SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 17
Visão
Fornecer formação de qualidade e inovadora
para todos os Recursos humanos ligados ao Desporto
30 de janeiro de 2015 1Aniceto Barbosa
Formação
 Desenvolvimento qualitativo
 Qualificação
 Competência
30 de janeiro de 2015 2Aniceto Barbosa
Estrutura
 Governo
 Municípios
 Direcção geral dos desportos
 Federações
 Associações
 Clubes
 Agentes desportivos
30 de janeiro de 2015 3Aniceto Barbosa
Programa
Dirigido
 Estruturas que tutelam o desporto a nível local
Visa atingir
 Agentes desportivos
 Clubes
 Associações
 Autarquias
 Outras Instituições
30 de janeiro de 2015 4Aniceto Barbosa
Parcerias
 Com o Estado
 Com o sector público
 Com o sector privado
 Com o Associativismo
30 de janeiro de 2015 5Aniceto Barbosa
Plano de Formação
 Dirigentes das Federações desportivas
 Dirigentes das Associações desportivas
 Autarquias – Pelouro do desporto
 Dirigentes/Gestores de clubes
 Gestores de Instalações desportivas
 Agentes desportivos
30 de janeiro de 2015 6Aniceto Barbosa
Áreas de Formação
 Actividade física, desporto e saúde
 Administração e Gestão de uma
Federação/Associação/Clube
 Contabilidade e Gestão
 Financiamento no desporto
 Fiscalidade no desporto
30 de janeiro de 2015 7Aniceto Barbosa
Áreas de Formação
 Gestão de instalações desportivas
 Gestão dos recursos humanos
 Gestão Orçamental e Financeira
 Informática
 Legislação no desporto
 Marketing e comunicação no desporto
 Organização da actividade associativa
30 de janeiro de 2015 8Aniceto Barbosa
Áreas de Formação
 Planeamento e Gestão de Projectos
 Psicologia do desporto
 Relações publicas e protocolo
 Técnicas de secretariado
 Treinadores
 Arbitros
30 de janeiro de 2015 9Aniceto Barbosa
Vantagens
 Enquadramento
 Sustentabilidade
 Qualidade
 Necessidade
30 de janeiro de 2015 10Aniceto Barbosa
Obrigatoriedade
 Centro de Formação/Escola direccionada para o
desporto
 Programas
 Formadores
30 de janeiro de 2015 11Aniceto Barbosa
Responsabilidade
na execução do programa
 Agentes desportivos
 Entidade promotora
 Entidade financiadora
30 de janeiro de 2015 12Aniceto Barbosa
Diagnostico
 Identificação das necessidades
 Estratégias de formação
 Estudo do contexto
30 de janeiro de 2015 13Aniceto Barbosa
Preparação
 Elaboração de programas
 Identificação e selecção dos formadores
 Publico alvo
30 de janeiro de 2015 14Aniceto Barbosa
realização
 Métodos
 Técnicas
 Meios pedagógicos
 Acompanhamento
30 de janeiro de 2015 15Aniceto Barbosa
Avaliação
 Relatório Final
 Diagnostico de necessidades
30 de janeiro de 2015 16Aniceto Barbosa
Fim, e obrigado.
Questões?
30 de janeiro de 2015 17Aniceto Barbosa

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Formação de agentes desportivos

Semelhante a Formação de agentes desportivos (15)

Organização de eventos esportivos
Organização de eventos esportivosOrganização de eventos esportivos
Organização de eventos esportivos
 
Gestão esportiva e empreendedorismo
Gestão esportiva e empreendedorismoGestão esportiva e empreendedorismo
Gestão esportiva e empreendedorismo
 
Planejamento AFTM-2017
Planejamento AFTM-2017Planejamento AFTM-2017
Planejamento AFTM-2017
 
Clube dos Tenistas da Bahia - Projeto LIE aprovado
Clube dos Tenistas da Bahia - Projeto LIE aprovadoClube dos Tenistas da Bahia - Projeto LIE aprovado
Clube dos Tenistas da Bahia - Projeto LIE aprovado
 
Relatório Cidades do Esporte
Relatório Cidades do EsporteRelatório Cidades do Esporte
Relatório Cidades do Esporte
 
Programa Incentivo esportivo FBTM
Programa Incentivo esportivo FBTMPrograma Incentivo esportivo FBTM
Programa Incentivo esportivo FBTM
 
Mapa estratégico FBTM 2017 19
Mapa estratégico FBTM 2017 19Mapa estratégico FBTM 2017 19
Mapa estratégico FBTM 2017 19
 
Proposta cursos de organização e capacitação
Proposta cursos de organização e capacitaçãoProposta cursos de organização e capacitação
Proposta cursos de organização e capacitação
 
Estratégias de vendas de serviços profissionais
Estratégias de vendas de serviços profissionaisEstratégias de vendas de serviços profissionais
Estratégias de vendas de serviços profissionais
 
Indicadores de Transparência - Salvador e Bahia
Indicadores de Transparência - Salvador e BahiaIndicadores de Transparência - Salvador e Bahia
Indicadores de Transparência - Salvador e Bahia
 
A implantação da estratégia integrada ao PPA no Ministério da Previdência
A implantação da estratégia integrada ao PPA no Ministério da PrevidênciaA implantação da estratégia integrada ao PPA no Ministério da Previdência
A implantação da estratégia integrada ao PPA no Ministério da Previdência
 
A implantação da estratégia integrada ao PPA no Ministério da Previdência
A implantação da estratégia integrada ao PPA no Ministério da PrevidênciaA implantação da estratégia integrada ao PPA no Ministério da Previdência
A implantação da estratégia integrada ao PPA no Ministério da Previdência
 
Ministério da Previdência Social - A implantação da estratégia integrada ao P...
Ministério da Previdência Social - A implantação da estratégia integrada ao P...Ministério da Previdência Social - A implantação da estratégia integrada ao P...
Ministério da Previdência Social - A implantação da estratégia integrada ao P...
 
Case Unimed Vitória - Planejamento Estratégico 2015-2018
Case Unimed Vitória - Planejamento Estratégico 2015-2018Case Unimed Vitória - Planejamento Estratégico 2015-2018
Case Unimed Vitória - Planejamento Estratégico 2015-2018
 
Atletas no marketing esportivo
Atletas no marketing esportivoAtletas no marketing esportivo
Atletas no marketing esportivo
 

Mais de José Carlos Araújo Santos (11)

Tomposse
TomposseTomposse
Tomposse
 
Digressão usa 1ª parte
Digressão usa 1ª parteDigressão usa 1ª parte
Digressão usa 1ª parte
 
Inauguração sede
Inauguração sedeInauguração sede
Inauguração sede
 
Inauguração da sede
Inauguração da sedeInauguração da sede
Inauguração da sede
 
1ª jornada reflexão
1ª jornada reflexão1ª jornada reflexão
1ª jornada reflexão
 
Apresentacao dd1
Apresentacao dd1Apresentacao dd1
Apresentacao dd1
 
Ser dirigente init.pps
Ser dirigente init.ppsSer dirigente init.pps
Ser dirigente init.pps
 
Uma perspectiva economica
Uma perspectiva economicaUma perspectiva economica
Uma perspectiva economica
 
Conceitos de liderança
Conceitos de liderançaConceitos de liderança
Conceitos de liderança
 
Relação entre o estado e associações desportivas
Relação entre o estado e associações desportivasRelação entre o estado e associações desportivas
Relação entre o estado e associações desportivas
 
Regime do mecenato despotivo
Regime do mecenato despotivoRegime do mecenato despotivo
Regime do mecenato despotivo
 

Formação de agentes desportivos

  • 1. Visão Fornecer formação de qualidade e inovadora para todos os Recursos humanos ligados ao Desporto 30 de janeiro de 2015 1Aniceto Barbosa
  • 2. Formação  Desenvolvimento qualitativo  Qualificação  Competência 30 de janeiro de 2015 2Aniceto Barbosa
  • 3. Estrutura  Governo  Municípios  Direcção geral dos desportos  Federações  Associações  Clubes  Agentes desportivos 30 de janeiro de 2015 3Aniceto Barbosa
  • 4. Programa Dirigido  Estruturas que tutelam o desporto a nível local Visa atingir  Agentes desportivos  Clubes  Associações  Autarquias  Outras Instituições 30 de janeiro de 2015 4Aniceto Barbosa
  • 5. Parcerias  Com o Estado  Com o sector público  Com o sector privado  Com o Associativismo 30 de janeiro de 2015 5Aniceto Barbosa
  • 6. Plano de Formação  Dirigentes das Federações desportivas  Dirigentes das Associações desportivas  Autarquias – Pelouro do desporto  Dirigentes/Gestores de clubes  Gestores de Instalações desportivas  Agentes desportivos 30 de janeiro de 2015 6Aniceto Barbosa
  • 7. Áreas de Formação  Actividade física, desporto e saúde  Administração e Gestão de uma Federação/Associação/Clube  Contabilidade e Gestão  Financiamento no desporto  Fiscalidade no desporto 30 de janeiro de 2015 7Aniceto Barbosa
  • 8. Áreas de Formação  Gestão de instalações desportivas  Gestão dos recursos humanos  Gestão Orçamental e Financeira  Informática  Legislação no desporto  Marketing e comunicação no desporto  Organização da actividade associativa 30 de janeiro de 2015 8Aniceto Barbosa
  • 9. Áreas de Formação  Planeamento e Gestão de Projectos  Psicologia do desporto  Relações publicas e protocolo  Técnicas de secretariado  Treinadores  Arbitros 30 de janeiro de 2015 9Aniceto Barbosa
  • 10. Vantagens  Enquadramento  Sustentabilidade  Qualidade  Necessidade 30 de janeiro de 2015 10Aniceto Barbosa
  • 11. Obrigatoriedade  Centro de Formação/Escola direccionada para o desporto  Programas  Formadores 30 de janeiro de 2015 11Aniceto Barbosa
  • 12. Responsabilidade na execução do programa  Agentes desportivos  Entidade promotora  Entidade financiadora 30 de janeiro de 2015 12Aniceto Barbosa
  • 13. Diagnostico  Identificação das necessidades  Estratégias de formação  Estudo do contexto 30 de janeiro de 2015 13Aniceto Barbosa
  • 14. Preparação  Elaboração de programas  Identificação e selecção dos formadores  Publico alvo 30 de janeiro de 2015 14Aniceto Barbosa
  • 15. realização  Métodos  Técnicas  Meios pedagógicos  Acompanhamento 30 de janeiro de 2015 15Aniceto Barbosa
  • 16. Avaliação  Relatório Final  Diagnostico de necessidades 30 de janeiro de 2015 16Aniceto Barbosa
  • 17. Fim, e obrigado. Questões? 30 de janeiro de 2015 17Aniceto Barbosa