Web 1.0    É difícil definir a Web 1.0. Primeiro, Web 2.0 não se refere a um avanço específico na tecnologia da Web, mas a...
Os sites de Web 1.0 não são interativos  - os visitantes podem visitá-los, mas não modificá-los ou contribuir com eles.   ...
É um termo criado em  2004  pela empresa  americana   O'Reilly Media [1]  para designar uma segunda geração de comunidades...
Embora o termo tenha uma conotação de uma nova versão para a Web, ele não se refere à atualização nas suas especificações ...
Web 3.0 O termo Web 3.0 foi empregado pela primeira vez pelo jornalista  John Markoff , num artigo do  New York Times  e l...
        A Web 3.0 propõe-se a ser, num período de cinco a dez anos, a terceira geração da  Internet . A primeira, Web 1.0,...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Trabalho Ricardo Kratz IPOG

393 visualizações

Publicada em

Grupo: Danilo Camapum, Julliana Teixeira, Juliana Fernandes e Juliana Soares.

Publicada em: Negócios, Tecnologia
1 comentário
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
393
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
1
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Trabalho Ricardo Kratz IPOG

  1. 1. Web 1.0   É difícil definir a Web 1.0. Primeiro, Web 2.0 não se refere a um avanço específico na tecnologia da Web, mas a um conjunto de técnicas para design e execução de páginas de Web . Segundo, algumas dessas técnicas existem desde que a World Wide Web foi lançada, de modo que é impossível separar a Web 1.0 e a Web 2.0 em termos cronológicos. A definição de Web 1.0 depende completamente da definição de Web 2.0.
  2. 2. Os sites de Web 1.0 não são interativos - os visitantes podem visitá-los, mas não modificá-los ou contribuir com eles.    Os aplicativos da Web 1.0 são fechados - sob a filosofia da Web 1.0, as empresas desenvolvem aplicativos de software que os usuários podem baixar, mas não são autorizados a ver como o aplicativo funciona, ou a alterá-lo.  
  3. 3. É um termo criado em 2004 pela empresa americana O'Reilly Media [1] para designar uma segunda geração de comunidades e serviços, tendo como conceito a " Web como plataforma", envolvendo wikis , aplicativos baseados em folksonomia , redes sociais e Tecnologia da Informação . Web 2.0
  4. 4. Embora o termo tenha uma conotação de uma nova versão para a Web, ele não se refere à atualização nas suas especificações técnicas, mas a uma mudança na forma como ela é encarada por usuários e desenvolvedores, ou seja, o ambiente de interação e participação que hoje engloba inúmeras linguagens e motivações.
  5. 5. Web 3.0 O termo Web 3.0 foi empregado pela primeira vez pelo jornalista John Markoff , num artigo do New York Times e logo incorporado e rejeitado com igual ardor pela comunidade virtual. A principal reação vem da blogosfera . Nos diários virtuais de especialistas detratores, a crítica mais comum é a de que Web 3.0 nada mais é do que a tentativa de incutir nos internautas um termo de fácil assimilação para definir algo que ainda nem existe. Aliás, críticas idênticas já se fazem à Web 2.0 .
  6. 6.         A Web 3.0 propõe-se a ser, num período de cinco a dez anos, a terceira geração da Internet . A primeira, Web 1.0, foi a implantação e popularização da rede em si; a Web 2.0 é a que o mundo vive hoje, centrada nos mecanismos de busca como Google e nos sites de colaboração do internauta, como Wikipedia , YouTube e os sites de relacionamento social, como o Facebook . A Web 3.0 pretende ser a organização e o uso de maneira mais inteligente de todo o conhecimento já disponível na Internet.

×