SlideShare uma empresa Scribd logo

todas as noticias do mundo num só lugar

O granito é uma rocha ígnea composta principalmente por quartzo e feldspatos, com minerais acessórios como mica. Sua cor e textura dependem da proporção e tipo de minerais presentes. É amplamente usado como pedra ornamental e na construção civil em Portugal, onde grandes áreas do país apresentam paisagens graníticas.

1 de 1
Baixar para ler offline
GRANITO


  O granito é uma rocha ígnea de grão fino, médio ou grosseiro, composta essencialmente por quartzo e feldspatos, tendo como minerais acessórios
                                      mica (presente praticamente sempre), hornblenda, zircão e outros minerais.
  A composição mineralógica dos granitos é definida por associações muito variadas de quartzo, feldspato, micas (biotite e/ou moscovite), anfíbolas
 (sobretudo horneblenda), piroxenas (augite e hiperstena) e olivina. Alguns desses constituintes podem estar ausentes em determinadas associações
  mineralógicas, anotando-se diversos outros minerais acessórios em proporções bem mais reduzidas. Quartzo, feldspatos, micas e anfíbolas são os
                                                    minerais dominantes nas rochas graníticas e afins.
               Macroscopicamente, o quartzo é reconhecido como mineral incolor, geralmente translúcido, muito comum nos granitos.
                                               Granito no vale Yosemite (CA), Estados Unidos da América.
     Os feldspatos (microclina, ortóclase e plagióclases), são os principais condicionantes do padrão cromático das rochas silicáticas, conferindo as
                                          colorações avermelhada, rosada e creme-acinzentada a estas rochas.
 A cor negra variavelmente impregnada na matriz das rochas silicatadas, é conferida pelos minerais máficos (silicatos ferro-magnesianos), sobretudo
                                      anfíbolas (hornblenda) e micas (biotite), chamados vulgarmente de "carvão".
     Nos granitos mais leucocráticos (claros), portanto com menor quantidade de minerais ferro-magnesianos, o quartzo e o feldspato compõem
                                                         normalmente entre 85% e 95% da rocha.
  A textura das rochas silicatadas é determinada pela granulometria e hábito dos cristais, sendo a estrutura definida pela distribuição desses cristais.
                Composição, textura e estrutura representam assim parâmetros de grande importância para caracterização de granitos.
 O granito é utilizado como rocha ornamental e na construção civil. Para o sector de pedras ornamentais e de revestimento, o termo granito designa
  um amplo conjunto de rochas silicatadas, abrangendo monzonitos, granodioritos, charnockitos, sienitos, dioritos, doleritos, basaltos e os próprios
                                                                          granitos.
Em Portugal, a paisagem granítica revela-se principalmente em extensos planaltos, em serras, nas Beiras e em várias regiões montanhosas. Há ainda a
                            considerar um maciço de dimensões mais reduzidas, na serra de Sintra, com cerca de 10 por 5 km

Recomendados

Tipos de Rochas - Magmática, Sedimentares e Metamórficas
Tipos de Rochas  -  Magmática, Sedimentares e MetamórficasTipos de Rochas  -  Magmática, Sedimentares e Metamórficas
Tipos de Rochas - Magmática, Sedimentares e MetamórficasLinguagem Geográfica
 
Livro projeto telaris capitulo 5 ciencias 6º ano
Livro projeto telaris capitulo 5 ciencias 6º anoLivro projeto telaris capitulo 5 ciencias 6º ano
Livro projeto telaris capitulo 5 ciencias 6º anoRenan Silva
 
Rochas MagmáTicas D [Modo De Compatibilidade]
Rochas MagmáTicas D [Modo De Compatibilidade]Rochas MagmáTicas D [Modo De Compatibilidade]
Rochas MagmáTicas D [Modo De Compatibilidade]Cidalia Aguiar
 
Cn rochas sedimentares
Cn   rochas sedimentaresCn   rochas sedimentares
Cn rochas sedimentaresNuno Correia
 
6º ano - 1º bimestre - Rochas
6º ano - 1º bimestre - Rochas6º ano - 1º bimestre - Rochas
6º ano - 1º bimestre - RochasCarolina Suisso
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (9)

7º 1.1.
7º 1.1.7º 1.1.
7º 1.1.
 
Rochas
Rochas Rochas
Rochas
 
3 rochas
3  rochas3  rochas
3 rochas
 
Paisagens geológicas
Paisagens geológicasPaisagens geológicas
Paisagens geológicas
 
Granulometria grossa e média
Granulometria grossa e médiaGranulometria grossa e média
Granulometria grossa e média
 
Basalto
BasaltoBasalto
Basalto
 
Rochas
Rochas Rochas
Rochas
 
Elementos De Geologia parte 1 - apresentação
Elementos De Geologia parte 1 - apresentaçãoElementos De Geologia parte 1 - apresentação
Elementos De Geologia parte 1 - apresentação
 
As rochas , o solo
As rochas , o soloAs rochas , o solo
As rochas , o solo
 

Destaque

Destaque (6)

Cuentosbilingues1
Cuentosbilingues1Cuentosbilingues1
Cuentosbilingues1
 
Em tudo processo de aprendizagem de uma lce o aprendiz se enfrenta com a nece...
Em tudo processo de aprendizagem de uma lce o aprendiz se enfrenta com a nece...Em tudo processo de aprendizagem de uma lce o aprendiz se enfrenta com a nece...
Em tudo processo de aprendizagem de uma lce o aprendiz se enfrenta com a nece...
 
Ejemplo 1 formato condicional
Ejemplo 1 formato condicionalEjemplo 1 formato condicional
Ejemplo 1 formato condicional
 
Documento
DocumentoDocumento
Documento
 
Poema7
Poema7Poema7
Poema7
 
Leitor Laser H22
Leitor Laser H22Leitor Laser H22
Leitor Laser H22
 

Semelhante a todas as noticias do mundo num só lugar

Apresentação pedras naturais
Apresentação pedras naturaisApresentação pedras naturais
Apresentação pedras naturaisKleverton Dias
 
Tipos de rochas sedimentares
Tipos de rochas sedimentaresTipos de rochas sedimentares
Tipos de rochas sedimentaresGéssica Santos
 
CaracteríSticas Das Rochas MagmáTicas
CaracteríSticas Das Rochas MagmáTicasCaracteríSticas Das Rochas MagmáTicas
CaracteríSticas Das Rochas MagmáTicasArminda Malho
 
ciclo rochoso e rochas igneas
ciclo rochoso e rochas igneas ciclo rochoso e rochas igneas
ciclo rochoso e rochas igneas Nice Maia
 
Geologia estrutural foliações em rochas
Geologia estrutural   foliações em rochasGeologia estrutural   foliações em rochas
Geologia estrutural foliações em rochasmarciotecsoma
 
Aula rochas ígneas 2012.2 gg
Aula rochas ígneas 2012.2 ggAula rochas ígneas 2012.2 gg
Aula rochas ígneas 2012.2 ggMauriceia Santana
 
material auxiliar agregados I
material auxiliar agregados Imaterial auxiliar agregados I
material auxiliar agregados IprofNICODEMOS
 
odis11_geo_ppt_cap4.pptx
odis11_geo_ppt_cap4.pptxodis11_geo_ppt_cap4.pptx
odis11_geo_ppt_cap4.pptxIsauraSilva13
 
Litologias na nossa região
Litologias na nossa regiãoLitologias na nossa região
Litologias na nossa regiãobecresforte
 
noções sobre geologia
noções sobre geologianoções sobre geologia
noções sobre geologianayara moraes
 
Geo 18 classificação das rochas magmáticas
Geo 18   classificação das rochas magmáticasGeo 18   classificação das rochas magmáticas
Geo 18 classificação das rochas magmáticasNuno Correia
 
Apresentação final Geologia UFPR 2010
Apresentação final Geologia UFPR 2010Apresentação final Geologia UFPR 2010
Apresentação final Geologia UFPR 2010Roberto Cambruzzi
 

Semelhante a todas as noticias do mundo num só lugar (20)

Apresentação pedras naturais
Apresentação pedras naturaisApresentação pedras naturais
Apresentação pedras naturais
 
Tipos de rochas sedimentares
Tipos de rochas sedimentaresTipos de rochas sedimentares
Tipos de rochas sedimentares
 
CaracteríSticas Das Rochas MagmáTicas
CaracteríSticas Das Rochas MagmáTicasCaracteríSticas Das Rochas MagmáTicas
CaracteríSticas Das Rochas MagmáTicas
 
Rochas
RochasRochas
Rochas
 
ciclo rochoso e rochas igneas
ciclo rochoso e rochas igneas ciclo rochoso e rochas igneas
ciclo rochoso e rochas igneas
 
Rochas magmáticas
Rochas magmáticasRochas magmáticas
Rochas magmáticas
 
Geologia estrutural foliações em rochas
Geologia estrutural   foliações em rochasGeologia estrutural   foliações em rochas
Geologia estrutural foliações em rochas
 
Texturas magmaticas
Texturas magmaticasTexturas magmaticas
Texturas magmaticas
 
Aula rochas ígneas 2012.2 gg
Aula rochas ígneas 2012.2 ggAula rochas ígneas 2012.2 gg
Aula rochas ígneas 2012.2 gg
 
Pequeno dicionário geográfico
Pequeno dicionário geográficoPequeno dicionário geográfico
Pequeno dicionário geográfico
 
material auxiliar agregados I
material auxiliar agregados Imaterial auxiliar agregados I
material auxiliar agregados I
 
odis11_geo_ppt_cap4.pptx
odis11_geo_ppt_cap4.pptxodis11_geo_ppt_cap4.pptx
odis11_geo_ppt_cap4.pptx
 
Litologias na nossa região
Litologias na nossa regiãoLitologias na nossa região
Litologias na nossa região
 
Ficha resumo rochas
Ficha resumo rochasFicha resumo rochas
Ficha resumo rochas
 
Rochas.pptx
Rochas.pptxRochas.pptx
Rochas.pptx
 
noções sobre geologia
noções sobre geologianoções sobre geologia
noções sobre geologia
 
Noções de petrologia
Noções de petrologiaNoções de petrologia
Noções de petrologia
 
Geo 18 classificação das rochas magmáticas
Geo 18   classificação das rochas magmáticasGeo 18   classificação das rochas magmáticas
Geo 18 classificação das rochas magmáticas
 
Apresentação final Geologia UFPR 2010
Apresentação final Geologia UFPR 2010Apresentação final Geologia UFPR 2010
Apresentação final Geologia UFPR 2010
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
 

Mais de henriquebreves (12)

Pedro
PedroPedro
Pedro
 
Pedro
PedroPedro
Pedro
 
Pedro (1)
Pedro (1)Pedro (1)
Pedro (1)
 
Pedro
PedroPedro
Pedro
 
Pedro
PedroPedro
Pedro
 
Pedro (1)
Pedro (1)Pedro (1)
Pedro (1)
 
Pedro (1)
Pedro (1)Pedro (1)
Pedro (1)
 
Pedro (1)
Pedro (1)Pedro (1)
Pedro (1)
 
Pedronoticias do mundo
Pedronoticias do mundoPedronoticias do mundo
Pedronoticias do mundo
 
ewfdsfwsf
ewfdsfwsfewfdsfwsf
ewfdsfwsf
 
todas as noticias do mundo num só lugar
todas as noticias do mundo num só lugartodas as noticias do mundo num só lugar
todas as noticias do mundo num só lugar
 
todas as noticias em num só lugar
todas as noticias em num só lugartodas as noticias em num só lugar
todas as noticias em num só lugar
 

todas as noticias do mundo num só lugar

  • 1. GRANITO O granito é uma rocha ígnea de grão fino, médio ou grosseiro, composta essencialmente por quartzo e feldspatos, tendo como minerais acessórios mica (presente praticamente sempre), hornblenda, zircão e outros minerais. A composição mineralógica dos granitos é definida por associações muito variadas de quartzo, feldspato, micas (biotite e/ou moscovite), anfíbolas (sobretudo horneblenda), piroxenas (augite e hiperstena) e olivina. Alguns desses constituintes podem estar ausentes em determinadas associações mineralógicas, anotando-se diversos outros minerais acessórios em proporções bem mais reduzidas. Quartzo, feldspatos, micas e anfíbolas são os minerais dominantes nas rochas graníticas e afins. Macroscopicamente, o quartzo é reconhecido como mineral incolor, geralmente translúcido, muito comum nos granitos. Granito no vale Yosemite (CA), Estados Unidos da América. Os feldspatos (microclina, ortóclase e plagióclases), são os principais condicionantes do padrão cromático das rochas silicáticas, conferindo as colorações avermelhada, rosada e creme-acinzentada a estas rochas. A cor negra variavelmente impregnada na matriz das rochas silicatadas, é conferida pelos minerais máficos (silicatos ferro-magnesianos), sobretudo anfíbolas (hornblenda) e micas (biotite), chamados vulgarmente de "carvão". Nos granitos mais leucocráticos (claros), portanto com menor quantidade de minerais ferro-magnesianos, o quartzo e o feldspato compõem normalmente entre 85% e 95% da rocha. A textura das rochas silicatadas é determinada pela granulometria e hábito dos cristais, sendo a estrutura definida pela distribuição desses cristais. Composição, textura e estrutura representam assim parâmetros de grande importância para caracterização de granitos. O granito é utilizado como rocha ornamental e na construção civil. Para o sector de pedras ornamentais e de revestimento, o termo granito designa um amplo conjunto de rochas silicatadas, abrangendo monzonitos, granodioritos, charnockitos, sienitos, dioritos, doleritos, basaltos e os próprios granitos. Em Portugal, a paisagem granítica revela-se principalmente em extensos planaltos, em serras, nas Beiras e em várias regiões montanhosas. Há ainda a considerar um maciço de dimensões mais reduzidas, na serra de Sintra, com cerca de 10 por 5 km