Células Tronco

1.203 visualizações

Publicada em

Células Tronco

Publicada em: Arte e fotografia
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.203
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
45
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Células Tronco

  1. 1. Células tronco
  2. 2. O que é:  As células-tronco são células capazes de autorrenovação e diferenciação em muitas categorias de células. Elas também podem se dividir e se transformar em outros tipos de células. Além disso, as células-tronco podem ser programadas para desenvolver funções específicas, tendo em vista que ainda não possuem uma especialização.  Basicamente, as células tronco podem se autorreplicar, ou seja, se duplicar, gerando outras células-tronco. Ou ainda se transformar em outros tipos de células.
  3. 3.  Existem três principais tipos de células-tronco: Células-tronco embrionárias; Células-tronco adultas; Células-tronco induzidas.
  4. 4. Células-tronco embrionárias:  As células pluripotentes, ou embrionárias, são assim chamadas por possuir a capacidade de se transformar em qualquer tipo de célula adulta. Elas são encontradas no embrião, apenas quando este se encontra no estágio de blastocisto (4 a 5 dias após a fecundação). Na figura abaixo, a região circulada em vermelho é chamada Massa Celular Interna e é esta massa de células que chamamos de células-tronco embrionárias. Células da Massa Celular Interna sendo extraída do blastocisto para obtenção das células-tronco embrionárias.
  5. 5.  Em uma fase posterior ao embrião de 5 dias, ele já apresenta estruturas mais complexas como coração e sistema nervoso em desenvolvimento, ou seja, as suas células já se especializaram e não podem mais ser consideradas células-troncos.  O corpo humano possui, aproximadamente, 216 tipos diferentes de células e as células-tronco embrionárias podem se transformar em qualquer uma delas. Esse esquema exemplificando este processo:
  6. 6. Desenvolvimento embrionário desde o zigoto até o indivíduo adulto.
  7. 7. Células-tronco adultas:  Na fase adulta, as células-tronco encontram-se, principalmente, na medula óssea e no sangue do cordão umbilical, mas cada órgão do nosso corpo possui um pouco de células-tronco para poder renovar as células ao longo da nossa vida, como mostra a figura. Elas podem se dividir para gerar uma célula nova ou outra diferenciada. As células-tronco adultas são chamadas de multipotentes por serem menos versáteis que as embrionárias.
  8. 8. Células-tronco induzidas:  As primeiras células-tronco humanas induzidas foram produzidas em 2007, a partir da pele. E tem sido daí que são retiradas as células para reprogramação, mesmo que teoricamente, qualquer tecido do corpo possa ser reprogramado. O processo de reprogramação se dá através da inserção de um vírus contendo 4 genes. Estes genes se inserem no DNA da célula adulta, como, por exemplo, uma da pele, e reprogramam o código genético. Com este novo programa, as células voltam ao estágio de uma célula-tronco embrionária e possuem características de autorrenovação e capacidade de se diferenciarem em qualquer tecido.
  9. 9. Esquema mostra como é feita a reprogramação das células da pele através da inserção dos vetores virais.
  10. 10. Existe outro tipo de células-tronco:  1. Totipotentes- podem produzir todas as células embrionárias e extra embrionárias;  2. Pluripotentes- podem produzir todos os tipos celulares do embrião;  3. Multipotentes- podem produzir células de várias linhagens;  4. Oligopotentes- podem produzir células dentro de uma única linhagem;  5. Unipotentes- produzem somente um único tipo celular maduro.
  11. 11. Doenças beneficiadas:  - Câncer (reconstrução de tecidos e entendimento da divisão anormal de células)  - Doenças Cardíacas (renovação do tecido)  - Degeneração macular (reposição de células ou tecido da retina)  - Diabetes (injeção de células produtoras de insulina)  - Doenças autoimunes (reposição de células do sangue)  - Doença pulmonar (crescimento de novo tecido)  - Esclerose múltipla (reposição de células cerebrais)  - Lesões na medula (reposição de células neurais)  - Mal de Parkinson (reposição de células cerebrais)  - Mal de Alzheimer (reposição das células cerebrais)  - Osteoartrite (reconstrução do tecido)  - Osteoporose (reposição de células)
  12. 12.  Colégio Estadual Nuclear de Baixa Grande  Componentes:  Samuel Almeida,  Suzana Almeida,  Adriana Macêdo,  Samille Bastos,  Renata Carvalho.  Série: 3º A

×