MANA 6(1):87-119, 2000




           OS OBJETOS DA IDENTIDADE NEGRA:
               CONSUMO, MERCANTILIZAÇÃO,
           ...
Os Objetos Da Identidade Negra
Os Objetos Da Identidade Negra
Os Objetos Da Identidade Negra
Os Objetos Da Identidade Negra
Os Objetos Da Identidade Negra
Os Objetos Da Identidade Negra
Os Objetos Da Identidade Negra
Os Objetos Da Identidade Negra
Os Objetos Da Identidade Negra
Os Objetos Da Identidade Negra
Os Objetos Da Identidade Negra
Os Objetos Da Identidade Negra
Os Objetos Da Identidade Negra
Os Objetos Da Identidade Negra
Os Objetos Da Identidade Negra
Os Objetos Da Identidade Negra
Os Objetos Da Identidade Negra
Os Objetos Da Identidade Negra
Os Objetos Da Identidade Negra
Os Objetos Da Identidade Negra
Os Objetos Da Identidade Negra
Os Objetos Da Identidade Negra
Os Objetos Da Identidade Negra
Os Objetos Da Identidade Negra
Os Objetos Da Identidade Negra
Os Objetos Da Identidade Negra
Os Objetos Da Identidade Negra
Os Objetos Da Identidade Negra
Os Objetos Da Identidade Negra
Os Objetos Da Identidade Negra
Os Objetos Da Identidade Negra
Os Objetos Da Identidade Negra
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Os Objetos Da Identidade Negra

3.390 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.390
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
11
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
16
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Os Objetos Da Identidade Negra

  1. 1. MANA 6(1):87-119, 2000 OS OBJETOS DA IDENTIDADE NEGRA: CONSUMO, MERCANTILIZAÇÃO, GLOBALIZAÇÃO E A CRIAÇÃO DE CULTURAS NEGRAS NO BRASIL* Livio Sansone No Novo Mundo, os negros criaram de forma ativa uma cultura e uma “África” próprias. A deportação atlântica, a sociedade de plantation, a abolição da escravidão, a liberdade e o ajustamento à modernidade foram os contextos nos quais os negros tiveram de redefinir, geralmente em um curto período de tempo, e sob pressão intensa, o que seriam suas cultu- ras e como elas se manifestariam (ou como deveriam se manifestar). Suas novas culturas tinham de significar algo e ser inteligíveis para os próprios negros1 — que no início provinham geralmente de origens diversas — bem como, embora de outra forma, para os brancos. Por definição, a cria- ção de novas culturas centradas na experiÀ

×