SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 7
Baixar para ler offline
O poema de Rui Barbosa, transcrito a seguir, é de  uma impressionante atualidade.   Poderia ter sido escrito hoje sem mudar uma palavra... Sinto Vergonha de Mim
Sinto vergonha de mim por ter sido educador de parte desse povo, por ter batalhado sempre pela justiça, por compactuar com a honestidade, por primar pela verdade e por ver este povo já chamado varonil enveredar pelo caminho da desonra.
Sinto vergonha de mim por ter feito parte de uma era que lutou pela democracia, pela liberdade de ser e ter que entregar aos meus filhos, simples e abominavelmente, a derrota das virtudes pelos vícios, a ausência da sensatez no julgamento da verdade, a negligência com a família, célula-mater da sociedade, a demasiada preocupação com o "eu" feliz a qualquer custo, buscando a tal "felicidade" em caminhos eivados de desrespeito para com o seu próximo.
Tenho vergonha de mim pela passividade em ouvir, sem despejar meu verbo, a tantas desculpas ditadas pelo orgulho e vaidade, a tanta falta de humildade para reconhecer um erro cometido, a tantos "floreios" para justificar atos criminosos,a tanta relutância em esquecer a antiga posição de sempre "contestar", voltar atrás e mudar o futuro.
Tenho vergonha de mim pois faço parte de um povo que não reconheço, enveredando por caminhos que não quero percorrer... Tenho vergonha da minha impotência,da minha falta de garra, das minhas desilusões e do meu cansaço.
Não tenho para onde ir pois amo este meu chão, vibro ao ouvir meu Hino e jamais usei a minha Bandeira para enxugar o meu suor ou enrolar  meu corpo na pecaminosa manifestação de nacionalidade. Ao lado da vergonha de mim, tenho tanta pena de ti, povo brasileiro!
"De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto".

Mais conteúdo relacionado

Destaque

Relacionamentos
RelacionamentosRelacionamentos
RelacionamentosDoni Cia
 
Receita para beleza interior
Receita para beleza interiorReceita para beleza interior
Receita para beleza interiorDoni Cia
 
Anona (Combate ao câncer)
Anona (Combate ao câncer)Anona (Combate ao câncer)
Anona (Combate ao câncer)Doni Cia
 
A magoa "Chico Xavier"
A magoa   "Chico Xavier"A magoa   "Chico Xavier"
A magoa "Chico Xavier"Doni Cia
 
Será que Deus é culpado?
Será que Deus é culpado?Será que Deus é culpado?
Será que Deus é culpado?Doni Cia
 

Destaque (8)

Relacionamentos
RelacionamentosRelacionamentos
Relacionamentos
 
Receita para beleza interior
Receita para beleza interiorReceita para beleza interior
Receita para beleza interior
 
Anona (Combate ao câncer)
Anona (Combate ao câncer)Anona (Combate ao câncer)
Anona (Combate ao câncer)
 
Quem eu
Quem  euQuem  eu
Quem eu
 
Fotos
FotosFotos
Fotos
 
A magoa "Chico Xavier"
A magoa   "Chico Xavier"A magoa   "Chico Xavier"
A magoa "Chico Xavier"
 
Será que Deus é culpado?
Será que Deus é culpado?Será que Deus é culpado?
Será que Deus é culpado?
 
Aviões
AviõesAviões
Aviões
 

Semelhante a Vergonha de ser brasileiro

Poema de álvaro de campos
Poema de álvaro de camposPoema de álvaro de campos
Poema de álvaro de camposPEmperor
 
Desabafo de um velho2
Desabafo de um velho2Desabafo de um velho2
Desabafo de um velho2jmeirelles
 
Desabafo De Um Velho
Desabafo De Um VelhoDesabafo De Um Velho
Desabafo De Um Velhojmeirelles
 
Desabafo de um_velho2
Desabafo de um_velho2Desabafo de um_velho2
Desabafo de um_velho2jmeirelles
 
Desabafo de um_velho2
Desabafo de um_velho2Desabafo de um_velho2
Desabafo de um_velho2jmeirelles
 
Desabafo de um velho
Desabafo de um velhoDesabafo de um velho
Desabafo de um velhojmeirelles
 
Desabafo de um_velho2
Desabafo de um_velho2Desabafo de um_velho2
Desabafo de um_velho2jmeirelles
 
Desabafo de um_velho2
Desabafo de um_velho2Desabafo de um_velho2
Desabafo de um_velho2jmeirelles
 
Desabafo de um_velho2
Desabafo de um_velho2Desabafo de um_velho2
Desabafo de um_velho2jmeirelles
 
Estou velho por Juliana Ramires
Estou velho por Juliana RamiresEstou velho por Juliana Ramires
Estou velho por Juliana RamiresMarcoPolo Siebra
 
Estou velho -_juliana_ramires (1)
Estou velho -_juliana_ramires (1)Estou velho -_juliana_ramires (1)
Estou velho -_juliana_ramires (1)MarcoSobreira
 
Alma desencantadora das ruas
Alma desencantadora das ruasAlma desencantadora das ruas
Alma desencantadora das ruasAngeli Nascimento
 

Semelhante a Vergonha de ser brasileiro (20)

Sinto vergonha de mim
Sinto vergonha de mimSinto vergonha de mim
Sinto vergonha de mim
 
Rui barbosa
Rui barbosaRui barbosa
Rui barbosa
 
Rui barbosa
Rui barbosaRui barbosa
Rui barbosa
 
Poema de álvaro de campos
Poema de álvaro de camposPoema de álvaro de campos
Poema de álvaro de campos
 
O cansaço de um brasileiro
O cansaço de um brasileiroO cansaço de um brasileiro
O cansaço de um brasileiro
 
Desabafo de um velho2
Desabafo de um velho2Desabafo de um velho2
Desabafo de um velho2
 
Desabafo De Um Velho
Desabafo De Um VelhoDesabafo De Um Velho
Desabafo De Um Velho
 
Desabafo de um_velho2
Desabafo de um_velho2Desabafo de um_velho2
Desabafo de um_velho2
 
Desabafo de um_velho2
Desabafo de um_velho2Desabafo de um_velho2
Desabafo de um_velho2
 
Desabafo de um velho
Desabafo de um velhoDesabafo de um velho
Desabafo de um velho
 
Desabafo de um_velho2
Desabafo de um_velho2Desabafo de um_velho2
Desabafo de um_velho2
 
Desabafo de um_velho2
Desabafo de um_velho2Desabafo de um_velho2
Desabafo de um_velho2
 
Desabafo de um_velho2
Desabafo de um_velho2Desabafo de um_velho2
Desabafo de um_velho2
 
A culpa não é minha
A culpa não é minhaA culpa não é minha
A culpa não é minha
 
Estou velho juliana ramires
Estou velho   juliana ramiresEstou velho   juliana ramires
Estou velho juliana ramires
 
HINO NACIONAL
HINO NACIONALHINO NACIONAL
HINO NACIONAL
 
Estou velho por Juliana Ramires
Estou velho por Juliana RamiresEstou velho por Juliana Ramires
Estou velho por Juliana Ramires
 
Estou velho -_juliana_ramires (1)
Estou velho -_juliana_ramires (1)Estou velho -_juliana_ramires (1)
Estou velho -_juliana_ramires (1)
 
Estou velho!
Estou velho!Estou velho!
Estou velho!
 
Alma desencantadora das ruas
Alma desencantadora das ruasAlma desencantadora das ruas
Alma desencantadora das ruas
 

Mais de Doni Cia

Publicidade
PublicidadePublicidade
PublicidadeDoni Cia
 
Os pais envelhecem
Os pais envelhecemOs pais envelhecem
Os pais envelhecemDoni Cia
 
O lugar certo
O lugar certoO lugar certo
O lugar certoDoni Cia
 
Museu da familia
Museu da familiaMuseu da familia
Museu da familiaDoni Cia
 
Muçulmanas X Homens sem amor
Muçulmanas X  Homens  sem  amorMuçulmanas X  Homens  sem  amor
Muçulmanas X Homens sem amorDoni Cia
 
Infancia Tv
Infancia TvInfancia Tv
Infancia TvDoni Cia
 
D E S A P E G O
D E S A P E G OD E S A P E G O
D E S A P E G ODoni Cia
 
Tesede Guerdjef
Tesede GuerdjefTesede Guerdjef
Tesede GuerdjefDoni Cia
 
Tese de Guerdjef
Tese de GuerdjefTese de Guerdjef
Tese de GuerdjefDoni Cia
 
O lugar certo
O lugar certoO lugar certo
O lugar certoDoni Cia
 
Espiritismo
EspiritismoEspiritismo
EspiritismoDoni Cia
 
Muçulmanas x homens sem amor
Muçulmanas x homens sem amorMuçulmanas x homens sem amor
Muçulmanas x homens sem amorDoni Cia
 
Infancia x TV
Infancia x TVInfancia x TV
Infancia x TVDoni Cia
 
Relacionamentos
Relacionamentos   Relacionamentos
Relacionamentos Doni Cia
 
Quem pode criar toda essa maravilha?
Quem pode criar toda essa maravilha?Quem pode criar toda essa maravilha?
Quem pode criar toda essa maravilha?Doni Cia
 
Museu da familia
Museu da familiaMuseu da familia
Museu da familiaDoni Cia
 
Publicidade
PublicidadePublicidade
PublicidadeDoni Cia
 

Mais de Doni Cia (20)

Publicidade
PublicidadePublicidade
Publicidade
 
Piloto
PilotoPiloto
Piloto
 
Os pais envelhecem
Os pais envelhecemOs pais envelhecem
Os pais envelhecem
 
O lugar certo
O lugar certoO lugar certo
O lugar certo
 
Museu da familia
Museu da familiaMuseu da familia
Museu da familia
 
Muçulmanas X Homens sem amor
Muçulmanas X  Homens  sem  amorMuçulmanas X  Homens  sem  amor
Muçulmanas X Homens sem amor
 
Infancia Tv
Infancia TvInfancia Tv
Infancia Tv
 
D E S A P E G O
D E S A P E G OD E S A P E G O
D E S A P E G O
 
Tesede Guerdjef
Tesede GuerdjefTesede Guerdjef
Tesede Guerdjef
 
Tese de Guerdjef
Tese de GuerdjefTese de Guerdjef
Tese de Guerdjef
 
O lugar certo
O lugar certoO lugar certo
O lugar certo
 
Piloto
PilotoPiloto
Piloto
 
A hora
A horaA hora
A hora
 
Espiritismo
EspiritismoEspiritismo
Espiritismo
 
Muçulmanas x homens sem amor
Muçulmanas x homens sem amorMuçulmanas x homens sem amor
Muçulmanas x homens sem amor
 
Infancia x TV
Infancia x TVInfancia x TV
Infancia x TV
 
Relacionamentos
Relacionamentos   Relacionamentos
Relacionamentos
 
Quem pode criar toda essa maravilha?
Quem pode criar toda essa maravilha?Quem pode criar toda essa maravilha?
Quem pode criar toda essa maravilha?
 
Museu da familia
Museu da familiaMuseu da familia
Museu da familia
 
Publicidade
PublicidadePublicidade
Publicidade
 

Vergonha de ser brasileiro

  • 1. O poema de Rui Barbosa, transcrito a seguir, é de  uma impressionante atualidade.   Poderia ter sido escrito hoje sem mudar uma palavra... Sinto Vergonha de Mim
  • 2. Sinto vergonha de mim por ter sido educador de parte desse povo, por ter batalhado sempre pela justiça, por compactuar com a honestidade, por primar pela verdade e por ver este povo já chamado varonil enveredar pelo caminho da desonra.
  • 3. Sinto vergonha de mim por ter feito parte de uma era que lutou pela democracia, pela liberdade de ser e ter que entregar aos meus filhos, simples e abominavelmente, a derrota das virtudes pelos vícios, a ausência da sensatez no julgamento da verdade, a negligência com a família, célula-mater da sociedade, a demasiada preocupação com o "eu" feliz a qualquer custo, buscando a tal "felicidade" em caminhos eivados de desrespeito para com o seu próximo.
  • 4. Tenho vergonha de mim pela passividade em ouvir, sem despejar meu verbo, a tantas desculpas ditadas pelo orgulho e vaidade, a tanta falta de humildade para reconhecer um erro cometido, a tantos "floreios" para justificar atos criminosos,a tanta relutância em esquecer a antiga posição de sempre "contestar", voltar atrás e mudar o futuro.
  • 5. Tenho vergonha de mim pois faço parte de um povo que não reconheço, enveredando por caminhos que não quero percorrer... Tenho vergonha da minha impotência,da minha falta de garra, das minhas desilusões e do meu cansaço.
  • 6. Não tenho para onde ir pois amo este meu chão, vibro ao ouvir meu Hino e jamais usei a minha Bandeira para enxugar o meu suor ou enrolar  meu corpo na pecaminosa manifestação de nacionalidade. Ao lado da vergonha de mim, tenho tanta pena de ti, povo brasileiro!
  • 7. "De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto".