Um AçougueSem Almôndegas ...             Elton Breno
Certa terça-feira, estava eu fazendonotas no balcão do açougue, lá daesquina.    Acabado o serviço, olhava        aspessoa...
De repente, aparece-me umasenhora de, mais ou menos, 60 anos deidade.       Levantei-me.       Ela, então, olhou-me da cab...
Meio assustado, perguntei-lhe:- A senhora precisa de algumacoisa?Ela respondeu:- Você teria almôndegas?
- Como?!?! – Tornei a perguntar,sem saber do que se tratava.- Almôndegas, você teria? – elarepetiu.
Todo atrapalhado, falei:-Desculpe-me, senhora, só umminutinho!
Corri para os fundos do açougue etentei ligar para meu colega de serviço.
Precisava saber o que seriam asditas “almôndegas”!    Mas, o celular deu “fora de área”.
Voltei-me e, aí, notei que haviaentrado no açougue outra senhora, aqual me disse:    -Meu filho, hoje tem pelotas?
- Sim, tem – respondi. Quantosquilos a senhora vai querer?
A primeira senhora, meio de lado,murmurou:    -Mas, você não vai me atenderprimeiro? Estou aqui há uns dezminutos!
Sem nem pensar, falei rapidamente:- Senhora, não     tenho    as   tais“almôndegas”!
E ela, indignada, retrucou:- O que você está arrumando para aoutra cliente, não são almôndegas?
Muito sem jeito, exclamei:- Nossa!!! Mil perdões, não sabia que“pelotas” e “almôndegas” fossem amesma coisa! Só um segundi...
Atendi aquela velhinha zangadae assustadora. Daí, ela se foi, sem aomenos agradecer-me ou despedir-se.
Foi um dia para ser registradoem um livro de comédia!!!
CRÉDITOS:Texto de Elton Breno – aluno da Escola Estadual“Celestino Nunes” – Paineiras/MG, 2º Ano, turnonoturno.Imagem: htt...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Um Açougue Sem Almôndegas... (Elton Breno)

526 visualizações

Publicada em

Trabalho escolar.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
526
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Um Açougue Sem Almôndegas... (Elton Breno)

  1. 1. Um AçougueSem Almôndegas ... Elton Breno
  2. 2. Certa terça-feira, estava eu fazendonotas no balcão do açougue, lá daesquina. Acabado o serviço, olhava aspessoas transitarem. 8h30min e, eu, quase cochilandona cadeira...
  3. 3. De repente, aparece-me umasenhora de, mais ou menos, 60 anos deidade. Levantei-me. Ela, então, olhou-me da cabeça aospés.
  4. 4. Meio assustado, perguntei-lhe:- A senhora precisa de algumacoisa?Ela respondeu:- Você teria almôndegas?
  5. 5. - Como?!?! – Tornei a perguntar,sem saber do que se tratava.- Almôndegas, você teria? – elarepetiu.
  6. 6. Todo atrapalhado, falei:-Desculpe-me, senhora, só umminutinho!
  7. 7. Corri para os fundos do açougue etentei ligar para meu colega de serviço.
  8. 8. Precisava saber o que seriam asditas “almôndegas”! Mas, o celular deu “fora de área”.
  9. 9. Voltei-me e, aí, notei que haviaentrado no açougue outra senhora, aqual me disse: -Meu filho, hoje tem pelotas?
  10. 10. - Sim, tem – respondi. Quantosquilos a senhora vai querer?
  11. 11. A primeira senhora, meio de lado,murmurou: -Mas, você não vai me atenderprimeiro? Estou aqui há uns dezminutos!
  12. 12. Sem nem pensar, falei rapidamente:- Senhora, não tenho as tais“almôndegas”!
  13. 13. E ela, indignada, retrucou:- O que você está arrumando para aoutra cliente, não são almôndegas?
  14. 14. Muito sem jeito, exclamei:- Nossa!!! Mil perdões, não sabia que“pelotas” e “almôndegas” fossem amesma coisa! Só um segundinho eatenderei a senhora!!!
  15. 15. Atendi aquela velhinha zangadae assustadora. Daí, ela se foi, sem aomenos agradecer-me ou despedir-se.
  16. 16. Foi um dia para ser registradoem um livro de comédia!!!
  17. 17. CRÉDITOS:Texto de Elton Breno – aluno da Escola Estadual“Celestino Nunes” – Paineiras/MG, 2º Ano, turnonoturno.Imagem: http://office.microsoft.comRevisão e organização: Prof.ª Arlete C. de Jesus.Música: “Porque Ele Vive” (Domínio Público) MP3– Disponível em http://palcomp3.com/fabiosax/#!/10-porque-ele-vive

×