Complexity is
dead
At least for the end user
by Érica Briones Graciano
@ericabriones
Complexity is a bitch!
René Descartes
Evolução
tecnológica
Transformação
social
Vingança
Os culpados
010101
1100011100100
00111111101010010101
000101000111000111000
111001010101111000111
111101010101010101010
010101
1100011100100
00111111101010010101
000101000111000111000
111001010101111000111
111101010101010101010
Inovação
Disru...
As circunstâncias
O prenúncio...
ENIAC
1946
1969
Lei de
Moore
1965
RFQ
ARPANET
1968 1989
1ª Ligação
Celular
1973
1972
1979
1G
1988
1999
1995
1994
1996
1991
2G
1997
1998
2010
2003 2004 2007
2006
2005
2008
2012
2011
2001
3G
2000
Bolha da
internet
2009
4G
2002
2,8 bilhões é o
número de usuários
da internet.
39% da população
mundial. (KPCB, 2015)
Até o final de 2015 o
tráfico globa...
O desfecho
Consumidores assumem
o controle das relações
com as empresas.
Usuários assumem o
controle das relações
com TI.
Charles Darwin
SaaS e a entrega de valor para o negócio
Sistemas de
Inovação
Sistemas de
Diferenciação
Sistemas de
Registro
Sistemas de
Registro
“Run the business”
Ideias comuns, para processos
bem conhecidos/commodities
Muda pouco, entre 6 e 12
...
Charles Darwin
SaaS e a entrega de valor para o negócio
Flexibilidade x Complexidade no Produto
Novo posicionamento de TI
...
Written by
Érica Briones Graciano.
E-mail:
erica@vortexinovacao.com
Expandido: Complexity is dead: at least for the end user
Expandido: Complexity is dead: at least for the end user
Expandido: Complexity is dead: at least for the end user
Expandido: Complexity is dead: at least for the end user
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Expandido: Complexity is dead: at least for the end user

481 visualizações

Publicada em

Consumidores assumem o controle das relações com as empresas, usuários assumem o controle das relações com TI. O mundo mudou, será que você ainda é relevante dentro da nova realidade?

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
481
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
37
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
11
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Expandido: Complexity is dead: at least for the end user

  1. 1. Complexity is dead At least for the end user by Érica Briones Graciano @ericabriones
  2. 2. Complexity is a bitch!
  3. 3. René Descartes
  4. 4. Evolução tecnológica Transformação social Vingança
  5. 5. Os culpados
  6. 6. 010101 1100011100100 00111111101010010101 000101000111000111000 111001010101111000111 111101010101010101010
  7. 7. 010101 1100011100100 00111111101010010101 000101000111000111000 111001010101111000111 111101010101010101010 Inovação Disruptiva
  8. 8. As circunstâncias
  9. 9. O prenúncio... ENIAC 1946 1969 Lei de Moore 1965 RFQ ARPANET 1968 1989 1ª Ligação Celular 1973 1972 1979 1G 1988
  10. 10. 1999 1995 1994 1996 1991 2G 1997 1998
  11. 11. 2010 2003 2004 2007 2006 2005 2008 2012 2011 2001 3G 2000 Bolha da internet 2009 4G 2002
  12. 12. 2,8 bilhões é o número de usuários da internet. 39% da população mundial. (KPCB, 2015) Até o final de 2015 o tráfico global da internet somará UM ZETTABYTE(FORBES, 2014) Primeiro compartilhávamos fotos, passamos a dividir vídeos e som, emerge o compartilhamento de dados 1,8 bilhões de fotos de gatos e comida são carregadas / compartilhadas por dia (KPCB, 2014). Fim da privacidade 300 horas de vídeos são carregados no Youtube a cada minuto (Estatísticas do Youtube, 2015). Estima-se que o # de objetos conectáveis seja 1,8 trilhões. Atualmente temos meros 14,8 bilhões, 2,77% do todo (ZDNet, 2015). Até 2018 a quantidade estimada de dados gerada pela IoE (P2P, M2P, M2M) é de 403 ZETTABYTES(CISCO, 2014) 1 x a cada 7 mins (KPCB, 2013) Tudo isso, não é simplesmente muito?
  13. 13. O desfecho
  14. 14. Consumidores assumem o controle das relações com as empresas. Usuários assumem o controle das relações com TI.
  15. 15. Charles Darwin SaaS e a entrega de valor para o negócio
  16. 16. Sistemas de Inovação Sistemas de Diferenciação Sistemas de Registro
  17. 17. Sistemas de Registro “Run the business” Ideias comuns, para processos bem conhecidos/commodities Muda pouco, entre 6 e 12 meses Mínimo risco Dura + de 10 anos Sistemas de Diferenciação “Grow the business” Ideias melhores, para processos bem conhecidos, mas altamente customizáveis Muda mais frequentemente, capacidade de configuração é chave, entre 3 e 6 meses Médio risco Dura entre 2 e 5 anos Sistemas de Inovação “Transform the business” Novas ideias, para processos únicos, experimentais e dinâmicos! “Throwaway” customization, mudanças semanais ou diárias Alto risco Dura entre 3 a 12 meses
  18. 18. Charles Darwin SaaS e a entrega de valor para o negócio Flexibilidade x Complexidade no Produto Novo posicionamento de TI Novas habilidades profissionais Metodologias Ágeis de Desenvolvimento
  19. 19. Written by Érica Briones Graciano. E-mail: erica@vortexinovacao.com

×