MUTANTES DO SÉC. XXI a cultura de convergência aplicada à CEC 2012 CULTURA DE CONVERGÊNCIA NOS MEDIA Joana Oliveira
» APRESENTAÇÃO DO TEMA MUTANTES DO SÉC. XXI* a cultura de convergência aplicada à CEC 2012 Dentro do marco de Guimarães, C...
» CEC 2012, O ESPAÇO DAS PRÁTICAS CRIATIVAS CONVERGENTES Convergência  é o fluir de conteúdo através de múltiplas platafor...
» CONHECIMENTO ACTUAL RELEVANTE NESTE CAMPO    A estrutura  Lab For Culture  tem três investigações em curso: Publicou rec...
» CONHECIMENTO ACTUAL RELEVANTE NESTE CAMPO    No contexto do presente ano europeu da criatividade e da inovação, a Comiss...
<ul><li>» CINCO CONEXÕES TEÓRICO-PRÁTICAS </li></ul><ul><li>1 </li></ul><ul><li>Criação de espaços inteligentes em locais ...
» CINCO CONEXÕES TEÓRICO-PRÁTICAS 3 Criação de um manual de boas práticas de convergência (associadas às novas literacias ...
  » CONCLUSÃO Atingir um nível aceitável de participação na  utopia concretizável  de Levy CULTURA DE CONVERGÊNCIA NOS MEDIA
Obrigada! CULTURA DE CONVERGÊNCIA NOS MEDIA
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Mutantes S.21 - a cultura de convergência aplicada à CEC 2012

710 visualizações

Publicada em

Publicada em: Turismo, Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
710
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Mutantes S.21 - a cultura de convergência aplicada à CEC 2012

  1. 1. MUTANTES DO SÉC. XXI a cultura de convergência aplicada à CEC 2012 CULTURA DE CONVERGÊNCIA NOS MEDIA Joana Oliveira
  2. 2. » APRESENTAÇÃO DO TEMA MUTANTES DO SÉC. XXI* a cultura de convergência aplicada à CEC 2012 Dentro do marco de Guimarães, Capital Europeia da Cultura 2012, propõe-se analisar as possibilidades da aplicação prática da cultura de convergência nos processos de trabalho, na criação e participação no programa cultural por parte da organização, dos agentes culturais e da “prodiência”**. * Título Inspirado no álbum Mutantes S.21 e sujeito a aprovação pela banda Mão Morta ** seguindo a lógica do prosumer, na gestão cultural o consumidor de um serviço, é designado como audiência ou público - audience em inglês. O termo prodiência ou prodience será talvez mais adequado neste contexto. CULTURA DE CONVERGÊNCIA NOS MEDIA
  3. 3. » CEC 2012, O ESPAÇO DAS PRÁTICAS CRIATIVAS CONVERGENTES Convergência é o fluir de conteúdo através de múltiplas plataformas de media onde as audiências têm um comportamento migratório e vão onde for preciso para obter as experiências de entretenimento que desejam. Representa uma mudança cultural, que encoraja os consumidores a procurar informação nova e juntar o conteúdo disperso por vários media . (Jenkins, 2006, p.2 ) A cultura participativa implica interacção entre produtores e consumidores. (Jenkins, 2006, p.3 ). O papel do consumidor não é tanto o da aceitação da convergência, mas sim o da condução do processo. (Jenkins, 2006, p.8 ). A participação é socialmente determinada (Castells, 2002, Livingston, 2003). São necessárias novas literacias para a inclusão digital e redução do fosso de participação. ( digital divide de Jenkins) Segundo Pièrre Levy, a inteligência colectiva emerge da colaboração e a disseminação da rede promove a participação horizontal e permite a distribuição de centros de conhecimento (co-criação de conhecimento). podendo chegar a uma utopia concretizável . CULTURA DE CONVERGÊNCIA NOS MEDIA
  4. 4. » CONHECIMENTO ACTUAL RELEVANTE NESTE CAMPO   A estrutura Lab For Culture tem três investigações em curso: Publicou recentemente uma série de recomendações às CEC´s em que as alerta para a necessidade de não descurar o tecido socio-cultural local independente, em prol de uma cultura institucional e unilateral; Lançou as bases para a criação de uma mapa interactivo sobre o “o blogging cultural na Europa” , uma iniciativa colaborativa de aglutinação dos blogs culturais europeus, alargando a pesquisa a líderes de opinião e activistas da auto-publicação, sempre disponível a todos através da inserção de conteúdos, participação e consulta. Outra iniciativa de relevo desta estrutura foi a recente série de debates “Convergir caminhos para o novo conhecimento” sobre o futuro do da construção e partilha de conhecimento no marco de uma nova cultura participativa. O Desenvolvimento Cultural Comunitário é uma corrente de acção cultural que vê a cultura e a arte como ferramentas para a transformação social. CULTURA DE CONVERGÊNCIA NOS MEDIA
  5. 5. » CONHECIMENTO ACTUAL RELEVANTE NESTE CAMPO   No contexto do presente ano europeu da criatividade e da inovação, a Comissão Europeia criou uma plataforma online: o blog Innovation Unlimited , que servirá como base de trabalho na preparação do novo Plano de Inovação para a Europa . Segundo o Professor Ruediger Iden, Vice-Presidente Sénior da Basf: “(…) há uma falha no entendimento da natureza transformadora das novas tecnologias emergentes e como estas interagem com e permitem uma mudança económica e social mais alargada.” Iden defende também que “a Europa tem a obrigação de fazer mais para desbloquear o potencial das novas infraestruturas digitais, encorajando a criatividade e inovação dos consumidores e empreendedores, de modo a criar novos modelos sociais e de negócios e novos padrões de consumo.” O autor aponta também para a necessidade de estimular os serviços emergentes que assentem na multidisciplinaridade, em múltiplos colaboradores e no acesso livre da informação.   CULTURA DE CONVERGÊNCIA NOS MEDIA
  6. 6. <ul><li>» CINCO CONEXÕES TEÓRICO-PRÁTICAS </li></ul><ul><li>1 </li></ul><ul><li>Criação de espaços inteligentes em locais estratégicos da cidade: </li></ul><ul><li>Informação e serviços convencionais : </li></ul><ul><li>- Informação sobre programação </li></ul><ul><li>Reserva e venda de bilhetes (pagamento automático e bilhete sms) </li></ul><ul><li>Carregamento de telemóveis… </li></ul><ul><li>Convergência: </li></ul><ul><li>(o media (da) capital a pensar na ubiquidade tecnológica e na nomadiCIDADE ): </li></ul><ul><li>download de programação e informação complementar (exclusiva?) </li></ul><ul><li>download de jogos interactivos de realidade aumentada (a cidade como centro das operações) e checkpoint </li></ul><ul><li>uploads de projectos criativos, metatextos, fotografias, comentários, sugestões,… </li></ul><ul><li>Criação de widgets CEC para pc e telemóvel. </li></ul><ul><li>2 </li></ul><ul><li>Promover criações de storytelling interactivo direccionado para jovens sobre memória colectiva local. Implica a consulta de familiares mais velhos, professores e uma potencial aproximação num esforço de redução do fosso de participação. </li></ul>CULTURA DE CONVERGÊNCIA NOS MEDIA
  7. 7. » CINCO CONEXÕES TEÓRICO-PRÁTICAS 3 Criação de um manual de boas práticas de convergência (associadas às novas literacias dos media ) por parte da organização da CEC 2012. 4. Fomentar a partilha de conteúdos relativos à programação proposta e à experiência vivida (vídeo e fotografias dos eventos) » Trabalho colaborativo com os criadores tendo como finalidade ultrapassar alguns obstáculos previsíveis a nível de direitos de autor. 5 Criação de um observatório em tempo real (durante 2012) da adaptação e adaptabilidade dos cidadãos às propostas de convergência da oferta cultural e seus serviços . CULTURA DE CONVERGÊNCIA NOS MEDIA
  8. 8.   » CONCLUSÃO Atingir um nível aceitável de participação na utopia concretizável de Levy CULTURA DE CONVERGÊNCIA NOS MEDIA
  9. 9. Obrigada! CULTURA DE CONVERGÊNCIA NOS MEDIA

×