Anônimo Poema aos Amigos Clique para avançar ( verdadeiro autor desconhecido ele foi falsamente atribuída a Borges  )
Não posso dar-te soluções para todos os problemas da vida, nem tenho resposta para as tuas dúvidas ou temores,  mas posso ...
Não posso mudar o teu passsado nem o teu futuro.  Mas quando necessitares de mim estarei junto a ti.
Não posso evitar que tropeces. Somente posso oferecer-te a minha mão para que te apoies e não caias.
As tuas alegrias, os teus triunfos e os teus êxitos não são meus.  Mas regozijo-me sinceramente quando te vejo feliz.
Não julgo as decisões que tomas na vida.  Limito-me a apoiar-te, a estimular-te e a ajudar-te se me pedes.
Não posso traçar-te limites dentro dos quais deves actuar, mas ofereço-te esse espaço necessário para cresceres.
Não posso evitar o teu sofrimento quando alguma pena te parte o coração, mas posso chorar contigo e recolher os pedaços pa...
Não posso dizer-te quem és nem quem deverias ser. Somente posso amar-te como és e ser teu amigo.
Estes dias pensei nos meus amigos e amigas. Não estavas em cima, nem abaixo nem no meio.
Não encabeçavas nem concluias a lista. Não eras o número um nem o número final.
Dormir  feliz. Emanar vibrações de amor. Saber que estamos aqui  de passagem. Melhorar as relações.
Aproveitar  as oportunidades. Escutar o coração. Acreditar na vida.
E tão-pouco tenho a pretensão  de ser o primeiro, o segundo, ou o terceiro da tua lista.
Basta que me queiras como amigo.  Obrigado por o seres. Anônimo ( verdadeiro autor desconhecido  falsa atribuição  a Borge...
F  I M Musica:  Autumn Rose , Ernesto Cortázar Texto publicado extensivamente na rede com uma falsa imputação ao grande po...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Poema aos Amigos [em portugues] (por: carlitosrangel)

5.691 visualizações

Publicada em

(abr.08) Conhecido poema disseminado bejo la equivocada autoria do grande poeta argentino Jorge Luis Borges, mas na realidade de autor desconhecido.
Montagem gráfico e correção: Carlos Rangel

Publicada em: Educação
1 comentário
1 gostou
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.691
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
16
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
32
Comentários
1
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Poema aos Amigos [em portugues] (por: carlitosrangel)

  1. 1. Anônimo Poema aos Amigos Clique para avançar ( verdadeiro autor desconhecido ele foi falsamente atribuída a Borges )
  2. 2. Não posso dar-te soluções para todos os problemas da vida, nem tenho resposta para as tuas dúvidas ou temores, mas posso escutar-te e repartir contigo.
  3. 3. Não posso mudar o teu passsado nem o teu futuro. Mas quando necessitares de mim estarei junto a ti.
  4. 4. Não posso evitar que tropeces. Somente posso oferecer-te a minha mão para que te apoies e não caias.
  5. 5. As tuas alegrias, os teus triunfos e os teus êxitos não são meus. Mas regozijo-me sinceramente quando te vejo feliz.
  6. 6. Não julgo as decisões que tomas na vida. Limito-me a apoiar-te, a estimular-te e a ajudar-te se me pedes.
  7. 7. Não posso traçar-te limites dentro dos quais deves actuar, mas ofereço-te esse espaço necessário para cresceres.
  8. 8. Não posso evitar o teu sofrimento quando alguma pena te parte o coração, mas posso chorar contigo e recolher os pedaços para armá-lo de novo.
  9. 9. Não posso dizer-te quem és nem quem deverias ser. Somente posso amar-te como és e ser teu amigo.
  10. 10. Estes dias pensei nos meus amigos e amigas. Não estavas em cima, nem abaixo nem no meio.
  11. 11. Não encabeçavas nem concluias a lista. Não eras o número um nem o número final.
  12. 12. Dormir  feliz. Emanar vibrações de amor. Saber que estamos aqui de passagem. Melhorar as relações.
  13. 13. Aproveitar as oportunidades. Escutar o coração. Acreditar na vida.
  14. 14. E tão-pouco tenho a pretensão de ser o primeiro, o segundo, ou o terceiro da tua lista.
  15. 15. Basta que me queiras como amigo. Obrigado por o seres. Anônimo ( verdadeiro autor desconhecido falsa atribuição a Borges )
  16. 16. F I M Musica: Autumn Rose , Ernesto Cortázar Texto publicado extensivamente na rede com uma falsa imputação ao grande poeta argentino Jorge Luis Borges Montagem original de autor anônimo Primeira reedição gráfica em espanhol cortesia de Carlos Rangel (Em que a autoria do poema era ainda atribuída ingenuamente a Borges ) Santiago de Querétaro, Mex. Abr.2008, Anonimamente traduzida em português Revisão e correcção da autoria : Abr.2010 [email_address] http://www.slideshare.net/carlitosrangel /

×