SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 11
Baixar para ler offline
ETE Aderico Alves de Vasconcelos
Redes de Computadores - 3º Período Turma:U
Disciplina:
Gerenciamento de Redes
AULA 05
Entendendo
redes TCP/IP
com
MikroTik
Ementa
INTRODUÇÃO
De acordo como site oficial a MikroTik (<https://mikrotik.com/aboutus>), ela tem
sede na Letônia, fabrica equipamentos para redes de computadores, como
roteadores, switches e produtos wireless.
Foi fundada em 1996, por causa do preço acessível de seus equipamentos, mas
principalmente pela estabilidade e flexibilidade como provê os serviços de rede que
lhe são confiados, isso traduz a realidade apresentada no momento de publicação
deste exemplar, de ser comum a utilização de equipamentos MikroTik em provedores
de banda larga e empresas dos mais variados ramos em todo o mundo.
A empresa mantém um evento anual chamado de MUM (MikroTik User Meeting), que
reúne vários usuários do sistema do mundo todo, no qual se trocam experiências e
conhecimento sobre o uso de seus equipamentos.
Ementa
RouterOS
É o SO (Sistema Operacional) da MikroTik. Teve o seu lançamento em 1997, baseado
em Linux, chamado de MikroTik RouterOS, sendo o principal produto da empresa. A
depender do nível de licença do sistema adquirido, seu SO é capaz de transformar
qualquer plataforma x86 em um poderoso roteador, com funções roteamento de
borda, firewall, VPN, proxy, hotspots, QoS, MPLS, dentre outras.
É possível criar-se uma rede muito segura com o RouterOS por intermédio do firewall
eficiente embarcado.
Também possuem suporte de protocolos de roteamento, como BGP, RIP e OSPF por
exemplo.
Ementa
Interface de usuário
São quatro os métodos disponíveis para a administração desse ambiente:
Console (CLI)
Representando na Figura abaixo, permite por meio de acesso direto ao equipamento (cabo de rede ou serial)
ou conexões remotas (serviços SSH ou TELNET), em que todas as funções podem ser configuradas via linha
de comando. Características:
• Uso do teclado e monitor ou remoto;
• <Tab> completa o comando;
• <Tab> duplo, mostra os comandos disponíveis;
• ‘?’ mostra ajuda, ou;
• Navegue nos comandos anteriores com os botões <↑>, <↓>.
Ementa
Interface de usuário
Winbox (GUI)
Mostrado na Figura abaixo. Está disponível para Windows, mas, com auxílio de emuladores, pode
tranquilamente ser utilizados em plataformas Linux ou Mac também. Oferece uma sofisticada GUI (Interface
Gráfica de Usuário). Permite personalizar sua porta de acesso, assim como dos demais serviços FTP, HTTP e
TELNET, além de acesso por SSH.
Ementa
Interface de usuário
WEB (HTTP)
A partir da versão 5, o WebFig já tem acesso à configuração completa do RouterOS, auxiliando, assim, a
configuração dos equipamentos por completo em uma plataforma não Windows, ou até mesmo por
smartphones Android.
Ementa
Interface de usuário
Dude
Na Figura abaixo extraída do site oficial da MikroTik.com, mostra a ferramenta de monitoramento adicional.
Muito poderosa por sinal, permite o mapeamento da rede e também monitora em tempo real a banda dos
links, podendo indicar a quantidade de hosts que estão ativados ou desativados na rede.
Ementa
RouterBOARD (RB)
São os equipamentos projetados pela MikroTik para o mercado emergente de provedores de pequeno e médio
porte, como roteadores ou equipamentos wireless. Uma linha de hardware próprio feito para rodar o RouterOS
sem a necessidade de um uma plataforma x86. Teve seu primeiro lançamento em 2002.
A RB (RouterBOARD) é o hardware feito para rodar de forma eficiente o seu RouterOS com suas inúmeras
ferramentas de análise e monitoramento de tráfego, execução de scripts, protocolos de roteamento e até
mesmo um firewall poderoso do RouterOS. Observe na Figura abaixo o exemplo de uma RB, a 450G.
Ementa
Primeiro acesso ao RouterOS
O roteador RouterOS pode ser acessado por intermédio do monitor e teclado, terminal serial, TELNET, TELNET
de MAC, SSH, interface gráfica Winbox em Windows, e interface gráfica Winbox em Linux emulando-o com o
Wine.
Usando o Winbox
Após abrir a janela inicial do Winbox, selecione o MAC da interface ethernet a qual você está conectado.
E informe as seguintes credenciais de entrada:
• Usuário: Admin
• Senha: <em branco>
Vamos ligar nossa rede e acessar a Routerboard.
Atividade: montar a rede, de modo que tenhamos
acesso à Routerboard através da rede sem fio,
acessando via SSH e Winbox.
Depois, estaremos explorando as funções do
equipamento.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Dispositivos de Rede
Dispositivos de RedeDispositivos de Rede
Dispositivos de Rede
Rui Ferreira
 
Aula 06 - Caracterizando fluxo de tráfego e Projeto de Topologia - Parte I - ...
Aula 06 - Caracterizando fluxo de tráfego e Projeto de Topologia - Parte I - ...Aula 06 - Caracterizando fluxo de tráfego e Projeto de Topologia - Parte I - ...
Aula 06 - Caracterizando fluxo de tráfego e Projeto de Topologia - Parte I - ...
Dalton Martins
 
Infraestrutura e Componentes de Redes de Dados
Infraestrutura e Componentes de Redes de DadosInfraestrutura e Componentes de Redes de Dados
Infraestrutura e Componentes de Redes de Dados
tiredes
 
Ccna -modulo1 conceitos basicos de redes
Ccna  -modulo1 conceitos basicos  de redesCcna  -modulo1 conceitos basicos  de redes
Ccna -modulo1 conceitos basicos de redes
Diego Rodrigues
 
Tipos de dispositivos de rede
Tipos de dispositivos de redeTipos de dispositivos de rede
Tipos de dispositivos de rede
BrunoXina
 
Aula 09 meios de comunicação de dados
Aula 09 meios de comunicação de dadosAula 09 meios de comunicação de dados
Aula 09 meios de comunicação de dados
Jorge Ávila Miranda
 
M4 ficha de trabalho 3 equipamento ativo de rede
M4 ficha de trabalho 3    equipamento ativo de redeM4 ficha de trabalho 3    equipamento ativo de rede
M4 ficha de trabalho 3 equipamento ativo de rede
gonxalox
 
O que é uma rede informática
O que é uma rede informáticaO que é uma rede informática
O que é uma rede informática
filipemolon
 

Mais procurados (20)

Dispositivos de Rede
Dispositivos de RedeDispositivos de Rede
Dispositivos de Rede
 
Aula 06 - Caracterizando fluxo de tráfego e Projeto de Topologia - Parte I - ...
Aula 06 - Caracterizando fluxo de tráfego e Projeto de Topologia - Parte I - ...Aula 06 - Caracterizando fluxo de tráfego e Projeto de Topologia - Parte I - ...
Aula 06 - Caracterizando fluxo de tráfego e Projeto de Topologia - Parte I - ...
 
Dispositivos de ligação dos componentes à rede
Dispositivos de ligação dos componentes à redeDispositivos de ligação dos componentes à rede
Dispositivos de ligação dos componentes à rede
 
Infraestrutura e Componentes de Redes de Dados
Infraestrutura e Componentes de Redes de DadosInfraestrutura e Componentes de Redes de Dados
Infraestrutura e Componentes de Redes de Dados
 
Infraestrutura de Redes
Infraestrutura de RedesInfraestrutura de Redes
Infraestrutura de Redes
 
Ccna -modulo1 conceitos basicos de redes
Ccna  -modulo1 conceitos basicos  de redesCcna  -modulo1 conceitos basicos  de redes
Ccna -modulo1 conceitos basicos de redes
 
Cisco ccna modulo 01
Cisco ccna modulo 01Cisco ccna modulo 01
Cisco ccna modulo 01
 
Tipos de dispositivos de rede
Tipos de dispositivos de redeTipos de dispositivos de rede
Tipos de dispositivos de rede
 
Aula 09 meios de comunicação de dados
Aula 09 meios de comunicação de dadosAula 09 meios de comunicação de dados
Aula 09 meios de comunicação de dados
 
M4 ficha de trabalho 3 equipamento ativo de rede
M4 ficha de trabalho 3    equipamento ativo de redeM4 ficha de trabalho 3    equipamento ativo de rede
M4 ficha de trabalho 3 equipamento ativo de rede
 
Rede Cabeada
Rede CabeadaRede Cabeada
Rede Cabeada
 
Aula02 protocolos da camada 2
Aula02   protocolos da camada 2Aula02   protocolos da camada 2
Aula02 protocolos da camada 2
 
49778140 projeto-de-rede
49778140 projeto-de-rede49778140 projeto-de-rede
49778140 projeto-de-rede
 
Projeto de rede lan house - tópicos
Projeto de rede lan house -  tópicosProjeto de rede lan house -  tópicos
Projeto de rede lan house - tópicos
 
Como montar uma rede cabeada
Como montar uma rede cabeadaComo montar uma rede cabeada
Como montar uma rede cabeada
 
Componentes de uma Rede de computadores
Componentes de uma Rede de computadoresComponentes de uma Rede de computadores
Componentes de uma Rede de computadores
 
Instalação de rede
Instalação de redeInstalação de rede
Instalação de rede
 
Rede cabeada
Rede cabeadaRede cabeada
Rede cabeada
 
O que é uma rede informática
O que é uma rede informáticaO que é uma rede informática
O que é uma rede informática
 
Tutorial completo como montar uma rede de computadores
Tutorial completo como montar uma rede de computadoresTutorial completo como montar uma rede de computadores
Tutorial completo como montar uma rede de computadores
 

Semelhante a Conhecendo o mikrotik

Proxmox uma solução alternativa aos virtualizadores propietários - FLISOL DF ...
Proxmox uma solução alternativa aos virtualizadores propietários - FLISOL DF ...Proxmox uma solução alternativa aos virtualizadores propietários - FLISOL DF ...
Proxmox uma solução alternativa aos virtualizadores propietários - FLISOL DF ...
Alcyon Ferreira de Souza Junior, MSc
 
Implementando, Administrando e Gerenciando o Microsoft Office Communications ...
Implementando, Administrando e Gerenciando o Microsoft Office Communications ...Implementando, Administrando e Gerenciando o Microsoft Office Communications ...
Implementando, Administrando e Gerenciando o Microsoft Office Communications ...
brunoestrozi
 
Visão Geral do windows Server 2008 R2 e Windows 7 SP1
Visão Geral do windows Server 2008 R2 e Windows 7 SP1Visão Geral do windows Server 2008 R2 e Windows 7 SP1
Visão Geral do windows Server 2008 R2 e Windows 7 SP1
Fabio Hara
 
Apresentação - Mecanismos de segurança linux
Apresentação - Mecanismos de segurança linuxApresentação - Mecanismos de segurança linux
Apresentação - Mecanismos de segurança linux
Allan Reis
 
Sistema Operacional - Aula006
Sistema Operacional - Aula006Sistema Operacional - Aula006
Sistema Operacional - Aula006
Cláudio Amaral
 
Equipamento ativo de rede
Equipamento ativo de redeEquipamento ativo de rede
Equipamento ativo de rede
davidcordeiro07
 

Semelhante a Conhecendo o mikrotik (20)

Thedude
ThedudeThedude
Thedude
 
Gerredes
GerredesGerredes
Gerredes
 
Proxmox uma solução alternativa aos virtualizadores propietários - FLISOL DF ...
Proxmox uma solução alternativa aos virtualizadores propietários - FLISOL DF ...Proxmox uma solução alternativa aos virtualizadores propietários - FLISOL DF ...
Proxmox uma solução alternativa aos virtualizadores propietários - FLISOL DF ...
 
Uma Análise dos Sistemas de Comunicação IP
Uma Análise dos Sistemas de Comunicação IPUma Análise dos Sistemas de Comunicação IP
Uma Análise dos Sistemas de Comunicação IP
 
Livro cisco
Livro ciscoLivro cisco
Livro cisco
 
Aula04 roteadores wireless
Aula04   roteadores wirelessAula04   roteadores wireless
Aula04 roteadores wireless
 
Acesso a área de trabalho remota
Acesso a área de trabalho remotaAcesso a área de trabalho remota
Acesso a área de trabalho remota
 
Aula vlans
Aula   vlansAula   vlans
Aula vlans
 
Cisco Packet Tracer
Cisco Packet TracerCisco Packet Tracer
Cisco Packet Tracer
 
Conceito Ethernet Sniffer em Visual Studio C#
Conceito Ethernet Sniffer em Visual Studio C#Conceito Ethernet Sniffer em Visual Studio C#
Conceito Ethernet Sniffer em Visual Studio C#
 
I Workshop de Redes do Iespes
I Workshop de Redes do IespesI Workshop de Redes do Iespes
I Workshop de Redes do Iespes
 
Implementando, Administrando e Gerenciando o Microsoft Office Communications ...
Implementando, Administrando e Gerenciando o Microsoft Office Communications ...Implementando, Administrando e Gerenciando o Microsoft Office Communications ...
Implementando, Administrando e Gerenciando o Microsoft Office Communications ...
 
Curso de redes_cisco
Curso de redes_ciscoCurso de redes_cisco
Curso de redes_cisco
 
Visão Geral do windows Server 2008 R2 e Windows 7 SP1
Visão Geral do windows Server 2008 R2 e Windows 7 SP1Visão Geral do windows Server 2008 R2 e Windows 7 SP1
Visão Geral do windows Server 2008 R2 e Windows 7 SP1
 
Infra de provedores de serviço com software livre
Infra de provedores de serviço com software livreInfra de provedores de serviço com software livre
Infra de provedores de serviço com software livre
 
Apresentação - Mecanismos de segurança linux
Apresentação - Mecanismos de segurança linuxApresentação - Mecanismos de segurança linux
Apresentação - Mecanismos de segurança linux
 
Sistema Operacional - Aula006
Sistema Operacional - Aula006Sistema Operacional - Aula006
Sistema Operacional - Aula006
 
Equipamento ativo de rede
Equipamento ativo de redeEquipamento ativo de rede
Equipamento ativo de rede
 
Wavecom
WavecomWavecom
Wavecom
 
Sistemas Operacionais em redes
Sistemas Operacionais em redesSistemas Operacionais em redes
Sistemas Operacionais em redes
 

Último

Apresentação Power Embedded - Descubra uma nova forma de compartilhar relatór...
Apresentação Power Embedded - Descubra uma nova forma de compartilhar relatór...Apresentação Power Embedded - Descubra uma nova forma de compartilhar relatór...
Apresentação Power Embedded - Descubra uma nova forma de compartilhar relatór...
Dirceu Resende
 

Último (6)

From_SEH_Overwrite_with_Egg_Hunter_to_Get_a_Shell_PT-BR.pdf
From_SEH_Overwrite_with_Egg_Hunter_to_Get_a_Shell_PT-BR.pdfFrom_SEH_Overwrite_with_Egg_Hunter_to_Get_a_Shell_PT-BR.pdf
From_SEH_Overwrite_with_Egg_Hunter_to_Get_a_Shell_PT-BR.pdf
 
EAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIA
EAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIAEAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIA
EAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIA
 
Apresentação Comercial VITAL DATA 2024.pdf
Apresentação Comercial VITAL DATA 2024.pdfApresentação Comercial VITAL DATA 2024.pdf
Apresentação Comercial VITAL DATA 2024.pdf
 
Certificado - Data Analytics - CoderHouse.pdf
Certificado - Data Analytics - CoderHouse.pdfCertificado - Data Analytics - CoderHouse.pdf
Certificado - Data Analytics - CoderHouse.pdf
 
[ServiceNow] Upgrade de versão - 2ª edição (Revisada, atualizada e ampliada)
[ServiceNow] Upgrade de versão - 2ª edição (Revisada, atualizada e ampliada)[ServiceNow] Upgrade de versão - 2ª edição (Revisada, atualizada e ampliada)
[ServiceNow] Upgrade de versão - 2ª edição (Revisada, atualizada e ampliada)
 
Apresentação Power Embedded - Descubra uma nova forma de compartilhar relatór...
Apresentação Power Embedded - Descubra uma nova forma de compartilhar relatór...Apresentação Power Embedded - Descubra uma nova forma de compartilhar relatór...
Apresentação Power Embedded - Descubra uma nova forma de compartilhar relatór...
 

Conhecendo o mikrotik

  • 1. ETE Aderico Alves de Vasconcelos Redes de Computadores - 3º Período Turma:U Disciplina: Gerenciamento de Redes AULA 05
  • 3. Ementa INTRODUÇÃO De acordo como site oficial a MikroTik (<https://mikrotik.com/aboutus>), ela tem sede na Letônia, fabrica equipamentos para redes de computadores, como roteadores, switches e produtos wireless. Foi fundada em 1996, por causa do preço acessível de seus equipamentos, mas principalmente pela estabilidade e flexibilidade como provê os serviços de rede que lhe são confiados, isso traduz a realidade apresentada no momento de publicação deste exemplar, de ser comum a utilização de equipamentos MikroTik em provedores de banda larga e empresas dos mais variados ramos em todo o mundo. A empresa mantém um evento anual chamado de MUM (MikroTik User Meeting), que reúne vários usuários do sistema do mundo todo, no qual se trocam experiências e conhecimento sobre o uso de seus equipamentos.
  • 4. Ementa RouterOS É o SO (Sistema Operacional) da MikroTik. Teve o seu lançamento em 1997, baseado em Linux, chamado de MikroTik RouterOS, sendo o principal produto da empresa. A depender do nível de licença do sistema adquirido, seu SO é capaz de transformar qualquer plataforma x86 em um poderoso roteador, com funções roteamento de borda, firewall, VPN, proxy, hotspots, QoS, MPLS, dentre outras. É possível criar-se uma rede muito segura com o RouterOS por intermédio do firewall eficiente embarcado. Também possuem suporte de protocolos de roteamento, como BGP, RIP e OSPF por exemplo.
  • 5. Ementa Interface de usuário São quatro os métodos disponíveis para a administração desse ambiente: Console (CLI) Representando na Figura abaixo, permite por meio de acesso direto ao equipamento (cabo de rede ou serial) ou conexões remotas (serviços SSH ou TELNET), em que todas as funções podem ser configuradas via linha de comando. Características: • Uso do teclado e monitor ou remoto; • <Tab> completa o comando; • <Tab> duplo, mostra os comandos disponíveis; • ‘?’ mostra ajuda, ou; • Navegue nos comandos anteriores com os botões <↑>, <↓>.
  • 6. Ementa Interface de usuário Winbox (GUI) Mostrado na Figura abaixo. Está disponível para Windows, mas, com auxílio de emuladores, pode tranquilamente ser utilizados em plataformas Linux ou Mac também. Oferece uma sofisticada GUI (Interface Gráfica de Usuário). Permite personalizar sua porta de acesso, assim como dos demais serviços FTP, HTTP e TELNET, além de acesso por SSH.
  • 7. Ementa Interface de usuário WEB (HTTP) A partir da versão 5, o WebFig já tem acesso à configuração completa do RouterOS, auxiliando, assim, a configuração dos equipamentos por completo em uma plataforma não Windows, ou até mesmo por smartphones Android.
  • 8. Ementa Interface de usuário Dude Na Figura abaixo extraída do site oficial da MikroTik.com, mostra a ferramenta de monitoramento adicional. Muito poderosa por sinal, permite o mapeamento da rede e também monitora em tempo real a banda dos links, podendo indicar a quantidade de hosts que estão ativados ou desativados na rede.
  • 9. Ementa RouterBOARD (RB) São os equipamentos projetados pela MikroTik para o mercado emergente de provedores de pequeno e médio porte, como roteadores ou equipamentos wireless. Uma linha de hardware próprio feito para rodar o RouterOS sem a necessidade de um uma plataforma x86. Teve seu primeiro lançamento em 2002. A RB (RouterBOARD) é o hardware feito para rodar de forma eficiente o seu RouterOS com suas inúmeras ferramentas de análise e monitoramento de tráfego, execução de scripts, protocolos de roteamento e até mesmo um firewall poderoso do RouterOS. Observe na Figura abaixo o exemplo de uma RB, a 450G.
  • 10. Ementa Primeiro acesso ao RouterOS O roteador RouterOS pode ser acessado por intermédio do monitor e teclado, terminal serial, TELNET, TELNET de MAC, SSH, interface gráfica Winbox em Windows, e interface gráfica Winbox em Linux emulando-o com o Wine. Usando o Winbox Após abrir a janela inicial do Winbox, selecione o MAC da interface ethernet a qual você está conectado. E informe as seguintes credenciais de entrada: • Usuário: Admin • Senha: <em branco>
  • 11. Vamos ligar nossa rede e acessar a Routerboard. Atividade: montar a rede, de modo que tenhamos acesso à Routerboard através da rede sem fio, acessando via SSH e Winbox. Depois, estaremos explorando as funções do equipamento.