Mapeamento de Risco de Corrupção na
Administração Pública Federal
Brasil 100% Digital: 2º Seminário sobre Análise de Dados...
Mapeamento de Risco de Corrupção
na Administração Pública Federal
Identificação de risco de corrupção
através da análise c...
Mapeamento de Risco de Corrupção na APF
Mapeamento de Risco de Corrupção na APF
Mapeamento de Risco de Corrupção na APF
Ma...
Mapeamento de Risco de Corrupção na APF
2014 2017
RISCO
MÉDIO
RISCO
ALTO
DIRIGENTE UNIDADE
Introdução
Introdução
Desafio: Transformar dados em indicadores confiáveis
Como?
Mineração
de Dados
Estatística Conhecimento
Especial...
Cor
Vínculos
Societários
Auditorias
Cargo
Função
Punições
Filiações
/Referência de Corrupção:
Cadastro de Expulsões (CEAF)...
2012
Problema: Falta visão de corrupção
 Poder decisório, dotação e histórico
Mapa de um ministério construído manualment...
Servidor
Cargo Técnico
Demitido em 2010 por valer-se do cargo para
lograr proveito pessoal ou de outrem
INVESTIGAÇÃO MARA
...
Cenários
Servidora
Analista aposentada
Responsável pela conformidade contábil
 Condenada pelo TCU a
devolver recursos par...
Suporte Estatístico Inicial
 
2
1 12
k l
ij ij
i j
ij
O E
E
  



Embasamento Teórico
Agregação
Pivoteamento
Pad...
Exemplo: “7) Análise Intermediária” inclui Análise de Correlação
Dados de 242.000 linhas por 12.000 colunas
Código vetoriz...
1º Loop (5000 iterações) = 200.000 modelos
12+ cores = Sem memória
10 cores = 7 horas full
2º Loop (1000 iterações) = 11.0...
Mais que Minerar
Alguns dados da construção da versão Beta:
18 bases de dados utilizadas (+500 GB)
5.000 horas de trabal...
 Transforma DADOS em CONHECIMENTO ESTRATÉGICO
 Vasta gama de técnicas e tecnologias de ponta utilizadas
 Possibilita at...
Mapeamento de Risco de Corrupção na
Administração Pública Federal
Brasil 100% Digital: 2º Seminário sobre Análise de Dados...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Mapeamento de risco de corrupção na administração pública federal

173 visualizações

Publicada em

Palestra ministrada pelo Dr. Rommel Novaes Carvalho no 2o Seminário sobre Análise de Dados na Administração Pública @ http://www.brasildigital.gov.br/

Resumo: O Ministério da Transparência (CGU) tem, entre suas atribuições, investigar possíveis irregularidades cometidas por servidores públicos federais. Nesse contexto, nasceu o projeto MARA, que aplica mineração de dados para gerar modelos preditivos com a finalidade de avaliar risco de corrupção de servidores públicos federais a partir de diversas bases de dados governamentais. Esse trabalho possibilitou o uso mais eficiente e eficaz de recursos e pessoal da CGU; com impacto nacional; incremento na metodologia de priorização de trabalhos; e o fortalecimento do controle prévio.

Palestrante: Rommel Novaes Carvalho - Ministério da Transparência, Fiscalização e Controle
Currículo: Coordenador-Geral do Observatório da Despesa Pública (ODP), lidera equipe de aproximadamente 15 Cientistas de Dados responsáveis por monitorar gastos públicos, identificar fraudes e combater a corrupção. Além disso, é Professor do Mestrado Profissional em Computação Aplicada da UnB.

Publicada em: Governo e ONGs
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
173
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Guia
  • Mapeamento de risco de corrupção na administração pública federal

    1. 1. Mapeamento de Risco de Corrupção na Administração Pública Federal Brasil 100% Digital: 2º Seminário sobre Análise de Dados na Administração Pública | 25/08/2016 @ TCU Dr. Rommel Novaes Carvalho – Coordenador-Geral do ODP/DIE/CGU | https://about.me/rommelnc
    2. 2. Mapeamento de Risco de Corrupção na Administração Pública Federal Identificação de risco de corrupção através da análise cadastral, histórica e comportamental do servidor público
    3. 3. Mapeamento de Risco de Corrupção na APF Mapeamento de Risco de Corrupção na APF Mapeamento de Risco de Corrupção na APF Mapeamento de Risco de Corrupção na APF Mapeamento de Risco de Corrupção na APF Introdução
    4. 4. Mapeamento de Risco de Corrupção na APF 2014 2017 RISCO MÉDIO RISCO ALTO DIRIGENTE UNIDADE Introdução
    5. 5. Introdução Desafio: Transformar dados em indicadores confiáveis Como? Mineração de Dados Estatística Conhecimento Especializado dos Analistas da DIE Computação em Larga Escala
    6. 6. Cor Vínculos Societários Auditorias Cargo Função Punições Filiações /Referência de Corrupção: Cadastro de Expulsões (CEAF) Dirigentes: Servidores com Naturezas de Responsabilidade Unidades: UGs não-virtuais responsáveis por dotação PARÂMETROS ATRIBUTOS Introdução
    7. 7. 2012 Problema: Falta visão de corrupção  Poder decisório, dotação e histórico Mapa de um ministério construído manualmente em 6 meses 2013 Problema: Falta de automatização  Indicadores arbitrados e integração de bases Mapa para dois ministérios automatizado 2014 Problema: Excesso de subjetividade  Abordagem estatística Modelos estatísticos intermediários sendo validados 2015 Problema: Falta de método científico  Mineração de dados Metodologia desenvolvida e Versão Beta construída ENVOLVIDOS NO PROJETO 4 doutores, 6 mestres Artigos relacionados publicados e a publicar Dissertações defendidas na parte técnica Introdução
    8. 8. Servidor Cargo Técnico Demitido em 2010 por valer-se do cargo para lograr proveito pessoal ou de outrem INVESTIGAÇÃO MARA  Sem vínculos com empresas  Uma filiação partidária  Proprietário de um carro comum  Risco do Servidor: MUITO ALTO Cenários
    9. 9. Cenários Servidora Analista aposentada Responsável pela conformidade contábil  Condenada pelo TCU a devolver recursos para União  Contas julgadas irregulares INVESTIGAÇÃO MARA  Risco da Servidora: MUITO ALTO
    10. 10. Suporte Estatístico Inicial   2 1 12 k l ij ij i j ij O E E       Embasamento Teórico Agregação Pivoteamento Padronização Atualização Tratamento Básico de Dados Discretização Normalização Sampling Datasets Pré-Processamento de Dados Seleção de Atributos Relevantes Aprendizagem de Máquina Validação de Modelos Ajuste de Modelos Teste de Modelo Final Implantação de Modelo no Sistema Modelo Final Confiável? SIM Mineração de Dados
    11. 11. Exemplo: “7) Análise Intermediária” inclui Análise de Correlação Dados de 242.000 linhas por 12.000 colunas Código vetorizado  20 cores full = 2 horas Mineração de Dados
    12. 12. 1º Loop (5000 iterações) = 200.000 modelos 12+ cores = Sem memória 10 cores = 7 horas full 2º Loop (1000 iterações) = 11.000 modelos 20 cores = 30 minutos full Amostra dos dados: 305.569 linhas de 2.287 variáveis = 5 GB 1º Loop = 5000 iter. 2º Loop = 1000 iter. Mineração de Dados
    13. 13. Mais que Minerar Alguns dados da construção da versão Beta: 18 bases de dados utilizadas (+500 GB) 5.000 horas de trabalho 4.376 atributos elaborados 62.204 atributos de interação 76 atributos selecionados > 1022 possibilidades Godzilhões de cálculos estatísticos 10 produtos descritos, sendo 3 implementados 296 páginas de Wiki 150 arquivos produzidos 23.000 linhas de código 31.476 dirigentes e 5.186 UGs abordados
    14. 14.  Transforma DADOS em CONHECIMENTO ESTRATÉGICO  Vasta gama de técnicas e tecnologias de ponta utilizadas  Possibilita atualização constante  Produto sempre em desenvolvimento  Incentiva atuação a priori – e isso é HOJE!  Inúmeros desafios  Infraestrutura x Escalabilidade x Equipe capacitada  Atividades rotineiras x Dedicação ao projeto x Equipe disponível Conclusão
    15. 15. Mapeamento de Risco de Corrupção na Administração Pública Federal Brasil 100% Digital: 2º Seminário sobre Análise de Dados na Administração Pública | 25/08/2016 @ TCU Dr. Rommel Novaes Carvalho – Coordenador-Geral do ODP/DIE/CGU | https://about.me/rommelnc data-science-gov-br

    ×