Gustavo Donda

314 visualizações

Publicada em

Gustavo Donda

Publicada em: Negócios
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
314
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
187
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • É engraçado como nos últimos tempos esta frase tem sido dita com frequência no nosso meio.
    Perdi a conta dos artigos que li ou palestras que assisti em que a frase “O mundo está ficando mobile” foi mencionada.

    Mas engraçado ainda é se dar conta que ela está absolutamente errada.
    O correto seria dizer que “O mundo é mobile.”

    Minha hipótese é que em um ano nós nem estaremos mais falando sobre mobile, já que é algo que as pessoas simplesmente usam.
  • Na verdade, deveriamos ter parado de falar que o mundo estava ficando mobile por volta de 2012, quando as vendas de smartphones superaram as vendas de desktop, laptop e tablet combinadas.

    De lá pra, como você pode ver, a distância só aumentou.

    O fato é que hoje o Brasil é o 4o maior mercado de smartphones do mundo com mais de 7.000 smartphones vendidos por HORA neste ano.
    Por volta de 2018, estima-se, celulares comuns (que não são smartphones).
  • Além, de estar cada vez mais na mão de todo mundo, o celular também vem ocupando um espaço cada vez maior na vida das pessoas.
    Em média, as pessoas acessam seus celulares cerca de 100x por dia.
    Hoje, a nova geração de nativos digitais já está pulando o desktop.
    Muitos dos usuários de internet nem possuem mais desktops.
    O celular se tornou a principal janela de acesso a internet.








  • Neste novo mundo, do mobile-first, a navegação deixou de acontecer nos browsers para acontecer principalmente em apps.
    Este boom na utilização de app esta alimentando um boom também no desenvolvimento de novos apps.
    Hoje existem mais de 3 milhões de app disponíveis.
    Porém é interessante observar que apesar disso, as pessoas tendem a concentrar seu tempo em apenas algumas poucas experiências.
  • Isso explica um pouco desses números. 75% do tempo gasto pelas pessoas no mobile está concentrado em 4 aplicativos.
    Hoje, quase 1.5B de pessoas estão interagindo no Facebook. Mais de 800 milhões estão se comunicando pelo Whatsapp e 700 milhões pelo FB messanger. E mais de 300 milhões estão dividindo seus momentos e descobrindo histórias pelo Instagram.
  • No Brasil não é muito diferente.
    Esses três apps são os mais acessados do Brasil, segundo um levantamento do emarketer.
    Para se ter uma ideia 1 em cada 5 minutos no mobile são gastos no Facebook ou no Instagram.
    Isso tudo é tão real que eu quase não preciso trazer estes números aqui para contar essa história.





  • Quem nunca?
    Esta cena esta cada vez mais comum.
    Sem entrar no mérito se isso é bom ou ruim, não importa onde você esteja, é só olhar em volta e você vai encontrar pessoas naquela posição típica de lordose na cervical, olhando para a tela do smartphone.
    Bem-vindo ao mundo novo, um mundo com uma nação de 1.5 bilhões de habitantes, em que 1 bilhão deles já acessa todos os dias.
  • Pois é, o mundo é mobile. Você é mobile.
    Nós transferimos as nossas vidas para o dispositivo móvel e isso muda tudo, mas abre uma imensa oportunidade para os negócios,
    Mas para conseguir explorar essa oportunidade, o Marketing precisa entender se adaptar a um novo comportamento do consumidor.
  • E isso é importante porque mais que uma tela, o mobile traz uma mudança de comportamento fundamental
    O jeito que as pessoas consomem informação no desktop é através de uma página branca com uma barra de busca.
    No celular é bem diferente. No celular, descoberta é a palavra.


  • Prova de que o modelo busca/clique não é capaz de capturar toda a oportunidade mobile é que mais de 90% das pessoas que viram um anúncio no Facebook e compraram numa loja nunca clicaram em um anúncio.

    Se o seu negócio está baseado em atrair pessoas que clicam em anúncios para a sua loja, e todo o seu modelo de otimização se baseia nessa métrica, você está deixando de fora uma massa de consumidores que compraria o seu produto, mas simplesmente não gostam de clicar em anúncios, ou seja, a grande maioria.
  • Outro problema do modelo criado na era do desktop é que hoje as pessoas estão conectadas em vários dispositivos. Pesquisa realizada pela Ipsos, também a pedido do Facebook, mostra que 9 entre 10 brasileiros que utilizam a internet pelo menos 1 vez por semana acessam de 2 ou mais dispositivos.
    E outro dado interessante: 67% das pessoas no mundo começam a compra em um dispositivo e terminam em outro.

    Isso significa que a medição de resultados por clique no desktop já não serve mais. Este tipo de mensuração representa apenas 2% das oportunidades geradas no funil de compras.
  • Um dos principais diferemciais do mobile para o varejo é que você pode trabalhar o funil completo, impactando seu target desde o momento da descoberta, passando pela aquisição até a geração de frequência de compra na sua base de clientes.
    A partir de agora eu mostrar para vocês um pouco de como o Facebook pode te ajudar nessa tarefa.
  • Começando pela etapa da descoberta, vou mostrar para vocês 3 das nossas soluções: carrossel, vídeo e imediações.
  • Começando pela solução de anúncios em formato Carrossel.
    Basicamente, ao invés de focar em um único produto para oferecer às pessoas, você pode oferecer até cinco produtos de uma só vez e, dessa maneira, aumentar as chances das pessoas se interessarem por um deles.
    Com esse formato é possível reduzir de 30% a 50% seu custo por conversão e de 20% a 30% o custo por clique e gerar mais resultados em campanhas com vários objetivos.


  • O Christoff percebeu esse potencial e vem investindo nessa estratégia. Até porque sendo moda o seu negócio, ele depende da descoberta para gerar demanda.
  • E quando eu digo que ele literalmente montou um negócio em cima deste formato de anúncio, não estou brincando: mais de 80% das vendas vêm do Facebook.
    Mais importante, com 10 vezes de ROI.
  • Outra mudança significativa encabeçada pelos smartphones está na forma como as pessoas se expressam:
    Estamos vendo isso no FB:
    Há 5 anos, o que a maioria das pessoas dividia no FB era texto. Hoje em dia são fotos. E, em 5 anos , vídeo deverá ser sua maioria. Só ano passado, o FB contabilizou um aumento de 150% no números de vídeos postados.
    Após isso,é provável que seja algo imersivo como realidade virtual ou aumentada.

  • De novo, porque isso é importante para os negócios? Por que se vídeo é a forma que as pessoas escolheram para se expressar, é por vídeos que elas tb gostam de ser impactadas.
    Hoje o Facebook é a plataforma que as pessoas usam para descobrir vídeos. A maioria das pessoas assiste a pelo menos um vídeo por dia no Facebook.
  • Burger King sempre faz campanhas no Facebook para atrair mais pessoas paras suas lojas em todo o Brasil.
    Recentemente, eles fizeram uma campanha para lançar um novo produto: o chicken fries, que parece uma batata frita de frango.
    Usaram vídeo nativo para entregar a mensagem certa ao públco certo e atrair pessoas para as lojas para experimentar o chicken fries.
  • O resultado: o burguer king vendeu o tripo do esperado em cada uma de suas lojas.
  • O Anúncios nas imediações funcionam com geolocalização, permitindo que você impacte pessoas que frequentam um determinado raio de distância de um ponto físico. Especialmente importante se você possui também uma loja física.
  • Este é o caso do Posto 214 em Brasília. Nada mais local que um posto de gasolina. Então ele teve a ideia de usar anúncios do Facebook pra alcançar pessoas que moravam ou costumavam passar perto do posto.
    Por exemplo: o cara que estava ali tomando café da manhã na padaria e abriu o Facebook no celular pra dar aquela olhadinha antes de ir pro trabalho, já viu que a gasolina estava em promoção no posto do Daniel. Logo em seguida ele entrou no carro e já aproveitou para passar no posto no caminho do trabalho. Afinal, esse cara não tinha tempo pra ficar passando de posto em posto conferindo o preço da gasolina. Como o Daniel contou pra ele pelos anúncios do Facebook que lá a gosolina estava mais barata, ele já foi lá direto. Não foi só ele não. Outros clientes fizeram a mesma coisa e, em um mês, o Daniel já tinha conseguido dobrar as vendas.
  • Usando uma solução do Facebook que faz segmentação de público com base em geolocalização –os anúncios de divulgação nas imediações, o Daniel, em um mês, dobrou o número de clientes. E aí você acha que a receita dos caras dobrou também? Não. Triplicou. Porque o ticket médio desses clientes que vinham pelo Facebook era 80% maior.
    Este anúncio funciona porque ele não se limita as informações de endereço para definir se você é público potencial, alcançando também frequentador da localidade.
  • Indo para a próxima etapa do funil, de aquisição de clientes. O Facebook tem soluções que combinam fomatos de anúncio e configuração de objetivos que otimizam a parformance para este fim.
  • Primeiro exemplo é a Enjoei, um app que permite a criação de lojas de produtos usados diferenciados, com uma pegada de moda.
    Construir uma base sólida de usuários do aplicativo é fundamental. E eles vem se apoiando no nosso anúncio de instalação de aplicativos para isso.
  • Por causa disso, desse tiro certeiro, o Instituto Embelleze recebeu 40 mil contatos em um mês. Isso só usando os anúncios do Facebook. Eles conseguiram aumentar em 30% os cadastros no site, que significaram um aumento também de 30% em matrículas nos cursos da rede – porque as pessoas que vinham pelos anúncios eram as pessoas certas: elas realmente tinham interesse nos cursos e além de se cadastrar no site elas também acabavam se matriculando no site. Ou seja: com uma campanha no Facebook, esses franqueadores conseguiram um resultado claro, que beneficiou cada uma das franquias que eles têm espalhadas pelo Brasil.
  • Outro exemplo é a Oppa, mas nesse caso a conversão acontece no site e não num aplicativo.
    A solução funciona da mesma forma, mas como você pode notar, nesse caso a chamada é adaptada para este objetivo.
  • Essa abordagem tem alavancado os resultados da loja de forma consistente.
  • Por fim, a geração novas compras entre a sua base de clientes. Fundamental para a rentabilização dos seus investimentos. Para isso, quero apresentar para vocês como o retargeting pode ser explorado no mobile.
  • Começando pela exploração da sua própria base de clientes, que provavelmente você usa para enviar ofertas por email. Esta mesma base pode ser carregada para o Facebook para a criação de um público personalizado. O processo é seguro e garante que as suas informações vão se manter anônimas.
  • A Lopes vem utilizando essa solução combinada com informações de visitantes do seu site que são enviadas automaticamente para o Facebook, como uma típica solução de retargeting.
    A diferença é que graças ao nosso diferencial de ser uma rede formada por pessoas e não cookies, é possível combinar estas duas fontes de dados com as variáveis de targeting disponíveis do facebook para apurar ainda mais o seu público, trazendo custos por conversão mais baixos e uma vez encontrado o público ideal, expandir este target através da nossa funcionalidade de públicos semelhantes.
  • Com uma chamada levando para o site com empreendimento com o cadastro de interesse.
  • Ao longo dos nove dias de campanha, a Lopes conseguiu alcançar 1,1 milhão de pessoas, o que significa 66% do público-alvo pretendido na cidade de Curitiba, onde estava localizado este imóvel.
    Além disso, 57% das vendas online vieram via Facebook.
    Conseguiram ainda reduzir quase que pela metade o custo por lead e aumentar em 40% o número de cadastros.
  • Apesar de eu ter apresentado diversas histórias para ilustrar determinados produtos, cada um destes anunciantes se beneficia da utilização de diversos destes produtos combinados. A verdadeira oportunidade e o grande motor dos resultados aqui apresentados está na visão integrada do funil, combinando nosso produtos numa solução ponta-a-ponta para este novo mundo mobile, que já chegou.
    Obrigado
  • Para mais detalhes, passo-a-passo e dicas de como explorar o potencial das soluções que eu apresentei aqui, acesse a nossa página no endereço na tela. Até a próxima.
  • Gustavo Donda

    1. 1. O mundo está ficando mobile? O mundo é mobile.
    2. 2. explosión in ecommerce? 0 20,000,000 40,000,000 60,000,000 80,000,000 100,000,000 120,000,000 140,000,000 160,000,000 180,000,000 200,000,000 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 Unit shipments by device type, Latin America Desktop PC Laptop PC Tablet Smartphone Unidades vendidas por dispositivo na América Latina
    3. 3. +100x por dia
    4. 4. 3,100,000 apps
    5. 5. 1.5 BILHÕES 800 MILHÕES 700 MILHÕES 300 MILHÕES 75% do tempo em 4 deles Source: Apple iOS and Google Play Stores, July 2015, comScore US Digital Future in Focus 2015 report, Mar 2015
    6. 6. A mesma tendência é vista no Brasil Fonte: Top 10 frequently mobile apps among smartphones owners in Brazil – April2015 | eMarketer Box 86% 76% 36%
    7. 7. O mobile mudou o comportamento das pessoas
    8. 8. Mobile + Varejo
    9. 9. No mobile as pessoas adoram descobrir Desktop = Search Mobile ≠ Search
    10. 10. 92% ...E em média, Das pessoas que viram um anúncio no Facebook e compraram o produto offline, Nunca clicaram em um anúncio Fonte: Datalogix, 2015
    11. 11. começam a compra em um device e terminam em outro 67% Cookies não capturam o real comportamento de navegação Fonte: comScore/PayPal “Reaching the Connected Consumer” Custom Surveys, Oct 2013 Ipsos/ "Uso multidevices" – Maio 2015 Dos brasileiros que utilizam a internet 1 vez por semana, acessam de 2 ou mais dispositivos 90%
    12. 12. Descoberta Aquisição Transação Mobile + Varejo = Funil completo
    13. 13. Carrossel Vídeo Imediações Descoberta Aquisição Transação Mobile + Varejo = Funil completo
    14. 14. 30- 50% menor custo por conversão 20- 30% menor custo por clique Anúncios em Carrossel
    15. 15. Christoff
    16. 16. Carrossel 10x ROI 50% + a mais de vendas nos fins de semana 80% + das vendas no site partem do Facebook 3x menor custo de conversão combinando produtos do Facebook Christoff
    17. 17. Fonte: Facebook internal data on content creation from MAY/2015 O Consumo de vídeo no Facebook >4B visualizações de vídeo por dia >150% crescimento em um ano >75% das visualizações acontecem no mobile >56% das pessoas assistem a pelo menos 1 vídeo por dia no Facebook
    18. 18. Fonte: Facebook internal data on content creation from MAY/2015 74% Do impacto é gerado nos primeiros 10seg > Aumento da consideração de compra
    19. 19. Fonte: Facebook Marketing Science analysis of 173 Nielsen Brand Effect studies, March 2015.
    20. 20. Burger King Vídeo 3X + vendas
    21. 21. Posto 214 Sul
    22. 22. Posto 214 Sul Geolocalização 2X + clientes 80% + ticket médio 3X + receita
    23. 23. Instalação de aplicativos Conversões no site Descoberta Aquisição Transação Mobile + Varejo = Funil completo
    24. 24. Enjoei
    25. 25. Instalações de Aplicativo 45% mais vendas pelo Facebook nos últimos 3 meses 150k downloads do aplicativo nos últimos 3 meses Enjoei
    26. 26. Oppa
    27. 27. Anúncios de Conversões Oppa 30% de aumento na receita 2x maior ROI 35% de redução dos custos de anúncios 2,5x Maior CTR
    28. 28. Descoberta Aquisição Transação Remarketing Mobile + Varejo = Funil completo
    29. 29. Públicos Personalizados E-Mkt
    30. 30. Sua base de clientes Pessoas que visitaram seu site Lopes Consultoria de Imóveis Perfis semelhantesHomens e Mulheres + 25 anos Noivos Recém- casados Investidores
    31. 31. Públicos Personalizados 66% do público-alvo atingido em 9 dias 13% taxa de conversão 57% das vendas online vieram via Facebook 42% de diminuição no custo por cadastro Lopes Consultoria de Imóveis
    32. 32. Carrossel Vídeo Imediações Instalação de aplicativos Conversões no site Descoberta Aquisição Transação Remarketing Oportunidade mobile: solução ponta-a-ponta + +
    33. 33. Saiba mais em: m.facebook.com/business * Você também pode acessar do seu desktop: www.facebook.com/business

    ×