Introdução à UMLProfa. Adriane Carvalho
O que é a UML?• A UML é a linguagem padrão para visualizar,  especificar, construir e documentar os  artefatos de um siste...
Ferramenta de ComunicaçãoPermite para capturar objetos e a lógica de negóciosUsada para analisar e projetar sistemas
Caso de Uso de NegócioAnálise de Caso de Uso é uma técnica utilizada para capturar processosde negócios do ponto de vista ...
Um Modelo de Caso de Uso de         Negócio         Processo de Vendas           Comprar itens           Fazer consulta   ...
Conceitos Fundamentais• Os Casos de Usos podem ser organizados pela  especificação de relacionamentos de  generalização,  ...
Conceitos Fundamentais• Um relacionamento de inclusão entre casos de  uso significa que o caso de uso base incorpora  expl...
Conceitos Fundamentais• Um relacionamento estendido significa que o Caso  de Uso base incorpora implicitamente o  comporta...
Conceitos Fundamentais• Onde usar cada caso?  – Use inclusão quando estiver se repetindo    em dois ou mais Casos de Uso s...
Documentação dos Casos de Uso• Documentação resumida com o  propósito do Caso de Uso• Descrição dos fluxos primário e  alt...
Fluxos de Eventos do Caso de Uso• Descreve apenas os eventos pertinentes ao Caso  de Uso de Negócio, e não o que acontece ...
Detalhamento da Documentação• Pré-condição: restrições que devem ser  atendidas ao se iniciar um Caso de Uso  de Negócio• ...
Formas de Detalhamento•   ID e Nome do caso de uso de negócio•   Sumário•   Atores do Negócio•   Pré-condições•   Descriçã...
Fonte: ITO, MARTINI, IOCHIDA, 2006
Descrição de um caso de uso                         Monitorar o DiabetesFluxo Básico:A atendente do CMD controla a glicemi...
Descrição de um caso de uso                         Monitorar o DiabetesFluxos Alternativos:O paciente deseja fornecer sug...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

399099 2 introdução à modelagem com uml

360 visualizações

Publicada em

Introduçaõ á Modelagem com UML

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
360
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

399099 2 introdução à modelagem com uml

  1. 1. Introdução à UMLProfa. Adriane Carvalho
  2. 2. O que é a UML?• A UML é a linguagem padrão para visualizar, especificar, construir e documentar os artefatos de um sistema intensamente baseado em software• Pode ser usada com todos os processos, durante todo o ciclo de desenvolvimento, e com diferentes tecnologias de implementação
  3. 3. Ferramenta de ComunicaçãoPermite para capturar objetos e a lógica de negóciosUsada para analisar e projetar sistemas
  4. 4. Caso de Uso de NegócioAnálise de Caso de Uso é uma técnica utilizada para capturar processosde negócios do ponto de vista do cliente
  5. 5. Um Modelo de Caso de Uso de Negócio Processo de Vendas Comprar itens Fazer consulta de PreçoCaixa Cliente Pedir troca
  6. 6. Conceitos Fundamentais• Os Casos de Usos podem ser organizados pela especificação de relacionamentos de generalização, generalização inclusão e extensão existentes extensão, entre eles.• Generalização significa que o Caso de Uso ou ator herda o comportamento e o significado do uso do pai. – É usado quando tem um que é semelhante a outro, mas faz um pouco mais. Isso nos dá uma outra maneira de capturar cenários alternativos.
  7. 7. Conceitos Fundamentais• Um relacionamento de inclusão entre casos de uso significa que o caso de uso base incorpora explicitamente o comportamento de um outro caso de uso. – Pode ser usado quando parte do comportamento que é semelhante em mais de um caso de uso e você não quer ficar copiando a descrição deste comportamento
  8. 8. Conceitos Fundamentais• Um relacionamento estendido significa que o Caso de Uso base incorpora implicitamente o comportamento de um outro Caso de Uso. – É semelhante a generalização. O Caso de Uso estendido pode acrescentar comportamentos para o caso de uso base – Os pontos que estão sendo estendidos devem ser relacionados na linha que liga os dois Casos de Uso
  9. 9. Conceitos Fundamentais• Onde usar cada caso? – Use inclusão quando estiver se repetindo em dois ou mais Casos de Uso separados e você deseja evitar a repetição – Use generalização quando você estiver descrevendo uma variação em comportamento normal e você deseja descrevê-la sem muito rigor – Use extensão quando você estiver uma variação em comportamento normal e deseja utilizar a forma mais controlada, explicando os pontos de extensão no uso- base
  10. 10. Documentação dos Casos de Uso• Documentação resumida com o propósito do Caso de Uso• Descrição dos fluxos primário e alternativo de eventos que ocorrem quanto do Caso de Uso de Negócio é iniciado• Deve espelhar o diálogo entre o Ator de Negócio e o Caso de Uso de Negócio• Deve ser utilizada uma linguagem de alcance do cliente
  11. 11. Fluxos de Eventos do Caso de Uso• Descreve apenas os eventos pertinentes ao Caso de Uso de Negócio, e não o que acontece em outros Casos de Uso de Negócio• Deve evitar termos vagos, como por exemplo: “etc.” e “outros”• O fluxo de eventos deve descrever: – Como e quando o Caso de Uso de Negócio começa e termina – Quando o Caso de Uso de Negócio interage com os Atores de Negócio – Qual informação é trocada entre o Ator de Negócio e o Caso de Uso de Negócio
  12. 12. Detalhamento da Documentação• Pré-condição: restrições que devem ser atendidas ao se iniciar um Caso de Uso de Negócio• Pós-condição: resultado a ser atingido ao final do Caso de Uso de Negócio
  13. 13. Formas de Detalhamento• ID e Nome do caso de uso de negócio• Sumário• Atores do Negócio• Pré-condições• Descrição Detalhada• Pós-condições• Exceções/Cursos alternativos• Interface• Requisitos não funcionais• Use Cases relacionados
  14. 14. Fonte: ITO, MARTINI, IOCHIDA, 2006
  15. 15. Descrição de um caso de uso Monitorar o DiabetesFluxo Básico:A atendente do CMD controla a glicemiaO paciente entra em contato com a CMD periodicamente e a atendente solicita que opaciente informe o resultado da glicemia medida. O paciente informa o valor apontadopelo equipamento. A atendente anota no formulário de ocorrências do paciente a data,horário, valor do nível apontado pelo equipamento.A atendente do CMD informa os procedimentos a serem seguidosDiante dos resultados, condições gerais informadas e procedimentos solicitados pelomédico, a atendente indica os procedimentos que devem ser seguidos pelo paciente,através da consulta ao sistema de apoio à decisão. Estes procedimentos devem serreforçados pela importância e estado clínico do paciente.A atendente encerra contatoA atendente finaliza o contato de controle de diabetes com procedimentos elaboradospelo departamento educacional e se despede do Paciente.
  16. 16. Descrição de um caso de uso Monitorar o DiabetesFluxos Alternativos:O paciente deseja fornecer sugestões.O paciente querendo sugerir algo a atendente transfere a sua chamada para o setor deOuvidoria da CMD, através do caso de uso de negócio <Acompanhar execução deserviços>.O médico é informado de intercorrênciaApós encerrar o contato e em casos de emergência o médico é avisado que o seupaciente necessita um contato imediato (por telefone), ou foi agendado para consultaantecipada, ou foi para uma unidade de pronto atendimento.O paciente não entra em contatoApós dois dias de ausência de contato do paciente a atendente deve verificar o que estáacontecendo. Se a atendente não encontrar o paciente, deverá tentar novo contato após 1hora e em até três vezes no dia. Neste caso, a atendente deverá atualizar o formulário decontrole do paciente com a data e horário da tentativa, além do status de não encontrado.Caso não consiga falar com o paciente por uma semana, a atendente deverá contatar omédico avisando do ocorrido.

×