DSF 2012 - INDT

2.964 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.964
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2.272
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

DSF 2012 - INDT

  1. 1. Gerenciamento de Projetos delogomarca da sua Simulação com SCRUM empresa aqui Nokia Internal Use Only
  2. 2. AGENDA• Apresentação da Empresa• Introdução• Objetivos• Apoio Paragon• Motivação• Ciclo PDCA• Metodologia Ágil• Scrum• Scrum em Simulação• Estudo de Caso• Conclusões• Proximos Passos Nokia Internal Use Only
  3. 3. INdT• INdT – Instituto Nokia de Tecnologia (www.indt.org) – Associação civil sem fins lucrativos – Desde dezembro de 2001 em Manaus, Brasília, Recife e São Paulo – ~300 funcionários – Área de atuação • Soluções de software e telecomunicações para plataformas móveis • Tecnologias de Manufatura e Logística Nokia Internal Use Only
  4. 4. Introdução Pessoal• Pesquisador no INdT – Análise e simulação de processos – Pesquisa operacional – Gestão de Inovação• 4 anos de simulação em processos fabris e desenvolvimento de aplicações de logística usando Scrum Nokia Internal Use Only
  5. 5. Objetivos• Simulação no INdT – Primeiramente para servir a Nokia, mas também prestar serviços geralmente na Região Norte. – Processos: Análise e desenvolvimento de processos fabris – Materiais: Análise de materiais para produção de celulares – Telecomunicações: Pesquisa em transmissão de sinais (Matlab) Nokia Internal Use Only
  6. 6. Apoio Paragon• Capacitação em Arena e Simio.• Como instituto de pesquisa desejamos ser autossuficientes em simulação. Nokia Internal Use Only
  7. 7. Motivação• Paper apresentado no WSC11 – Winter Simulation Conference 2011, em Phoenix, AZ Simulation Projects Management Using Scrum (http://www.informs-sim.org/wsc11papers/304.pdf) Claudia A. Tocantins, MSc, PMP Eduardo J. Quaglia, MSc Nokia Internal Use Only
  8. 8. Motivação• Propor o uso de Scrum na gestão de projetos de simulação e no tratamento de incertezas, com base em: – Práticas PMBOK – Ciclo PDCA – Metodologia ágil Nokia Internal Use Only
  9. 9. Ciclo PDCA• Escopo – Objeto a ser simulado, • Activities running – Cenários • Product delivery – Objectives• Activities planning• Resources allocation• Control occurrences • Project status • Stakeholders communication Nokia Internal Use Only
  10. 10. Ciclo PDCA• Desafios do PDCA em projetos de simulação: – Mudança de escopo durante o desenvolvimento – Monitoração, controle e validação de modelos – Comunicação entre analistas de processos e desenvolvedores de sistemas Nokia Internal Use Only
  11. 11. Metodologia Agil METODOLOGIA AGIL• Coisa certa sem correria• Atividades sem valor• Produtos de qualidade• Auto disciplina Nokia Internal Use Only
  12. 12. Metodologia Agil METODOLOGIA AGILAdaptação a necessidade Planejamento detalhado Nokia Internal Use Only
  13. 13. Scrum• Scrum – Metodologia ágil – Originalmente para desenvolvimento de software – Migrando para outros tipos de projeto – Auto gerenciamento Nokia Internal Use Only
  14. 14. Scrum Realizado últimas 24 horas Plano próximas 24 horas Impedimentos Nokia Internal Use Only
  15. 15. Scrum Nokia Internal Use Only
  16. 16. Scrum Nokia Internal Use Only
  17. 17. Scrum Nokia Internal Use Only
  18. 18. Scrum Nokia Internal Use Only
  19. 19. Scrum ST SMPO Nokia Internal Use Only
  20. 20. Scrum Burn Down Scrum Burn Down down – 12 stories Sprint burn1401201008060 Actual4020 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 Project burn down – 17 sprints 1600 1400 1200 1000 800 600 Actual 400 200 0 S17 S10 S11 S12 S13 S14 S15 S16 Sprint 1 S9 S2 S3 S4 S5 S6 S7 S8 Nokia Internal Use Only .
  21. 21. Scrum em Simulação ST SMPO Nokia Internal Use Only
  22. 22. Scrum em Simulação STDefinição do escopo.Cada cenário um subconjunto doProduct Backlog. SM PO Nokia Internal Use Only
  23. 23. Scrum em Simulação ST SMPlanejar atividadesEx. “Simular Recebimento de Material – cenário 1” PO Nokia Internal Use Only
  24. 24. Scrum em SimulaçãoAlocação de recursosProjeto = PO e SMSprint = ST- Estatísticos ST- Modeladores- Desenvolvedores- Documentador- Designer, etc. SM PO Nokia Internal Use Only
  25. 25. Scrum em SimulaçãoRodando atividades do Sprint ST• curta duração em simulação• Isolar o time – desafio em simulação SM PO Nokia Internal Use Only
  26. 26. Scrum em Simulação STControle = update do Product BacklogResultado dos cenários – mudanças do cliente SM PO Nokia Internal Use Only
  27. 27. Estudo de Caso – projeto MDL• Missão – Melhorar o processo de uma fábrica de eletrônicos• Objetivo: – Melhoria de processos – Análise de fluxo de materiais – Otimização de recursos• Acreditou-se ser factível Scrum em simulação Nokia Internal Use Only
  28. 28. Estudo de Caso – projeto MDL• Experiência do ST – Metodologia ágil • Scrum • Simulação • Arena, Simio – Analistas de processo • Simulação • Arena, Simio • Scrum Nokia Internal Use Only
  29. 29. Estudo de Caso – projeto MDLST experiência em processos ST experiência em Scrum 140 160 120 140 120 100 100 80 Plan Plan 80 60 60 Actual Actual 40 40 20 20 0 0 4 8 12 16 20 24 28 1 2 3 4 5 6 7 140 140 120 120 100 100 80 80 Plan Plan 60 60 Actual Actual 40 40 20 20 0 0 6 12 18 24 30 36 42 4 8 12 16 20 24 28 Nokia Internal Use Only
  30. 30. Sugestões• Para evitar mudanças durante o Sprint – Estórias com escopo reduzido – Sprints curtos• Mudanças inevitáveis durante o Sprint – Deadline factivel – Incentivar passar para próximo Sprint• Treinar a equipe em Scrum antes de aplicar – Scrum Alliance www.scrumalliance.org – Massimus (SP) massimus.com/ Nokia Internal Use Only
  31. 31. Conclusões• Efetividade do Scrum em simulação – Bom para mudança de escopo – Ajuda experiência prévia em Scrum• Ferramenta de simulação afeta a produtividade – Orientação a objetos – Distribuição de atividades de desenvolvimento Nokia Internal Use Only
  32. 32. Próximos Passos• Prospecção de projetos – possibilidade de aplicar a metodologia mas depende das dimensões do projeto. Nokia Internal Use Only
  33. 33. Nokia Internal Use Only

×