2
3
5
youtube.com/rederesiduo
www.rederesiduo.com.br
2De 12 a 15 de maio a REDERESÍDUO apoiou a organização de
5 eventos L...
INOVAÇÃO E SUSTENTABILIDADE NA CADEIA DE VALOR: RESÍDUOS E PÓS-CONSUMO
O GVces afirma que de todos os casos apresentados n...
INOVAÇÃO E SUSTENTABILIDADE NA CADEIA DE VALOR: RESÍDUOS E PÓS-CONSUMO
O GVces afirma que de todos os casos apresentados n...
2
3
5
youtube.com/rederesiduo
www.rederesiduo.com.br
2De 12 a 15 de maio a REDERESÍDUO apoiou a organização de
5 eventos L...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Resíduos em Rede nº 2 - junho/2014

460 visualizações

Publicada em

Boletim de realizações da REDERESÍDUO, edição de número 2 - junho de 2014
Conteúdo:
Eventos Lixo Zero
Benchmarking 2014
GVCES/ICVGlobal - Ciclos 2013/2014
Diagrama REDERESÍDUO

Publicada em: Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
460
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
10
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Resíduos em Rede nº 2 - junho/2014

  1. 1. 2 3 5 youtube.com/rederesiduo www.rederesiduo.com.br 2De 12 a 15 de maio a REDERESÍDUO apoiou a organização de 5 eventos Lixo Zero; estiveram presentes mais de 150 especialistas e gestores envolvidos com o tema resíduos sólidos. Durante o primeiro dia pudemos avaliar as legislações e experiências na busca pelas cidades lixo zero ao redor do mundo. No segundo dia debatemos o futuro da gestão dos resíduos, os cumprimentos da PNRS e os acordos setoriais e seus impactos. O terceiro dia foi focado para a discussão das experiências internacionais em prol de uma Cidade Lixo Zero. No dia 13, foi realizado na USP o FÓRUM DE RECUPERAÇÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS ORGÂNICOS URBANOS, o qual deverá se repetir no mês de junho de 2014. No dia 15 a FEDERAÇÃO PAULISTA DE COOPERATIVAS DE RECICLAGEM – FEPACOORE, o INSTITUTO NACIONAL DE RESÍDUOS - INRE, e a “REDE RESÍDUO” – Sistema Ciclo Processamentos Ltda - ME, formalizaram um documento (no link http://migre.me/jySNi) para, entre outros assuntos, integrar os catadores de materiais reutilizáveis e recicláveis nas ações que envolvam a responsabilidade compartilhada pelo ciclo de vida dos produtos (art. 7º, inciso 11b, da lei 12.305/2010) e implantar conjuntamente projetos piloto de recolhimento de resíduos, notadamente os eletroeletrônicos, em todos os Estado de São Paulo, e se comprometeram a discutir os termos para a assinatura de Termo de Cooperação que detalhará as ações, responsabilidades e prazos que possibilitem a consecução das atividades. Para ler o resumo das apresentações acesse http://migre.me/jyEj6 REDERESÍDUO LIXO ZERO “LIXO ZERO SIGNIFICA PROJETO DE PRODUTO E GERENCIAMENTO DE PROCESSOS PARA EVITAR E ELIMINAR SISTEMATICAMENTE O VOLUME E A TOXICIDADE DOS RESÍDUOS E MATERIAIS, CONSERVAR E RECUPERAR TODOS OS RECURSOS E NÃO ATERRAR OU INCINERÁ-LOS. Rodrigo Sabatini – Lixo Zero Brasil - WWW.ILZB.ORG REDERESÍDUO PLATAFORMA DIGITAL APROXIMA AGENTES DA RECICLAGEM CICLO 2013 INOVAÇÃO E SUSTENTABILIDADE NA CADEIA DE VALOR: RESÍDUOS E PÓS-CONSUMO REDERESÍDUO RANKING BENCHMARKING BRASIL 2014 GVCES/ICV GLOBAL ICV GLOBAL PROMOVE OFICINAS DE MENTORING COM MICRO E PEQUENAS EMPRESAS JUNHO DE 2014, NUMERO 2 RESÍDUOS EM REDE 4 ICV GLOBAL PROMOVE OFICINAS DE MENTORING COM MICRO E PEQUENAS EMPRESAS 5fonte: GVCes/ICV Global • Bruno Toledo A REDERESÍDUO é uma das doze empresas selecionadas como participante do novo projeto do GVces Ciclo 2014 em parceria com a Apex-Brasil. As empresas selecionadas. apresentaram suas estratégias de posicionamento de produtos e serviços com vistas ao mercado internacional As micro, pequenas e médias (MPMEs) empresas enfrentam desafios sérios na hora de expandir seus negócios para além das fronteiras nacionais. Além das dificuldades operacionais internas, como problemas de infraestrutura e de financiamento, muitos empreendimentos de menor porte precisam lidar com um aspecto crucial na hora de entrar no tabuleiro comercial internacional: como definir sua estratégia de atuação em mercados externos potenciais. Fazer com que essas empresas brasileiras de menor porte aproveitem essa oportunidade é uma das razões que levaram o Centro de Estudos em Sustentabilidade da FGV- EAESP (GVces) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex- Brasil) a se unirem em torno de uma nova iniciativa – o projeto Inovação e Sustentabilidade nas Cadeias Globais de Valor (ICV Global). Lançado oficialmente no final de 2013, ICV Global pretende criar um novo modelo de exportação da marca Brasil como país inovador, sustentável e competitivo, a partir do apoio à inserção de MPEs brasileiras em mercados externos. As motivações do projeto Este projeto reúne a experiência do GVces nas áreas de inovação e empreendedorismo com o trabalho da Apex-Brasil de promoção das exportações brasileiras, atração de investimentos estrangeiros diretos e de apoio à inserção das empresas nacionais em mercados estrangeiros. “Queremos incentivar, buscar e encontrar inovações a partir de um ecossistema de empreendedorismo que promova uma nova economia, alinhada à sustentabilidade”, argumenta Mario Monzoni, coordenador-geral do GVces. Os temas de inovação e empreendedorismo vêm permeando o trabalho do GVces nesses quase onze anos de atividade. Segundo Monzoni, a experiência do projeto ISCV permitiu criar um tipo de ecossistema de inovação e empreendedorismo, uma rede de troca de informações, práticas e de parcerias entre as empresas. Uma das ideias do ICV Global é explorar esse ecossistema de empreendedorismo em prol do acesso das empresas brasileiras a mercados externos. Algumas das empresas envolvidas com ISCV fazem parte das 12 escolhidas no âmbito do projeto ICV Global, como a Atina, a Brasil Ozônio (Ciclo 2012), a Extrair e a REDERESÍDUO (Ciclo 2013). Para a Apex-Brasil, o projeto ICV Global representa uma oportunidade importante para se relacionar com as MPMEs selecionadas e conhecê-las melhor, de forma a orientar o trabalho que a Agência já desenvolve junto a esse segmento importante do universo empresarial, mas ainda pouco participativo nas exportações brasileiras. “Entendemos que os atributos de sustentabilidade e de inovação são marcos importantes para que as empresas brasileiras tenham acesso ao mercado internacional”, explica Gilson Spanemberg, gestor de projetos de sustentabilidade da Apex- Brasil. Para a gerente de sustentabilidade da Apex- Brasil, Adriana Rodrigues, o projeto é uma “oportunidade para promover e posicionar o Brasil como um país competitivo no mercado internacional, especialmente nos campos da inovação e da sustentabilidade”. O Projeto Inovação e Sustentabilidade nas Cadeias Globais de Valor (ICV Global) selecionou 12 micro, pequenas e médias empresas para formação intensiva em sustentabilidade visando ao posicionamento estratégico de seus negócios no mercado internacional. São elas: Atina, Brasil Ozônio, CBPAK, Coopnatural, Eco Máquinas, Extrair, Fazenda Retiro Santo Antônio, Kapeh, Poli Óleos, Safe Trace, Sanex e REDERESÍDUO. Para ler na íntegra: http://icvglobal.com.br/index.p hp?r=site/conteudo&id=7 Assista à reportagem especial sobre o Case Camargo Corrêa em nosso canal do oficial: youtube.com/rederesiduo Para saber mais acesse nossas apresentações REDERESÍDUO Português http://migre.me/jmoaK REDERESÍDUO Inglês http://migre.me/jmo6G REDERESÍDUO Espanhol http://migre.me/jmodu Para falar conosco Isac Wajc 55 11 997 290 909 wajc@rederesiduo.com.br Francisco L. Biazini Filho 55 11 999 184 368 fran@rederesiduo.com.br Ricardo F Oliani 55 11 997 882 777 ricardo@rederesiduo.com.br Nosso site: www.rederesiduo.com.br boletim_residuos02:Layout 1 6/2/14 12:03 PM Page 1
  2. 2. INOVAÇÃO E SUSTENTABILIDADE NA CADEIA DE VALOR: RESÍDUOS E PÓS-CONSUMO O GVces afirma que de todos os casos apresentados no Ciclo 2013 - Resíduos e Pós-Consumo, a REDERESÍDUO protagoniza o mais emblemático ecossistema de inovação, pois define-se como uma empresa “facilitadora na gestão de resíduos”, oferecendo serviços customizados para a melhor destinação e valorização de resíduos. A s Melhores práticas de sustentabilidade do País selecionadas por 15 especialistas de 6 diferentes países Saiu a lista com as empresas Benchmarking 2014. Estas empresas submeteram suas práticas de sustentabilidade ao crivo de 15 especialistas de 06 diferentes países que avaliaram quesitos da prática sem ter acesso ao nome da organização. As práticas que obtiveram indice técnico (pontuação igual ou superior a 7.1) são consideradas Benchmarking, ou seja, referências em gestão de práticas de sustentabilidade. Foram 76 inscrições para aprovação de 32 práticas. Benchmarking Brasil se diferencia pela metodologia adotada, pois trabalha na análise, certificação e compartilhamento de "COMO" a sustentabilidade está sendo aplicada pelas organizações de uma forma cientifica e transparente. As práticas Benchmarking passam a integrar o maior banco digital de práticas certificadas de sustentabilidade com livre acesso do país. Hoje o Banco reune 311 práticas certificadas e organizadas em 10 diferentes categorias gerenciais. Também são publicadas em livros e revistas de gestão, e apresentados em encontros técnicos organizados pelo Programa Benchmarking Brasil com apoio do Instituto MAIS. Ranking Benchmarking Brasil 2014 Detentores das Melhores Práticas de Sustentabilidade (Ordem Alfabética) 1. Ambev Companhia de Bebidas das Américas (SP) - Projeto Bacias GAMA/DF 2. ArcelorMittal Tubarão (ES) - Programa Tempo de Leitura Educação para Sustentabilidade 3. Braskem (SP) - Definindo e implementando uma estratégia empresarial em mudanças climáticas 4. Cargill Agrícola (SP) - Programa de Logstica Reversa Ação Renove o Meio Ambiente 5. Casa da Moeda do Brasil (RJ) - Gerenciamento Total de Resíduos 6. Cemig Geração e Transmissão (MG) - Programa Peixe Vivo 7. Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo SABESP (SP) - Se Liga na Rede na Unidade de Gerenciamento Regional Butantã 8. Consórcio de Alumínio do Maranhão ALUMAR (MA) - Superando desafios na redução das emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE) pela otimização de controle de processo. 9. Cooperativa de Crédito de Livre Admissão de Associados do Sul de Mato Grosso (MT) - Recuperando Nascentes 10.CPFL Energia (RS) - Educação para Eficiência Energética: as experiências dos Estados de São Paulo e Rio Grande do Sul 11.Damha Urbanizadora e Construtora (SP) - Valorizar a arte e cultura regional resgata a cidadania de um povo 12.Danone (SP) - Projeto Novo Ciclo 13.Duke Energy International Brasil (SP) - Gibi, A Reprodução dos Peixes Integração com as ações de Educação Ambiental X Soltura de Peixes 14.Duke Energy International Brasil (SP) - Projeto Circuito de Educação Ambiental em Áreas Verdes Urbanas 15.Ecovias dos Imigrantes (SP) - Projeto Capacitar 16.Essencis MG Soluções Ambientais (MG) - Melhores Práticas Ecomembrana 17. Flexibrás Tubos Flexíveis (ES) - Juntos por uma Ilha mais Limpa 18 Furnas Centrais Elétricas (RJ) - Aproveitamento de resíduos de laboratórios de concreto para a fabricação de bloquetes sextavados para pavimentação de vias internas 19.Gerdau (RS) - Desenvolvimento sustentável da cadeia da reciclagem Cooperativas de Sucateiros 20.Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (SP)- Economia 10, Desperdício 0 Redução de gastos dos sistemas utilitários com garantia de qualidade A REDERESÍDUO é um ecossistema de inovação que oferece uma plataforma customizada para gestão de resíduos. Apoiamos organizações, consórcios e cidades que desejam: • Destinar de forma sustentável os resíduos por meio de reciclagem ou tratamento correto • Atender a legislação ambiental • Gerar receita com os recicláveis ou economia em sua destinação Possuímos Ecossistemas Temáticos, como: • REDERESÍDUO CIDADES • REDERESÍDUO EVENTOS • REDERESÍDUO COMPOSTAGEM • REDERESIDUO LIXOZERO • BOLSA.COOP, entre outros • Criamos uma Rede facilitadora de negócios • Transparência na comercialização dos materiais recicláveis • Geração de Métricas e Indicadores de forma automática e transparente • Atendemos a legislação federal, estadual e municipal • Apoiamos projetos de gestão de resíduos com tecnologia e inovação • Promovemos a criação de valor, por meio da sustentabilidade. RANKING BENCHMARKING BRASIL 2014 PLATAFORMA DIGITAL APROXIMA AGENTES DA RECICLAGEM 2www.rederesiduo.com.br 01/06/2014 fonte: REDERESÍDUO O projeto ISCV se debruçou sobre resíduos e pós- consumo, um tema importante para o Brasil, no qual a Política Nacional de Resíduos Sólidos estabelece metas e diretrizes para a gestão e gerenciamento compartilhados de resíduos sólidos, envolvendo governos, empresas e população. Nesse contexto, o trabalho de ISCV em 2013 procurou contribuir para uma visão sistêmica da gestão de resíduos, identificando oportunidades de inovação no relacionamento entre os atores e nas práticas de sustentabilidade a jusante da cadeia. Além de refletir sobre o panorama brasileiro no tema, esta publicação também traz nove casos de inovação em sustentabilidade no campo de resíduos e pós-consumo de pequenos e médios empreendimentos na cadeia de valor de grandes empresas brasileiras. REDERESÍDUO Foi em 2011 que Isac Wajc e Francisco Luiz Biazini Filho se consolidaram no mercado com a REDERESÍDUO por meio de um projeto piloto com a Construtora Camargo Corrêa, existente até hoje e aprimorado constantemente. Em 2014 a REDERESÍDUO pretende atender empresas médias e pequenas, organizadas em cluster por setor de atuação ou proximidade geográfica, viabilizando escala para destinação de acordo com a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) e construir redes para as prefeituras municipais, individualmente ou em consórcio, para comprovar o atendimento às metas da PNRS e promover a transparência na comercialização dos materiais recicláveis triados e comercializados, automatizando o processo de leilão dos materiais. Para ler na íntegra acesse: http://www.gvces.com.br/ arquivos/250/publicacao_ie 2013_iscv.pdf Temos resultados demonstrados: 21.Instituto Embratel Claro (RJ) - Programa de coleta de celulares, baterias e acessórios de celular 22.Intel Semicondutores do Brasil (SP) - Inclusão Digital de comunidades através de EaD (Ensino à Distância) Caso Minas Gerais 23.Itaipu Binacional (PR) - Projeto Coleta Solidária 24.JBS Ambiental (SP) - Soluções em gerenciamento de resíduos 25.Prumo Logística Global (RJ)- Programa de Reassentamento Rural Vila da Terra 26.Renova Energia (SP) - Em Respeito aos Saberes do Povo do Alto Sertão 27.Verallia (SP) - Reciclagem do vidro parabrisa laminado na produção de embalagens de vidro 28.Samarco Mineração (ES) - Ecoeficiência na Gestão Portuária contribuindo para a conservação da Biodiversidade Marinha (Tartarugas Marinhas) 29.Serviço Social da Indústria - SESI (SP) - Sustent ARTE Arte com Resíduos das Cerâmicas de Revestimento 30. Sistema Ciclo Processamento (SP)-REDERESÍDUO:ABolsade Resíduos da Camargo Corrêa 31.Suape Complexo Industrial Portuário Governador Eraldo Gueiros (PE) - Programa de Educação Ambiental/PEA - Projeto Pedagogia Ambiental/PPA 2010 a 2013 32.The Forest Trust TFT (SP) - Transformando a história de produtos e organizações (*) Benchmarking é uma ferramenta de gestão que não se limita na simples identificação das melhores práticas, mas, principalmente, no seu compartilhamento para elevar o nível técnico e promover a excelência das práticas aplicadas em determinada área do conhecimento corporativo. "Benchmarking é um método sistemático de procurar os melhores processos, as ideias inovadoras e os procedimentos de operação mais eficazes que conduzam a um desempenho superior" (Bogan,Christopher) REDERESÍDUO boletim_residuos02:Layout 1 6/2/14 12:03 PM Page 2
  3. 3. INOVAÇÃO E SUSTENTABILIDADE NA CADEIA DE VALOR: RESÍDUOS E PÓS-CONSUMO O GVces afirma que de todos os casos apresentados no Ciclo 2013 - Resíduos e Pós-Consumo, a REDERESÍDUO protagoniza o mais emblemático ecossistema de inovação, pois define-se como uma empresa “facilitadora na gestão de resíduos”, oferecendo serviços customizados para a melhor destinação e valorização de resíduos. A s Melhores práticas de sustentabilidade do País selecionadas por 15 especialistas de 6 diferentes países Saiu a lista com as empresas Benchmarking 2014. Estas empresas submeteram suas práticas de sustentabilidade ao crivo de 15 especialistas de 06 diferentes países que avaliaram quesitos da prática sem ter acesso ao nome da organização. As práticas que obtiveram indice técnico (pontuação igual ou superior a 7.1) são consideradas Benchmarking, ou seja, referências em gestão de práticas de sustentabilidade. Foram 76 inscrições para aprovação de 32 práticas. Benchmarking Brasil se diferencia pela metodologia adotada, pois trabalha na análise, certificação e compartilhamento de "COMO" a sustentabilidade está sendo aplicada pelas organizações de uma forma cientifica e transparente. As práticas Benchmarking passam a integrar o maior banco digital de práticas certificadas de sustentabilidade com livre acesso do país. Hoje o Banco reune 311 práticas certificadas e organizadas em 10 diferentes categorias gerenciais. Também são publicadas em livros e revistas de gestão, e apresentados em encontros técnicos organizados pelo Programa Benchmarking Brasil com apoio do Instituto MAIS. Ranking Benchmarking Brasil 2014 Detentores das Melhores Práticas de Sustentabilidade (Ordem Alfabética) 1. Ambev Companhia de Bebidas das Américas (SP) - Projeto Bacias GAMA/DF 2. ArcelorMittal Tubarão (ES) - Programa Tempo de Leitura Educação para Sustentabilidade 3. Braskem (SP) - Definindo e implementando uma estratégia empresarial em mudanças climáticas 4. Cargill Agrícola (SP) - Programa de Logstica Reversa Ação Renove o Meio Ambiente 5. Casa da Moeda do Brasil (RJ) - Gerenciamento Total de Resíduos 6. Cemig Geração e Transmissão (MG) - Programa Peixe Vivo 7. Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo SABESP (SP) - Se Liga na Rede na Unidade de Gerenciamento Regional Butantã 8. Consórcio de Alumínio do Maranhão ALUMAR (MA) - Superando desafios na redução das emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE) pela otimização de controle de processo. 9. Cooperativa de Crédito de Livre Admissão de Associados do Sul de Mato Grosso (MT) - Recuperando Nascentes 10.CPFL Energia (RS) - Educação para Eficiência Energética: as experiências dos Estados de São Paulo e Rio Grande do Sul 11.Damha Urbanizadora e Construtora (SP) - Valorizar a arte e cultura regional resgata a cidadania de um povo 12.Danone (SP) - Projeto Novo Ciclo 13.Duke Energy International Brasil (SP) - Gibi, A Reprodução dos Peixes Integração com as ações de Educação Ambiental X Soltura de Peixes 14.Duke Energy International Brasil (SP) - Projeto Circuito de Educação Ambiental em Áreas Verdes Urbanas 15.Ecovias dos Imigrantes (SP) - Projeto Capacitar 16.Essencis MG Soluções Ambientais (MG) - Melhores Práticas Ecomembrana 17. Flexibrás Tubos Flexíveis (ES) - Juntos por uma Ilha mais Limpa 18 Furnas Centrais Elétricas (RJ) - Aproveitamento de resíduos de laboratórios de concreto para a fabricação de bloquetes sextavados para pavimentação de vias internas 19.Gerdau (RS) - Desenvolvimento sustentável da cadeia da reciclagem Cooperativas de Sucateiros 20.Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (SP)- Economia 10, Desperdício 0 Redução de gastos dos sistemas utilitários com garantia de qualidade A REDERESÍDUO é um ecossistema de inovação que oferece uma plataforma customizada para gestão de resíduos. Apoiamos organizações, consórcios e cidades que desejam: • Destinar de forma sustentável os resíduos por meio de reciclagem ou tratamento correto • Atender a legislação ambiental • Gerar receita com os recicláveis ou economia em sua destinação Possuímos Ecossistemas Temáticos, como: • REDERESÍDUO CIDADES • REDERESÍDUO EVENTOS • REDERESÍDUO COMPOSTAGEM • REDERESIDUO LIXOZERO • BOLSA.COOP, entre outros • Criamos uma Rede facilitadora de negócios • Transparência na comercialização dos materiais recicláveis • Geração de Métricas e Indicadores de forma automática e transparente • Atendemos a legislação federal, estadual e municipal • Apoiamos projetos de gestão de resíduos com tecnologia e inovação • Promovemos a criação de valor, por meio da sustentabilidade. RANKING BENCHMARKING BRASIL 2014 PLATAFORMA DIGITAL APROXIMA AGENTES DA RECICLAGEM 2www.rederesiduo.com.br 01/06/2014 fonte: REDERESÍDUO O projeto ISCV se debruçou sobre resíduos e pós- consumo, um tema importante para o Brasil, no qual a Política Nacional de Resíduos Sólidos estabelece metas e diretrizes para a gestão e gerenciamento compartilhados de resíduos sólidos, envolvendo governos, empresas e população. Nesse contexto, o trabalho de ISCV em 2013 procurou contribuir para uma visão sistêmica da gestão de resíduos, identificando oportunidades de inovação no relacionamento entre os atores e nas práticas de sustentabilidade a jusante da cadeia. Além de refletir sobre o panorama brasileiro no tema, esta publicação também traz nove casos de inovação em sustentabilidade no campo de resíduos e pós-consumo de pequenos e médios empreendimentos na cadeia de valor de grandes empresas brasileiras. REDERESÍDUO Foi em 2011 que Isac Wajc e Francisco Luiz Biazini Filho se consolidaram no mercado com a REDERESÍDUO por meio de um projeto piloto com a Construtora Camargo Corrêa, existente até hoje e aprimorado constantemente. Em 2014 a REDERESÍDUO pretende atender empresas médias e pequenas, organizadas em cluster por setor de atuação ou proximidade geográfica, viabilizando escala para destinação de acordo com a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) e construir redes para as prefeituras municipais, individualmente ou em consórcio, para comprovar o atendimento às metas da PNRS e promover a transparência na comercialização dos materiais recicláveis triados e comercializados, automatizando o processo de leilão dos materiais. Para ler na íntegra acesse: http://www.gvces.com.br/ arquivos/250/publicacao_ie 2013_iscv.pdf Temos resultados demonstrados: 21.Instituto Embratel Claro (RJ) - Programa de coleta de celulares, baterias e acessórios de celular 22.Intel Semicondutores do Brasil (SP) - Inclusão Digital de comunidades através de EaD (Ensino à Distância) Caso Minas Gerais 23.Itaipu Binacional (PR) - Projeto Coleta Solidária 24.JBS Ambiental (SP) - Soluções em gerenciamento de resíduos 25.Prumo Logística Global (RJ)- Programa de Reassentamento Rural Vila da Terra 26.Renova Energia (SP) - Em Respeito aos Saberes do Povo do Alto Sertão 27.Verallia (SP) - Reciclagem do vidro parabrisa laminado na produção de embalagens de vidro 28.Samarco Mineração (ES) - Ecoeficiência na Gestão Portuária contribuindo para a conservação da Biodiversidade Marinha (Tartarugas Marinhas) 29.Serviço Social da Indústria - SESI (SP) - Sustent ARTE Arte com Resíduos das Cerâmicas de Revestimento 30. Sistema Ciclo Processamento (SP)-REDERESÍDUO:ABolsade Resíduos da Camargo Corrêa 31.Suape Complexo Industrial Portuário Governador Eraldo Gueiros (PE) - Programa de Educação Ambiental/PEA - Projeto Pedagogia Ambiental/PPA 2010 a 2013 32.The Forest Trust TFT (SP) - Transformando a história de produtos e organizações (*) Benchmarking é uma ferramenta de gestão que não se limita na simples identificação das melhores práticas, mas, principalmente, no seu compartilhamento para elevar o nível técnico e promover a excelência das práticas aplicadas em determinada área do conhecimento corporativo. "Benchmarking é um método sistemático de procurar os melhores processos, as ideias inovadoras e os procedimentos de operação mais eficazes que conduzam a um desempenho superior" (Bogan,Christopher) REDERESÍDUO boletim_residuos02:Layout 1 6/2/14 12:03 PM Page 2
  4. 4. 2 3 5 youtube.com/rederesiduo www.rederesiduo.com.br 2De 12 a 15 de maio a REDERESÍDUO apoiou a organização de 5 eventos Lixo Zero; estiveram presentes mais de 150 especialistas e gestores envolvidos com o tema resíduos sólidos. Durante o primeiro dia pudemos avaliar as legislações e experiências na busca pelas cidades lixo zero ao redor do mundo. No segundo dia debatemos o futuro da gestão dos resíduos, os cumprimentos da PNRS e os acordos setoriais e seus impactos. O terceiro dia foi focado para a discussão das experiências internacionais em prol de uma Cidade Lixo Zero. No dia 13, foi realizado na USP o FÓRUM DE RECUPERAÇÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS ORGÂNICOS URBANOS, o qual deverá se repetir no mês de junho de 2014. No dia 15 a FEDERAÇÃO PAULISTA DE COOPERATIVAS DE RECICLAGEM – FEPACOORE, o INSTITUTO NACIONAL DE RESÍDUOS - INRE, e a “REDE RESÍDUO” – Sistema Ciclo Processamentos Ltda - ME, formalizaram um documento (no link http://migre.me/jySNi) para, entre outros assuntos, integrar os catadores de materiais reutilizáveis e recicláveis nas ações que envolvam a responsabilidade compartilhada pelo ciclo de vida dos produtos (art. 7º, inciso 11b, da lei 12.305/2010) e implantar conjuntamente projetos piloto de recolhimento de resíduos, notadamente os eletroeletrônicos, em todos os Estado de São Paulo, e se comprometeram a discutir os termos para a assinatura de Termo de Cooperação que detalhará as ações, responsabilidades e prazos que possibilitem a consecução das atividades. Para ler o resumo das apresentações acesse http://migre.me/jyEj6 REDERESÍDUO LIXO ZERO “LIXO ZERO SIGNIFICA PROJETO DE PRODUTO E GERENCIAMENTO DE PROCESSOS PARA EVITAR E ELIMINAR SISTEMATICAMENTE O VOLUME E A TOXICIDADE DOS RESÍDUOS E MATERIAIS, CONSERVAR E RECUPERAR TODOS OS RECURSOS E NÃO ATERRAR OU INCINERÁ-LOS. Rodrigo Sabatini – Lixo Zero Brasil - WWW.ILZB.ORG REDERESÍDUO PLATAFORMA DIGITAL APROXIMA AGENTES DA RECICLAGEM CICLO 2013 INOVAÇÃO E SUSTENTABILIDADE NA CADEIA DE VALOR: RESÍDUOS E PÓS-CONSUMO REDERESÍDUO RANKING BENCHMARKING BRASIL 2014 GVCES/ICV GLOBAL ICV GLOBAL PROMOVE OFICINAS DE MENTORING COM MICRO E PEQUENAS EMPRESAS JUNHO DE 2014, NUMERO 2 RESÍDUOS EM REDE 4 ICV GLOBAL PROMOVE OFICINAS DE MENTORING COM MICRO E PEQUENAS EMPRESAS 5fonte: GVCes/ICV Global • Bruno Toledo A REDERESÍDUO é uma das doze empresas selecionadas como participante do novo projeto do GVces Ciclo 2014 em parceria com a Apex-Brasil. As empresas selecionadas. apresentaram suas estratégias de posicionamento de produtos e serviços com vistas ao mercado internacional As micro, pequenas e médias (MPMEs) empresas enfrentam desafios sérios na hora de expandir seus negócios para além das fronteiras nacionais. Além das dificuldades operacionais internas, como problemas de infraestrutura e de financiamento, muitos empreendimentos de menor porte precisam lidar com um aspecto crucial na hora de entrar no tabuleiro comercial internacional: como definir sua estratégia de atuação em mercados externos potenciais. Fazer com que essas empresas brasileiras de menor porte aproveitem essa oportunidade é uma das razões que levaram o Centro de Estudos em Sustentabilidade da FGV- EAESP (GVces) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex- Brasil) a se unirem em torno de uma nova iniciativa – o projeto Inovação e Sustentabilidade nas Cadeias Globais de Valor (ICV Global). Lançado oficialmente no final de 2013, ICV Global pretende criar um novo modelo de exportação da marca Brasil como país inovador, sustentável e competitivo, a partir do apoio à inserção de MPEs brasileiras em mercados externos. As motivações do projeto Este projeto reúne a experiência do GVces nas áreas de inovação e empreendedorismo com o trabalho da Apex-Brasil de promoção das exportações brasileiras, atração de investimentos estrangeiros diretos e de apoio à inserção das empresas nacionais em mercados estrangeiros. “Queremos incentivar, buscar e encontrar inovações a partir de um ecossistema de empreendedorismo que promova uma nova economia, alinhada à sustentabilidade”, argumenta Mario Monzoni, coordenador-geral do GVces. Os temas de inovação e empreendedorismo vêm permeando o trabalho do GVces nesses quase onze anos de atividade. Segundo Monzoni, a experiência do projeto ISCV permitiu criar um tipo de ecossistema de inovação e empreendedorismo, uma rede de troca de informações, práticas e de parcerias entre as empresas. Uma das ideias do ICV Global é explorar esse ecossistema de empreendedorismo em prol do acesso das empresas brasileiras a mercados externos. Algumas das empresas envolvidas com ISCV fazem parte das 12 escolhidas no âmbito do projeto ICV Global, como a Atina, a Brasil Ozônio (Ciclo 2012), a Extrair e a REDERESÍDUO (Ciclo 2013). Para a Apex-Brasil, o projeto ICV Global representa uma oportunidade importante para se relacionar com as MPMEs selecionadas e conhecê-las melhor, de forma a orientar o trabalho que a Agência já desenvolve junto a esse segmento importante do universo empresarial, mas ainda pouco participativo nas exportações brasileiras. “Entendemos que os atributos de sustentabilidade e de inovação são marcos importantes para que as empresas brasileiras tenham acesso ao mercado internacional”, explica Gilson Spanemberg, gestor de projetos de sustentabilidade da Apex- Brasil. Para a gerente de sustentabilidade da Apex- Brasil, Adriana Rodrigues, o projeto é uma “oportunidade para promover e posicionar o Brasil como um país competitivo no mercado internacional, especialmente nos campos da inovação e da sustentabilidade”. O Projeto Inovação e Sustentabilidade nas Cadeias Globais de Valor (ICV Global) selecionou 12 micro, pequenas e médias empresas para formação intensiva em sustentabilidade visando ao posicionamento estratégico de seus negócios no mercado internacional. São elas: Atina, Brasil Ozônio, CBPAK, Coopnatural, Eco Máquinas, Extrair, Fazenda Retiro Santo Antônio, Kapeh, Poli Óleos, Safe Trace, Sanex e REDERESÍDUO. Para ler na íntegra: http://icvglobal.com.br/index.p hp?r=site/conteudo&id=7 Assista à reportagem especial sobre o Case Camargo Corrêa em nosso canal do oficial: youtube.com/rederesiduo Para saber mais acesse nossas apresentações REDERESÍDUO Português http://migre.me/jmoaK REDERESÍDUO Inglês http://migre.me/jmo6G REDERESÍDUO Espanhol http://migre.me/jmodu Para falar conosco Isac Wajc 55 11 997 290 909 wajc@rederesiduo.com.br Francisco L. Biazini Filho 55 11 999 184 368 fran@rederesiduo.com.br Ricardo F Oliani 55 11 997 882 777 ricardo@rederesiduo.com.br Nosso site: www.rederesiduo.com.br boletim_residuos02:Layout 1 6/2/14 12:03 PM Page 1

×