A Gentle Introduction to Firewalls

341 visualizações

Publicada em

In computing, a firewall is a software or hardware-based network security system that controls the incoming and outgoing network traffic by analyzing the data packets and determining whether they should be allowed through or not, based on a rule set. A firewall establishes a barrier between a trusted, secure internal network and another network (e.g., the Internet) that is not assumed to be secure and trusted.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
341
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
9
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A Gentle Introduction to Firewalls

  1. 1. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Michel Alves dos Santos Centro de Pesquisa em Matemática Computacional Universidade Federal de Alagoas, Campus A. C. Simões Tabuleiro do Martins - Maceió - AL, CEP: 57072-970 {michel.mas,michelalvessantos}@gmail.com 01 de Setembro de 2012 Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  2. 2. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Comportamento Típico de um Usuário... Número de incidentes vem aumentando a cada ano! Maioria dos ataques não são reportados ou publicados! Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  3. 3. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Comportamento Típico de um Usuário... Número de incidentes vem aumentando a cada ano! Maioria dos ataques não são reportados ou publicados! Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  4. 4. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Comportamento Típico de um Usuário... Número de incidentes vem aumentando a cada ano! Maioria dos ataques não são reportados ou publicados! Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  5. 5. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Incidentes Reportados ao CERT.br Estatísticas segundo o CERT.br Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  6. 6. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Você se sente seguro? Cavalos de Tróia: Tentativas de fraude envolvendo o uso de cavalos de tróia. Páginas Falsas: Tentativas de fraude envolvendo o uso de páginas falsas. Direitos Autorais: Notificações de eventuais violações de direitos autorais. Outras: Outras tentativas de fraude. Estatísticas de 2010 segundo o CERT.br Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  7. 7. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Você se sente seguro? Cavalos de Tróia: Tentativas de fraude envolvendo o uso de cavalos de tróia. Páginas Falsas: Tentativas de fraude envolvendo o uso de páginas falsas. Direitos Autorais: Notificações de eventuais violações de direitos autorais. Outras: Outras tentativas de fraude. Estatísticas de 2010 segundo o CERT.br Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  8. 8. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Você se sente seguro? Cavalos de Tróia: Tentativas de fraude envolvendo o uso de cavalos de tróia. Páginas Falsas: Tentativas de fraude envolvendo o uso de páginas falsas. Direitos Autorais: Notificações de eventuais violações de direitos autorais. Outras: Outras tentativas de fraude. Estatísticas de 2010 segundo o CERT.br Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  9. 9. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Você se sente seguro? Cavalos de Tróia: Tentativas de fraude envolvendo o uso de cavalos de tróia. Páginas Falsas: Tentativas de fraude envolvendo o uso de páginas falsas. Direitos Autorais: Notificações de eventuais violações de direitos autorais. Outras: Outras tentativas de fraude. Estatísticas de 2010 segundo o CERT.br Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  10. 10. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Você se sente seguro? Cavalos de Tróia: Tentativas de fraude envolvendo o uso de cavalos de tróia. Páginas Falsas: Tentativas de fraude envolvendo o uso de páginas falsas. Direitos Autorais: Notificações de eventuais violações de direitos autorais. Outras: Outras tentativas de fraude. Estatísticas de 2010 segundo o CERT.br Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  11. 11. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Você se sente seguro? Cavalos de Tróia: Tentativas de fraude envolvendo o uso de cavalos de tróia. Páginas Falsas: Tentativas de fraude envolvendo o uso de páginas falsas. Direitos Autorais: Notificações de eventuais violações de direitos autorais. Outras: Outras tentativas de fraude. Estatísticas de 2010 segundo o CERT.br Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  12. 12. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Você continua se sentindo seguro? Cenário Atual de Segurança na Rede Mundial O IPV4, versão atualmente em uso da pilha de protocolos TCP/IP, não foi projetado para assegurar a integridade das informações e realizar o controle de acesso apropriado. A forma preferida de se violar uma rede tem sido o uso de pequenas falhas na implementação de serviços e protocolos baseados no TCP/IP. Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  13. 13. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Você continua se sentindo seguro? Cenário Atual de Segurança na Rede Mundial O IPV4, versão atualmente em uso da pilha de protocolos TCP/IP, não foi projetado para assegurar a integridade das informações e realizar o controle de acesso apropriado. A forma preferida de se violar uma rede tem sido o uso de pequenas falhas na implementação de serviços e protocolos baseados no TCP/IP. Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  14. 14. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Você continua se sentindo seguro? Cenário Atual de Segurança na Rede Mundial O IPV4, versão atualmente em uso da pilha de protocolos TCP/IP, não foi projetado para assegurar a integridade das informações e realizar o controle de acesso apropriado. A forma preferida de se violar uma rede tem sido o uso de pequenas falhas na implementação de serviços e protocolos baseados no TCP/IP. Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  15. 15. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! E se depois de tudo isso... Você continuar se sentindo seguro! Só existe uma única explicação! Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  16. 16. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! E se depois de tudo isso... Você continuar se sentindo seguro! Só existe uma única explicação! Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  17. 17. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Você é... Um Mercenário!!! Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  18. 18. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Não se enganem senhores... Nós Estamos em Guerra! Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  19. 19. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Não se enganem senhores... Uma guerra que não será ganha! Porém poderá ser equilibrada; E como podemos começar a ajudar nessa guerra? Pegando em armas... E essas armas são: conhecimento e consciência! Por isso vamos esclarecer o conceito de Firewall! Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  20. 20. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Não se enganem senhores... Uma guerra que não será ganha! Porém poderá ser equilibrada; E como podemos começar a ajudar nessa guerra? Pegando em armas... E essas armas são: conhecimento e consciência! Por isso vamos esclarecer o conceito de Firewall! Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  21. 21. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Não se enganem senhores... Uma guerra que não será ganha! Porém poderá ser equilibrada; E como podemos começar a ajudar nessa guerra? Pegando em armas... E essas armas são: conhecimento e consciência! Por isso vamos esclarecer o conceito de Firewall! Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  22. 22. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Não se enganem senhores... Uma guerra que não será ganha! Porém poderá ser equilibrada; E como podemos começar a ajudar nessa guerra? Pegando em armas... E essas armas são: conhecimento e consciência! Por isso vamos esclarecer o conceito de Firewall! Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  23. 23. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Não se enganem senhores... Uma guerra que não será ganha! Porém poderá ser equilibrada; E como podemos começar a ajudar nessa guerra? Pegando em armas... E essas armas são: conhecimento e consciência! Por isso vamos esclarecer o conceito de Firewall! Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  24. 24. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Não se enganem senhores... Uma guerra que não será ganha! Porém poderá ser equilibrada; E como podemos começar a ajudar nessa guerra? Pegando em armas... E essas armas são: conhecimento e consciência! Por isso vamos esclarecer o conceito de Firewall! Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  25. 25. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Não se enganem senhores... Uma guerra que não será ganha! Porém poderá ser equilibrada; E como podemos começar a ajudar nessa guerra? Pegando em armas... E essas armas são: conhecimento e consciência! Por isso vamos esclarecer o conceito de Firewall! Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  26. 26. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Não se enganem senhores... Uma guerra que não será ganha! Porém poderá ser equilibrada; E como podemos começar a ajudar nessa guerra? Pegando em armas... E essas armas são: conhecimento e consciência! Por isso vamos esclarecer o conceito de Firewall! Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  27. 27. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Não se enganem senhores... Uma guerra que não será ganha! Porém poderá ser equilibrada; E como podemos começar a ajudar nessa guerra? Pegando em armas... E essas armas são: conhecimento e consciência! Por isso vamos esclarecer o conceito de Firewall! Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  28. 28. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Não se enganem senhores... Uma guerra que não será ganha! Porém poderá ser equilibrada; E como podemos começar a ajudar nessa guerra? Pegando em armas... E essas armas são: conhecimento e consciência! Por isso vamos esclarecer o conceito de Firewall! Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  29. 29. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Introdução ao Conceito de Firewall Firewall É uma estratégia, um mecanismo de segurança que garanta a “inviolabilidade” e a integridade de um ambiente. É mais um dos vários mecanismos que compõem uma boa estratégia de Hardening. E não apenas um simples filtro de pacotes ou uma solução de antivírus! Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  30. 30. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Introdução ao Conceito de Firewall Firewall É uma estratégia, um mecanismo de segurança que garanta a “inviolabilidade” e a integridade de um ambiente. É mais um dos vários mecanismos que compõem uma boa estratégia de Hardening. E não apenas um simples filtro de pacotes ou uma solução de antivírus! Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  31. 31. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Introdução ao Conceito de Firewall Firewall É uma estratégia, um mecanismo de segurança que garanta a “inviolabilidade” e a integridade de um ambiente. É mais um dos vários mecanismos que compõem uma boa estratégia de Hardening. E não apenas um simples filtro de pacotes ou uma solução de antivírus! Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  32. 32. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Funções de um Firewall Proteger os dados da rede interna, de ataques oriundos da rede externa, normalmente a internet. Impedir acessos lógicos não autorizados a um determinado ambiente. Filtrar o acesso à máquinas ou quaisquer recursos da rede interna. Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  33. 33. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Funções de um Firewall Proteger os dados da rede interna, de ataques oriundos da rede externa, normalmente a internet. Impedir acessos lógicos não autorizados a um determinado ambiente. Filtrar o acesso à máquinas ou quaisquer recursos da rede interna. Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  34. 34. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Funções de um Firewall Proteger os dados da rede interna, de ataques oriundos da rede externa, normalmente a internet. Impedir acessos lógicos não autorizados a um determinado ambiente. Filtrar o acesso à máquinas ou quaisquer recursos da rede interna. Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  35. 35. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Funções de um Firewall Proteger os dados da rede interna, de ataques oriundos da rede externa, normalmente a internet. Impedir acessos lógicos não autorizados a um determinado ambiente. Filtrar o acesso à máquinas ou quaisquer recursos da rede interna. Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  36. 36. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Sistemas em Estado de Caos! O que fazer quando os sistemas encontram-se em estado de CAOS? Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  37. 37. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Minimizando o Estado de Caos Podemos tirar os sistemas do estado de caos primordial e levá-lo a um estado... digamos, mais “seguro”! Porém, antes de tudo, devemos analisar 3 fatores essenciais inseridos no contexto da Gestão da Segurança da Informação. Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  38. 38. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Minimizando o Estado de Caos Podemos tirar os sistemas do estado de caos primordial e levá-lo a um estado... digamos, mais “seguro”! Porém, antes de tudo, devemos analisar 3 fatores essenciais inseridos no contexto da Gestão da Segurança da Informação. Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  39. 39. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Minimizando o Estado de Caos Podemos tirar os sistemas do estado de caos primordial e levá-lo a um estado... digamos, mais “seguro”! Porém, antes de tudo, devemos analisar 3 fatores essenciais inseridos no contexto da Gestão da Segurança da Informação. Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  40. 40. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Análise dos 3 fatores... Como posso ter um sistema com a máxima eficiência no que tange o modelo de Gestão da Segurança da Informação? Os 3 fatores básicos: Segurança; Flexibilidade; Risco. Escolha um e abandone dois! Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  41. 41. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Análise dos 3 fatores... Como posso ter um sistema com a máxima eficiência no que tange o modelo de Gestão da Segurança da Informação? Os 3 fatores básicos: Segurança; Flexibilidade; Risco. Escolha um e abandone dois! Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  42. 42. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Análise dos 3 fatores... Como posso ter um sistema com a máxima eficiência no que tange o modelo de Gestão da Segurança da Informação? Os 3 fatores básicos: Segurança; Flexibilidade; Risco. Escolha um e abandone dois! Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  43. 43. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Análise dos 3 fatores... Como posso ter um sistema com a máxima eficiência no que tange o modelo de Gestão da Segurança da Informação? Os 3 fatores básicos: Segurança; Flexibilidade; Risco. Escolha um e abandone dois! Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  44. 44. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Análise dos 3 fatores... Como posso ter um sistema com a máxima eficiência no que tange o modelo de Gestão da Segurança da Informação? Os 3 fatores básicos: Segurança; Flexibilidade; Risco. Escolha um e abandone dois! Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  45. 45. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Análise dos 3 fatores... Como posso ter um sistema com a máxima eficiência no que tange o modelo de Gestão da Segurança da Informação? Os 3 fatores básicos: Segurança; Flexibilidade; Risco. Escolha um e abandone dois! Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  46. 46. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Análise dos 3 fatores... Como posso ter um sistema com a máxima eficiência no que tange o modelo de Gestão da Segurança da Informação? Os 3 fatores básicos: Segurança; Flexibilidade; Risco. Escolha um e abandone dois! Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  47. 47. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Equilíbrio entre os fatores. Balanceamento entre os fatores que devemos levar em consideração! Através da ponderação desses 3 fatores minimizamos nossa superfície de ataque! Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  48. 48. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Equilíbrio entre os fatores. Balanceamento entre os fatores que devemos levar em consideração! Através da ponderação desses 3 fatores minimizamos nossa superfície de ataque! Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  49. 49. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! O que é Superfície de Ataque? É uma medida de rigidez e penetrabilidade em sistemas ou perímetros. Quanto menor a superfície de ataque de um sistema, mais robusto será o mesmo! Conhecer nossa superfície de ataque é o primeiro passo quando estamos pensando em segurança em camadas. Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  50. 50. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! O que é Superfície de Ataque? É uma medida de rigidez e penetrabilidade em sistemas ou perímetros. Quanto menor a superfície de ataque de um sistema, mais robusto será o mesmo! Conhecer nossa superfície de ataque é o primeiro passo quando estamos pensando em segurança em camadas. Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  51. 51. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! O que é Superfície de Ataque? É uma medida de rigidez e penetrabilidade em sistemas ou perímetros. Quanto menor a superfície de ataque de um sistema, mais robusto será o mesmo! Conhecer nossa superfície de ataque é o primeiro passo quando estamos pensando em segurança em camadas. Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  52. 52. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! O que é Superfície de Ataque? É uma medida de rigidez e penetrabilidade em sistemas ou perímetros. Quanto menor a superfície de ataque de um sistema, mais robusto será o mesmo! Conhecer nossa superfície de ataque é o primeiro passo quando estamos pensando em segurança em camadas. Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  53. 53. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Segurança em Camadas. Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  54. 54. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Lápis e papel na mão... iniciando a estratégia! Essa rede está equipada com um Firewall? Figura: Figura retirada da palestra Sistemas de Firewall - Prof. Eriberto Mota Filho, Fortaleza - Ceará - 22 de Agosto de 2008 - CESoL 2008 Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  55. 55. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Lembre-se! Firewall é um sistema! Firewall não se resume a uma máquina com um filtro de pacotes, é todo esforço voltado para a segurança de um ambiente. Firewall é uma estratégia que vai desde de um bom antivírus local(usuário) e global(rede) até as listas de controle de acesso(ACL’s) que são configuradas em seu roteador! Pode ser composto por diversos elementos como: filtros de pacotes, filtros de estados, proxies(forward e reverso), IDS, IPS, HIDS, antivírus de rede, etc. Um bom Firewall é dado pela integração de várias pequenas estratégias de segurança que “garantem” a confiabilidade global de um ambiente. Sempre pensar em segurança em profundidade! Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  56. 56. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Lembre-se! Firewall é um sistema! Firewall não se resume a uma máquina com um filtro de pacotes, é todo esforço voltado para a segurança de um ambiente. Firewall é uma estratégia que vai desde de um bom antivírus local(usuário) e global(rede) até as listas de controle de acesso(ACL’s) que são configuradas em seu roteador! Pode ser composto por diversos elementos como: filtros de pacotes, filtros de estados, proxies(forward e reverso), IDS, IPS, HIDS, antivírus de rede, etc. Um bom Firewall é dado pela integração de várias pequenas estratégias de segurança que “garantem” a confiabilidade global de um ambiente. Sempre pensar em segurança em profundidade! Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  57. 57. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Lembre-se! Firewall é um sistema! Firewall não se resume a uma máquina com um filtro de pacotes, é todo esforço voltado para a segurança de um ambiente. Firewall é uma estratégia que vai desde de um bom antivírus local(usuário) e global(rede) até as listas de controle de acesso(ACL’s) que são configuradas em seu roteador! Pode ser composto por diversos elementos como: filtros de pacotes, filtros de estados, proxies(forward e reverso), IDS, IPS, HIDS, antivírus de rede, etc. Um bom Firewall é dado pela integração de várias pequenas estratégias de segurança que “garantem” a confiabilidade global de um ambiente. Sempre pensar em segurança em profundidade! Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  58. 58. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Lembre-se! Firewall é um sistema! Firewall não se resume a uma máquina com um filtro de pacotes, é todo esforço voltado para a segurança de um ambiente. Firewall é uma estratégia que vai desde de um bom antivírus local(usuário) e global(rede) até as listas de controle de acesso(ACL’s) que são configuradas em seu roteador! Pode ser composto por diversos elementos como: filtros de pacotes, filtros de estados, proxies(forward e reverso), IDS, IPS, HIDS, antivírus de rede, etc. Um bom Firewall é dado pela integração de várias pequenas estratégias de segurança que “garantem” a confiabilidade global de um ambiente. Sempre pensar em segurança em profundidade! Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  59. 59. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Lembre-se! Firewall é um sistema! Firewall não se resume a uma máquina com um filtro de pacotes, é todo esforço voltado para a segurança de um ambiente. Firewall é uma estratégia que vai desde de um bom antivírus local(usuário) e global(rede) até as listas de controle de acesso(ACL’s) que são configuradas em seu roteador! Pode ser composto por diversos elementos como: filtros de pacotes, filtros de estados, proxies(forward e reverso), IDS, IPS, HIDS, antivírus de rede, etc. Um bom Firewall é dado pela integração de várias pequenas estratégias de segurança que “garantem” a confiabilidade global de um ambiente. Sempre pensar em segurança em profundidade! Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  60. 60. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Lembre-se! Firewall é um sistema! Firewall não se resume a uma máquina com um filtro de pacotes, é todo esforço voltado para a segurança de um ambiente. Firewall é uma estratégia que vai desde de um bom antivírus local(usuário) e global(rede) até as listas de controle de acesso(ACL’s) que são configuradas em seu roteador! Pode ser composto por diversos elementos como: filtros de pacotes, filtros de estados, proxies(forward e reverso), IDS, IPS, HIDS, antivírus de rede, etc. Um bom Firewall é dado pela integração de várias pequenas estratégias de segurança que “garantem” a confiabilidade global de um ambiente. Sempre pensar em segurança em profundidade! Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  61. 61. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Lembre-se! Firewall é um sistema! Firewall não se resume a uma máquina com um filtro de pacotes, é todo esforço voltado para a segurança de um ambiente. Firewall é uma estratégia que vai desde de um bom antivírus local(usuário) e global(rede) até as listas de controle de acesso(ACL’s) que são configuradas em seu roteador! Pode ser composto por diversos elementos como: filtros de pacotes, filtros de estados, proxies(forward e reverso), IDS, IPS, HIDS, antivírus de rede, etc. Um bom Firewall é dado pela integração de várias pequenas estratégias de segurança que “garantem” a confiabilidade global de um ambiente. Sempre pensar em segurança em profundidade! Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  62. 62. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Elementos de um Firewall. Filtros de Pacotes: filtram endereços IP, portas, protocolos IP, etc; Filtros de Estados: entendem estados de conexão; Proxies: entendem protocolos da camada 7 e atuam como intermediários em conexões cliente-servidor; Proxy Forward: atuam no acesso de um cliente a vários servidores; Proxy Reverso: atuam no acesso de vários clientes a um servidor; IDS(Intrusion Detection System): criam logs de ações suspeitas, são pesados e consomem muitos recursos computacionais. Costumam gerar falsos positivos; IPS(Intrusion Prevention System): similares aos sistemas IDS porém podem atuar no bloqueio de tráfego; HIDS(Host-based Intrusion Detection System): sistemas IDS que funcionam em máquinas finalísticas. Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  63. 63. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Elementos de um Firewall. Filtros de Pacotes: filtram endereços IP, portas, protocolos IP, etc; Filtros de Estados: entendem estados de conexão; Proxies: entendem protocolos da camada 7 e atuam como intermediários em conexões cliente-servidor; Proxy Forward: atuam no acesso de um cliente a vários servidores; Proxy Reverso: atuam no acesso de vários clientes a um servidor; IDS(Intrusion Detection System): criam logs de ações suspeitas, são pesados e consomem muitos recursos computacionais. Costumam gerar falsos positivos; IPS(Intrusion Prevention System): similares aos sistemas IDS porém podem atuar no bloqueio de tráfego; HIDS(Host-based Intrusion Detection System): sistemas IDS que funcionam em máquinas finalísticas. Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  64. 64. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Elementos de um Firewall. Filtros de Pacotes: filtram endereços IP, portas, protocolos IP, etc; Filtros de Estados: entendem estados de conexão; Proxies: entendem protocolos da camada 7 e atuam como intermediários em conexões cliente-servidor; Proxy Forward: atuam no acesso de um cliente a vários servidores; Proxy Reverso: atuam no acesso de vários clientes a um servidor; IDS(Intrusion Detection System): criam logs de ações suspeitas, são pesados e consomem muitos recursos computacionais. Costumam gerar falsos positivos; IPS(Intrusion Prevention System): similares aos sistemas IDS porém podem atuar no bloqueio de tráfego; HIDS(Host-based Intrusion Detection System): sistemas IDS que funcionam em máquinas finalísticas. Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  65. 65. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Elementos de um Firewall. Filtros de Pacotes: filtram endereços IP, portas, protocolos IP, etc; Filtros de Estados: entendem estados de conexão; Proxies: entendem protocolos da camada 7 e atuam como intermediários em conexões cliente-servidor; Proxy Forward: atuam no acesso de um cliente a vários servidores; Proxy Reverso: atuam no acesso de vários clientes a um servidor; IDS(Intrusion Detection System): criam logs de ações suspeitas, são pesados e consomem muitos recursos computacionais. Costumam gerar falsos positivos; IPS(Intrusion Prevention System): similares aos sistemas IDS porém podem atuar no bloqueio de tráfego; HIDS(Host-based Intrusion Detection System): sistemas IDS que funcionam em máquinas finalísticas. Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  66. 66. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Elementos de um Firewall. Filtros de Pacotes: filtram endereços IP, portas, protocolos IP, etc; Filtros de Estados: entendem estados de conexão; Proxies: entendem protocolos da camada 7 e atuam como intermediários em conexões cliente-servidor; Proxy Forward: atuam no acesso de um cliente a vários servidores; Proxy Reverso: atuam no acesso de vários clientes a um servidor; IDS(Intrusion Detection System): criam logs de ações suspeitas, são pesados e consomem muitos recursos computacionais. Costumam gerar falsos positivos; IPS(Intrusion Prevention System): similares aos sistemas IDS porém podem atuar no bloqueio de tráfego; HIDS(Host-based Intrusion Detection System): sistemas IDS que funcionam em máquinas finalísticas. Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  67. 67. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Elementos de um Firewall. Filtros de Pacotes: filtram endereços IP, portas, protocolos IP, etc; Filtros de Estados: entendem estados de conexão; Proxies: entendem protocolos da camada 7 e atuam como intermediários em conexões cliente-servidor; Proxy Forward: atuam no acesso de um cliente a vários servidores; Proxy Reverso: atuam no acesso de vários clientes a um servidor; IDS(Intrusion Detection System): criam logs de ações suspeitas, são pesados e consomem muitos recursos computacionais. Costumam gerar falsos positivos; IPS(Intrusion Prevention System): similares aos sistemas IDS porém podem atuar no bloqueio de tráfego; HIDS(Host-based Intrusion Detection System): sistemas IDS que funcionam em máquinas finalísticas. Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  68. 68. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Elementos de um Firewall. Filtros de Pacotes: filtram endereços IP, portas, protocolos IP, etc; Filtros de Estados: entendem estados de conexão; Proxies: entendem protocolos da camada 7 e atuam como intermediários em conexões cliente-servidor; Proxy Forward: atuam no acesso de um cliente a vários servidores; Proxy Reverso: atuam no acesso de vários clientes a um servidor; IDS(Intrusion Detection System): criam logs de ações suspeitas, são pesados e consomem muitos recursos computacionais. Costumam gerar falsos positivos; IPS(Intrusion Prevention System): similares aos sistemas IDS porém podem atuar no bloqueio de tráfego; HIDS(Host-based Intrusion Detection System): sistemas IDS que funcionam em máquinas finalísticas. Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  69. 69. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Elementos de um Firewall. Filtros de Pacotes: filtram endereços IP, portas, protocolos IP, etc; Filtros de Estados: entendem estados de conexão; Proxies: entendem protocolos da camada 7 e atuam como intermediários em conexões cliente-servidor; Proxy Forward: atuam no acesso de um cliente a vários servidores; Proxy Reverso: atuam no acesso de vários clientes a um servidor; IDS(Intrusion Detection System): criam logs de ações suspeitas, são pesados e consomem muitos recursos computacionais. Costumam gerar falsos positivos; IPS(Intrusion Prevention System): similares aos sistemas IDS porém podem atuar no bloqueio de tráfego; HIDS(Host-based Intrusion Detection System): sistemas IDS que funcionam em máquinas finalísticas. Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  70. 70. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Elementos de um Firewall. Filtros de Pacotes: filtram endereços IP, portas, protocolos IP, etc; Filtros de Estados: entendem estados de conexão; Proxies: entendem protocolos da camada 7 e atuam como intermediários em conexões cliente-servidor; Proxy Forward: atuam no acesso de um cliente a vários servidores; Proxy Reverso: atuam no acesso de vários clientes a um servidor; IDS(Intrusion Detection System): criam logs de ações suspeitas, são pesados e consomem muitos recursos computacionais. Costumam gerar falsos positivos; IPS(Intrusion Prevention System): similares aos sistemas IDS porém podem atuar no bloqueio de tráfego; HIDS(Host-based Intrusion Detection System): sistemas IDS que funcionam em máquinas finalísticas. Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  71. 71. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Exemplos de Elementos de um Firewall. Filtros de Pacotes: Netfilter(iptables), ebtables, PF, etc; Filtros de Estados: Netfilter(iptables), PF, etc; Proxies: Squid, totd, etc; IDS(Intrusion Detection System): Snort, Labrea, AIDE, etc; IPS(Intrusion Prevention System): HLBR, Snort In-Line, etc; HIDS(Host-based Intrusion Detection System): OSSEC HIDS entre outros; Antivírus: Clamav. Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  72. 72. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Exemplos de Elementos de um Firewall. Filtros de Pacotes: Netfilter(iptables), ebtables, PF, etc; Filtros de Estados: Netfilter(iptables), PF, etc; Proxies: Squid, totd, etc; IDS(Intrusion Detection System): Snort, Labrea, AIDE, etc; IPS(Intrusion Prevention System): HLBR, Snort In-Line, etc; HIDS(Host-based Intrusion Detection System): OSSEC HIDS entre outros; Antivírus: Clamav. Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  73. 73. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Exemplos de Elementos de um Firewall. Filtros de Pacotes: Netfilter(iptables), ebtables, PF, etc; Filtros de Estados: Netfilter(iptables), PF, etc; Proxies: Squid, totd, etc; IDS(Intrusion Detection System): Snort, Labrea, AIDE, etc; IPS(Intrusion Prevention System): HLBR, Snort In-Line, etc; HIDS(Host-based Intrusion Detection System): OSSEC HIDS entre outros; Antivírus: Clamav. Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  74. 74. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Exemplos de Elementos de um Firewall. Filtros de Pacotes: Netfilter(iptables), ebtables, PF, etc; Filtros de Estados: Netfilter(iptables), PF, etc; Proxies: Squid, totd, etc; IDS(Intrusion Detection System): Snort, Labrea, AIDE, etc; IPS(Intrusion Prevention System): HLBR, Snort In-Line, etc; HIDS(Host-based Intrusion Detection System): OSSEC HIDS entre outros; Antivírus: Clamav. Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  75. 75. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Exemplos de Elementos de um Firewall. Filtros de Pacotes: Netfilter(iptables), ebtables, PF, etc; Filtros de Estados: Netfilter(iptables), PF, etc; Proxies: Squid, totd, etc; IDS(Intrusion Detection System): Snort, Labrea, AIDE, etc; IPS(Intrusion Prevention System): HLBR, Snort In-Line, etc; HIDS(Host-based Intrusion Detection System): OSSEC HIDS entre outros; Antivírus: Clamav. Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  76. 76. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Exemplos de Elementos de um Firewall. Filtros de Pacotes: Netfilter(iptables), ebtables, PF, etc; Filtros de Estados: Netfilter(iptables), PF, etc; Proxies: Squid, totd, etc; IDS(Intrusion Detection System): Snort, Labrea, AIDE, etc; IPS(Intrusion Prevention System): HLBR, Snort In-Line, etc; HIDS(Host-based Intrusion Detection System): OSSEC HIDS entre outros; Antivírus: Clamav. Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  77. 77. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Exemplos de Elementos de um Firewall. Filtros de Pacotes: Netfilter(iptables), ebtables, PF, etc; Filtros de Estados: Netfilter(iptables), PF, etc; Proxies: Squid, totd, etc; IDS(Intrusion Detection System): Snort, Labrea, AIDE, etc; IPS(Intrusion Prevention System): HLBR, Snort In-Line, etc; HIDS(Host-based Intrusion Detection System): OSSEC HIDS entre outros; Antivírus: Clamav. Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  78. 78. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Exemplos de Elementos de um Firewall. Filtros de Pacotes: Netfilter(iptables), ebtables, PF, etc; Filtros de Estados: Netfilter(iptables), PF, etc; Proxies: Squid, totd, etc; IDS(Intrusion Detection System): Snort, Labrea, AIDE, etc; IPS(Intrusion Prevention System): HLBR, Snort In-Line, etc; HIDS(Host-based Intrusion Detection System): OSSEC HIDS entre outros; Antivírus: Clamav. Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  79. 79. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Um Exemplo Simples de Firewall. Figura: Figura retirada da palestra Sistemas de Firewall - Prof. Eriberto Mota Filho, Fortaleza - Ceará - 22 de Agosto de 2008 - CESoL 2008 Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  80. 80. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Um Aviso, Cuidado com Túneis Criptografados! Figura: Figura retirada da palestra Sistemas de Firewall - Prof. Eriberto Mota Filho, Fortaleza - Ceará - 22 de Agosto de 2008 - CESoL 2008 Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  81. 81. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Terminando... Algumas sugestões de leitura descontraída! Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  82. 82. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Terminando... Algumas sugestões de leitura descontraída! Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  83. 83. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Esses foram apenas alguns conselhos... Para que seu sistema que hoje provavelmente é assim ... Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  84. 84. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Esses foram apenas alguns conselhos... ...amanhã esteja assim... Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  85. 85. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Isso é tudo pessoal !!! Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  86. 86. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Cuide bem dos seus sistemas !!! Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  87. 87. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Agradecimentos Materiais e Referências João Eriberto - http://www.eriberto.pro.br/; Luis Rodrigo Gonçalves - http://virtual01.lncc.br; Juniper Networks - www.juniper.net; André Luiz Facina - www.dicas-l.com.br; James Turnbull - Livro: Hardening Linux; Charalambous Glafkos - Securing & Hardening Linux http://www.cert.br/stats/incidentes/ http://www.exploit-db.com/ Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  88. 88. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Agradecimentos Grato Pela Atenção! Michel Alves dos Santos - michel.mas@gmail.com Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  89. 89. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Agradecimentos Grato Pela Atenção! Michel Alves dos Santos - michel.mas@gmail.com Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI
  90. 90. Introdução ao Conceito de Firewalls Da Insegurança Passiva à Estratégia de Guerra! Agradecimentos Grato Pela Atenção! Michel Alves dos Santos - michel.mas@gmail.com Michel Alves dos Santos - Universidade Federal de Alagoas I Simpósio Alagoano de Segurança da Informação - SIASI

×