Revista Scena (Apresentação)

313 visualizações

Publicada em

Projeto de criação e diagramação de revista para o Mestrado Acadêmico em Arquitetura Paisagística.

Elaborado em parceria com Jéssica Marins sob orientação da professora Julie Pires.

Publicada em: Design
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
313
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
106
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Revista Scena (Apresentação)

  1. 1. Projeto de criação e diagramação de revista para o Mestrado Acadêmico em Arquitetura Paisagística Alunas: Nicole Soares e Jéssica Marins | Orientação: Julie Pires
  2. 2. Criação
  3. 3. Em conjunto com as duas turmas, elaboramos um mapa mental que iria nos guiar ao longo de toda a criação e execução da revista. Com foco em um trecho específico do mapa mental e exercícios de naming em sala, foi escolhido o direcionamento principal do projeto e os nomes finalistas da revista, sendo o escolhido “Scena”.
  4. 4. Foram elaborados dois moodboards diferentes: • O primeiro, focado na criação do logotipo e da identidade visual da revista como um todo, onde foram explorados os elementos circulares, como as copas das árvores vistas de cima (modo de representação bastante explorado nos projetos paisagísticos); • O segundo, focado na mensagem que a revista irá transmitir através de fotografias e outros elementos gráficos, evidenciando espaços amplos e as cores verde e azul.
  5. 5. Seguindo a linha visual do moodboard, buscou-se evidenciar as formas orgânicas e fluidas com ramificações que harmonizam com a tipografia e entre si formando um círculo. Foi escolhida como base a fonte tipográfica youreInvited, na qual foram feitas algumas modificações de forma e espessura. A forma aberta sugere crescimento e movimentação constante.
  6. 6. Capa
  7. 7. Optou-se por um layout minimalista, com poucos elementos e da mesma cor, visando dar destaque à imagem que por sua vez busca evidenciar algum detalhe presente na “cena”. O número da edição em destaque faz com que o mesmo possa ser visualizado com a revista em tamanho reduzido, chamando a atenção do leitor ao tema principal antes mesmo de abrir o arquivo da revista completa, além disso sua forma circular vazada faz alusão ao logo. Há uma interação da capa com a folha de rosto, onde a cor de fundo muda de acordo com a cor predominante da foto de capa.
  8. 8. Por questões de necessidade e também afim de acrescentar dinamismo ao layout de cada capa, os mesmos elementos estão presentes mas organizados de forma diferente, sempre priorizando melhor visibilidade e equilíbrio com a composição da foto. Há uma interação da capa com a folha de rosto, onde a cor de fundo muda de acordo com a cor predominante da foto de capa.
  9. 9. Por questões de necessidade e também afim de acrescentar dinamismo ao layout de cada capa, os mesmos elementos estão presentes mas organizados de forma diferente, sempre priorizando melhor visibilidade e equilíbrio com a composição da foto. Neste caso, foi acrescentado uma faixa transparente que além de não comprometer a leitura dos elementos textuais evidencia o olhar ao ponto de interesse da foto. Há uma interação da capa com a folha de rosto, onde a cor de fundo muda de acordo com a cor predominante da foto de capa.
  10. 10. Diagramação
  11. 11. Foi usado um grid com divisão de 12x6 módulos e espaços verticais e horizontais de 20 px. Trata-se de grid versátil, que permite a inserção de objetos e colunas de larguras variadas sem comprometer a organização prevista e o padrão de espaçamento.
  12. 12. Por se tratar de uma revista bilíngue, houve a preocupação de demarcar de forma bem clara os dois idiomas sem comprometer a visibilidade nem tornar menos interessante a leitura do conteúdo em inglês. Essa divisão é estabelecida pela cor e conta com a ajuda de um elemento gráfico padrão que indica o início da leitura em inglês, agindo de formas diferentes de acordo com o volume de texto e necessidade de visualização imediata das imagens na matéria.
  13. 13. Caso 1: por se tratar de um projeto paisagístico, há a necessidade de interação direta com as imagens, logo as colunas em português/inglês são exibidas lado a lado.
  14. 14. Caso 2: aqui o volume de texto é maior e por se tratar de uma entrevista é mais conveniente a exibição da mesma na íntegra sem divisões, logo a parte em inglês se inicia logo após a parte em português.
  15. 15. Obrigado!

×