SlideShare uma empresa Scribd logo

Arte3em

1 de 15
Baixar para ler offline
ARTE      MÓDULO 3    CEESVO




         2ª Série
       Ensino Médio


         Módulo 3




                               1
ARTE                          MÓDULO 3                         CEESVO




             ORIENTAÇÃO INICIAL DE ARTE
                   ENSINO MÉDIO
Caro aluno (a), seja bem-vindo (a).
  Você está iniciando uma nova etapa em sua vida: seus estudos.
  Juntos estaremos iniciando o curso de ARTE. É importante que
  você tenha consciência da necessidade de estudar, de produzir,
  criar suas atividades com bastante seriedade e dedicação. O seu
  bom desempenho dependerá muito de você. Para isso, o importante
  é não copiar os desenhos, nem exemplos dados, eles são apenas
  auxiliares. Observe atentamente tudo que o rodeia. Depois crie e
  sinta a satisfação de criar.
           Ao elaborar estes módulos foi estabelecida uma seqüência
de ligações teóricas e práticas, com exercícios referentes à linguagem
plástica e história da arte.
           1.      – Material de estudo.
           1.1. – Estão divididos em 2 módulos. Em alguns módulos
serão solicitadas atividades paralelas para serem produzidas em casa.
           1.2. - Não faça seus exercícios nos módulos, pois ele será
trocado por outro da série seguinte. A troca só será feita se estiver em
perfeito estado.
           1.3. – Se não entender alguma atividade, fique à vontade
para esclarecer suas dúvidas junto ao professor. Pois isso vai lhe
ajudar e muito.


          Roteiro:
          Módulo 1     1ª série do Ensino Médio.
          Módulo 2     2ª série do Ensino Médio.
          Módulo 3     3ª série do Ensino Médio.



                                                                        2
ARTE                         MÓDULO 3                        CEESVO




          A arte é o meio de amar, ver e sentir o belo como os nossos
olhos vêem e o coração sente.
          Este módulo é muito pouco para seu mérito, mas é o início,
que se bem feito, dará ao seu final uma autonomia para vôos
longínquos ou talvez eternos.
          Se por acaso algumas vezes você sentir dificuldades em
algumas das tarefas a serem realizadas, não desanime, pois enfrentar
obstáculos e vencê-los nos ajuda muito a crescer.
          Portanto, leia e procure reproduzir o que lhe foi pedido com
muita organização, capricho e criatividade.


        “O FUTURO PERTENCE ÀQUELES QUE ACREDITAM NA
BELEZA DE SEUS SONHOS”.

                                                   BOA SORTE!




            —      Expressar por meio de atividades artísticas, as
vivências emocionais como forma pessoal de expressão.
            —      Desenvolver a habilidade de descobrir e apreciar os
valores estéticos, de usar a criatividade, a iniciativa no senso de
individualidade e confiança no seu discernimento ao experimentar,
criar, julgar e avaliar.
                                                                      3
ARTE                               MÓDULO 3                         CEESVO

          —      Adquirir e desenvolver a habilidade de discriminar
cor, forma, dimensão, espaço e harmonia.




           A expressividade e o ritmo da linha em expressão plástica
nem sempre sugerem as mesmas coisas para quem a observa. As
linhas traçadas sobre um papel constituem uma linguagem plástica de
expressão, e esta expressividade pode ser determinada pela relação
com as coisas reais que conhecemos.




           As composições podem expressar dinamismo, ritmo,
espaço, simetria, assimetria, mobilidade, estáticas, linhas e formas,
cor, luminosidade e outros tantos efeitos. Portanto lembre-se de que a
composição é a ordem e a maneira de disposição dos elementos
dentro de um trabalho artístico, visando formar um todo harmônico. Os
artistas preparam seus trabalhos esboçando esquemas compositivos.
           Vejamos as representações artísticas da linha e suas
composições.




  Horizontais: dão a sensação de          Verticais: dão a sensação de
      tranqüilidade, repouso.              ascensão, de espiritualidade.




   Onduladas: dão a idéia de                  Espiraladas: dão idéia de
                                                                             4
ARTE                         MÓDULO 3                       CEESVO


       movimento.                       concentração.




           Grafismos são maneiras de elaborar traçados sem qualquer
significação preparatória para a escrita.
           Textura, na parte gráfica, indica uma trama de sinais,
pontos, traços, manchas que servem para realizar as mais variadas
atividades artísticas e gráficas.
           Usamos textura para:
         a. representar graficamente o claro e o escuro, a luz e a
            sombra;
         b. traduzir visivelmente o sentido de volume e os efeitos de
            superfície.
           A textura é mais que traços e com ela podemos inventar e
criar.
           Exemplo de algumas formas de textura:




                                                                     5
ARTE                             MÓDULO 3                     CEESVO




             Faça em seu caderno:
       1.    Debaixo de cada andamento linear, coloque o número
       correspondente ao adjetivo que melhor o qualificar e a letra que
       classifica os tipos de linha. Veja o exemplo:




       Adjetivos                       Letras
       1 – confuso                     A – quebradas
       2 – dinâmico                    B – onduladas
       3 – agressivo                   C – diagonal, oblíqua
       4 – agitado, alegre             D – curvas desiguais
       5 – estático, tranqüilo         E – curvas entrelaçadas
       6 – instável                    F – horizontal


                                                                       6

Recomendados

6º ano diferenciação figurativo e abstrato
6º ano diferenciação figurativo e abstrato6º ano diferenciação figurativo e abstrato
6º ano diferenciação figurativo e abstratoFabiola Oliveira
 
Linguagens da artes (atividades )
Linguagens da artes (atividades )Linguagens da artes (atividades )
Linguagens da artes (atividades )graduartes
 
Pintura figurativa e abstrata
Pintura figurativa e abstrataPintura figurativa e abstrata
Pintura figurativa e abstratamanasantos
 
Avaliação diagnóstica de arte setimo ano
Avaliação diagnóstica de arte  setimo anoAvaliação diagnóstica de arte  setimo ano
Avaliação diagnóstica de arte setimo anoAndreza Andrade
 
Elementos visuais - Artes 1º ano
Elementos visuais - Artes 1º anoElementos visuais - Artes 1º ano
Elementos visuais - Artes 1º anoGeovanaPorto
 
Prova de Artes EJA Ensino Médio
Prova de Artes EJA Ensino MédioProva de Artes EJA Ensino Médio
Prova de Artes EJA Ensino Médiodicionarista
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Prova 1.ª elementos do teatro a
Prova 1.ª elementos do teatro   aProva 1.ª elementos do teatro   a
Prova 1.ª elementos do teatro aDenise Compasso
 
Artes visuais e seus elementos visuais
Artes visuais e seus elementos visuaisArtes visuais e seus elementos visuais
Artes visuais e seus elementos visuaisClaudio Bastos
 
6º ano avaliação de arte 1º bimestre
6º ano avaliação de arte 1º bimestre6º ano avaliação de arte 1º bimestre
6º ano avaliação de arte 1º bimestreFabiola Oliveira
 
avaliação de arte Ensino.Médio II bimestre
avaliação de arte  Ensino.Médio II bimestreavaliação de arte  Ensino.Médio II bimestre
avaliação de arte Ensino.Médio II bimestreMarcia Oliveira
 
A arte barroca no Brasil
A arte barroca no BrasilA arte barroca no Brasil
A arte barroca no BrasilMary Alvarenga
 
97753484 atividade-de-artes-expressionismo
97753484 atividade-de-artes-expressionismo97753484 atividade-de-artes-expressionismo
97753484 atividade-de-artes-expressionismoPedro Alcantara
 
Artes visuais-e-histc3b3ria-da-arte-ensino-mc3a9dio (2)
Artes visuais-e-histc3b3ria-da-arte-ensino-mc3a9dio (2)Artes visuais-e-histc3b3ria-da-arte-ensino-mc3a9dio (2)
Artes visuais-e-histc3b3ria-da-arte-ensino-mc3a9dio (2)Elizandra Raquel Azeveo Velho
 
Elementos visuais
Elementos visuaisElementos visuais
Elementos visuaisKeyla Dias
 
Apostila de-arte-ensino-mc3a9dio-1c2aa-sc3a9rie
Apostila de-arte-ensino-mc3a9dio-1c2aa-sc3a9rieApostila de-arte-ensino-mc3a9dio-1c2aa-sc3a9rie
Apostila de-arte-ensino-mc3a9dio-1c2aa-sc3a9rieana cristina xavier
 
Gêneros da pintura
Gêneros da pinturaGêneros da pintura
Gêneros da pinturaCEF16
 

Mais procurados (20)

Prova 1.ª elementos do teatro a
Prova 1.ª elementos do teatro   aProva 1.ª elementos do teatro   a
Prova 1.ª elementos do teatro a
 
Artes visuais e seus elementos visuais
Artes visuais e seus elementos visuaisArtes visuais e seus elementos visuais
Artes visuais e seus elementos visuais
 
Questões simulado
Questões simuladoQuestões simulado
Questões simulado
 
AVALIAÇÃO DE ARTES: EJA - 6° AO 9º ANO
AVALIAÇÃO DE ARTES: EJA - 6°  AO  9º ANOAVALIAÇÃO DE ARTES: EJA - 6°  AO  9º ANO
AVALIAÇÃO DE ARTES: EJA - 6° AO 9º ANO
 
Apostila de arte
Apostila de arteApostila de arte
Apostila de arte
 
Plano de curso setimo ano artes (1)
Plano de curso setimo ano artes (1)Plano de curso setimo ano artes (1)
Plano de curso setimo ano artes (1)
 
Elementos visuais I
Elementos visuais IElementos visuais I
Elementos visuais I
 
Texturas
TexturasTexturas
Texturas
 
6º ano avaliação de arte 1º bimestre
6º ano avaliação de arte 1º bimestre6º ano avaliação de arte 1º bimestre
6º ano avaliação de arte 1º bimestre
 
avaliação de arte Ensino.Médio II bimestre
avaliação de arte  Ensino.Médio II bimestreavaliação de arte  Ensino.Médio II bimestre
avaliação de arte Ensino.Médio II bimestre
 
Apostila de Artes Visuais (revisada e ampliada 2014)
Apostila de Artes Visuais (revisada e ampliada 2014)Apostila de Artes Visuais (revisada e ampliada 2014)
Apostila de Artes Visuais (revisada e ampliada 2014)
 
A arte barroca no Brasil
A arte barroca no BrasilA arte barroca no Brasil
A arte barroca no Brasil
 
97753484 atividade-de-artes-expressionismo
97753484 atividade-de-artes-expressionismo97753484 atividade-de-artes-expressionismo
97753484 atividade-de-artes-expressionismo
 
Elementos visuais
Elementos visuaisElementos visuais
Elementos visuais
 
Artes visuais-e-histc3b3ria-da-arte-ensino-mc3a9dio (2)
Artes visuais-e-histc3b3ria-da-arte-ensino-mc3a9dio (2)Artes visuais-e-histc3b3ria-da-arte-ensino-mc3a9dio (2)
Artes visuais-e-histc3b3ria-da-arte-ensino-mc3a9dio (2)
 
Elementos visuais
Elementos visuaisElementos visuais
Elementos visuais
 
Apostila de-arte-eja
Apostila de-arte-ejaApostila de-arte-eja
Apostila de-arte-eja
 
Apostila de-arte-ensino-mc3a9dio-1c2aa-sc3a9rie
Apostila de-arte-ensino-mc3a9dio-1c2aa-sc3a9rieApostila de-arte-ensino-mc3a9dio-1c2aa-sc3a9rie
Apostila de-arte-ensino-mc3a9dio-1c2aa-sc3a9rie
 
Gêneros da pintura
Gêneros da pinturaGêneros da pintura
Gêneros da pintura
 
Prova de arte1 9 ano
Prova de arte1 9 anoProva de arte1 9 ano
Prova de arte1 9 ano
 

Semelhante a Arte3em

Apostila para o curso de desenho e pintura resumida
Apostila para o curso de desenho e pintura resumidaApostila para o curso de desenho e pintura resumida
Apostila para o curso de desenho e pintura resumidaalesfester
 
Apostila para o curso de desenho e pintura resumida
Apostila para o curso de desenho e pintura resumidaApostila para o curso de desenho e pintura resumida
Apostila para o curso de desenho e pintura resumidaMayara Formigosa
 
3351572 artes-apostila-de-arte-tarsila
3351572 artes-apostila-de-arte-tarsila3351572 artes-apostila-de-arte-tarsila
3351572 artes-apostila-de-arte-tarsilaDaniel Comparini
 
3351572 artes-apostila-de-arte-tarsila
3351572 artes-apostila-de-arte-tarsila3351572 artes-apostila-de-arte-tarsila
3351572 artes-apostila-de-arte-tarsilaEduardo Lopes
 
3351572 artes-apostila-de-arte-tarsila
3351572 artes-apostila-de-arte-tarsila3351572 artes-apostila-de-arte-tarsila
3351572 artes-apostila-de-arte-tarsilaDaniel Comparini
 
Exemplos de aulas e atividades infantis
Exemplos de aulas e atividades infantisExemplos de aulas e atividades infantis
Exemplos de aulas e atividades infantisLucas Stolfo Maculan
 
Apostila de Arte Ensino Fundamental I
Apostila de Arte Ensino Fundamental IApostila de Arte Ensino Fundamental I
Apostila de Arte Ensino Fundamental IEliane Sanches
 
Apostila de-arte-ef
Apostila de-arte-efApostila de-arte-ef
Apostila de-arte-efCarlaBurse
 
As artes na formação do professor polivalente
As artes na formação do professor polivalenteAs artes na formação do professor polivalente
As artes na formação do professor polivalenteGliciane S. Aragão
 
Fundamentos do desenho 2011
Fundamentos do desenho 2011Fundamentos do desenho 2011
Fundamentos do desenho 2011Renato Garcia
 
Caderno-de-Atividades-Educativas-Volume-1.pdf
Caderno-de-Atividades-Educativas-Volume-1.pdfCaderno-de-Atividades-Educativas-Volume-1.pdf
Caderno-de-Atividades-Educativas-Volume-1.pdfLucimeireMellodosRei
 

Semelhante a Arte3em (20)

Arte 6 ano
Arte 6 anoArte 6 ano
Arte 6 ano
 
Arte 8 ano
Arte 8 anoArte 8 ano
Arte 8 ano
 
Apostila de-arte-ensino-mc3a9dio-2c2aa-sc3a9rie
Apostila de-arte-ensino-mc3a9dio-2c2aa-sc3a9rieApostila de-arte-ensino-mc3a9dio-2c2aa-sc3a9rie
Apostila de-arte-ensino-mc3a9dio-2c2aa-sc3a9rie
 
Arte 7 ano
Arte 7 anoArte 7 ano
Arte 7 ano
 
Apostila de-arte-ensino-mc3a9dio-2c2aa-sc3a9rie
Apostila de-arte-ensino-mc3a9dio-2c2aa-sc3a9rieApostila de-arte-ensino-mc3a9dio-2c2aa-sc3a9rie
Apostila de-arte-ensino-mc3a9dio-2c2aa-sc3a9rie
 
Apostila 6 artes
Apostila 6 artesApostila 6 artes
Apostila 6 artes
 
Apostila para o curso de desenho e pintura resumida
Apostila para o curso de desenho e pintura resumidaApostila para o curso de desenho e pintura resumida
Apostila para o curso de desenho e pintura resumida
 
Arte1ef
Arte1efArte1ef
Arte1ef
 
Oficinainiciaçaodesenho
OficinainiciaçaodesenhoOficinainiciaçaodesenho
Oficinainiciaçaodesenho
 
Apostila para o curso de desenho e pintura resumida
Apostila para o curso de desenho e pintura resumidaApostila para o curso de desenho e pintura resumida
Apostila para o curso de desenho e pintura resumida
 
3351572 artes-apostila-de-arte-tarsila
3351572 artes-apostila-de-arte-tarsila3351572 artes-apostila-de-arte-tarsila
3351572 artes-apostila-de-arte-tarsila
 
3351572 artes-apostila-de-arte-tarsila
3351572 artes-apostila-de-arte-tarsila3351572 artes-apostila-de-arte-tarsila
3351572 artes-apostila-de-arte-tarsila
 
3351572 artes-apostila-de-arte-tarsila
3351572 artes-apostila-de-arte-tarsila3351572 artes-apostila-de-arte-tarsila
3351572 artes-apostila-de-arte-tarsila
 
Exemplos de aulas e atividades infantis
Exemplos de aulas e atividades infantisExemplos de aulas e atividades infantis
Exemplos de aulas e atividades infantis
 
Apostila de Arte Ensino Fundamental I
Apostila de Arte Ensino Fundamental IApostila de Arte Ensino Fundamental I
Apostila de Arte Ensino Fundamental I
 
Apostila de-arte-ef
Apostila de-arte-efApostila de-arte-ef
Apostila de-arte-ef
 
Arte 6o ano
Arte 6o anoArte 6o ano
Arte 6o ano
 
As artes na formação do professor polivalente
As artes na formação do professor polivalenteAs artes na formação do professor polivalente
As artes na formação do professor polivalente
 
Fundamentos do desenho 2011
Fundamentos do desenho 2011Fundamentos do desenho 2011
Fundamentos do desenho 2011
 
Caderno-de-Atividades-Educativas-Volume-1.pdf
Caderno-de-Atividades-Educativas-Volume-1.pdfCaderno-de-Atividades-Educativas-Volume-1.pdf
Caderno-de-Atividades-Educativas-Volume-1.pdf
 

Arte3em

  • 1. ARTE MÓDULO 3 CEESVO 2ª Série Ensino Médio Módulo 3 1
  • 2. ARTE MÓDULO 3 CEESVO ORIENTAÇÃO INICIAL DE ARTE ENSINO MÉDIO Caro aluno (a), seja bem-vindo (a). Você está iniciando uma nova etapa em sua vida: seus estudos. Juntos estaremos iniciando o curso de ARTE. É importante que você tenha consciência da necessidade de estudar, de produzir, criar suas atividades com bastante seriedade e dedicação. O seu bom desempenho dependerá muito de você. Para isso, o importante é não copiar os desenhos, nem exemplos dados, eles são apenas auxiliares. Observe atentamente tudo que o rodeia. Depois crie e sinta a satisfação de criar. Ao elaborar estes módulos foi estabelecida uma seqüência de ligações teóricas e práticas, com exercícios referentes à linguagem plástica e história da arte. 1. – Material de estudo. 1.1. – Estão divididos em 2 módulos. Em alguns módulos serão solicitadas atividades paralelas para serem produzidas em casa. 1.2. - Não faça seus exercícios nos módulos, pois ele será trocado por outro da série seguinte. A troca só será feita se estiver em perfeito estado. 1.3. – Se não entender alguma atividade, fique à vontade para esclarecer suas dúvidas junto ao professor. Pois isso vai lhe ajudar e muito. Roteiro: Módulo 1 1ª série do Ensino Médio. Módulo 2 2ª série do Ensino Médio. Módulo 3 3ª série do Ensino Médio. 2
  • 3. ARTE MÓDULO 3 CEESVO A arte é o meio de amar, ver e sentir o belo como os nossos olhos vêem e o coração sente. Este módulo é muito pouco para seu mérito, mas é o início, que se bem feito, dará ao seu final uma autonomia para vôos longínquos ou talvez eternos. Se por acaso algumas vezes você sentir dificuldades em algumas das tarefas a serem realizadas, não desanime, pois enfrentar obstáculos e vencê-los nos ajuda muito a crescer. Portanto, leia e procure reproduzir o que lhe foi pedido com muita organização, capricho e criatividade. “O FUTURO PERTENCE ÀQUELES QUE ACREDITAM NA BELEZA DE SEUS SONHOS”. BOA SORTE! — Expressar por meio de atividades artísticas, as vivências emocionais como forma pessoal de expressão. — Desenvolver a habilidade de descobrir e apreciar os valores estéticos, de usar a criatividade, a iniciativa no senso de individualidade e confiança no seu discernimento ao experimentar, criar, julgar e avaliar. 3
  • 4. ARTE MÓDULO 3 CEESVO — Adquirir e desenvolver a habilidade de discriminar cor, forma, dimensão, espaço e harmonia. A expressividade e o ritmo da linha em expressão plástica nem sempre sugerem as mesmas coisas para quem a observa. As linhas traçadas sobre um papel constituem uma linguagem plástica de expressão, e esta expressividade pode ser determinada pela relação com as coisas reais que conhecemos. As composições podem expressar dinamismo, ritmo, espaço, simetria, assimetria, mobilidade, estáticas, linhas e formas, cor, luminosidade e outros tantos efeitos. Portanto lembre-se de que a composição é a ordem e a maneira de disposição dos elementos dentro de um trabalho artístico, visando formar um todo harmônico. Os artistas preparam seus trabalhos esboçando esquemas compositivos. Vejamos as representações artísticas da linha e suas composições. Horizontais: dão a sensação de Verticais: dão a sensação de tranqüilidade, repouso. ascensão, de espiritualidade. Onduladas: dão a idéia de Espiraladas: dão idéia de 4
  • 5. ARTE MÓDULO 3 CEESVO movimento. concentração. Grafismos são maneiras de elaborar traçados sem qualquer significação preparatória para a escrita. Textura, na parte gráfica, indica uma trama de sinais, pontos, traços, manchas que servem para realizar as mais variadas atividades artísticas e gráficas. Usamos textura para: a. representar graficamente o claro e o escuro, a luz e a sombra; b. traduzir visivelmente o sentido de volume e os efeitos de superfície. A textura é mais que traços e com ela podemos inventar e criar. Exemplo de algumas formas de textura: 5
  • 6. ARTE MÓDULO 3 CEESVO Faça em seu caderno: 1. Debaixo de cada andamento linear, coloque o número correspondente ao adjetivo que melhor o qualificar e a letra que classifica os tipos de linha. Veja o exemplo: Adjetivos Letras 1 – confuso A – quebradas 2 – dinâmico B – onduladas 3 – agressivo C – diagonal, oblíqua 4 – agitado, alegre D – curvas desiguais 5 – estático, tranqüilo E – curvas entrelaçadas 6 – instável F – horizontal 6
  • 7. ARTE MÓDULO 3 CEESVO ATENÇÃO AS ATIVIDADES NÃO DEVEM SER FEITAS NO MÓDULO. 2. Em uma folha, trabalhe a composição desenhando diferentes grafismos. Utilize os exemplos de grafismo abaixo. Use lápis de cor ou caneta hidrocor colorida. Utilize a mesma cor para números iguais. 7
  • 8. ARTE MÓDULO 3 CEESVO ATENÇÃO AS ATIVIDADES NÃO DEVEM SER FEITAS NO MÓDULO. Você aprendeu a escrever, o que é muito mais complicado do que desenhar. Você aprendeu na História que os povos primitivos usavam o desenho, a escultura ou a modelagem para se comunicar. O desenho é anterior a escrita, como meio de comunicação entre os homens. Assim como você aprendeu a escrever através da repetição contínua, do mesmo modo deverá agir para aprender a desenhar. Recomece quando o desenho não convencer, ou quando está aprendendo a escrever, escrevem no chão, nas paredes em todo lugar. Faça o mesmo: rabisque, faça esboço de tudo o que puder. Para desenhar nós temos como companheiros inseparáveis: lápis, borracha e blocos de papel. Então desenhe sem medo de errar, afinal você não tem obrigação de ser artista. Observe o esquema que o desenhista construiu para desenhar o objeto. Faça o esquema do objeto que você irá desenhar; faça a metade do desenho do objeto e depois complete a outra metade. Pratique! 8
  • 9. ARTE MÓDULO 3 CEESVO Então vamos desenhar: 1. Escolha um objeto, faça o esquema e desenhe. Procure definir as formas geométricas e observe sempre as proporções. 2. Agora que você já desenhou o seu objeto, que tal você desenhar um garfo e pregador de roupa? 3. Opa! Agora você já está mais preparado, então vamos desenhar “Uma faca cortando uma fatia de pão”. ATENÇÃO AS ATIVIDADES NÃO DEVEM SER FEITAS NO MÓDULO. 9
  • 10. ARTE MÓDULO 3 CEESVO “Cinco moças de Guaratinguetá” – Di Cavalcanti Responda em seu caderno: 1. Qual a sua opinião sobre as cores usadas nesta obra? 2. Você percebe alguma emoção nas expressões das moças da obra? Justifique. 3. Em que época se passa esta cena? 4. O nome da tela é “Cinco moças de Guaratinguetá”. Você percebe algo na obra que justifique este nome, ou seria homenagem a alguém? 5. Se fosse você o autor da obra que nome daria? 6. Onde você acha que as moças estão? Justifique. 10
  • 11. ARTE MÓDULO 3 CEESVO 7. O que chamou sua atenção nesta obra? Justifique. 8. Que música você acha que combina com esta obra? 9. Observe a moça na janela e comente sobre ela. Nota: O autor desta obra é Di Cavalcanti. Foi um dos organizadores da Semana de Arte Moderna de 1922. Pintor e caricaturista, ele tem na mulata brasileira seu tema predileto. ATENÇÃO AS ATIVIDADES NÃO DEVEM SER FEITAS NO MÓDULO. A HISTÓRIA DA MAQUIAGEM O nome maquiagem vem do francês maquiller, que significa pintar o rosto. Mas no início teve outras funções interessantes: há mil anos antes de Cristo, os sumérios (da antiga região da Mesopotânia) passavam kohl, um tipo de carvão, ao redor dos olhos para proteger a região de picadas de insetos e raios solares. Na mesma época, os egípcios usavam o Kohl para alongar e delinear os olhos. Depois que os chineses inventaram o pó-de-arroz, na idade média, os japoneses tiveram a idéia de usá-lo para uniformizar o rosto das mulheres. Pois com todas iguais evitava-se confrontos e ciumeiras entre os homens. Enquanto isso, no Oriente a maquiagem era sinônimo do pecado, porque incitava ao sexo. Pintar o rosto cabia somente às prostitutas. Com o passar do tempo o conceito de maquiagem mudou. A partir da década de 20, passou a cumprir o papel de embelezar a 11
  • 12. ARTE MÓDULO 3 CEESVO mulher. As melindrosas realçavam os olhos com tons escuros e pintavam a boca em forma de corações. As divas do cinema Marlene Dietrich e Greta Garbo, nos anos 30, arrasavam corações com sobrancelhas finíssimas e os olhos esfumados de preto. Nos anos 40, surgiu o primeiro maquiador oficial do cinema, Max Factor, que além de ter criado o pancake, suavizou o esfumado. Nos anos 50, a maquiagem deixou a mulher mais feminina, como a inesquecível Marilyn Monroe que marcou a década e enlouqueceu os homens com sua boca vermelha e sua pele perfeita. Os anos 60 e 70 foram caracterizados pela liberdade de expressão e pelo exagero. Os Top-models da época, Twigy e Verusca, ditaram a moda dos delineadores, cílios postiços e sombras de várias cores. Nos anos 80 a moda dividiu-se, de um lado mulheres supermaquiadas, e do outro maquiagem clean, conforme a tendência do culto ao corpo e valorização do natural. (adaptado da Revista Cláudia – maio 1996). Alguns artistas consideravam o Impressionismo um estilo superficial, que retratava apenas cenas passageiras e não dava muita importância aos sentimentos e acontecimentos políticos e sociais. Outros se sentiam insatisfeitos e limitados com a técnica impressionista. Dessa forma, muitas tendências surgiram na pintura no final do século XIX e início do século XX, e a essas diversas tendências foi dado o nome de Pós-Impressionismo. Artistas que fizeram parte do Pós-Impressionismo: Paul Cézanne, Taulouse-Lautrec, Paul Gauguim e Van Gogh. Paul Cézanne (1839-1906). Para Cézanne, seus quadros eram “construções da natureza” e não a cópia dela. Ele estudava as formas geométricas e as proporções de cada objeto a ser retratado. 12
  • 13. ARTE MÓDULO 3 CEESVO Seus quadros são considerados reconstruções da natureza e dos objetos. Um dos temas preferidos de Cézanne são as naturezas- mortas (pintura de flores, frutas e objetos). Natureza Morta com frutas e jarro Paul Cézanne 1. Vamos fazer um desenho sobre natureza-morta que é o nome que dá a uma composição plástica que tem alguns objetos inanimados: frutas, flores, livros, vasos, copos e garrafas. Vamos criar o desenho? Coloque sobre a mesa objetos que seja fácil para que você copie; pode ser um conjunto, como por exemplo: um prato, uma fruta e uma garrafa e desenhe. Dê o nome ao seu desenho de “Sobre a mesa”. Se você não entendeu o que fazer procure orientação do seu professor, ele o orientará. ATENÇÃO AS ATIVIDADES NÃO DEVEM SER FEITAS NO MÓDULO. 13
  • 14. ARTE MÓDULO 3 CEESVO CEESVO ELABORAÇÃO DA APOSTILA Prof.ª Nanci Abreu Duarte PROF.ª DE ARTE EM 2006 Márcia Camargo de Castro DIREÇÃO Elisabete Marinoni Gomes 14
  • 15. ARTE MÓDULO 3 CEESVO Maria Isabel R. de C. Kupper COORDENAÇÃO PCP - Neiva Aparecida Ferraz Nunes APOIO. Prefeitura Municipal de Votorantim. 15