Por que computação em nuvem?

577 visualizações

Publicada em

Uma breve descrição sobre computação em nuvem e suas vantagens, com Windows Azure.

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
577
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
87
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
12
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Por que computação em nuvem?

  1. 1. Microsoft Windows Azure Plataforma de negócios imobiliários Introdução e vantagens Dervanil Junior www.viaprincipal.com.br www.dervanil.me
  2. 2. Cenário atual para aplicações web A computação em nuvem
  3. 3. Cenário atual para aplicações web
  4. 4. Cenário atual para aplicações web Aplicações web são dependentes do ambiente onde estão hospedadas. E seu sucesso, além das funcionalidades oferecidas, está ligado a sua disponibilidade e velocidade.
  5. 5. Cenário atual para aplicações web Sistemas Web atuais
  6. 6. Cenário atual para aplicações web Desvantagens  Baixa escalabilidade  Alto custo com armazenamento e backup dos dados.  Atualização/instalação de aplicações nos servidores.  Gastos com compra, manutenção e atualização de hardware e software.  A segurança dos dados pode ser comprometida, caso a configuração não esteja correta e os servidores atualizados.  Profissionais qualificados para a configuração e manutenção dos servidores aumentam o custo da operação.
  7. 7. A computação em nuvem
  8. 8. O novo paradigma da computação em nuvem Por que computação em nuvem A nuvem possibilita uma grande redução de custos, pois o provedor de serviços, por exemplo, Microsoft Windows Azure, gerencia e disponibiliza uma série de recursos, que de outra forma são de responsabilidade da empresa.
  9. 9. O novo paradigma da computação em nuvem Por que computação em nuvem  Redução de custos com gerenciamento de infraestrutura, com a sua aplicação na nuvem não há a necessidade de executar atualizações nos servidores.  Alta escalabilidade, para atender um crescimento de acessos na sua aplicação web é necessário escalá-la, ou seja, prover mais poder de processamento, no modo tradicional isso implica na compra de novos servidores e todo o custo decorrente disso  A escalabilidade e feita com apenas uma configuração, aumentando o poder de processamento, com a vantagem de escalar para sua capacidade original com a mesma facilidade.
  10. 10. O novo paradigma da computação em nuvem Por que computação em nuvem  Rapidez na configuração inicial, para uma empresa ou Startup, usar os recursos de um provedor de serviços na nuvem e fácil de contratar e começar a utilizar, o que traz uma grande vantagem estratégica, como por exemplo, um e-commerce que tem um crescimento repentino pode ser escalado com facilidade.  Com a criação de uma aplicação web na nuvem, não existe limitação de dispositivos que podem acessá- la, basta ser acessada de um browser.
  11. 11. O novo paradigma da computação em nuvem Por que computação em nuvem  Uso de recursos e funcionalidades disponibilizadas pelo provedor de serviços na nuvem, indo desde API para gerenciamento e monitoramento até banco de dados não relacionais criados para a nuvem.  Replicação automática dos dados na nuvem em servidores com localizações diferentes (geo redundância).
  12. 12. O novo paradigma da computação em nuvem Principais vantagens  Escalabilidade e Elasticidade, possibilidade de alocar recursos de maneira dinâmica.  Alta disponibilidade chegando a 99.95%.  Grande variedade de recursos agregados que podem ser utilizados, dentre eles: Storage (Tables, Blobs, Queues), Cache, CDN e SQL Azure.  Baixo custo (http://www.windowsazure.com/en-us/pricing/calculator/?scenario=cloud).
  13. 13. O novo paradigma da computação em nuvem O que muda na nuvem com Windows Azure No Windows Azure o desenvolvimento de aplicações web pode ser feito de varias formas. As principais são essas:  Azure Cloud Services  Web Sites  Virtual Machines
  14. 14. O novo paradigma da computação em nuvem O que muda na nuvem com Windows Azure  Não existe gerenciamento de estado.  Possibilidade da distribuição do processamento (Worker Roles para Cloud Services).  Diagnóstico da aplicação.  Princípios de arquitetura específicos para a nuvem (tolerância a falhas).  Banco de dados SQL Azure  Uso de banco não relacional (Tables)
  15. 15. O novo paradigma da computação em nuvem Principais recursos do Windows Azure  Azure Cloud Services Possibilita criar e disponibilizar Web Sites ou Web Services, que são hospedados no IIS em máquinas virtuais, com uma altíssima abstração da configuração. Há também a possibilidade de hospedar serviços em background para processamento em paralelo. (Worker Roles) Permite que regras sejam configuradas em cima da demanda de recursos da aplicação, permitindo que a mesma seja escalada de forma automática, com a possibilidade de configurar alertas para determinadas métricas. (Recursos em Preview)
  16. 16. O novo paradigma da computação em nuvem Principais recursos do Windows Azure  Azure Web Sites Hospedagem de sites, porém com total acesso aos recursos de escalabilidade. É possível criar a sua aplicação usado: .Net, PHP, Node.js, Python, integrando ainda com TFS, GitHub e BitBucket. Customização de domínios, configuração de certificados SSL. (vale também para Cloud Services)
  17. 17. O novo paradigma da computação em nuvem Principais recursos do Windows Azure  Virtual Machines Permite a configuração de máquinas virtuais, com imagens em formato padrão no mercado (VHD), possui inclusive uma galeria com imagens já configuradas, incluindo máquinas Linux. Possui também imagens com Servidores Windows com diversos recursos pré-configurados.
  18. 18. O novo paradigma da computação em nuvem Principais recursos do Windows Azure  Mobile Services Cria serviços de forma rápida para aplicações mobile, provendo o backend, armazenamento e segurança.  Service Bus Barramento para troca de mensagens em fila.  SQL Databases e Reporting Banco de dados SQL Server com algumas funcionalidades reduzidas, sendo por isso específico para uso na nuvem.
  19. 19. O novo paradigma da computação em nuvem Principais recursos do Windows Azure  Active Directory Similar ao Active Directory existente em servidores on premises, porém integrado na nuvem podendo ser usado na autenticação em aplicações Cloud Services, além de ser possível a sincronização com o Active Directory local.  Storage Conjunto de recursos essenciais para o desenvolvimento de aplicações usando Azure Cloud Services, sendo eles: Tables banco de dados não relacionais, Blobs permite armazenar streams de dados (fotos, documentos), Queue permite a troca de mensagens entre as Roles (Web e Worker) assim e possível que a aplicação agende processamentos em paralelo.
  20. 20. O novo paradigma da computação em nuvem Principais recursos do Windows Azure  Caching Solução de Cache distribuído que pode ser consumido em todas as instâncias de Web Roles de sua aplicação, criando assim uma camada de Cache única e escalável.  CDN Cria um ponto de distribuição de conteúdo estático e Blobs através de servidores físicos instalados ao redor do mundo.
  21. 21. O novo paradigma da computação em nuvem Exemplo de Arquitetura para a nuvem
  22. 22. Obrigado! www.viaprincipal.com.br www.dervanil.me

×