Intertextualidade
Fios dialógicos
Profª Drª Maria de Lourdes
Ditos populares



“Uma boa noite de sono combate os
males”
“Quem espera sempre alcança”



“Faça o que eu digo, não fa...
Quadrilha/Quadrilha da sujeira


João amava Teresa que amava
Raimundo
que amava Maria que amava Joaquim
que amava Lili qu...
Shakespeare


“Há mais coisas entre o céu e a
terra do que supõe a nossa vã
filosofia” (Shakespeare)



Olímpico leitor,...
Intertextualidade Implícita


Receita de herói



Receituário Sortido

Tome-se um homem feito de nada
Como nós em tamanh...
Intertextualidade
Intertextualidade
Intertextualidade
Intertextualidade
Intertextualidade
Intertextualidade
Intertextualidade
Intertextualidade
Intertextualidade
Intertextualidade
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Intertextualidade

350 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
350
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Intertextualidade

  1. 1. Intertextualidade Fios dialógicos Profª Drª Maria de Lourdes
  2. 2. Ditos populares   “Uma boa noite de sono combate os males” “Quem espera sempre alcança”  “Faça o que eu digo, não faça o que eu faço"  “Pense, antes de agir”  “Devagar se vai longe”  “Quem semeia vento, colhe tempestade”  Bom Conselho Ouça um bom conselho Que eu lhe dou de graça Inútil dormir que a dor não passa Espere sentado Ou você se cansa Está provado, quem espera nunca alcança Venha, meu amigo Deixe esse regaço Brinque com meu fogo Venha se queimar Faça como eu digo Faça como eu faço Aja duas vezes antes de pensar Corro atrás do tempo Vim de não sei onde Devagar é que não se vai longe Eu semeio vento na minha cidade Vou pra rua e bebo a tempestade (Chico Buarque, 1972)
  3. 3. Quadrilha/Quadrilha da sujeira  João amava Teresa que amava Raimundo que amava Maria que amava Joaquim que amava Lili que não amava ninguém. João foi para os Estados Unidos, Teresa para o convento, Raimundo morreu de desastre, Maria ficou para tia, Joaquim suicidou-se e Lili casou-se com J. Pinto Fernandes que não tinha entrado na história. (CDA)  João joga um palitinho de sorvete na rua de Teresa que joga uma latinha de refrigerante na rua de Raimundo que joga um saquinho plástico na rua de Joaquim que joga uma garrafinha velha na rua de Lili. Lili joga um pedacinho de isopor na rua de João que joga uma embalagenzinha de não sei o quê na rua de Teresa que joga um lencinho de papel na rua de Raimundo que joga uma tampinha de refrigerante na rua de Joaquim que joga um papelzinho de bala na rua de J.Pinto Fernandes que ainda nem tinha entrado na história. Ricardo Azevedo (”Você Diz Que Sabe Muito, Borboleta Sabe Mais”, Fundação Cargill)
  4. 4. Shakespeare  “Há mais coisas entre o céu e a terra do que supõe a nossa vã filosofia” (Shakespeare)  Olímpico leitor, divinal leitora, há mais coisas entre o céu dos deuses e a terra do futebol do que sonha a nossa vã crônica esportiva. Determinadas situações do jogo e certas fases pelas quais os times passam não são, como pensam alguns, obra do acaso. Ao contrário, são uma manifestação da vontade de seres superiores, seres que controlam a nossa vida desde o dia em que o Caos gerou a Noite.(trecho de crônica de José Roberto Torero, Folha de S.Paulo, em17/9/02-pag.D3)
  5. 5. Intertextualidade Implícita  Receita de herói  Receituário Sortido Tome-se um homem feito de nada Como nós em tamanho natural Embeba-se-lhe a carne Lentamente De uma certeza aguda, irracional Intensa como o ódio ou como a fome. Depois perto do fim Agite-se um pendão E toque-se um clarim Serve-se morto. (Reinaldo Ferreira em "Portos de Passagem" - João Wanderley Geraldi, São Paulo: Martins Fontes, 1991)  Calma. É preciso ter calma no Brasil calmina calmarian calmogen calmovita.  Que negócio é esse de ansiedade? Não quero ver ninguém ansioso. O cordão dos ansiosos enfrentemos: aspiran! ansiotex! ansiex ansiax ansiolax ansiopax, amigos! (CDA) 

×