NOTÍCIASSegunda-feira, 03 de janeiro de 2011 • Nº 01Programação do FNE 2011 projetaaplicação de R$ 10,6 bilhõesValor repre...
EVENTOEtene participa do 38º EncontroNacional de Economia em Salvador   O Banco do Nordeste, por meio                     ...
MICROFINANÇASNúmero de clientes do CrediamigoComunidade cresce 53% em 2010    O número de clientes do Crediamigo          ...
EspecialProgramação do FNE 2011 atualizacondições de financiamentoA       Programação do FNE para                     linh...
EspecialAquicultura tem potencialpara crescer no NordesteO        potencial da aquicultura no         ser incrementada, al...
MICROCRÉDITOCapelinha amplia negócios em Minas Novas   Mais de 140 agricultores forambeneficiados com recursos do Programa...
PARCERIAAssú firma sete convênios para ProgramaNacional de Alimentação Escolar    A Agência de Assú (RN) estabeleceu      ...
NOMES DO NORDESTE EM DVDCCBNB lança entrevista com Walter Carvalho    O Ambiente de Gestão da Cultura              princip...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Notícias 01 Banco do Nordeste - 2011

941 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
941
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Notícias 01 Banco do Nordeste - 2011

  1. 1. NOTÍCIASSegunda-feira, 03 de janeiro de 2011 • Nº 01Programação do FNE 2011 projetaaplicação de R$ 10,6 bilhõesValor representa incremento de 17,8% em relação ao exercício de 2010U m total de R$ 10,6 bilhões Estaduais de Aplicação para atender demandas por e na dinâmica regional, DIVULGAÇÃO crédito de toda a área de o gerenciamentofinanciamento do Fundo Constitucional da execução gerade Financiamento do Nordeste (FNE). O informações paravalor, que representa um incremento de decisão das áreas17,8% em relação a 2010, está definido estratégicas ena Programação Anual do FNE 2011 negociais quantoaprovada pelo Conselho Deliberativo da a possíveisSudene, com vigência a partir de janeiro. redirecionamentos O documento define os das aplicações.programas de financiamento a serem Leia mais naoperacionalizados ao longo do ano e página 4. Indústrias serão beneficiadas com a maior parcela de recursosas projeções de aplicação dos recursospor estado, porte de cliente, sub-região, um dos pontos fortes da Programaçãomesorregião, setor de atividade, dentre do FNE é o caráter participativo de sua Redução de tiragemoutras prioridades. elaboração. “O trabalho, conduzido Informamos que o Notícias Dos recursos programados por pelo Banco do Nordeste, resultou da Banco do Nordeste teve sua tiragemsetor, a maior parcela é projetada para participação de mais de 400 pessoas nos reduzida para 3 mil exemplares,a indústria, perfazendo R$ 2,5 bilhões onze estados, entre representantes dos sendo veiculado exclusivamente(23,9%). Os demais setores projetam a governos federal e estaduais, iniciativa como veículo de comunicaçãoseguinte distribuição de financiamentos: privada, terceiro setor e das várias interna. Além de atender àsagricultura R$ 2,3 bilhões (22,1%); unidades do Banco envolvidas”, disse. recomendações da políticainfraestrutura R$ 1,5 bilhão (14,2%); Instrumento de planejamento de ambiental do BNB, a medida insere-pecuária R$ 1,1 bilhão (10,4%); turismo R$ recursos públicos, inclusive sujeito se no contexto de modernização da692 milhões (6,5%); agroindústria R$ 292 ao acompanhamento de órgãos política de comunicação do Banco.milhões (2,8%) e, observando a limitação de controle interno e externo, a A partir desta edição, vocêlegal para o setor, são reservados 20% Programação do FNE tem sua execução confere também o conteúdopara comércio e serviços (R$ 2,1 bilhões). monitorada pela Área de Políticas do jornal na Intranet por meio Participativo de Desenvolvimento, por meio do do programa FlipViewer, o Para o superintendente de Políticas Ambiente de Políticas de Financiamento. que proporcionará muito maisde Desenvolvimento, Rubens Mota, Com base nas projeções dos 11 Planos praticidade à sua leitura online. Carteira de clientes Pesquisadora CCBNB lança do Crediamigo Fátima Vidal avalia DVD de Comunidade crescimento entrevista com cresceu mais de da aquicultura cineasta Walter 50% em 2010. nordestina. Carvalho. Pág 03 Pág 05 Pág 08
  2. 2. EVENTOEtene participa do 38º EncontroNacional de Economia em Salvador O Banco do Nordeste, por meio Carneiro, o Brasil é destaquedo Etene, participou do 38º Encontro na pecuária e na produção deNacional de Economia, da Associação cana, soja, milho e café, o queNacional de Centros de Pós-Graduação se justifica pela evolução doem Economia (Anpec), realizado no número de estabelecimentosGran Hotel Stella Maris, em Salvador rurais no Nordeste, em relação(BA), nos dias 8 e 9 de dezembro, ao resto do País.apresentando palestras sobre o De acordo com odesenvolvimento da região Nordeste. superintendente Narciso As mesas expositoras, presididas Sobrinho, o potencial dapelo superintendente do Etene, José Região é ainda maior quandoNarciso Sobrinho, contaram com as são considerados os negóciosanálises dos gerentes do Etene, Airton José Narciso Sobrinho e Marcos Falcão de família. “O Nordeste temSaboya Valente Junior, Wendell durante apresentação do FNE-Rural 50% dos empreendimentosMárcio Araújo Carneiro e Marcos familiares do Brasil”, ressaltou.Falcão Gonçalves. Desenvolvimento Econômico e Social Marcos Falcão apresentou a Também participaram o professor (BNDES), Antônio Alves Junior. avaliação do FNE-Rural, enquanto oCarlos Roberto Azzoni, da Fundação A apresentação de Airton professor Carlos Azzoni detalhou oInstituto de Pesquisas Econômicas da Saboya enfocou as transferências de PIB da agricultura familiar no NordesteUniversidade de São Paulo (FIPE/USP) e recursos entre as regiões através da e nos estados. Já Antonio Alves Júnioro chefe do Departamento de Relações inetermediação financeira. Segundo destacou a atuação do BNDEScom o Governo do Banco Nacional do dados apresentados por Wendell no Nordeste.Diretor profere palestra Teófilo Otoni apoia responsabilidadesobre economia solidária socioambiental No último dia 10, o diretor de com os movimentos sociais e as Durante o último Fórum deGestão do Desenvolvimento do territorialidades por meio do Programa Gestão da Agência de Teófilo Otoni,Banco do Nordeste, José Sydrião de de Apoio a Projetos Produtivos foram premiados os colaboradoresAlencar Júnior, participou da II Mostra Solidários”, declarou. mais engajados nas práticas deNacional de Economia Solidária e da VI O BNB viabiliza a realização de sustentabilidade ambiental propostasFeira Baiana de Economia Solidária e diagnósticos de economia solidária, pelo Banco, em especial, o uso dasAgricultura Familiar, em Salvador (BA). avaliações de políticas, estudos canecas para redução dos coposA programação incluiu o Seminário jurídicos, intercâmbios de encontros descartáveis e a separação do lixo parasobre Fundos e Territorialidade setoriais, além de patrocinar projetos destinação seletiva.no Contexto do Desenvolvimento e feiras de economia solidária. A A iniciativa partiu voluntariamenteSustentável, que contou com palestra gestão do Programa é compartilhada do arquivista da Unidade, Tharick Rauschproferida pelo diretor. com Senaes, Fórum Brasileiro de Gerde, que, durante os últimos meses, Na mesa composta pelo presidente Segurança Alimentar, Articulação no estimulou a equipe, conscientizando-a edo Instituto de Pesquisa Econômica Semiárido Brasileiro (Asa), Conferência monitorando o comprometimento comAplicada, Márcio Poschmann, e pelo Nacional dos Bispos do Brasil e a questão ambiental. “Foi uma iniciativadiretor da Secretaria Nacional de Universidade Federal do Ceará. Já foram primária, pois pode ser feito muito mais”.Economia Solidária (Senaes), Roberto disponibilizados R$ 7 milhões em apoio Foram premiados o gerente daMarinho, Sydrião de Alencar destacou aos Fundos Solidários. Agência, Carlos Nunes, os gerenteso apoio do Banco aos Fundos Como exemplo de apoio temos o executivos Acácio Fernandes Vieira eRotativos Solidários. Pólo Sindical do Planalto da Borborema Maria Betânia de Sousa, e os analistas “Dada a existência de uma política (PB); Microrregião do Pajeú (PE); bancários Antenor Salgado Neto enacional de economia solidária e, pelo Microrregião do Sisal (BA); Microrregião Dickson José de Sá Filho. Eles receberamfato de 50% dos empreendimentos do Senhor do Bonfim (BA); um sistema um troféu confeccionado em vidro, comsolidários no País estarem no de cooperativas agroextrativistas no o dizer “colaborador da sustentabilidade;Nordeste, o Banco vem dialogando Maranhão; Redes Cáritas e Asa. parabéns!”.Pág. 2 • Notícias do Banco do Nordeste • 03/01/2011
  3. 3. MICROFINANÇASNúmero de clientes do CrediamigoComunidade cresce 53% em 2010 O número de clientes do Crediamigo encarrega-seComunidade, produto do Programa de de arrecadar aMicrocrédito Produtivo Orientado do quantia a ser pagaBanco do Nordeste, teve um aumento individualmente,superior a 53% em 2010, passando de 67 e decidir,mil para mais de 103 mil, em comparação coletivamente,com 2009. Os dados representam o bom sobre o ingresso dedesempenho do Programa, evidenciado novos associados.no alcance do público para o qual Charlesse direciona o produto: pessoas de Diniz, gerentebaixíssima renda, que já tenham ou não de negócios doatividade produtiva. Ambiente, informa “O Crediamigo Comunidade é a comprovados, como aumento de renda e que o processo deporta de entrada para a inclusão social saída da pobreza”, complementa Marcelo. crédito se desenvolve por meio de umae financeira dos clientes de mais baixa Essa afirmativa chama atenção para “negociação simbólica” entre o Banco dorenda para o Banco do Nordeste. uma característica da clientela: a maior Nordeste e o banco comunitário. DessaEmpreendedores de subsistência parte é beneficiária de programas forma, trabalha-se a transferência detêm, através desse produto, a grande sociais, como o Bolsa Família. É o caso poderes, que seriam de responsabilidadeoportunidade de inclusão bancária, da comerciante Aurilea da Silva, de da instituição financeira, para afortalecendo sua atividade produtiva Coroatá (MA). Tendo realizado o primeiro comunidade. Existem cerca de cincoe a renda da família”, declara o gerente empréstimo há dois anos, ela já conseguiu mil bancos comunitários apoiados pelodo Ambiente de Microfinança Urbana, ampliar a pequena mercearia que possui Programa, com uma média de 17 membroMarcelo Azevedo. desde 1999 e construir, ao lado, um bar. em cada um. Em 2010, a taxa de inadimplência foi Apoio mútuo “A solidariedade é uma característicade 0,73%, e o valor médio liberado por Os empréstimos variam entre R$ 100 marcante no Programa Crediamigo,cliente resultou em R$ 654. O montante e R$ 1 mil, e são concedidos através de onde cada membro assume adesembolsado desde 2005 já ultrapassa metodologia específica, envolvendo responsabilidade pelos demais. NoR$ 260 milhões. “A perspectiva é de equipes de 15 a 30 clientes, os chamados Comunidade, isso é ainda mais forte,manutenção desse crescimento, tendo “grupos solidários”, característicos do devido a aplicação de metodologiaem vista a meta de um milhão de clientes Programa. Ao invés da avaliação financeira, com ênfase no acompanhamento,em 2011. Continuaremos priorizando esse a metodologia prioriza a análise do caráter educação financeira e empoderamentoproduto, através de nossas unidades, pois das pessoas. dos beneficiários do produto”, conclui aele é voltado para os empreendedores No produto Comunidade, eles superintendente da Área de Microfinançaque mais necessitam de apoio de ganham status de banco comunitário, cuja Urbana e Micro e Pequena Empresa,microcrédito, bem como por gerar efeitos coordenação, escolhida pelos integrantes, Anadete Apoliano Torres.Bancos comunitários se reúnem em Simão Dias A Agência de Simão Dias (SE) Com a iniciativa, cada banco recebeu dos empresários por meio da trocasediou o primeiro encontro de bancos uma pasta para indicar outro grupo, de experiência e compartilhamentocomunitários apoiados pelo Crediamigo. denominado “banco filial”. A meta de boas práticas, com oportunidadeO evento teve como objetivo capacitar é concluir as atividades do mês de de ajuda mútua para melhorar o41 clientes que fazem parte da comissão fevereiro com três mil clientes. gerenciamento competitivo dosdos 13 bancos comunitários da Unidade OEA é a estratégia de orientação empreendimentos. Também visa àpor meio da Orientação Empresarial concedida de forma universal, cooperação construtiva e à conciliaçãoe Ambiental (OEA) e da Oficina de padronizada e sem custos aos de teoria e prática vivenciadas pelosReciclagem Artesanal. clientes do Programa Crediamigo. O empresários e clientes. Foram realizadas ações de fidelização material utilizado consiste em nove “O resultado esperado é que osde clientes, como sorteio de brindes cartilhas com temáticas em Gestão clientes percebam a importância delese mostra de vídeos motivacionais, e Empresarial, Comercialização, Cuidados para o Crediamigo e a importânciade captação com o lançamento da Ambientais e Ação Coletiva. A OEA do Crediamigo na vida de cada um”,Campanha “Simão Dias - 3.000 Alegrias”. tem como finalidade qualificar a ação afirmou a assessora Maria Mutanha. Notícias do Banco do Nordeste • 03/01/2011 • Pág. 3
  4. 4. EspecialProgramação do FNE 2011 atualizacondições de financiamentoA Programação do FNE para linha de crédito FNE Pró-Recuperação de gerenciamento, o Banco passou 2011 atualizou condições dos Ambiental pelo programa FNE Verde realizar, em uma sistemática similar à financiamentos, as quais já e o financiamento a projetos de da Programação, a Reprogramação doestão incorporadas aos normativos e enfrentamento à desertificação e FNE, revisando as projeções, com basedisponíveis também no documento da projetos do PPCerrado (plano de ação nas disponibilidades, na demanda e naProgramação Regional na Intranet, com ambiental para os cerrados). dinâmica regional.destaque para os pontos a seguir. Distribuição Projetada de A Programação integra-se também Empreendedor Individual Financiamentos ao Planejamento Estratégico do Banco, Foi criado o programa FNE Foi mantida a projeção de 40% dos por meio da sua convergência comEmpreendedor Individual (FNE-EI) recursos para beneficiários de mini, o Programa de Ação Empresarial,que destinará R$ 100 milhões para micro e pequenos portes, bem como repercutindo nas metas de Créditoatendimento aos empreendedores previsão de 50% para o semiárido. As Especializado sendo, portanto, umregistrados, conforme a Lei mesorregiões priorizadas pela Política instrumento de orientação à realizaçãoComplementar 128/08, e contará com Nacional de Desenvolvimento Regional dos negócios com recursos do FNE.um modelo específico de atendimento (PNDR) projetam aplicação de Outros Destaquespelo Banco. “É um produto inovador, R$ 1,2 bilhão, um acréscimo de 14,5% em • Limites de Financiamento - reduçãoque surgiu a partir de demandas de relação a 2010. Para estados e setores, as dos limites para médio e grande portes,representantes do próprio setor e projeções são apresentadas na tabela. passando de 85% para 80% e de 70%constitui um incentivo à formalização Gerenciamento da para 65%, respectivamente, parade empreendedores”, destacou o diretor Programação projetos em municípios de alta renda dade Gestão do Desenvolvimento, José PNDR; A Área de Políticas deSydrião de Alencar. Desenvolvimento é responsável pela • Insumos para setor serviços Copa de 2014 elaboração e pelo gerenciamento - atendimento exclusivamente no Em 2011, o Banco do Nordeste participativo da execução da programa FNE MPE, limitado a 50% doampliará o financiamento ao turismo, Programação do FNE, cabendo-lhe valor do insumo financiado e com prazoespecialmente nos projetos ligados à sinalizar e municiar com informações de até 12 meses (sem carência);Copa do Mundo de 2014. Dos gerenciais as áreas estratégicas e • Ampliação do prazo total de até 12R$ 692 milhões destinados ao setor, negociais para direcionamento dos anos para até 15 anos, com carência deé projetado um total R$ 250 milhões negócios, observando a realização do até 5 anos para projetos estruturantespara os projetos de arenas multiusos programado. do semiárido e de municípios de baixanas cidades-sedes (Fortaleza, Natal, Desde 2010, a partir desse processo renda ou estagnados da PDNR.Salvador e Recife) eentorno, os quais contarão PROGRAMAÇÃO FNE 2011 – PROJEÇÃO POR ESTADO E SETORtambém com prazo que UF/ Agricul- Pecuária Indústria Agro- Turismo Comércio Infra- Total %foi ampliado para até 20 Setor tura indústria e Serviços estruturaanos. AL 84,0 55,0 190,0 22,0 30,0 94,0 - 480,0 4,5 Além das arenas BA 905,0 155,0 340,0 39,0 167,0 510,0 414,0 2.530,0 23,9multiusos, podem receber CE 266,0 117,0 577,0 41,0 168,0 330,0 151,0 1.650,0 15,6financiamento projetos ES 58,0 47,0 38,0 19,0 6,0 42,0 - 210,0 2,0de meios de hospedagem,restaurantes, lojas, MA 114,0 143,0 327,0 28,0 9,0 190,0 139,0 950,0 9,0agências de turismo, MG 152,0 157,0 137,0 15,0 11,0 118,0 - 590,0 5,6parques temáticos, áreas PB 45,0 95,0 142,0 17,0 62,0 124,0 135,0 620,0 5,8de camping, locadoras de PE 299,0 68,0 501,0 27,0 140,0 330,0 285,0 1.650,0 15,6veículos, restauração de PI 230,0 83,0 48,0 8,0 21,0 108,0 42,0 540,0 5,1edifícios históricos etc. RN 72,0 117,0 121,0 15,0 64,0 180,0 331,0 900,0 8,5 FNE Verde SE 115,0 70,0 116,0 61,0 14,0 94,0 10,0 480,0 4,5 Outra inovação Total 2.345,0 1.107,0 2.537,0 292,0 692,0 2.120,0 1.507,0 10.600,0 100,0é a incorporação da Fonte: Área de Políticas de DesenvolvimentoPág. 4 • Notícias do Banco do Nordeste • 03/01/2011
  5. 5. EspecialAquicultura tem potencialpara crescer no NordesteO potencial da aquicultura no ser incrementada, além Brasil supera o que se tem de muitos projetos de explorado até hoje. Com o irrigação, nos quais édeclínio da pesca marinha e continental possível utilizar os canaise a divulgação dos benefícios do para produção aquícola.pescado como alimento saudável, a A consultora do Eteneatividade tem apresentado crescimento Maria de Fátima Vidal,extraordinário em todo o mundo nos responsável pela pesquisa,últimos anos, deixando de lado o seu afirma que a carciniculturaviés artesanal para ganhar status de é a exploração aquícolaoportunidade de negócio. No Nordeste, de maior destaque noembora já tenha relativa importância Nordeste, superando emsocioeconômica, a aquicultura valor a criação de peixes.demanda maior conhecimento e “Na verdade, os dados Região possui centenas de açudes onde a atividadepolíticas adequadas. pode ser incrementada do Censo Agropecuário Estudo recente do Etene sobre de 2006 confirmam que região, seguida do tambaqui”, explica.o assunto já mostra a aquicultura é o segmento mais representativo da Outro detalhe do levantamentocomo importante fonte de renda para produção nacional, quando comparado realizado é que, no Nordeste, ospequenos produtores no Nordeste com a produção e comercialização de produtores são mais especializados:e a possibilidade de sua expansão peixes, tendo Rio Grande do Norte e 48,9% dos estabelecimentos queem patamares sustentáveis. A Região Ceará como os grandes produtores produzem peixe têm a aquiculturapossui centenas de açudes públicos do país. Com relação à piscicultura, a como principal atividade contra apenase particulares onde a atividade pode tilápia é a espécie preponderante na 17,4% em escala nacional. - O Nordeste respondeu por 96,6% da produção brasileira PEIXES E CAMARÕES de camarões e 97,2% da quantidade vendida, em 2006. - No Brasil, dos - O Rio Grande do Norte concentra 35,1% dos estabelecimentos estabelecimentos, 53,1% da produção e 49,5% do valor de produtores de peixe no produção de camarão (2006). Censo de 2006, o grupo Ceará tem 18,8% dos estabelecimentos, 30,6% do volume aquicultura representou e 32,3% do valor de produção de camarão, seguindo-se 17,4% (83% do volume e Bahia (13,5% e 7,8% dos estabelecimentos e produção, 85% do valor da produção respectivamente). de peixes). - Em 2006, o Nordeste foi responsável por 26,3% da - O grupo aquicultura produção nacional de peixes e 28,8% da quantidade representava 56,7% comercializada, sendo Ceará, Maranhão e Bahia os dos estabelecimentos maiores produtores. de criação de camarão, - Ceará possui o maior número de unidades de piscicultura respondendo por 97% do construídas e mantidas pelo DNOCS no Nordeste, além de volume e 97,3% do valor boa infraestrutura hídrica com grande número de açudes. de produção nacional. - No Maranhão, que possui potencial para piscicultura - A participação em razão da abundância em recursos hídricos, o nordestina na produção de camarão é bem mais cultivo predominante é o extensivo utilizando apenas expressiva que na produção e venda de peixes, em alimento natural. comparação ao País. - No Nordeste, dos produtores de pescados, 29% criavam - A carcinicultura no Nordeste cresceu muito a partir tilápia, sendo que a Bahia era o maior produtor desse da década de 1990, com a introdução da espécie exótica L. pescado, e 22,7% tambaquis, cujo maior produtor era o vannamei. Maranhão. Notícias do Banco do Nordeste • 03/01/2011 • Pág. 5
  6. 6. MICROCRÉDITOCapelinha amplia negócios em Minas Novas Mais de 140 agricultores forambeneficiados com recursos do ProgramaAgroamigo, liberados durante eventocomemorativo dos 280 anos deemancipação política de Minas Novas(MG), em novembro. Além das liberações, houveapresentações teatrais e musicais, epalestra informativa sobre o Programa,que já investiu mais de R$ 2 milhões naeconomia do município. “Mais importante do que levarrecursos financeiros, é levar dignidade,alegria e esperança ao sofrido povo daregião do Vale do Jequitinhonha”,disse o assessor de microcrédito, Clientes do Agroamigo durante evento comemorativo da emancipação do municípioDouglas Mendes. Segundo o gerente da Agência Novas, com o apoio dos principais objetiva manter estas parcerias, dede Capelinha, Cícero Romão, o Banco representantes do município. modo a fortalecer sua economia e ado Nordeste tem contribuído para o Em 2010, o volume de aplicações base de negócios, sempre na intençãofortalecimento e para a alavancagem da Agência para os setores rural, de de continuar gerando mais renda ede negócios promissores nos diversos comércio e de serviços foi de empregos para a cidade, no âmbito dasetores da economia de Minas R$ 1,6 milhão. Em 2011, a Agência missão do Banco.Natal-Centro incentiva Banco participa de Fórum dafazenda leiteira pelo Pronaf Mulher EmpresáriaMais Alimentos “Novas oportunidades de negócios para o Maranhão”. Este foi o tema do 8º A Agência Natal-Centro (RN) liberou Fórum da Mulher Empresária, promovidoR$ 105 mil para o produtor Wilton pela Associação Comercial do Maranhão,Gonçalves, no âmbito do Pronaf Mais em novembro. O evento reuniu cercaAlimentos. O financiamento permitiu de 120 pessoas, entre empresários,a ampliação da capacidade produtiva executivos, associados, profissionaisda Fazenda Boa Vista, localizada no liberais, autônomos e público em geral.município de Ielmo Marinho. Com os Na ocasião, foram abordadasrecursos, o agricultor familiar adquiriu perspectivas de negócios para o Estado,equipamentos, matrizes bovinas e bem como qualificação profissional doforragem para os animais. empreendedor, responsabilidade social e Gestores do Ponto do Pronaf e o cliente (C) Segundo o gerente do Ponto de captação de recursos.Atendimento Centralizado Pronaf no incrementar sua produção leiteira em A gerente de negócios KhoryEstado, Irineu Anacleto, as contratações pelo menos 70%. “Até agora, adquiri Pacheco proferiu palestra sobre as linhasdo Mais Alimentos estão entre as dez matrizes bovinas, investi em um de crédito do BNB. “Foi muito gratificanteque mais estão sendo divulgadas resfriador e coloquei cerca. Ainda vou perceber o aumento da autoestimae contratadas. “São investimentos melhorar a pastagem, plantar palma, da classe empresarial maranhense,dessa natureza que trazem mudanças capins pisoteio e elefante”, disse. destacadamente seus representantes dosignificativas para a produção do O produtor tem o apoio de dois dos sexo feminino, por meio da qualidadehomem do campo, em especial o seis filhos, para manter a propriedade das palestras oferecidas e pelo nível deagricultor familiar, demonstrando de aproximadamente 30 hectares. Com participação e interesse dos presentes,a importância do BNB para o o financiamento, ele espera, ainda, em total sintonia com o momentodesenvolvimento da Região”, ressalta. melhorar a capacidade de estocagem econômico favorável e com excelentes De acordo com Wilton Gonçalves, e acabar com as perdas devido à perspectivas de negócios que oos novos equipamentos servirão para precariedade no armazenamento. Maranhão vivencia”, resumiu.Pág. 6 • Notícias do Banco do Nordeste • 03/01/2011
  7. 7. PARCERIAAssú firma sete convênios para ProgramaNacional de Alimentação Escolar A Agência de Assú (RN) estabeleceu confiança no programa. Ainda se notaparcerias com sete municípios de sua alguma resistência, mas, na medida emjurisdição para o Programa Nacional de que os demais começarem a receberAlimentação Escolar (Pnae), por meio seus pagamentos com mais frequênciado qual produtores rurais comercializam e facilidade, os demais verão que aseus produtos para servirem de lanche inserção no programa é vantajosa”,aos alunos de escolas públicas. A ressaltou Lázaro.consolidação desses convênios é uma No que diz respeito ao Plano dedas metas do Plano de Ação Imediata Ação Imediata, Assú também seda estratégia Nordeste Territorial. destaca na abertura de contas para o Segundo o agente de Programa de Aquisição de Alimentosdesenvolvimento, Lázaro Serbeto, os Agente Lázaro Serbeto (2º) e da Companhia Nacional de produtores atendidosparticipantes estão mais organizados Abastecimento (Conab), que teme já avançam para a confecção de A localidade com a maior como objetivo incentivar a produçãotalonário de notas fiscais por grupo quantidade de agricultores é Ipanguaçu, da agricultura familiar. A Unidadede produtores, cotando preços e que já conta com 11 beneficiados. contava com oito parcerias até o finalorientando os envolvidos para agilizar o “A proximidade do parceiro local e o de outubro, o que representa quase trêspagamento do fornecimento. acesso facilitado ao produtor gerou vezes a meta estabelecida.Agência de Guarabira financia setor hoteleiro O Victor’s Center Hotel, localizado na O gerente de negócios Williamscidade de Guarabira, brejo paraibano, da Silva Rocha destaca a importânciarecebeu financiamento do Banco do do empreendimento para a região.Nordeste, no valor de R$ 1,2 milhão, “Ele amplia e moderniza a capacidadepara reforma e ampliação do prédio, hoteleira da cidade, gerando novoscom recursos do FNE/MPE/Turismo. empregos e também receitas da Segundo o proprietário José atividade turística na cidade”, afirma.Valderedo Victor, o financimento O Victor’s Center Hotel tempermitirá ao hotel oferecer instalações classificação turística e funciona desdemais modernas e confortáveis. O Gerente geral Esdras Ribeiro, empresário José 1989. O casal de empresários Joséestabelecimento possui atualmente 49 Valderedo e gerente de negócios Williams Silva Valderedo e Maria Auxiliadora Victorquartos e terá sua capacidade ampliada andares com 30 apartamentos, gerando é cliente do Banco do Nordeste desdepara 80. Serão construídos três novos mais 10 novos postos de trabalho. os anos 1980.Estância realiza feira da MPE da Região Sul de SE O Banco do Nordeste apoiou e prospectar negócios e divulgar seus Estância, em torno de 1.500 pessoas.a realização da XII Feira da Micro serviços, além de fortalecer a marcae Pequena Empresa de Estância Crediamigo, que prestou informações(Fepeme), que ocorreu entre ao setor informal.8 e 12 de dezembro. Cerca de 56 Durante a programação, o nomeestandes expuseram produtos como do Banco do Nordeste foi bastanteconfecção, perfumaria, semijóias, divulgado como patrocinador docalçados, motocicletas, artes plásticas, evento e, em especial, como únicacolchões, chocolates caseiros, instituição financeira presente, dispostaentre outros. a apoiar as empresas expositoras. Segundo o gerente da Agência A presença de público no primeirode Estância (SE), José Miguel Alves dia da Feira foi estimada, pela comissãoMelo, o estande do BNB foi uma ótima organizadora do Serviço de Apoio às O gerente da Agência, Miguel Melo, ao ladooportunidade para a instituição realizar Micro e Pequenas Empresas - Sebrae - dos funcionários do BNB/Estância Notícias do Banco do Nordeste • 03/01/2011 • Pág. 7
  8. 8. NOMES DO NORDESTE EM DVDCCBNB lança entrevista com Walter Carvalho O Ambiente de Gestão da Cultura principal para o desenvolvimentolançou, no último dia 13, DVD do Regional”, afirmou.programa Nomes do Nordeste, Na entrevista, gravada hácontendo entrevista com o diretor de um ano durante a V edição dofotografia Walter Carvalho, dentro da Fest-Aruanda, Walter Carvalhoprogramação do VI Festival Aruanda do fala sobre sua experiência deAudiovisual Brasileiro. No vídeo, que será diretor cinematográfico, tanto nodisponibilizado a cineclubes e instituições, documentário “Janela da alma”,o cineasta compartilha sua história de como na ficção “Budapest”. Tambémvida e trajetória artística, entrevistado pelo comenta a construção fotográficajornalista João Carlos Moura. dos filmes “Abril despedaçado” e O gerente do Centro Cultural Banco do “Madame Satã”. Além disso, ressalta Cineasta Walter CarvalhoNordeste de Sousa (PB), Ricardo Pinto, que a subjetividade e o mistério no seuparticipou do lançamento, destacou que ato de ver e fotografar. “Entre o de fotografia assinada por ele como, poro DVD faz parte de coleção de entrevistas que você vê e o que você deduz existe exemplo: “Abril despedaçado” e “Centraldo Programa com grandes nomes da uma suposta poesia. Existe algo de do Brasil”; “Madame Satã”, de Karimcultura nordestina. desconhecimento, de misterioso, de Aïnouz; e “Lavoura arcaica”. “Não é uma homenagem, embora subjetivo, que é exatamente o que me Em 2001, Walter Carvalho lançou-ele mereça todas as homenagens. É mais interessa”, diz Walter. se na direção cinematográfica, com ouma parceria que fizemos com o Walter Como premiado diretor de fotografia, documentário “Janela da Alma”, realizadoCarvalho, com esses ensinamentos e essas Walter Carvalho trabalhou com grandes em parceria com João Jardim. Eminformações que ele nos traz, no sentido cineastas, como Glauber Rocha e Nelson 2009, voltou a atuar como diretor emde darmos continuidade e fazer valer Pereira dos Santos. Alguns dos sucessos “Budapest”, baseado em romance escritonossa ação que tem a cultura como elo do cinema nacional tiveram a direção por Chico Buarque.“Sua Incelença, Ricardo III” estreia em Natal O grupo de teatro potiguar Clowns de A forma como ele, ardilosamente, elimina PABLO PINHEIROShakespeare estreou o espetáculo “Sua seus concorrentes à coroa para chegar aoIncelença, Ricardo III”, em Natal. Após três poder, abraçando em um dia e matandoanos de pesquisa, a peça foi idealizada no outro, é muito familiar às nossascom a promessa de internacionalizar o referências políticas, do coronelismo e dagrupo, bem como de coroar o décimo perpetuação das famílias no poder”, disse.sétimo aniversário dos Clowns e a A pesquisa musical desenvolvidaparceria com o premiado diretor Gabriel no trabalho parte das “incelenças”Villela, um dos mais importantes nomes (excelências), gênero musical tipicamentedo teatro contemporâneo no país. Na peça, artista faz performance musical nordestino, atrelado aos costumes A montagem e caravana do entre o sertão e a Inglaterra Elisabetana. fúnebres da região. Para o Clowns,espetáculo, que proporcionou dez O personagem que retrata o Duque condição muito adequada à história deapresentações gratuitas ao público em de Gloucester é aquele que muitos Ricardo e sua trajetória de assassinatos eNatal, Santa Cruz, Currais Novos e Assú, consideram o mais terrível e maquiavélico traições rumo à coroa da Inglaterra.tem patrocínio do Programa BNB de que o autor colocou no palco. A estreia nacional de “Sua Incelença,Cultura – Parceria BNDES. Ricardo III” está prevista para março de Para o dramaturgista e produtor A peça parte do texto “Ricardo III”, de Fernando Yamamoto, Ricardo é um dos 2011, na abertura do Festival de Curitiba,William Shakespeare, e ganha a rua por vilões mais geniais do teatro universal. um dos mais importantes do país. Emmeio do universo lúdico do picadeiro “Ele é tão cruel quanto fascinante e seguida, o grupo pretende seguir parado circo, dos palhaços mambembes e sedutor, estando muito próximo aos outros festivais, além de temporadas emcarroças ciganas, criando um diálogo nossos ‘reis’ nordestinos e potiguares. São Paulo e Rio de Janeiro. Redação: Ambiente de Comunicação Social, com apoio das assessorias das Superintendências Estaduais. Edição: Ambiente de Comunicação Social – Célula de Imprensa e Produção Editorial Jornalistas responsáveis: Maurício Lima (MTB CE 01165 JP) e Angélica Paiva (MTB CE 0862 JP) Tel.: (85) 3299.3083 e 3299.3082 - Fax: (85) 3299.3530 - www.bnb.gov.br Impressão e distribuição: Ambiente de Recursos Logísticos Impresso em papel reciclado 90g/m²Pág. 8 • Notícias do Banco do Nordeste • 03/01/2011

×