Edição#04
JANEIRO/FEVEREIRO
2015
VIVERBARCELONA
A histórica cidade desenvolve hoje alguns
dos projectos mais inovadores la...
50 SC
TURISTASDIGITAISPELO
CENTRODEPORTUGAL
PATRÍCIA SILVA
O que têm em comum a Universidade de Coimbra, os
bordados de Ca...
SC51
garantir que o comum turista as utiliza”, afiança Rui
Nuno Castro.
Os visitantes espanhóis são os grandes potenciais
...
SC99
ASSINE JÁ!
WWW.SMART-CITIES.PT
A revista das
cidades sustentáveis
Pantone Process Black
C75 M68 Y67 K90
Pantone 7541 ...
Smart Cities #4 Turistas Digitais pelo Centro de Portugal
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Smart Cities #4 Turistas Digitais pelo Centro de Portugal

301 visualizações

Publicada em

As cidades da região Centro encontraram uma forma de promover o turismo: a aplicação móvel Just in Time Tourist (JiTT). Para já, a app gratuita revela a cultura de nove localidades, pela voz do actor Rui Unas...

Publicada em: Turismo
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
301
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Smart Cities #4 Turistas Digitais pelo Centro de Portugal

  1. 1. Edição#04 JANEIRO/FEVEREIRO 2015 VIVERBARCELONA A histórica cidade desenvolve hoje alguns dos projectos mais inovadores lado a lado com património de séculos. 26 SAÚDEDIGITAL,PACIENTESAUTÓNOMOS A tecnologia é actualmente uma ferramenta de excelência para melhorar os cuidados de saúde. mHealth marca a tendência. 56 SMARTTRAVEL2014:PARTILHARONORDESTE Poderá a economia de partilha ser a solução para o desenvolvimento do turismo e território do Nordeste Transmontano? 62 IGUALDADEPARAAVIDA Medellín está a dar nas vistas por todo o mundo graças à forte transformação urbana e social que está a levar a cabo. 88 06DIGIZENS Um espaço para o cidadão digital. 10 TENDÊNCIAS PARA 2015 Seis especialistas apontam as principais tendências para o ano de 2015 na área das cidades inteligentes. 16 SERVIÇOS SELF-SERVICE PARA MUNÍCIPES Matosinhos implementou uma plataforma inteligente para gestão dos serviços municipais. 20ENTREVISTA Steve Lewis Paredes: Portugal é prioridade para a Living PlanIT. 32BARCELONA CONECTADA AO FUTURO A Cisco transformou o districto de Born numa montra de soluções Internet of Everything. 34 400 CIDADES EM CONGRESSO Em Novembro, 400 cidades de todo o mundo estiveram presentes no Smart City Expo World Congress. 40APP_ME Uma selecção de aplicações para o dia-a-dia. 44 CURSOS ON-LINE, UMA TENDÊNCIA PARA FICAR? Qual o futuro dos cursos on-line abertos e em larga escala (MOCC)?. 48OPINIÃO Inês Mourão Climate Smart Cities de Lima a Paris. 50TURISTAS DIGITAIS PELO CENTRO DE PORTUGAL A região Centro do país está a aproveitar as potencialidades da aplicação Just in Time Tourist para promover o turismo. 54ENTREVISTA Sandra Baer “As redes sociais são uma força mobilizadora”. 60OPINIÃO João Paulo Fernandes O papel das empresas tecnológicas nas smart cities. 66ENTREVISTA Nick Hall “É importante que os visitantes estejam sempre conectados”. 70À PROCURA DE TERRITÓRIOS INTELIGENTES Enquanto o Estado português quer promover a criação de valor e a capacidade inovadora, as autarquias nacionais pedem maior coerência e inteligência nas decisões do Governo. 74 CRIAR RIQUEZA, SEM ESGOTAR RECURSOS Quase 200 pessoas estiveram participaram na conferência “Cidades Inteligentes, Cidades do Futuro”. 76OPINIÃO Ricardo Rio Braga, a perspectiva de uma comunidade inteligente e sustentável 84 ENTREVISTA Marco Painho e Vítor Santos “As cidades têm de ter uma política de abertura dos seus dados”. 92OPINIÃO Elsa Nascimento A Importância do correto encaminhamento para reciclagem e tratamento dos REEE fora de uso. 94A DOIS PASSOS DOS RESÍDUOS ZERO Em São Francisco, a meta para 2020 é que acabar com todo o lixo que não possa ser reaproveitado. 96LAVAGEM ECOLÓGICA... NÃO INCLUI ÁGUA A lavagem de carros sem água já permitiu poupar 2,5 milhões de litros de água em Portugal. 98ZOOM OUT Pantone Process Black C75 M68 Y67 K90 Pantone 7541 C C8 M0 Y0 K20
  2. 2. 50 SC TURISTASDIGITAISPELO CENTRODEPORTUGAL PATRÍCIA SILVA O que têm em comum a Universidade de Coimbra, os bordados de Castelo Branco, os monumentos da praça de Santa Maria, o Mercado de Sant’Ana ou a Basílica da Santíssima Trindade? Ficam todos na região Cen- tro e fazem parte das aplicações móveis Just in Time Tourist (JiTT) para cidades inteligentes, desenvolvi- das pela portuguesa iClio, para ajudar esta região do país a promover o turismo. Neste momento, Aveiro, Coimbra, Leiria, Viseu, Castelo Branco, Guarda, Fátima/Ourém e Óbidos já têm estes guias digitais que dispensam a ligação à In- ternet e o consequente pagamento de tarifas de roa- ming. Estes são os primeiros de 100 municípios que, até Março, vão ser abrangidos pelo projecto SmartCi- ty by JiTT. Tudo começa com a definição do tempo de que se dispõe para visitar a cidade – de duas a oito horas ou dois dias –, mas também há a possibilidade de fazer uma visita livre. A solução poderá ser ideal para as pes- soas que viajam em trabalho ou que se deslocam a esta zona de Portugal para assistir a uma conferência ou a um espectáculo. “Nestas alturas, temos sempre algu- mas horas disponíveis – até à reunião seguinte, até o evento começar ou até ao voo de regresso – que podem ser aproveitadas para conhecer uma parte da cultura e património da cidade, sem necessidade de planeamen- to prévio”, exemplifica Rui Nuno Castro, da iClio. De- pois disso, importa identificar a localização do utiliza- dor da app, o dia da semana e que horas são. Et voilà! A JiTT gera um tour, maximizando o tempo que cada visitante pode dedicar à exploração da região. “Mais do que destacar pontos desconhecidos da maioria das pessoas, existem também histórias de con- texto que ligam pontos de interesse e que revelam por- menores que nos transportam no tempo e que marcam a nossa memória de forma indelével”, explica o res- ponsável. Os vídeos disponíveis nas apps – aos quais o actor Rui Unas dá voz - têm a missão de contar es- sas histórias, permitindo saber mais sobre as tradições académicas de Coimbra, a Arte Xávega em Aveiro ou a Lenda do Belo Solidário de Viseu. A grande vantagem da JiTT? “Apesar de o turista inteligente viver num mundo da abundância e facili- dade de acesso a informação, tem um problema: não consegue ler tudo, não pode visitar tudo, não é capaz de testar todas as aplicações”, constata o deputy CEO da iClio. “Todos precisamos de especialistas de con- fiança para fazerem a curadoria que nós não conse- guimos”. Para o CEO da empresa, Alexandre Pinto, o facto de os fundadores da iClio serem historiadores é uma mais-valia neste sentido: “o nosso core é con- tar histórias. A embalagem é muito importante, mas o conteúdo é aquilo que achamos que vai ser diferen- ciador”, exclama. A concepção destes guias foi uma proposta da Tu- rismo do Centro de Portugal com o objectivo de criar um maior envolvimento dos turistas e fazê-los pas- sar mais tempo na região. Estas aplicações permitem ao destino “captar um novo segmento de turistas, os early adopters de tecnologia” e, por outro lado, “a usa- bilidade e o acesso são suficientemente abertos para As cidades da região Centro encontraram uma forma de promover o turismo: a aplicação móvel Just in Time Tourist (JiTT). Para já, a app gratuita revela a cultura de nove localidades, pela voz do actor Rui Unas, mas em breve vai estender-se aos 100 municípios da região. Nove localidades portuguesas juntam-se, assim, a outras grandes capitais europeias, como Paris, Barcelona, Londres ou Roma, às quais a iClio também dedicou guias turísticos digitais.
  3. 3. SC51 garantir que o comum turista as utiliza”, afiança Rui Nuno Castro. Os visitantes espanhóis são os grandes potenciais “compradores” destas aplicações, uma vez que são os que mais procuram esta zona (66%). E, por isso, para além do português e do inglês, prevê-se que as apli- cações, para iOS e Android, estejam também dispo- níveis em língua espanhola. “Estamos a trazer para cidades portuguesas tecnologia que está a ser utiliza- da nas maiores cidades mundiais”, destaca, garantin- do que toda a evolução tecnológica que vai acontecer nos guias JiTT, de cidades como Nova Iorque ou São Francisco, “irá ter reflexo nas aplicações da Turismo do Centro de Portugal”. SC
  4. 4. SC99 ASSINE JÁ! WWW.SMART-CITIES.PT A revista das cidades sustentáveis Pantone Process Black C75 M68 Y67 K90 Pantone 7541 C C8 M0 Y0 K20 25 euros * 35 euros * 20 euros * * valores válidos para assinatura anual = 6 edições

×