Disciplina: Biologia
Professora: Natália Santos
Turma: 3° Ano A e B
BOTÂNICA: é a parte da Biologia que estuda as
plantas.
CARACTERÍSTICAS GERAIS DAS PLANTAS:
• Autotróficos(Fotossintetizant...
Surgiram das algas verdes, uma vez
que apresentam características, que
as aproximam como:
1. Presença de clorofila a e b
e...
Criptógamas – estruturas produtoras
de gametas pouco evidentes.
Ex.: Briófitas (musgos) e as Pteridófitas
(samambaias).
Fa...
Fase Gametofítica ou gametófito
- Produzem gametas por diferenciação celular.
Fase Esporofítica (fundo azul) ou ESPORÓFITO...
- Plantas que não possuem vasos
para o transporte de seiva;
- Possuem pequeno porte;
- Possuem rizóide e caulóide;
- Preci...
- Plantas que não possuem estruturas para evitar a
transpiração intensa e perda de água;
- Comuns em locais úmidos e sombr...
Fase gametofítica (n) – mais desenvolvida e
também é considerada de fase duradoura
Fase esporofítica (2n) – depende do
gam...
- Primeiras plantas vasculares;
- Presença de vasos – hábitat;
- Vasos  transporte rápido de
água, e de seiva bruta e ela...
- Plantas vasculares;
- Primeiras plantas independentes
da água para a reprodução;
- Apresentam raízes, caule, folhas e
se...
- Plantas vasculares;
- Plantas com flores;
- Evolutivamente derivam de um grupo das
gimnospermas;
- Fanerógamas (flores c...
Angiospermas. Fonte: Sônia Lopes, 2009.
Importante para o sucesso da espécie, uma vez que,
permite a exploração de novos ambientes.
Anemocoria – disseminação pelo...
Auxina (AIA) ou Ácido-indolil-acético
Principais funções: Estimula a elongação de caule e
raiz. Atua no fototropismo, no g...
Citocininas
Principais funções: Afeta o crescimento e a
diferenciação das raízes; estimula a divisão e o
crescimento celul...
Etileno
Principais funções: Promove o amadurecimento dos
frutos; antagoniza ou reduz os efeitos da auxina;
promove ou inib...
- Estiolamento - cor amarelada, gancho apical virado
para baixo e caule longo e fino;
- Sementes só germinam quando estimu...
Acreditem nos sonhos
de vocês...
Obrigada!
Botânica+..
Botânica+..
Botânica+..
Botânica+..
Botânica+..
Botânica+..
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Botânica+..

2.524 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.524
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
58
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
77
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Botânica+..

  1. 1. Disciplina: Biologia Professora: Natália Santos Turma: 3° Ano A e B
  2. 2. BOTÂNICA: é a parte da Biologia que estuda as plantas. CARACTERÍSTICAS GERAIS DAS PLANTAS: • Autotróficos(Fotossintetizantes); • Pluricelulares; • Eucariontes; • Corpo com tecidos; • Grupo de seres que se desenvolvem por embriões. Araucária. Fonte: http://blogmatadearaucarias.blogspot.com. Angiospermas. Fonte: Jardim Botânico do Rio de Janeiro
  3. 3. Surgiram das algas verdes, uma vez que apresentam características, que as aproximam como: 1. Presença de clorofila a e b em seus cloroplastos; 2. Parede celular composta principalmente por celulose; Fonte: Sônia Lopes
  4. 4. Criptógamas – estruturas produtoras de gametas pouco evidentes. Ex.: Briófitas (musgos) e as Pteridófitas (samambaias). Fanerógamas – plantas que possuem as estruturas produtoras de gametas bem visíveis. São chamadas de espermatófitas. Ex.: Gimnospermas (pinheiros) e as Angiospermas (mangueira, roseiras). Traqueófitas – possuem vasos. Pteridófitas + Fanerógamas
  5. 5. Fase Gametofítica ou gametófito - Produzem gametas por diferenciação celular. Fase Esporofítica (fundo azul) ou ESPORÓFITO - produzem gametas por meiose. Ciclo de vida com alternância de gerações (Metagênese) Fonte: Sônia Lopes, 2009.
  6. 6. - Plantas que não possuem vasos para o transporte de seiva; - Possuem pequeno porte; - Possuem rizóide e caulóide; - Precisam da água para reprodução; Musgos. Fonte: Sônia Lopes, 2009. Hepáticas. Fonte: Sônia Lopes, 2009. - Plantas de transição de ambientes aquático  terrestre; - Avasculares (transporte lento de água); - Possuem tamanho limitado; - Comuns em ambientes úmidos;
  7. 7. - Plantas que não possuem estruturas para evitar a transpiração intensa e perda de água; - Comuns em locais úmidos e sombreados; - Ocorre em florestas tropicais e temperadas; - Gameta masculino é flagelado (desloca-se em meio líquido até os gametas femininos (oosfera) que são imóveis); - Existem espécies que vivem na água doce, desertos, regiões secas e quentes, ou regiões frias. - Sensíveis a poluição e bio-indicadoras sua ausência indica má qualidade do ar; Representantes: Filo Hepatophyta (hepáticas); Filo Bryophyta (musgos) e o Filo Anthocerota (antóceros).
  8. 8. Fase gametofítica (n) – mais desenvolvida e também é considerada de fase duradoura Fase esporofítica (2n) – depende do gametófito para sua nutrição. Produz os esporos para reprodução. Esporófito parcial ou completamente dependente do gametófito;
  9. 9. - Primeiras plantas vasculares; - Presença de vasos – hábitat; - Vasos  transporte rápido de água, e de seiva bruta e elaborada; - Primeiras plantas com tecido de sustentação; - Esporângios – formador de esporos; - Soros – conjunto dos esporos; - Existem espécies aquáticas de pequeno porte, maioria terrestres; Fonte:ttp://www.google.com.br/imgres? imgurl=http://bioglossa Soros
  10. 10. - Plantas vasculares; - Primeiras plantas independentes da água para a reprodução; - Apresentam raízes, caule, folhas e sementes. - Não apresentam flores; Filo Cycadophyta (cicas). Filo Coniferophyta (coníferas) Araucária sp. Nesse grupo incluem-se plantas como pinheiros, as sequóias e os ciprestes.
  11. 11. - Plantas vasculares; - Plantas com flores; - Evolutivamente derivam de um grupo das gimnospermas; - Fanerógamas (flores com aparelho reprodutivo evidente); - Surgimento da flor garantiu um modo eficiente de reprodução sexuada. - São chamadas de Anthophytas (antófitas) por apresentarem flores;
  12. 12. Angiospermas. Fonte: Sônia Lopes, 2009.
  13. 13. Importante para o sucesso da espécie, uma vez que, permite a exploração de novos ambientes. Anemocoria – disseminação pelo vento Zoocoria – por animais - ornitocoria: por aves - entomocoria: por insetos - quiropterocoria: por morcegos Hidrocoria – pela água A partir deste slide não é assunto da A2 – não cai na prova A2!!!!
  14. 14. Auxina (AIA) ou Ácido-indolil-acético Principais funções: Estimula a elongação de caule e raiz. Atua no fototropismo, no geotropismo, na dominância apical e no desenvolvimento dos frutos. Local de produção: Meristema apical, folhas jovens e sementes. Transporte: Polarizado (do caule para as raízes). Giberelinas Principais funções: Promove a germinação de sementes e brotos; estimula a elongação do caule, o crescimento das folhas, a floração e o desenvolvimento de frutos; afeta o crescimento e a diferenciação das raízes. Local de produção: Meristema apical, folhas jovens, raízes e embrião.
  15. 15. Citocininas Principais funções: Afeta o crescimento e a diferenciação das raízes; estimula a divisão e o crescimento celulares, estimula a germinação e a floração; retarda o envelhecimento. (Cinetina é um tipo de citocinina). Local de produção: Raízes. Transporte: Através do xilema. Ácido Abscísico (ABA) Principais funções: Inibe o crescimento; fecha os estômatos quando falta água; atua na quebra da dormência das sementes. Local de produção: Caule, folhas velhas e coifa. Transporte: Através do sistema vascular.
  16. 16. Etileno Principais funções: Promove o amadurecimento dos frutos; antagoniza ou reduz os efeitos da auxina; promove ou inibe, dependendo da espécie, o crescimento e o desenvolvimento de raízes, folhas e flores. Local de produção: Tecidos de frutos, nódulos foliares e tecidos velhos. Transporte: Desconhecido (possivelmente por difusão).
  17. 17. - Estiolamento - cor amarelada, gancho apical virado para baixo e caule longo e fino; - Sementes só germinam quando estimuladas pela luz - fotoblásticas positivas, quando a presença de luz inibe a germinação – fotoblásticas negativas. Tropismos – Crescimento em respostas aos estímulos ambientais. Fototropismo – crescimento em direção a luz; Geotropismo – crescimento em resposta a ação da gravidade. Tigmotropismo – crescimento em resposta ao estímulo de contato.Fonte: Sônia Lopes, 2009.
  18. 18. Acreditem nos sonhos de vocês... Obrigada!

×