SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 8
Baixar para ler offline
Cláudia Leitte
comandou os 15 anos
Uma nova
onda no AR
Poemas para
Benquerença
Emmeioàgrandedescontraçãoe encontrodeamigosquecaracterizaamaiormicaretadaregião,aBrashow
realizou o XV Carnabragança tendo como atração principal a cantora baiana Cláudia Leitte. Entretanto,
Axerife, Pepê Jr e Banda Reprise também não deixaram por menos, no aeroporto de Bragança, onde a
festa aconteceu no sábado, 20 e domingo, 21. Pag 08.
Desde o dia 20 de julho de 2013,
entrou em atividade pela inter-
net, a Rádio Ajuruteua [www.
radioajuruteua.com ], com pro-
gramação musical diversificada
e voltada para um público que
até então aqui em Bragança e
região estava carente de um
estilo musical mais refinado e
apurado. E foi para atender esta
demanda que o radialista Vitor
Castanho fundou a mais nova
emissora radiofônica, inaugu-
rada em meio às comemorações
dos 400 anos de fundação do
município. Pag 02.
O escritor, professor universitá-
rio e jornalista Alfredo Garcia-
-Bragança lançou no dia 19 de
julho, em Bragança, no espaço
do Restô Benquerença, na orla
da cidade, o seu vigésimo-oitavo
livrodeficção.Trata-sede“Ben-
querenças”, obra que reúne tex-
tos em poesia e prosa do escritor,
nascido em Bragança. Pag 08.
CARNABRAGANÇA 2013 RÁDIO AJURUTEUA
LITERATURAA MUSA BAIANA levou no público bragantino ao delírio e disse que valeu esperar tamanha vibração
comemora 10
anos de atividade com programação especial na sede da instituição
que há uma década forma nova geração de músicos e luthiers bra-
gantinos, valorizando em especial a rabeca, instrumento cujo som é
uma das mais legítimas representações da cultura caeteuara. Pag 02.
emtrêstempos
distintos,compõeamostra“400Anos,UmaOdisséiaNessaHistória”,em
exposiçãonaBarracadaMarujada.AcoletivadosartistasdaAssociação
MarédasCoresremontaopassado,passandopelaeracontemporânea,até
uma fantástica suposição da Pérola do Caeté do futuro. Pag 07.
Folha do Atlântico
INSTITUTO AURIMAR MONTEIRO DE ARAÚJO (AMA) UMA MISCELÂNEA DE IMAGENS DE BRAGANÇA,
LEI 7.724, DE AUTORIA DA DEPUTADA SIMONE MORGADO É SANCIONADA, EM 24 DE JULHO DE 2013, DECLARANDO O XOTE BRAGANTINO PATRIMÔNIO ARTÍSTICO E CULTURAL DO
PARÁ, CONFORME PUBLICAÇÃO NO DIÁRIO OFICIAL. EM 2008, A PARLAMENTAR FORMALIZOU O MESMO RECONHECIMENTO À MARUJADA DE BRAGANÇA. PAG 03.
PARÁ - ANO V - Nº 122 - 2ª QUINZENA DE JULHO/2013 R$ 2,00
Mais uma grande conquista de Simone
GATA DA CAPA
ADILANE
LIMA, GAROTA
RIACHO DOCE
2013
é lançado com sucesso total de ven-
das, tendo 60% dos lotes já comercializados. O empreendimento
genuinamentebragantinoéopresentedaparceriaFicaBrasilCapital
e as Lojas Radisco Magazine à Pérola do Caeté, pelos 400 anos de
fundação. Pag 07.
PÉROLA JARDIM RESIDENCE
Tiragem: 5.000 exemplares
Diretor-Editor responsável: José Clemente Schwartz (DRT 1456)
Reportagens: José Clemente Schwartz
Fotografia: Guilherme Thorres
Editoração eletrônica: Jonas Borges
Expediente:
Colaboradores: Antônio Moura
Endereço: Rua João Alfredo, 1501 – Centro – Bragança- Pará – Cep: 68.600.000
Emails: clementesom@gmail.com
OK Publicidade Ltda
CNPJ. 04.174.230/0001-28
End: R. João Alfredo, 1501
Centro Bragança Pará
CEP 68 600 000
BRAGANÇA2
Uma nova onda no ar
RÁDIO AJURUTEUA
Uma década de
música e cidadania
INSTITUTOAURIMARMONTEIRODEARAÚJO(AMA)COMEMORA10ANOSDEATIVIDADECOMPROGRAMAÇÃO
ESPECIALNASEDEDAINSTITUIÇÃOQUEHÁUMADÉCADAFORMANOVAGERAÇÃODEMÚSICOSELUTHIERS
BRAGANTINOS,VALORIZANDOEMESPECIALARABECA,INSTRUMENTOCUJOSOMÉUMADASMAISLEGÍTIMAS
REPRESENTAÇÕESDACULTURACAETEUARA.
U
ma década de ati-
vidades como a do
Instituto AMA só
pode mesmo ser
comemorada com
muita música. E foi assim que
diretores, professores, alunos e
pais de alunos, e o grande públi-
co celebrou, na noite de sábado,
20, na sede da instituição, onde
a programação começou com a
apresentação da Orquestra de
Flautas composta por crianças
do Instituto AMA, regida pela
londrina Rachel Hyter. Em se-
guida, mais produções da pró-
pria instituição abrilhantaram
a noite: o Grupo de Violões do
Instituto AMA, a Orquestra de
Rabecas Sons do Caeté e o Gru-
po Arte Cinco Banda Musical
Sons do Caeté.
O Coral Evangélico da As-
sembleia de Deus deu início às
atrações que vieram abrilhantar
a festa doAMA. Depois, vieram
ainda o duo de piano a quatro
mãos, com João William Castro
e Jessé Piño, contando ainda
com o vocal dos cantores líricos
Aline Portugal e Milton Monte,
este último com raízes braganti-
nas. “Minha mãe era bragantina,
o que me fez ter afinidade com
este lugar desde a infância e este
momento é muito especial para
mim. É uma satisfação enorme
constatar um empreendimento
como este em Bragança, um lu-
gar que eu aprendi a amar com
meus pais,desde criança”, reve-
lou o cantor Milton Monte.
ORIGEM - O Instituto AMA
começou em 2003, quando o lu-
thierAurimarMonteirodeAraú-
jo decidiu fazer rabecas para
doar aos antigos mestres, cujos
instrumentos já estavam avaria-
dos pelo tempo. Em seguida,
o lutier que é conhecido como
“seuAri” vislumbrou algo ainda
mais valioso: renovar a geração
derabequeirosbragantinos.Para
isso, aproximou-se de crianças
carentes, para quem apresen-
tou o que ele chamava de nova
brincadeira, introduzindo assim
a atividade lúdica no cotidiano
de oito alunos, que logo se mul-
tiplicaram.
Em 2005, com o retorno de
Aurimar Silva de Araújo, filho
de “seu” Ari, a Bragança, o
movimento ganhou mais força.
“Eu fiquei maravilhado com o
trabalho que meu pai estava de-
senvolvendo e tratei de formali-
zar a instituição que já chegou
a ter 680 alunos. O número de
alunos reduziu para 200, devi-
do às muitas dificuldades que
enfrentamos. Mas estamos com
toda força para enfrentar os
obstáculos, pois, apesar disso,
“SEU ARI” formando novos luthiers de rabecas. O ofício renovador já foi objeto de vários documentários em vídeo
já tivemos grandes conquistas
”, contou Aurimar.
Ao longo dos 10 anos de ati-
vidade, o Instituto AMA acumu-
lou um saldo cultural louvável,
no qual se inclui a formação de
centenas de músicos, uns ainda
ligados à instituição, outros que
seguiram adiante formando no-
vos grupos, além de ter levado
a música da marujada a diversos
lugares do Brasil, como ao Tea-
tro Municipal do Rio de Janeiro,
Teatro Carlos Gomes, também na
capital carioca, ao Sesc Pompéia,
em São Paulo, e também ao Sesc
Palladium em Belo Horizonte,
como em tantos outros palcos de
grandes salas do Brasil.
APOIO - Entretanto, embora já
tenha conquistado grande espa-
ço entre os entendidos da mú-
sica, o Instituto AMA ganhou
popularidade maior e em âm-
bito nacional, em 2011, quando
participou do programa Criança
Esperança, da rede Globo, ser-
vindo de exemplo para todo o
país, de como promover o de-
senvolvimento e o resgate da
cidadania através da arte.
A programação de aniver-
sário do Instituto Ama contou
com o apoio cultural da ONG
Amazonart, Prefeitura Municipal
de Bragança, deputada Simone
Morgado, Radisco, O Boticário,
Casa Alves, A Fortuna, Paula
Boutique, Régia Magazine, Bar e
RestôBenquerença,CristalÓtica,
Círio Construtora e Constrular.
ORQUESTRA DE VIOLÃO DO INSTITUTO AMA, durante a noite de comemoração pelos 10 naos da instituição
RADIALISTA Vitor Castanho lança
nova emissora
Desde o dia 20 de julho de
2013, entrou em atividade pela
internet, a Rádio Ajuruteua
[www.radioajuruteua.com],com
programação musical diversifi-
cada e voltada para um público
que até então aqui em Bragança e
regiãoestavacarentedeumestilo
musical mais refinado e apurado.
E foi para atender esta demanda
que o radialista Vitor Castanho
fundou a mais nova emissora ra-
diofônica, inaugurada em meio
às comemorações dos 400 anos
de fundação do município.
ARádioAjuruteuatocaome-
lhor da MPB, os grandes suces-
sos de décadas passadas, o bom e
velho rock nacional que marcou
a década de 1980, além de dar
espaço para grandes momentos
do pagode, sendo, enfim, uma rá-
dio feita para quem aprecia a boa
musica, em qualquer horário.
“Nosso lema é manter 24 horas
com musicas de qualidade sem-
pre”, disse o proprietário Vitor
Castanho, que além de coman-
daraRádioAjuruteuasemantém
como renomado comunicador da
Rádio Pérola FM, onde o produ-
tor e locutor bragantino cons-
truiu um nome de respeito entre
os ouvintes da emissora, em toda
a região.
Além do repertório primoro-
so, outra característica da nova
rádio é a excelente qualidade
De 06h - 08h – Sambagode (começando as manhãs com os clássicos do
samba e dos pagodes que foram e ainda são grandes sucessos no gênero)
De 08h - 11h – Som da Praia (grandes sucessos atuais e com uma pitada
de muita musica pop e versões exclusivas).
De 11h - 12h – Ajuruteua Disco Music - de volta as músicas das décadas
de 70, 80 e 90.
De 12h - 12:05h – A Palavra de Deus (cinco minutos com uma palavra
bíblica ou um Pai Nosso)
De 12:05 h - 14hs – MPB-Som (as músicas de hoje e sempre)
De 14h - 18h – O Som da Praia de volta pela parte da tarde
De 18h - 19hs – Pra começar a noite, volta na sua programação mais uma
hora com o Melhor da Disco Music – (Ajuruteua Disco Music)
De 19h - 22hs –Aterceira e noturna seqüência do programa Som da Praia
De 22h - 06 da manhã – Love Som – músicas para quem gosta de amar
e dormir ao som de um bom clima musical romântico.
PROGRAMAÇÃO
sonora, que contribui na trans-
missão das belas composições
através do novo conceito musi-
cal conhecido com AAC+(plus),
o qual, supera e em muito o pa-
drão do velho conhecido “mp3”.
A emissora já é cadastrada nos
aplicativos que transmitem rá-
dios do mundo todo como o: “
Tune In “ e o “ XiiaLive “, para
quem utiliza o Smartphone e/ou
o Tablet para acessar a internet,
e também já vem sendo retrans-
mitida pelos seguintes portais:
bragafest, correio bragantino,
eubragantino e com link neste
jornal, através do www.folhado-
atlântico.com.
3
LEI 7.724, DE AUTORIA DA DEPUTADA SIMONE MORGADO É SANCIONADA, EM 24 DE JULHO DE 2013,
DECLARANDO O XOTE BRAGANTINO PATRIMÔNIO ARTÍSTICO E CULTURAL DO PARÁ, CONFORME PUBLICAÇÃO
NO DIÁRIO OFICIAL. EM 2008, A PARLAMENTAR JÁ HAVIA FORMALIZADO O MESMO RECONHECIMENTO PARA A
MARUJADA DE BRAGANÇA.
Mais uma grande
conquista de Simone
REPÓRTER FOLHA
As férias acabaram e a estrada de
Ajuruteua permaneceu às favas. E
pelo visto, no que depender do Governo
do Estado, a conclusão ficará somente
para o ano que vem, quando haverá
eleições. Só vendo para crer, mas,
nenhuma ponte foi concluída, exceto
a que passa sobre o furo do Taici, a
primeira de quem vai da cidade para a
praia, a qual não foi obra de Simão Jatene
e sim, da ex-governadora Ana Júlia. De
um lado, a imensa ingratidão ao voto de
confiança do povo bragantino, do outro a
enorme decepção de quem acreditou nas
promessas de campanha de Simão Jatene.
SINONE MORGADO sempre participou ativamente da marujada, influência herdada da avó Beni Ferreira que, antes da neta, era a pessoa da
tradicional família bragantina empenhada junto à produção da Festividade de São Benedito. Na foto, a parmentar dançando o xote bragantino
Praça
A Praça Hilário Ferreira, ponto de encontro da praia e
local onde são realizados os principais eventos de verão,
inclusive o concurso Miss Ajurteua, também não rece-
beu a menor atenção do Governo do Estado. Com parte
do muro de arrimo desmoronado, cheio de rachaduras
e destroços que caem sobre a areia a cada maré cheia,
o logradouro, de cartão postal, passou a um empecilho
para os fotógrafos, devido ao aspecto decadente, fruto
do descaso.
Colônias
E quanto ao problema de estradas estaduais em condi-
ções vexatórias, no município de Bragança, não se detém
ao acesso à Ajuruteua. Os produtores rurais e estudantes
das colônias amargam diariamente para ir e vir à cidade,
pelas PAs 108 e 112, rodovias que ligam à região do Cacoal
do Peritoró e do Montenegro, onde a penúria é a mesma:
buracos ao longo de todo o trecho, além das chamadas
costelas de vaca, que causam grande desgaste e transtorno
tanto para os veículos, como para os passageiros.
Penas ao vento
Enquanto o povo bragantino se arrepende em ter elegi-
do Jatene, os tucanos da região arrancam penas, uns dos
outros.Emmeioaumarecentereuniãoentreliderançasdo
PSDB, para tratar sobre distribuição de cargos nas pastas
do Governo do Estado, os ânimos se exaltaram além da
conta na disputa pelas vagas para seus apadrinhados, ao
ponto de ser preciso um líder do partido impor o respei-
to, para conter a situação. Enquanto isso, o Detran de
Bragança continua à deriva, sem diretor. Literalmente:
que pena, hein!
Força
Enquanto isso o PMDB comemora a eleição de Elivan
Faustino, prefeito de Marituba, com uma diferença de mais
de 20 mil votos sobre o segundo candidato, o que deixa
bem claro a identificação do povo paraense com o partido.
Deputados
E, claro, por conta dessa força, é grande a preocupação
dos prováveis candidatos a deputado estadual na região,
em relação a Edson Oliveira, se ele irá ou não disputar o
cargo nas eleições do ano que vem. Ao que tudo indica o
ex-prefeito já está arregaçando as mangas para entrar em
campo. A suposição leva a outra pergunta: e Simone Mor-
gado? Pelo andar da carruagem, virá candidata ao cargo
de deputada federal.
Desgaste
Paralelamente, antigas lideranças desfilam feito pa-
vão diante dos caciques de partido, com aquele ar e
conversas cogitando concorrer às eleições em 2014. A
essa altura, é mais quem se autovaloriza, julgando ser
uma ameaça para a divisão de votos Trata-se do velho
truque em busca de luvas extras oficiais para a desis-
tência da suposta candidatura. Entretanto, os chefes de
partido estão de orelha em pé, de olho no movimento des-
ses interessados na tal indenização. Trata-se de figuras
desgastadas, cientes da impossibilidade de conquistar
um cargo eletivo, que quando estiveram como titulares
de secretarias, não atenderam as expectativas, jogando
assim a pá de cal que faltava para sepultar definitiva-
mente suas careiras políticas. Melhor saída: pegue seus
banquinhos e saiam de fininho.
BRAGANÇA
C
om mais este reco-
nhecimento sacra-
mentado, a “Pérola
do Caeté”, que aca-
ba de completar 400
anos, reafirma sua importância
para a cultura no Estado.Adepu-
tada Simone Morgado, que pela
segunda vez tem lei sancionada
em prol da valorização e preser-
vação da cultura caeteuara, falou
sobre a importância dos efeitos
que a legalização proporciona à
Marujada de Bragança e ao Xote
Bragantino. “Ao longo dos qua-
tro séculos, os bragantinos cons-
truíram um patrimônio artístico e
cultural inegavelmente digno de
ter seu reconhecimento oficiali-
zado de forma legal, para que tais
manifestações possam desfrutar
do merecido destaque nos calen-
dários de turismo do Estado, com
isso ganhando ainda mais divul-
gação, bem como, que tenham
acesso ao apoio de instituições
públicas e privadas existentes
para dar suporte a esse tipo de fe-
nômeno como são a Marujada de
BragançaeXoteBragantino,dois
elementos genuinamente caeteu-
aras, que são a cara de Bragança
e motivo de muita honra para o
nosso povo”, argumentou Simo-
ne Morgado.
ORIGEM - O xote foi trazido
da Europa para o Brasil pelos
colonizadores e tem origem em
uma dança famosa na Escócia,
o “Schotinch”. No Pará, a dança
foi introduzida por Bragança, em
1798, pelos escravos que funda-
ram a Irmandade de São Benedi-
to,quedeuorigemaMarujada,na
qual o xote foi incluído entre os
seis ritmos tocados pelo regional.
Desde os primórdios, a ma-
neira dos marujos e marujas
dançarem o xote é diferente de
como se apresenta em todos os
demais lugares do Brasil, o que
indica com este aspecto a origem
de tal singularidade. A maneira
particular que a marujada dança
xote se tornou referência para a
população bragantina, que, natu-
ralmente, assimilou a peculiari-
dade como se fosse única. Com
a adesão da população à maneira
singular apresentada pela maru-
jada, cuja brincadeira de largar e
juntar os pares consiste em marca
definitiva, o chamado “xote bra-
gantino” se estabeleceu definiti-
vamente com uma dos principais
marcas da Pérola do Caeté, o que
justifica o empenho da parlamen-
tar para que esse reconhecimento
fosse oficializado por lei.
IRMANDADE - O presidente
daIrmandadedeSãoBeneditoda
Marujada de Bragança, João Ba-
tista Pinheiro, falou com muito
entusiasmo sobre a oficialização
do xote como Patrimônio Cultu-
ra e Artístico do Estado. “Como
representante da instituição que
deu mais essa marca à Bragan-
ça que é o nosso jeito de dançar
o xote, eu sinto muito orgulho,
afinalémaisumacontribuiçãoda
Marujadaparaomunicípio.Eem
relação à deputada Simone Mor-
gado, nós da Irmandade, só te-
mos a agradecer e parabenizá-la
pormaisestefeito,quereafirmao
compromisso desta parlamentar
com a cultura bragantina, da qual
ela sempre foi grande ativista
desde muito jovem, participando
e incentivando as manifestações,
antesmesmodeteringressadona
carreira política”, concluiu João
Batista Pinheiro.
O XOTE BRAGANTINO é dançado de maneira diferente dos demais municípios. O passo foi introduzido pela Marujada e adotado por todos
4 ATUAL José Clemente Schwartz
FOI ASSIM
M
ilena Castanho foi a primeira Miss Ajuruteua, quando
Helder Aranha, em 1982, à época colunista social do
Jornal do Caeté, idealizou e promoveu o concurso, que
virou tradição. A foto acima registra o momento em que a então
secundarista do curso de Saúde, do Instituto Santa Teresinha, era
apresentada à sociedade bragantina, na noite de lançamento do
concurso, realizada no primeiro sábado das férias daquele ano, na
antiga Maloquinha, que veio a ser a Podium Club. Hoje, mestra em
Enfermagem, casada com o engenheiro civil José Morgado Ferreira,
ela tem três lindos filhos e ilustra esta sessão com a sua beleza que
os anos jamais destruirão, porque Milena tem algo que “é um pouco
mais, que olhos não conseguem perceber e as mãos não ousam
tocar”. Trata-se de algo muito além do que se vê e que não cabe
explicação..
Odisseia das cores
Sucesso total a mostra “400 Anos, uma Odisséia nessa História” em
exposição na Barraca da Marujada, evento promovido pelaAssociação
de Artistas Plásticos de Bragança Maré de Cores, com patrocínio da
deputada Simone Morgado e Prefeitura Municipal de Bragança. A
coletiva que é uma homenagem aos 400 anos de fundação do muni-
cípio faz uma retrospectiva desde os primórdios e prevê um futuro
fantástico, idealizado pelos artistas.
Durante a noite de abertura, nomes da cultura bragantina e
incentivadores foram homenageados com placas e cerificados con-
cedidos pelos artistas em reconhecimento ao bem prestados à comu-
nidade por ilustres figuras.
O colunista, apaixonado pelas artes plásticas e fã incondicio-
nal dos conterrâneos que compõem este grupo, que é um divisor de
águas na produção de pintura em técnica mista, na Pérola do Caeté,
obviamente foi ao vernissage, registrou tudo e trouxe aqui pra ATU-
AL. Vale conferir.
Marcely Castanho aniversariou domingo, 04, e recebeu deliciosa
surpresa: um café da manhã, oferecido pela família. Na foto, a
linda aniversariante com a amiga Luciane Abdon, o marido Virgulino Jr e
a filho Matheus. Parabéns, Marcely.
A sanção da lei nº 7.724, de
autoria da deputada Simone Morga-
do que tornou oficialmente o xote
bragantino Patrimônio Artístico de
Cultural do Estado, em 24 de julho,
veio para coroar os festejos pelos
400 anos da fundação de Bragança,
agregando mais reconhecimento
formal para as tradições, uma vez
que em 2009, a mesma parlamentar
tambémtevesancionadaoutraleide
sua autoria, com teor de mesma li-
nhagem,atribuindoomesmotítuloà
bicentenáriaMarujadadeBragança.
Na foto de Guilherme Torres,
toda a alegria e a espontaneidade
de Simone Morgado com o amigo
de infância Helder Aranha, juiz da
Festividade de São Benedito de
2011, dançando o xote bragantino
em pleno 26 de dezembro, quando
a parlamentar passa o dia em traje
de maruja participando de todos os
rituais da festividade.
Parabéns por mais esta con-
quista para a nossa Pérola do Caeté,
Simone. Bragança é um município
historicamente rico e ao mesmo
tempo singular. Por isso, merece ter
como representante alguém com o
seu comprometimento em relação a
s causas de extremo arrojo e impor-
tânciacultural,comoéamarujadaeo
xotebragantino.Eparaissoépreciso
ter paixão pela cultura, e então, sen-
sibilizada tratá-la com a prioridade
merecida, dando às manifestações o
justo e oficial reconhecimento.
Simone traz mais uma
grande conquista
SIMONE MORGADO, autora da lei que tornou o xote bragantino
Patrimônio Artístico e Cultural do Estado, dançando com o amigo Helder Aranha
Éclaro que o Vacaria Clube também fez sua programação especial
para celebrar os 400 anos de fundação da Pérola do Caeté e
apresentou nada menos que Nazaré Pereira, vinda direto de Paris, e
abrindo o show cantando o xote “Xapuri do Amazonas”, arrebatando
todos que cairam na dança em frente ao palco. Na foto, a cantora Nazaré
Pereira com a chef Rosana Athayde, Natália Rodrigues e Rosivan Pereira,
o Bordalinho
Em primeiro lugar do MissAjuruteua ficou Werllem da Silva, e Juan
Castro foi eleito MisterAjuruteua, domingo, 28. Os dois ganharam uma
viagem para Fortaleza com acompanhantes, além de uma TV de plasma
Alderllany Barreto é a Garota Pérola FM 2013. Na foto, a bela jovem,
com o diretor da emissora que realiza o tradicional concurso de
beleza, há 22 anos. Alderllany ganhou R$ 7 mil reais como prêmio
Novas cristãs
Maria Helena, filha do casal Flávia de Medeiros e Danilo Gardu-
nho, e Maria Valentina, filha do casal Marina Gardunho e Anastácio de
Araújo Neto, foram batizadas, domingo, 21, na Igreja de São Benedito,
onde as famílias confraternizaram a adesão ao primeiro sacramento cris-
tão. Os padrinhos de Maria Helena são a tia paterna Marina Gardunho e
o tio materno, Paulo Koroty. Maria Valentina tem como padrinhos o tio
materno Danilo Gardunho e a tia paterna Carolina de Araújo Pinheiro.
Às primas Maria Valentina e Maria Helena, que são minhas so-
brinhas netas, o tio avô aqui deseja que Deus as guie para o bem. E que
assim seja.
AS FAMÍLIAS REUNIDAS em torno das pequenas Maria Valentina
e Maria Helena, no batizado
MARIA VALENTINA, no colo da madrinha Carol, e Maria Helena com
o vovô Osvaldinho Gardunho, e a lado Mônica Gardunho, avó das duas
O PADRINHO Paulo Koroty abençoa Maria Helena no colo do pai Danilo
Gardunho
MIGUEL LIRA, B. Luz, Paixão, Gesiel, Mário Célio e Gero
O FOTÓGRAFO Mnauel Luz com sua mãe Rosa Luz e o rimão B. Luz
RONALDO GUIMARÃES, Dilamar Lhamas Castanho, Viviane Pittman,
Carlos Alberto Lhamas, Nazaré Castanho e José Magalhães
ROSA CARDOSO GOMES
recebeu a homenagem póstuma a
seu saudoso irmão Fabiano Cardoso,
político, carnavalesco e compositor
JOÃO BATISTA
PINHEIRO, presidente da
Irmandade da Marujada de São
Benedito, e o artista plástico Gero
O PEEMEDEBISTA Raimundo
Casseb recebendo o certificado de
Honra ao Mérito, em nome da deputada
Simone Morgado, das mãos do artista
plástico Mário Célio, pelo grande
incentivo que a parlamentar tem
proporcionado à cultura bragantina
WALDOMIRO SANTOS, o
“Inspetor”, dono da barquinha do arraial de
São Benedito, também recebeu comenda
5ATUAL José Clemente Schwartz
15 anos de
Carnabragança
Badinho Soares, o Rei da Noite, promoveu mais um espetáculo
com sua Brashow, o Carnabragança, que em sua 15ª edição, coincidindo
com os 400 anos de fundação de Bragança, trouxe à cidade, Cláudia
Leitte, um dos nomes mais importantes deste momento, nos carnavais
fora época. Axerife, Pepê Jr e Banda Reprise também abrilhantaram as
duas noites de pura folia no aeroporto, sábado, 20 e domingo 21. Olha
só quem estava por lá fazendo a festa.
VANESSA e Maurício com Kátia Sales e Luiz Otávio Vieira ADRIANY RAMOS, Camilla Schwartz, Jéssica Martins e Glaise Ferreira
ESSAS MENINAS foram uma aração à parte por conta da beleza e alegria coletivas MIGUEL Coelho Neto
BETÂNIA ARAÚJO, Narciso Ribeiro e Sales Junior comandaram a animação da galera que mais ferveu na folia ABRAÃO ALVES
e Yonara Magalhães
OS PRIMOS Bruno Abdul Mashi e Gustavo Vieira
LUÍZA OLIVEIRA e Augusto Soares Neto
WESLEY OLIVEIRA e Jamylle de Medeiros com Sandra Castro e Edson
Oliveira Jr
CRISTIANE e Diego Ribeiro foram com as amigas ao Carnabragança
MILENA DE MEDEIROS e Gabriel Nunes com Renara e Alessandro
Castanho
MICHELINE VALE DE SOUZA com Gilberto e Gustavo Oliveira
GABI COSTA, Rosa Helena Oliveira, Roselma Virgulino Leite e Liana de
Medeiros Soares
BELMIRA FIGUEIRÓ e Flávia Sousa
DIEGUINHO AMEIDA e Camila Lima CASSIANE NUNES e Thayro Santiago JANINE e Tiago de Medeiros Soares
ELIEGE e Harryson Gama THAÍZE e Ricardo Santos JOÃO MURILO RAMOS e Amanda Nascimento
LEONARDO OLIVEIRA, Gleyson Moraes e Vinícius Oliveira
NAYALA GONÇALVES, Liliane e Geraldo de Medeiros, Fábio
Gonçalves, prefeito Nelson Magalhães e Alessandro Gonçalves
BRAGANÇA6
A
mostra reúne um pou-
co do estilo de Miguel
Lyra, B. Luz, Paixão,
Gesiel Melo, Mário Cé-
lio e Gero, artistas que
compoem a Associação Maré das
Cores, realizadora da coletânea, o
que proporciona uma diversidade
de tendências das artes plásticas
para comtemplar. Entretanto, em
meio a tantas variações um ele-
mento dá unidade à coletânea de
imagens, Bragança e sua história,
além de conjecturas visuais de um
futuro idealizado pelos artistas, no
qualarranha-céusaparecemportraz
datradicionalfachadadacidadeque
se mantém intacta, e também do ou-
tro lado da margem do rio Caeté.
“A arte proporciona devaneios que
nos levaram tanto ao passado, para
uma Bragança que só conhecemos
através dos livros, quando as mar-
gens do rio Caeté eram habitadas
somente pelos índios, assim como
apintarpaisagensurbanascoloniais
ainda existentes até hoje, e também
a supor um futuro imaginário. Essa
exposição foi composta para cele-
brar os 400 anos de fundação, na
qual incluímos esse aspecto futurís-
tico e sonhador, por se tratar de uma
homenagem em forma de retros-
pectiva feita por artistas, o que nos
permite essa viagem fantástica”,
justificou o artista plástico B Luz.
HOMENAGENS – A noite de
abertura da exposição contou ain-
da com uma série de homenagens a
artistas e incentivadores da cultura
bragantina. Entre os que fazem a
cultura bragantina, foram home-
nageados o cantor e compositor
Evandro Mesquita, o proprietário
das barquinhas do arraial de São
Benedito, Waldomiro Santos, co-
UMA MISCELÂNEA DE IMAGENS DE BRAGANÇA, EM TRÊS TEMPOS DISTINTOS, COMPOEM A MOSTRA “BRAGANÇA
400 ANOS, UMA ODISSEIA NESSA HISTÓRIA”, EM EXPOSIÇÃO NA BARRACA DA MARUJADA. A COLETIVA DOS
ARTISTAS DA ASSOCIAÇÃO MARÉ DAS CORES REMONTA O PASSADO, PASSANDO PELA ERA CONTEMPORÂNEA, ATÉ
UMA FANTÁSTICA SUPOSIÇÃO DA PÉROLA DO CAETÉ DO FUTURO.
Passado, presente e futuro
Av. Marechal Floriano Peixoto, 1713 - Centro - Ao lado do Banpará
6
nhecido por “Inspetor”, o saudoso
carnavalesco e compositor Fabiano
Cardoso,odiretordeteatroAvizde
Castro e o fotógrafo Manoel Luz.
A deputada Simone Morgado,
representada pelo peemedebista
Raimundo Casseb, foi a primeira
homenageadaentreosincentivado-
res contemplados com certificados
de Honra ao Mérito, pelos serviços
prestadosemproldaculturacaeteu-
ara. “A deputada Simone atende à
várias demandas da área cultural,
desde o incentivo aos artistas para
a produção de suas obras e mostras,
até a elaboração de leis que valori-
zam as nossas tradições, como fez
com a marujada de Bragança e o
xote bragantino, ambos, tornados
patrimônio artístico e cultural para-
ense, graças às leis de autoria dela.
É uma pessoa que merece o nosso
reconhecimento,decoração”,disse
o artista plástico Mário Célio.
Também foram homenageados
peloincentivoàcultura,aprofesso-
ra Maria José Castelo, o presiden-
te da Irmandadde da Marujada de
São Beneditoo de Bragança, João
Batista Pinheiro; o luthier Aurimar
MonteirodeAraújo;asupérintende
do Hospital Santo Antônio Maria
Zaccaria,irmãEstelinadeOliveira;
e o epmresário Ataliba Cardoso.
A coletânea de pinturas vai fi-
car em exposição até 20 de agosto,
para que possa atender à visitação
de turmas de escolas, como ativi-
dade extraclasse. “Nós acredita-
mos que através das artes as pesso-
asaprendemacercademuitacoisa.
Aqui, por exemplo, onde o tema é
Bragança, há a era colonial, a fau-
na, a flora, o urbanismo, os índios,
enfim, uma retrospectiva da nossa
história, com direito a uma viagem
ao futuro.
OS ARTISTAS da Associação Maré de Cores
A JUVENTUDE foi conferir a retrospectiva em forma de arte
A VISÃO futurista de Miguel Lyra para a “Pérola do Caeté”
O RANCHO DA NEGA foi lembrado na coletânea
BRAGANÇA 7
Seu bem-estar é preciosoPÉROLA JARDIM RESIDENCE É LANÇADO COM SUCESSO TOTAL DE VENDAS, TENDO 60% DOS LOTES JÁ COMERCIALIZADOS. O EMPREENDIMENTO GENUINAMENTE BRAGANTINO É O PRESENTE DA
PARCERIA FICA BRASIL CAPITAL E AS LOJAS RADISCO MAGAZINE À PÉROLA DO CAETÉ, PELOS 400 ANOS DE FUNDAÇÃO.
A
Fica Brasil Capital
e as Lojas Radis-
co Magazine lan-
çaram na manhã
de sábado, 20 de
julho, o Pérola Jardim Resi-
dence, o primeiro condomínio
fechado de Bragança. Logo no
primeiro dia, cerca de 60% dos
lotes à venda foram negocia-
dos, dado ao entusiasmo dos
visitantes pelo conceito do
empreendimento: o contato
com a natureza, o conforto e
a segurança.
O Pérola Jardim Residen-
ce oferece lotes com toda
infraestrutura para serem
construídos do tamanho do
seu sonho e dentro de sua re-
alidade, incluindo urbanismo,
paisagismo de primeira quali-
dade e muito mais, como sis-
tema de energia elétrica, rede
de água, asfalto com meio fio,
duas piscinas, segurança 24
horas, salão de festas, campo
de futebol, playground e bar
molhado.
Acompanhando a ten-
dência também em relação
à ecologia, o Pérola Jardim
Residence segue a filosofia
de sustentabilidade em rela-
ção ao meio ambiente, como
explanou Duda Cabral, um
dos diretores do empreen-
dimento. “Além do que está
sendo preservado, muito já
foi plantado e há ainda mais
a se plantar. A harmonia en-
tre o lar e a natureza faz parte
do conceito do investimento e
as pessoas estão interessadas
exatamente nessa combina-
ção de infraestrutura, confor-
to e muito verde em volta”.
Durante todo o dia de sá-
bado, 20 e domingo, 21, foi
grande o movimento de mo-
Serviços
POSTO DE VENDAS
Escritório do Pérola Jardim
Residence
End: Travessa Senador José
Pinheiro, 495 anexo ao Posto Dom
Eliseu
Telefone: 3425 2023
ÁREA DE LAZER com piscinas e jardinagem, em perfeita harmonia O PÓRTICO de entrada indica o padrão de qualidade que há no Pérola Jardim Residence
PAISAGISMO E URBANISMO de primeira categoria MARCELY CASTANHO, presidente da CDL com Denise Fiúza
DENISE FIUZA, Nazaré Freitas, João Nunes e Michele Ribeiro
UM INVESTIMENTO familiar, como Bragança merece
NARCISO RIBEIRO com Graça e Arionildo Santos
EQUIPES das Lojas Radisco Magazine e Fica Brasil Capital
DUDA CABRAL e Vera Fiúza com José Augusto e Dolores Ribeiro
radores de Bragança, turistas
que estavam de passagem,
além de investidores de ou-
tros municípios que foram
conhecer o lugar e os planos
para compra, junto aos cor-
retores da empresa INNO-
VAR.
O Pérola Jardim Residen-
ce fica localizado na BR 308,
no lado direito de chegada ao
município, antes do estádio
Diogão. O empreendimento
é dos empresários Duda Ca-
bral e José Augusto Ribeiro
e foi realizado pela M+M
Arquitetura, responsável pela
execução de renomados con-
domínios na capital paraense
e outros municípios.
End: Rodovia Dom Eliseu, S/N - Bairro: Alto Paraíso
Farmácia
em anexo
8 BRAGANÇA
Cláudia Leitte
comandou os 15 anos
EMMEIOÀGRANDEDESCONTRAÇÃOEENCONTRODEAMIGOSQUECARACTERIZAAMAIORMICARETADA
REGIÃO,ABRASHOWREALIZOUOXVCARNABRAGANÇATENDOCOMOATRAÇÃOPRINCIPALACANTORABAIANA
CLÁUDIALEITTE.ENTRETANTO,AXERIFE,PEPÊJREBANDAREPRISETAMBÉMNÃODEIXARAMPORMENOS,NO
AEROPORTODEBRAGANÇA,ONDEAFESTAACONTECEUNOSÁBADO,20EDOMINGO,21.
V
aleu á pena esperar. Era
oquediziamosmilhares
de fãs de Cláudia Leitte
que foram ao Carna-
bragança festejar os 15
anos de sucesso da maior micareta
da região. Desde as 19h, de sába-
do, 20, todo o entono do aeroporto
estava tomado pelas pessoas que
se dirigiam á primeira versão in-
door, do evento realizado nas ruas
há 14 anos. O empresário Badinho
Soares, diretor da Brasohow, que
realiza o evento falou sobre a mu-
dança de lugar. “Foi um resultado
muito positivo, principalmente em
relação à segurança e, felizmente,
só ouvimos elogios dos brincantes,
em relação à nova investida”.
VALEU–Devidoaocancelamento
do show de Cláudia Leitte, em de-
corrência de uma forte chuva, em
abril, deste ano, a cantora disse ter
vindocomprometidaacompensaro
ocorridoporcontadasforçasdana-
tureza e agradeceu o calor humano
do público de Bragança. “O nosso
encontro tinha que ser agora e está
valendo demais. Eu estou maravi-
lhadacomaenergiadopovodeBra-
gança”, revelou a baiana, de cima
do trio elétrico, arrancando ainda
mais vibração dos brincantes.
ECONOMIA-Alémdaaglomera-
çãoconcentradanolocaldoevento,
como acontece há 15 anos, o final
desemananoqualoCarnabragança
é realizado, sempre foi o mais mo-
vimentado da temporada de verão.
Por conta do evento, bares, restau-
rantes,lanchonetesetodososhotéis
epousadasdacidadeedeAjuruteua
ficam lotados com antecedência. O
aspecto positivo também reflete no
comércioemgeral,acomeçarpelos
postos de combustíveis.
Oeventocontoucomopatrocí-
nio da deputada Simone Morgado,
Prefeitura Municipal de Bragança,
Schin, Esmac e vereadora Nilse.
Literatura nos 400 anos
BENQUERENÇAS
AlfredoGarcia-Bragançalançou
“Benquerença”, seu vigésimo oitavo
livro de ficção, sexta-feira, 19, no
RestôBenquerença.Aobraquereúne
textos em poesia e prosa do escritor,
nascidoemBragançasurgiudeforma
natural. “Eu já produzira textos em
poesia sobre Bragança em diversos
aspectos e havia textos em prosa re-
ferente a palestras, apresentações em
colégios, seminários, etc, sobre per-
sonalidades bragantinas como Jorge
Ramos, Lindanor Celina, Maria Lú-
ciaMedeiros;aobraosjuntaemuma
só publicação”, explicou o autor.
Na obra constam, por exemplo,
o poema “Rio Caeté” e o conto “Be-
nedito”, de inspirações notadamente
ligadas às raízes bragantinas. “O Ca-
eté é um rio que atravessa a minha
vida, desde Bragança, passando por
Ourém, onde na minha infância nele
mebanhavanosigarapésdoquilôme-
tro 14 da rodovia BR-316, perto de
Capanema, cidade onde vivi parte da
minhavida;quantoaocontoreferido,
ele narra o retorno de um homem já
envelhecido à sua cidade natal, tendo
ele o nome de Benedito”, informa o
escritor.
O livro sai pela microeditora do
próprio escritor, a Populivros, pela
qual ele vem publicando seus es-
critos. “Nosso mercado editorial é
mínimo, há poucas editoras e muitos
candidatos a escritores – alguns com
muito e outros sem nenhum talento
-, e isso me levou à empreitada de
ser autor, editor, revisor, divulgador,
etc.”.Issonãoexcluiqueelepublique
por editoras tradicionais como a Pau-
linas, Paka-tatu, entre outras. “No se-
gundosemestresaemseislivrosmeus
por uma nova editora local, a Tempo
Editora, que está se especializando
em Literatura Infanto-Juvenil”, con-
clui o escritor.
Escritor,professoruniversitárioe
A VIBRAÇÃO foi intensa durante os dois dias de folia, no aeroporto
CLÁUDIA LEITTE revelou grande afinidade com o publico bragantino
Abela bragantinaAlderllany
Barreto é a Garota Pérola 2013,
eleita na noite de sábado, 27, na
Estação Cultural Armando Bor-
dallo, onde ficaram classificadas
do segundo ao quinto lugar, res-
pectivamente, Rayssa Lunara
(Bragança), Raely Alves (Bra-
gança), Renata Gama (Viseu) e
Jennifer Prata (Bragança).
Oeventotevemomentosdis-
tintos,iniciandocomodesfileda
nova coleção da grife Dzarm,
promovido pela Grafipel Ma-
gazine, que apresentou as mais
novas tendências para o verão,
além da moda básica em cores
vivas, característica da marca.
A segunda parte foi dedica-
da aos 400 anos de fundação do
município, tendo como atrativo
uma coreografia inspirada na
marujada, para então ter início
o concurso.
Após o resultado e a entrega
de prêmios, a banda braganti-
na Pé de Cana entrou em cena
com os sucessos do momento.
Em seguida, a cantora Viviane
Batidão, encerrou a noite com
grande show, levando o público
ao delírio até altas horas.
Alderllany
conquista o título
Integrando através do esporte
GAROTA PÉROLA 2013
COPA RURAL
VIVIANE BATIDÃO não deixou o públcio parar até altas horas A BELA MORENA Aderllany foi a grande vencedora do título
Vereadora Socorro Lobão dá
início à IV Copa Rural na Tri-
lha do Trem, domingo, 04, na
comunidade de Santo Antônio
dos Monteiro, região do Caco-
al, onde os 739 atletas dos times
principal e segundinha que dis-
putarão o certame, participaram
da abertura oficial.
Os 21 times das comunida-
des do Jiquiri ao Cacoal estive-
ram presentes e apresentaram
suas rainhas durante a cerimô-
nia de abertura, que contou com
concurso no qual a bela jovem
Érica Geovana, representante do
Colorado, equipe da comunida-
de do Laranjal, foi eleita.
A equipe Campeã do torneio
início foi o Juventus do Timbo-
rana que venceu por 1x0 o time
do Cruzeiro, equipe vinda do
Km 25, do Cacoal.
Acompetição iniciará dia 17
deagostoeterminaráemdezem-
bro em grande final no estádio
Pe. Expedito Machado, o cha-
mado Campo do Paroquial, em
Bragança.
A Copa premiará o campeão
com o valor de R$3.000,00 e o
vice R$2.000,00. O Campeão da
SegundinhalevaráR$1.000,00e
o Vice R$500,00.
O evento tem como patroci-
nadores a Prefeitura de Bragan-
ça, Deputada Simone Morgado,
Vice-Prefeito Dr. Nádson Mon-
teiro e Edson Oliveira e conta
com o apoio do Departamento
Municipal de Esportes através
do seu Diretor Saulo Bessa e da
Secretaria Municipal de Infraes-
trutura.
Serviço:
“BENQUERENÇAS”
pode ser encontrado em
Bragança na Revistaria Caeté
(Travessa Marcelino Castanho,
826 - Centro – Bragança).
jornalista,Alfredo Garcia nasceu em
Bragança, em 1961, e há oito anos
Garcia juntou ao nome de batismo o
de sua terra natal. “Isso tem me dado
sorte,reconhecimentoeéumaforma
de levar minha terrinha aonde quer
que eu vá”, assume.
Escritor premiado e com uma
carreirasólidanaliteraturadaregião,
já somando 27 anos de atividades li-
terárias,Alfredo Garcia-Bragança vê
na nova obra não um rasgado amor
bairrista, mas uma forma de leitura
diversa de sua terra natal. “Minha
massa de trabalho é a memória; en-
tão, neste livro, destaco lembranças
reiventadas que vão mostrar minha
forma de ler a paisagem bragantina”,
concluiu.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Festa continua, neste domingo, em Caruaru
Festa continua, neste domingo, em CaruaruFesta continua, neste domingo, em Caruaru
Festa continua, neste domingo, em Caruarusaojoaocaruaru2017
 
Pátio tem homenagem a Jackson do Pandeiro e forró romântico
Pátio tem homenagem a Jackson do Pandeiro e forró românticoPátio tem homenagem a Jackson do Pandeiro e forró romântico
Pátio tem homenagem a Jackson do Pandeiro e forró românticosaojoaocaruaru2017
 
Véspera de São João com forró tradicional e sertanejo em Caruaru
Véspera de São João com forró tradicional e sertanejo em CaruaruVéspera de São João com forró tradicional e sertanejo em Caruaru
Véspera de São João com forró tradicional e sertanejo em Caruarusaojoaocaruaru2017
 
Roteiro estrada real para divulgação 3ª versão
Roteiro estrada real   para divulgação 3ª versãoRoteiro estrada real   para divulgação 3ª versão
Roteiro estrada real para divulgação 3ª versãorustymarcellini
 
Guia De Eventos Julho 2009
Guia De Eventos Julho 2009Guia De Eventos Julho 2009
Guia De Eventos Julho 2009Carlos Simão
 
Caraguá Verão nº 07/ 14 janeiro 2010
Caraguá Verão nº 07/ 14 janeiro 2010Caraguá Verão nº 07/ 14 janeiro 2010
Caraguá Verão nº 07/ 14 janeiro 2010Comunicação Caraguá
 
Pátio tem mix de sucessos sertanejos e forró estilizado
Pátio tem mix de sucessos sertanejos e forró estilizadoPátio tem mix de sucessos sertanejos e forró estilizado
Pátio tem mix de sucessos sertanejos e forró estilizadosaojoaocaruaru2017
 
Polos Azulão e São João nas Ruas começam nesta sexta-feira
Polos Azulão e São João nas Ruas começam nesta sexta-feiraPolos Azulão e São João nas Ruas começam nesta sexta-feira
Polos Azulão e São João nas Ruas começam nesta sexta-feirasaojoaocaruaru2017
 
São João de Caruaru estreia dois novos polos
São João de Caruaru estreia dois novos polosSão João de Caruaru estreia dois novos polos
São João de Caruaru estreia dois novos polossaojoaocaruaru2017
 
Portifolio Coco da Gente 2018 Web
Portifolio Coco da Gente 2018 WebPortifolio Coco da Gente 2018 Web
Portifolio Coco da Gente 2018 WebCocodaGente
 
Caraguá Verão nº 10/ 04 fevereiro 2010
Caraguá Verão nº 10/ 04 fevereiro 2010Caraguá Verão nº 10/ 04 fevereiro 2010
Caraguá Verão nº 10/ 04 fevereiro 2010Comunicação Caraguá
 
APRENDA A CANTAR OS SAMBAS 2012 DO RIO DE JANEIRO
APRENDA A CANTAR OS SAMBAS 2012 DO RIO DE JANEIROAPRENDA A CANTAR OS SAMBAS 2012 DO RIO DE JANEIRO
APRENDA A CANTAR OS SAMBAS 2012 DO RIO DE JANEIROThiago Vergete
 
Réveillon em Canavieiras.
Réveillon em Canavieiras. Réveillon em Canavieiras.
Réveillon em Canavieiras. Guy Valerio
 
Nosso espaço em movimento
Nosso espaço em movimentoNosso espaço em movimento
Nosso espaço em movimentoKátia Elias
 
Programa Carnaval Recife
Programa Carnaval RecifePrograma Carnaval Recife
Programa Carnaval RecifeMarco Bahe
 
REGULAMENTO FEMPEQ EDIÇÃO "100 ANOS CAYMMI"
REGULAMENTO FEMPEQ EDIÇÃO "100 ANOS CAYMMI"REGULAMENTO FEMPEQ EDIÇÃO "100 ANOS CAYMMI"
REGULAMENTO FEMPEQ EDIÇÃO "100 ANOS CAYMMI"Leonardo Flora
 
Book cervejaria da esquina final
Book cervejaria da esquina finalBook cervejaria da esquina final
Book cervejaria da esquina finalPaula Moura
 

Mais procurados (19)

Festa continua, neste domingo, em Caruaru
Festa continua, neste domingo, em CaruaruFesta continua, neste domingo, em Caruaru
Festa continua, neste domingo, em Caruaru
 
Pátio tem homenagem a Jackson do Pandeiro e forró romântico
Pátio tem homenagem a Jackson do Pandeiro e forró românticoPátio tem homenagem a Jackson do Pandeiro e forró romântico
Pátio tem homenagem a Jackson do Pandeiro e forró romântico
 
Véspera de São João com forró tradicional e sertanejo em Caruaru
Véspera de São João com forró tradicional e sertanejo em CaruaruVéspera de São João com forró tradicional e sertanejo em Caruaru
Véspera de São João com forró tradicional e sertanejo em Caruaru
 
Roteiro estrada real para divulgação 3ª versão
Roteiro estrada real   para divulgação 3ª versãoRoteiro estrada real   para divulgação 3ª versão
Roteiro estrada real para divulgação 3ª versão
 
Guia De Eventos Julho 2009
Guia De Eventos Julho 2009Guia De Eventos Julho 2009
Guia De Eventos Julho 2009
 
Caraguá Verão nº 07/ 14 janeiro 2010
Caraguá Verão nº 07/ 14 janeiro 2010Caraguá Verão nº 07/ 14 janeiro 2010
Caraguá Verão nº 07/ 14 janeiro 2010
 
Pátio tem mix de sucessos sertanejos e forró estilizado
Pátio tem mix de sucessos sertanejos e forró estilizadoPátio tem mix de sucessos sertanejos e forró estilizado
Pátio tem mix de sucessos sertanejos e forró estilizado
 
Folha 119
Folha 119Folha 119
Folha 119
 
Polos Azulão e São João nas Ruas começam nesta sexta-feira
Polos Azulão e São João nas Ruas começam nesta sexta-feiraPolos Azulão e São João nas Ruas começam nesta sexta-feira
Polos Azulão e São João nas Ruas começam nesta sexta-feira
 
São João de Caruaru estreia dois novos polos
São João de Caruaru estreia dois novos polosSão João de Caruaru estreia dois novos polos
São João de Caruaru estreia dois novos polos
 
Portifolio Coco da Gente 2018 Web
Portifolio Coco da Gente 2018 WebPortifolio Coco da Gente 2018 Web
Portifolio Coco da Gente 2018 Web
 
Caraguá Verão nº 10/ 04 fevereiro 2010
Caraguá Verão nº 10/ 04 fevereiro 2010Caraguá Verão nº 10/ 04 fevereiro 2010
Caraguá Verão nº 10/ 04 fevereiro 2010
 
Renoguia_março/abril 2013
Renoguia_março/abril 2013Renoguia_março/abril 2013
Renoguia_março/abril 2013
 
APRENDA A CANTAR OS SAMBAS 2012 DO RIO DE JANEIRO
APRENDA A CANTAR OS SAMBAS 2012 DO RIO DE JANEIROAPRENDA A CANTAR OS SAMBAS 2012 DO RIO DE JANEIRO
APRENDA A CANTAR OS SAMBAS 2012 DO RIO DE JANEIRO
 
Réveillon em Canavieiras.
Réveillon em Canavieiras. Réveillon em Canavieiras.
Réveillon em Canavieiras.
 
Nosso espaço em movimento
Nosso espaço em movimentoNosso espaço em movimento
Nosso espaço em movimento
 
Programa Carnaval Recife
Programa Carnaval RecifePrograma Carnaval Recife
Programa Carnaval Recife
 
REGULAMENTO FEMPEQ EDIÇÃO "100 ANOS CAYMMI"
REGULAMENTO FEMPEQ EDIÇÃO "100 ANOS CAYMMI"REGULAMENTO FEMPEQ EDIÇÃO "100 ANOS CAYMMI"
REGULAMENTO FEMPEQ EDIÇÃO "100 ANOS CAYMMI"
 
Book cervejaria da esquina final
Book cervejaria da esquina finalBook cervejaria da esquina final
Book cervejaria da esquina final
 

Semelhante a Folha 122

Apresentação Feijoada da Portela
Apresentação Feijoada da PortelaApresentação Feijoada da Portela
Apresentação Feijoada da Portelamarketingshop
 
Apresentação 4° festival Musica em Trancoso 2015 PT educacional
Apresentação 4° festival Musica em Trancoso 2015 PT educacionalApresentação 4° festival Musica em Trancoso 2015 PT educacional
Apresentação 4° festival Musica em Trancoso 2015 PT educacionalPierre EMTER
 
Projeto Sacra Som 2010
Projeto Sacra Som 2010Projeto Sacra Som 2010
Projeto Sacra Som 2010Sacra Som
 
Micarrega SP 05/07 - Projeto & Apresentação
Micarrega SP 05/07 - Projeto & ApresentaçãoMicarrega SP 05/07 - Projeto & Apresentação
Micarrega SP 05/07 - Projeto & Apresentaçãoxvibe
 
Micarrega SP 05/07- Apresentação e Cotas de Patrocínio
Micarrega SP 05/07- Apresentação e Cotas de Patrocínio Micarrega SP 05/07- Apresentação e Cotas de Patrocínio
Micarrega SP 05/07- Apresentação e Cotas de Patrocínio xvibe
 
Caragua verao 13/24 de fevereiro de 2011
Caragua verao 13/24 de fevereiro de 2011Caragua verao 13/24 de fevereiro de 2011
Caragua verao 13/24 de fevereiro de 2011Comunicação Caraguá
 
Revista FESTA DOS PESCADORES 2015
Revista FESTA DOS PESCADORES 2015Revista FESTA DOS PESCADORES 2015
Revista FESTA DOS PESCADORES 2015Pedro Nascimento
 
Jornal A Cidade Edição Digital Completa. Edição n. 1093 - 13.11.2015
Jornal A Cidade Edição Digital Completa. Edição n. 1093 - 13.11.2015 Jornal A Cidade Edição Digital Completa. Edição n. 1093 - 13.11.2015
Jornal A Cidade Edição Digital Completa. Edição n. 1093 - 13.11.2015 JornalACidade
 
Newsletter Fevereiro
Newsletter FevereiroNewsletter Fevereiro
Newsletter Fevereirosergiomdias
 
Programa gualterianas_2016
Programa gualterianas_2016Programa gualterianas_2016
Programa gualterianas_2016José Ferreira
 
Apresentacao Orquestra Arte Viva
Apresentacao Orquestra Arte VivaApresentacao Orquestra Arte Viva
Apresentacao Orquestra Arte VivaTiago Godoy
 
Caragua Verão 15/10 de março de 2011
Caragua Verão 15/10 de março de 2011Caragua Verão 15/10 de março de 2011
Caragua Verão 15/10 de março de 2011Comunicação Caraguá
 
Grupo D&E Ceará
Grupo D&E CearáGrupo D&E Ceará
Grupo D&E CearáOmega Midia
 

Semelhante a Folha 122 (20)

Folha 98
Folha 98Folha 98
Folha 98
 
Apresentação Feijoada da Portela
Apresentação Feijoada da PortelaApresentação Feijoada da Portela
Apresentação Feijoada da Portela
 
Apresentação 4° festival Musica em Trancoso 2015 PT educacional
Apresentação 4° festival Musica em Trancoso 2015 PT educacionalApresentação 4° festival Musica em Trancoso 2015 PT educacional
Apresentação 4° festival Musica em Trancoso 2015 PT educacional
 
Projeto Sacra Som 2010
Projeto Sacra Som 2010Projeto Sacra Som 2010
Projeto Sacra Som 2010
 
Folha 128
Folha 128Folha 128
Folha 128
 
Micarrega SP 05/07 - Projeto & Apresentação
Micarrega SP 05/07 - Projeto & ApresentaçãoMicarrega SP 05/07 - Projeto & Apresentação
Micarrega SP 05/07 - Projeto & Apresentação
 
Micarrega SP 05/07- Apresentação e Cotas de Patrocínio
Micarrega SP 05/07- Apresentação e Cotas de Patrocínio Micarrega SP 05/07- Apresentação e Cotas de Patrocínio
Micarrega SP 05/07- Apresentação e Cotas de Patrocínio
 
Pagina 8
Pagina 8Pagina 8
Pagina 8
 
Caragua verao 13/24 de fevereiro de 2011
Caragua verao 13/24 de fevereiro de 2011Caragua verao 13/24 de fevereiro de 2011
Caragua verao 13/24 de fevereiro de 2011
 
Folha 123
Folha 123Folha 123
Folha 123
 
Agenda Digital Julho 2014 - CM Águeda
Agenda Digital Julho 2014 - CM ÁguedaAgenda Digital Julho 2014 - CM Águeda
Agenda Digital Julho 2014 - CM Águeda
 
Revista FESTA DOS PESCADORES 2015
Revista FESTA DOS PESCADORES 2015Revista FESTA DOS PESCADORES 2015
Revista FESTA DOS PESCADORES 2015
 
Jornal A Cidade Edição Digital Completa. Edição n. 1093 - 13.11.2015
Jornal A Cidade Edição Digital Completa. Edição n. 1093 - 13.11.2015 Jornal A Cidade Edição Digital Completa. Edição n. 1093 - 13.11.2015
Jornal A Cidade Edição Digital Completa. Edição n. 1093 - 13.11.2015
 
PRESS RELEASE
PRESS RELEASEPRESS RELEASE
PRESS RELEASE
 
Newsletter Fevereiro
Newsletter FevereiroNewsletter Fevereiro
Newsletter Fevereiro
 
Programa gualterianas_2016
Programa gualterianas_2016Programa gualterianas_2016
Programa gualterianas_2016
 
Apresentacao Orquestra Arte Viva
Apresentacao Orquestra Arte VivaApresentacao Orquestra Arte Viva
Apresentacao Orquestra Arte Viva
 
Caragua Verão 15/10 de março de 2011
Caragua Verão 15/10 de março de 2011Caragua Verão 15/10 de março de 2011
Caragua Verão 15/10 de março de 2011
 
Folha 130
Folha 130Folha 130
Folha 130
 
Grupo D&E Ceará
Grupo D&E CearáGrupo D&E Ceará
Grupo D&E Ceará
 

Mais de Folha do Atlântico (20)

Folha 140
Folha 140Folha 140
Folha 140
 
Folha 139
Folha 139Folha 139
Folha 139
 
Untitled Presentation
Untitled PresentationUntitled Presentation
Untitled Presentation
 
Folha 138
Folha 138Folha 138
Folha 138
 
Folha 137 (1)
Folha 137 (1)Folha 137 (1)
Folha 137 (1)
 
Folha 136
Folha 136Folha 136
Folha 136
 
Folha 135
Folha 135Folha 135
Folha 135
 
Folha 134
Folha 134Folha 134
Folha 134
 
Folha 133
Folha 133Folha 133
Folha 133
 
Folha 131
Folha 131Folha 131
Folha 131
 
Folha 129
Folha 129Folha 129
Folha 129
 
Folha 126
Folha 126Folha 126
Folha 126
 
Folha 125
Folha 125Folha 125
Folha 125
 
Folha 124
Folha 124Folha 124
Folha 124
 
Folha 121
Folha 121Folha 121
Folha 121
 
Folha 121
Folha 121Folha 121
Folha 121
 
Folha 120
Folha 120Folha 120
Folha 120
 
Folha 120
Folha 120Folha 120
Folha 120
 
Folha 120
Folha 120Folha 120
Folha 120
 
Folha 120
Folha 120Folha 120
Folha 120
 

Folha 122

  • 1. Cláudia Leitte comandou os 15 anos Uma nova onda no AR Poemas para Benquerença Emmeioàgrandedescontraçãoe encontrodeamigosquecaracterizaamaiormicaretadaregião,aBrashow realizou o XV Carnabragança tendo como atração principal a cantora baiana Cláudia Leitte. Entretanto, Axerife, Pepê Jr e Banda Reprise também não deixaram por menos, no aeroporto de Bragança, onde a festa aconteceu no sábado, 20 e domingo, 21. Pag 08. Desde o dia 20 de julho de 2013, entrou em atividade pela inter- net, a Rádio Ajuruteua [www. radioajuruteua.com ], com pro- gramação musical diversificada e voltada para um público que até então aqui em Bragança e região estava carente de um estilo musical mais refinado e apurado. E foi para atender esta demanda que o radialista Vitor Castanho fundou a mais nova emissora radiofônica, inaugu- rada em meio às comemorações dos 400 anos de fundação do município. Pag 02. O escritor, professor universitá- rio e jornalista Alfredo Garcia- -Bragança lançou no dia 19 de julho, em Bragança, no espaço do Restô Benquerença, na orla da cidade, o seu vigésimo-oitavo livrodeficção.Trata-sede“Ben- querenças”, obra que reúne tex- tos em poesia e prosa do escritor, nascido em Bragança. Pag 08. CARNABRAGANÇA 2013 RÁDIO AJURUTEUA LITERATURAA MUSA BAIANA levou no público bragantino ao delírio e disse que valeu esperar tamanha vibração comemora 10 anos de atividade com programação especial na sede da instituição que há uma década forma nova geração de músicos e luthiers bra- gantinos, valorizando em especial a rabeca, instrumento cujo som é uma das mais legítimas representações da cultura caeteuara. Pag 02. emtrêstempos distintos,compõeamostra“400Anos,UmaOdisséiaNessaHistória”,em exposiçãonaBarracadaMarujada.AcoletivadosartistasdaAssociação MarédasCoresremontaopassado,passandopelaeracontemporânea,até uma fantástica suposição da Pérola do Caeté do futuro. Pag 07. Folha do Atlântico INSTITUTO AURIMAR MONTEIRO DE ARAÚJO (AMA) UMA MISCELÂNEA DE IMAGENS DE BRAGANÇA, LEI 7.724, DE AUTORIA DA DEPUTADA SIMONE MORGADO É SANCIONADA, EM 24 DE JULHO DE 2013, DECLARANDO O XOTE BRAGANTINO PATRIMÔNIO ARTÍSTICO E CULTURAL DO PARÁ, CONFORME PUBLICAÇÃO NO DIÁRIO OFICIAL. EM 2008, A PARLAMENTAR FORMALIZOU O MESMO RECONHECIMENTO À MARUJADA DE BRAGANÇA. PAG 03. PARÁ - ANO V - Nº 122 - 2ª QUINZENA DE JULHO/2013 R$ 2,00 Mais uma grande conquista de Simone GATA DA CAPA ADILANE LIMA, GAROTA RIACHO DOCE 2013 é lançado com sucesso total de ven- das, tendo 60% dos lotes já comercializados. O empreendimento genuinamentebragantinoéopresentedaparceriaFicaBrasilCapital e as Lojas Radisco Magazine à Pérola do Caeté, pelos 400 anos de fundação. Pag 07. PÉROLA JARDIM RESIDENCE
  • 2. Tiragem: 5.000 exemplares Diretor-Editor responsável: José Clemente Schwartz (DRT 1456) Reportagens: José Clemente Schwartz Fotografia: Guilherme Thorres Editoração eletrônica: Jonas Borges Expediente: Colaboradores: Antônio Moura Endereço: Rua João Alfredo, 1501 – Centro – Bragança- Pará – Cep: 68.600.000 Emails: clementesom@gmail.com OK Publicidade Ltda CNPJ. 04.174.230/0001-28 End: R. João Alfredo, 1501 Centro Bragança Pará CEP 68 600 000 BRAGANÇA2 Uma nova onda no ar RÁDIO AJURUTEUA Uma década de música e cidadania INSTITUTOAURIMARMONTEIRODEARAÚJO(AMA)COMEMORA10ANOSDEATIVIDADECOMPROGRAMAÇÃO ESPECIALNASEDEDAINSTITUIÇÃOQUEHÁUMADÉCADAFORMANOVAGERAÇÃODEMÚSICOSELUTHIERS BRAGANTINOS,VALORIZANDOEMESPECIALARABECA,INSTRUMENTOCUJOSOMÉUMADASMAISLEGÍTIMAS REPRESENTAÇÕESDACULTURACAETEUARA. U ma década de ati- vidades como a do Instituto AMA só pode mesmo ser comemorada com muita música. E foi assim que diretores, professores, alunos e pais de alunos, e o grande públi- co celebrou, na noite de sábado, 20, na sede da instituição, onde a programação começou com a apresentação da Orquestra de Flautas composta por crianças do Instituto AMA, regida pela londrina Rachel Hyter. Em se- guida, mais produções da pró- pria instituição abrilhantaram a noite: o Grupo de Violões do Instituto AMA, a Orquestra de Rabecas Sons do Caeté e o Gru- po Arte Cinco Banda Musical Sons do Caeté. O Coral Evangélico da As- sembleia de Deus deu início às atrações que vieram abrilhantar a festa doAMA. Depois, vieram ainda o duo de piano a quatro mãos, com João William Castro e Jessé Piño, contando ainda com o vocal dos cantores líricos Aline Portugal e Milton Monte, este último com raízes braganti- nas. “Minha mãe era bragantina, o que me fez ter afinidade com este lugar desde a infância e este momento é muito especial para mim. É uma satisfação enorme constatar um empreendimento como este em Bragança, um lu- gar que eu aprendi a amar com meus pais,desde criança”, reve- lou o cantor Milton Monte. ORIGEM - O Instituto AMA começou em 2003, quando o lu- thierAurimarMonteirodeAraú- jo decidiu fazer rabecas para doar aos antigos mestres, cujos instrumentos já estavam avaria- dos pelo tempo. Em seguida, o lutier que é conhecido como “seuAri” vislumbrou algo ainda mais valioso: renovar a geração derabequeirosbragantinos.Para isso, aproximou-se de crianças carentes, para quem apresen- tou o que ele chamava de nova brincadeira, introduzindo assim a atividade lúdica no cotidiano de oito alunos, que logo se mul- tiplicaram. Em 2005, com o retorno de Aurimar Silva de Araújo, filho de “seu” Ari, a Bragança, o movimento ganhou mais força. “Eu fiquei maravilhado com o trabalho que meu pai estava de- senvolvendo e tratei de formali- zar a instituição que já chegou a ter 680 alunos. O número de alunos reduziu para 200, devi- do às muitas dificuldades que enfrentamos. Mas estamos com toda força para enfrentar os obstáculos, pois, apesar disso, “SEU ARI” formando novos luthiers de rabecas. O ofício renovador já foi objeto de vários documentários em vídeo já tivemos grandes conquistas ”, contou Aurimar. Ao longo dos 10 anos de ati- vidade, o Instituto AMA acumu- lou um saldo cultural louvável, no qual se inclui a formação de centenas de músicos, uns ainda ligados à instituição, outros que seguiram adiante formando no- vos grupos, além de ter levado a música da marujada a diversos lugares do Brasil, como ao Tea- tro Municipal do Rio de Janeiro, Teatro Carlos Gomes, também na capital carioca, ao Sesc Pompéia, em São Paulo, e também ao Sesc Palladium em Belo Horizonte, como em tantos outros palcos de grandes salas do Brasil. APOIO - Entretanto, embora já tenha conquistado grande espa- ço entre os entendidos da mú- sica, o Instituto AMA ganhou popularidade maior e em âm- bito nacional, em 2011, quando participou do programa Criança Esperança, da rede Globo, ser- vindo de exemplo para todo o país, de como promover o de- senvolvimento e o resgate da cidadania através da arte. A programação de aniver- sário do Instituto Ama contou com o apoio cultural da ONG Amazonart, Prefeitura Municipal de Bragança, deputada Simone Morgado, Radisco, O Boticário, Casa Alves, A Fortuna, Paula Boutique, Régia Magazine, Bar e RestôBenquerença,CristalÓtica, Círio Construtora e Constrular. ORQUESTRA DE VIOLÃO DO INSTITUTO AMA, durante a noite de comemoração pelos 10 naos da instituição RADIALISTA Vitor Castanho lança nova emissora Desde o dia 20 de julho de 2013, entrou em atividade pela internet, a Rádio Ajuruteua [www.radioajuruteua.com],com programação musical diversifi- cada e voltada para um público que até então aqui em Bragança e regiãoestavacarentedeumestilo musical mais refinado e apurado. E foi para atender esta demanda que o radialista Vitor Castanho fundou a mais nova emissora ra- diofônica, inaugurada em meio às comemorações dos 400 anos de fundação do município. ARádioAjuruteuatocaome- lhor da MPB, os grandes suces- sos de décadas passadas, o bom e velho rock nacional que marcou a década de 1980, além de dar espaço para grandes momentos do pagode, sendo, enfim, uma rá- dio feita para quem aprecia a boa musica, em qualquer horário. “Nosso lema é manter 24 horas com musicas de qualidade sem- pre”, disse o proprietário Vitor Castanho, que além de coman- daraRádioAjuruteuasemantém como renomado comunicador da Rádio Pérola FM, onde o produ- tor e locutor bragantino cons- truiu um nome de respeito entre os ouvintes da emissora, em toda a região. Além do repertório primoro- so, outra característica da nova rádio é a excelente qualidade De 06h - 08h – Sambagode (começando as manhãs com os clássicos do samba e dos pagodes que foram e ainda são grandes sucessos no gênero) De 08h - 11h – Som da Praia (grandes sucessos atuais e com uma pitada de muita musica pop e versões exclusivas). De 11h - 12h – Ajuruteua Disco Music - de volta as músicas das décadas de 70, 80 e 90. De 12h - 12:05h – A Palavra de Deus (cinco minutos com uma palavra bíblica ou um Pai Nosso) De 12:05 h - 14hs – MPB-Som (as músicas de hoje e sempre) De 14h - 18h – O Som da Praia de volta pela parte da tarde De 18h - 19hs – Pra começar a noite, volta na sua programação mais uma hora com o Melhor da Disco Music – (Ajuruteua Disco Music) De 19h - 22hs –Aterceira e noturna seqüência do programa Som da Praia De 22h - 06 da manhã – Love Som – músicas para quem gosta de amar e dormir ao som de um bom clima musical romântico. PROGRAMAÇÃO sonora, que contribui na trans- missão das belas composições através do novo conceito musi- cal conhecido com AAC+(plus), o qual, supera e em muito o pa- drão do velho conhecido “mp3”. A emissora já é cadastrada nos aplicativos que transmitem rá- dios do mundo todo como o: “ Tune In “ e o “ XiiaLive “, para quem utiliza o Smartphone e/ou o Tablet para acessar a internet, e também já vem sendo retrans- mitida pelos seguintes portais: bragafest, correio bragantino, eubragantino e com link neste jornal, através do www.folhado- atlântico.com.
  • 3. 3 LEI 7.724, DE AUTORIA DA DEPUTADA SIMONE MORGADO É SANCIONADA, EM 24 DE JULHO DE 2013, DECLARANDO O XOTE BRAGANTINO PATRIMÔNIO ARTÍSTICO E CULTURAL DO PARÁ, CONFORME PUBLICAÇÃO NO DIÁRIO OFICIAL. EM 2008, A PARLAMENTAR JÁ HAVIA FORMALIZADO O MESMO RECONHECIMENTO PARA A MARUJADA DE BRAGANÇA. Mais uma grande conquista de Simone REPÓRTER FOLHA As férias acabaram e a estrada de Ajuruteua permaneceu às favas. E pelo visto, no que depender do Governo do Estado, a conclusão ficará somente para o ano que vem, quando haverá eleições. Só vendo para crer, mas, nenhuma ponte foi concluída, exceto a que passa sobre o furo do Taici, a primeira de quem vai da cidade para a praia, a qual não foi obra de Simão Jatene e sim, da ex-governadora Ana Júlia. De um lado, a imensa ingratidão ao voto de confiança do povo bragantino, do outro a enorme decepção de quem acreditou nas promessas de campanha de Simão Jatene. SINONE MORGADO sempre participou ativamente da marujada, influência herdada da avó Beni Ferreira que, antes da neta, era a pessoa da tradicional família bragantina empenhada junto à produção da Festividade de São Benedito. Na foto, a parmentar dançando o xote bragantino Praça A Praça Hilário Ferreira, ponto de encontro da praia e local onde são realizados os principais eventos de verão, inclusive o concurso Miss Ajurteua, também não rece- beu a menor atenção do Governo do Estado. Com parte do muro de arrimo desmoronado, cheio de rachaduras e destroços que caem sobre a areia a cada maré cheia, o logradouro, de cartão postal, passou a um empecilho para os fotógrafos, devido ao aspecto decadente, fruto do descaso. Colônias E quanto ao problema de estradas estaduais em condi- ções vexatórias, no município de Bragança, não se detém ao acesso à Ajuruteua. Os produtores rurais e estudantes das colônias amargam diariamente para ir e vir à cidade, pelas PAs 108 e 112, rodovias que ligam à região do Cacoal do Peritoró e do Montenegro, onde a penúria é a mesma: buracos ao longo de todo o trecho, além das chamadas costelas de vaca, que causam grande desgaste e transtorno tanto para os veículos, como para os passageiros. Penas ao vento Enquanto o povo bragantino se arrepende em ter elegi- do Jatene, os tucanos da região arrancam penas, uns dos outros.Emmeioaumarecentereuniãoentreliderançasdo PSDB, para tratar sobre distribuição de cargos nas pastas do Governo do Estado, os ânimos se exaltaram além da conta na disputa pelas vagas para seus apadrinhados, ao ponto de ser preciso um líder do partido impor o respei- to, para conter a situação. Enquanto isso, o Detran de Bragança continua à deriva, sem diretor. Literalmente: que pena, hein! Força Enquanto isso o PMDB comemora a eleição de Elivan Faustino, prefeito de Marituba, com uma diferença de mais de 20 mil votos sobre o segundo candidato, o que deixa bem claro a identificação do povo paraense com o partido. Deputados E, claro, por conta dessa força, é grande a preocupação dos prováveis candidatos a deputado estadual na região, em relação a Edson Oliveira, se ele irá ou não disputar o cargo nas eleições do ano que vem. Ao que tudo indica o ex-prefeito já está arregaçando as mangas para entrar em campo. A suposição leva a outra pergunta: e Simone Mor- gado? Pelo andar da carruagem, virá candidata ao cargo de deputada federal. Desgaste Paralelamente, antigas lideranças desfilam feito pa- vão diante dos caciques de partido, com aquele ar e conversas cogitando concorrer às eleições em 2014. A essa altura, é mais quem se autovaloriza, julgando ser uma ameaça para a divisão de votos Trata-se do velho truque em busca de luvas extras oficiais para a desis- tência da suposta candidatura. Entretanto, os chefes de partido estão de orelha em pé, de olho no movimento des- ses interessados na tal indenização. Trata-se de figuras desgastadas, cientes da impossibilidade de conquistar um cargo eletivo, que quando estiveram como titulares de secretarias, não atenderam as expectativas, jogando assim a pá de cal que faltava para sepultar definitiva- mente suas careiras políticas. Melhor saída: pegue seus banquinhos e saiam de fininho. BRAGANÇA C om mais este reco- nhecimento sacra- mentado, a “Pérola do Caeté”, que aca- ba de completar 400 anos, reafirma sua importância para a cultura no Estado.Adepu- tada Simone Morgado, que pela segunda vez tem lei sancionada em prol da valorização e preser- vação da cultura caeteuara, falou sobre a importância dos efeitos que a legalização proporciona à Marujada de Bragança e ao Xote Bragantino. “Ao longo dos qua- tro séculos, os bragantinos cons- truíram um patrimônio artístico e cultural inegavelmente digno de ter seu reconhecimento oficiali- zado de forma legal, para que tais manifestações possam desfrutar do merecido destaque nos calen- dários de turismo do Estado, com isso ganhando ainda mais divul- gação, bem como, que tenham acesso ao apoio de instituições públicas e privadas existentes para dar suporte a esse tipo de fe- nômeno como são a Marujada de BragançaeXoteBragantino,dois elementos genuinamente caeteu- aras, que são a cara de Bragança e motivo de muita honra para o nosso povo”, argumentou Simo- ne Morgado. ORIGEM - O xote foi trazido da Europa para o Brasil pelos colonizadores e tem origem em uma dança famosa na Escócia, o “Schotinch”. No Pará, a dança foi introduzida por Bragança, em 1798, pelos escravos que funda- ram a Irmandade de São Benedi- to,quedeuorigemaMarujada,na qual o xote foi incluído entre os seis ritmos tocados pelo regional. Desde os primórdios, a ma- neira dos marujos e marujas dançarem o xote é diferente de como se apresenta em todos os demais lugares do Brasil, o que indica com este aspecto a origem de tal singularidade. A maneira particular que a marujada dança xote se tornou referência para a população bragantina, que, natu- ralmente, assimilou a peculiari- dade como se fosse única. Com a adesão da população à maneira singular apresentada pela maru- jada, cuja brincadeira de largar e juntar os pares consiste em marca definitiva, o chamado “xote bra- gantino” se estabeleceu definiti- vamente com uma dos principais marcas da Pérola do Caeté, o que justifica o empenho da parlamen- tar para que esse reconhecimento fosse oficializado por lei. IRMANDADE - O presidente daIrmandadedeSãoBeneditoda Marujada de Bragança, João Ba- tista Pinheiro, falou com muito entusiasmo sobre a oficialização do xote como Patrimônio Cultu- ra e Artístico do Estado. “Como representante da instituição que deu mais essa marca à Bragan- ça que é o nosso jeito de dançar o xote, eu sinto muito orgulho, afinalémaisumacontribuiçãoda Marujadaparaomunicípio.Eem relação à deputada Simone Mor- gado, nós da Irmandade, só te- mos a agradecer e parabenizá-la pormaisestefeito,quereafirmao compromisso desta parlamentar com a cultura bragantina, da qual ela sempre foi grande ativista desde muito jovem, participando e incentivando as manifestações, antesmesmodeteringressadona carreira política”, concluiu João Batista Pinheiro. O XOTE BRAGANTINO é dançado de maneira diferente dos demais municípios. O passo foi introduzido pela Marujada e adotado por todos
  • 4. 4 ATUAL José Clemente Schwartz FOI ASSIM M ilena Castanho foi a primeira Miss Ajuruteua, quando Helder Aranha, em 1982, à época colunista social do Jornal do Caeté, idealizou e promoveu o concurso, que virou tradição. A foto acima registra o momento em que a então secundarista do curso de Saúde, do Instituto Santa Teresinha, era apresentada à sociedade bragantina, na noite de lançamento do concurso, realizada no primeiro sábado das férias daquele ano, na antiga Maloquinha, que veio a ser a Podium Club. Hoje, mestra em Enfermagem, casada com o engenheiro civil José Morgado Ferreira, ela tem três lindos filhos e ilustra esta sessão com a sua beleza que os anos jamais destruirão, porque Milena tem algo que “é um pouco mais, que olhos não conseguem perceber e as mãos não ousam tocar”. Trata-se de algo muito além do que se vê e que não cabe explicação.. Odisseia das cores Sucesso total a mostra “400 Anos, uma Odisséia nessa História” em exposição na Barraca da Marujada, evento promovido pelaAssociação de Artistas Plásticos de Bragança Maré de Cores, com patrocínio da deputada Simone Morgado e Prefeitura Municipal de Bragança. A coletiva que é uma homenagem aos 400 anos de fundação do muni- cípio faz uma retrospectiva desde os primórdios e prevê um futuro fantástico, idealizado pelos artistas. Durante a noite de abertura, nomes da cultura bragantina e incentivadores foram homenageados com placas e cerificados con- cedidos pelos artistas em reconhecimento ao bem prestados à comu- nidade por ilustres figuras. O colunista, apaixonado pelas artes plásticas e fã incondicio- nal dos conterrâneos que compõem este grupo, que é um divisor de águas na produção de pintura em técnica mista, na Pérola do Caeté, obviamente foi ao vernissage, registrou tudo e trouxe aqui pra ATU- AL. Vale conferir. Marcely Castanho aniversariou domingo, 04, e recebeu deliciosa surpresa: um café da manhã, oferecido pela família. Na foto, a linda aniversariante com a amiga Luciane Abdon, o marido Virgulino Jr e a filho Matheus. Parabéns, Marcely. A sanção da lei nº 7.724, de autoria da deputada Simone Morga- do que tornou oficialmente o xote bragantino Patrimônio Artístico de Cultural do Estado, em 24 de julho, veio para coroar os festejos pelos 400 anos da fundação de Bragança, agregando mais reconhecimento formal para as tradições, uma vez que em 2009, a mesma parlamentar tambémtevesancionadaoutraleide sua autoria, com teor de mesma li- nhagem,atribuindoomesmotítuloà bicentenáriaMarujadadeBragança. Na foto de Guilherme Torres, toda a alegria e a espontaneidade de Simone Morgado com o amigo de infância Helder Aranha, juiz da Festividade de São Benedito de 2011, dançando o xote bragantino em pleno 26 de dezembro, quando a parlamentar passa o dia em traje de maruja participando de todos os rituais da festividade. Parabéns por mais esta con- quista para a nossa Pérola do Caeté, Simone. Bragança é um município historicamente rico e ao mesmo tempo singular. Por isso, merece ter como representante alguém com o seu comprometimento em relação a s causas de extremo arrojo e impor- tânciacultural,comoéamarujadaeo xotebragantino.Eparaissoépreciso ter paixão pela cultura, e então, sen- sibilizada tratá-la com a prioridade merecida, dando às manifestações o justo e oficial reconhecimento. Simone traz mais uma grande conquista SIMONE MORGADO, autora da lei que tornou o xote bragantino Patrimônio Artístico e Cultural do Estado, dançando com o amigo Helder Aranha Éclaro que o Vacaria Clube também fez sua programação especial para celebrar os 400 anos de fundação da Pérola do Caeté e apresentou nada menos que Nazaré Pereira, vinda direto de Paris, e abrindo o show cantando o xote “Xapuri do Amazonas”, arrebatando todos que cairam na dança em frente ao palco. Na foto, a cantora Nazaré Pereira com a chef Rosana Athayde, Natália Rodrigues e Rosivan Pereira, o Bordalinho Em primeiro lugar do MissAjuruteua ficou Werllem da Silva, e Juan Castro foi eleito MisterAjuruteua, domingo, 28. Os dois ganharam uma viagem para Fortaleza com acompanhantes, além de uma TV de plasma Alderllany Barreto é a Garota Pérola FM 2013. Na foto, a bela jovem, com o diretor da emissora que realiza o tradicional concurso de beleza, há 22 anos. Alderllany ganhou R$ 7 mil reais como prêmio Novas cristãs Maria Helena, filha do casal Flávia de Medeiros e Danilo Gardu- nho, e Maria Valentina, filha do casal Marina Gardunho e Anastácio de Araújo Neto, foram batizadas, domingo, 21, na Igreja de São Benedito, onde as famílias confraternizaram a adesão ao primeiro sacramento cris- tão. Os padrinhos de Maria Helena são a tia paterna Marina Gardunho e o tio materno, Paulo Koroty. Maria Valentina tem como padrinhos o tio materno Danilo Gardunho e a tia paterna Carolina de Araújo Pinheiro. Às primas Maria Valentina e Maria Helena, que são minhas so- brinhas netas, o tio avô aqui deseja que Deus as guie para o bem. E que assim seja. AS FAMÍLIAS REUNIDAS em torno das pequenas Maria Valentina e Maria Helena, no batizado MARIA VALENTINA, no colo da madrinha Carol, e Maria Helena com o vovô Osvaldinho Gardunho, e a lado Mônica Gardunho, avó das duas O PADRINHO Paulo Koroty abençoa Maria Helena no colo do pai Danilo Gardunho MIGUEL LIRA, B. Luz, Paixão, Gesiel, Mário Célio e Gero O FOTÓGRAFO Mnauel Luz com sua mãe Rosa Luz e o rimão B. Luz RONALDO GUIMARÃES, Dilamar Lhamas Castanho, Viviane Pittman, Carlos Alberto Lhamas, Nazaré Castanho e José Magalhães ROSA CARDOSO GOMES recebeu a homenagem póstuma a seu saudoso irmão Fabiano Cardoso, político, carnavalesco e compositor JOÃO BATISTA PINHEIRO, presidente da Irmandade da Marujada de São Benedito, e o artista plástico Gero O PEEMEDEBISTA Raimundo Casseb recebendo o certificado de Honra ao Mérito, em nome da deputada Simone Morgado, das mãos do artista plástico Mário Célio, pelo grande incentivo que a parlamentar tem proporcionado à cultura bragantina WALDOMIRO SANTOS, o “Inspetor”, dono da barquinha do arraial de São Benedito, também recebeu comenda
  • 5. 5ATUAL José Clemente Schwartz 15 anos de Carnabragança Badinho Soares, o Rei da Noite, promoveu mais um espetáculo com sua Brashow, o Carnabragança, que em sua 15ª edição, coincidindo com os 400 anos de fundação de Bragança, trouxe à cidade, Cláudia Leitte, um dos nomes mais importantes deste momento, nos carnavais fora época. Axerife, Pepê Jr e Banda Reprise também abrilhantaram as duas noites de pura folia no aeroporto, sábado, 20 e domingo 21. Olha só quem estava por lá fazendo a festa. VANESSA e Maurício com Kátia Sales e Luiz Otávio Vieira ADRIANY RAMOS, Camilla Schwartz, Jéssica Martins e Glaise Ferreira ESSAS MENINAS foram uma aração à parte por conta da beleza e alegria coletivas MIGUEL Coelho Neto BETÂNIA ARAÚJO, Narciso Ribeiro e Sales Junior comandaram a animação da galera que mais ferveu na folia ABRAÃO ALVES e Yonara Magalhães OS PRIMOS Bruno Abdul Mashi e Gustavo Vieira LUÍZA OLIVEIRA e Augusto Soares Neto WESLEY OLIVEIRA e Jamylle de Medeiros com Sandra Castro e Edson Oliveira Jr CRISTIANE e Diego Ribeiro foram com as amigas ao Carnabragança MILENA DE MEDEIROS e Gabriel Nunes com Renara e Alessandro Castanho MICHELINE VALE DE SOUZA com Gilberto e Gustavo Oliveira GABI COSTA, Rosa Helena Oliveira, Roselma Virgulino Leite e Liana de Medeiros Soares BELMIRA FIGUEIRÓ e Flávia Sousa DIEGUINHO AMEIDA e Camila Lima CASSIANE NUNES e Thayro Santiago JANINE e Tiago de Medeiros Soares ELIEGE e Harryson Gama THAÍZE e Ricardo Santos JOÃO MURILO RAMOS e Amanda Nascimento LEONARDO OLIVEIRA, Gleyson Moraes e Vinícius Oliveira NAYALA GONÇALVES, Liliane e Geraldo de Medeiros, Fábio Gonçalves, prefeito Nelson Magalhães e Alessandro Gonçalves
  • 6. BRAGANÇA6 A mostra reúne um pou- co do estilo de Miguel Lyra, B. Luz, Paixão, Gesiel Melo, Mário Cé- lio e Gero, artistas que compoem a Associação Maré das Cores, realizadora da coletânea, o que proporciona uma diversidade de tendências das artes plásticas para comtemplar. Entretanto, em meio a tantas variações um ele- mento dá unidade à coletânea de imagens, Bragança e sua história, além de conjecturas visuais de um futuro idealizado pelos artistas, no qualarranha-céusaparecemportraz datradicionalfachadadacidadeque se mantém intacta, e também do ou- tro lado da margem do rio Caeté. “A arte proporciona devaneios que nos levaram tanto ao passado, para uma Bragança que só conhecemos através dos livros, quando as mar- gens do rio Caeté eram habitadas somente pelos índios, assim como apintarpaisagensurbanascoloniais ainda existentes até hoje, e também a supor um futuro imaginário. Essa exposição foi composta para cele- brar os 400 anos de fundação, na qual incluímos esse aspecto futurís- tico e sonhador, por se tratar de uma homenagem em forma de retros- pectiva feita por artistas, o que nos permite essa viagem fantástica”, justificou o artista plástico B Luz. HOMENAGENS – A noite de abertura da exposição contou ain- da com uma série de homenagens a artistas e incentivadores da cultura bragantina. Entre os que fazem a cultura bragantina, foram home- nageados o cantor e compositor Evandro Mesquita, o proprietário das barquinhas do arraial de São Benedito, Waldomiro Santos, co- UMA MISCELÂNEA DE IMAGENS DE BRAGANÇA, EM TRÊS TEMPOS DISTINTOS, COMPOEM A MOSTRA “BRAGANÇA 400 ANOS, UMA ODISSEIA NESSA HISTÓRIA”, EM EXPOSIÇÃO NA BARRACA DA MARUJADA. A COLETIVA DOS ARTISTAS DA ASSOCIAÇÃO MARÉ DAS CORES REMONTA O PASSADO, PASSANDO PELA ERA CONTEMPORÂNEA, ATÉ UMA FANTÁSTICA SUPOSIÇÃO DA PÉROLA DO CAETÉ DO FUTURO. Passado, presente e futuro Av. Marechal Floriano Peixoto, 1713 - Centro - Ao lado do Banpará 6 nhecido por “Inspetor”, o saudoso carnavalesco e compositor Fabiano Cardoso,odiretordeteatroAvizde Castro e o fotógrafo Manoel Luz. A deputada Simone Morgado, representada pelo peemedebista Raimundo Casseb, foi a primeira homenageadaentreosincentivado- res contemplados com certificados de Honra ao Mérito, pelos serviços prestadosemproldaculturacaeteu- ara. “A deputada Simone atende à várias demandas da área cultural, desde o incentivo aos artistas para a produção de suas obras e mostras, até a elaboração de leis que valori- zam as nossas tradições, como fez com a marujada de Bragança e o xote bragantino, ambos, tornados patrimônio artístico e cultural para- ense, graças às leis de autoria dela. É uma pessoa que merece o nosso reconhecimento,decoração”,disse o artista plástico Mário Célio. Também foram homenageados peloincentivoàcultura,aprofesso- ra Maria José Castelo, o presiden- te da Irmandadde da Marujada de São Beneditoo de Bragança, João Batista Pinheiro; o luthier Aurimar MonteirodeAraújo;asupérintende do Hospital Santo Antônio Maria Zaccaria,irmãEstelinadeOliveira; e o epmresário Ataliba Cardoso. A coletânea de pinturas vai fi- car em exposição até 20 de agosto, para que possa atender à visitação de turmas de escolas, como ativi- dade extraclasse. “Nós acredita- mos que através das artes as pesso- asaprendemacercademuitacoisa. Aqui, por exemplo, onde o tema é Bragança, há a era colonial, a fau- na, a flora, o urbanismo, os índios, enfim, uma retrospectiva da nossa história, com direito a uma viagem ao futuro. OS ARTISTAS da Associação Maré de Cores A JUVENTUDE foi conferir a retrospectiva em forma de arte A VISÃO futurista de Miguel Lyra para a “Pérola do Caeté” O RANCHO DA NEGA foi lembrado na coletânea
  • 7. BRAGANÇA 7 Seu bem-estar é preciosoPÉROLA JARDIM RESIDENCE É LANÇADO COM SUCESSO TOTAL DE VENDAS, TENDO 60% DOS LOTES JÁ COMERCIALIZADOS. O EMPREENDIMENTO GENUINAMENTE BRAGANTINO É O PRESENTE DA PARCERIA FICA BRASIL CAPITAL E AS LOJAS RADISCO MAGAZINE À PÉROLA DO CAETÉ, PELOS 400 ANOS DE FUNDAÇÃO. A Fica Brasil Capital e as Lojas Radis- co Magazine lan- çaram na manhã de sábado, 20 de julho, o Pérola Jardim Resi- dence, o primeiro condomínio fechado de Bragança. Logo no primeiro dia, cerca de 60% dos lotes à venda foram negocia- dos, dado ao entusiasmo dos visitantes pelo conceito do empreendimento: o contato com a natureza, o conforto e a segurança. O Pérola Jardim Residen- ce oferece lotes com toda infraestrutura para serem construídos do tamanho do seu sonho e dentro de sua re- alidade, incluindo urbanismo, paisagismo de primeira quali- dade e muito mais, como sis- tema de energia elétrica, rede de água, asfalto com meio fio, duas piscinas, segurança 24 horas, salão de festas, campo de futebol, playground e bar molhado. Acompanhando a ten- dência também em relação à ecologia, o Pérola Jardim Residence segue a filosofia de sustentabilidade em rela- ção ao meio ambiente, como explanou Duda Cabral, um dos diretores do empreen- dimento. “Além do que está sendo preservado, muito já foi plantado e há ainda mais a se plantar. A harmonia en- tre o lar e a natureza faz parte do conceito do investimento e as pessoas estão interessadas exatamente nessa combina- ção de infraestrutura, confor- to e muito verde em volta”. Durante todo o dia de sá- bado, 20 e domingo, 21, foi grande o movimento de mo- Serviços POSTO DE VENDAS Escritório do Pérola Jardim Residence End: Travessa Senador José Pinheiro, 495 anexo ao Posto Dom Eliseu Telefone: 3425 2023 ÁREA DE LAZER com piscinas e jardinagem, em perfeita harmonia O PÓRTICO de entrada indica o padrão de qualidade que há no Pérola Jardim Residence PAISAGISMO E URBANISMO de primeira categoria MARCELY CASTANHO, presidente da CDL com Denise Fiúza DENISE FIUZA, Nazaré Freitas, João Nunes e Michele Ribeiro UM INVESTIMENTO familiar, como Bragança merece NARCISO RIBEIRO com Graça e Arionildo Santos EQUIPES das Lojas Radisco Magazine e Fica Brasil Capital DUDA CABRAL e Vera Fiúza com José Augusto e Dolores Ribeiro radores de Bragança, turistas que estavam de passagem, além de investidores de ou- tros municípios que foram conhecer o lugar e os planos para compra, junto aos cor- retores da empresa INNO- VAR. O Pérola Jardim Residen- ce fica localizado na BR 308, no lado direito de chegada ao município, antes do estádio Diogão. O empreendimento é dos empresários Duda Ca- bral e José Augusto Ribeiro e foi realizado pela M+M Arquitetura, responsável pela execução de renomados con- domínios na capital paraense e outros municípios. End: Rodovia Dom Eliseu, S/N - Bairro: Alto Paraíso Farmácia em anexo
  • 8. 8 BRAGANÇA Cláudia Leitte comandou os 15 anos EMMEIOÀGRANDEDESCONTRAÇÃOEENCONTRODEAMIGOSQUECARACTERIZAAMAIORMICARETADA REGIÃO,ABRASHOWREALIZOUOXVCARNABRAGANÇATENDOCOMOATRAÇÃOPRINCIPALACANTORABAIANA CLÁUDIALEITTE.ENTRETANTO,AXERIFE,PEPÊJREBANDAREPRISETAMBÉMNÃODEIXARAMPORMENOS,NO AEROPORTODEBRAGANÇA,ONDEAFESTAACONTECEUNOSÁBADO,20EDOMINGO,21. V aleu á pena esperar. Era oquediziamosmilhares de fãs de Cláudia Leitte que foram ao Carna- bragança festejar os 15 anos de sucesso da maior micareta da região. Desde as 19h, de sába- do, 20, todo o entono do aeroporto estava tomado pelas pessoas que se dirigiam á primeira versão in- door, do evento realizado nas ruas há 14 anos. O empresário Badinho Soares, diretor da Brasohow, que realiza o evento falou sobre a mu- dança de lugar. “Foi um resultado muito positivo, principalmente em relação à segurança e, felizmente, só ouvimos elogios dos brincantes, em relação à nova investida”. VALEU–Devidoaocancelamento do show de Cláudia Leitte, em de- corrência de uma forte chuva, em abril, deste ano, a cantora disse ter vindocomprometidaacompensaro ocorridoporcontadasforçasdana- tureza e agradeceu o calor humano do público de Bragança. “O nosso encontro tinha que ser agora e está valendo demais. Eu estou maravi- lhadacomaenergiadopovodeBra- gança”, revelou a baiana, de cima do trio elétrico, arrancando ainda mais vibração dos brincantes. ECONOMIA-Alémdaaglomera- çãoconcentradanolocaldoevento, como acontece há 15 anos, o final desemananoqualoCarnabragança é realizado, sempre foi o mais mo- vimentado da temporada de verão. Por conta do evento, bares, restau- rantes,lanchonetesetodososhotéis epousadasdacidadeedeAjuruteua ficam lotados com antecedência. O aspecto positivo também reflete no comércioemgeral,acomeçarpelos postos de combustíveis. Oeventocontoucomopatrocí- nio da deputada Simone Morgado, Prefeitura Municipal de Bragança, Schin, Esmac e vereadora Nilse. Literatura nos 400 anos BENQUERENÇAS AlfredoGarcia-Bragançalançou “Benquerença”, seu vigésimo oitavo livro de ficção, sexta-feira, 19, no RestôBenquerença.Aobraquereúne textos em poesia e prosa do escritor, nascidoemBragançasurgiudeforma natural. “Eu já produzira textos em poesia sobre Bragança em diversos aspectos e havia textos em prosa re- ferente a palestras, apresentações em colégios, seminários, etc, sobre per- sonalidades bragantinas como Jorge Ramos, Lindanor Celina, Maria Lú- ciaMedeiros;aobraosjuntaemuma só publicação”, explicou o autor. Na obra constam, por exemplo, o poema “Rio Caeté” e o conto “Be- nedito”, de inspirações notadamente ligadas às raízes bragantinas. “O Ca- eté é um rio que atravessa a minha vida, desde Bragança, passando por Ourém, onde na minha infância nele mebanhavanosigarapésdoquilôme- tro 14 da rodovia BR-316, perto de Capanema, cidade onde vivi parte da minhavida;quantoaocontoreferido, ele narra o retorno de um homem já envelhecido à sua cidade natal, tendo ele o nome de Benedito”, informa o escritor. O livro sai pela microeditora do próprio escritor, a Populivros, pela qual ele vem publicando seus es- critos. “Nosso mercado editorial é mínimo, há poucas editoras e muitos candidatos a escritores – alguns com muito e outros sem nenhum talento -, e isso me levou à empreitada de ser autor, editor, revisor, divulgador, etc.”.Issonãoexcluiqueelepublique por editoras tradicionais como a Pau- linas, Paka-tatu, entre outras. “No se- gundosemestresaemseislivrosmeus por uma nova editora local, a Tempo Editora, que está se especializando em Literatura Infanto-Juvenil”, con- clui o escritor. Escritor,professoruniversitárioe A VIBRAÇÃO foi intensa durante os dois dias de folia, no aeroporto CLÁUDIA LEITTE revelou grande afinidade com o publico bragantino Abela bragantinaAlderllany Barreto é a Garota Pérola 2013, eleita na noite de sábado, 27, na Estação Cultural Armando Bor- dallo, onde ficaram classificadas do segundo ao quinto lugar, res- pectivamente, Rayssa Lunara (Bragança), Raely Alves (Bra- gança), Renata Gama (Viseu) e Jennifer Prata (Bragança). Oeventotevemomentosdis- tintos,iniciandocomodesfileda nova coleção da grife Dzarm, promovido pela Grafipel Ma- gazine, que apresentou as mais novas tendências para o verão, além da moda básica em cores vivas, característica da marca. A segunda parte foi dedica- da aos 400 anos de fundação do município, tendo como atrativo uma coreografia inspirada na marujada, para então ter início o concurso. Após o resultado e a entrega de prêmios, a banda braganti- na Pé de Cana entrou em cena com os sucessos do momento. Em seguida, a cantora Viviane Batidão, encerrou a noite com grande show, levando o público ao delírio até altas horas. Alderllany conquista o título Integrando através do esporte GAROTA PÉROLA 2013 COPA RURAL VIVIANE BATIDÃO não deixou o públcio parar até altas horas A BELA MORENA Aderllany foi a grande vencedora do título Vereadora Socorro Lobão dá início à IV Copa Rural na Tri- lha do Trem, domingo, 04, na comunidade de Santo Antônio dos Monteiro, região do Caco- al, onde os 739 atletas dos times principal e segundinha que dis- putarão o certame, participaram da abertura oficial. Os 21 times das comunida- des do Jiquiri ao Cacoal estive- ram presentes e apresentaram suas rainhas durante a cerimô- nia de abertura, que contou com concurso no qual a bela jovem Érica Geovana, representante do Colorado, equipe da comunida- de do Laranjal, foi eleita. A equipe Campeã do torneio início foi o Juventus do Timbo- rana que venceu por 1x0 o time do Cruzeiro, equipe vinda do Km 25, do Cacoal. Acompetição iniciará dia 17 deagostoeterminaráemdezem- bro em grande final no estádio Pe. Expedito Machado, o cha- mado Campo do Paroquial, em Bragança. A Copa premiará o campeão com o valor de R$3.000,00 e o vice R$2.000,00. O Campeão da SegundinhalevaráR$1.000,00e o Vice R$500,00. O evento tem como patroci- nadores a Prefeitura de Bragan- ça, Deputada Simone Morgado, Vice-Prefeito Dr. Nádson Mon- teiro e Edson Oliveira e conta com o apoio do Departamento Municipal de Esportes através do seu Diretor Saulo Bessa e da Secretaria Municipal de Infraes- trutura. Serviço: “BENQUERENÇAS” pode ser encontrado em Bragança na Revistaria Caeté (Travessa Marcelino Castanho, 826 - Centro – Bragança). jornalista,Alfredo Garcia nasceu em Bragança, em 1961, e há oito anos Garcia juntou ao nome de batismo o de sua terra natal. “Isso tem me dado sorte,reconhecimentoeéumaforma de levar minha terrinha aonde quer que eu vá”, assume. Escritor premiado e com uma carreirasólidanaliteraturadaregião, já somando 27 anos de atividades li- terárias,Alfredo Garcia-Bragança vê na nova obra não um rasgado amor bairrista, mas uma forma de leitura diversa de sua terra natal. “Minha massa de trabalho é a memória; en- tão, neste livro, destaco lembranças reiventadas que vão mostrar minha forma de ler a paisagem bragantina”, concluiu.