O slideshow foi denunciado.
Seu SlideShare está sendo baixado. ×

Sencha Touch, RhoMobile, AppMobi e jQuery Mobile um comparativo entre plataformas para desenvolvimento de aplicações baseadas em padrões web

Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Carregando em…3
×

Confira estes a seguir

1 de 29 Anúncio

Mais Conteúdo rRelacionado

Diapositivos para si (20)

Quem viu também gostou (20)

Anúncio

Semelhante a Sencha Touch, RhoMobile, AppMobi e jQuery Mobile um comparativo entre plataformas para desenvolvimento de aplicações baseadas em padrões web (20)

Mais de Leonardo Melo Santos (17)

Anúncio

Mais recentes (20)

Sencha Touch, RhoMobile, AppMobi e jQuery Mobile um comparativo entre plataformas para desenvolvimento de aplicações baseadas em padrões web

  1. 1. Sencha Touch, RhoMobile, AppMobi e jQuery Mobile: um comparativo entre plataformas para desenvolvimento de aplicações baseadas em padrões web Leonardo Melo Santos http://about.me/leonardomelosantos
  2. 2. Tópicos ● Mercado atual ● Desafio das empresas ● Aplicações nativas x mobile web applications ● A importância do HTML5 ● Frameworks para desenvolvimento de web mobile applications ○ Sencha Touch, RhoMobile, AppMobi e jQuery Mobile ○ Bibliotecas utilizáveis para auxiliar os frameworks ○ Comparativo entre os frameworks
  3. 3. Objetivo Comparar plataformas atualmente em destaque na indústria de desenvolvimento de web applications para dispositivos móveis. Foram percebidas algumas evidências de que é possível desenvolver aplicações deste tipo com baixo custo, qualidade, produtividade e com recursos semelhantes às aplicações de framework nativo.
  4. 4. Números ● Existirá cerca de oito bilhões de conexões móveis em 2016, quase cinco bilhões delas com acesso a banda larga móvel. [Ericsson] ● No Brasil ○ Existem aproximadamente 19 milhões de smartphones; ○ Cerca de 40% já acessa a internet através do celular. Isso significa que a internet móvel tem números superiores aos que a internet, sem dispositivos móveis, apresentava no começo de 2007.
  5. 5. Qual o desafio das empresas? Distribuir as aplicações para os usuários de smartphones, focando atingir várias plataformas e o maior número possível de consumidores.
  6. 6. Quais os problemas? ● Frameworks e linguagens distintos; ● Custo elevado pelo tamanho da equipe; ● Custo elevado pelo plano de capacitação; ● Prazos maiores para distribuir as aplicações em todas as plataformas;
  7. 7. Alguma ideia? Usar HTML5, JavaScript e CSS
  8. 8. Em quê o HTML5 pode ajudar? ● Traz consigo importantes mudanças quanto ao papel do HTML; ● Entrega uma experiência de usuário mais rica e intuitiva dentro do navegador; ● Os navegadores já entendem HTML5 sem necessidade de plugins; ● É possível criar e utilizar recursos de vídeo, gráficos e armazenamento local de dados; ● Recursos que permitem descobrir a localização do dispositivo.
  9. 9. Frameworks específicos para apps nativas ● Android: Java no Eclipse, em qualquer computador e sistema operacional; ● iOS: Objective-C no Xcode, com MacOS; ● Windows Phone: C#/VB no Visual Studio, com Windows. Market Place (US$ 99/ano); ● BADA: C++ no Eclipse em qualquer computador e sistema operacional.
  10. 10. Frameworks específicos para apps nativas
  11. 11. Apps nativas x mobile web applications
  12. 12. Definições ● Aplicações nativas: São desenvolvidos com linguagens e ferramentas específicos da plataforma; ● Mobile web applications: Execução é feita através de navegadores de Internet; ● Aplicações híbridas: Executados de forma nativa, mas na verdade são mobile web applications executados internamente por um interpretador ou pseudo-browser.
  13. 13. Características Vantagens Desvantagens - Total utilização dos recursos de - Alto custo para desenvolvimento hardware e software - Curva de aprendizado para cada Aplicações - Alta performance plataforma nativas - Melhor experiência de usuário - Vários dispositivos - Facilidade para criação de jogos - Várias plataformas - Padrão web (HTML, JavaScript, - Recursos limitados CSS) - Acessibilidade Web mobile - Multi-dispositivos - Cross-domain (WebServices) applications - Multi-plataformas - Performance - Atualização em tempo real - Padrão web (HTML, JavaScript, - Design único para todas as CSS) plataformas Aplicações - Multi-dispositivos - Recursos limitados híbridas - Multi-plataformas - Acessibilidade - Cross-domain (WebServices) - Performance
  14. 14. Frameworks para desenvolvimento de mobile web applications
  15. 15. Frameworks para desenvolvimento de mobile web applications Serão abordados: ● Sencha Touch; ● RhoMobile; ● AppMobi; ● jQuery Mobile.
  16. 16. Sencha Touch ● Maior parte do programa é escrito em JavaScript; ● Permite disponibilizar a aplicação num servidor de Internet (para que seja acessado via navegador); ● Permite gerar um aplicativo nativo com o mesmo código-fonte (Android, iOS e BlackBerry); ● Suporte a vários eventos como: início/fim de toque, início/fim de rolagem, toque, toque duplo, passagem de dedos e gesto de aperto. ● Exemplos
  17. 17. RhoMobile ● Apps escritas em HTML + Ruby; ● Interfaces são compostas por elementos baseadas em páginas web e são visualizados como se estivessem num browser; ○ Execução da aplicação é de forma nativa porque ao compilar o programa é gerado internamente um interpretador, chamado Rhodes (funciona como um servidor dentro da aplicação); ● Atualmente é possível utilizar Rhodes applications nos sistemas BlackBerry, Windows Mobile, Android, iPhone e
  18. 18. RhoMobile - Arquitetura
  19. 19. AppMobi ● Ambiente de desenvolvimento funciona através de uma extensão de Chrome; ● Permite criar, depurar e construir tanto web mobile applications quanto híbridas (Android e iOS); ● Assim como SenchaTouch, o grau de facilidade no processo de desenvolvimento e distribuição coloca esta plataforma em destaque; ● Difunde e defende a utilização de linguagens de programação como o HTML5, CSS e JavaScript e web aberta; ● Foi adquirida recentemente pela Intel.
  20. 20. jQuery Mobile ● Plataforma baseada em HTML5, gratuita, unificada e otimizada para atender todas as plataformas populares de dispositivos móveis; ● Baseada nas outras bibliotecas jQuery e jQuery UI Foundation; ● Depende de ferramentas de terceiros para facilitar a construção da interface gráfica. Exemplos: Codiqa e ThemeRoller;
  21. 21. Porque o PhoneGap tem a ver? ● Nasceu de uma empresa com raízes profundas na cena JavaScript e desenvolvimento web em geral; ● Apps são escritas com as tecnologias baseadas em padrões web (HTML5, CSS3 e JavaScript) e as disponibiliza para serem executados ● como apps nativas (iOS, Android, Windows Phone, BlackBerry, WebOS, Symbian e Bada); ● Possibilidade de utilizar recursos do celular, como bússola, câmera, acelerômetro, armazenamento de dados; ● Sencha Touch, AppMobi e jQuery Mobile podem utilizar o PhoneGap para construir aplicações híbridas
  22. 22. Comparativo dos frameworks
  23. 23. Sencha Touch RhoMobile AppMobi jQuery Mobile Categoria Híbrido / web mobile Híbrido Híbrido / web mobile web mobile Padrões web de HTML5, JavaScript e HTML5, JavaScript e HTML5, JavaScript e HTML5, JavaScript e desenvolvimento CSS CSS CSS CSS Linguagem exigida - Ruby - - SDK Gratuito Sim Sim Sim Sim Possui IDE Sim Sim Sim Sim IDE Gratuita Não Sim Sim Não Construção de telas Não Não Sim Sim de forma gráfica Recursos nativos - Câmera, GPS, Acelerômetro, Não acessíveis gestos, multimídia geolocalização Permite usar Sim Não Sim Não biblioteca PhoneGap Permite acessar Sim Não Sim Sim aplicação como web mobile app Plataformas Android, iOS e BlackBerry, Windows Android e iOS - possíveis de BlackBerry Mobile, Android, executar de forma iPhone e Windows nativa Phone 7
  24. 24. Conclusões ● Relevantes ferramentas para desenvolvimento de apps baseadas em padrões web; ● Baixo custo, qualidade e produtividade; ● Comunidades do SenchaTouch e PhoneGap crescem (forum, conferências mundiais, surgimento de cursos, etc);
  25. 25. Conclusões A comparação entre esses frameworks deixa evidências de que existem soluções viáveis que colaborariam com o desafio da indústria de desenvolvimento de aplicativos para dispositivos móveis, visando atender o maior número de usuários, independe de fabricante de dispositivos ou plataforma utilizada por eles.

×