REDERESÍDUO participa do I Fórum Empresarial Chico Mendes de Sustentabilidade

374 visualizações

Publicada em

Revista Meio Ambiente Industrial número 133 de jan/fev de 2015 - página 45 a 47 - Matéria São Paulo sedia o primeiro Fórum Empresarial Chico Mendes de Sustentabilidade - Participação de Francisco Biazini - Diretor da REDERESÍDUO

Publicada em: Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
374
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

REDERESÍDUO participa do I Fórum Empresarial Chico Mendes de Sustentabilidade

  1. 1. São Paulo sedia 13'! ” Fórum Empresarial Chico Mendes de Sustentabilidade A programação do Fórum contou com informações e debates sobre a destinação dos resíduos e a reievância social, econômica, cultural da conservação dos recursos naturais para o Brasil e o mundo mpresários e ambientalistas que reconhecem a importância das iniciativas em sustentabilidade para o desenvolvimento econômico, Fortaleci- mento do mercado e geração de emprego e ren- da integraram o corpo técnico do 1° Fórum Empresarial Chico Mendes de Sustentabilidade - Resíduos Sólidos, Perspectivas e Oportunidades, promovido pelo Inpra - Instituto de Pesquisa e Responsabilidade Sócio Ambien- tal Chico Mendes. Durante todo o dia 2 de dezembro www. rmai. com. br de 2014, no Clube Sírio, em São Paulo, SP. várias autori- dades no assunto estiveram reunidas representando o poder público. importantes empresas, além de instituições como BNDES - Banco Nacional de Desenvolvimento Económi- co e Social, Abrelpe - Associação Brasileira das Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais, e Abad - Associação Brasileira de Atacadistas e Distribuidores e Rede Resíduo. A abertura do evento teve a palestra do filósofo José Rober- to Orquizzi, com uma reflexão sobre como a sensibilidade humana é fundamental na destinação dos resíduos. Orquiza Fez uma relação entre a percepção da arte e o aproveitamento dos materiais, em beneficio da preservação dos recursos na- turais. “Desde a origem do homem que se verifica que sem sensibilidade não haveria a cultura, que torna o homem um ser diferenciado. Se fosse possível estabelecer uma porcen- tagem permanente dos residuos sólidos em uma atividade orquestrada, as pessoas perceberiam o quanto esses materiais Jan/ Fev 2015 ~ 45
  2. 2. EVENTOS c . . . _ L s» t -'- Os participantes acompanharam os debates sobre destinação de resíduos e a sua relevância social, económica, cultural e global para a sociedade poderiam fazer diferença na vida", definiu o ambientalista. Na sequência da programação, a representante do Minis- tério do Meio Ambiente, Ana Carla Almeida, diretora da Secretaria de Articulação Institucional e Cidadania Am- biental, falou dos desafios da implementação do Plano Na- cional de Residuos Sólidos - PNRS (Lei 12305/2010) que. segundo ela, ainda vai demandar muitas discussões como desdobramentos dessa questão global. Ana Carla defende que é preciso ir a fundo nessa Politica. que é de vanguarda, nos âmbitos tecnológicos, governamentais e de diretrizes para a consolidação das práticas. Para a especialista, o mais importante é ampliar o conceito da responsabilidade compartilhada, como um dos grandes desafios. “O Brasil, no posto de 7° maior economia global, não deveria mais conviver com esse problema, que outras economias já resolveram há séculos”, comentou a palestran- te. Como política pública, o grande empenho tem sido no sentido de intensificar os acordos setoriais, com objetivo de implementar essas diretrizes e ampliar os meios de pôr a Lei em prática. ao passo que se tenta reverter o conceito de consumismo para o consumo consciente. Carlos Alberto Vieira da Silva Filho, presidente da Abrel- pe, traçou um panorama das ações desenvolvidas pelos municípios para a implementação da Politica Nacional dos Residuos Sólidos. Ele destacou que, neste momento, o mais importante é ampliar as informações para que todos se be- neficiem da aplicação da Lei. Outra inovação demonstrada no Fórum foiã Rede Resí- duo, que o diretor Francisco Luiz Biazini Filho explicou. Trata-se de um sistema estruturado para oferecer processos operacionais para que empresas dos mais diversos segmen- tos integrem uma rede, com a proposta de reunir interessa- dos na cadeia, fazer cumprir o que a Lei estabelece e mul- tiplicar as ações. Na segunda parte da programação do Fórum continuou com as discussões sobre a destinação dos residuos e a rele- vância social, econômica, cultural e global, Entre os exem- plos de empresas dedicadas à sustentabilidade, Marcos Effiting Zanette, executivo da Santa Luzia. tradicional pro- dutora de quadros e molduras, apresentou o processo que transformou o negócio original conforme a identificação da tendência global. Uma reavaliação estrutural provocou a mudança de perfil de exploradora da madeira para reci- cladora de poliestireno expandido, mais conhecido como isopor. O executivo ressaltou que "a falta de informação é o grande entrave deste mercado, pois ao contrário do que Se/ arin Jr. , da Abad, destacou, em sua palestra, que a entidade orienta as associados sobre as maneiras existentes para fazer a destinação adequada dos materiais que produzem direta ou indiretamente 45 - Jan/ Fev 2015 www. rmai. com. br
  3. 3. se fala, o isopor é reciclável e pode gerar lucro, emprego e renda, apesar das peculiaridades de processamento e de ç . « “ix, transporte". ° As experiências bem-sucedidas do grupo Visafértil foram f. : a Í apresentadas pelo filósofo e ambientalista Ulisses Girardi. _Ê __ : i , O especialista mostrou como a compostagem interfere no . _ f” ' x / k setor de resíduos industriais e o quanto representa na re- x" . ^ ' dução do volume nos aterros. Na sequência houve a apre- , ç sentação do BNDES, com importantes esclarecimentos. f Raphael Duarte Stein, coordenador do Departamento de , s Meio Ambiente, tratou das formas de financiamento e ou- ç. - tros incentivos para empresas dedicadas à produção mais * l limpa e aproveitamento dos recursos. A forma como as grandes redes distribuidoras de super- mercados se posicionam diante da problemática de embala- . l gens e destinação de residuos foi assunto para a participação da Abad - Associação Brasileira de Atacadistas e Distribui- i dores. Edmilson Selarin Junior, gerente do Instituto Abad, . divisão de responsabilidade social da Associação, informou o *: ~ 5'" que a entidade desenvolve programas paraa orientar os as- i sociados sobre as maneiras de assumir a incumbência de destinar adequadamente os materiais que produzem direta ” . .' A '_/ Z ou indiretamente. ;v f Completando a programação da tarde aconteceram pa- lestras sob os temas "Logística Reversa, conformidade legal e oportunidade de negócios", com Carlos Edson Waltrick, = consultor do Senai do Parana' e, ainda, “Produtos ecoefi- _i ç g V, cientes x obsolência Programada", com o professor Marcos ; i l -*-- c” / , Cortez Campomar, da USP. Os debates foram um grande ponto de encontro de agentes interessados em transformar i _ ^ a realidade do Brasil e repercutir os aspectos da responsa- Acima Rosana/ atobá comSérgio Paixão, diretordolnstitutwe, abaixo, a das empresas na destinação con-gta dos resíduos_ representante da Secretaria de MeioAmbientedeAngo/ a, Paula Coelho, ao lado de Milano, também diretor do Instituto Chico Mendes Rosana _Jatobá conquista o Prêmio Chico Mendes de Personalidade de Comunicação Socioambiental do Ano A segunda edição do Prêmio Chico Mendes de Jornalismo Socioambiental, inciativa do Instituto Socioambiental Chico Mendes, apresentou seus vencedores no dia 3 de dezembro, na cerimônia que reuniu todos os indicados, dos estados de São Paulo e Rio de Janeiro, em cinco categorias: melhor programa de TV nacional; melhor revista; melhor programa de rádio; melhor site; e personalidade de comunicação socioambiental do ano. A premiação jornalística é um reconhe- cimento à importância da imprensa brasileira na disseminação de conteúdos que promovam a conservação e a proteção ambiental, a promoção humana e a inclusão social. Neste ano, a indicação partiu dos próprios profissionais da área de Comunicação, que participaram do prêmio na edição de 2013. A lista com os finalistas ficou aberta para votação popular no site do instituto. Os destaques do ano são: Í ' Melbor Programa de TVNacional com temática socioambiental, cidadania e sustentabilidade: Cidades e Soluções - Globonews Í - Melbor revista com temática sociambiental, cidadania e sustentabilidade: Página 22 Í - Melbor Programa de Radio com temática socioambiental, cidadania e sustentabilidade: Rádio Estadão (Planeta Estadão) Í ' Melbor Site com temática socioambiental, cidadania e sustentabilidade: Envolverde Í ' Personalidade de Comunicacao Socioambiental do ano: Rosana Jatobá www. rmai. com. br Jan/ Fev 2015 - 47

×