REGULAMENTO
I – ORGANIZAÇÃO
ARTº. 1º
DEFINIÇÃO

1- COMISSÃO ORGANIZADORA
CLUBE NAVAL DE SANTA MARIA representado pela SECÇ...
3- SECRETARIADO
CLUBE NAVAL DE SANTA MARIA
Cais de Vila do Porto
9580 Vila do Porto
Telf: 296883230 E-mail clubenavalsanta...
3- O valor de inscrição dos participantes dará também acesso a 5 workshops, bem
como aos troféus em disputa, e ao Jantar d...







Saída para a zona de pesca……..……...................................07.30 horas
Saída para os pesqueiros………………...
3- A contagem e pesagem será efectuada pela comissão técnica.
4- O pescado só poderá ser retirado do local após conclusão ...



1º/3º. Lugar – Troféu e material de pesca
Melhor exemplar do Campeonato – Troféu e material de pesca

ARTº.16º.
ENTRE...
CASOS OMISSOS
1- Os casos omissos serão resolvidos pela organização.

ARTº. 22º.
RESPONSABILIDADE
A ORGANIZAÇÃO NÃO SE RES...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Regulamento v campeonato de pesca de pedra da ilha de santa maria 2014 p ramalho

1.307 visualizações

Publicada em

Publicada em: Esportes
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.307
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.016
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Regulamento v campeonato de pesca de pedra da ilha de santa maria 2014 p ramalho

  1. 1. REGULAMENTO I – ORGANIZAÇÃO ARTº. 1º DEFINIÇÃO 1- COMISSÃO ORGANIZADORA CLUBE NAVAL DE SANTA MARIA representado pela SECÇÃO DE PESCA DESPORTIVA 2- COMISSÃO TÉCNICA A Comissão técnica será formada antes do início da primeira prova, mantendo-se até ao final do Campeonato, e terá a seguinte constituição:  Um elemento escolhido pelas equipas  Dois elementos da Organização 1
  2. 2. 3- SECRETARIADO CLUBE NAVAL DE SANTA MARIA Cais de Vila do Porto 9580 Vila do Porto Telf: 296883230 E-mail clubenavalsantamaria@gmail.com II – CONDIÇÕES GERAIS ARTº. 2º. GENERALIDADES 1- Esta Prova tem como principal objectivo o convívio de pescadores na prática da Pesca Desportiva de competição. ARTº. 3º. DESCRIÇÃO 1- O Campeonato será composto por quatro (4) Provas de quatro (4) horas cada. 2- O local será fornecido pela Organização antes do início de cada prova tendo como área aplicável toda a costa circundante da Ilha de Santa Maria. 3- O horário encontra-se descrito no Calendário de Provas em anexo. 4- A hora oficial para cada prova poderá ser alterada e será fornecida pela Organização antes do início das mesmas. ARTº. 4º ADMISSÃO DE CONCORRENTES 1- Por cada prova serão admitidas quaisquer concorrentes desde que possuam a sua inscrição regularizada. 2- A competição é individual. ARTº. 5º. INSCRIÇÕES 1- As inscrições serão feitas pelos pescadores desportivos, comprometendo-se desde logo a cumprir o presente regulamento. 2- As inscrições para o Campeonato de Pesca de Pedra da Ilha de Santa Maria serão realizadas na secretaria do Clube Naval de Santa Maria até ao dia 05 de Fevereiro pelo valor de € 15,00 (quinze euros) Sócios e Jovens até 20 anos e € 20,00 (vinte euros) Não Sócios. 2
  3. 3. 3- O valor de inscrição dos participantes dará também acesso a 5 workshops, bem como aos troféus em disputa, e ao Jantar de Encerramento. ARTº 6º. APLICAÇÃO E INTERPRETAÇÃO DO REGULAMENTO 1- A Organização e a Comissão Técnica são responsáveis pela aplicação do presente Regulamento e das suas disposições no decorrer da Prova. 2- Qualquer reclamação contra as decisões será transmitida para instrução e decisão à comissão Técnica. 3- Toda a atitude ou acção desleal, incorrecta ou fraudulenta praticada pelas equipas concorrentes e que tenha sido participada, reclamada ou dela a Organização tenha tido conhecimento directo, será julgada pela Comissão Técnica que pronunciará todas as eventuais penalidades que poderão ir até à desclassificação. 4- Das decisões da Comissão Técnica não haverá recurso. III – DESENVOLVIMENTO DAS PROVAS ARTº.7º. ESCOLHA DE PESQUEIRO 1. Caberá à comissão Técnica analisar e decidir qual a zona de pesca a ser utilizada, no local de concentração. Se à chegada à zona de pesca pelo menos 2/3 concorrentes inscritos considerarem o local impróprio para a modalidade, a Comissão Técnica decidirá por outro pesqueiro previamente escolhido. ARTº. 8º. PARTIDA 1- A todas os concorrentes será atribuído um número por sorteio. 2- A partida será dada pelo número de ordem atribuído. 3- Na saída, o espaçamento entre os concorrentes será de:  Até ao nº. 15 --------------------- 1 minuto  Restantes nºs. ------------------- 30 segundos 4- Antes da saída dos concorrentes para acção de pesca, poderá haver vistoria do equipamento de pesca e das bolsas de transporte do mesmo, por escolha aleatória. 5- Os concorrentes de deficientes motores, independentemente do número atribuído, sairão imediatamente a seguir ao primeiro concorrente sorteado. ARTº. 9º. HORÁRIO (PROVAS DIURNAS) Cada prova de pesca terá a duração de 4 horas, com o seguinte horário:  Concentração e selecção da zona de pesca no CNSMA……07.00 horas 3
  4. 4.       Saída para a zona de pesca……..……...................................07.30 horas Saída para os pesqueiros……………………………………08.00 horas Início da prova…………………..………………………….08.30 horas Termo da prova……………………………………………..12.30 horas Controlo e pesagem do pescado…… ……………………..13.00 horas Classificação no CNSMARIA ……….…..….……………..13.30 horas ARTº. 10º. ACÇÃO DE PESCA 1- A duração da acção de pesca será de 4 horas prefixas, sendo as horas de início e fim de Prova marcadas pela Organização, devendo ser escrupulosamente respeitadas sob pena de desclassificação. 2- Sendo o acto de iscar e engodar parte integrante da acção de pesca, o mesmo não deverá ser feito antes da hora do início da prova 3- Só é permitido pescar com um máximo de uma cana, um carreto, 3 anzois e um estorvo; será desclassificado o concorrente que utilizar, em simultâneo, mais do que aqui se estipula (inclui iscar e tirar o peixe do anzol). 4- A distância mínima entre concorrentes é de 10 metros, salvo acordo entre as mesmas. 5- É permitida a captura de um exemplar para além do termo da prova, se a ferragem se verificou antes. 6- É permitido a ajuda, apenas entre os concorrentes, quando haja dificuldade em retirar o peixe da água, ou imobiliza-lo e matá-lo em terra. 7- Não é permitido durante a prova a ajuda aos pescadores para qualquer ação de pesca, incluindo transporte de engodos e material de pesca, por pessoas não participantes. ARTº. 11º. CHEGADA 1- Finda a acção de pesca, os concorrentes devem apresentar-se no local de controlo de chegada, dispondo, para esse efeito, do tempo previamente determinado aquando da partida. 2- Decorrido o tempo estipulado no número anterior os concorrentes começarão a penalizar 150 (cento e cinquenta) pontos por cada minuto de atraso, até ao limite de 10 (dez) minutos, findos os quais serão desclassificados. ARTº. 12º. CONTAGEM E PESAGEM DO PESCADO 1- Os concorrentes deverão apresentar o seu pescado limpo e em bom estado de apresentação. 2- Salvo quando indicação em contrário, o local de contagem e pesagem será no local de controlo de chegada. 4
  5. 5. 3- A contagem e pesagem será efectuada pela comissão técnica. 4- O pescado só poderá ser retirado do local após conclusão da pesagem e o apuramento do melhor exemplar da prova. 5- Na pesagem do pescado serão consideradas fracções iguais ou superiores a cinco gramas. 6- Após a pesagem de todo o pescado, será realizada a pesagem dos peixes candidatos a melhor exemplar. 7- As reclamações sobre a pesagem só serão atendidas no momento da mesma. IV - RECLAMAÇÕES E CLASSIFICAÇÕES ARTº. 13º. RECLAMAÇÕES 1- Toda a reclamação será feita por escrito e entregue à Comissão Técnica. 2- Todas as reclamações deverão ser sucintas e conter dados (hora, local, etc.) que permitam avaliar com a melhor exactidão a situação apresentada. Sempre que possível deverão conter a indicação de testemunhas. 3- As reclamações serão analisadas pela Organização e Comissão Técnica, que comunicarão o resultado das mesmas. 4- Da decisão não caberá qualquer apelo. ARTº. 14º. CLASSIFICAÇÕES 1 - A pontuação de cada concorrente, por prova, será feita da seguinte forma:  Peso  1000 (MIL PONTOS) para o peso do pescado regulamentar apresentado pelo concorrente com maior peso de pescado capturado.  Cálculo da pontuação de cada um dos restantes concorrentes: 1.000 X PN / P1 P1 = Peso do pescado regulamentar apresentado pelo concorrente com maior peso de pescado capturado. PN = Peso do pescado regulamentar apresentado por cada um dos restantes concorrentes. 2. - A pontuação do Campeonato:  Somatório da pontuação de cada uma das provas. 3. - Em caso de empate será considerado o maior peso no conjunto das provas. V – PRÉMIOS ARTº. 15º. PRÉMIOS POR EQUIPAS 1. Os prémios em disputa para o Campeonato serão os seguintes: 5
  6. 6.   1º/3º. Lugar – Troféu e material de pesca Melhor exemplar do Campeonato – Troféu e material de pesca ARTº.16º. ENTREGA DE PRÉMIOS 1. A entrega de prémios será feita durante o jantar de Encerramento do Campeonato, na Sede do Clube Naval de Santa Maria, em data a definir. 2. Os concorrentes poderão levar acompanhantes ao Jantar de Encerramento, desde que inscritos com uma antecedência mínima de 48 horas, e mediante o pagamento prévio de € 12,50 por pessoa. VI – OBRIGAÇÕES GERAIS ARTº. 17º. DESLOCAÇÕES APÓS A PARTIDA 1. Após lhe ter sido dada a ordem de partida é vedada ao concorrente a deslocação para outro local fora da zona de pesca, bem como o acesso a viaturas, salvo autorização, para esse efeito, da Comissão Técnica. ARTº. 18º PUBLICIDADE 1. Os concorrentes deverão afixar a eventual publicidade fornecida pela Organização. 2. As equipas poderão, livremente, afixar toda a publicidade, desde que:  Seja autorizada pelas Leis Nacionais;  Não seja contrária aos princípios da boa moral e costumes. ARTº. 19º. ABANDONO DE PROVA 1. O concorrente que por qualquer motivo abandone a prova antes do seu termo, deverá obrigatoriamente informar comissão técnica, não podendo voltar ao local de partida, sob pena de desclassificação. ARTº. 20º. MEIO AMBIENTE 1. Cada concorrente, ao terminar a acção da pesca, é obrigado a deixar o pesqueiro o mais limpo possível, para tal é distribuído um saco. 2. Cada concorrente que comprovadamente for acusada de ter contribuído para a poluição do meio ambiente, será desclassificado. 3 – Deverão ser restituídos à água todos os exemplares de MERO que porventura sejam capturados, uma vez que esta espécie se encontra sob proteção na Região. ARTº. 21º. 6
  7. 7. CASOS OMISSOS 1- Os casos omissos serão resolvidos pela organização. ARTº. 22º. RESPONSABILIDADE A ORGANIZAÇÃO NÃO SE RESPONSABILIZA POR QUAIQUER INCIDENTES OU ACIDENTES QUE POSSAM OCORRER DURANTE AS PROVAS. ANEXO I PROVA DATA MODALIDADE ENGODO 1 09FEV14 SARGO SIM 2 16MAR14 PEIXE-REI SIM 3 13ABR14 CORRICO NÃO 4 11MAI14 VEJA SIM ANEXO II PROVA 1 2 3 ESPÉCIES ADMITIDAS SARGO PEIXE-REI GAROUPA, ANCHOVA, ÍRIO, TAINHA, PROMBETA, BICUDA E ENCHARÉU. VEJA 4 Vila do Porto, 22 de Janeiro de 2014 A Organização Clube Naval de Santa Maria 7

×