Sociedade de Mediação
         Imobiliária, Lda          Ano XXII
         Licença n.º 1736 - AMI    N.º 680
  Av. 25 de A...
Quarta-feira, 27 de Fevereiro de 2008
  10


    Santa Cristina                                                           ...
Quarta-feira, 27 de Fevereiro de 2008
                                                                                    ...
Quarta-feira, 27 de Fevereiro de 2008
 12

    Quinta do Valongo

    Quatrocentos escuteiros reunidos
    para homenagear...
Quarta-feira, 27 de Fevereiro de 2008
                                                                                    ...
Quarta-feira, 27 de Fevereiro de 2008
 14
                                                               Desporto
   Campe...
Quarta-feira, 27 de Fevereiro de 2008
                                                                                    ...
Quarta-feira, 27 de Fevereiro de 2008
  16


                                                                             ...
Quarta-feira, 27 de Fevereiro de 2008
                                                                                    ...
Jornal da Mealhada - n.º 680 – 27.02.2008
Jornal da Mealhada - n.º 680 – 27.02.2008
Jornal da Mealhada - n.º 680 – 27.02.2008
Jornal da Mealhada - n.º 680 – 27.02.2008
Jornal da Mealhada - n.º 680 – 27.02.2008
Jornal da Mealhada - n.º 680 – 27.02.2008
Jornal da Mealhada - n.º 680 – 27.02.2008
Jornal da Mealhada - n.º 680 – 27.02.2008
Jornal da Mealhada - n.º 680 – 27.02.2008
Jornal da Mealhada - n.º 680 – 27.02.2008
Jornal da Mealhada - n.º 680 – 27.02.2008
Jornal da Mealhada - n.º 680 – 27.02.2008
Jornal da Mealhada - n.º 680 – 27.02.2008
Jornal da Mealhada - n.º 680 – 27.02.2008
Jornal da Mealhada - n.º 680 – 27.02.2008
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Jornal da Mealhada - n.º 680 – 27.02.2008

4.138 visualizações

Publicada em

Versão integral da edição n.º 680 do semanário “Jornal da Mealhada”, que se publica na Mealhada, distrito de Aveiro, Portugal. Director: Nuno Castela Canilho. 27.02.2008.
Visite o site do “Jornal da Mealhada”, em http://www.jornaldamealhada.com

Publicada em: Turismo
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.138
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
25
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
13
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Jornal da Mealhada - n.º 680 – 27.02.2008

  1. 1. Sociedade de Mediação Imobiliária, Lda Ano XXII Licença n.º 1736 - AMI N.º 680 Av. 25 de Abril n.º 7 Preço: 0,60 euros 3050-334 Mealhada www. .com 966 047 177 964 206 118 231 202 387 Director: Nuno Castela Canilho Fax: 231 205 666 Director-adjunto: Afonso Simões Quarta-feira, 27 de Fevereiro de 2008 Partido Socialista da Mealhada António Lousada tomou posse como comandante dos Bombeiros da Mealhada Duas candidaturas à comissão política Página 3 PSD da Mealhada Eleições para todos Rasgados elogios sugerem tratar-se de os órgãos a 11 de Abril O homem certo Sócrates eleito há 3 anos Página 3 no lugar certo Página 2 Quinta do Valongo Quinta do Valongo Quem são (3 anos depois) os Reunidos quatrocentos escuteiros nossos deputados? Página 13 Página 12 www.rcpfm.com DIA INTERNACIONAL DA MULHER 8 de Março ENTRADAS Manteigas- azeitonas Bacalhau à casa (15 euros) Especial festival Música ao vivo - bolos de bacalhau/ rissóis de marisco (22,50 euros) SOPA VINHOS MEN STRIP Caldo verde Vinho da casa: branco/ tinto ou E OFERTA D A Pratos frisante Leitão à Bairrada (16,50 euros) SOBREMESAS H 1 CAIPIRIN Picanha grelhada ao alho (16 euros) Mousse de chocolate Pudim Bife de novilho grelhado com Salada de fruta RESERVAS gambas (15,50 euros) Café Tel./ Fax: 239 918 110 TUDO INCLUÍDO
  2. 2. Quarta-feira, 27 de Fevereiro de 2008 10 Santa Cristina Concelho da Mealhada Construído campo ACIM e CNO da Mealhada de futebol para não degradar assinam protocolo F oi recentemente assinado um protocolo entre a Associação Comercial e Industrial da Mealhada (ACIM) e o Centro de Novas Oportunidades da Escola Secundária da Mealhada, que define as condições em que ambas as associações irão colaborar na área da formação. O protocolo é estabelecido no âmbito do anúncio de abertura de candidaturas ao QREN. O Centro de Novas Oportunidades da Escola Secundária da Mealhada compromete- se a encaminhar os formandos para a formação nas diversas áreas de competência, assim como a colaborar na divulgação da formação a oferecer pela ACIM. Por sua vez a ACIM compromete-se a contribuir para a promoção e divulgação dos objectivos e condições de funcionamento do processo de Reconhecimento, Validação e Certificação de Conhecimentos, assim como encaminhar adultos para o Centro de Novas Oportunidades da Escola Secundária da Mealhada. A ACIM tem como responsabilidade a organização da formação que preencha as necessidades formativas de candidatos inscritos no Centro Novas Oportunidades da Escola Secundária da Mealhada. Carlos Pinheiro, presidente da direcção da ACIM afirma em comunicado: “A certificação de competências adquiridas ao longo da vida constitui um mecanismo privilegiado de formação e qualificação da população que pretenda concluir o 9.º ano de escolaridade ou o 12.º ano de escolaridade e propicia o acesso a outras ofertas J unto à antiga escola primária de Santa Cristina, a Junta de Freguesia da Vacariça formais de qualificação escolar e profissional. Com a assinatura do protocolo pretende- construiu um pequeno campo de futebol para “que este espaço da escola não fique se incrementar a procura de formação de base por parte dos vários grupos de adultos. degradadoquot;. quot;Assim fica a ser um espaço usado pelos jovens da Santa Cristina”, Procura-se, também, dar respostas às solicitações da comunidade em termos de confirmou José Rosa, presidente da Junta de Freguesia da Vacariça. formação”. RSG O campo de futebol está quase concluído, as balizas já estão prontas, falta somente uma rede mais alta nas laterais. As casas de banho da antiga escola primária podem ser usadas como mini balneários por quem usar o campo de futebol. “Queremos, em Abril ou Maio, no mesmo recinto da antiga escola, fazer um parque Carnaval 2008 infantil com baloiços, para que os mais novos também tenham um espaço próprio para brincar”, prometeu o presidente da Junta de freguesia da Vacariça. RSG Balanço e PUB AINDA O FUNERAL DO agradecimento da ACB SENHOR ADRIANO MELO DA SILVA Da Associação do Carnaval da Bairrada (ACB) recebemos o seguinte: «Passado que foi mais um evento, não poderíamos, em tom de balanço, deixar de Esclarecimento da Agência Funerária da Carreira, Unipessoal, Lda dizer que, ‘apesar de tudo’, se conseguiu mais um sucesso! Pedido que foi que se efectuasse o ‘possível’, estranho seria que não se tivesse tentado o melhor. Com um esforço quase A gerência da Agência Funerária da Carreira, Unipessoal, Lda, responsável sobre humano, com horas de sono perdidas, atendendo a todos os mais ínfimos pelo serviço fúnebre de Adriano Melo da Silva, realizado em 12 de Fevereiro, vem pormenores, se foi conseguindo gerir e realizar o que de início se perspectivava ser uma publicamente declarar que as informações prestadas à Comunicação Social pelo tarefa quase impossível. Reclamando apoios e ajudas onde elas eram possíveis, Senhor Presidente da Junta de Freguesia da Vacariça são caluniosamente falsas. ultrapassando dificuldades inúmeras, atendendo aos orçamentos para evitar desvios Foi deixado transparecer pelo autarca que os serviços da Agência foram consideráveis, se foi conseguindo atingir os objectivos anteriormente definitos. considerados maus, nomeadamente por causa do aviso das medidas da urna aos Pensarão muitos que afinal, se consegue fazer sair um Carnaval em tão pouco tempo. De facto, foi verdade! Saiu o corso na terça-feira e só não saiu no domingo, por força do senhores coveiros, e, também, pela alegada falta de qualidade da urna, o que não mau tempo. Porém, só quem viveu por dentro toda a construção e elaboração do mesmo, corresponde à realidade dos factos. sabe o quão árdua foi a tarefa. Visto de fora, até parece que foi fácil! Pense-se o que se Mais inteligentes e honestas foram as declarações proferidas por um outro quiser, mas o desafio para o provar fica aqui feito! elemento da referida Junta de Freguesia, Senhor Carlos Rocha, que ao ser Contudo, o esforço não se resumiu ao desempenho de poucos nesta Associação. As interpelado pelos familiares do senhor Adriano Melo da Silva, informou que os escolas deram o seu melhor, para que tudo estivesse pronto a tempo. Os colaboradores senhores Coveiros não eram funcionários da Junta de Freguesia, mas que, mesmo empenharam-se até ao extremo das suas forças para que tudo tivesse ficado correctamente assim, pedia desculpa à família por um serviço que, apesar de ser feito por pessoas elaborado e dentro dos apertados prazos estipulados. As entidades a quem recorremos, competentes e muito experientes, correu menos bem. Poderá considerar-se, então, entendendo o nosso desafio, colaboraram com esmero e dedicação. Por isso, não será de que as declarações proferidas pelo Senhor Presidente da Junta de Freguesia dão a mais agradecer a todos quantos abriram o seu coração e deram o seu melhor para que entender que, ao contrário do seu colega de Junta, pretende chamar para si a tivéssemos conseguido. Às escolas, que souberam aproveitar aquilo que a história lhes responsabilidade do acontecido. As declarações do senhor presidente da Junta foi deixando nestes trinta anos e apresentar-se com o decoro exigido. À Câmara Municipal não prestam uma informação correcta ao povo da freguesia que representa. da Mealhada, por todo o apoio financeiro e logístico, que permitiu que o Carnaval se Face ao exposto, informa-se que está a gerência da Empresa Lutuosa visada, a tivesse realizado. A todos os colaboradores que se empenharam em cumprir prazos, ponderar a hipótese de accionar judicionalmente, através de queixa-crime por dedicando o seu tempo para além do normal. Aos fornecedores, que prontamente se difamação, o autor das declarações falsas, tendo em conta os prejuízos causados, colocaram do nosso lado, para que nada nos faltasse em tempo. Aos patrocinadores — Intermarché, Central de Cervejas, Sagres, Água do Luso, MultiViagens, OliveiLusa, Palace obrigando-o, assim, a provar ser verdadeiro o que afirmou à imprensa. Hotel do Buçaco e Bairrada Portagem Center — que se mantiveram fiéis aos compromissos 543212109876543210987654321098765432121098765432109876543210987654321 assumidos. Aos produtores de espumantes e vinhos que responderam positivamente ao 543212109876543210987654321098765432121098765432109876543210987654321 543212109876543210987654321098765432121098765432109876543210987654321 nosso desafio. Aos feirantes e comerciantes que connosco colaboraram no animar da Pensão Astória 543212109876543210987654321098765432121098765432109876543210987654321 543212109876543210987654321098765432121098765432109876543210987654321 festa, apresentando-se com uma imagem condigna. Aos grupos e bandas que participaram 543212109876543210987654321098765432121098765432109876543210987654321 no corso e na tenda gigante, dando o seu melhor. E, finalmente, ao público em geral, que LUSO 543212109876543210987654321098765432121098765432109876543210987654321 543212109876543210987654321098765432121098765432109876543210987654321 Restaurante O Selas 543212109876543210987654321098765432121098765432109876543210987654321 543212109876543210987654321098765432121098765432109876543210987654321 543212109876543210987654321098765432121098765432109876543210987654321 543212109876543210987654321098765432121098765432109876543210987654321 543212109876543210987654321098765432121098765432109876543210987654321 esteve presente, em todos os espectáculos, permitido com a sua presença ajudar a equilibrar um orçamento que depois daquele domingo chuvoso apontaria para uma calamidade. Venha comer o nosso 543212109876543210987654321098765432121098765432109876543210987654321 543212109876543210987654321098765432121098765432109876543210987654321 543212109876543210987654321098765432121098765432109876543210987654321 543212109876543210987654321098765432121098765432109876543210987654321 E pouco mais resta dizer, a não ser que, de certeza, no próximo ano também haverá prato de lampreia Contacto: 231 939 182 Carnaval. Que seja realizado com mais tempo, e que o São Pedro não pregue uma partida 543212109876543210987654321098765432121098765432109876543210987654321 543212109876543210987654321098765432121098765432109876543210987654321 543212109876543210987654321098765432121098765432109876543210987654321 543212109876543210987654321098765432121098765432109876543210987654321 igual à deste ano».
  3. 3. Quarta-feira, 27 de Fevereiro de 2008 11 Barcouço Filarmónica Lyra Barcoucense 10 d'Agosto Oficina Ambiental Concerto de Ano Novo quot;Fantochesquot; fizeram sucesso U m concerto musical da Associação Filarmónica Lyra Barcoucense 10 de Agosto decorreu na noite de sexta-feira, 22 de Fevereiro, na sede desta associação, em Barcouço. Com a sala cheia, o Concerto de Ano Novo, previsto para o passado dia 1 de Janeiro, acabou por se realizar e acolher o novo maestro, Pedro Cipriano, que deu o seu primeiro concerto nesta associação. “Este concerto realizou-se como forma de retribuir à população o facto de no dia 1 de Janeiro, não se ter realizado o tradicional Concerto de Ano Novo, pela primeira vez desde há muitos anos. Nesse dia não aconteceu devido ao agravamento súbito do estado de saúde do pai do senhor maestro, que acabaria por falecer no dia 3 de Janeiro”, explicou António Jorge, presidente da direcção da associação. Assim, em conformidade com o compromisso assumido no dia de Ano Novo, o concerto concretizou-se na passada sexta-feira. “No início do espectáculo, a assistência apenas preenchia meia casa, mas com o decorrer da actuação, o salão ficou praticamente cheio”, disse António Jorge. Foi o primeiro concerto dirigido pelo novo maestro, Pedro Cipriano, músico militar de F antoches” foi o nome da Oficina de Educação Ambiental, organizada pela Câmara Municipal da Mealhada, que se realizou na sede da Junta de Freguesia de Barcouço, na tarde de sábado, 23 de Fevereiro. O objectivo desta oficina, que se destinou a crianças, jovens e adultos, foi o de construir fantoches reutilizando vários materiais. “Para cada fantoche é necessário usar dois pacotes de café, uma cartolina ou cartão, cola, tesoura e agrafador”, explicou uma das monitoras desta oficina. Alexandra Silva, Vera Martins, Rita Gomes e Isabel Mota foram as monitoras desta oficina, onde participaram dezanove pessoas, na maioria crianças. “Tivemos dezanove inscritos, o que significa que ultrapassámos o limite estabelecido, que era de quinze pessoas. Havia mais pessoas que se queriam inscrever, mas já não houve hipótese, até porque o espaço não o permitia”, concluíram as monitoras. MSL carreira a desempenhar funções na prestigiada Orquestra Ligeira do Exército, sediada em Paços de Arcos (Lisboa). O programa do concerto foi composto pelos seguintes temas: Festival Fanfare (Franco Cesarini), Caribbean Beauties (R. Beck), Crazy Little Thing Called Love (Freddie Mercury), Rock Around the Clock (M. Freedman), Português Suave (Carlos Marques) e Mocidade Junqueirense (Carlos Marques). “A assistência aparentemente ficou satisfeita com o desempenho da Filarmónica, a julgar pela quantidade dos aplausos, que fez com que, com muita satisfação, se tocassem mais dois temas, do que inicialmente estavam previstos - um tema inédito e outro repetido”, acrescentou o presidente da direcção desta associação. António Jorge concluiu ainda: “Como elemento da direcção e, simultaneamente, executante, também fiquei bastante agradado com a nossa prestação e, tendo em conta, a troca de impressões que mantive com o maestro Pedro Cipriano, julgo que este também ficou satisfeito com o desempenho global dos seus músicos. Importa ainda referir que a nossa Filarmónica é composta por uma percentagem muito alta de músicos jovens - cerca de sessenta e cinco por cento de músicos têm menos de vinte anos - e que é bastante gratificante assistir à sua evolução não só como músicos, mas também como pessoas. O que para nós, amantes da cultura, e da música, em particular, nos permite encarar com algum optimismo o futuro da nossa estimada associação”. Mónica Sofia Lopes LOCAIS DE VENDA na Mealhada PAPELARIAS MEALHADENSE, JARDIM, CHAFARIZ, PENINHA, QUIOSQUE CACUACU, BAR DA ESTAÇÃO DA CP, INTERMARCHÉ, VISPORTO
  4. 4. Quarta-feira, 27 de Fevereiro de 2008 12 Quinta do Valongo Quatrocentos escuteiros reunidos para homenagear o fundador F oram quatrocentos os escuteiros do Núcleo Centro-Norte - do norte do concelho de Coimbra, dos concelhos de Penacova, de Mortágua e de Mealhada – que se reuniram, no dia 24 de Fevereiro, domingo, para assinalar o aniversário de Baden-Powell, o general inglês que há cem anos fundou o movimento escutista. As actividades começaram de manhã, na praça Baden-Powell, na Pampilhosa, e depois na Quinta do Valongo. Da parte da manhã os escuteiros reuniram-se na praça com o nome do fundador e seguiram depois para o Mercado Municipal. A partir daí começaram jogos específicos para cada um dos grupos etários. Nesses jogos os jovens e as crianças passearam pela vila da Pampilhosa e ficaram a conhecer, mais profundamente, a localidade. Os jogos terminaram na Quinta do Valongo, em cuja antiga Escola Básica o Núcleo tem agora a sua sede e onde os escuteiros almoçaram. Durante a tarde o Chefe Nuno João, da Mesa do Conselho de Núcleo, descerrou a placa identificativa da sede do Núcleo, como forma de inaugurar, formalmente o local. Liberto Maia, chefe da Junta de Núcleo, e chefe de Agrupamento da Pampilhosa, na ocasião declarou: “Este passará a ser um local de acolhimento. Será o nosso porto de abrigo. Funcionará como sede administrativa do Núcleo mas, acima de tudo, será um local privilegiado para a realização de actividades para todo e qualquer grupo de escuteiros”. “Instalámos uma parede de escalada no exterior do edifício, o recreio será um óptimo local de acampamento, há o apeadeiro do comboio na localidade, há café, supermercado, tem uma população acolhedora, está perto da Pampilhosa, do Luso e da Mealhada, no sopé da Serra do Buçaco, é local perfeito para fazermos qualquer tipo de actividades para escuteiros de todas as idades”, prosseguiu Liberto Maia. “A Câmara Municipal da Mealhada cedeu-nos estas instalações que utilizaremos com lenços e outros objectos que fizeram as delícias dos escuteiros mais novos. esmero e com o compromisso de trazermos com a nossa presença, com a simpatia e A festa terminou com a celebração eucarística, presidida pelo Padre Carlos Godinho, alegria que caracteriza os escuteiros, uma mais valia para a população da Quinta do assistente do Agrupamento da Pampilhosa. Participaram na missa, para além dos Valongo”, afirmou Liberto Maia. escuteiros, muitos pais e habitantes da Quinta do Valongo e das aldeias vizinhas. Na nova sede funcio-nou, ao longo de todo o dia, uma exposição e um espaço para “Foi um dia de festa e uma data que ficará, certamente, na história do Núcleo e da vida troca entre coleccionadores de objectos escu-tistas. Exposição de anilhas, distintivos, do movimento escutista na nossa região”, concluiu Liberto Maia. Qualidade de Vida Na Bairrada, só Oliveira do Bairro tem melhor qualidade de vida que a Mealhada O Observatório para o Desenvolvimento Económico e Social da UBI (Universidade da Beira Interior) realizou um estudo acerca da qualidade de vida de todos os municípios de Portugal Continental. Num total de 278 concelhos, a Mealhada consegue aparecer nos primeiros cem lugares, na 76.ª posição. Com melhor qualidade de vida na Bairrada só mesmo Oliveira do Bairro. Cantanhede aparece em 114.º lugar e Anadia em 134.º. Mesmo na zona centro, sem falar nas capitais de distrito (Aveiro em décimo lugar e Coimbra em décimo-quinto), o concelho da Mealhada consegue alcançar um lugar mais favorável por comparação com os seus vizinhos: Mortágua, por exemplo, só aparece na posição 169 da tabela. Mesmo assim, a maioria dos concelhos do litoral do país e das áreas metropolitanas de Lisboa e do Porto são os que melhores condições de vida proporcionam aos portugueses. A ocupar o funda da tabela deste ranking da UBI estão os municípios da Beira Interior e de Trás-os-Montes e Alto Douro. Neste estudo foram tidas em conta diversas variáveis, desde “variáveis quantitativas como o PIB ou o consumo até variáveis qualitativas como a disponibilidade de bens culturais e outros de difícil medição”, como referem José Manso e Nuno Simões, mentores do estudo. Os dois investigadores concluem que alguns resultados são óbvios como o aparecimento de Lisboa e Porto nos lugares cimeiros, mas alegam que existem “autênticas surpresas tanto positivas e lisonjeiras para alguns municípios como negativas e penalizantes para outros”. As variáveis que influenciam a qualidade de vida são às centenas e nem sempre muito fáceis de quantificar, contudo os investigadores consideram que o mais difícil foi mesmo cruzar as várias variáveis, “ tão diferentes entre si de molde a obter um único indicador que seja comparável com idêntico indicador de outros municípios e que permita estabelecer um ranking entre todos os concelhos portugueses”. Em avaliação neste estudo estiveram aspectos como: as condições materiais, as infra-estruturas culturais e de saúde e os aspectos ambientais. Como conclusões José Manso e Nuno Magalhães alegam que há, pelo menos, duas importantes: a primeira consiste na “presença de muitos concelhos da Grande Lisboa e Algarve nos lugares cimeiros do ranking”, a segunda, “pela negativa, a localização dos concelhos do norte e centro do país, que dominam os últimos lugares do ranking elaborado”. Miguel Midões
  5. 5. Quarta-feira, 27 de Fevereiro de 2008 13 Assembleia da República Cabeças-de-lista do PS e PSD de Aveiro já renunciaram Manuel Pinho, Mª Rosário Carneiro, PS Pedro Nuno Santos, Costa Amorim, Afonso Candal, Rosa Albernaz, PS PS PS PS Professora PS Economista Prof. Universitáia Economista Advogado Deputado to Substitu to Substitu Armando França, Helena Terra, João Bernardo, Marisa Macedo, Marques Mendes, Hermínio Loureiro, PS PS Professor PS PS PSD PSD Advogado Advogada Advogada Advogado Profissional de Seguros to Substituto Substitu Luís Montenegro, Regina Bastos, José Ribeiro, Jorge Morgado, André Almeida, Paulo Portas, PSD PSD PSD PSD Empresário PSD CDS Advogado Advogada Gestor Economista Deputado Os representantes do círculo eleitoral de Aveiro na Assembleia da República A 20 de Fevereiro de 2005, o PS de José Sócrates obteve, nas eleições legislativas, uma das mais esclarecedoras vitórias do Portugal democrático. Os nomes que os cidadãos portugueses escolheram para sua representação na Assembleia da República são, todavia, três anos depois, bem diferentes. Dos 230 deputados, 37 já renunciaram ao seu mandato, o equivalente a 16 por cento do hemiciclo; dos 15 deputados do círculo eleitoral de Aveiro, três já abandonaram o Parlamento: dois do PS e um do PSD. Ainda assim, um número de “desistências” muito inferior, comparativamente com muitos outros círculos eleitorais: Castelo Branco é um desses exemplos, uma vez que, neste momento, já não tem em funções qualquer dos eleitos em 2005 – saíram José Sócrates, Fernando Serrasqueiro e Valter Lemos (para o Governo) e Cristina Granada (para a Câmara de Castelo Branco), do PS, e Morais Sarmento (alegando razões profissionais), do PSD. Nos social-democratas, aliás, o lugar de deputado alcançado em Castelo Branco é ocupado por Ribeiro Cristóvão, que não era mais do que o quarto da lista por altura das eleições. O exemplo de Aveiro desperta, no entanto, atenção redobrada, pelo facto dos cabeças-de-lista de PS e PSD já não ocuparem as suas posições como deputados – apenas o “número um”do CDS-PP, Paulo Portas, se mantém no cargo para que foi eleito. As ausências parlamentares de Manuel Pinho, do PS, que saiu para exercer funções no Governo, como ministro das Finanças, e de Luís Marques Mendes, do PSD, ex-líder dos social-democratas, agora administrador da empresa Nutroton Energia, são as mais visíveis. A outra saída no PS foi a de Armando França, agora eurodeputado, em substituição do falecido Fausto Correia. João Bernardo e Marisa Macedo, do PS, e André Almeida, do PSD, figuram, actualmente, entre os 230 deputados presentes na Assembleia da República, por troca com quem foi ficando ausente. O círculo eleitoral de Aveiro do PSD conheceu, a exemplo dos socialistas, alterações na sequência de falecimento, neste caso de um dos seus elementos. A lista social-democrata, ainda por altura da campanha para as Legislativas de 2005, sofreu uma irresolúvel contrariedade, após a morte de Manuel Oliveira – entrando para o seu lugar no parlamento Jorge Tadeu. João Santos FAÇA-SE ASSINANTE DO Mande-nos o seu nome e morada, junte a importância de 15 euros, por cheque ou vale dos CTT, para: Apartado 30 - 3050 MEALHADA - tel e fax: 231 203 167 Nome....................................................................................................................................................................................................... Morada.................................................................................................................................Telem:................................................................................. E-mail: jornaldamealhada@mail.telepac.pt www.jornaldamealhada.com
  6. 6. Quarta-feira, 27 de Fevereiro de 2008 14 Desporto Campeonato Nacional de Marcha Melhores marchadores vão estar presentes nos Jogos Olímpicos O Campeonato Nacional de Marcha, com apuramento para os Jogos Olímpicos, e que vai ter presente os melhores marchadores nacionais, vai realizar- se no sábado, 1 de Março, na cidade da Mealhada, onde algumas das principais ruas vão estar encerradas ao trânsito. A Federação Portuguesa de Atletismo, com o apoio da Câmara Municipal da Mealhada, foi quem organizou este campeonato, onde os participantes que obtiverem as melhores marcas, nas provas que vão realizar, podem ficar apurados para os Jogos Olímpicos de Verão de 2008, oficialmente conhecidos como os Jogos da XXIX Olimpíada, que se vão realizar em Pequim, na República Popular da China, em Agosto de 2008. Avenida 25 de Abril, parte da Praça do Choupal, Eduardo Alves de Matos, Cerveira Lebre, Armindo Pega, Mouro e Travessa do Mouro são as ruas que vão albergar as provas que se realizam na tarde do próximo sábado. “Por se tratar de uma prova de bastante importância, e impacto, para o município pede-se a colaboração e compreensão de toda a população em geral, e dos residentes em particular, para que essas ruas fiquem desimpedidas de trânsito e estacionamento de quaisquer veículos”, lê-se no Edital número 9, de 2008, da Câmara Municipal de Mealhada. O trânsito vai ser totalmente vedado entre as 9h e as 19 horas de sábado, 1 de Março, sendo que a partir de sexta-feira, 29 de Março, a partir das 19 horas, já vai ser proibido o estacionamento nas ruas mencionadas. MSL Luso/ Mealhada Encontro de futebol com equipas de pré-escolas No centro de Estágios do Luso/Mealhada realizou-se pela segunda vez, no dia 16 de Fevereiro, sábado, um Corta-Mato encontro de futebol com oito equipas de pré-escolas, dos seis e sete anos de idade, cerca de noventa crianças, Escola Secundária da Mealhada organizado pelo Grupo Desportivo da Mealhada (GDM) em colaboração com a Câmara Municipal da Mealhada (CMM). Neste encontro participaram o Grupo Desportivo da Alunos participaram na distrital Mealhada, o Futebol Clube da Pampilhosa, C.D. de Assafarge, A. D. C. Almalaguês, U.D. da Tocha, Clube do Desporto Escolar Desportivo Lousanense e Escola de Futebol Pedro e Inês- Na quinta-feira, 14 de Fevereiro, decorreu uma prova de Corta-Mato Distrital, na Pista de Cross de Vagos. Dezassete Adémia, que realizaram, todas as equipas, dois jogos. alunos da Escola Secundária da Mealhada (ESM) fizeram parte desta prova, que teve a orientação de Vítor Pinto, Cerca de 200 pessoas estiveram presentes a assistir coordenador do Desporto Escolar. aos jogos, onde reinou a alegria e divertimento entre jovens Os alunos da ESM que participaram no Corta-Mato Distrital foram seleccionados a partir de uma Prova de Corta- atletas. Mato, ao nível da escola, que se realizou em 28 de Novembro de 2007, e que contou com a participação de setenta Estes encontros vão-se realizar a cada três semanas, alunos dos vários anos de escolaridade. Para a prova distrital foram apuradas as seis melhores classificações nos por meio de encontros combinados e por inscrição seguintes escalões: Masculinos e femininos dos Infantis B, masculinos e femininos dos Iniciados e masculinos e prévia. RSG femininos dos Juvenis. Na prova distrital participaram, nos Infantis B, Ana Jesus, João Oliveira, Nuno Nogueira e Claúdio Catalão, do 7ºA, Joel Brito, Patrícia Pinto e Ana Lusitano, do 7ºC; nos Iniciados, Tiago Pereira, do 7ºB, Andreia Baptista e Ricardo Santos, do 7ºC, João Alves, do 8ºA, e Mariana Tavares, João Freitas, Marcelo Mendes e José Malta, do 8ºB; dos Juvenis, Mariano Couto, do 10ºD1, e Diogo Fernandes, do CEF-A. “A prova decorreu com normalidade e os alunos demonstraram grande entusiasmo nesta participação. Apesar de nenhum aluno dos nossos escalões ter conseguido estar nas primeiras classificações, foi importante disputar uma prova onde participaram cerca de mil e duzentos alunos de todo o distrito”, concluiu Vítor Pinto, coordenador do Desporto Escolar. Segundo o Jornal da Mealhada pode apurar, também fizeram parte desta prova distrital, alunos do Agrupamento de Escolas da Mealhada e da Pampilhosa. Contudo, até à hora do fecho da nossa edição, nenhuma informação nos foi dada pelos coordenadores do Desporto Escolar destes agrupamentos. MSL
  7. 7. Quarta-feira, 27 de Fevereiro de 2008 15 Afonso Simões Crónica da jornada de 24 de Fevereiro - Comentários Bwin Liga Mealhada, por sua vez, pretendia não perder o comboio Resultados Depois de uma jornada europeia, em que disputou da subida e tentar obter, pelo menos, um empate. Os PRÓXIMA a primeira eliminatória da Liga dos Campeões e foi jogadores locais, que constituem, realmente, uma equipa derrotado por 1-0, o Futebol Clube do Porto teve uma mais forte, venceram os seus adversários por 2-1. A JORNADA Bwin Liga jornada bastante tranquila ao defrontar a equipa do arbitragem deste jogo, porém, pode considerar-se quot;Bwinquot; Liga Académica - Boavista 1-1 Paços de Ferreira no Estádio do Dragão. A jornada bastante polémica. Leixões - Académica Porto - Paços Ferreira 3-0 Boavista - Porto Belenenses - Marítimo 1-3 permitiu-lhe que se fizesse a recuperação física de No Luso, no Campo Jorge Manuel, a equipa local Paços Ferreira - Belenenses E. Amadora - U. Leiria 4-2 alguns dos seus jogadores com algumas mazelas e de recebeu e venceu a equipa do Águas Boas por 1-0. Marítimo - E. Amadora V. Setúbal - Sporting 1-0 outros com mais jogos disputados, todos a necessitarem Voltaram às vitórias os lusenses, que delas têm andado U. Leiria - V. Setúbal Benfica - Sp. Braga 1-1 Sporting - Benfica de algum repouso. Os portistas não tiveram grandes arredados, com uns mal-entendidos, pelo meio, entre V. Guimarães - Naval 1-0 Naval - Nacional Nacional - Leixões 1-0 dificuldades para vencerem por 3-0 a equipa pacense. treinador e dirigentes. quot;Vitalisquot; Liga de Honra Vitalis Liga de Honra O Benfica, depois de ter passado as passas do O Carqueijo, depois de ter perdido no campo do último Santa Clara - Beira-Mar Beira-Mar - Olhanense 2-0 Algarve, como se costuma dizer, teve a eliminatória classificado, recebeu no Campo da Carreta a equipa do Olhanense - Estoril Estoril - Penafiel 2-2 Penafiel - Trofense Trofense - Freamunde 1-2 quase perdida mas, em poucos minutos, conseguiu uma Paredes do Bairro e obteve uma vitória, por 3-1. Freamunde - Varzim Varzim - Desp. Aves 2-1 reviralvolta de 2-0 para 2-2 e conseguiu passar aos 3.ª Divisão — zona sul Desp. Aves - Rio Ave Rio Ave - Vizela 1-0 oitavos de final, fase em que irá medir forças com a O Antes, que tem sido uma autêntica desilusão neste Vizela - Feirense Feirense - Gil Vicente 0-1 Gil Vicente - Gondomar equipa espanhola do Getafe. Na jornada deste fim-de- campeonato, recebeu a equipa do Famalicão e voltou a Gondomar - Fátima 1-1 Fátima - Portimonense Portimonense - Santa Clara 1-1 semana da Bwin Liga recebeu o Sporting de Braga e não perder, agora por 2-0. 2.ª Divisão - série C Nacional - 2.ª Divisão - série C conseguiu mais que um empate a um golo. Juniores — 1.ª Divisão — série dos primeiros Pampilhosa - Caldas Torreense - Caldas 2-0 Os bracarenses foram afastados da Taça EUFA pelo A equipa do Grupo Desportivo da Mealhada recebeu Tourizense - Sátão Sátão - Pampilhosa 1-1 Anadia - Oliv. Bairro Oliv. Bairro - Tourizense 0-3 Bremen. Perderam os dois encontros que efectuaram no seu campo de treinos a equipa do Feirense. Não era Benfica C. Branco - Rio Maior Rio Maior - Anadia 0-1 com essa equipa alemã. um jogo fácil para a formação mealhadense, uma vez Abrantes - Nelas Nelas - Benfica C. Branco 2-0 O Sporting, que regressou de Basileia vitorioso, com que o seu treinador tem tido imensas dificuldades em Penalva Castelo - Eléctrico Eléctrico - Abrantes 2-1 Sp. Covilhã - Torreense passagem garantida aos quartos-de-final da Taça UEFA, conseguir um plantel capaz de enfrentar determinadas Sp. Covilhã - Penalva Castelo 2-1 3.ª Divisão - série C 3.ª Divisão - série C após uma vitória fora de portas que não deixou dúvidas, equipas. Tem-se servido de alguns juvenis, o que lhes Arouca - Figueirense Figueirense - União de Lamas 0-0 por um concludente 3-0, deslocou-se ao Estádio do permite ter no banco três ou quatro suplentes. Bateram- União de Lamas - Tocha Tocha - D. Sandinenses 8-0 Bonfim, para defrontar o Vitória de Setúbal. Não era se muito bem os juniores do GDM e, com a sua luta, D. Sandinenses - S. João Ver S. João Ver - Oliv. Hospital 1-0 Oliv. Hospital - Milheiroense Milheiroense - Sanjoanense 1-1 tarefa fácil para os leões e eles foram derrotados por 1- conseguiram a vitória, por 3-0. Sanjoanense - Ac. Viseu Ac. Viseu - Tondela 0-0 0. O seu guarda-redes Rui Patrício contribuiu para essa O Futebol Clube da Pampilhosa também jogou no seu Tondela - Valonguense Valonguense - Social de Lamas 1-1 derrota. reduto, frente à equipa do Taboeira. Os pampilhosenses Social de Lamas - Valecambrense Valecambrense - Arouca 0-1 Distrital - 1.ª Divisão O Vitória de Guimarães, no seu terreno, teve algumas não foram além de um empate sem golos. Distrital - 1.ª Divisão Cucujães - Carregosense Carregosense - Fermentelos 3-1 dificuldades em vencer a Naval 1.º de Maio da Figueira 2.ª Divisão — série dos últimos — série D Fermentelos - Canedo Canedo - Estarreja 1-1 da Foz por, apenas, 1-0. O Antes, no campo das Ferrugens, defrontou o Estarreja - S. Roque S. Roque - BARC 3-0 Vitalis Liga de Honra Mourisquense, uma equipa já conhecida da primeira BARC - Gafanha Gafanha - Oliveirinha 1-0 Oliveirinha - Sanguedo Sanguedo - Arrifanense 2-0 Na frente da tabela classificativa da Vitalis Liga de fase. A equipa antense perdeu por 6-2. Arrifanense - Cortegaça Cortegaça - Pessegueirense 3-0 Honra anda tudo muito confuso, uma vez que são várias Juvenis — 2.ª Divisão — série dos primeiros Pessegueirense - Águeda Águeda - Paços Brandão 1-0 as equipas a lutarem pela subida de divisão. O líder A equipa do Grupo Desportivo da Mealhada deslocou- Paços de Brandão - Alba Alba - Cesarense 0-1 Cesarense - Oiã Trofense escorregou no seu próprio terreno ao perder se ao campo do Fermentelos, onde perdeu por 1-0. Oiã - Cucujães 2-1 2.ª Divisão - zona sul 2.ª Divisão - zona sul frente ao conjunto do Freamunde por 2-1. Um dos seus Série dos últimos Mealhada - Eirolense Eirolense - Mourisquense 0-3 perseguidores, o Vizela, teve tarefa também muito difícil O Futebol Clube da Pampilhosa, no campo do Arviscal, Mourisquense - Carqueijo Carqueijo - Paredes Bairro 3-1 ao jogar no campo do terceiro classificado, o Rio Ave, não teve grandes dificuldades em vencer o seu Paredes Bairro - NEGE NEGE - CRAC 2-2 CRAC - Serém Serém - Macinhatense 1-0 cuja equipa tenta chegar-se à frente na tabela antagonista por 4-1. Macinhatense - Calvão Calvão - Bustos 0-1 classificativa para conseguir a subida de divisão, Iniciados — 2.ª Divisão — série dos primeiros Bustos - Luso Luso - Águas Boas 1-0 objectivo que não pôde alcançar nas jornadas finais da A equipa do Grupo Desportivo da Mealhada (GDM), Águas Boas - Couvelha Couvelha - Requeixo 0-2 Requeixo - LAAC temporada finda. O encontro terminou com o resultado no seu campo de treinos, recebeu a do Relâmpago LAAC - Mealhada 2-1 3.ª Divisão zona sul 3.ª Divisão - zona sul de 1-0 favorável à equipa da casa, o Rio Ave, que ocupa, Nogueirense. São dois conjuntos muito semelhantes, Alquerubim - Ribeira Azenha Ribeira Azenha - Aguinense 2-3 agora, o segundo lugar da classificação geral. tanto no número de bolas marcadas como no das sofridas Antes - Gafanha d' Aquém Alquerubim - Gafanha d' Aquém 2-1 Outra das equipas que ainda acredita na subida é o e no número de pontos na tabela classificativa. A equipa Mamarrosa - Bonsucesso Antes - Famalicão 0-2 Juniores - 1.ª Divisão série dos últimos Mamarrosa - Bonsucesso 1-3 Olhanense. Deslocou-se ao estádio do Beira-Mar e mealhadense necessitava dos três pontos em disputa Fermentelos - Pampilhosa Juniores - 1.ª Divisão série últimos perdeu por 2-0. Deu frutos a mudança de treinador no para se aproximar mais do primeiro lugar. O encontro foi Cesarense - Paços Brandão Paços Brandão - Fermentelos 3-1 Beira-Mar. bem disputado e a vitória sorriu para a equipa da casa, Argoncilhe - Valecambrense Valecambrense - Cesarense 0-2 Gafanha - Mealhada Na cauda da tabela o Fátima é cada vez mais por 3-2. O jogo teve uma má arbitragem, que tudo fez Gafanha - Argoncilhe 0-3 Taboeira - Feirense Pampilhosa - Taboeira 0-0 candidato à despromoção. Viajou até Gondomar, onde para que a equipa do GDM não vencesse o encontro. 2.ª Divisão - série dos últimos - série C Mealhada - Feirense 3-0 conseguiu apenas um empate a uma bola. Série dos últimos LAAC - Antes 2.ª Divisão - série dos últimos Outro dos aflitos, o Penafiel, também não teve tarefa O Pampilhosa, no campo Santos Pato, em Bustos, Mourisquense - Águas Boas Antes - Mourisquense 2-6 Bonsucesso - Azurva Valonguense - Águas Boas 0-1 fácil no campo do Estoril Praia, onde jogou. O jogo venceu por 6-0. Valonguense - Oiã Azurva - LAAC 3-0 terminou com um empate a duas bolas. Infantis Juvenis Oiã - Bonsucesso 5-3 Nacional — 2.ª Divisão — série C Os infantis A do GDM jogaram no seu reduto frente à 2.ª Divisão - série primeiros Juvenis - 2.ª Divisão - série primeiros Milheiroense - Fermentelos O Futebol Clube da Pampilhosa deslocou-se ao equipa do Águas Boas e não tiveram grandes Taboeira - Milheiroense 0-3 Esmoriz - Taboeira Sp. Espinho - Esmoriz 2-1 campo da equipa que ocupa a última posição, o Sátão. dificuldades em obter a vitória por 6-0. A equipa B, no Cucujães - Sp. Espinho Oliveirense - Cucujães 3-1 Era uma ocasião de ouro para que os pampilhosenses mesmo campo, recebeu e venceu o Eixense por um Oliveirense - Bustos Fermentelos - Mealhada 1-0 arrecadassem os três pontos em disputa. Tal não veio a concludente 13-0. Mealhada - Eixense Bustos - Eixense 0-1 série últimos Série dos últimos acontecer e os rapazes do Futebol Clube da Pampilhosa O Pampilhosa deslocou-se ao campo do Calvão, local Pampilhosa - LAAC Arviscal - Pampilhosa 1-4 apenas arrecadaram um ponto. O resultado do encontro onde conseguiu um empate a uma bola. Calvão - Arviscal Vista Alegre - Calvão 2-2 foi um empate a uma bola. Com este resultado o Escolas Nariz - Vista Alegre Oiã - Nariz 0-3 Águas Boas - Bonsucesso Pampilhosa tem assegurada, por certo, a passagem à A equipa do Pampilhosa foi jogar ao campo da LAAC. LAAC - Águas Boas 1-2 Iniciados - 2.ª Divisão série primeiros Iniciados - 2.ª Divisão série dos primeiros segunda fase na série dos primeiros, uma vez que vai Venceu por 4-2. Valonguense - Alba Alba - Loureiro 2-1 jogar dois encontros no seu reduto e apenas um fora. A equipa B do Grupo Desportivo da Mealhada Loureiro - Guizande Guizande - LAAC 4-0 O Oliveira do Bairro, que na última jornada perdeu a deslocou-se à Gafanha, onde defrontou com a equipa LAAC - Arouca Arouca - Fermentelos 1-1 Nogueirense - Carregosense Carregosense - Valonguense 1-3 segunda posição na tabela classificativa ao ser local e perdeu por 3-1. Fermentelos - Mealhada Mealhada - R. Nogueirense 3-0 derrotado na Pampilhosa, por 2-1, recebeu no seu reduto A equipa C do mesmo clube jogou no campo do Série dos últimos Série dos últimos a equipa do Tourizense. Nada fácil para qualquer dos Mourisquense, contra a equipa desta clube, e voltou a Pampilhosa - Águas Boas Águas Boas - Vista Alegre 0-2 Vista Alegre - Oiã conjuntos, pois ambos necessitavam dos três pontos perder, agora por 4-1. Oiã - Oliv. Bairro 5-1 Oliv. Bairro - Arviscal Bustos - Pampilhosa 0-6 para manterem intactas as suas aspirações para a Femininos Bonsucesso - Bustos Anadia - Bonsucesso 0-1 segunda fase. Foi um jogo disputado com muito A equipa feminina do Grupo Desportivo da Mealhada Infantis Infantis empenho. Terminou, com a vitória do Tourizense por 3-0. deslocou-se ao campo do Eirolense e venceu por 4-1. Vilaverdense - Mealhada A Mealhada A - Águas 6-0 Pampilhosa - Arviscal Calvão - Pampilhosa 1-1 O Anadia, que se deslocou ao campo do Rio Maior, Futsal Mealhada B - Alba Mealhada B - Eixense 13-0 venceu o seu adversário por 1-0 e subiu dois furos na O Atlético Clube do Luso, jogando no pavilhão do Escolas Escolas tabela classificativa. Lourosa, voltou a ser derrotado, agora por 5-0. Com mais Pampilhosa - Águeda LAAC - Pampihosa 2-4 Calvão - Mealhada A Distrital — 2.ª Divisão — zona sul esta derrota está na situação de despromoção. Gafanha - Mealhada B 3-1 Mealhada B - Taboeira Mourisquense - Mealhada C 4-1 Era um encontro decisivo para ambos os conjuntos o A equipa do Grupo Desportivo da Mealhada foi ao Eixense - Mealhada C Feminino que se realizou no campo da Canada em Aguada de pavilhão do Vilarinho do Bairro, onde venceu por um Futsal Eirolense - Mealhada 1-4 Cima, ou seja, o LAAC-Grupo Desportivo da Mealhada concludente 4-1. Luso -Académico Feira Futsal Juniores Cidade Lourosa - Luso 5-0 (GDM). A equipa local, a LAAC, com seis pontos de A equipa de juniores do Atlético Clube do Luso, no Beira-Ria - Luso Vilarinho Bairro - Mealhada 1-4 vantagem sobre o seu perseguidor, o GDM, queria vencer jogo realizado com o Lamas Futsal, no pavilhão deste Juniores e ficar definitivamente no comando da prova e assegurar, clube, venceu por um concludente 7-0 e está na segunda Lamas Futsal - Luso 0-7 de vez, a subida de divisão. O Grupo Desportivo da posição da tabela classificativa.
  8. 8. Quarta-feira, 27 de Fevereiro de 2008 16 Futebol Distrital — 2.ª Divisão — zona sul Juniores — 1.ª Divisão — série dos últimos LAAC, 2 — Mealhada, 1 Mealhada, 3 — Feirense, 0 Árbitro fabricou o resultado Vitória do querer e da melhor equipa em campo Jogo no Campo da Canada, em Aguada de Cima. tante da marcação duma Jogo no campo de treinos do GDM, na Mealhada. tecesse. Na sua luta mere- Árbitro: Ivo Neto, auxiliado por Pedro Nunes e Pedro Balreira. grande penalidade que só Árbitro: Pedro Gomes, auxiliado por Hugo Pinto e Marisa cem referência duas gran- LAAC: Noronha, Cris, Jorge Silva, Bi, Rebelo, Bartolomeu o árbitro viu. Dinis, Castro des defesas que efectuou. (Álvaro, 86m), Pedro Seabra, Russo (Pedrito, 92m), Miguel, Dinis chamado à conversão, não José Carlos Rocha Mealhada: Ricardo Branco, Diogo Rocha I (cap.), e Carlos. falhou. A seguir, Suíço teve apenas tinha no banco três Romeu, Luís Carlos, Marco Ferreira, Mauro (Diogo Castro, suplentes, vindos da equipa Treinador: Paulo Silva. uma grande intervenção e 82m), Roberto Branco, Diogo Rocha II (Clâudio, 77m), de juvenis. Um elemento Mealhada: Gonçalo Suíço, Bruno Sereno, Gonçalo Alves, André, evitou um golo da Laac. Carlos Simões, Fábio (João Cruz, 60m), Licas, Idálio (cap.), Diogo Aos oitenta minutos um Lameiras (Emanuel, 66m), Pedro Machado e Hugo Henrique. desta equipa estava já a (Cação, 75m), Tiago e Pedro Gil (Roberto, 65m). defensor da Laac fez um Treinador: José Carlos Rocha jogar desde o início do Treinador: Valério Ferreira. atraso a mais de vinte Feirense: Ricardo I, Vaxi (cap.), Rogério, João (Dolores, encontro. José Carlos Rocha Ao intervalo: 0-1 metros e Noronha defendeu 46m), Benjamim, Ricardo II, Tomé, Renan (Arada, 46m), nada tinha a fazer senão Marcadores: Dinis (60 m) e Rebelo (65 m, gp), para a LAAC, com as mãos. O árbitro mais Ruben, Clâudio (André, 69m) e Rui Pedro. refrescar a equipa, mesmo e Idálio (27 m, gp), para o Grupo Desportivo da Mealhada. uma vez fez vista grossa. Já Treinador: Magol com os atletas que tinha. E em período de descontos, em tão boa hora o fez que Ao intervalo: 0-0 numa jogada confusa dentro Clâudio, numa bola dividida Numa tarde agradável surge novamente Barto- da área, um jogador local com um adversário, levou a A primeira parte do com a mão antes de ela para a prática do futebol, lomeu a rematar, mas com a defendeu a bola com a mão, melhor, correu para a linha encontro foi jogada a ritmo entrar na baliza. realizou-se mais uma jor- bola a sair ao lado da baliza mesmo sobre o risco de de fundo, ultrapassou todos lento, embora a equipa da No segundo período o nada a contar para o de Suíço. Aos vinte e seis golo, e o árbitro mais uma os adversários que lhe casa tivesse criado treinador do Feirense fez, Campeonato Distrital da minutos Pedro Gil escapou- vez não marcou a respectiva apareceram pela frente e, oportunidades suficientes de imediato, duas substitui- Segunda Divisão. se, mas foi rasteirado den- falta e mandou seguir o quando já não tinha ângulo para estar a vencer. Aos vinte ções para dar mais acuti- Os primeiros dez mi- tro da área e o árbitro jogo. para o remate, deu a bola a e oito minutos, num centro lância ao ataque da sua nutos da partida foram assinalou o castigo máximo. Assistiu-se a uma série Roberto. E Roberto teve só bem medido, Diogo Rocha I, equipa e esta quase jogados entre os dois meios Idálio, incumbido de a de asneiras da equipa de de encostar o pé ao esférico no coração da área, rematou campos, e qualquer equipa marcar, não falhou, colo- arbitragem de tal maneira sobre a barra. Aos quarenta poderia ter marcado. A cando o Desportivo da que até confundiu a minutos foi a ocasião de primeira grande ocasião de Mealhada na posição de assistência da casa. Era um Lameira desperdiçar golo apareceu aos doze vencedor. Com este resul- riso com este trabalho. O soberana oportunidade. minutos, com Bartolomeu a tado veio o intervalo. árbitro marcava o que não Rematou, mas a bola falhar. Recorde-se que, durante a via e deixava por marcar também saiu ao lado. Aos Aos vinte minutos foi primeira parte, Suíço evitou aquilo que era falta. Com quarenta e três minutos Pedro Gil que desperdiçou o golo do empate por este trio de arbitragem, que Mauro fez um golo. Este, uma soberana opor- algumas vezes. muito prejudicou o Despor- porém, foi de imediato tunidade, com Noronha a A segunda parte come- tivo da Mealhada, a tarde anulado pela árbitro, uma defender sem dificuldade. çou e, pouco depois, veio o foi para esquecer. vez que Mauro tocou na bola Aos vinte a dois minutos golo da igualdade, resul- Manuel Balsas Juniores — 2.ª Divisão — série dos últimos Distrital — 3.ª Divisão — zona sul Antes, 2 - Mourisquense, 6 Ribeira Azenha, 2 Aguinense, 3 Sem explicação Superioridade aguinense Roberto com a bola junto ao pé foi uma dor de cabeça para a defesa do Feirense Jogo no Campo das Ferrugens, na Antes. Jogo no Parque de Jogos da Azenha Árbitro: Paulo Torres, auxiliado por Rui Vilar e Hugo Abrantes chegava ao golo aos e fazer o segundo golo para Árbitro: José Carlos Costa, auxiliado por Luís Carlos Santos cinquenta minutos. A bola a sua equipa. e Bruno Pinto Costa. Ribeira Azenha: Pedro Jesus, Tiago, Carlos Torres, Rui, Branco, Carlos Oliveira (Ricardo, 63m), Pedro Dias , Jorge Silva (André, rasou a barra da baliza à Este golo animou os Antes: Rafael, André (cap.), Melo, Peseta, Rui, Vasco, guarda de Ricardo. Aos locais e baralhou a equipa 46m), Rodrigues (Filipe, 80m), Jorge Oliveira (cap.) e Teixeira. Mika (Fonseca, 77m), Bruno Miguel, Flávio (Ângelo, 77m), Treinador: João Almeida. cinquenta e cinco minutos do Feirense, que passou a Chico e Evandre (Bicas, 46m). Aguinense: Daniel, Eurico, Bruno Simões (cap.), Paulo Castro Roberto levou a bola até à discutir mais do que a jogar. Treinador: João Castro (Luís, 77m), Rui, Sérgio Fernandes, Sousa (Miguel Sécio, 66m), linha de fundo, pelo corredor Disso se aproveitou a Mourisquense: Renato (cap.), Pires, Paulo Ricardo, Nelson, Luciano (Caló, 59m), Futre e Eduardo. esquerdo, entrou na área equipa visitada. Não perdeu Ricardo, João, Tiago (Jorge, 74m), Daniel, Luís Paulo (Fábio, Treinador: Amadeu Ferreira com ela junto aos pés, mas, o discernimento e continuou Ao intervalo: 1-3 quando se preparava para o a fazer o seu jogo, muito 46m), Paulo Miguel, Montoya (Filipe, 86m) e Luís Pedro. Marcadores: Teixeira, (1m) e Rodrigues para o Ribeira Azenha, remate, Xavi rasteirou-o. O cauteloso, mas sempre com Treinador: João Coutinho árbitro, bem colocado, a ideia na baliza do Ao intervalo: 1-1 e Sousa (17m), Luciano (25m) e Futre (44m), para o Aguinense apontou a marca de grande adversário. De realçar que Marcadores: Peseta (15m) e Xico (69m), para o Antes, penalidade. Chamado a con- Hugo Henrique fez duas No Parque de Jogos da Ribeira Azenha, a equipa local e Montoya (44m, 48m e 55m), Paulo Miguel (50m, 60m entrou, praticamente, a vencer, uma vez que estavam apenas verter a falta, foi o guardião jogadas individuais que e 77m), para o Mourisquense. decorridos vinte e cinco segundos de jogo e ela já vencia, Ricardo Branco que, com mereciam ser compensadas por 1-0. toda a calma, rematou com um golo. Já prestes a Foi inexplicável a actuação dos centrais do Antes em Aos dezassete minutos Sousa empatou a partida, na certeiro e abriu o activo. terminar, na marcação de um toda a segunda parte, oferecendo meia dúzia de golos aos marcação de uma grande penalidade indiscutível. Aos vinte Com este golo os locais canto apontado por Diogo irrequietos avançados do Mourisquense, Paulo Miguel e e cinco minutos Luciano colocava o Aguinense na posição espevitaram. Roberto, que Castro para o coração da Montoya, que conseguiram um duplo “hac-trick” em apenas de vencedor e aos quarenta e quatro minutos Futre elevava andou sempre muito área, Romeu penteou a bola trinta e três minutos de jogo. a contagem para 3-1. marcado, libertou-se melhor e esta entrou no ângulo A paragem do campeonato fez bastante mal à equipa No primeiro minuto da segunda parte o Ribeira Azenha dos seus adversários e superior esquerdo da baliza. visitada, pois tem feito exibições muito abaixo do seu real reduziu a diferença para 2-3, por intermédio de Rodrigues. começou a jogar a toda a Foi uma boa exibição a valor, mostrando estar muito mal física e psicologicamente, Por duas vezes Daniel, com duas excelentes defesas, largura do terreno, dando dos juniores do Grupo Des- necessitando, com urgência, de uma terapia de choque impediu a igualdade, e Pedro, aos setenta e nove minutos, espaços aos seus colegas de portivo da Mealhada. O para sair do último lugar do seu grupo. Necessitando, com uma magnífica intervenção, também impediu que o equipa para entrarem na resultado da partida permi- também, de mais apoio da direcção para que os jovens Aguinense aumentasse o número do marcador. área. A equipa da Feira não te-lhes encarar com opti- atletas não se sintam discriminados em relação à equipa Foram estes os momentos dignos de registo durante os adormeceu, teve o golo do mismo outros desafios, para principal. noventa minutos de um jogo correcto, muito bem dirigido empate nos pés por duas tentarem alcançar os pri- Merecem destaque a estreia positiva de Rui ao serviço pelo trio de arbitragem, e em que o Aguinense foi sempre vezes, mas Ricardo foi meiros lugares. do Antes e o bom serviço do trio de arbitragem. Tofê superior ao seu adversário. Tofê evitando que isso acon- Boa arbitragem
  9. 9. Quarta-feira, 27 de Fevereiro de 2008 17 Futebol Iniciados — 2.ª Divisão — série dos primeiros Infantis B Mealhada, 3 — Relâmpago Nogueirense, 2 Mealhada, 13 - Eixense, 0 Arbitragem polémica Golos para todos os gostos Jogo no campo de treinos do GDM, na Mealhada. executou a tarefa com muita Jogo no campo de treinos do GDM, na Mealhada. Sem querer minimizar Árbitro: Sérgio Silva, auxiliado por Marco Pereira e mestria. Árbitro: Rui Silva, auxiliado por Bruno Rocha e Sérgio nenhum dos restantes Aos sessenta minutos Vieira. atletas, devemos dizer que Nelson Pereira votou a equipa da casa a David e Rui Pedro são dois Mealhada: Rui Sabino, Pirolo, Catalão, Fredy, Rafa (Luís Mealhada: João Martins, Luís, Rúben, Xavier, Cristóvão, elevar a contagem do maestros de grande classe Morais, 55m), Zé Pedro (Rato, 42m), Ricardinho, Hugo marcador com um golo bem David e Rui Pedro. a jogar futebol. Dão nas (cap.), Gil, Vicente e Xano. trabalhado por Gil. Ele Jogaram, ainda, Miguel Gonçalves, Manso, António vistas por serem os dois Treinador: Luís Felgueiras passou por tudo e por tidos, Ferreira e Rocha. mais pequenos jogadores e Relâmpago Nogueirense: Joel, Daniel (Pinto, 63m), foi até junto da linha de Treinador: Jorge Almeida. porque atrapalham os Vítor, Rúben, Gui, Nuno, Fábio, Neiva, Zezé (Leandro, 33m), fundo e deu o esférico para Eixense: André Ferreira, Filipe, Bruno Pinto, João grandes atletas de outras Diogo (cap.) e Miguel. Rato. E Rato mais não fez do Francisco, Afonso Carvalho, João Pedro e André Santos. equipas, tal é o seu Treinador: Jorge Sousa. que encostar o pé à bola e Jogaram, ainda, João Martins, Daniel Gomes e Pedro domínio de bola e a fazer o golo. Martins. velocidade com que correm Ao intervalo: 1-0 Volvidos dois minutos, para a baliza adversária. Marcadores: Hugo (11m), Vicente (55m) e Rato (60m), Treinador: Carlos Silva. mais uma vez, o árbitro, O encontro foi agradável para o Mealhada, e Fiogo (38m e 64m), para o Relâmpago inclinado a estragar o Ao intervalo: 7-0 de seguir e, voltamos a Nogueirense. espectáculo, assinalou uma Marcadores: Rui Pedro (5), David (5), Xavier (1), Miguel dizer, se as pessoas Gonçalves (1) e Rocha (1) abandonaram o campo foi devido à hora tardia em que Com uma hora de atraso, Foi um encontro de o jogo teve início. Os que se este encontro, que deveria sentido único, em que o foram embora perderam um iniciar-se às dez horas e guardião da casa, se teve grande jogo de futebol, com trinta minutos, teve início às alguma intervenção, foi golos para todos os gostos. onze horas e meia, tudo por apenas a de despachar a A arbitragem esteve causa do atraso dos bola dada por alguns dos bem. árbitros, mais uma vez. seus camaradas de equipa. Vicente na posse da bola vai em direcção à baliza do seu adversário Foi um encontro bem Não existiu porque o grande penalidade contra a disputado com os dois jogador do Nogueirense equipa da casa. E Diogo conjuntos a praticarem caiu porque tropeçou na voltou a reduzir a diferença bom futebol. A equipa bola e não porque algum para 3-2. forasteira, mais robusta e jogador da casa tivesse tido Redobraram de cautelas com jogadores de boa interferância. os jogadores mealhadenses, craveira técnica, deu muito Diogo, chamado à con- passando a jogar fora da sua trabalho à equipa versão dessa falta, igualou área uma vez que o árbitro mealhadense. a contagem. continuava inclinado a Aos poucos os locais Não baixou os braços a prejudicá-los e mantinha-se foram tomando conta do equipa da casa e, aos atento. jogo e aos onze minutos cinquenta e cinco minutos, Com algum sofrimento colocaram-se na posição voltou para a posição de chegou ao fim este calvário. de vencedores. Hugo, pelo vencedora com a marcação Foi uma vitória sofrida corredor direito, levou a de um livre à entrada da por causa de uma má arbi- bola até perto da linha de área, por Vicente, que tragem. Vitória robusta sobre o Eixense fundo, tentou um cruza- mento, mas a bola desviou- se para a baliza. O guardião Joel meteu-lhe as mãos, não conseguiu Curso de candidatos a árbitros segurá-la e ela entra na O Conselho de Arbitragem da Associação de Futebol de Coimbra solicita- f) - Não tenham sido penalizados disciplinarmente em qualquer baliza. Foi um autêntico nos a seguinte divulgação sobre cursos para novos árbitros de futebol de modalidade desportiva, com pena igual ou superior a noventa dias de frango, mas valeu a boa onze e de futsal, com início previsto para 3 de Março do corrente ano: suspensão. intenção de Hugo. O curso é gratuito, será realizado em período pós-laboral, terá lugar g) - Não sejam portadores de doença ou defeito físico incompatível Com este resultado os em Coimbra e poderá realizar-se em qualquer outro conselho do distrito com a prática da arbitragem; locais ainda cresceram mais e tiveram oportu- de Coimbra desde que o número de candidatos o justifique. h) - Tenham o mínimo de 1,60 metros de altura; nidades mais que sufi- Condições de Admissão i) - Tenham habilitações literárias nacionais mínimas ou equivalentes. cientes para aumentarem 1. Podem solicitar a inscrição para candidatos a árbitros os A título excepcional, devidamente justificado, poderá ser feita a o número do marcador. indivíduos que obedeçam aos seguintes requisitos: inscrição de candidatos nos seguintes casos: No segundo período a a) - Sejam nacionais de um país comunitário ou beneficiem do estatuto a ) - Tenham idade até de trinta e cinco anos, no caso de terem sido equipa do Nogueirense de dupla nacionalidade. praticantes de futebol e que tenham disputado campeonatos oficiais de entrou melhor, pressionou b) - Sejam menores emancipados e ou maiores até à idade de 31 anos. seniores; o último reduto da equipa c) - Residam na área do distrito do Conselho de Arbitragem da b) - Possuindo, pelo menos, o quarto ano do ensino básico, demonstrem da casa e, volvidos apenas ter cultura e desenvolvimento intelectual equivalente à habilitação Associação em que se inscrevem. três minutos, empatou a estabelecida na alínea i) do número anterior: partida, com a maracação d) - Não sofram de incapacidade civil, interdição ou inabilitação. As inscrições poderão ser feitas na Sede da Associação de Futebol de de uma falta que não e) - Não tenham sido condenados, por sentença ou trânsito em julgado, Coimbra (Conselho de Arbitragem). Núcleos ou por e-mail - existiu. por crime doloso com pena de prisão efectiva. cons.arbitragem@afcoimbra.com

×