26 De Abril De 1986

1.355 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia, Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.355
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
13
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
23
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

26 De Abril De 1986

  1. 1. O Mundo ainda guarda na memória um terrível acontecimento … … a 26 de Abril de 1986 uma explosão nuclear do reactor 4 abalou a cidade de… Chernobyl - Ucrânia "As Marcas de Chernobyl"
  2. 2. O reactor viu a sua capacidade operacional reduzida para 25% O nível de potência do reactor desceu para menos de 1% e a sua potência foi obrigatoriamente aumentada; Contudo, após 30 segundos, repentina e inesperadamente houve um aumento da potência; O sistema de segurança que deveria ter parado a reacção de cadeia não funcionou; Em segundos, os níveis de potência dispararam em demasia; O reactor descontrolou-se; Deu-se uma terrível explosão; A cobertura de protecção de 1000 toneladas, não resistiu, a temperatura acima de 2000ºC, derretia as hastes de controlo, e a grafite que cobria o reactor pegou fogo; Material radioactivo começou a ser bombeado na atmosfera. Mas algo falhou: O porquê da explosão ? um TESTE Na noite de 25 de Abril de 1986, uma equipa operacional planeou testar se as turbinas do reactor 4 poderiam produzir energia suficiente para manter as bombas do líquido de refrigeração a funcionar, no caso de uma perda de potência inesperada, até que o gerador de emergência a óleo diesel, fosse activado. … foram desligados todos os sistemas de segurança. Para garantir o sucesso do teste do reactor…
  3. 3. O Mundo assistiu...
  4. 4. Na Explosão : a energia libertada foi 100 vezes superior à de uma bomba atómica. & contaminou : > Norte da Ucrânia > Sul da Bielorrúsia > Região Bryansk (Rússia)
  5. 5. O governo soviético dirigido por Mikhail Gorbatchov manteve o acidente em sigilo e impediu que as pessoas se protegessem . A população de uma cidade a 3 km da explosão nuclear só soube do acidente no outro dia. Quando o governo decidiu tirar as pessoas do local, as mesmas já estavam expostas durante horas à radiação. Foi quando na Dinamarca detectaram uma elevação nos níveis radioactivos. Então o governo da URSS propôs-se a ajudar nas soluções que deveriam ser tomadas. Carregada pelos ventos, a nuvem radioactiva rapidamente se espalhou pela Ucrânia, Bielorrússia, Federação Russa, Dinamarca, Suécia, Noruega, Finlândia e Islândia. Em seguida contaminou a Europa Central principalmente a Áustria e regiões dos Balcãs, Itália, França, Reino Unido e Irlanda. Foram aproximadamente 200 mil quilómetros quadrados de solo europeu contaminado.
  6. 6. <ul><li>40 mil habitantes; </li></ul><ul><li>2 a 3 casos de cancro da tiróide em crianças de idade inferior a 15 anos. </li></ul>Antes Momento Depois <ul><li>Não existem dados concretos sobre o número de mortos; </li></ul><ul><li>Houve um aumento do número de casos do cancro da tiróide; </li></ul><ul><li>Foram distribuídos comprimidos de iodo para combater a radioactividade apenas aos funcionários da central e só na manhã seguinte foi divulgada a explosão; </li></ul><ul><li>O Governo demorou um mês a permitir a distribuição de comprimidos de iodo pela população. </li></ul><ul><li>2 operários morreram com o rebentamento. </li></ul><ul><li>28 trabalhadores e bombeiros sucumbiram envenenados pelas radiações; </li></ul>A vida de todos mudou... antes, no momento e após a explosão!
  7. 7. <ul><li>Graves erros no projecto do reactor; </li></ul><ul><li>Desconhecimento desses erros por parte dos operadores; </li></ul><ul><li>A não qualificação dos trabalhadores; </li></ul><ul><li>A violação dos procedimentos de segurança; </li></ul><ul><li>Comportamentos esporádicos. </li></ul>Causas da Explosão Teorias Oficiais: 1986 – Atribui a culpa aos operadores da central; 1992 – Atribui a culpa aos defeitos do projecto do reactor. Nenhuma das teorias é verdadeiramente correcta Factores que contribuíram para o acidente:
  8. 8. <ul><li>O custo total dos danos em 30 anos é estimado em várias centenas de biliões de dólares; </li></ul>Consequências: Nível económico e social : <ul><li>Poluiu 5 milhões de hectares de terras, onde moravam 3 milhões de habitantes da Ucrânia; </li></ul><ul><li>A criação animal e a agricultura foram interrompidos; </li></ul><ul><li>Para alojar as pessoas evacuadas foram necessários 15 mil apartamentos e 23 mil prédios; </li></ul><ul><li>17,44 mil famílias recebem isenções por terem familiares que faleceram na catástrofe; </li></ul><ul><li>Os custos financiados pelos países directamente afectados são extremamente elevados. </li></ul>
  9. 9. Nível ambiental e da saúde : O abandono das suas casas criou na população graves estados de depressão e ansiedade ; O desastre nuclear contribuiu para o aparecimento de graves problemas de saúde que se fazem sentir na Ucrânia, bem como em toda Europa; Foram contaminados 1,7 milhões de hectares de floresta, e 1,6 milhões de hectares de terras agrícolas; Só foram retirados da produção 260 mil hectares de terras agrícolas; Apenas foram evacuadas 135 mil pessoas.
  10. 10. Tudo poderia ter sido diferente ! “ Podia ter-se evitado a maioria dos casos se se tivesse agido a tempo” “ Bastava que logo a seguir ao acidente se tivessem distribuído pastilhas de iodo” “ Quando essa medida foi posta em prática pelas autoridades um mês depois do acidente, já era demasiado tarde ”. Sobrinho Simões
  11. 11. Doenças Cancro da Tiróide Outros Cancros: Estômago, Pulmão, Mama, Recto, Colo do útero, Medula Óssea e sistema linfático. Leucemia Sistema Respiratório Sistema Digestivo Disfunções Neurológicas e Psicológicas Órgãos Sensitivos: cataratas e problemas de visão; Doenças infecciosas: anormalidades genéticas e aberrações cromossomáticas; Sistema Reprodutivo: doenças inflamatória internas, disfunções do ciclo menstrual, tumores nos ovários, impotência e infertilidade masculina, abortos. Doenças cancerígenas Doenças não cancerígenas
  12. 12. Cancro da Tiróide Antes da ocorrência do acidente a existência de cancro da tiróide era de 0,09 em cada 100 mil. Depois de 1990 subiu para 0,57-0,63 em cada 100 mil. Em 2005 registaram-se 4000 crianças e adolescentes afectados. O cancro da tiróide é extremamente agressivo tendo a capacidade de formar tumores secundários nas glândulas linfáticas e pulmões.
  13. 13. Futuro de Chernobyl
  14. 14. Esta cobertura de cimento abriga dentro dela conteúdo perigoso de 200 toneladas de combustível radioactivo, à qual foi chamada de “Cofre”. Este “Cofre” foi construído em 1986 sobre algumas falhas. Devido à urgência da situação, a estrutura foi construída à pressa, sobre a pressão do momento e sem qualquer tipo de preparação ou projecto. Este procedimento incutiu o sacrifício de milhares de Homens, que com tal pagaram um alto preço, a vida… Por todos estes factores, a actual construção apresenta sinais da passagem do tempo, as fissuras acumulam-se e a necessidade de construir uma nova protecção para o reactor acidentado é cada vez maior.
  15. 15. Procedeu-se, então, à criação de um novo “Cofre” Feito para durar no mínimo 100 anos. Deverá custar cerca de 1 bilião de dólares e será financiado por vários países. Esta nova construção vai consistir num arco de 100 metros de altura com uma extensão de quase 250 metros e irá cobrir a velha infra-estrutura. Uma vez coberta a velha construção, de mais de 20 anos, terá início a cuidadosa tarefa de desmontar o velho “Cofre” de cimento, e chegar ao combustível radioactivo de forma a extraí-lo do reactor.
  16. 16. Cronologia de acontecimentos
  17. 17. Energia Nuclear Talvez um dia, um consenso!
  18. 18. Contudo, não podemos esquecer todas as vantagens que a energia nuclear pode proporcionar para a humanidade. <ul><li>Fazer face ao crescimento da procura energética; </li></ul><ul><li>O combustível é barato. </li></ul><ul><li>Reduzir a dependência de gás, carvão, petróleo, electricidade provenientes de outros países; </li></ul><ul><li>Diminuir as emissões de dióxido de carbono; </li></ul><ul><li>Redução do aquecimento global; </li></ul><ul><li>Gera mais postos de trabalho; </li></ul><ul><li>Não depende da sazonalidade climática (nem das chuvas, nem dos ventos); </li></ul>vantagens
  19. 19. Desvantagens Valerá a pena o risco?? <ul><li>Poluição provocada pelo lixo radioactivo resultante da produção da energia nuclear; </li></ul><ul><li>Dispersão de matéria radioactiva; </li></ul><ul><li>Necessidade de armazenar o resíduo nuclear em locais isolados e protegidos; </li></ul><ul><li>Grande risco de acidente na central nuclear; </li></ul><ul><li>É uma energia dispendiosa. </li></ul>
  20. 20. <ul><li>Em Portugal não existem centrais nucleares. </li></ul>Contudo, existe em Sacavém um reactor nuclear de investigação científica de fraca potência. É mais vantajoso em termos de risco, pois as consequências de um acidente serão limitadas à área contígua às instalações. Situação de Portugal
  21. 21. Acham que seria proveitoso para Portugal a construção de uma central nuclear? SIM Não ou
  22. 22. É importante notar que só uma central não irá resolver os problemas nacionais, mas se fizer parte de uma política de reformulação do sistema energético Português, com talvez 3 destas centrais então já estaríamos a caminhar no sentido de uma muito menor dependência energética e também no sentido de uma maior protecção ambiental. Acham que seria proveitoso para Portugal a construção de uma central nuclear? Apenas uma parte da solução e não um “milagre”   Factos: · Factura Energética paga por Portugal aumentou 268,8% em dez anos; Uma central nuclear não resolverá os problemas energéticos nacionais, basta notar que só 20% do consumo final de energia em Portugal é energia eléctrica.
  23. 23. Na Europa existe um grande número de centrais nucleares, como podem constatar no mapa apresentado. Situação Europeia
  24. 24. Chernobyl: além do reactor destruído, mantém 3 em funcionamento (Nos últimos 2 anos houve 3 incidentes) No total existem 442 reactores em 36 países. 200 só na Europa. França: 60 reactores Japão: 51 reactores Leste da Europa: 58 reactores Espanha: 7 reactores EUA: 109 reactores Canadá: 21 reactores Grã Bretanha: 35 reactores China: 15 reactores 4 reactores em construção 27 reactores planeados Rússia: tem as piores centrais do mundo. Os problemas de manutenção são crónicos.
  25. 25. França: 60 reactores 75% da sua energia vem da energia nuclear, em 2002 produziu 55 toneladas de lixo radioactivo. 950g têm fraca intensidade (esgota-se em 30 anos) 45g têm média intensidade (esgota-se em centenas de anos) 5g têm alta intensidade (centenas de milhares de anos) Em cada kilo
  26. 26. Nuclear, não obrigado Depois do acidente de Chernobyl, os italianos votaram não à energia nuclear. Seguindo o exemplo de Itália votaram também contra a energia do átomo a Alemanha, a Suíça, a Suécia, a Finlândia, a Bélgica, a Holanda e a Espanha. Já foram fechadas algumas centrais, todavia ainda se mantêm activas a maioria das centrais.
  27. 27. A Região de Chernobyl é hoje um deserto, onde o silêncio é ensurdecedor! Uma cidade de nada, uma cidade de ninguém!
  28. 28. Questionário Perguntas e Respostas
  29. 29. SIM ou NÃO? SIM ou NÃO? SIM ou NÃO? Em 1986 um acidente abalou a cidade de Chernobyl. 1) Tens algum conhecimento acerca do que foi? 2) Em que consistiu? 3) Sabes a importância que esse acontecimento teve e continua a ter para a população de Chernobyl? A. Explosão de uma central nuclear
  30. 30. SIM ou NÃO? SIM ou NÃO? 4) Como chegou até ti essa informação? 5) Alguma vez realizaste um trabalho sobre este tema? 6) Achaste este tema interessante?
  31. 31. SIM ou NÃO? 7) Achas que seria benéfico para Portugal a construção de uma central nuclear?
  32. 32. Chernobyl é apenas algo na memória de muitos... ... mas a terrível realidade de outros! “ À espera da morte”
  33. 33. “ As Marcas de Chernobyl” Realizado por: Ana Agostinho Francisca Duarte Patrícia Almeida Sara Maia Banda Sonora Imagine all the people – The Beatles My Immortal – Evanescence Apologize – Timbaland feat one republic The Scientist - Cold Play When September ends – Green Day Wonderwall – Oasis Vídeos Brilliant Greenpeace video on Chernobyl Escola secundária de Maria Lamas Área Projecto 2007/2008 12ºCTB Fim

×