I P ZONA SUL<br />Professor: Rev. Joab Barbosa<br />
Estudos Bíblicos 1Coríntios<br />2ª Lição<br /> A Sabedoria de Deus.<br />
Texto Básico:<br />“I Coríntios 1.18-2.16”<br />
Objetivo <br /> Reconhecer que a sabedoria de Deus é superior à sabedoria dos homens.<br />
Introdução<br />   Desde o segundo século, a cruz é o símbolo do cristianismo. Ela transmite a mensagem essencial do evang...
1. A Eficácia da Sabedoria de Deus (1Co 1.18-25)<br />A igreja em Corinto estava sendo influenciada pelas filosofias da ép...
A Sabedoria de Deus é mais poderosa que a sabedoria humana<br />   Paulo declara: Certamente, a palavra da cruz é loucura ...
A Sabedoria de Deus triunfa sobre a sabedoria humana<br />    Paulo diz: Pois está escrito: Destruirei a sabedoria dos sáb...
A Sabedoria de Deus frustra a arrogância humana<br />    Paulo diz: Porque tanto os judeus pedem sinais, como os gregos bu...
   (2) A sabedoria de Deus é compreendida somente por aqueles que Ele chama de forma eficaz. A quem Deus chama pela pregaç...
2. O Paradoxo da Sabedoria de Deus (1Co 1.26-28)<br />    Paulo pede aos irmãos da igreja em Corinto que considerem o seu ...
3. O Objetivo da Sabedoria de Deus (1Co 1.29-31)<br />    O objetivo de Deus ao salvar pecadores de maneira incondicional,...
   (3) Todo salvo deve gloriar-se em conhecer intimamente a Deus, conforme o ensino do profeta Jeremias: Assim diz o Senho...
4. A comunicação da Sabedoria de Deus (1Co 2.1-5)<br />    Paulo continua falando sobre a sabedoria de Deus. Agora , ele e...
5. A Compreensão da Sabedoria de Deus (1Co 2.6-16)<br />A última parte do ensino de Paulo sobre a sabedoria de Deus é sobr...
   Esta sabedoria é um mistério e é incompreensível ao incrédulo. E o fato dos homens desconhecerem esta sabedoria espirit...
<ul><li>A revelação da sabedoria de Deus – vv.10-16</li></ul>    A revelação da sabedoria de Deus é feita pelo Espírito Sa...
Inspiração – quando Deus revelou a sua vontade aos homens, capacitando-lhes a registrar o que foi revelado na Escritura Sa...
Fim da 2ª Aula.<br />
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Lição 2ª A sabedoria de Deus

7.696 visualizações

Publicada em

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
7.696
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
71
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Lição 2ª A sabedoria de Deus

  1. 1. I P ZONA SUL<br />Professor: Rev. Joab Barbosa<br />
  2. 2. Estudos Bíblicos 1Coríntios<br />2ª Lição<br /> A Sabedoria de Deus.<br />
  3. 3. Texto Básico:<br />“I Coríntios 1.18-2.16”<br />
  4. 4. Objetivo <br /> Reconhecer que a sabedoria de Deus é superior à sabedoria dos homens.<br />
  5. 5. Introdução<br /> Desde o segundo século, a cruz é o símbolo do cristianismo. Ela transmite a mensagem essencial do evangelho que é a centralidade do sacrifício de Jesus Cristo (Mc 8.31,32). Jesus veio para morrer na cruz e cumprir a Escritura (Mc 14.21). A sua morte foi uma oferta voluntária em lugar do pecador (Jo 10.18). Por isso, Paulo definiu o evangelho como “a mensagem da cruz” e o seu ministério como “a pregação do Cristo crucificado”. O evangelho da cruz é a sabedoria de Deus.<br />
  6. 6. 1. A Eficácia da Sabedoria de Deus (1Co 1.18-25)<br />A igreja em Corinto estava sendo influenciada pelas filosofias da época. Isso gerava divisões e imaturidade. Para Paulo a pregação de Jesus crucificado era mais poderosa que toda a oratória e filosofia dos gregos. Os irmãos deveriam voltar para a simplicidade da cruz. Destacamos três aspectos da argumentação de Paulo.<br />
  7. 7. A Sabedoria de Deus é mais poderosa que a sabedoria humana<br /> Paulo declara: Certamente, a palavra da cruz é loucura para os que se perdem, mas para nós, que somos salvos, poder de Deus (1Co 1.18). A sabedoria humana é impotente para resolver os problemas espirituais do homem, principalmente, a salvação de sua alma. Por isso ele destaca: Visto como, na sabedoria de Deus, o mundo não o conheceu por sua própria sabedoria, aprouve a Deus salvar os que crêem pela loucura da pregação (1Co 1.21). Somente a cruz pode resolver os problemas da alma humana.<br />
  8. 8. A Sabedoria de Deus triunfa sobre a sabedoria humana<br /> Paulo diz: Pois está escrito: Destruirei a sabedoria dos sábios e aniquilarei a inteligência dos instruídos (1Co 1.19). Trata-se de uma citação do profeta Isaías, onde Deus promete destruir a sabedoria e os projetos humanos (Is 29.14). Alguns irmãos da igreja em Corinto estavam no mesmo caminho de Israel (Is 30.1-5). Eles estavam trocando a revelação de Deus pelos pensamentos humanos. Por isso Paulo pergunta: Onde está o sábio? Onde, o escriba? Onde, o inquiridor deste século? Porventura, não tornou Deus louca a sabedoria do mundo? (1Co 1.20). A sabedoria de Deus prevalece sobre o pensamento e os planos dos homens (Pv 16.1-3).<br />
  9. 9. A Sabedoria de Deus frustra a arrogância humana<br /> Paulo diz: Porque tanto os judeus pedem sinais, como os gregos buscam sabedoria; mas nós pregamos a Cristo crucificado, escândalo para os judeus, loucura para os gentios; mas para os que foram chamados, tanto judeus como gregos, pregamos a Cristo, poder de Deus e sabedoria de Deus. Porque a loucura de Deus é mais sábia do que os homens; e a fraqueza de Deus é mais forte do que os homens (1Co 1.22-25). Paulo usa três argumentos: (1) A sabedoria de Deus revelada por meio da pregação do Cristo crucificado não atende as expectativas carnais dos que ouvem a mensagem. Gregos querem sabedoria humana e judeus querem sinais miraculosos, mas todos são contrariados em suas expectativas. A cruz de Cristo não é o que o homem deseja, mas é o que ele precisa.<br />
  10. 10. (2) A sabedoria de Deus é compreendida somente por aqueles que Ele chama de forma eficaz. A quem Deus chama pela pregação da Palavra, o Espírito Santo o capacita a entender a mensagem. (3) A sabedoria de Deus, mesmo sendo considerada pelos incrédulos, loucura e fraqueza, é mais sábia e mais forte que toda a erudição e sabedoria humana.<br />
  11. 11. 2. O Paradoxo da Sabedoria de Deus (1Co 1.26-28)<br /> Paulo pede aos irmãos da igreja em Corinto que considerem o seu chamado: Três lições chaves neste texto. (1) Deus é soberano em escolher e chamar pessoas pela pregação do Evangelho e obra do Espírito Santo. O chamado de Deus não é para quem quer, mas para quem Ele escolhe – Rm 9.16. (2) Deus inverte os padrões do mundo e chama aqueles que não possuem status social – educação, poder aquisitivo e berço familiar. Este era o caso de grande parte dos membros da igreja em Corinto – 1Co 6.9-11. (3) Deus chama pessoas desprezadas pela sociedade para envergonhar e anular aquelas que pensam ser alguma coisa. Ele anula e remove completamente esses padrões transitórios do mundo e implanta os valores eternos do reino de Deus – Gl 3.26-29.<br />
  12. 12. 3. O Objetivo da Sabedoria de Deus (1Co 1.29-31)<br /> O objetivo de Deus ao salvar pecadores de maneira incondicional, escolhendo aqueles que não merecem, tem três objetivos: (1) Impedir que os salvos se vangloriem diante de Deus, achando-se merecedores da salvação. (2) Conscientizar os salvos que graças a Deus, eles estão unidos a Cristo. É por meio de Jesus Cristo que possuímos sabedoria espiritual para conhecer a Deus e nos apropriarmos da sua salvação. Em Jesus, fomos justificados (justiça), somos santificados (santificação) e seremos redimidos (redenção).<br />
  13. 13. (3) Todo salvo deve gloriar-se em conhecer intimamente a Deus, conforme o ensino do profeta Jeremias: Assim diz o Senhor: Não se glorie o sábio na sua sabedoria, nem o forte, na sua força, nem o rico, nas suas riquezas; mas o que se gloriar, glorie-se nisto: em me conhecer e saber que eu sou o Senhor e faço misericórdia, juízo e justiça na terra (Jr 9.23,24).<br />
  14. 14. 4. A comunicação da Sabedoria de Deus (1Co 2.1-5)<br /> Paulo continua falando sobre a sabedoria de Deus. Agora , ele explica para os coríntios a sua maneira de pregação em 1Co 2.1-5. Três características da pregação de Paulo: (1) A sua pregação exigia dele dedicação exclusiva (At 6.4). Ele havia se consagrado inteiramente à pregação da Palavra. (2) A pregação dele não dependia da eloquência e da oratória, mas completamente do poder do Espírito Santo (At 4.31). A sua pregação não era só palavra, vinha acompanhada com frutos ou vidas transformadas. (3) A motivação da pregação de Paulo era que os seus ouvintes tivessem uma fé baseada na Palavra de Deus e não na sua pessoa. A pregação de Paulo produzia discípulos de Jesus e não seus prosélitos.<br />
  15. 15. 5. A Compreensão da Sabedoria de Deus (1Co 2.6-16)<br />A última parte do ensino de Paulo sobre a sabedoria de Deus é sobre o acesso ou a compreensão a esta sabedoria. Precisamos dividir este assunto em duas partes:<br />A Natureza da Sabedoria de Deus – vv.6-9<br />A sabedoria de Deus é por natureza espiritual e eterna. Ela não é a sabedoria deste mundo (v.7). Jesus Cristo é a sabedoria de Deus. Ela estava oculta e agora foi revelada: Mas falamos a sabedoria de Deus em ministério, outrora oculta, a qual Deus preordenou desde a eternidade para a nossa glória.<br />
  16. 16. Esta sabedoria é um mistério e é incompreensível ao incrédulo. E o fato dos homens desconhecerem esta sabedoria espiritual, leva-os a cometerem muitas injustiças (v.8). A sabedoria de Deus é exclusiva para aqueles que amam a Deus (Rm 8.28). Paulo declara: Mas, como está escrito: Nem olhos viram, nem ouvidos ouviram, nem jamais penetrou em coração humano o que Deus tem preparado para aqueles que o amam (v.9). Paulo enfatiza que pelos órgãos humanos (olhos, ouvidos e coração), o homem não pode conhecer a sabedoria de Deus.<br />
  17. 17. <ul><li>A revelação da sabedoria de Deus – vv.10-16</li></ul> A revelação da sabedoria de Deus é feita pelo Espírito Santo. Mas Deus no-lo revelou pelo Espírito; porque o Espírito a todas as coisas perscruta, até mesmo as profundezas de Deus (v.10). Somente o Espírito conhece a Deus e somente ele pode tornar Deus conhecido ao homem (v.11). Há três aspectos desta revelação:<br />Revelação – como o ato de Deus mostrar a sua existência e a sua vontade aos homens. A maneira de Deus se revelar é classificada em natural e sobrenatural ou geral e especial. A primeira refere-se ao ato de Deus comunicar a sua existência pelas coisas criadas (Sl 19.1-6). A segunda refere-se à comunicação da obra redentora de Deus, por meio de Jesus Cristo. A Bíblia é a revelação escrita de Deus.<br />
  18. 18. Inspiração – quando Deus revelou a sua vontade aos homens, capacitando-lhes a registrar o que foi revelado na Escritura Sagrada (2Tm 2.14-17). Paulo era um apóstolo e ele estava sendo inspirado pelo Espírito para escrever a Escritura.<br />Iluminação – é a capacidade de compreensão ou discernimento espiritual que o Espírito Santo dá para aquele que ouve ou lê a Palavra de Deus, que foi revelada e inspirada pelo Espírito (At 16.14). Por isso Paulo faz a diferença entre homem natural – o incrédulo (a pessoa que não tem o Espírito Santo) e homem espiritual – o crente (aquele que é habitado pelo Espírito Santo) (vv.14-16).<br />
  19. 19. Fim da 2ª Aula.<br />

×