SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 12
UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ
DEPARTAMENTO DE CIENCIAS EXATAS E TECNOLOGICAS-DCET
GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA ELÉTRICA
EDINALDO QUINTELA DOS SANTOS DE ANDRADE
ALEX SANDRO SALES DA SILVA
RELATÓRIO DE EXPERIMENTO DE TEORIA ELETROMAGNETICA
ONDAS ELETROMAGNETICAS: EXPERIMENTO DE HERTZ
MACAPÁ
2016
UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ
DEPARTAMENTO DE CIENCIAS EXATAS E TECNOLOGICAS-DCET
GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA ELÉTRICA
EDINALDO QUINTELA DOS SANTOS DE ANDRADE
ALEX SANDRO SALES DA SILVA
Relatório a ser apresentado como requisito
avaliativo parcial para obtenção de aprovação
na disciplina de Teoria Eletromagnética, no
curso de Engenharia Elétrica, na universidade
Federal do Amapá.
MACAPÁ
2016
Resumo: A elaboração de experimentos educacionais na disciplina Teoria Eletromagnética
da UNIFAP visam estimular o aluno na aquisição de conhecimentos e compreensão de
conceitos, unindo o conhecimento teórico ministrado em sala de aula, com elaboração de
experimentos práticos, baseados na metodologia de ensino, Aprendizagem Baseada em
Problemas (APB). Este experimento visa verificar a validade dos conceitos de
eletromagnetismo utilizando os princípios das Leis de Maxwell, que em geral são de difícil
assimilação, explorar de forma sucinta a construção e funcionamento de transmissão e
recepção de ondas eletromagnéticas, através de um modelo didático onde se podem observar
experimentalmente os fenômenos de transmissão, propagação e recepção de ondas
eletromagnéticas. Utilizando-se de um modelo similar ao utilizado pelo alemão Heinrich
Hertz para provar a existência das ondas eletromagnéticas previstas na teoria de James
Clerk Maxwell. O principio é baseado em um arco-elétrico gerado entre dois eletrodos
isolados, de forma que o mesmo produza um campo elétrico variável no tempo que por sua
vez causará uma perturbação na área ao redor do emissor, em todas as direções. Essa
perturbação é a onda eletromagnética que será captada por eletrodos similares e que
transformará essa em corrente elétrica fazendo o efeito luminescente em uma lâmpada de
Néon.
Palavras-chaves: Ondas Eletromagnéticas, Transmissão, Recepção, Lei de Maxwell.
Sumário
Sumário.......................................................................................................................................4
2. DESENVOLVIMENTO.........................................................................................................5
3. TEORIA..................................................................................................................................6
........................................................................................................7
Tais leis confirmam que um campo elétrico variante no tempo gera um campo magnético
também variante e vice e versa. E o experimento desse trabalho se baseia nesse fenômeno,
onde o campo dos eletrodos será bruscamente perturbado por uma centelha de alta tensão
entre o gap, gerando um campo magnético variante e por sua vez gera a propagação da onda
conforme a figura 1. ...................................................................................................................7
3.1 Ondas Eletromagnéticas........................................................................................................7
4 GERADOR DE ARCO ELÉTRICO.......................................................................................7
4.1 Descrição detalhada .............................................................................................................8
5 EXPERIMENTO.....................................................................................................................9
5.1 Objetivos.............................................................................................................................10
5.2 Material Utilizado e Especificações Técnicas....................................................................10
6 CONCLUSÕES.....................................................................................................................10
7 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:.................................................................................11
ANEXOS ................................................................................................................12
5
1. INTRODUÇÃO
A disciplina teoria eletromagnética para engenheiros tem como requisito do Curso de
engenharia elétrica da Universidade Federal do Amapá, sendo uma disciplina que consta na
grade curricular do curso sendo utilizado como instrumento obrigatório para obtenção da
conclusão de curso de formação em bacharelado em engenharia elétrica nível superior, na
forma da lei do Ministério da Educação.
A atividade da disciplina se desenvolve de maneira complementar, tendo em vistas a
preparação para o trabalho do futuro engenheiro, induzindo discente ao trabalho pratico,
aplicando os conhecimentos teóricos adquiridos em sala de aula, na intenção de fornecer aos
acadêmicos estudantes de engenharia elétrica das devidas condições para realizar o trabalho
de engenheiro eletricista com competência técnica e teórica necessária.
2. DESENVOLVIMENTO
O primeiro pesquisador que estabeleceu a equivalência entre luz e propagação
eletromagnética foi o físico e matemático escocês James Clerk Maxwell em 1865, Maxwell
propôs que os campos eléctricos e magnéticos se propagam com a velocidade da luz no vácuo
e que a luz poderia ser um tipo de onda eletromagnética. Tais descobertas foram feitas por
meios de cálculos complexos, que permitiram a elaboração de suas equações do
eletromagnetismo. Nas décadas seguintes inúmeros cientistas tentaram comprovar na pratica
tal teoria, todavia a comunidade cientifica ainda olhava para as descobertas de Maxwell com
certa descrença, até que em 1888 o professor Heinrich Hertz conseguiu comprovar de forma
inquestionável a existência das ondas eletromagnéticas. Através de sua experiência que
utilizava instrumentos de laboratório, como Oscilador de Hertz, o aparelho que usava era
formado por duas grandes esferas metálicas ligadas por um condutor retilíneo interrompido
por um faiscador - constituído por duas esferas metálicas menores (gap). Continha uma
Bobina de Ruhmkorff, Chave interruptora e uma Garrafa de Leyden, ele conseguiu produzir
uma centelha entre um “gap”. Em frente ao equipamento Hertz posicionou uma argola aberta
com duas esferas nas extremidades, e verificou que quando a centelha do oscilador era
produzida o uma centelha também era gerada entre a abertura da argola. O elo entre os
6
campos elétricos variáveis e campos magnéticos variáveis estavam descoberto, as ondas
eletromagnéticas previstas por Maxwell.
3. TEORIA
As ondas eletromagnéticas podem transportar energia ou informações, são meios de
propagação. Duas partes interdependentes entre si formam a onda eletromagnética, o campo
eléctrico, E, e o campo magnético, B. Não é possível observar diretamente o campo eléctrico
e o campo magnético, a representação artificial da onda está indicada na figura abaixo, o
campo eléctrico está variando em função de y, e o campo magnético está variando em função
de x. Estes campos evoluem no espaço como uma onda, daí a designação de “onda
eletromagnética”.
Figura 1: Onda Eletromagnética
O produto vetorial destes dois campos resulta na densidade de potência, S. A onda
eletromagnética pode ser criada por uma corrente elétrica variável no tempo, conforme prevê
a terceira e quarta equações de Maxwell.
7
Figura 2
J
t
E
B +
∂
∂
−=×∇
t
B
E
∂
∂
−=×∇
Equação de Maxwell, Lei de Faraday. Equação de Maxwell, Lei de Gauss.
Tais leis confirmam que um campo elétrico variante no tempo gera um campo
magnético também variante e vice e versa. E o experimento desse trabalho se baseia nesse
fenômeno, onde o campo dos eletrodos será bruscamente perturbado por uma centelha de alta
tensão entre o gap, gerando um campo magnético variante e por sua vez gera a propagação da
onda conforme a figura 1.
3.1 Ondas Eletromagnéticas
Em seus experimentos com ondas eletromagnéticas, Hertz foi capaz de induzir uma
corrente em uma espira através do espaço e induzir um corrente numa espira isolada do
circuito. A relação entre a variação do fluxo de campo ( Φ) na espira e o campo elétrico
perturbado (E) é conhecida como Lei de Faraday:
dt
d
dlE
L
Φ
−=⋅∫
Usando o teorema de Stocks temos: que é uma das Leis de Maxwell.
t
B
E
∂
∂
−=×∇
4 GERADOR DE ARCO ELÉTRICO
8
No experimento de Hertz foi utilizado um circuito oscilador LC para gerar a centelha,
onde a Garrafa de Leyden era o capacitor e a Bobina de Rhumkorff o indutor que oscilavam
quando a chave era acionada. Similar à figura 3.
Figura 3.
Utilizando os conceitos apresentados acima podemos compreender o que os eletrodos
que recebem a alta tensão são uma espécie de antena transmissora de ondas eletromagnéticas.
E os eletrodos distantes funcionam como a antena receptora do experimento, a energia
recebida pelo receptor deve ser capaz de acender uma lâmpada de Néon NE2. A centelha é
gerada por um acendedor elétrico manual.
Figura 4, Experimento.
Este tem como demonstrar visualmente a propagação da energia de um ponto a outro sem a
utilização de condutores. As experiências de Hertz mostraram que as ondas eletromagnéticas
podem ser refletidas, refratadas ou polarizadas.
4.1 Descrição detalhada
9
O experimento é constituído das seguintes partes fundamentais:
Transmissor: esta parte constitui os eletrodos que serão excitados pelo acendedor
elétrico manual que produzirá a centelha, os eletrodos estão envoltos em papel alumínio em
retângulos de 7,5 cm x 5 cm, para melhorar a propagação da onda. Cada eletrodo tem 46 cm,
tanto o transmissor quanto o receptor.
O gap (espaçamento entre os eletrodos) é de aproximadamente 0.5 cm em cada
conjunto de eletrodos.
O receptor tem dimensões idênticas ao do transmissor para garantir a ressonância
elétrica dos dois conjuntos, a lâmpada de Néon no receptor é do modelo NE2 que acende com
50 voltes em corrente alternada. A lâmpada de Néon foi escolhida pois a mesma ascende com
baixa corrente e possui impedância negativa.
4.2 Funcionamentos do Gerador Elétrico
No momento que o acendedor é acionado uma centelha ocorre no “Gap”, devido à alta
tensão nos terminais dos eletrodos, que ioniza o ar e rompe a barreira do dielétrico. Cada vez
que é produzida uma centelha no aparelho uma corrente oscilatória ocorre nos terminais, isso
provoca a mudança de polaridade do campo elétrico em uma frequência altíssima.
Esse efeito força que as linhas de força elétrica se movam para fora, no espaço
circundante propagando-se radialmente, até que atinja o receptor e por sua vez produza uma
corrente que varia na mesma direção da corrente no transmissor e ascenda a lâmpada de
Néon.
Figura 5: Modelo de propagação.
5 EXPERIMENTO
10
O experimento descrito a seguir visa expor os conceitos apresentados acima utilizando um
Experimento de Hertz didático.
O gerador construído é de fácil construção e operação. Basta para ligar os conectores
jacaré nos eletrodos de transmissão e acionar o acendedor elétrico, nesse momento o circuito
produz as ondas eletromagnéticas que produzem a corrente que ascenderá a lâmpada de néon.
Os testes funcionaram corretamente e após observações com osciloscópio constatou-se
o pulso fornece a frequência de ???? Hz.
5.1 Objetivos
Seguindo o procedimento descrito acima se espera que sejam observados os conceitos de
eletromagnetismo, que muitas vezes são de difícil assimilação. O objetivo principal é que seja
demonstrada a existência das ondas eletromagnéticas e que aluno explore as características do
mesmo. Deve-se destacar que o experimento não possui objetivos quantitativos, visando
apenas uma ilustração qualitativa dos conceitos abordados.
5.2 Material Utilizado e Especificações Técnicas
Componentes Quantidade Descrição Valor
Hastes de Cobre 4 43 cm -
Papel Alumínio 1 Folha -
Estrutura de Madeira 2 -
Fio de Cobre 1 Metro -
Acendedor Elétrico 1 -
Lâmpada de Néon 1 NE2 -
Garra de Jacaré 2 -
6 CONCLUSÕES
A importância da descoberta das ondas eletromagnéticas foi primordial para o
desenvolvimento humano. Sua importância dificilmente pode ser subestimada. Praticamente
todos os dispositivos modernos que realizam algum tipo de tarefa graças às ondas
eletromagnéticas. e que dependem de energia elétrica utilizam os mesmos princípios descritos
aqui Atualmente diversos tipos de geradores já foram desenvolvidos, como geradores de
usinas hidrelétricas, termelétricas, geradores automotivos, por exemplo. Os conceitos físicos
11
7 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:
SADIKU, M. N. O. Elementos de Eletromagnetismo, 2004.
http://www.feiradeciencias.com.br/sala12/12_HC12.asp
https://sites.google.com/site/medea2010esdmibeja/hertzianos/hertz-e-a-descoberta-das-ondas-
electromagneticas
12
ANEXOS

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Electrostatica Campo Electrico
Electrostatica Campo ElectricoElectrostatica Campo Electrico
Electrostatica Campo ElectricoCarlos Portela
 
Campo elétrico e linhas de forças
Campo elétrico e linhas de forçasCampo elétrico e linhas de forças
Campo elétrico e linhas de forçasDenise Marinho
 
Curso eletricista básico iniciante abril 2011
Curso eletricista básico iniciante   abril 2011Curso eletricista básico iniciante   abril 2011
Curso eletricista básico iniciante abril 2011Marcio Roberto Patelli
 
Conceitos básicos de eletricidade
Conceitos básicos de eletricidadeConceitos básicos de eletricidade
Conceitos básicos de eletricidadeFernando Pereira
 
Física 3º ano ensino médio campo elétrico
Física 3º ano  ensino médio   campo elétricoFísica 3º ano  ensino médio   campo elétrico
Física 3º ano ensino médio campo elétricoTiago Gomes da Silva
 
Fundamentos da eletricidade - Conceitos básicos
Fundamentos da eletricidade - Conceitos básicosFundamentos da eletricidade - Conceitos básicos
Fundamentos da eletricidade - Conceitos básicosRobson Josué Molgaro
 
Força Eletromagnética
Força EletromagnéticaForça Eletromagnética
Força EletromagnéticaKiller Max
 
Aulão pré prova enem física ciências da natureza
Aulão pré prova enem física ciências da naturezaAulão pré prova enem física ciências da natureza
Aulão pré prova enem física ciências da naturezaFabricio Scheffer
 
Relatório Potência, Resistência, Resistividade
Relatório Potência, Resistência, ResistividadeRelatório Potência, Resistência, Resistividade
Relatório Potência, Resistência, ResistividadeVictor Said
 
Lista 27 magnetismo e fontes de campo
Lista 27 magnetismo e fontes de campoLista 27 magnetismo e fontes de campo
Lista 27 magnetismo e fontes de camporodrigoateneu
 
Introdução a Eletricidade
Introdução a EletricidadeIntrodução a Eletricidade
Introdução a EletricidadeBruno Strik
 
Eletricidade básica(residencial)
Eletricidade básica(residencial)Eletricidade básica(residencial)
Eletricidade básica(residencial)Rafael Flores
 
Escola secundaria Ndambine 2000
Escola secundaria Ndambine 2000Escola secundaria Ndambine 2000
Escola secundaria Ndambine 2000Tembe1988
 
Como funciona a eletricidade
Como funciona a eletricidadeComo funciona a eletricidade
Como funciona a eletricidadeEverton Moura
 

Mais procurados (20)

Electrostatica Campo Electrico
Electrostatica Campo ElectricoElectrostatica Campo Electrico
Electrostatica Campo Electrico
 
Campo elétrico e linhas de forças
Campo elétrico e linhas de forçasCampo elétrico e linhas de forças
Campo elétrico e linhas de forças
 
Curso eletricista básico iniciante abril 2011
Curso eletricista básico iniciante   abril 2011Curso eletricista básico iniciante   abril 2011
Curso eletricista básico iniciante abril 2011
 
Conceitos básicos de eletricidade
Conceitos básicos de eletricidadeConceitos básicos de eletricidade
Conceitos básicos de eletricidade
 
Eletrostática
EletrostáticaEletrostática
Eletrostática
 
Física 3º ano ensino médio campo elétrico
Física 3º ano  ensino médio   campo elétricoFísica 3º ano  ensino médio   campo elétrico
Física 3º ano ensino médio campo elétrico
 
Biografia 2 blog
Biografia 2 blogBiografia 2 blog
Biografia 2 blog
 
Fundamentos da eletricidade - Conceitos básicos
Fundamentos da eletricidade - Conceitos básicosFundamentos da eletricidade - Conceitos básicos
Fundamentos da eletricidade - Conceitos básicos
 
Eletricidade basica
Eletricidade basicaEletricidade basica
Eletricidade basica
 
Força Eletromagnética
Força EletromagnéticaForça Eletromagnética
Força Eletromagnética
 
Aulão pré prova enem física ciências da natureza
Aulão pré prova enem física ciências da naturezaAulão pré prova enem física ciências da natureza
Aulão pré prova enem física ciências da natureza
 
Relatório Potência, Resistência, Resistividade
Relatório Potência, Resistência, ResistividadeRelatório Potência, Resistência, Resistividade
Relatório Potência, Resistência, Resistividade
 
Lista 27 magnetismo e fontes de campo
Lista 27 magnetismo e fontes de campoLista 27 magnetismo e fontes de campo
Lista 27 magnetismo e fontes de campo
 
Introdução a Eletricidade
Introdução a EletricidadeIntrodução a Eletricidade
Introdução a Eletricidade
 
Teste transformador
Teste transformadorTeste transformador
Teste transformador
 
Eletricidade básica(residencial)
Eletricidade básica(residencial)Eletricidade básica(residencial)
Eletricidade básica(residencial)
 
Potência e energia
Potência e energiaPotência e energia
Potência e energia
 
011
011011
011
 
Escola secundaria Ndambine 2000
Escola secundaria Ndambine 2000Escola secundaria Ndambine 2000
Escola secundaria Ndambine 2000
 
Como funciona a eletricidade
Como funciona a eletricidadeComo funciona a eletricidade
Como funciona a eletricidade
 

Destaque

Konstruksi perspektif
Konstruksi perspektifKonstruksi perspektif
Konstruksi perspektifNazwar Nazwar
 
The Black Tulips Task Analysis
The Black Tulips   Task AnalysisThe Black Tulips   Task Analysis
The Black Tulips Task Analysisvalilly
 
印度天天出軟體天才,我們天天
印度天天出軟體天才,我們天天印度天天出軟體天才,我們天天
印度天天出軟體天才,我們天天xu3rmp4fu6
 
Info Literacy Presentation - Smith, D.
Info Literacy Presentation   - Smith, D.Info Literacy Presentation   - Smith, D.
Info Literacy Presentation - Smith, D.guesteb5a375
 
Eapa2009info
Eapa2009infoEapa2009info
Eapa2009infoEAPAGA
 
الحياة الثقافية فى مصر تحت حكم البطالمة
الحياة الثقافية فى مصر تحت حكم البطالمةالحياة الثقافية فى مصر تحت حكم البطالمة
الحياة الثقافية فى مصر تحت حكم البطالمةMomo15
 
الأهرامات
الأهراماتالأهرامات
الأهراماتMomo15
 

Destaque (13)

Konstruksi perspektif
Konstruksi perspektifKonstruksi perspektif
Konstruksi perspektif
 
The Black Tulips Task Analysis
The Black Tulips   Task AnalysisThe Black Tulips   Task Analysis
The Black Tulips Task Analysis
 
印度天天出軟體天才,我們天天
印度天天出軟體天才,我們天天印度天天出軟體天才,我們天天
印度天天出軟體天才,我們天天
 
A Christmas Story
A Christmas StoryA Christmas Story
A Christmas Story
 
Info Literacy Presentation - Smith, D.
Info Literacy Presentation   - Smith, D.Info Literacy Presentation   - Smith, D.
Info Literacy Presentation - Smith, D.
 
Eapa2009info
Eapa2009infoEapa2009info
Eapa2009info
 
A Christmas Story2
A Christmas Story2A Christmas Story2
A Christmas Story2
 
Clothing Design
Clothing DesignClothing Design
Clothing Design
 
الحياة الثقافية فى مصر تحت حكم البطالمة
الحياة الثقافية فى مصر تحت حكم البطالمةالحياة الثقافية فى مصر تحت حكم البطالمة
الحياة الثقافية فى مصر تحت حكم البطالمة
 
الأهرامات
الأهراماتالأهرامات
الأهرامات
 
Pitch BestPoint - Campus Party
Pitch BestPoint - Campus PartyPitch BestPoint - Campus Party
Pitch BestPoint - Campus Party
 
Pitch AcheSeuEstúdio - Campus Party
Pitch AcheSeuEstúdio - Campus PartyPitch AcheSeuEstúdio - Campus Party
Pitch AcheSeuEstúdio - Campus Party
 
A Christmas Story
A Christmas StoryA Christmas Story
A Christmas Story
 

Semelhante a Relat.experimental teoria eletromagnetica

Meu trabalho fisica
Meu trabalho fisicaMeu trabalho fisica
Meu trabalho fisicastarolive
 
Eletromagnetismo meu trabalho
Eletromagnetismo   meu trabalhoEletromagnetismo   meu trabalho
Eletromagnetismo meu trabalhoKamylla Xavier
 
Pratica 2 - Carga específica do Elétron
Pratica 2 - Carga específica do ElétronPratica 2 - Carga específica do Elétron
Pratica 2 - Carga específica do ElétronElissandro Mendes
 
APRESENTAÇÃO.pptx
APRESENTAÇÃO.pptxAPRESENTAÇÃO.pptx
APRESENTAÇÃO.pptxJoaquimSimo2
 
Eletrodinâmica computacional
Eletrodinâmica computacionalEletrodinâmica computacional
Eletrodinâmica computacionalFelipe De Almeida
 
Experiencia-de-Oersted 1.pptx
Experiencia-de-Oersted 1.pptxExperiencia-de-Oersted 1.pptx
Experiencia-de-Oersted 1.pptxNayaraMelo23
 
Aula 4 eletromagnetismo[2]
Aula 4 eletromagnetismo[2]Aula 4 eletromagnetismo[2]
Aula 4 eletromagnetismo[2]flaviomenesantos
 
Propagação_Básica_Rev1
Propagação_Básica_Rev1Propagação_Básica_Rev1
Propagação_Básica_Rev1paulo_campolina
 
INSTITUTO_FEDERAL_DE_EDUCACAO_CIENCIA_E.pdf
INSTITUTO_FEDERAL_DE_EDUCACAO_CIENCIA_E.pdfINSTITUTO_FEDERAL_DE_EDUCACAO_CIENCIA_E.pdf
INSTITUTO_FEDERAL_DE_EDUCACAO_CIENCIA_E.pdfSergio Ricardo Nobre
 
Aula eletrodinâmica (estágio supervisionado ii)
Aula   eletrodinâmica (estágio supervisionado ii)Aula   eletrodinâmica (estágio supervisionado ii)
Aula eletrodinâmica (estágio supervisionado ii)Junilsonjunilsonmadu
 
Campos Magnéticos Produzidos por Correntes Elétricas - Hesnick - Eng. Produçã...
Campos Magnéticos Produzidos por Correntes Elétricas - Hesnick - Eng. Produçã...Campos Magnéticos Produzidos por Correntes Elétricas - Hesnick - Eng. Produçã...
Campos Magnéticos Produzidos por Correntes Elétricas - Hesnick - Eng. Produçã...Domingos Armindo Rolim Neto
 
Magnetismo 130924182201-phpapp01
Magnetismo 130924182201-phpapp01Magnetismo 130924182201-phpapp01
Magnetismo 130924182201-phpapp01Wanderson Batista
 
Comunicacoesaolongodotempo
ComunicacoesaolongodotempoComunicacoesaolongodotempo
ComunicacoesaolongodotempoPelo Siro
 
Ondas eletromagnéticas
Ondas eletromagnéticasOndas eletromagnéticas
Ondas eletromagnéticasJohn Joseph
 
Experimento corrente induzida
Experimento corrente induzidaExperimento corrente induzida
Experimento corrente induzidaMarcos Resal
 

Semelhante a Relat.experimental teoria eletromagnetica (20)

Meu trabalho fisica
Meu trabalho fisicaMeu trabalho fisica
Meu trabalho fisica
 
Eletromagnetismo
EletromagnetismoEletromagnetismo
Eletromagnetismo
 
Eletromagnetismo meu trabalho
Eletromagnetismo   meu trabalhoEletromagnetismo   meu trabalho
Eletromagnetismo meu trabalho
 
Pratica 2 - Carga específica do Elétron
Pratica 2 - Carga específica do ElétronPratica 2 - Carga específica do Elétron
Pratica 2 - Carga específica do Elétron
 
Eletromagnetismo apo[1]
Eletromagnetismo apo[1]Eletromagnetismo apo[1]
Eletromagnetismo apo[1]
 
APRESENTAÇÃO.pptx
APRESENTAÇÃO.pptxAPRESENTAÇÃO.pptx
APRESENTAÇÃO.pptx
 
Eletrodinâmica computacional
Eletrodinâmica computacionalEletrodinâmica computacional
Eletrodinâmica computacional
 
Experiencia-de-Oersted 1.pptx
Experiencia-de-Oersted 1.pptxExperiencia-de-Oersted 1.pptx
Experiencia-de-Oersted 1.pptx
 
Aula 4 eletromagnetismo[2]
Aula 4 eletromagnetismo[2]Aula 4 eletromagnetismo[2]
Aula 4 eletromagnetismo[2]
 
Propagação_Básica_Rev1
Propagação_Básica_Rev1Propagação_Básica_Rev1
Propagação_Básica_Rev1
 
Eletromagnetismo
EletromagnetismoEletromagnetismo
Eletromagnetismo
 
INSTITUTO_FEDERAL_DE_EDUCACAO_CIENCIA_E.pdf
INSTITUTO_FEDERAL_DE_EDUCACAO_CIENCIA_E.pdfINSTITUTO_FEDERAL_DE_EDUCACAO_CIENCIA_E.pdf
INSTITUTO_FEDERAL_DE_EDUCACAO_CIENCIA_E.pdf
 
ELECTROTECNIAAULAS.pdf
ELECTROTECNIAAULAS.pdfELECTROTECNIAAULAS.pdf
ELECTROTECNIAAULAS.pdf
 
Aula eletrodinâmica (estágio supervisionado ii)
Aula   eletrodinâmica (estágio supervisionado ii)Aula   eletrodinâmica (estágio supervisionado ii)
Aula eletrodinâmica (estágio supervisionado ii)
 
Campos Magnéticos Produzidos por Correntes Elétricas - Hesnick - Eng. Produçã...
Campos Magnéticos Produzidos por Correntes Elétricas - Hesnick - Eng. Produçã...Campos Magnéticos Produzidos por Correntes Elétricas - Hesnick - Eng. Produçã...
Campos Magnéticos Produzidos por Correntes Elétricas - Hesnick - Eng. Produçã...
 
Magnetismo 130924182201-phpapp01
Magnetismo 130924182201-phpapp01Magnetismo 130924182201-phpapp01
Magnetismo 130924182201-phpapp01
 
Comunicacoesaolongodotempo
ComunicacoesaolongodotempoComunicacoesaolongodotempo
Comunicacoesaolongodotempo
 
Ondas eletromagnéticas
Ondas eletromagnéticasOndas eletromagnéticas
Ondas eletromagnéticas
 
Experimento corrente induzida
Experimento corrente induzidaExperimento corrente induzida
Experimento corrente induzida
 
O eletromagnetismo
O eletromagnetismoO eletromagnetismo
O eletromagnetismo
 

Último

Tecnólogo em Mecatrônica - Universidade Anhanguera
Tecnólogo em Mecatrônica - Universidade AnhangueraTecnólogo em Mecatrônica - Universidade Anhanguera
Tecnólogo em Mecatrônica - Universidade AnhangueraGuilhermeLucio9
 
A Importância dos EPI's no trabalho e no dia a dia laboral
A Importância dos EPI's no trabalho e no dia a dia laboralA Importância dos EPI's no trabalho e no dia a dia laboral
A Importância dos EPI's no trabalho e no dia a dia laboralFranciscaArrudadaSil
 
Eletricista instalador - Senai Almirante Tamandaré
Eletricista instalador - Senai Almirante TamandaréEletricista instalador - Senai Almirante Tamandaré
Eletricista instalador - Senai Almirante TamandaréGuilhermeLucio9
 
LEAN SIX SIGMA - Garantia da qualidade e segurança
LEAN SIX SIGMA - Garantia da qualidade e segurançaLEAN SIX SIGMA - Garantia da qualidade e segurança
LEAN SIX SIGMA - Garantia da qualidade e segurançaGuilhermeLucio9
 
Livro Vibrações Mecânicas - Rao Singiresu - 4ª Ed.pdf
Livro Vibrações Mecânicas - Rao Singiresu - 4ª Ed.pdfLivro Vibrações Mecânicas - Rao Singiresu - 4ª Ed.pdf
Livro Vibrações Mecânicas - Rao Singiresu - 4ª Ed.pdfSamuel Ramos
 
DESTRAVANDO O NOVO EDITAL DA CAIXA ECONOMICA
DESTRAVANDO O NOVO EDITAL DA CAIXA ECONOMICADESTRAVANDO O NOVO EDITAL DA CAIXA ECONOMICA
DESTRAVANDO O NOVO EDITAL DA CAIXA ECONOMICAPabloVinicius40
 
Treinamento de NR06 Equipamento de Proteção Individual
Treinamento de NR06 Equipamento de Proteção IndividualTreinamento de NR06 Equipamento de Proteção Individual
Treinamento de NR06 Equipamento de Proteção Individualpablocastilho3
 

Último (7)

Tecnólogo em Mecatrônica - Universidade Anhanguera
Tecnólogo em Mecatrônica - Universidade AnhangueraTecnólogo em Mecatrônica - Universidade Anhanguera
Tecnólogo em Mecatrônica - Universidade Anhanguera
 
A Importância dos EPI's no trabalho e no dia a dia laboral
A Importância dos EPI's no trabalho e no dia a dia laboralA Importância dos EPI's no trabalho e no dia a dia laboral
A Importância dos EPI's no trabalho e no dia a dia laboral
 
Eletricista instalador - Senai Almirante Tamandaré
Eletricista instalador - Senai Almirante TamandaréEletricista instalador - Senai Almirante Tamandaré
Eletricista instalador - Senai Almirante Tamandaré
 
LEAN SIX SIGMA - Garantia da qualidade e segurança
LEAN SIX SIGMA - Garantia da qualidade e segurançaLEAN SIX SIGMA - Garantia da qualidade e segurança
LEAN SIX SIGMA - Garantia da qualidade e segurança
 
Livro Vibrações Mecânicas - Rao Singiresu - 4ª Ed.pdf
Livro Vibrações Mecânicas - Rao Singiresu - 4ª Ed.pdfLivro Vibrações Mecânicas - Rao Singiresu - 4ª Ed.pdf
Livro Vibrações Mecânicas - Rao Singiresu - 4ª Ed.pdf
 
DESTRAVANDO O NOVO EDITAL DA CAIXA ECONOMICA
DESTRAVANDO O NOVO EDITAL DA CAIXA ECONOMICADESTRAVANDO O NOVO EDITAL DA CAIXA ECONOMICA
DESTRAVANDO O NOVO EDITAL DA CAIXA ECONOMICA
 
Treinamento de NR06 Equipamento de Proteção Individual
Treinamento de NR06 Equipamento de Proteção IndividualTreinamento de NR06 Equipamento de Proteção Individual
Treinamento de NR06 Equipamento de Proteção Individual
 

Relat.experimental teoria eletromagnetica

  • 1. UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ DEPARTAMENTO DE CIENCIAS EXATAS E TECNOLOGICAS-DCET GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA ELÉTRICA EDINALDO QUINTELA DOS SANTOS DE ANDRADE ALEX SANDRO SALES DA SILVA RELATÓRIO DE EXPERIMENTO DE TEORIA ELETROMAGNETICA ONDAS ELETROMAGNETICAS: EXPERIMENTO DE HERTZ MACAPÁ 2016
  • 2. UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ DEPARTAMENTO DE CIENCIAS EXATAS E TECNOLOGICAS-DCET GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA ELÉTRICA EDINALDO QUINTELA DOS SANTOS DE ANDRADE ALEX SANDRO SALES DA SILVA Relatório a ser apresentado como requisito avaliativo parcial para obtenção de aprovação na disciplina de Teoria Eletromagnética, no curso de Engenharia Elétrica, na universidade Federal do Amapá. MACAPÁ 2016
  • 3. Resumo: A elaboração de experimentos educacionais na disciplina Teoria Eletromagnética da UNIFAP visam estimular o aluno na aquisição de conhecimentos e compreensão de conceitos, unindo o conhecimento teórico ministrado em sala de aula, com elaboração de experimentos práticos, baseados na metodologia de ensino, Aprendizagem Baseada em Problemas (APB). Este experimento visa verificar a validade dos conceitos de eletromagnetismo utilizando os princípios das Leis de Maxwell, que em geral são de difícil assimilação, explorar de forma sucinta a construção e funcionamento de transmissão e recepção de ondas eletromagnéticas, através de um modelo didático onde se podem observar experimentalmente os fenômenos de transmissão, propagação e recepção de ondas eletromagnéticas. Utilizando-se de um modelo similar ao utilizado pelo alemão Heinrich Hertz para provar a existência das ondas eletromagnéticas previstas na teoria de James Clerk Maxwell. O principio é baseado em um arco-elétrico gerado entre dois eletrodos isolados, de forma que o mesmo produza um campo elétrico variável no tempo que por sua vez causará uma perturbação na área ao redor do emissor, em todas as direções. Essa perturbação é a onda eletromagnética que será captada por eletrodos similares e que transformará essa em corrente elétrica fazendo o efeito luminescente em uma lâmpada de Néon. Palavras-chaves: Ondas Eletromagnéticas, Transmissão, Recepção, Lei de Maxwell.
  • 4. Sumário Sumário.......................................................................................................................................4 2. DESENVOLVIMENTO.........................................................................................................5 3. TEORIA..................................................................................................................................6 ........................................................................................................7 Tais leis confirmam que um campo elétrico variante no tempo gera um campo magnético também variante e vice e versa. E o experimento desse trabalho se baseia nesse fenômeno, onde o campo dos eletrodos será bruscamente perturbado por uma centelha de alta tensão entre o gap, gerando um campo magnético variante e por sua vez gera a propagação da onda conforme a figura 1. ...................................................................................................................7 3.1 Ondas Eletromagnéticas........................................................................................................7 4 GERADOR DE ARCO ELÉTRICO.......................................................................................7 4.1 Descrição detalhada .............................................................................................................8 5 EXPERIMENTO.....................................................................................................................9 5.1 Objetivos.............................................................................................................................10 5.2 Material Utilizado e Especificações Técnicas....................................................................10 6 CONCLUSÕES.....................................................................................................................10 7 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:.................................................................................11 ANEXOS ................................................................................................................12
  • 5. 5 1. INTRODUÇÃO A disciplina teoria eletromagnética para engenheiros tem como requisito do Curso de engenharia elétrica da Universidade Federal do Amapá, sendo uma disciplina que consta na grade curricular do curso sendo utilizado como instrumento obrigatório para obtenção da conclusão de curso de formação em bacharelado em engenharia elétrica nível superior, na forma da lei do Ministério da Educação. A atividade da disciplina se desenvolve de maneira complementar, tendo em vistas a preparação para o trabalho do futuro engenheiro, induzindo discente ao trabalho pratico, aplicando os conhecimentos teóricos adquiridos em sala de aula, na intenção de fornecer aos acadêmicos estudantes de engenharia elétrica das devidas condições para realizar o trabalho de engenheiro eletricista com competência técnica e teórica necessária. 2. DESENVOLVIMENTO O primeiro pesquisador que estabeleceu a equivalência entre luz e propagação eletromagnética foi o físico e matemático escocês James Clerk Maxwell em 1865, Maxwell propôs que os campos eléctricos e magnéticos se propagam com a velocidade da luz no vácuo e que a luz poderia ser um tipo de onda eletromagnética. Tais descobertas foram feitas por meios de cálculos complexos, que permitiram a elaboração de suas equações do eletromagnetismo. Nas décadas seguintes inúmeros cientistas tentaram comprovar na pratica tal teoria, todavia a comunidade cientifica ainda olhava para as descobertas de Maxwell com certa descrença, até que em 1888 o professor Heinrich Hertz conseguiu comprovar de forma inquestionável a existência das ondas eletromagnéticas. Através de sua experiência que utilizava instrumentos de laboratório, como Oscilador de Hertz, o aparelho que usava era formado por duas grandes esferas metálicas ligadas por um condutor retilíneo interrompido por um faiscador - constituído por duas esferas metálicas menores (gap). Continha uma Bobina de Ruhmkorff, Chave interruptora e uma Garrafa de Leyden, ele conseguiu produzir uma centelha entre um “gap”. Em frente ao equipamento Hertz posicionou uma argola aberta com duas esferas nas extremidades, e verificou que quando a centelha do oscilador era produzida o uma centelha também era gerada entre a abertura da argola. O elo entre os
  • 6. 6 campos elétricos variáveis e campos magnéticos variáveis estavam descoberto, as ondas eletromagnéticas previstas por Maxwell. 3. TEORIA As ondas eletromagnéticas podem transportar energia ou informações, são meios de propagação. Duas partes interdependentes entre si formam a onda eletromagnética, o campo eléctrico, E, e o campo magnético, B. Não é possível observar diretamente o campo eléctrico e o campo magnético, a representação artificial da onda está indicada na figura abaixo, o campo eléctrico está variando em função de y, e o campo magnético está variando em função de x. Estes campos evoluem no espaço como uma onda, daí a designação de “onda eletromagnética”. Figura 1: Onda Eletromagnética O produto vetorial destes dois campos resulta na densidade de potência, S. A onda eletromagnética pode ser criada por uma corrente elétrica variável no tempo, conforme prevê a terceira e quarta equações de Maxwell.
  • 7. 7 Figura 2 J t E B + ∂ ∂ −=×∇ t B E ∂ ∂ −=×∇ Equação de Maxwell, Lei de Faraday. Equação de Maxwell, Lei de Gauss. Tais leis confirmam que um campo elétrico variante no tempo gera um campo magnético também variante e vice e versa. E o experimento desse trabalho se baseia nesse fenômeno, onde o campo dos eletrodos será bruscamente perturbado por uma centelha de alta tensão entre o gap, gerando um campo magnético variante e por sua vez gera a propagação da onda conforme a figura 1. 3.1 Ondas Eletromagnéticas Em seus experimentos com ondas eletromagnéticas, Hertz foi capaz de induzir uma corrente em uma espira através do espaço e induzir um corrente numa espira isolada do circuito. A relação entre a variação do fluxo de campo ( Φ) na espira e o campo elétrico perturbado (E) é conhecida como Lei de Faraday: dt d dlE L Φ −=⋅∫ Usando o teorema de Stocks temos: que é uma das Leis de Maxwell. t B E ∂ ∂ −=×∇ 4 GERADOR DE ARCO ELÉTRICO
  • 8. 8 No experimento de Hertz foi utilizado um circuito oscilador LC para gerar a centelha, onde a Garrafa de Leyden era o capacitor e a Bobina de Rhumkorff o indutor que oscilavam quando a chave era acionada. Similar à figura 3. Figura 3. Utilizando os conceitos apresentados acima podemos compreender o que os eletrodos que recebem a alta tensão são uma espécie de antena transmissora de ondas eletromagnéticas. E os eletrodos distantes funcionam como a antena receptora do experimento, a energia recebida pelo receptor deve ser capaz de acender uma lâmpada de Néon NE2. A centelha é gerada por um acendedor elétrico manual. Figura 4, Experimento. Este tem como demonstrar visualmente a propagação da energia de um ponto a outro sem a utilização de condutores. As experiências de Hertz mostraram que as ondas eletromagnéticas podem ser refletidas, refratadas ou polarizadas. 4.1 Descrição detalhada
  • 9. 9 O experimento é constituído das seguintes partes fundamentais: Transmissor: esta parte constitui os eletrodos que serão excitados pelo acendedor elétrico manual que produzirá a centelha, os eletrodos estão envoltos em papel alumínio em retângulos de 7,5 cm x 5 cm, para melhorar a propagação da onda. Cada eletrodo tem 46 cm, tanto o transmissor quanto o receptor. O gap (espaçamento entre os eletrodos) é de aproximadamente 0.5 cm em cada conjunto de eletrodos. O receptor tem dimensões idênticas ao do transmissor para garantir a ressonância elétrica dos dois conjuntos, a lâmpada de Néon no receptor é do modelo NE2 que acende com 50 voltes em corrente alternada. A lâmpada de Néon foi escolhida pois a mesma ascende com baixa corrente e possui impedância negativa. 4.2 Funcionamentos do Gerador Elétrico No momento que o acendedor é acionado uma centelha ocorre no “Gap”, devido à alta tensão nos terminais dos eletrodos, que ioniza o ar e rompe a barreira do dielétrico. Cada vez que é produzida uma centelha no aparelho uma corrente oscilatória ocorre nos terminais, isso provoca a mudança de polaridade do campo elétrico em uma frequência altíssima. Esse efeito força que as linhas de força elétrica se movam para fora, no espaço circundante propagando-se radialmente, até que atinja o receptor e por sua vez produza uma corrente que varia na mesma direção da corrente no transmissor e ascenda a lâmpada de Néon. Figura 5: Modelo de propagação. 5 EXPERIMENTO
  • 10. 10 O experimento descrito a seguir visa expor os conceitos apresentados acima utilizando um Experimento de Hertz didático. O gerador construído é de fácil construção e operação. Basta para ligar os conectores jacaré nos eletrodos de transmissão e acionar o acendedor elétrico, nesse momento o circuito produz as ondas eletromagnéticas que produzem a corrente que ascenderá a lâmpada de néon. Os testes funcionaram corretamente e após observações com osciloscópio constatou-se o pulso fornece a frequência de ???? Hz. 5.1 Objetivos Seguindo o procedimento descrito acima se espera que sejam observados os conceitos de eletromagnetismo, que muitas vezes são de difícil assimilação. O objetivo principal é que seja demonstrada a existência das ondas eletromagnéticas e que aluno explore as características do mesmo. Deve-se destacar que o experimento não possui objetivos quantitativos, visando apenas uma ilustração qualitativa dos conceitos abordados. 5.2 Material Utilizado e Especificações Técnicas Componentes Quantidade Descrição Valor Hastes de Cobre 4 43 cm - Papel Alumínio 1 Folha - Estrutura de Madeira 2 - Fio de Cobre 1 Metro - Acendedor Elétrico 1 - Lâmpada de Néon 1 NE2 - Garra de Jacaré 2 - 6 CONCLUSÕES A importância da descoberta das ondas eletromagnéticas foi primordial para o desenvolvimento humano. Sua importância dificilmente pode ser subestimada. Praticamente todos os dispositivos modernos que realizam algum tipo de tarefa graças às ondas eletromagnéticas. e que dependem de energia elétrica utilizam os mesmos princípios descritos aqui Atualmente diversos tipos de geradores já foram desenvolvidos, como geradores de usinas hidrelétricas, termelétricas, geradores automotivos, por exemplo. Os conceitos físicos
  • 11. 11 7 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS: SADIKU, M. N. O. Elementos de Eletromagnetismo, 2004. http://www.feiradeciencias.com.br/sala12/12_HC12.asp https://sites.google.com/site/medea2010esdmibeja/hertzianos/hertz-e-a-descoberta-das-ondas- electromagneticas