ADefav Associação para Deficientes da Áudio Visão Projetos Sociais – Professor  Ubajára Soares de Oliveira Aline Cristina ...
<ul><li>Endereço:  Rua Clemente Pereira, 286   </li></ul><ul><li>Bairro:  Ipiranga  CEP:  04216-060   </li></ul><ul><li>Te...
APRESENTAÇÃO <ul><li>Diretoria Executiva:  </li></ul><ul><li>Delida Laura Esther Castellanos Menendez </li></ul><ul><li>Am...
CONTEXTO DO PROJETO <ul><li>Fundada em 1983; </li></ul><ul><li>Entidade filantrópica; </li></ul><ul><li>É formada por pais...
MISSÃO <ul><li>Habilitar e reabilitar, no Brasil os surdocego e multideficiente para serem incluídos na família, na escola...
HISTÓRICO <ul><li>Início em 1983; </li></ul><ul><li>Em 1991, preparou profissionais para atender em período integral os su...
OBJETIVOS <ul><li>Educar o surdocego e o multideficiente para: </li></ul><ul><li>Desenvolver ao máximo o potencial e as ha...
OBJETIVOS ESPECÍFICOS <ul><li>Inserção do aluno em grupos  </li></ul><ul><li>escolares; </li></ul><ul><li>Introdução da ro...
OBJETIVOS ESPECÍFICOS <ul><li>Oportunidades para o </li></ul><ul><li>desenvolvimento de conceitos </li></ul><ul><li>e habi...
UNIVERSO DO PROJETO <ul><li>Surdo cego e multideficiente a partir do nascimento;  </li></ul><ul><li>Instituições de áreas ...
METODOLOGIA DO TRABALHO <ul><li>INTERVENÇÃO PRECOCE (0 A 3 ANOS); </li></ul><ul><li>EDUCAÇÃO INFANTIL (3 A 6 ANOS); </li><...
METODOLOGIA DO TRABALHO <ul><li>SERVIÇO SOCIAL </li></ul><ul><li>PSICOLOGIA </li></ul><ul><li>OFTALMOLOGIA </li></ul><ul><...
OFICINAS PEDAGÓGICAS
ORIENTAÇÃO NA ALIMENTAÇÃO
EDUCAÇÃO FÍSICA ADAPTADA
FISIOTERAPIA
Parcerias
ANÁLISE CRÍTICA <ul><li>Contexto do projeto </li></ul><ul><li>Não é claro; </li></ul><ul><li>Assume o papel de introdução;...
ANÁLISE CRÍTICA <ul><li>JUSTIFICATIVA </li></ul><ul><li>Não foi encontrada; </li></ul><ul><li>Afirma o porquê do projeto s...
ANÁLISE CRÍTICA <ul><li>OBJETIVOS </li></ul><ul><li>Estão compatíveis com o que se pretende alcançar com o projeto; </li><...
ANÁLISE CRÍTICA <ul><li>OBJETIVOS ESPECÍFICOS </li></ul><ul><li>Não podem ser quantificados e/ou </li></ul><ul><li>qualifi...
ANÁLISE CRÍTICA <ul><li>UNIVERSO DO PROJETO </li></ul><ul><li>É bem delimitado, definindo-o entre deficientes, instituiçõe...
ANÁLISE CRÍTICA <ul><li>METAS </li></ul><ul><li>Quantificação dos objetivos; </li></ul><ul><li>Devem ser precisas, claras ...
ANÁLISE CRÍTICA <ul><li>METODOLOGIA </li></ul><ul><li>Apresenta passo a passo os procedimentos e as técnicas; </li></ul><u...
ANÁLISE CRÍTICA <ul><li>CRONOGRAMA </li></ul><ul><li>Item não mencionado; </li></ul><ul><li>Organiza ações necessárias par...
ANÁLISE CRÍTICA <ul><li>ORÇAMENTO </li></ul><ul><li>Item não encontrado no projeto; </li></ul><ul><li>É um item decisivo p...
ANÁLISE CRÍTICA <ul><li>AVALIAÇÃO </li></ul><ul><li>No projeto não foi encontrado este item; </li></ul><ul><li>A entrevist...
CONCLUSÃO <ul><li>O projeto tem viabilidade, aplicabilidade e </li></ul><ul><li>visão estratégica; </li></ul><ul><li>Apres...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

ApresentaçãO A Defav

1.558 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.558
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
22
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

ApresentaçãO A Defav

  1. 1. ADefav Associação para Deficientes da Áudio Visão Projetos Sociais – Professor Ubajára Soares de Oliveira Aline Cristina Corrêa Gomes Edilúcia Martins Silva Araújo Luciana Cristina Costa Raspa Marina Beatriz dos Santos UJST São Paulo/2007
  2. 2. <ul><li>Endereço: Rua Clemente Pereira, 286 </li></ul><ul><li>Bairro: Ipiranga CEP: 04216-060 </li></ul><ul><li>Tel: (011) 6215.0794 / 2274.6745 / 2273.9333 </li></ul><ul><li>Site: www.adefav.org.br </li></ul><ul><li>E-mail: [email_address] </li></ul>Identificação: ADEFAV Associação para Deficientes da Áudio Visão APRESENTAÇÃO
  3. 3. APRESENTAÇÃO <ul><li>Diretoria Executiva: </li></ul><ul><li>Delida Laura Esther Castellanos Menendez </li></ul><ul><li>Amaro - Tesoureira </li></ul><ul><li>Tânia Regina C. Nascimento - Secretaria Executiva </li></ul><ul><li>Diretora Técnica: </li></ul><ul><li>Maria Aparecida Nina Cormedi - Diretora </li></ul><ul><li>Administração: </li></ul><ul><li>Lupércio Stopato da Fonseca </li></ul>
  4. 4. CONTEXTO DO PROJETO <ul><li>Fundada em 1983; </li></ul><ul><li>Entidade filantrópica; </li></ul><ul><li>É formada por pais de alunos, amigos e profissionais da área; </li></ul>
  5. 5. MISSÃO <ul><li>Habilitar e reabilitar, no Brasil os surdocego e multideficiente para serem incluídos na família, na escola e na sociedade por meio de atividades educacionais, terapêuticas, profissionalizantes e de ações da capacitação à comunidade. </li></ul>
  6. 6. HISTÓRICO <ul><li>Início em 1983; </li></ul><ul><li>Em 1991, preparou profissionais para atender em período integral os surdocegos da Adefav; </li></ul><ul><li>Em 2000 foi apresentado um novo projeto para aquisição de um prédio próprio a uma fundação alemã; </li></ul>
  7. 7. OBJETIVOS <ul><li>Educar o surdocego e o multideficiente para: </li></ul><ul><li>Desenvolver ao máximo o potencial e as habilidades do Surdocego e Multideficiente para sua independência, autonomia e participação na família e comunidade. </li></ul><ul><li>Prover capacitação técnica especializada e treinamento personalizado aos profissionais que atuam com Surdocego e Multideficiente no Brasil e América Latina. </li></ul><ul><li>Promover a inserção do surdocego e multideficiente na sociedade, para que tenham seus direitos de cidadãos reconhecidos; </li></ul>
  8. 8. OBJETIVOS ESPECÍFICOS <ul><li>Inserção do aluno em grupos </li></ul><ul><li>escolares; </li></ul><ul><li>Introdução da rotina escolar; </li></ul><ul><li>Comunicação e Linguagem; </li></ul><ul><li>Utilizar os sentidos remanescentes </li></ul><ul><li>de forma funcional; </li></ul>
  9. 9. OBJETIVOS ESPECÍFICOS <ul><li>Oportunidades para o </li></ul><ul><li>desenvolvimento de conceitos </li></ul><ul><li>e habilidades; </li></ul><ul><li>Preparar para próxima </li></ul><ul><li>etapa de educação; </li></ul><ul><li>Inclusão; </li></ul>
  10. 10. UNIVERSO DO PROJETO <ul><li>Surdo cego e multideficiente a partir do nascimento; </li></ul><ul><li>Instituições de áreas afins interessadas em consultorias, supervisões e capacitação dos profissionais; </li></ul><ul><li>Escolas de ensino regular interessadas em implementar programas de educação inclusiva para orientação, supervisão e treinamento de profissionais. </li></ul>
  11. 11. METODOLOGIA DO TRABALHO <ul><li>INTERVENÇÃO PRECOCE (0 A 3 ANOS); </li></ul><ul><li>EDUCAÇÃO INFANTIL (3 A 6 ANOS); </li></ul><ul><li>ACADÊMICO (6 A 12 ANOS); </li></ul><ul><li>ACADÊMICO FUNCIONAL (12 A 18 ANOS); </li></ul><ul><li>ADULTOS (ACIMA DE 18 ANOS); </li></ul>
  12. 12. METODOLOGIA DO TRABALHO <ul><li>SERVIÇO SOCIAL </li></ul><ul><li>PSICOLOGIA </li></ul><ul><li>OFTALMOLOGIA </li></ul><ul><li>CLÍNICA ABERTA À COMUNIDADE </li></ul>
  13. 13. OFICINAS PEDAGÓGICAS
  14. 14. ORIENTAÇÃO NA ALIMENTAÇÃO
  15. 15. EDUCAÇÃO FÍSICA ADAPTADA
  16. 16. FISIOTERAPIA
  17. 17. Parcerias
  18. 18. ANÁLISE CRÍTICA <ul><li>Contexto do projeto </li></ul><ul><li>Não é claro; </li></ul><ul><li>Assume o papel de introdução; </li></ul><ul><li>Apresenta a comunidade a quem se destina, mas não levanta os problemas que a comunidade enfrenta. </li></ul>
  19. 19. ANÁLISE CRÍTICA <ul><li>JUSTIFICATIVA </li></ul><ul><li>Não foi encontrada; </li></ul><ul><li>Afirma o porquê do projeto ser importante; </li></ul><ul><li>Explícita o problema que a comunidade enfrenta; </li></ul>
  20. 20. ANÁLISE CRÍTICA <ul><li>OBJETIVOS </li></ul><ul><li>Estão compatíveis com o que se pretende alcançar com o projeto; </li></ul><ul><li>São benefícios esperados em longo prazo; </li></ul><ul><li>Foram usados verbos de ação para formulação; </li></ul>
  21. 21. ANÁLISE CRÍTICA <ul><li>OBJETIVOS ESPECÍFICOS </li></ul><ul><li>Não podem ser quantificados e/ou </li></ul><ul><li>qualificados; </li></ul><ul><li>Definir metas parciais e finais para o projeto; </li></ul><ul><li>Devem especificar mudanças concretas no comportamento, condições ou situações; </li></ul><ul><li>Contribuir para o objetivo geral definido; </li></ul>
  22. 22. ANÁLISE CRÍTICA <ul><li>UNIVERSO DO PROJETO </li></ul><ul><li>É bem delimitado, definindo-o entre deficientes, instituições que trabalham com deficientes e necessitam de monitoria, profissionais interessados em supervisão e escolas regulares. </li></ul>
  23. 23. ANÁLISE CRÍTICA <ul><li>METAS </li></ul><ul><li>Quantificação dos objetivos; </li></ul><ul><li>Devem ser precisas, claras e mensuráveis; </li></ul><ul><li>Metas estabelecidas permitem fazer a comparação com resultados para saber se os objetivos foram alcançados; </li></ul>
  24. 24. ANÁLISE CRÍTICA <ul><li>METODOLOGIA </li></ul><ul><li>Apresenta passo a passo os procedimentos e as técnicas; </li></ul><ul><li>As atividades foram descritas claramente; </li></ul><ul><li>Descreveu como acontece o trabalho com os benefícios; </li></ul>
  25. 25. ANÁLISE CRÍTICA <ul><li>CRONOGRAMA </li></ul><ul><li>Item não mencionado; </li></ul><ul><li>Organiza ações necessárias para realizar os objetivos; </li></ul><ul><li>É possível avaliar o sucesso de um projeto; </li></ul>
  26. 26. ANÁLISE CRÍTICA <ul><li>ORÇAMENTO </li></ul><ul><li>Item não encontrado no projeto; </li></ul><ul><li>É um item decisivo para aprovação do projeto; </li></ul><ul><li>Deve ser claro, objetivo e suficientemente detalhado; </li></ul><ul><li>Deve ser compatível com o conjunto do projeto; </li></ul>
  27. 27. ANÁLISE CRÍTICA <ul><li>AVALIAÇÃO </li></ul><ul><li>No projeto não foi encontrado este item; </li></ul><ul><li>A entrevista relatou que a avaliação é feita </li></ul><ul><li>semestralmente; </li></ul><ul><li>É necessário um julgamento de valor através da avaliação; </li></ul><ul><li>Avaliar um projeto é avaliar um modelo de intervenção; </li></ul>
  28. 28. CONCLUSÃO <ul><li>O projeto tem viabilidade, aplicabilidade e </li></ul><ul><li>visão estratégica; </li></ul><ul><li>Apresenta um problema real na sociedade; </li></ul><ul><li>Flexibilidade do projeto; </li></ul><ul><li>Quanto a realização do projeto; </li></ul>

×