1_5.pptx
ALEXANDRODECASTRODOS
 
Sequência Didática de Matemática MatemáticaMatemática.pdf
Sequência Didática de Matemática MatemáticaMatemática.pdfSequência Didática de Matemática MatemáticaMatemática.pdf
Sequência Didática de Matemática MatemáticaMatemática.pdf
marcos oliveira
 
A justiça divina segundo o Espiritismo (V2).pdf
A justiça divina segundo o Espiritismo (V2).pdfA justiça divina segundo o Espiritismo (V2).pdf
A justiça divina segundo o Espiritismo (V2).pdf
MarcoAurlioResende
 
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Cap. 1_Desenho_Elementos, Suportes e Riscadores
Cap. 1_Desenho_Elementos, Suportes e RiscadoresCap. 1_Desenho_Elementos, Suportes e Riscadores
Cap. 1_Desenho_Elementos, Suportes e Riscadores
Shakil Y. Rahim
 
PROVA DE ARTE PARA IMPRESSÃO - CORRETA gabarito .pdf
PROVA DE ARTE PARA IMPRESSÃO - CORRETA gabarito .pdfPROVA DE ARTE PARA IMPRESSÃO - CORRETA gabarito .pdf
PROVA DE ARTE PARA IMPRESSÃO - CORRETA gabarito .pdf
MiriamCamily
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
AntonioAngeloNeves
 
Bem -aventurados pobres de espirito.pptx
Bem -aventurados pobres de espirito.pptxBem -aventurados pobres de espirito.pptx
Bem -aventurados pobres de espirito.pptx
MarcoAurlioResende
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
AdrianoMontagna1
 
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
GracinhaSantos6
 
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogiaAVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
KarollayneRodriguesV1
 
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
MarcoAurlioResende
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
Crisnaiara
 
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdfPrimeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Maurício Bratz
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
beatrizsilva525654
 

Último (20)

EXERCÍCIOS ARTRÓPODES E EQUINODERMAS.pdf
EXERCÍCIOS ARTRÓPODES E EQUINODERMAS.pdfEXERCÍCIOS ARTRÓPODES E EQUINODERMAS.pdf
EXERCÍCIOS ARTRÓPODES E EQUINODERMAS.pdf
 
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologiaPedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
 
6_201___6o_ano_aula_01_2024_RESUMO_1_5.pptx
6_201___6o_ano_aula_01_2024_RESUMO_1_5.pptx6_201___6o_ano_aula_01_2024_RESUMO_1_5.pptx
6_201___6o_ano_aula_01_2024_RESUMO_1_5.pptx
 
Sequência Didática de Matemática MatemáticaMatemática.pdf
Sequência Didática de Matemática MatemáticaMatemática.pdfSequência Didática de Matemática MatemáticaMatemática.pdf
Sequência Didática de Matemática MatemáticaMatemática.pdf
 
A justiça divina segundo o Espiritismo (V2).pdf
A justiça divina segundo o Espiritismo (V2).pdfA justiça divina segundo o Espiritismo (V2).pdf
A justiça divina segundo o Espiritismo (V2).pdf
 
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
 
Cap. 1_Desenho_Elementos, Suportes e Riscadores
Cap. 1_Desenho_Elementos, Suportes e RiscadoresCap. 1_Desenho_Elementos, Suportes e Riscadores
Cap. 1_Desenho_Elementos, Suportes e Riscadores
 
PROVA DE ARTE PARA IMPRESSÃO - CORRETA gabarito .pdf
PROVA DE ARTE PARA IMPRESSÃO - CORRETA gabarito .pdfPROVA DE ARTE PARA IMPRESSÃO - CORRETA gabarito .pdf
PROVA DE ARTE PARA IMPRESSÃO - CORRETA gabarito .pdf
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
 
Bem -aventurados pobres de espirito.pptx
Bem -aventurados pobres de espirito.pptxBem -aventurados pobres de espirito.pptx
Bem -aventurados pobres de espirito.pptx
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
 
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
 
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogiaAVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
 
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
 
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdfPrimeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
 

2. Avalie a postura do pastor Epafrodito na condução do conflito, apresente pelo menos três apontamentos.

  • 1. Olá, aluno(a)! Está com dificuldade ou sem tempo para elaborar essa MAPA? Iremos te ajudar! Entre em contato (63) 99129-5554 MAPA – TEOL - LIDERANÇA E GESTÃO MINISTERIAL - 51/2024 Considere a situação hipotética: Em uma igreja, com aproximadamente 150 membros, em um bairro e em uma cidade de mais ou menos 100 mil habitantes, as pessoas dessa comunidade de fé estão enfrentando uma situação delicada. Duas de suas membras, das mais fiéis da igreja, com um longo histórico de serviços prestados à comunidade, estão sem se falar a mais de 6 meses. Loide e Sintique eram grandes amigas e parceiras de ministério, mas depois de um desentendimento sobre o roteiro do culto de Páscoa, elas começaram a desenterrar situações do passado. A coisa ficou tão complicada que dois partidos se estabeleceram na igreja. Epafrodito é o pastor local, ele tem 27 anos, e tem 1 ano de experiência pastoral. Essa é sua primeira vez como pastor titular em uma igreja local, ele já serviu anteriormente como auxiliar em outras igrejas. Apesar da divisão, os dois grupos concordam em um ponto, a forma que o pastor Epafrodito tem conduzido o conflito. Inicialmente ele deu razão a Loide, acusando Sintique de ser uma pessoa difícil de se relacionar e com traços totalitaristas. Ele deixou claro que tudo ficaria bem se as coisas fossem do jeito dela. Agora ele tem apoiado Sintique, disse diante de todos que Loide acha que é dona da igreja, porque a família dela fundou a igreja. O resultado dessa celeuma e da falta de solução tem
  • 2. sido cultos dominicais cheios de ressentimentos, a evasão de muitas pessoas da igreja e a dificuldade de cumprir a missão do ide do Senhor *Os nomes são fictícios. Seu MAPA consiste em ajudar o pastor Epafrodito a resolver esse conflito aplicando as técnicas apresentadas no livro didático, Unidade 2. A partir dessas informações, responda aos itens a seguir: 1. Classifique a natureza do conflito entre Loide e Sintique 2. Avalie a postura do pastor Epafrodito na condução do conflito, apresente pelo menos três apontamentos 3. Elabore um plano de ação em quatro etapas para resolução do conflito, considere em sua reposta todas as técnicas apresentadas no livro didático (Unidade 2, p. 76-79). 4. Disserte sobre como o Senhor Jesus Cristo enxerga conflitos na igreja e quais atitudes ele tomaria no conflito apresentado. Trabalhos acadêmicos devem estar de acordo com as normas de apresentação gráficas da ABNT, podemos citar: Fonte Arial ou Times New Roman, tamanho 12, texto justificado, espaçamento entre linhas 1,5mm, cor preta, ortografia e as referências bibliográficas no fim da atividade. Entenda como será a avaliação do seu MAPA: 1. Natureza do conflito: 10% da nota. 2. Postura do pastor Epafrodito: 30% da nota. 3. Plano de ação para resolução do conflito: 40% da nota. 4. Cristo e o conflito: 15% da nota. 5. Normas: 5% da nota.