1500 PONTOS DE UMBANDAPontos da Tenda Espírita Nossa Senhora da Piedade , a “celula mater” daUmbanda.Muitos dos Pontos era...
2Prece de CáritasDeus nosso Pai, que sois todo poder e bondade,Dai a força aqueles que passam pela provação,Dai a luz aque...
3Bendita estrela, farol das imortais falanges, purifica-nos com Teus raios divinos, lava-nosde todas as culpas, atrai-nos ...
4Corre ronda no gonguêCorre ronda no gongáAi quem não pode com a mandingaNão carrega patuá5Pinto piou na calungaGalo canto...
5Pontos de Abertura da SessãoSenhora da PiedadeA sua estrela é quem nos guiaSenhora da PiedadeA sua estrela é quem nos gui...
6Bulalá em seu gongáSe a doençaFor de Deus aiPai Antônio vai curarCoitado de Pai AntônioPreto Velho curandôFoi parar na de...
7Oi dai-me forças Jesus de NazaréOi dai-me forças pra mim vir trabalharDizem que a Umbanda tem mirongaTem mironga, Pai Ant...
8Ovelhas abnegadasDo rebanho de Maria(bis)Salve o Sete EncruzilhadasSalve a Estrela da GuiaSalvai, salvaiDoce nome de Mari...
9Pontos de OGUM01Ogum, que abalou as estrelasQue abalou as areiasE as ondas do mar, OgumOgum, a hora é boaAbre os meus cam...
10Pisa na Umbanda04Salve Ogum IaraOgum MatinataOgum Rompe MatoOgum Megê(bis)Eles trabalham na terra meu PaiEles trabalham ...
1107Ô Jorge, ô JorgeVem de AruandaTenha pena de seus filhosSão Jorge venceu demandaOgum, OgumOgum meu PaiFoi você mesmo qu...
1212O seu cavalo correSem ninguém vê(bis)Salve as sete espadasDe Ogum MegêSalve as sete espadasDe Ogum Megê13No seu cavalo...
13Ogum é de bambuêOgum é de bambuá17 (caridade)Eu pedi caridadeSão Jorge me deuEu pedi caridadePelo amor de Deus18Olha Ogu...
1422Ô gente sarava OgumEle é nosso general(bis)Diz Ogum é de Lei lê lêDiz Ogum é de lá, lá, láA coroa de Ogum de LeiSó Deu...
1527Quando Ogum partiu pra guerraEle mandou orar, orarOrar, orarOrar, orar, filhos de féOrar, orarOrar, orar, filhos de fé...
16Ele vem, com a justiça XangôEle traz Iansã e IemanjáEle vem com Oxossi das matasEle traz o amor de OxaláOgum, vencedor d...
1736Foi ao romper da madrugadaQue a coral piou(bis)Com sua capaceteEle saravou(bis)37É dos santos do céuOgum é o maiorÉ, É...
18Defende todas as barreiras42Quem anda por marQuem anda por terraE nunca se cansaCom seu laço de fita encarnadaAmarrada n...
19(bis)Eu sou do matoMeu Pai é Rompe FogoAi não me corte a MacaiaAi não me mate a Coral47Ogum de Lei, ê, êOgum de Lei, ê, ...
2052Seu Ogum diz que não é rei de UmbandaMas diz que manda, nos filhos seusSeu Ogum é meu PaiSeu Ogum é meu guiaSeu Ogum é...
21Sete Ondas na TerraSete Ondas no marSete Ondas na UmbandaSete Ondas no gongáSegura a pemba ê, êSegura a pemba ê, áSegura...
2263 (pólvora)O homem que fuma e bebe, ô ganga,É Ogum Megê, ô gangaGerê, gerê, gerê, ô gangaÉ Ogum Megê, ô ganga64Quando O...
23Pontos de XANGÔ01Pedra rolou XangôLá na pedreiraSegura a pedra meu PaiNa cachoeiraTenho o meu corpo fechadoXangô é meu p...
2405Segura a pedra XangôNão deixa a pedra rolarPega no livro e na penaPara a justiça firmar06Eram seis horasQuando o sino ...
2510Que pedreira tão altaQue nem limo criouOh não me quebra pedraQue a morada é de Xangô11Seu Ariri, Ariri, AririSeu Ariri...
2616Xangô meu PaiDeixa essa pedreira aí(bis)Umbanda tá lhe chamandoDeixa essa pedreira aí17Sua machado é de ouro, é de our...
2722Xangô é dono da pedreiraSegura o meu destino até o fim(bis)Se algum dia eu perderA fé no meu SenhorRolai essa pedreira...
28Olha Ogum de lê XangôOlha Ogum de o déOlha Ogum de lê28Oh rei do mundoOh rei do mundoDizem que XangôMandou girarMas é co...
29Meu Pai Xangô, muito obrigadoQue Deus nos dê muita luz em nossos caminhosPontos de OXOSSI01Ai não me mexa na espada de O...
30Oxossi mora de baixo da gameleiraOxossi mora de baixo da gameleiraPai Ogum mora na luaPai Xangô lá na pedreira06A mata e...
31Tupinambá é Pai de TerreiroTupinambá no reino está10Ê Oxossi êVem chegando de AruandaÊ Oxossi êPara salvar filhos de Umb...
32No seu saiote tem pena douradaSeu capacete brilha na alvorada15Caboclo RoxoDa cor morenaÉ Seu OxossiCaçador da JuremaEle...
3319A Estrela Dalva é nossa guiaClareia o mundo sem pararIlumina a mata virgemCidade de JuremáVinde, vinde companheirosCoc...
34É cheia de boa vontadeVai pedir a Mãe SantíssimaNossa Senhora da Piedade24 (pólvora)Ele é cabocloEle é flecheiroBumba na...
3528Seu capacete é todo brancoSua saiote é carijóApanha laranja no chãoQuem quiserCome manjar lá no céuQuem puder29Eles sã...
3632 (descarga)Cortai,Cortai, cortouCortai a mironga de um mal protetorAonde eu laçoNão há embaraçoCortai o laçoDe um braç...
37Trabalhe sempre TururiBoa noite meus irmãosQue a paz fique aquiQuem pede nesse momentoÉ o Caboclo Tururi34O dia quando n...
38Na mata virgemA coral piouUm filho passou e ficou escutandoCadê Seu Pena Branca de UmbandaQue até agora ainda não chegou...
39Quer saber sua nome (diz seu nome)Umbanda, é de Oxossi MaêDe todo mundoEle já sabe o nome45Rompendo matos e ventosPara s...
4049E vem a barra do diaJuntamente com a barra do marÉ a falange do Sete EstrelasQue veio trabalharEstrela ô, estrela ôEst...
41A Jesus Redentor53Ele veio de tão longeDa cidade da JuremaSaravá seu Branca LuaVem com a ordem suprema54Quando a Aruanda...
4258Ô Humaitá, Humaitá filhos de UmbandaÔ Humaitá, Humaitá venceu demanda59Eu vim da mataÔ que mata é a suaEu vim da mataÔ...
4362Como é lindo o solComo é linda a luaComo é lindo o solSeu Sete Flechas é rei da lua63A minha gongoEstá roncandoLá nas ...
44(bis)67Vem o sol saindoCom os raios brilhantesNo terreiro de UmbandaRaio de Sol vem trabalharO veado na mataEle corre, e...
4572Oxossi é cassuté de UmbandaNa AruandaOlha na Aruanda auê (bis)Ô na Aruanda73Oxossi é dono do AracajáOxossi é dono do A...
46Oriri, Oriri, OrirôSamba GuaiôSamba Guaiô78Oh viva Oxossi êOh viva Oxossi ê áEle é Caboclo do matoOh Viva Oxossi ê, minh...
47Ele é caboclo da Terra da JuremaApanha pemba, risca pontoFilhos de Umbanda, vem trabalhar84Ele é Sete Cachoeiras, orerêO...
4889Sá Macutara mironga de UmbandaMe corre nas matas, me corre êSá Macutara mironga de UmbandaMe corre nas matas ta ta ruê...
49Jesus morreu na cruzChegou AraribóiaSalvar Jesus da cruz95Ô viva Oxossi êÔ viva Oxossi áOxossi é um grande Caboclo guerr...
50Os Caboclos lá nas matasE as cigarras nas árvores cantandoE eu aqui no TerreiroCom seu ponto afirmando101Foi Zambi quem ...
51Pontos de IANSÃ01Eram duas ventarolasDuas ventarolasQue ventavam o marUma era IansãArerêA outra era IemanjáE eparrê02Ian...
5206Moça rica com sua espada luminosaSua espada é cravejada de brilhantesQuimbanda auê, quimbanda auáSanta Bárbara do Jara...
5311Oh minha Santa BárbaraÉ horaFilhos de Umbanda, MamãeSempre aqui choram12Santa Bárbara aonde moraMora dentro da luaMora...
54
55Pontos de NANÃ01Atraca, atracaQue ai vem Nanã, ê, áAtraca, AtracaQue ai vem Nanã, ê, áÉ Nanã, é AxumÉ quem vem saravá ê,...
56
57Pontos de OXUM (água doce)01Eu vi mamãe Oxum da CachoeiraJunto com meu Pai OxaláColhendo lírios lírio ëColhendo lírios l...
58
59Pontos de IEMANJÁ01Quem quer me ver sobre a terraQuem quer me ver sobre o marSou a Cabocla JandiraSou a Sereia do MarEru...
6005Pus-me a escrever na areiaCom conchinhas de IemanjáFiz ponto de Mãe SereiaVeio a onda desmancharPus-me contar as ondas...
61A nossa Mãe Iemanjá09E vem, e vem, e vemE vem beirando o marE vem a Mãe SereiaPra todo mal levarEu sou aquela pequeninaQ...
62
63Pontos CRUZADOS01Ogum assentado na praiaAssentado à beira mar(bis)Veio uma onda tão forte Ogum êQuem era ? Era Iemanjá02...
6405Salve a mesa de XangôSalve a mesa de OxaláSalve os santos da BahiaJuntos com seu patuáNão há mesa na BahiaQue não tenh...
6509Ele vem com a justiça XangôEle traz Iansã e IemanjáEle vem com Oxossi das matasEle traz o amor de OxaláOgum, vencedor ...
66
67Pontos de OXALÁ01Andorinha voouOs anjinhos foram buscarQuando voltouSalve grande OxaláTenham fé meus cafiosQue em mesa d...
68Vai de porta em portaOh Deus da minh’almaSem culpa nenhuma06Ai Jesus, Jesus morreu na cruzAi Jesus, Jesus morreu na cruz...
6911 (descarga)Estava dormindoNa porteira do curralQuem tem inimigo não dormeAcorda vai vigiarO Pai NossoQualquer um sabe ...
70Oh meu Pai Oxalá16Deus salve os nossos guiasPela glória desse diaEu vim aquiPedir a OxaláE a Estrela GuiaQue aumente a n...
71Que venha nos ajudarTraz ordens do Pai eternoJurema ê Juremá21Oh menino de DeusÉ de Santo AntônioEm que dia nasceuDia de...
72
73Pontos do ORIENTE01De quando em quandoQuando eu venho de AruandaTrazendo UmbandaPra salvar filhos de féÔ marinheiro olha...
74
75Ponto das ALMAS01Eu andava perambulandoSem ter nada pra comerFui pedir as santas almasPara vir me socorrerFoi as almas q...
76
77ANJO DA GUARDA01Quem vem, quem vem lá de tão longeSão os anjinhos que vem trabalharOh dai-me forças pelo amor de DeusMeu...
78
79EXU01Exu Tiriri de UmbandaMora na encruzilhadaToma conta e presta contaAo romper da madrugada02Eu sou Seu Sete CapasDono...
8006Orerê, OraráPemba d’Angola mandou me chamarSe eu não fosse filho de pembaSão Cipriano não vinha cá
81Pontos de Descarga01Já está na horaE o galo cantouQuando o galo canta ô gentePai Joba chegouPai Joba chegou, pra descarr...
8206Pai Tomé veio do ParaísoJunto com Pai JoãoMas ele veio descarregar seus filhosMeus irmãosCom o bastão de São JoséDo cr...
8310 (surra)Que bombardeio que se deu lá na JuremaAté sua palhoça Oxossi quis abandonarMas ele é Caboclo de pena da Jurema...
84Esse Terreiro é de Ganga MacaiaEsse Terreiro é de Ganga MacaiaEsse Terreiro é de Ganga MacaiaMacutaia MalemeÈ de Ganga M...
85Pontos de CRIANÇA01Lá no céu tem três estrelasTodas três em carreirinhaUma é São Cosme e São DamiãoA outra é Mariazinha0...
86
87TENDA NOSSA SENHORA DA PIEDADEHino da UmbandaRefletiu a luz divinaCom todo seu esplendorVem do reino de OxaláOnde há paz...
88Pontos de PRETO VELHO01Um galhinho de arrudaA vovó me deuUm galhinho de arrudaPra me protegerEu agradeço a essa linda Pr...
8909Ô Zé MirombaCadê sua dumbaTá lá nas matasTocando macumba10Vovó Luiza que chora mirongaChora Luiza, mãe de BanguelaVovó...
9018Quem vem láQuem combate demandaFilha de Congo é Maria Redonda19Oh já vai Preto VelhoSubindo pro céuE Nossa SenhoraCobr...
9129Aruê minha São BeneditoA coroa de ZambiTem gongáAuê, auê, auêA coroa de ZambiTem gongá30E ora vamos saravá Seu Rei de ...
9240É Congo, é Congo, é CongoÉ Rei de CongoÉ Congo, é Congo, é CongoMinha Pai é Congo41Olha branco que sabe lerOlha branco...
9350Pai Antônio quando vem da BahiaEle traz Estrela Guia no peito(bis)Quem deu, quem deuQuem deu, quem daráFoi nosso Pai O...
9459 (desobsessão)Meu Santo Antônio pequeninoOlha esse mundo como estáQuem me abraçava antigamenteHoje quer me apunhalarOl...
9568É de ouro só,é de ouro sóÉ de ouro só o cachimbo da VovóCom o seu cachimbo ela defuma a suabandaVovó Maria que veio de...
9680Cadê a minha cocoDe bater neste TerreiroAi quem mexer com filho meuTem que ver com feiticeiro81Eu vim, da AldeiaBrinca...
9791Bate na cumbucaRepenica no gongáChama nosso povoE vamos trabalhar92Aonde é que Preto Velho moraAonde é que Preto Velho...
98103No Terreiro de meu Pai tem pembaNo Terreiro de meu Pai tira mirongaNo Terreiro de meu Pai chegouA Preta Maria Conga10...
99112Nesse mato tem folhaTem rosário de Nossa Senhora(bis)E aruê minha São BeneditoSão Benedito que nos valha dessa hora11...
100123Todo mundo está se rindoDa corrente do cipóVai chamar Maria CongaPra cozer meu paletó124João Banguela, meu PaiÉ chef...
101134 (pólvora)De longe eu vejo papai na AruandaEstão bulindo, estão mexendoEstão demandando no Terreirode Umbanda135Nós ...
102I . Preces de Abertura :1. Prece de Cáritas2. Prece de IsmaelII. Pontos de Defumador :1. Defuma com as ervas da Jurema2...
1031. Ogum, que abalou as estrelas,que abalou as areias2. Olha Ogum na Aruê, chegou3. Que cavaleiro é aquele que vemnavega...
1041. Pedra rolou Xangô2. Xangô, ele é rei da pedreira3. Quem rola pedra na pedreira éXangô4. Estava sentado na pedra5. Se...
10545. Rompendo matos e ventos46. Caiu uma folha na Jurema47. Nós somos dois guerreiros48. Mangueira, mangueira49. E vem a...
1061. Eu vi Mamãe Oxum da CachoeiraXII . Pontos de Iemanjá1. Quem quer me ver sobre a terra2. No fundo do mar tem uma pedr...
1071. Quem vem, quem vem lá de tãolonge2. Lá do céu desceu um anjo3. Oh Deus do céuXVIII . Pontos de Exu1. Exu Tiriri de U...
10837. Meu Santo Antônio pequenino,corre Umbanda sem parar38. Não tem saia, não tem saia39. Na Bahia tem, que tem orobi40....
109126. Papai, mamãe, vamos fumuná127. Quem vem lá, sou eu, sou eu128. O Sinhozinho quer que chamede doutor129. Bahia, Bah...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Pontos de umbanda tenda nossa senhora da piedade

3.776 visualizações

Publicada em

0 comentários
5 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.776
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
15
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
5
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Pontos de umbanda tenda nossa senhora da piedade

  1. 1. 1500 PONTOS DE UMBANDAPontos da Tenda Espírita Nossa Senhora da Piedade , a “celula mater” daUmbanda.Muitos dos Pontos eram cantados na época de Zélio de Moraes, e foram enviadospara a Lista de debates do site Estudando a Umbanda –http://umbanda.ezdir.com.br , em 20 de Fevereiro de 2003, pela amiga Fabiana,participante do TENSP.Nitrix....
  2. 2. 2Prece de CáritasDeus nosso Pai, que sois todo poder e bondade,Dai a força aqueles que passam pela provação,Dai a luz aquele que procura a verdadePonde no coração do homem a compaixão e a caridade.Deus ! Daí ao viajante a estrela guia, ao aflito a consolação, ao doente o repouso.Pai ! Daí ao culpado o arrependimento, ao Espírito a verdade, à criança o guia, ao orfão opai.Senhor ! Que a vossa bondade se estenda sobre tudo que criastes,Piedade Senhor, para aqueles que Vos não conhecem, esperança para aqueles quesofrem.Que Vossa bondade permita aos Espíritos consoladores, derramarem por toda a parte apaz, a esperança e a fé.Deus ! Um raio, uma faísca de Vosso amor pode abrasar a Terra; deixai-nos beber nasfontes dessa bondade fecunda e infinita, e todas as lágrimas secarão, todas as dores seacalmarão.Um só coração, um só pensamento subirá até Vós, como um grito de reconhecimento ede amor.Como Moisés sobre a montanha, nós Vos esperamos com os braços abertos, Ohbondade; Oh beleza; Oh perfeição e queremos de alguma sorte merecer a Vossamisericórdia.Deus ! Dai-nos a força de ajudar o progresso a fim de subirmos até Vós, dai-nos acaridade pura, dai-nos a fé e a razão, dai-nos a simplicidade que fará das nossas almas oespelho onde se refletirá a Vossa imagem.Prece de IsmaelGlória a DEUS nas alturas, paz aos homens na Terra ! JESUS, bom e amado Mestre,sustenta os Teus humildes irmãos pecadores nas lutas deste Mundo!Anjo bendito do SENHOR, abre para nós Teus compassivos braços. Abriga-nos do mal,levanta nossos espíritos à majestade do Teu Reino, infunde em todos os nossos sentidosa luz do Teu imenso amor !JESUS, pelo Teu sublime sacrifício, pelos Teus martírios na cruz, dá a esses que seacham ligados ao pesado fardo da matéria, a orientação perfeita do caminho da virtude, oúnico pelo qual podemos TE encontrar !JESUS, paz a eles, misericórdia aos nossos inimigos ! Recebe em Teu seio bendito, aprece dos últimos de Teus servos !
  3. 3. 3Bendita estrela, farol das imortais falanges, purifica-nos com Teus raios divinos, lava-nosde todas as culpas, atrai-nos para junto do Teu seio, santuário bendito de todos osamores !Se o mundo, com seus erros, paixões e ódios, alastra o caminho de espinhos,escurecendo o nosso horizonte com as trevas do pecado, rebrilha mais com a Tuamisericórdia, para que seguros e apoiados no Teu Evangelho, possamos trilhar e venceras escabrosidades do carreiro e chegar às moradas do Teu reino.Amiga estrela, farol dos pecadores e dos justos, abre o Teu seio divino e recebe nossasúplica pela humanidade inteira ! Que assim seja !Pontos de Defumador1Defuma com as ervas da JuremaDefuma com arruda e guinéBenjoim, alecrim e alfazemaVamos defumar filhos de fé2Defuma, defumaDefuma, defuma, defumaSão Jorge defumaSeus filhos de fé3Corre gira Pai OgumFilhos quer se defumarUmbanda tem fundamentoÉ preciso prepararCom arruda e guiné,Alecrim e alfazemaDefumar filhos de féCom as ervas da Jurema4
  4. 4. 4Corre ronda no gonguêCorre ronda no gongáAi quem não pode com a mandingaNão carrega patuá5Pinto piou na calungaGalo cantou, lá em AngolaCongo que vem lá de CarangolaTrazendo mussanga na sua sacolaCongo que vem lá de CarangolaTocando inimigo de porta pra fora6Quem está de ronda é São JorgeSão Jorge é quem vem rondarAbre a porta ô minha genteDeixa a falange de São Jorge entrarQuem está de ronda é São JorgeToda noite, todo diaQuem está de ronda é São JorgeNossa Senhora da GuiaQuem está de ronda é São JorgeMinha mãe diga o que éQuem está de ronda é São JorgeVelando os filhos de fé
  5. 5. 5Pontos de Abertura da SessãoSenhora da PiedadeA sua estrela é quem nos guiaSenhora da PiedadeA sua estrela é quem nos guiaSete Encruzilhadas em seu terreiroE Ogum em toda giraSete Encruzilhadas em seu terreiroE Ogum em toda giraOgum de LeiOrixá de LeiÊ ê ê a aSalve a coroa de Ogum de LeiOgum de LeiOgum de NagôSalve a Estrela GuiaSalve o Cruzeiro do Sul(bis)Salve nossa Mãe SantíssimaE o manto sagrado de Mamãe OxumDá licença Pai AntônioQue eu não vim lhe visitarEu estou muito doenteVim pra você me curarSe a doença for feitiço
  6. 6. 6Bulalá em seu gongáSe a doençaFor de Deus aiPai Antônio vai curarCoitado de Pai AntônioPreto Velho curandôFoi parar na detenção aiPor não ter um defensorPai Antônio é quimbanda, é curandôPai Antônio é quimbanda, é curandôÉ pai de mesa, é curandôÉ pai de mesa, é curandôPai Antônio é quimbanda, é curandôPai Antônio é quimbanda, é curandôTiana chegou aqui nesse gongáE veio com ordensPara trabalharTiana trabalha, para os filhos teusE vence demanda com a graça de DeusEstou cansadoDe curimbar(bis)Lá na JuremaTem Oxossi Branca LuaEles são três caboclosCaboclos do JacutáEles giram noite e diaPara os filhos de OxaláSete com mais seteCom mais sete, vinte e umSalvando os três seteTodos três de um a umSete Montanhas giramQuando a noite vai chegarSeu irmão Sete LagoasQuando o dia clarearE ao romper da auroraAté alta madrugadaGira o CabocloDas Sete Encruzilhadas
  7. 7. 7Oi dai-me forças Jesus de NazaréOi dai-me forças pra mim vir trabalharDizem que a Umbanda tem mirongaTem mironga, Pai Antônio tem gongáChegou, chegouChegou, com Deus, chegouChegou,O Caboclo das Sete EncruzilhadasQuem vêm, quem vêm lá de tão longeSão os anjinhosQue vem trabalharOi dai-me forças pelo amor de DeusMeu Pai !Oi dai forças aos trabalhos meus==========================================================Pontos de TronqueiraOgum é todo MaléMalé ô linha NagôOgum é todo MaléMalé ô linha ô(bis)Cortai,Cortai, cortouCortai a mironga de um mal protetorAonde eu laçoNão há embaraçoCortai o laçoDe um braço de aço
  8. 8. 8Ovelhas abnegadasDo rebanho de Maria(bis)Salve o Sete EncruzilhadasSalve a Estrela da GuiaSalvai, salvaiDoce nome de MariaA virgem da PiedadeHá de ser a nossa guia==============================================================Ponto para CRUZAR CAMBONOAi minha cambonaVocê não se lembraQue bebeu marafoQue comeu da pemba
  9. 9. 9Pontos de OGUM01Ogum, que abalou as estrelasQue abalou as areiasE as ondas do mar, OgumOgum, a hora é boaAbre os meus caminhosFirma esse gongá, Ogum02Olha Ogum na Aruê chegouOlha Ogum na Aruê baixouSou filho de UmbandaOgum já me saravou03Que cavaleiro é aqueleQue vem navegando sobre o mar azulÉ Seu Ogum MatinataQue vem defenderO Cruzeiro do SulÊ ê êOgum êÊ ê aOgum meu PaiÊ ê êSeu Canjira
  10. 10. 10Pisa na Umbanda04Salve Ogum IaraOgum MatinataOgum Rompe MatoOgum Megê(bis)Eles trabalham na terra meu PaiEles trabalham no marEles trabalham na areia meu PaiSalve Ogum Beira Mar05Eu tenho Sete Espadas pra me defenderEu tenho Ogum na minha companhia(bis)Seu Ogum é meu PaiSeu Ogum é meu guiaSeu Ogum é meu PaiVivo com Deus e a Virgem Maria06Pisa na linha de Umbanda que eu quero verOgum Sete OndasPisa na linha de Umbanda que eu quero verOgum Beira MarPisa na linha de Umbanda que eu quero verSeu Matinata, Ogum MegêSeu Sete Espadas, Ogum MegêOlha banda aruêPisa na linha de Umbanda que eu quero verOgum Sete OndasPisa na linha de Umbanda que eu quero verOgum Beira MarPisa na linha de Umbanda que eu quero verOgum Iara, Ogum MegêSeu Sete Espadas, Ogum MegêOlha banda aruê
  11. 11. 1107Ô Jorge, ô JorgeVem de AruandaTenha pena de seus filhosSão Jorge venceu demandaOgum, OgumOgum meu PaiFoi você mesmo quem disseFilhos de Umbanda não cai08Ogum general de UmbandaHumaitá jurou bandeiraOgum general de UmbandaHumaitá bandeira jurouMas como é no pé pé(bis)09Olha Ogum Sete Espadas está no reinoEle veio saravá(bis)Saravá todos seus filhosFirma ponto no gongá10Ogum MegêGeneral de UmbandaEm seu cavalo seu Ogum foi guerrearCom sua espadaCom sua lançaVenceu demanda nos campos do HumaitáOgum Megê11São Jorge é quem está de rondaCom sua cavalariaNa ponta da romariaRoga a Deus, Santa MariaOra vamos salvar OgumOra vamos salvar OgumNa hora de Deus, ô meu DeusNa hora de Deus, ô meu Deus
  12. 12. 1212O seu cavalo correSem ninguém vê(bis)Salve as sete espadasDe Ogum MegêSalve as sete espadasDe Ogum Megê13No seu cavalo brancoEle vem montadoCalçado de botasE bem armadoVinde, vinde, vindeSão Jorge é nosso protetorVinde, vinde, vindeSão Jorge é Nosso Salvador14Beira Mar auê Beira MarBeira Mar quem está de ronda é militarOgum já jurou bandeiraNa ponta do HumaitáOgum já venceu demandaVamos todos saravá15Se meu Pai é OgumVencedor de demandaEle vem de AruandaPra salvar filhos de UmbandaOgum, Ogum IaraSalve os campos de batalhaSalve a Sereia do MarOgum, Ogum Iara16Olha São Jorge com a matulaDe UmbandaOlha OgumEstá de rondaOlha bambuê
  13. 13. 13Ogum é de bambuêOgum é de bambuá17 (caridade)Eu pedi caridadeSão Jorge me deuEu pedi caridadePelo amor de Deus18Olha Ogum está de rondaMiguel tá chamandoEu não sei onde éÉ, éEu não sei onde éÉ, é(bis)19Ogum partiu pra guerraOxalá deu carta brancaOgum venceu a guerraSão Jorge venceu demandaQuem quer guia, guia, guiaQuem quer guia, guia, meuQuem quer guia, guia, guiaQuem quer guia, guia, meu20Marchai, marchaiOgum de GuiaEstrela D’AlvaE da Virgem MariaOh vem, com a sua espadaVem salvar os vossos filhosQue se acham em agonia21Ogum de Lei, Orixá de LeiÊ ê ê a aSalve a, coroa de Ogum de LeiOgum de LeiOgum de Nagô
  14. 14. 1422Ô gente sarava OgumEle é nosso general(bis)Diz Ogum é de Lei lê lêDiz Ogum é de lá, lá, láA coroa de Ogum de LeiSó Deus pode tirar23Capitão do Mato mandou me chamarTempo não tenhoCaminho háOlha o militarQuem está de rondaÉ militar24Mas ele é praça de cavalariaÉ Capitão – oficial do dia25Olha Ogum vai se emboraPra sua bandaOlha banda com banda katinguerêFirma ponto Ogum vai se emboraFirma ponto Ogum MegêFirma ponto Ogum foi se emboraFirma ponto Ogum Megê26Quem está de ronda é São JorgeSão Jorge é quem vem rondarAbre a porta, ô minha genteDeixa a falange de São Jorge entrarQuem está de ronda é São JorgeToda noite, todo diaQuem está de ronda é São JorgeNossa Senhora da guiaQuem está de ronda é São JorgeMinha mãe diga o que éQuem está de ronda é São JorgeVelando os filhos de fé
  15. 15. 1527Quando Ogum partiu pra guerraEle mandou orar, orarOrar, orarOrar, orar, filhos de féOrar, orarOrar, orar, filhos de fé28Eu vi o sol raiarEu vi estrela brilharEu vi seu Rompe MatoOgum das matasPasseando à beira mar29Ogum é todo MaléMale ô linha NagôOgum é todo MaléMale ô linha ô30Ele jurou bandeiraEle tocou clarimE o exército todoÉ comandado por OgumSalve Ogum IaraSalve Ogum MegêSalve Ogum MatinataSalve Ogum Naruê31Na ponta da romariaEu vi um cavaleiro de rondaTrazia a espada na cintaE uma lança na mãoOgum venceu a guerraMatando o dragão32
  16. 16. 16Ele vem, com a justiça XangôEle traz Iansã e IemanjáEle vem com Oxossi das matasEle traz o amor de OxaláOgum, vencedor de demandaEstrela, clareou sua bandaNa sua aldeia ele é cabocloOgum Arranca Toco33General Tátá de UmbandaOgum é generalSe ele é Ogum IaraOgum é generalSe ele é Ogum MatinataOgum é generalSe ele é Ogum Rompe MatoOgum é generalSe ele é Ogum NaruêOgum é generalSe ele é Ogum MegêOgum é general34Ô ronda a TerraÔ ronda o marCavalheiros de UmbandaMensageiros de Oxalá(bis)Ogum de LeiOgum IaraOlha Ogum Rompe MatoOgum MegêOlha Ogum Beira Mar35No campo do HumaitáVenceu a guerra meu Pai, eu viNo seu cavalo de bronzeGuerreou na sua Terra (bis)Com sua espada douradaNa ponta da sua lança, eu viLaço de fita encarnadaOgum ê, ê, êOgum ê, ê, á
  17. 17. 1736Foi ao romper da madrugadaQue a coral piou(bis)Com sua capaceteEle saravou(bis)37É dos santos do céuOgum é o maiorÉ, É de Nossa Senhora(bis)38Ogum Iara, Ogum MegêOlha Ogum Rompe Mato, auêOgum Iara, Ogum MegêO canjira de Umbanda, auê39Saravá OgumE a coroa de Lei(bis)Ogum de MaléOgum de Nagô(bis)40Senhor Major OgumMas ele é praça de cavalariaCom sete espadasEle nos defendiaSenhor Major OgumSeja nossa companhia41Seu cavalinho é de prataDe ouro é quem anda neleCom sua bandeira içada
  18. 18. 18Defende todas as barreiras42Quem anda por marQuem anda por terraE nunca se cansaCom seu laço de fita encarnadaAmarrada na ponta da lança43Ogum é Pai de todosÉ Pai de todosÉ rei gongáOlha Ogum, SereiaEle deu, ele deu, ele dáOgum arriou, Ogum arriouQuem quer Ogum a mim xororô44 (descarga)Capitão do marÈ BarabaraÉ com chuva, é com ventoEle vai navegarEle vai, ele vaiE com chuva e com ventoEle vai navegar45Ogum dêDe arerêOgum dêMacumbauêLouvamos o céuLouvamos o marLouvamos a terraDe nosso Pai OxaláOgum, sempre OgumDe arerê XangôOgum Macumbauê46 (descarga)Eu sou do matoDe Ganga Macaia
  19. 19. 19(bis)Eu sou do matoMeu Pai é Rompe FogoAi não me corte a MacaiaAi não me mate a Coral47Ogum de Lei, ê, êOgum de Lei, ê, áOgum de Lei, ê, êOlha as costas do mar – Malé48Ogum com seu cavalo correE sua espada reluzOgum com sua bandeiraCobre os filhos de Jesus49Ogum, Ogum de LeiÉ de leiOlha seus filhos meu PaiOgum Megê ê, ê50Com licença de Ogum MegêNós vamos saraváOgum IaraOgum NagôOgum Rompe MatoOgum Beira Mar51Sarava OgumOgum é o nosso guiaSentou praça da cavalariaEle é guarda, da Virgem Maria
  20. 20. 2052Seu Ogum diz que não é rei de UmbandaMas diz que manda, nos filhos seusSeu Ogum é meu PaiSeu Ogum é meu guiaSeu Ogum é meu PaiVivo com Deus e a Virgem Maria53Ogum olha sua bandeiraÉ branca, é verde, é encarnadaOgum, nos campos de batalhaEle venceu a guerraSem perder soldados54Montado em seu cavalo brancoEle vem beirando o marTraz no peito uma estrela douradaTraz nos braços Mamãe IemanjáSarava OgumSarava OgumSarava Ogum Beira Mar55São Jorge e a SereiaSão dois dragões de guerra(bis)Sereia rainha do marSão Jorge é rei da Terra56Seu Ogum Beira MarO que trouxe do mar ?(bis)Quando ele vemBeirando areiaTraz na mão direitaO rosário de Mamãe Sereia57
  21. 21. 21Sete Ondas na TerraSete Ondas no marSete Ondas na UmbandaSete Ondas no gongáSegura a pemba ê, êSegura a pemba ê, áSegura a pembaDeixa as ondas navegar58Quem chegou nesse gongáSaravando seu irmãoQuem chegou nesse gongáSaravando seu irmãoEle é capitãoEle é capitãoNas matas da JuremaEle é capitão59Dizem queTatá é TatáEle é de Tatá auê, mauêOlha Ogum general, mauêOlha Ogum Barlabá60Tatá, Tatá é rei de UmbandaTatá, São Jorge venceu demanda61Olha Ogum está de rondaQuem está chamando é São MiguelLê, lê, lê na linha de UmbandaQuem está chamando é São Miguel62No campo do HumaitáOgum MegêEu vi uma nação florirOgum MegêAuê, auê, auêOgum Megê
  22. 22. 2263 (pólvora)O homem que fuma e bebe, ô ganga,É Ogum Megê, ô gangaGerê, gerê, gerê, ô gangaÉ Ogum Megê, ô ganga64Quando Ogum chega no reinoTodo mundo diz: Sarava Seu Ogum(bis)65Ogum é filho macutaiaOgum macutaia malembeAuê, Tatá de UmbandaAuê, salve Ogum na Aruanda66Diz Ogum general de UmbandaDiz mamãe que mironga temGanga e ganga a gangaÉ oi canjira67Da sua banda estão me chamandoOgum Megê chegouDa sua banda estão me chamandoOgum Megê baixou
  23. 23. 23Pontos de XANGÔ01Pedra rolou XangôLá na pedreiraSegura a pedra meu PaiNa cachoeiraTenho o meu corpo fechadoXangô é meu protetorFirma seu ponto meu PaiPai de cabeça chegou02Xangô, ele rei da pedreiraRei da pedreira ele é o rei de UmbandaXangô ele é o nosso PaiE filhos de XangôBambeia mas não cai03Quem rola a pedra na pedreira é XangôQuem rola a pedra na pedreira é XangôViva a coroa de ZambiViva o meu Pai é Xangô AgodôE aqui neste reino ele está04Estava sentado na pedraEsperando meu Pai XangôXangô na AruandaXangô na quimbandaXangô na linha das almasCom Ogum venceu demanda
  24. 24. 2405Segura a pedra XangôNão deixa a pedra rolarPega no livro e na penaPara a justiça firmar06Eram seis horasQuando o sino tocouNa MarambaiaCidade da JuremaEram dez horasQuando o galo cantouCom licença de ZambiSaravá Pai Xangô07Na pedreira da mata virgemAonde mora meu Pai XangôÁgua minou, Nanã BorocôPedra rolou, saravá Pai Xangô08Quem de lê, quem de lê XangôEle filho da cobra coralOlha preto está trabalhandoOlha branco não está olhando09Ô Gino olha a sua bandaÔ Gino olha o seu gongáAonde o rouxinol cantavaNa pedra onde Xangô moravaEle Gino da cobra coralEle Gino da cobra coralEle Gino da cobra coralKaô
  25. 25. 2510Que pedreira tão altaQue nem limo criouOh não me quebra pedraQue a morada é de Xangô11Seu Ariri, Ariri, AririSeu Ariri ele é o Rei da Mata VirgemAonde o sabiá cantavaNa pedra onde Xangô morava12Quando a lua apareceLeão na mata roncouA passarada estremeceOlha a coral que piou, piou, piouOlha a coral piouSalve o povo de Ganga ôChegou seu Rei de UmbandaSaravá nosso Pai Xangô13 (pólvora)Lá no alto da pedreiraA faísca vem rolandoAgüenta a mão cabra de forçaQue a faísca vem queimando14Minha mãe cadê XangôXangô foi passearMinha mãe cadê OgumFoi pra guerra guerrear15Lá em cima daquela pedreiraTem um lírio que é de Xangô(bis)Kaô, kaô, kaô, kabeci
  26. 26. 2616Xangô meu PaiDeixa essa pedreira aí(bis)Umbanda tá lhe chamandoDeixa essa pedreira aí17Sua machado é de ouro, é de ouro(bis)Machadinha que corta mirongaÉ machadinha de Xangô18Meu Pai XangôOlhai seus filhosQue eu também sou filho seuKaô, KabeciSaravá gongá(bis)19Xangô, Xangô, Xangô, Xangô meu PaiFoi o Senhor mesmo quem disseFilho de Umbanda não cai20Tererê Xangô, ô tererê XangôNa calunga,Segura filhos de UmbandaNão deixa filhos cair21Por de trás daquela serraTem uma linda cachoeira(bis)É onde mora o meu Pai XangôQue arrebentou sete pedreiras
  27. 27. 2722Xangô é dono da pedreiraSegura o meu destino até o fim(bis)Se algum dia eu perderA fé no meu SenhorRolai essa pedreira sobre mimMeu Pai Xangô23Oxossi é rei das matasXangô é da pedreiraIansã da ventaniaMãe Oxum da cachoeiraXangô, XangôXangô, kaôKabeci24O lelê kaôO lelê kaôO lelê é de vangoléLelê kaô25O Ganga ôA terra é da JuremaO leão é lá das matasA pedra é tão forteO rei, é Xangô26Xangô veio das virgens matasCom seu bastão de prataPara nos salvarXangô kaôXangô no reino é meu Senhor27Dê deloucauDê deloucau auêXangô, olha Ogum de o dé
  28. 28. 28Olha Ogum de lê XangôOlha Ogum de o déOlha Ogum de lê28Oh rei do mundoOh rei do mundoDizem que XangôMandou girarMas é com fé29Naquele tempo que Xangô recebiaCom sua pena de ouroXangô escrevia30Xangô está no céuAi não está nãoXangô está na TerraAi não está nãoE ê ê ê êSegura Umbanda, macumba – auê31Lá no reino de BadéLué, luéQuem fala tem pouca féLué, luéTem cheirinho de guinéLué, luéXangô no reino de fé32Graças a Deus, meu DeusPelo dia de hojeLouvado seja Deus
  29. 29. 29Meu Pai Xangô, muito obrigadoQue Deus nos dê muita luz em nossos caminhosPontos de OXOSSI01Ai não me mexa na espada de OgumAi não me bula no machado de XangôAi não me toque no bodoque de OxossiEle é o rei das matasEle é caçador02Os caboclos desceramLá do alto da serraE traziam no peitoUma cobra coral(bis)Mas hoje é diaDe alegriaNo terreiro de UmbandaSaravá meus Caboclos de ronda03Caçador na beira do caminhoAh não me mate a coral na estradaEla saravou seu Sete Flechas na AruandaFoi ao romper da madrugadaCaçador04Vento que vemOi que vem das matasOlhas as matas quebrandoE os Caboclos chegando05
  30. 30. 30Oxossi mora de baixo da gameleiraOxossi mora de baixo da gameleiraPai Ogum mora na luaPai Xangô lá na pedreira06A mata estava escuraOs anjos alumiouNo meio da mata virgemQuando o seu Oxossi chegouMas ele é o reiEle é o reiEle é o reiMas ele é o reiNa Aruanda ele é o rei(bis)07Ele é UbirajaraEle é UbirajaraSeu saiote é de penaSeu capacete é de Arara08Ele atirouEle atirou ninguém viu(bis)Seu Sete Flechas é quem sabeAonde a flecha caiu(bis)Ele atirou09O meu manacáJá não dá mais flor(bis)Ai eu vou plantarUma semente do meu manacáAi como é linda essa madrugadaPovo de Umbanda vem trabalhar
  31. 31. 31Tupinambá é Pai de TerreiroTupinambá no reino está10Ê Oxossi êVem chegando de AruandaÊ Oxossi êPara salvar filhos de UmbandaNa curimba xö, xö , xöNa curimba xô, xô, xôË Oxossi, é de bamba é o clima11A sua mata é longeEle já vai emboraE vai beirando o rio azulAdeus UmbandaOs Caboclos vão emboraE vão beirando o rio azul12Oh, que penacho é aqueleË um penacho de araraÉ quem rompe a mata virgemÉ quem rompe a mata virgemÉ o Caboclo Ubirajara13Eu vi choverEu vi relampearMas mesmo assimO céu estava azulFirma seu pontoCompanheiros da JuremaOxossi é dono do Aracajá14Na sua aldeia tem os seus CaboclosNas suas matas tem cachoeirinha
  32. 32. 32No seu saiote tem pena douradaSeu capacete brilha na alvorada15Caboclo RoxoDa cor morenaÉ Seu OxossiCaçador da JuremaEle jurouEle juraraPelos conselhos que a JuremaVem nos dar16Caboclo apanha a sua flechaPega o seu bodoqueO galo já cantouO galo já cantou na AruandaOxalá te chamaPara sua banda17Ê JuremêÊ JuremaSua flecha caiu serena, ô JuremaDentro desse gongáSua flechaCaiu serena dentro desse JacutáSaravá todos CaboclosDentro desse gongáÊ Jurema18Jandira traz nos cabelos uma rosaJupira traz no peito um jasmimJussara é uma linda Cabocla de penaJurema tem pena de mimJurema, JuremaJurema tem pena de mim
  33. 33. 3319A Estrela Dalva é nossa guiaClareia o mundo sem pararIlumina a mata virgemCidade de JuremáVinde, vinde companheirosCocoro-co-cóCompanheiros da JuremaAí de mim tem dó20Zun, zun, zunAqui está o NazaréQue veio das matasPra salvar filhos de fé21Caboclo do Mato trabalhaCom São Cipriano e Jacó(bis)Trabalha com chuva e com ventoTrabalha com a lua e com sol22 (descarga)Corto línguaCorto mirongaCorto língua de faladorAonde ele pisa não há embaraçoChegou Ubirajara do Peito de Aço23Fui buscar em meu gongáO que eu deixei em AruandaAqui está o Caboclo ArrudaPra vencer essa demandaA falange de Arruda
  34. 34. 34É cheia de boa vontadeVai pedir a Mãe SantíssimaNossa Senhora da Piedade24 (pólvora)Ele é cabocloEle é flecheiroBumba na calungaÉ matador de feiticeiroBumba na calungaQuando eu vai firmar meu pontoBumba na calungaEu vai firmar é lá na AngolaBumba na calunga25Quem manda na mata é OxossiOxossi é caçadorOxossi é caçadorOuvi meu Pai assobiarEle mandou chamarÉ na Aruanda êÉ na Aruanda êSeu Pena Branca de UmbandaÉ na Aruanda ê26Arreia capangueirosCapangueiros da JuremaArreia capangueirosCapangueiros Juremá27Na sua aldeia ele é CabocloÉ Rompe MatoÉ Arranca TocoNa sua aldeiaLá na JuremaNão se faz nadaSem ordem suprema
  35. 35. 3528Seu capacete é todo brancoSua saiote é carijóApanha laranja no chãoQuem quiserCome manjar lá no céuQuem puder29Eles são três caboclosCaboclos do JacutáEles giram noite e diaPara os filhos de OxaláSete com mais seteCom mais sete, vinte e umSalvando os três seteTodos três de um a umSete Montanhas giramQuando a noite vai chegarSeu irmão Sete LagoasQuando o dia clarearE ao romper da auroraAté alta madrugadaGira o CabocloDas Sete Encruzilhadas30Estou cansadoDe curimbar(bis)Lá na JuremaTem Oxossi Branca Lua31Chegou, chegouChegou, com Deus, chegouChegou,O caboclo das Sete Encruzilhadas
  36. 36. 3632 (descarga)Cortai,Cortai, cortouCortai a mironga de um mal protetorAonde eu laçoNão há embaraçoCortai o laçoDe um braço de aço33Um instante meus irmãosEu vos quero saudarHá muito que aqui andoQuerendo vos ajudarSou filho de UrutãNas matas onde eu nasciLá recebi o nomeDe Caboclo TururiMeu Pai é Caboclo guerreiroMinha Mãe é MamuriQuando quiseres auxílioÉ chamar por TururiDeus é Pai de todosSomos irmãos de JavariQuando tiveres demandaÉ chamar pelo TururiQuando tiveres demandaDessas que vejo aquiChamai pelo vosso irmãoO Caboclo TururiQue Deus proteja a todosE dê forças ao chefe TimbiriPois quem pede nesse momentoÉ o Caboclo TururiQue o manto da Virgem MãeA todos possa cobrirE que debaixo desse manto
  37. 37. 37Trabalhe sempre TururiBoa noite meus irmãosQue a paz fique aquiQuem pede nesse momentoÉ o Caboclo Tururi34O dia quando nasceJá vem rompendo auroraClareia uma choupanaAonde Oxossi moraJá clareouSeu Sete FlechasNuma choupanaAonde Oxossi mora35Atira, atira, eu atireiNo bambá eu vai atirarO veado no mato é corredorOxossi na mata é caçador36Enfeitei a Cabocla de PenaSoltei na mata para passearBotei dois índios para procurarPra ver a força que a Jurema tem37O meu São SebastiãoFostes preso e amarradoLivrai-nos dos inimigosQue nos traz acorrentado38Cadê seu Sete FolhasDa raiz do OricáVai chegar Seu Sete FolhasCom licença de Oxalá39
  38. 38. 38Na mata virgemA coral piouUm filho passou e ficou escutandoCadê Seu Pena Branca de UmbandaQue até agora ainda não chegou40Luar, luarCaboclo da Lua já chegouVai dizer a sua mãeQue o Terreiro ele salvou41Eu corre terra, eu corre marAté que eu chegueiEm minha PaisOra viva Oxossi das matasQue a folha da mangueiraAinda não caiu42Ajoelha cabocloTu não é judeuTu foi batizadoPela lei de DeusPadrinho e MadrinhaFoi Deus quem te deuMeu Ananá, meu Ananá43Com sete meses de nascidoA minha mãe me abandonouSalve o nome de OxossiFoi Tupi quem me criouVinde vinde companheirosCo co ro co cóCompanheiros da JuremaAi de mim tem dó44Umbanda, quando chega no reinoDe todo mundo
  39. 39. 39Quer saber sua nome (diz seu nome)Umbanda, é de Oxossi MaêDe todo mundoEle já sabe o nome45Rompendo matos e ventosPara seus filhos salvarChegou, chegou agoraO Caboclo JanguaráLá na AruandaOnde o galo cantouTrabalhos de JanguaráNosso Senhor coroouChegou, chegouDeixa meu povo chegarChegou o rei dos BugresCom Caboclo Janguará46Caiu uma folha na JuremaVeio o sereno e molhouE depois veio o solEnxugou, enxugouE as matas se abriramToda em flor47Nós somos dois guerreirosDois irmãos unidosMeu nome é TupaibaSou filho de AimoréDa tribo dos GuaranisMeu irmão chama Peri48Mangueira, mangueiraMangueira de UmbandaFolhas por folhas UmbandaLá no mato tem UmbandaVamos cruzarPara salvarFilhos de Umbanda com seu patuá
  40. 40. 4049E vem a barra do diaJuntamente com a barra do marÉ a falange do Sete EstrelasQue veio trabalharEstrela ô, estrela ôEstrela que é nossa guiaChegou seu Sete EstrelasCom Deus e a Virgem Maria50Chegou Urubatã de GuiaQue veio para seus filhos salvarRebenta corrente de ferro e de açoEstoura cadeias de bronzeO sol e a lua vem saindoE vem a Estrela da GuiaEu trago em meu bronze gravadoO nome da Virgem Maria51Lá bem no alto da serraEu escutei uma coral piáEra uma linda jibóiaFerida com a flecha de Tupinambá52É lá na JuremaQue o caboclo lutaE vence demandaCom Oxossi seu reiCom o arco e a flechaE o canto de guerraAtira-se a lutaE sai vencedorDe joelhos em terraO chefe da triboAgradece a vitória
  41. 41. 41A Jesus Redentor53Ele veio de tão longeDa cidade da JuremaSaravá seu Branca LuaVem com a ordem suprema54Quando a Aruanda se abreEu quero ver quem éÉ o teimoso de AruandaÉ o Caboclo Rei Guiné55Com tanto pau no matoEu não tenho guiaCaboclo Vira Pau vai trazer a guiaCom tanto pau no matoEu não tenho guiaEu trago esta pembaPra cruzar a guia56Sobe serra, desce serraSerra verde aonde estásPombinhas bateu asasBateu asas e voouPapai eu sou guerreiro ManáMamãe caminhos que vai57Eu sou Caboclo da mata fechadaEu sou Caboclo em qualquer lugarEu não apanho a folha da JuremaSem ordem suprema do Pai Oxalá
  42. 42. 4258Ô Humaitá, Humaitá filhos de UmbandaÔ Humaitá, Humaitá venceu demanda59Eu vim da mataÔ que mata é a suaEu vim da mataÔ que mata é a suaÉ de lá do OricáAonde pia a cobraAonde canta o sabiáEu vim da mataSou da tribo do GuajáEu vim trazer minha falangePara vir descarregar60Na mata virgem a coral piouO sino bateuO galo cantouCadê Seu Sete Flechas de UmbandaHá muito tempo que eu lhe chamoEle aqui não aparece61 (surra)Ai quem cortou meu pé de árvoreAi não fui eu OxossiOnde eu passava o meu diaAi não fui eu OxossiQue puderam lhe fazerFoi amarrar de pé e mãoAmarrado num tronco de árvoreAi como um cãoCão de verãoAi quem cortou meu pé de árvoreAi não fui eu OxossiAi foi São Jorge quem mandouAi não fui eu OxossiE depois de tudo issoAs sete flechas ele alcançouSão Jorge gritou na AruandaFoi seu irmão quem te amarrou
  43. 43. 4362Como é lindo o solComo é linda a luaComo é lindo o solSeu Sete Flechas é rei da lua63A minha gongoEstá roncandoLá nas matas, está roncandoPra chamar filhos de féRonca, ronca minha gongoE vem chegandoA tribo dos AimorésA minha gongoEstá roncando lá nas matasE os Caboclos estão tocando maracáRonca, ronca, minha gongoE vem chegando o velho Tupinambá64Mas olha que Caboclo lindoQue Oxossi mandou saraváPena Dourada na linha de UmbandaCaboclo Roxo na lei de Oxalá65Oi quem brilha no céuÉ a Lua Nova(bis)66A estrela brilhou no céuA terra estremeceuAonde estão os capangueiros da JuremaQue até agora não apareceu
  44. 44. 44(bis)67Vem o sol saindoCom os raios brilhantesNo terreiro de UmbandaRaio de Sol vem trabalharO veado na mataEle corre, ele correE Oxossi nas matasEle vai laçar68Nesse mato tem folhaTem Sete Estrelas que nos alumiaAlumia o mundo EstrelaAlumia o mundo Estrela69Mas ele é capitão da MarambaiaMas ele é capitão da Marambaia (bis)Mas ele é Oxossi na Arucaia70 (descarga)Que bombardeio que se deu lá na JuremaAté sua palhoça Oxossi quis abandonarMas ele é Caboclo de pena da JuremaQue veio para seus filhos saravá71Nasci na mataDa mata não tenho medoNasci na mataEmbaixo do arvoredoNasci na mataDa mata não tenho medoNasci na mataEmbaixo do arvoredo
  45. 45. 4572Oxossi é cassuté de UmbandaNa AruandaOlha na Aruanda auê (bis)Ô na Aruanda73Oxossi é dono do AracajáOxossi é dono do Aracajá74Salve o Caboclo das MatasSalve o Caboclo CosteiroQue ronda a beira das praiasE é filho lá do coqueiro75Caboclo do MatoO que é que você querFolhas verdes de guinéO zum, zum, zum, aruêO zum, zum, zum Nazaré76Estrela, matutinaClareia o mundo , sem pararEstrela clareou Seu Sete FlechasQue mora na raiz do OricáEstrela clareou Seu.......Ê, ê, ê, ê, ê á77Oriri, Oriri, OriráSamba GuaiáSamba Guaiá
  46. 46. 46Oriri, Oriri, OrirôSamba GuaiôSamba Guaiô78Oh viva Oxossi êOh viva Oxossi ê áEle é Caboclo do matoOh Viva Oxossi ê, minha Pai79Oh cindarerê, oh cindareráOh viva Oxossi ê êSua coroa vamos salvarÉ de bamba é o climaO mundo é de OxaláOh viva Oxossi ê êSua coroa do Jacutá80 (atrair obsessor)Eu fui no mato caçar serió, serióMas quando é tempo de calorOra bate com péSuspende o póSerió, serió, serió81 (descarga)Oh meu Deus lá nas alturasO meu Pai é o Caboclo Gira MundoTumba, que tumba, que tumba, auêMeus inimigos não podem vencer82Caboclo JaracutingaBebe água no coitéTira ponto na JuremaAtira flecha sem ver83
  47. 47. 47Ele é caboclo da Terra da JuremaApanha pemba, risca pontoFilhos de Umbanda, vem trabalhar84Ele é Sete Cachoeiras, orerêOlha Madeodé, Madeodé, MadeodéOlha MadeodéSobe serra, desce serra orerêOlha Madeodé, Madeodé, Madeodé85Ele vem das matasEle vem girarEle gira com o sol e a luaEle gira com o vento e o mar86Salta pra aqui IracemaQuem te chama é TabajaraVem linda como AçucenaEntre espinhos da JussaraCoroa troa nas matasEm busca do PitanguiSalta para aqui IracemaQuem te chama é TabajaraVem linda como AçucenaEntre espinhos da Jussara87Ai se não fosse a folha da JuremaLá nas matasO que seria do Caboclo JuruáAi a Jurema, Jurema, JuremaAi a Jurema do Caboclo Juruá88No meio da mata virgemA coral piouCom sua capaceteEle saravou, ele saravou
  48. 48. 4889Sá Macutara mironga de UmbandaMe corre nas matas, me corre êSá Macutara mironga de UmbandaMe corre nas matas ta ta ruê90Caça, caça, caçadorCaçador de AruandaO caça, caça, caçadorFoi Oxossi quem mandou91Duas estrelas me alumiamOh Aimoré moreDois anjos me acompanhamEncruza flecha com lançaOh AimoréEncruza lua com sol92É o caçador, é o caçadorO caçador é o anjo adivinhadorTerreiro de Umbanda que vem ZamburáÉ o caçador que veio aqui caçar93De onde vens TimbíVenho do reino do céuDescamba a ladeiraOh TimbíPassa pro lado de cá94Ai Jesus
  49. 49. 49Jesus morreu na cruzChegou AraribóiaSalvar Jesus da cruz95Ô viva Oxossi êÔ viva Oxossi áOxossi é um grande Caboclo guerreiroÔ viva Oxossi êOxossi é dono da pembaOxossi é rei do gongáQuando um filho cai em faltaOxossi manda castigar96Mas como é lindoO clarão da luaOxossi pra vim na cidadeSó anda no meio da rua97Lua Nova que brilha no céuCravejada de ouro, MassumbebáOlha Massumbebê, olha Massumbebá98Caboclo vem da mataVem comendo SapucaiaMaia cadê, Caboclo Maia dendêMaia cadê, Caboclo Maia dendê99Simiromba vem SimirombaCom a cruz na mão SimirombaComo ele vem contente, SimirombaTrazendo a sua redenção, SimirombaBate, bate, bate, bate, SimirombaOra tornas a bater, Simiromba100
  50. 50. 50Os Caboclos lá nas matasE as cigarras nas árvores cantandoE eu aqui no TerreiroCom seu ponto afirmando101Foi Zambi quem criou o mundoÉ Zambi quem vai governarFoi Zambi quem criou as estrelasQue ilumina OxossiLá no JuremáCoquê, coquê, coquêCoquê, meus Caboclos, coquê102Seu Branca Lua quando vem d’aldeiaEle traz na cinta uma cobra coralOh, é uma cobra coral
  51. 51. 51Pontos de IANSÃ01Eram duas ventarolasDuas ventarolasQue ventavam o marUma era IansãArerêA outra era IemanjáE eparrê02Iansã o seu leque é de ouroVem do céu, Oxalá quem mandouPara salvar os seus filhos IansãNa hora da agonia e da dor03Oh Nanã , Nanã BoroquêIansã moça ricaVem nos socorrer04Ela é, uma moça bonitaEla é, dona do JacutáParrê, parrê, parrêMinha Mãe tá no reinoCom a pemba na mãoE eu quero ver05Iansã cadê AxumAxum está nas ondas do marEla é dona de gongáSalve Axum Nanã
  52. 52. 5206Moça rica com sua espada luminosaSua espada é cravejada de brilhantesQuimbanda auê, quimbanda auáSanta Bárbara do Jaracutá07Oh Inhacita, corre UmbandaOh Inhacita Milonguê(bis)08Santa Bárbara virgemDos cabelos lourosEla vem descendoPela escada de ouro09Saravá IansãDos cabelos lourosSeu luar tem prataSua coroa tem ouroÊ, ê, ê, êÊ, ê, ê, áSaravá IansãRainha do Jacutá10Cindá miná gonguê a ê a êCindá miná gongáAi como cinda dêOciará orô
  53. 53. 5311Oh minha Santa BárbaraÉ horaFilhos de Umbanda, MamãeSempre aqui choram12Santa Bárbara aonde moraMora dentro da luaMora dentro do lajedoMora dentro da lua13Guena, Guena, pô pôVai n’Angola giraSamba rê rê, oh ! quirombôSanta Bárbara do Jaracutá
  54. 54. 54
  55. 55. 55Pontos de NANÃ01Atraca, atracaQue ai vem Nanã, ê, áAtraca, AtracaQue ai vem Nanã, ê, áÉ Nanã, é AxumÉ quem vem saravá ê, áÉ Nanã, é Axum, é Mamãe IemanjáÊ, á02Oh Nanã cadê AxumAxum é das ondas do marEla é dona de gongáSalve Axum Nanã03Treca, trecaQue eu vi NanãÉ de bambuê, auê, auêTreca, trecaQue eu vi NanãAuê, auêTreca, trecaQue eu vi NanãEu vi Nanã BoroquêPregunta a sua CaianaQue eu vi NanãEu vi Nanã Boroquê
  56. 56. 56
  57. 57. 57Pontos de OXUM (água doce)01Eu vi mamãe Oxum da CachoeiraJunto com meu Pai OxaláColhendo lírios lírio ëColhendo lírios lírio aColhendo líriosPara enfeitar nosso gongá
  58. 58. 58
  59. 59. 59Pontos de IEMANJÁ01Quem quer me ver sobre a terraQuem quer me ver sobre o marSou a Cabocla JandiraSou a Sereia do MarEruê ruê ruêÊruá ruá ruáÊruê ruê, Jandira02No fundo do marTem uma pedraDe baixo da pedraTem areiaEm cima da pedraTem uma santaEla é Mamãe SereiaMamãe SereiaNo fundo do mar tem areia03IemanjáOh IemanjáSeus filhos vêm trabalharSalve a SereiaProteção da falange do mar04O veado fugiuE Oxossi pegou na BahiaSegura o ponto de Mamãe SereiaDo marSegura o ponto de Mamãe SereiaDo mar
  60. 60. 6005Pus-me a escrever na areiaCom conchinhas de IemanjáFiz ponto de Mãe SereiaVeio a onda desmancharPus-me contar as ondasNão pude acabarVou pedir ao rei das águasPara o meu ponto firmar06Hoje é dia de Nossa SenhoraDe nossa Mãe IemanjáOlundaê, ê, êOlunda á, á, áBrilham as estrelas no céuBrilham os peixinhos no marOlundaê, ê, êOlunda á, á, á07Baixou, baixouA Virgem da ConceiçãoMaria ImaculadaPara tirar a perturbaçãoSe tiveres praga de alguémDesde já seja perdoadoLevando pro mar a dentroPras ondas do mar sagrado08Quando a estrela vem saindoQuando a lua vem surgindoFazendo clarão do marGira carorô, ê gira carorô áGira carorô ê
  61. 61. 61A nossa Mãe Iemanjá09E vem, e vem, e vemE vem beirando o marE vem a Mãe SereiaPra todo mal levarEu sou aquela pequeninaQue mora em alto marEu sou quem guia os naviosSou a Sereia Guiomar10Bem vinda, seja bem vindaA nossa Mãe que nos criouÉ a rosa MassumbebêÉ a rosa MassumbebáÉ a rosa MassumbebêÉ a nossa Mãe IemanjáPassarinho preso cantaPorque não sabe falarSão Jorge é o rei da TerraSereia a rainha do marSão Jorge é o rei da TerraCom licença de Oxalá11Nós aqui nesse TerreiroPedimos a sua bençãoTu és Rainha dos maresSenhora da Conceição
  62. 62. 62
  63. 63. 63Pontos CRUZADOS01Ogum assentado na praiaAssentado à beira mar(bis)Veio uma onda tão forte Ogum êQuem era ? Era Iemanjá02Em alto marQuando a Sereia cantaPedindo forçasPra Pai OxaláPedindo forçasPra filhos de OgumPra filhos de OxossiXangô e Iemanjá03Eu vi Pai José na praiaEu vi a Sereia no Mar(bis)Pai José toma conta dos filhosE a Sereia do fundo do mar04Quando nas matas se ouve um cantoDa passarada em bando a cantarUma Cabocla nas margens do rioEm prantosA proteção de Axum foi rogarCom sua fé na Rainha das águasE a proteção da falange do marO rio fica com todas as mágoasSalve Axum, salve a Mãe Iemanjá
  64. 64. 6405Salve a mesa de XangôSalve a mesa de OxaláSalve os santos da BahiaJuntos com seu patuáNão há mesa na BahiaQue não tenha vatapáNão há baiano seguroQue não tenha patuá06Duas pedras, um riachoE as matas pra caçarAs pedras são de XangôO riacho é de IemanjáE as matas é pra quem sabe atirarSalve XangôSalve IemanjáÉ de bamba o climaCom licença de Oxalá07Se meu pai é OgumMinha mãe é AxumMeu padrinho é XangôE lelé é KaôE lelé é de vangoléLelé Kaô08Salve Congo, salve ReboloSalve povo de NaçãoSalve São Jorge guerreiroSalve São Sebastião
  65. 65. 6509Ele vem com a justiça XangôEle traz Iansã e IemanjáEle vem com Oxossi das matasEle traz o amor de OxaláOgum, vencedor de demandaEstrela clareou sua bandaNa sua aldeia ele é CabocloOgum Arranca Toco10No Arerê de IansãRei Congo chegouNo Arerê de IansãE seu filhos salvouLá na AruandaRei Congo chegouVencendo demandaE o Terreiro firmou
  66. 66. 66
  67. 67. 67Pontos de OXALÁ01Andorinha voouOs anjinhos foram buscarQuando voltouSalve grande OxaláTenham fé meus cafiosQue em mesa de UmbandaOxalá tem que vencer02Como gira ê como giraComo gira dentro do gongáOh gira para filhos de féOh gira para filhos de féComo gira ê como giraComo gira dentro do gongáOh como gira filhos de féVamos salvar a guiaDo nosso Pai Oxalá03Gruseia, gruseia meus caros filhosNa mesa de UmbandaQuem manda é Deus04Jesus Cristo é nosso Pai, aruêÉ filho da Virgem Maria, aruêPor entre espadas e lanças, aruêO santo nome de Jesus, aruê05Abre a porta ô genteQue ai vem JesusEle vem cansadoCom o peso da cruzVai de rua em rua
  68. 68. 68Vai de porta em portaOh Deus da minh’almaSem culpa nenhuma06Ai Jesus, Jesus morreu na cruzAi Jesus, Jesus morreu na cruzChegou Arariboia, chegou ArariboiaSalvar Jesus na cruz07É de credo em credoÉ de credo em cruzCruzai vossos filhosEm nome de Jesus08Jesus nosso RedentorDesceu pra nos salvarSão todos Caboclos de AruandaQue vieram descarregarMais uma pembaMais uma guiaMamãe diga o que éSão todos Caboclos de AruandaQue vieram salvar os filhos de fé09Vou pedir ao criadorPra meio mundo governarMeio sol e meia luaMeia terra e meio mar10Maior do que Deus, não háMaior do que Deus, ninguémOra viva Deus, minha genteSão tantos os que mandam,Minha genteMaior é Deus
  69. 69. 6911 (descarga)Estava dormindoNa porteira do curralQuem tem inimigo não dormeAcorda vai vigiarO Pai NossoQualquer um sabe rezarPai, Filho, Espírito SantoO Santo nome de Jesus12Que panorama tão lindo e tão beloQue Zambi nos mandou NanãQue chova perdão em minha almaComo chove flores neste gongá13Estrela do céuQue clareia o diaÉ dia, é diaDa Virgem MariaViva Jesus nosso Pai RedentorQue na santa cruzTeu sangue derramou14Ai meu São Miguel ArcanjoCom sua espada de açoVai abrindo todos os caminhosCortando todos os embaraços15Foi lá no rio azulQue eu encontreiUma cobra coralÔ rio, ô rioOh meu Pai OxaláÔ rio, ô rio
  70. 70. 70Oh meu Pai Oxalá16Deus salve os nossos guiasPela glória desse diaEu vim aquiPedir a OxaláE a Estrela GuiaQue aumente a nossa luzQue nós possamos alcançarAs belas vibrações desse gongá17O manto de Oxalá que cubraOs filhos desse JacutáSaúde para todos filhosE a proteção divinaPras babás desse gongá18Oxalá meu PaiTem pena de nós, tem dóA volta do mundo é grandeSeus poder ainda é maior19Estrela do céuQue guiou nosso Pai(bis)Guiai esses filhosCaminhos que vai(bis)Estrela do céuQue te disse o GuaiáPovo de UmbandaQue povo seráPovo de UmbandaQue está no gongá20Meu Divino Espírito Santo
  71. 71. 71Que venha nos ajudarTraz ordens do Pai eternoJurema ê Juremá21Oh menino de DeusÉ de Santo AntônioEm que dia nasceuDia de Natal22Eu agradeço a DeusE a Virgem MariaA todos os santosE também aos guias
  72. 72. 72
  73. 73. 73Pontos do ORIENTE01De quando em quandoQuando eu venho de AruandaTrazendo UmbandaPra salvar filhos de féÔ marinheiro olhas as costas do marÔ Japonês, ô JaponêsOlha as costas do mar02Sou marinheiroEu sou marinheiroSou marinheiro, sou marinheiroE navego nas ondas do marEgum, Egum, EgumÉ TimbiriEgum lá nas ondas do Oriente, iáMas quando ZambiVem de Aruanda, iáPara salvar os filhos de Umbanda, iáSou marinheiroEu sou marinheiroSou marinheiro, sou marinheiroE navego nas ondas do mar
  74. 74. 74
  75. 75. 75Ponto das ALMAS01Eu andava perambulandoSem ter nada pra comerFui pedir as santas almasPara vir me socorrerFoi as almas que me ajudouFoi as almas que me ajudouMeu divino Espírito SantoViva Deus Nosso Senhor02Minha Santa RitaÉ dia, é diaÉ dia, é diaÉ dia de DeusOi viva as almas,Oi viva as almas,Oi viva as almas na hora de Deus03Tam, tam, tamBateram na porta do céuTam, tam, tamSão Pedro abriu foi ver quem éEram as almasIluminadasQue já se pesaramNa balança de Miguel
  76. 76. 76
  77. 77. 77ANJO DA GUARDA01Quem vem, quem vem lá de tão longeSão os anjinhos que vem trabalharOh dai-me forças pelo amor de DeusMeu PaiOh dai forças aos trabalhos meus02Lá do céu desceu um anjoFoi o Divino quem mandouJoão Batista na florestaSeus filhos ele salvou03Oh Deus do céuMandai nossos guardiãs
  78. 78. 78
  79. 79. 79EXU01Exu Tiriri de UmbandaMora na encruzilhadaToma conta e presta contaAo romper da madrugada02Eu sou Seu Sete CapasDono das Sete EncruzilhadasComigo não quero graçaEu não sou de caçoada03Tranca Rua no reinoOh meu Deus o que seráEle vai girar Ele vai girarChegou seu Tranca RuaPara todo mal levar04Exu que tem duas cabeçasEle gira para os filhos de féUma é de Satanás do infernoOutra é de Jesus de Nazaré05Querem me matarGira MundoQuerem me acabarGira MundoToma conta deleGira MundoVai girar com eleGira Mundo
  80. 80. 8006Orerê, OraráPemba d’Angola mandou me chamarSe eu não fosse filho de pembaSão Cipriano não vinha cá
  81. 81. 81Pontos de Descarga01Já está na horaE o galo cantouQuando o galo canta ô gentePai Joba chegouPai Joba chegou, pra descarregarLevando toda maldade ô gentePro fundo do mar02Mestre Luiz chegouÔ Mestre Luiz salvouMestre Luiz chegouPra levar todo mal, de suas cafioDe sua gongáPara o fundo do marÊ, ê03Sereia minha SereiaMinha Sereia do mar(bis)Todo mal desses filhos, ô SereiaLeva pro fundo do mar, mar, mar04A marola do marVem chegandoE os Caboclos SereiaDescarregando05Chegou na sua giraCom seu pessoalPai SebastiãoPra levar todo malÊ, ê, ê, ê, ê, áLeva mandinga pro fundo do mar
  82. 82. 8206Pai Tomé veio do ParaísoJunto com Pai JoãoMas ele veio descarregar seus filhosMeus irmãosCom o bastão de São JoséDo cravo nasceu a rosaDa rosa nasceu a florDa flor nasceu Maria VirgemMeus irmãosA Mãe de nosso Redentor07Capitão do marÈ BarabaráÉ com chuva, é com ventoEle vai navegarEle vai, ele vaiE com chuva e com ventoEle vai navegar08Lá no alto da pedreiraA faísca vem rolandoAgüenta a mão cabra de forçaQue a faísca vem queimando09Corto línguaCorto mirongaCorto língua de faladorAonde ele pisa não há embaraçoChegou Ubirajara do Peito de Aço
  83. 83. 8310 (surra)Que bombardeio que se deu lá na JuremaAté sua palhoça Oxossi quis abandonarMas ele é Caboclo de pena da JuremaQue veio para seus filhos sarava11Tava dormindoNa porteira do curralQuem tem inimigo não dormeAcorda vai vigiarO Pai NossoQualquer um sabe rezar(bis)Pai, Filho, Espírito SantoO Santo nome de Jesus12Bananeira que eu plantei à meia noiteE que deu cacho na beira do caminhoEu quero ver esse cabra que é malucoQue risca ponto contra feiticeiro13Eu venho de tão longeSem conhecer ninguémA procura de uma rosaQue a roseira tem14Tire a folhaQuebre o galhoArranque o toco pra não nascerEu quero ver todo o povo de AruandaTrabalhando na UmbandaPra quimbanda não vencer(bis)15
  84. 84. 84Esse Terreiro é de Ganga MacaiaEsse Terreiro é de Ganga MacaiaEsse Terreiro é de Ganga MacaiaMacutaia MalemeÈ de Ganga Macaia16DescarregueiDescarregáDescarrega a mandingaPro fundo do mar17De longe eu vejoPapai na UmbandaEstão bulindoEstão mexendoEstão demandandoCom o Terreiro de Umbanda
  85. 85. 85Pontos de CRIANÇA01Lá no céu tem três estrelasTodas três em carreirinhaUma é São Cosme e São DamiãoA outra é Mariazinha02São Cosme e São DamiãoSua santa já chegouVamos ao fundo do marQue Santa Bárbara mandouDois, dois Sereia do MarDois, dois Mamãe Iemanjá03Bahia é Terra de cocoCidade de dois irmãosGovernador da BahiaÉ São Cosme e São Damião04Hoje tem alegriaHoje tem alegriaHoje tem alegriaNo Terreiro de UmbandaHoje tem alegria05O sol e a lua são dois irmãosSão irmãos gêmeosComo Cosme e DamiãoFilhos de UmbandaManda, mas não vaiQuem é filho de UmbandaTomba mas não cai
  86. 86. 86
  87. 87. 87TENDA NOSSA SENHORA DA PIEDADEHino da UmbandaRefletiu a luz divinaCom todo seu esplendorVem do reino de OxaláOnde há paz e amorLuz que refletiu na TerraLuz que refletiu no marLuz que veio de AruandaPara tudo iluminarUmbanda é paz e amorUm mundo cheio de luzÉ força que nos dá vidaE a grandeza nos conduzAvante filhos de féCom a nossa lei não háLevando ao mundo inteiroA bandeira de Oxalá
  88. 88. 88Pontos de PRETO VELHO01Um galhinho de arrudaA vovó me deuUm galhinho de arrudaPra me protegerEu agradeço a essa linda Preta VelhaUm galhinho de arrudaEla me ofereceuEu agradeço a essa linda Preta VelhaPois em suas oraçõesEla nunca me esqueceu02Preto VelhoVem de MinasCaminhou o ano inteiroCarregou sete calungasPara salvar o TerreiroÊ ê ê êÊ ê ê aA banda é boaBanda de Minas Gerais03Benedito é Preto, calungaEu também sou Preto, calungaOra viva os Pretos, calungaEu também sou Preto, calungaA minha Terra é de Preto, calungaEu também sou Preto, calunga04Sou Preto, sou Preto,Sou Preto só na corNa alma, na almaSou filho de Nosso Senhor05A fumaça do cachimbo da vovóSobe bem altoSó não ver quem não querO cachimbo da vovó tem mirongaNa barra da saiaNa sola do pé06Vovó cochilaSeu cachimbo cai no chãoVovó cochilaSeu cachimbo cai no chãoÉ no sopro da fumaçaQue seus inimigos vãoÉ no sopro da fumaçaQue seus inimigos vão07Vovó CatarinaÉ dona do reinoVovó CatarinaÉ dona de gongáEla já está no TerreiroOra vamos todos saravá08Sou Pedro velho macumbeiroQue me importa que falem de mimSou Pedro velho macumbeiroCom meu pai e minha mãe eu aprendiSou Pedro velho macumbeiroMinha filha cadê minha gongáSou Pedro velho macumbeiroMinha filha olha cobra coral
  89. 89. 8909Ô Zé MirombaCadê sua dumbaTá lá nas matasTocando macumba10Vovó Luiza que chora mirongaChora Luiza, mãe de BanguelaVovó Luiza que chora mirongaChora Luiza mãe de BanguelaAgora que eu quero verVovó Luiza com a cuia na mãoApanhando águas no rio Jordão11O meu Pai AntônioO meu Pai AntônioÉ um preto de famaO meu Pai AntônioO meu Pai AntônioEle vence demandaEu tenho féNa Virgem MariaO meu Pai AntônioSeja o Nosso Guia12Pai Joaquim ê êPai Joaquim ê áPai Joaquim chegou de AngolaPai Joaquim é de Angola, Angolá13Pai Joaquim cadê Pai ManéTá lá nas matas apanhando guinéDiga a ele que quando vierQue suba as escadasNão bata com o pé14Vovó não querCasca de coco no TerreiroVovó não querCasca de coco no TerreiroTraz lembrança com saudadesDos tempos do cativeiro15Lá vem Vovó descendo a serraCom a sua sacolaEla trás a pembaEla trás a toalhaEla vem de AngolaEu quero ver VovóEu quero ver VovóEu quero ver se filho de UmbandaTem querer16Com o poder de minha PaiMinhas cafioNão há quem possa duvidarMinhas cafioFoi o poder que Deus te deuMinhas cafioÊ, ê, ê, minhas cafioTem Preto Velho no gongáÊ, ê, ê,Minhas cafioPrá todos filhos saravá17Preta Velha que fuma cachimboPreta Velha que cheira rapéPreta Velha gosta de marafoPreta Velha SaracondéÔ, viva SaracondéÔ, viva Saracondé
  90. 90. 9018Quem vem láQuem combate demandaFilha de Congo é Maria Redonda19Oh já vai Preto VelhoSubindo pro céuE Nossa SenhoraCobrindo com véu20Na beira da praiaCortando seu guiné(bis)Pai BeneditoConhecido no TerreiroPor gostar de moça brancaAmansador de feiticeiro21Filho de UmbandaPor que tanto choraFilho de UmbandaPor que tanto choraÉ vovó CarlotaQue já vai embora...Que já foi embora22Tatá na AruandaEu na calunga(bis)Olha quanta dumbaZig, zig, zigEu sem nenhuma23Benedito é Preto, calungaMora no roseiralSe ele é feiticeiro, calungaChefe de gongá24Bahia ou ÁfricaVem cá, vem cá, vem cáForça baianaForça africanaForça divinaVem nos ajudar25Na BahiaNinguém pode com baiano(bis)Quebra cocoArrebenta sapucaiaVamos todos saravá26Oh meu Senhor do BonfimValei-me São SalvadorVamos salvar nossa gentePovo da Bahia chegou27Arriou na linha de CongoÉ Congo, é Congo aruêArriou na linha de CongoAgora que eu quero ver28Eu corro a minha giraCom Deus e Nossa SenhoraEu corro a minha giraCom todo povo de Angola
  91. 91. 9129Aruê minha São BeneditoA coroa de ZambiTem gongáAuê, auê, auêA coroa de ZambiTem gongá30E ora vamos saravá Seu Rei de CongoE ora vamos saravá Seu Rei de CongoSaravá ele pequenino que ele sejaSeu Rei de Congo ora vamos saravá31São Benedito na língua de ZambiTambém sabe ler ê, ê, ê, ê, êSe Mucambo é bomTambém sabe ler(bis)32Preta Mina que vem lá da BahiaQuem, quemTraz o rosário de MariaQuem, quemÉ o rosário azul e brancoQuem, quemPara salvar nossos irmãosQuem, quem33Minha agulha, minha didáQuem não tem agulhaPra que quer didá(bis)Minha ponto é seguro no fundo do marMinha ponto é seguro Mamãe IemanjáMinha ponto é seguro no fundo do marMinha ponto é seguro meu Pai Oxalá34Eu sou baiana, sou baiana de TerreiroEu sou baiana, sou baiana feiticeiraCom minha faca na cintura eu desafioCom meu balaio pra salvarTodos meus filhos35Minha galinho cantouMinha galinho cantouMinha galinho cantouKi qui riMinha galinho cantou36Venho de longeVenho de MinasSamba rê, rê MaxicorêMinha sete zi camboneMinha sete zi mucamaSamba rê rê Maxicorê37Meu Santo Antônio pequeninoCorre Umbanda devagarMeu Santo Antônio pequeninoCorre Umbanda sem parar38Não tem saia, não tem saiaNão tem saia, mas tem paletóChega Vovó, chega VovóChega Vovó é de Ganga Maior39Na Bahia tem, que tem orobiQue tem orobôQue tem orobi, que tem orobôPimenta da CostaMacumba ioiô
  92. 92. 9240É Congo, é Congo, é CongoÉ Rei de CongoÉ Congo, é Congo, é CongoMinha Pai é Congo41Olha branco que sabe lerOlha branco que sabe escreverOlha branco que ainda não sabeQual o dia em que vai morrerOlha branco que sabe, sabeOlha branco que é sabedorOlha branco que ainda não sabeO poder de Nosso Senhor42Santo Antônio é santo de mesaSão Benedito é santo maiorQuero ver, quero verNa mesa de Umbanda eu quero ver43Ora baixa meu povo baixaOra baixa devagarQuando o povo chega no reinoÉ pra todo mal levarPovo da Costa é povo bomEle é povo de maçadaQuando chega na AruandaFica todo ensarilhado44Eu venho de longeSem conhecer ninguémÀ procura de uma rosaQue na roseira tem45Congos e Cambindas,Todos vem pra trabalharOlha Congo vem por terraCambindá vem pelo mar46O vento deu no marE a marola deu na areiaPai Antônio é um PretoQue não bambeia47Os quindins, os quindins, os quindinsÔ MujongoOlha lá no marOlha lá no mar ô MujongoOlha Mujongo no marA sua Terra é muito longeÔ MujongoNinguém pode ir láNinguém pode ir lá, ô MujongoOlha Mujongo no mar48Santo Antônio era meninoOi Benedito era rapazCorre, corre Santo AntônioEu quero ver quem corre mais49Ele é dono de TerreiroJá firmou gongáSaravá meu Pai AntônioSaravá seu Jacutá
  93. 93. 9350Pai Antônio quando vem da BahiaEle traz Estrela Guia no peito(bis)Quem deu, quem deuQuem deu, quem daráFoi nosso Pai Oxalá51Vou ralar meu cocoVou fazer dendêVou botar na rua, baianaPra você vender52És tu meu Santo AntônioÉs dono do meu gongáSe não fosse Santo AntônioNão sabia corimbarSe não fosse Santo AntônioNão sabia trabalhar53Pisa no caminho devagar, Preto VelhoPisa no caminho devagarOlha que o caminho tem espinhoPreto VelhoPisa no caminho devagar, Preto Velho54O Santo é que está de rondaO meu Santo Antônio AruandáNa Aruandê,na Aruandê, na AruandáSanto Antônio na linha de UmbandaÉ Ogum,É o meu protetorSanto Antônio é quem é meu padrinhoNeste mundo de Nosso Senhor55Rei Congo Mujongo maravilhaÉ quem manda aruê saraváRei Congo mandou chamarÉ quem manda aruê saravá56Cadê a sua pembaCadê a sua guiaEla é Vovó MariaSeu gongá é na Bahia57Se os Pretos Velhos têmOs Pretos Velhos dáCorre gira Preto VelhoCorre gira no gongáCorre gira Preto VelhoCom licença de Oxalá58Santo Antônio de pembaSegura seus filhosSegura gongáEles são filhos de féEles não podem cairEles não podem tombarMas como caminhou, pembaMas como caminhou, pembaMas como caminhouSanto Antônio de pembaMas como caminhou
  94. 94. 9459 (desobsessão)Meu Santo Antônio pequeninoOlha esse mundo como estáQuem me abraçava antigamenteHoje quer me apunhalarOlha seu cordão preto,Meu Santo AntônioEu também sou filho seuAfastai meus inimigos,Meu Santo AntônioPelo santo amor de Deus60Meu cachimbo está no tocoManda moleque buscar(bis)No alto da derrubadaMeu cachimbo ficou lá(bis)Que arruda tão bonitaQue Vovó mandou arrancar(bis)Mas não chore meu netinhoQue Vovó manda plantar(bis)61Santo Antônio de pembaCaminhou sete anosA procura de um filhoQue aqui deixouComo caminhou meu Santo AntônioComo caminhou meu Santo Antônio62Tia Maria vem no TerreiroCom saia de merinó(bis)No Terreiro de Pai AntônioEu vai sambar, eu vai sambar63Ela vai, ela vaiEla vai pra BahiaNuma mão leva a pembaN’outra mão leva a guiaEla vai, ela vaiEla vai pra BahiaVai levando o rosárioDa Virgem Maria...Ela foi, ela foiEla foi pra BahiaFoi levando o rosárioDa Virgem Maria64Estava na BahiaMandaram me chamarMe deram de presenteUma pemba e um gongá65Vovó querEu vou mandar buscarUm galhinho de arrudaPra Vovó vir trabalhar66Está iluminada a sua bandaEstá todo enfeitado o seu gongáMeu Pai JoséQue veio de AruandaIlumina a sua bandaE o lugar onde eu passar67Quem encosta em mim não cai, calungaFoi o poder que Deus me deu, calungaNesse mundo não há, calungaUm coração igual ao seu, calunga
  95. 95. 9568É de ouro só,é de ouro sóÉ de ouro só o cachimbo da VovóCom o seu cachimbo ela defuma a suabandaVovó Maria que veio de Aruanda69Maria Conga o que é que você querMaria Conga o que é que você querQuero pemba, quero rosaQuero folhas de guiné70Neste mato tem folhaTem rosário de Nossa SenhoraAruê minha São BeneditoSão Benedito que nos valha dessa hora71Tem vintém, mamãezinhaNão tem não minhas cafio(bis)Olha Tia Maria como vem sambandoOlha Tia Maria como vem gingando72Santo Antônio é santo maiorSanto Antônio é santo maiorQuem pode com ele é o filho de ZambiQuem pode com ele é o filho de ZambiQuem amarra e desata é Santo AntônioQuem amarra e desata é Santo AntônioQuem pode com ele é o filho de ZambiQuem pode com ele é o filho de Zambi73Terra zi que Terra, zi que TerraZi calungaOi viva Congo, calunga74São Benedito, é um santo padroeiroSão Benedito, é um santo padroeiroSe não fosse BeneditoNão acabava o cativeiro75Tem coco, tem coco, tem cocoEsse coco, tem dendêQuem quiser zorô bem feitoDá baiana prá fazer76Preta Velha que vem da BahiaCorimba de noiteCorimba de diaPreta Velha com seu patuáSegura a banda de branco sinhá77No Terreiro desse gongáFlor Branquinha está de péViva a bandeira da CostaViva o povo de GuinéViva o povo de AruandaSaravá rainha de UmbandaViva o povo de gongáSaravá meu Pai Oxalá78Eu vim de Angola, bambaruêCheguei agora, bambaruêCom a mão na pemba, bambaruêCantei vitória, bambaruê79Arriou papai, arriou a sua bandaSalve o povo de calungaSalve o povo de Aruanda
  96. 96. 9680Cadê a minha cocoDe bater neste TerreiroAi quem mexer com filho meuTem que ver com feiticeiro81Eu vim, da AldeiaBrincar com Congo na areiaBrincar com Congo na areiaBrincar com Congo na areia82Quando eu venho lá de cimaEu passei à beira marBota canga no serenoDeixa canga serená83 (pólvora)Eu plantei mandiocaFormiga comeuJá plantei não planto maisMinhas zi filhosCadê minha gongáÔ zing, zing, zing, zingZing, zing, zing, zá84Adeus minha pembaAdeus minha guiaMinha Terra é muito longeMeu gongá é na Bahia85Eu vim de AngolaEu trouxe figa de guinéTrouxe figa de guinéPara salvar filhos de fé86Vou me emboraVou me emboraVou daqui para a Bahia(bis)Bumba que bumba, que bumba ioiôBumba que bumba, que bumba iaiá87Mãe Maria lavadeiraLava roupa de sinháLavou saia de rendaE depois foi entregarNa Aruanda, na AruandaNa Aruanda eu quero ver88Andei sete noitesAndei sete diasChegou Maria MinaQue veio da BahiaChegou Maria MinaDona de gongáChegou Maria MinaP’ros filhos salvarPimenta da CostaAzeite de dendêChegou Maria MinaPros filhos benzê89O biju tá no tachoTá no ponto de virarMarafo tá no cocoTá bom de tomar90Eu venho da BahiaCom o pano da Costa, rosário e guiasOrobi, orobôCom a mão nas cadeiras chamando ioiô
  97. 97. 9791Bate na cumbucaRepenica no gongáChama nosso povoE vamos trabalhar92Aonde é que Preto Velho moraAonde é que Preto Velho giraEle mora na beira do rioOnde o galo não cantaOnde o pinto não pia93Oi Cambinda de UmbandaSeu Pai é Congo(bis)94Se ele é CongoDeixa Congo arriarO le le, se ele é CongoDeixa Congo trabalhar95É devagar, é devagarinhoQuem andar com Preto VelhoNunca fica no caminho(bis)96Na sua Urucaia tem mungunzáNa sua UrucaiaNa sua Urucaia tem caruruNa sua UrucaiaQuem é da Bahia tem seu patuáNa sua UrucaiaMeu Senhor do Bonfim é quem saravouNa sua Urucaia97Eu mandei fazer um baileNa fazenda do SinhôFoi no dia 13 de maioQuem tinha escravo chorou98João Batão, João BatelãoTu és, tu és meu Pai São PedroJoão Batão, João BatelãoMeu Pai São Pedro em cima d’água99Estrela do CéuQue me disse o GuaiáPovo de Umbanda que povo seráPovo de Umbanda que está no gongá100Baixai, baixai como a rosaMaria, nossa Mãe extremosaAnda ver nosso povo de AruandaTrabalhando no gongáEm nossa lei de Umbanda101Preto de Angola é Preto VelhoPreto que nunca falhouGalo cantou, Jesus nasceuInimigo estremeceu102Pinto piou lá na serraGalo cantou lá na AngolaSucuri mordeu jibóiaNa barra da sua saiaTem mironga, ô genteTem mironga, ô genteTem mironga na barra da sua saia
  98. 98. 98103No Terreiro de meu Pai tem pembaNo Terreiro de meu Pai tira mirongaNo Terreiro de meu Pai chegouA Preta Maria Conga104A Bahia, a Bahia, a BahiaA Bahia é de CristinaVamos sarava, vamos saraváVamos sarava o Terreiro e este Gongá105Ai quem mandou à cidadeNegra velha já foi à cidade, ê êFala na língua de ZambiOh! CidadeNegra velha já foi à cidade106Sou baiano de mussangaSamba aqui, samba acoláEh, eh, ah, ahSe tu és filha de mesaMinha filhaNinguém pode te levarSe tu és filha de mesaSamba aqui, samba acoláEh, eh, ah, ahDeixa ver a tua guia minha filhaAi deixa ver o seu gongá107Tiana chegou aqui nesse gongáE veio com ordens para trabalharTiana trabalha para os filhos seusE vence demandaCom a graça de Deus108Dá licença Pai AntônioQue eu não vim lhe visitarEu estou muito doenteVim pra você me curarSe a doença for feitiçoBulalá em seu gongáSe a doençaFor de Deus aiPai Antônio vai curarCoitado de Pai AntônioPreto Velho curandôFoi parar na detenção aiPor não ter um defensorPai Antônio é quimbanda, é curandôPai Antônio é quimbanda, é curandôÉ pai de mesa, é curandôÉ pai de mesa, é curandôPai Antônio é quimbanda, é curandôPai Antônio é quimbanda, é curandô109Oi dai-me forças Jesus de NazaréOi dai-me forças pra mim vir trabalharDizem que a Umbanda tem mirongaTem mironga, Pai Antônio tem gongá110Já foi o solJá veio a luaComo é seu nome, minha filhaEu me chamo ElviraOlha a chuva que choveuA terra já molhouQuem me dera estar agoraLá na Terra onde eu nasci111Bahia é boa pra quem sabe aproveitarSe não gosta da Bahia,O que foste fazer láLá na Bahia, corre água sem choverSe a água de coco é boaEu também quero beber
  99. 99. 99112Nesse mato tem folhaTem rosário de Nossa Senhora(bis)E aruê minha São BeneditoSão Benedito que nos valha dessa hora113Virgem Mãe da PiedadeProtetora desta TendaIluminai Sete EncruzilhadasPara que ele nos defendaE ao bom velho Pai AntônioNós vos pedimos mais luzAfim de que ele nos ajudeA carregar nossa cruzE bom e pequenino Pai JobaGuarda avançado desta TendaNós vos pedimos SenhoraQue sobre ele seu manto estenda114Preto Velho anda a péPor que quer(bis)Pé, pé, pé, Preto VelhoAnda a pé por que quer115Cateretê de Preto VelhoÉ de Congo sóCateretê de Preto VelhoÉ de Congo só116Oh Vovó Catarina um dia vemA Senhora é quem sabeMais ninguémOlha seus filhos no gongáOxalá é quem manda trabalhar117Ela vem salvar seus filhosEla veio de bem longeEla traz o terço na mussangaBenedita é o seu nome118Estão assoviando lá na AruandaCongo e Mujongo estão lhe chamandoAdeus, adeusQue eu vá emboraFiquem com Deus e Nossa Senhora119Povo de UmbandaÉ povo MalembeRei Congo, minha Pai, chegou120Sou filha de MarimbáDa rosa baianaOra vamos cortar dendê(bis)121Preto Velho foi escravoNa Terra de Santa CruzQuando chega no gongáSalve os filhos de Jesus122Pedro BanguelaÉ chefe de MungangaLá vem PedroDesmanchando o arizamba
  100. 100. 100123Todo mundo está se rindoDa corrente do cipóVai chamar Maria CongaPra cozer meu paletó124João Banguela, meu PaiÉ chefe de devoçãoQuando baixa no Terreiro, meu PaiDescarrega seus irmãosJoão Banguela, meu PaiÉ chefe de devoçãoQuando baixa no Terreiro, meu PaiTraz Luiza pela mão125Hoje é dia de alegriaQuando o galinho cantouTrazia fita nos pésE a cruzinha do SenhorÉ de có, é de có, é de có, é de coNo Terreiro de UmbandaPai Antônio chegou(bis)126Papai, MamãeVamos fumunáOlha a volta do mundoDeus é quem dá127Quem vem láSou eu, sou euQuem vem láSou eu gente nova128 (pólvora)O Sinhozinho quer que chame de doutorNão pode ser, o cativeiro já acabouEu tenho pena, donaEu tenho dó, donaO galo preto batendo no carijó129Bahia, Bahia, Bahia de São SalvadorQuem nunca foi à BahiaNão sabe o que é coisa boa130Ora salve Santo Antônio, Mamãe ruêSalve Luiza, Mamãe ruaSalve ............... que é Mãe de TerreiroSalve os Pretos que vem saravá131Pisa na corrente como genteEu piso132Vamos ver juntosAonde é que eles andamEles vão reunirTodos os filhos de Umbanda133 (pólvora)Casamento de minha sinháOra grande festejo se deuPeixe nós comemosEspinha de peixe, gatinho lambeuCa, ca, ca ro miaQuem tem olho grandeNão olha pra mim
  101. 101. 101134 (pólvora)De longe eu vejo papai na AruandaEstão bulindo, estão mexendoEstão demandando no Terreirode Umbanda135Nós que somos PretosRei de Congo não se dáSeu Rei de Congo, ora vamos saraváDizer aruê, aruáSeu Rei de Congo, ora vamos saravá136Na linha de africanoNinguém pode atravessarÔ segura a pemba ê êÔ segura a pemba ê áÔ segura a pemba ê êÔ segura a pemba no gongá137Abre a porta do céu São PedroDeixa os Pretos trabalharAbre a porta do céu São PedroDeixa os Pretos curimbar
  102. 102. 102I . Preces de Abertura :1. Prece de Cáritas2. Prece de IsmaelII. Pontos de Defumador :1. Defuma com as ervas da Jurema2. Defuma, defuma,defuma, defuma.3. Corre gira Pai Ogum4. Corre ronda no gonguê5. Pinto piou na calunga6. Quem está de ronda é São JorgeIII . Pontos de Abertura de Sessão :1. Senhora da Piedade2. Ogum de Lei, Orixá de Lei3. Salve a Estrela Guia4. Dá licença Pai Antônio5. Tiana chegou aqui nesse gongá6. Estou cançado de curimbar7. Eles são três caboclos8. Oi dai-me forças Jesus deNazaré9. Chegou, chegou, chegou ...10. Quem vem, quem vem lá de tãolonge11. Ovelhas abnegadas do rebanhode MariaIV . Pontos de Tronqueira :1. Ogum é todo Malé2. Cortai, cortai, cortouV . Cruzar Cambonos :1.Ai minha cambona, você não se lembraVI . Pontos de Ogum :
  103. 103. 1031. Ogum, que abalou as estrelas,que abalou as areias2. Olha Ogum na Aruê, chegou3. Que cavaleiro é aquele que vemnavegando sobre o mar azul4. Salve Ogum Iara, Ogum Matinata5. Eu tenho sete espadas pra medefender6. Pisa na linha de Umbanda queeu quero ver7. Ô Jorge, ô Jorge, vem deAruanda8. Ogum general de Umbanda,Humaitá jurou bandeira9. Olha Ogum Sete Espadas estáno reino10. Ogum Megê, general deUmbanda11. São Jorge é quem está deronda, com sua cavalaria12. O seu cavalo corre sem ninguémver13. No seu cavalo branco ele vemmontado14. Beira mar, auê Beira Mar15. Se meu Pai é Ogum, vencedorde demanda16. Olha São Jorge com a matula17. Eu pedi caridade São Jorge medeu18. Olha Ogum está de ronda,Miguel tá chamando19. Ogum partiu pra guerra, Oxaládeu carta branca20. Marchai, marchai Ogum de Guia21. Ogum de Lei, Orixá de Lei22. Ô gente sarava Ogum23. Capitão do mato mandou mechamar24. Mas ele é praça de cavalaria25. Olha Ogum vai se embora prasua banda26. Quem está de ronda é SãoJorge27. Quando Ogum partiu pra guerraele mandou orar, orar28. Eu vi, o sol raiar, eu vi estrelabrilhar29. Ogum é todo Malé30. Ele jurou bandeira31. Na ponta da romaria32. Ele vem, com a justiça Xangô33. General Tatá de Umbanda34. Ô ronda a Terra, ô ronda o mar35. No campo do Humaitá36. Foi ao romper da madrugada37. É dos santos do céu38. Ogum Iara, Ogum Megê39. Sarava Ogum e a coroa de lei40. Senhor Major Ogum41. Seu cavalinho é de prata42. Quem anda por mar, quem andapor terra e nunca se cansa43. Ogum é pai de todos44. Capitão do mar, é Barabará45. Ogum dê, de arerê, Ogum dê,macumbauê, louvemos o céu46. Eu sou do mato, de GangaMacaia47. Ogum de Lei ê ê48. Ogum com seu cavalo corre49. Ogum, Ogum de Lei, é de lei50. Com licença de Ogum Megê51. Sarava Ogum, Ogum é nossoguia52. Seu Ogum diz que não é rei deUmbanda53. Ogum olha sua bandeira54. Montado em seu cavalo branco55. São Jorge e a Sereia56. Seu Ogum Beira Mar, o quetrouxe do mar ?57. Sete Ondas na Terra58. Quem chegou nesse gongá59. Dizem que Tatá é Tatá60. Tatá, Tatá é rei de Umbanda61. Olha Ogum está de ronda, quemestá chamando é São Miguel62. No campo do Humaitá, OgumMegê63. O homem que fuma e bebe, ôganga64. Quando Ogum chega no reino65. Ogum é filho macutaia66. Diz Ogum general de Umbanda67. Da sua banda estão mechamandoVII . Pontos de Xangô :
  104. 104. 1041. Pedra rolou Xangô2. Xangô, ele é rei da pedreira3. Quem rola pedra na pedreira éXangô4. Estava sentado na pedra5. Segura a pedra Xangô6. Eram seis horas, quando o sinotocou7. Na pedreira da mata virgem8. Quem de lê, quem dê lê Xangô9. Ô Gino, olha sua banda10. Que pedreira tão alta11. Seu Ariri, Ariri, Ariri12. Quando a lua aparece13. Lá no alto da pedreira, a faíscavem rolando14. Minha mãe cadê Xangô15. Lá em cima daquela pedreira16. Xangô meu Pai17. Sua machado é de ouro, é deouro18. Meu pai Xangô olha seus filhos19. Xangô,Xangô,Xangô,Xangô meuPai20. Tererê Xangô, ô tererê Xangô21. Por de trás daquela serra22. Xangô é dono da pedreira23. Oxossi é rei da matas24. O lelê kaô, o lelê kaô25. O ganga ô, a Terra é da Jurema26. Xangô veio das matas virgens27. Dê deloucau, de deloucau auê28. Oh rei do mundo29. Naquele tempo que Xangôrecebia30. Xangô está no céu31. Lá no reino de Badé32. Graças a Deus meu DeusVIII . Pontos de Oxossi :1. Ai não me mexa na espada deOgum2. Os Caboclos desceram3. Caçador na beira do caminho4. Vento que vem5. Oxossi mora de baixo dagameleira6. A mata estava escura7. Ele é Ubirajara8. Ele atirou9. O meu manacá10. Ê Oxossi ê, vem chegando deAruanda11. A sua mata é longe12. Oh, que penacho é aquele13. Eu vi chover, eu vi relampear14. Na sua aldeia tem os seusCaboclos15. Caboclo Roxo, da cor morena16. Caboclo apanha a sua flecha17. Ê Juremê, ê Jurema18. Jandira traz nos cabelos umarosa19. A Estrela D’Alva é nossa guia20. Zun, zun, zun, aqui está o Nazaré21. Caboclo do Mato trabalha22. Corto língua, corto mironga23. Fui buscar em meu gongá24. Ele é Caboclo, ele é flecheiro25. Quem manda na mata é Oxossi26. Arreia capangueiros27. Na sua aldeia ele é caboclo28. Seu capacete é todo branco29. Eles são três Caboclos30. Estou cansado de curimbar31. Chegou, chegou, chegou, comDeus chegou32. Cortai, cortai, cortou33. Um instante meus irmãos34. O dia quando nasce35. Atira, atira, eu atirei36. Enfeitei a Cabocla de pena37. O meu São Sebastião38. Cadê Seu Sete Flechas39. Na mata virgem a coral piou40. Luar, luar, Caboclo da lua jáchegou41. Eu corre terra, eu corre mar42. Ajoelha caboclo43. Com sete meses de nascido44. Umbanda, quando chega no reino
  105. 105. 10545. Rompendo matos e ventos46. Caiu uma folha na Jurema47. Nós somos dois guerreiros48. Mangueira, mangueira49. E vem a barra do dia50. Chegou Urubatã de Guia51. Lá bem no alto da serra52. É lá na Jurema que o caboclo luta53. Ele veio de tão longe54. Quando Aruanda se abre55. Com tanto pau no mato56. Sobe serra, desce serra57. Eu sou Caboclo da mata fechada58. Ô Humaitá, Humaitá filhos deUmbanda59. Eu vim da mata, ô que mata é asua60. Na mata virgem a coral piou61. Ai quem cortou meu pé de árvore62. Como é lindo o sol63. A minha gongo está roncando64. Mas olha que Caboclo lindo65. Oi quem brilha no céu66. A estrela brilhou no céu67. Vem o sol saindo68. Nesse mato tem folha69. Mas ele é capitão da Marambaia70. Que bombardeio que se deu lá naJurema71. Nasci na mata, da mata nãotenho medo72. Oxossi é cassuté73. Oxossi é dono do Aracajá74. Salve o Caboclo da Matas75. Caboclo do Mato76. Estrela, matutina77. Oriri, Oriri, Orirá78. Oh viva Oxossi ê79. Oh cindarerê, oh cindarerá80. Eu fui no mato caçar serió81. Oh meu Deus lá nas alturas82. Caboclo Jaracutinga83. Ele é Caboclo da terra da Jurema84. Ele é Sete Cachoeiras, orerê85. Ele vem das matas86. Salta pra aqui Iracema87. Ai se não fosse a folha da Jurema88. No meio da mata virgem89. Sá Macutara mironga deUmbanda90. Caça, caça, caçador91. Duas estrelas me alumiam92. E o caçador, e o caçador93. De onde vens Zambi94. Ai Jesus, Jesus morreu na cruz95. Ô viva Oxossi96. Mas como é lindo o clarão da lua97. Lua Nova que brilha no céu98. Caboclo vem da mata99. Simiromba vem, simiromba100. Os Caboclos lá nas matas101. Foi Zambi quem criou o mundo102. Seu Branca Lua quando vemd’aldeiaIX . Pontos de Iansã1. Eram duas ventarolas2. Iansã o seu leque é de ouro3. Oh Nanã, Nanã Boroquê4. Ela é uma moça bonita5. Iansã cadê Axum6. Moça rica com sua espadaluminosa7. Oh Inhacita, corre Umbanda8. Santa Bárbara virgem9. Sarava Iansã, dos cabelos louros10. Cinda mina gonguê a ê a ê11. Oh minha Santa Bárbara12. Santa Bárbara aonde mora13. Guena, Guena, pó póX . Ponto de Nanã1. Atraca, atraca que aí vem Nanã,ê á2. Oh Nanã cadê Axum3. Treca, Treca que eu vi NanãXI . Pontos de Oxum (água doce)
  106. 106. 1061. Eu vi Mamãe Oxum da CachoeiraXII . Pontos de Iemanjá1. Quem quer me ver sobre a terra2. No fundo do mar tem uma pedra3. Iemanjá, oh Iemanjá4. O veado fugia5. Pus-me a escrever na areia6. Hoje é dia de Nossa Senhora7. Baixou, baixou a Virgem daConceição8. Quando a estrela vem saindo9. E vem, e vem, e vem, e vembeirando o mar10. Bem vinda, seja bem vinda11. Nós aqui nesse TerreiroXIII . Pontos Cruzados1. Ogum assentado na praia2. Em alto mar, quando a Sereiacanta3. Eu vi Pai José na praia4. Quando nas matas se ouve umpranto5. Salve a mesa de Xangô6. Duas pedras um riacho7. Se meu Pai é Ogum8. Salve Congo, salve Rebolo9. Ele vem com a justiça Xangô10. No Arerê de IansãXIV . Pontos de Oxalá1. Andorinha voou2. Como gira, é como gira3. Gruseia, gruseia meus carosfilhos4. Jesus Cristo é nosso Pai, aruê5. Abre a porta ô gente6. Ai Jesus, Jesus morreu na cruz7. É de credo em credo8. Jesus nosso redentor9. Vou pedir ao criador10. Maior do que Deus, não há11. Estava dormindo na porteira docurral12. Que panorama tão lindo e tãobelo13. Estrela do céu14. Ai meu São Miguel Arcanjo15. Foi lá no rio azul16. Deus salve os nossos guias17. O manto de Oxalá que cubra18. Oxalá meu Pai19. Estrela do céu20. Meu Divino Espírito Santo21. OH menino de Deus22. Eu agradeço a DeusXV . Pontos do Oriente1. De quando em quando2. Sou marinheiro,eu sou marinheiroXVI . Pontos das Almas1. Eu andava perambulando2. Minha Santa Rita3. Tam, tam, tam bateram na portado céuXVII . Pontos de Anjo da Guarda
  107. 107. 1071. Quem vem, quem vem lá de tãolonge2. Lá do céu desceu um anjo3. Oh Deus do céuXVIII . Pontos de Exu1. Exu Tiriri de Umbanda2. Eu sou Seu Sete Capas3. Tranca Rua no reino4. Exu que tem duas cabeças5. Querem me matar Gira Mundo6. Orerê, OraráXIX . Pontos de Descarga1. Já está na hora2. Mestre Luiz chegou3. Sereia, minha Sereia4. A marola do mar vem chegando5. Chegou na sua gira6. Pai Tomé veio do Paraíso7. Capitão do mar8. Lá no alto da pedreira9. Corto língua, corto mironga10. Que bombardeio se deu lá naJurema11. Tava dormindo na porteira docurral12. Bananeira que eu plantei à meianoite13. Eu venho de tão longe14. Tire a folha15. Esse Terreiro é de Ganga Macaia16. Descarreguei, descarregá17. De longe eu vejoXX . Pontos de Criança1. Lá no céu tem três estrelas2. São Cosme e São Damião3. Bahia é Terra de coco4. Hoje tem alegria5. O sol e a lua são dois irmãosgêmeosXXI . Pontos de Preto Velho1. Um galhinho de arruda2. Preto Velho, vem de Minas3. Benedito é Preto calunga4. Sou Preto, sou Preto5. A fumaça do cachimbo da Vovó6. Vovó cochila seu cachimbo cai nochão7. Vovó Catarina é dona do reino8. Sou Pedro velho macumbeiro9. Ô Zé Miromba10. Vovó Luiza que chora mironga11. O meu Pai Antônio12. Pai Joaquim ê ê13. Pai Joaquim cadê Pai Mané14. Vovó não quer casca de coco noTerreiro15. Lá vem Vovó descendo a serracom a sua sacola16. Com o poder de minha Pai17. Preta Velha que fuma cachimbo18. Quem vem lá quem combatedemanda19. Oh já vai Preto Velho20. Na beira da praia21. Filho de Umbanda22. Tatá na Aruanda23. Benedito é Preto calunga24. Bahia ou África25. Na Bahia ninguém pode combaiano26. Oh meu Senhor do Bomfim27. Arriou na linha de Congo28. Eu corro a minha gira com Deus eNossa Senhora29. Aruê minha São Benedito30. E ora vamos sarava Seu Rei deCongo31. São Benedito na língua de Zambi32. Preta Mina vem lá da Bahia33. Minha agulha, minha didá34. Eu sou baiana, sou baiana deTerreiro35. Minha galinho cantou36. Venho de longe
  108. 108. 10837. Meu Santo Antônio pequenino,corre Umbanda sem parar38. Não tem saia, não tem saia39. Na Bahia tem, que tem orobi40. É Congo, é Congo, é Congo41. Olha branco que sabe ler42. Santo Antônio é santo de mesa43. Ora baixa meu povo baixa44. Eu venho de longe45. Congos e Cambindas46. O vento deu no mar47. Os quindins, os quindins, osquindins, ô Mujongo48. Santo Antônio era menino49. Ele é dono do Terreiro50. Pai Antônio quando vem da Bahia51. Vou ralar meu coco52. És tu meu Santo Antônio53. Pisa no caminho devagar54. O Santo é que está de ronda55. Rei Congo Mujongo, maravilha56. Cadê a sua pemba57. Se os Pretos Velhos tem58. Santo Antônio de pemba59. Meu Santo Antônio pequenino60. Meu cachimbo está no toco61. Santo Antônio de pemba62. Tia Maria vem no Terreiro63. Ela vai, ela vai, ela vai pra Bahia64. Estava na Bahia65. Vovó quer, eu vou mandar buscar66. Está iluminada a sua banda67. Quem encosta em mim não cai,calunga68. É de ouro só, é de ouro só69. Maria Conga o que é que vocêquer70. Neste mato tem folha71. Tem vintém mamãezinha72. Santo Antônio é santo maior73. Terra zi que Terra, zi que Terra74. São Benedito é um santopadroeiro75. Tem coco, tem coco, tem coco76. Preta Velha que vem da Bahia77. No Terreiro desse gongá78. Eu vim de Angola, bambaruê79. Arriou papai, arriou a sua banda80. Cadê a minha coco81. Eu vim, da Aldeia82. Quando eu venho lá de cima83. Eu plantei mandioca84. Adeus minha pemba85. Eu vim de Angola eu trouxe figade guiné86. Vou me embora, vou me embora87. Mãe Maria lavadeira88. Andei sete noites, andei sete dias89. O biju tá no tacho90. Eu venho da Bahia, com o panoda costa91. Bate na cumbuca, repenica nogongá92. Aonde é que Preto Velho mora93. Oi Cambinda de Umbanda94. Se ele é Congo95. É devagar, é devagarinho96. Na sua Urucaia tem mungunzá97. Eu mandei fazer um baile98. João Batão, João Batelão99. Estrela do céu que me disse oGuaiá100. Baixai, baixai como a rosa101. Preto de Angola é Preto Velho102. Pinto piou lá na serra103. No Terreiro de meu Pai tempemba104. A Bahia, a Bahia, a Bahia105. Ai quem mandou à cidade106. Sou baiano de mussanga107. Tiana chegou aqui nesse gongá108. Dá licença Pai Antônio109. Oi dai-me forças Jesus deNazaré110. Já foi o sol, já veio a lua111. Bahia é boa pra quem sabeaproveitar112. Nesse mato tem folha113. Virgem Mãe da Piedade114. Preto Velho anda a pé115. Cateretê de Preto Velho é deCongo só116. Oh Vovó Catarina um dia vem117. Ela vem salvar seus filhos118. Estão assoviando lá na Aruanda119. Povo de Umbanda120. Sou filha de marimba121. Preto Velho foi escravo122. Pedro Banguela123. Todo mundo está se rindo124. João Banguela meu Pai125. Hoje é dia de alegria
  109. 109. 109126. Papai, mamãe, vamos fumuná127. Quem vem lá, sou eu, sou eu128. O Sinhozinho quer que chamede doutor129. Bahia, Bahia, Bahia de SãoSalvador130. Ora salve Santo Antônio, mamãeruê131. Pisa na corrente como gente132. Vamos ver juntos133. Casamento de minha sinhá134. De longe eu vejo papai naAruanda135. Nós que somos Pretos136. Na linha de africano137. Abre a porta do céu São Pedro

×