Conto de Mistério
Profª Gisele Talge de Moraes Bruner
Objetivos: Produzir com os alunos um livro virtual,
apresentando o contexto de produção de um livro, tais como:
finalidade...
Era uma igreja velha
no alto de uma colina
seu sino batia
à meia noite
e ao meio dia.
O padre com sua batina
por lá aparecia
e a Ave Maria
Rezava todos os dias
pelas almas que lá viviam.
As pessoas quando morriam
seus parentes a levavam
para o alto da colina
onde seus entes queridos enterravam
e lá se desped...
À noite era muito sinistro
O sino batia
As luzes se apagavam
E sussurros se ouviam.
O padre com sua batina
intrigado com vozes que ouvia
pegou sua lamparina
lá em cima da colina
não acreditou no que via
Por entre os túmulos vagando
Almas penadas andando .
O padre correndo
foi para a igreja rezando.
Ao amanhecer
Os moradores estranharam
Os sinos não tocaram
e o padre encontraram
sentado cabisbaixo,
com olhos arregalados...
Lá em cima da colina,
o sino que batia
todos os dias
nunca mais se ouvia
à meia noite
e ao meio dia.
Referências:
http://www.qdivertido.com.br/contos.php
http://www.contandohistoria.com/menuhistoria.htm
Criando Histórias
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Criando Histórias

154 visualizações

Publicada em

Livro Virtual com o tema Conto de Mistério

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
154
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Criando Histórias

  1. 1. Conto de Mistério Profª Gisele Talge de Moraes Bruner
  2. 2. Objetivos: Produzir com os alunos um livro virtual, apresentando o contexto de produção de um livro, tais como: finalidade, interlocutores, gênero textual, planejamento, escrita coletiva , revisão e texto final. E também a construção do livro utilizando a diversidade dos recursos tecnológicos. Público Alvo: 5º ano
  3. 3. Era uma igreja velha no alto de uma colina seu sino batia à meia noite e ao meio dia.
  4. 4. O padre com sua batina por lá aparecia e a Ave Maria Rezava todos os dias pelas almas que lá viviam.
  5. 5. As pessoas quando morriam seus parentes a levavam para o alto da colina onde seus entes queridos enterravam e lá se despediam.
  6. 6. À noite era muito sinistro O sino batia As luzes se apagavam E sussurros se ouviam.
  7. 7. O padre com sua batina intrigado com vozes que ouvia pegou sua lamparina lá em cima da colina não acreditou no que via
  8. 8. Por entre os túmulos vagando Almas penadas andando . O padre correndo foi para a igreja rezando.
  9. 9. Ao amanhecer Os moradores estranharam Os sinos não tocaram e o padre encontraram sentado cabisbaixo, com olhos arregalados e seu sangue congelado.
  10. 10. Lá em cima da colina, o sino que batia todos os dias nunca mais se ouvia à meia noite e ao meio dia.
  11. 11. Referências: http://www.qdivertido.com.br/contos.php http://www.contandohistoria.com/menuhistoria.htm

×