SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 92
Baixar para ler offline
Uso Gestão de Fontes
U e G tã d F t
Bibliográficas de Agroecologia em
Trabalhos Técnicos-Científicos
g ,
Porto Alegre, 27 nov 2013
Maria de Cléofas Faggion Alencar
gg
Embrapa Meio Ambiente

Pascal Aventurier
INRA-Avignon/França
Proposta da Oficina
1. Conceito de recuperação de informação bibliográfica
e algorítmos para recuperação de informação;
2. Fontes de Informação Bibliográficas;
3.
3 Bases de Dados Bibliográficas; Sistema Embrapa de
Biblioteca; Organic Eprints; SciELO;
4. Dados bibliográficos e de cursos em Agroecologia
g
g
g
no Brasil;
5. Ferramentas para gestão da informação bibliográfica
:Z t
Zotero e D b
Dropbox;
6. Métodos de análise de córpus em agroecologia no
Brasil
7. Dicas para publicar e normalização
Conceitos e Recuperação da
Informação
Recuperação de Informação (RI)
Tipos de busca:
• por informações em documentos;
• pelos documentos propriamente ditos;
• por metadados que descrevem documentos;
OBJETIVOS: dados documentos informações e
dados, documentos,
textos.
Uso de informações bibliográficas
Essential para a construção d
E
i l
ã dos
conhecimentos
Não f
Nã refazer t b lh já publicados
trabalhos
bli d
g
Mostrar a originalidade do seu trabalho em
comparação com os outros
Conhecer o seu dominio de interesse os
interesse,
autores principais, os grupos de pesquisas
Atitivades : gestão, anotação, recuperação do texto integral, citação,
compartilhamento (Web 2.0)
Uso de informações bibliográficas
(2)
( )
Em Agroecologia
l i
Tipo de publicação : jornais internacionais ou
brasileiros, teses, congressos
Tipo de bli
Ti d publico : cientificos ou acadêmicos;
i tifi
dê i
profissionais
Lingua de publicação : português, francês,
inglês,
inglês espanol
Atividades : conhecer as fontes: bancos de dados, revistas, saber onde
publicar
Uso de informações bibliográficas
(3)
( )
• Análise de uma grande quantidade de
ç
informação
• Produção de indicadores bibliometricos
• Análise lexical de textos
• Dados

Atividades : conhecer os métodos de análise para fazer as
t v dades co ece
étodos a á se pa a a e
interpretações corretas
Bases de Dados Bibliográficas
Bases de dados bibliográficas são bases on-line que indexam
artigos e outros documentos. Geralmente, contem:
• Referência bibliográfica
• Resumo
• As vezes, o texto completo
p
• Outras referências pertinentes ao tópico pesquisado
Nacionais e Internacionais
N i
i I t
i
i
BDPA
CAB
Organic Eprints
SciELO
Sci-Finder
Scopus
Web of Science
Portal CAPES de Periódicos
Acesso livre
Literatura técnico-científica disponível para
Lit t
té i
i tífi di
í l
q
quem tem acesso à Internet. O q é
que
possível:
pesquisar, consultar, d
i
lt descarregar,
imprimir,
imprimir copiar e distribuir o texto
completo de artigos e outras
documentos.
Sistema Embrapa de Bibliotecas - SEB
BDPA – Base de Dados de Pesquisa Agropecuária
http://www.bdpa.cnptia.embrapa.br/
ALICE – Acesso Livre em Informação Científica da Embrapa
http://www.alice.cnptia.embrapa.br/
INFOTECA – Informação Tecnológica em Agricultura
http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/
http://www infoteca cnptia embrapa br/
SABIIA – Sistema Aberto e Intergrado de Informação em
Agricultura
http://www.sabiia.cnptia.embrapa.br/
Agroecolog
Agroecolog*
* Agroecologia, Agroecology, Agroecological…
Recursos 4226
Produção Científica
P d ã Ci tífi 2301
Biblioteca, Autor, Assunto,
,
,
,
Circulação/nível (Qualis),
Tipo d d
i de documentos, Ano, Idioma
di
e Tipo de arquivo
Refinar os resultados
R fi
lt d
Busca avançada
Refinar os resultados
R fi
lt d
Busca avançada
Técnicas e Algorítmos de Recuperação
Té i
Al ít
d R
ã
da Informação

A = documentos
indexados com os
termos

AND = documentos
indexados com
ambos os termos

B = documentos
indexados com
os termos
Técnicas e Algorítmos de Recuperação
Té i
Al ít
d R
ã
da Informação

A = documentos
indexados com os
termos

OR = conjunto total
de documentos
indexados com
ambos os termos

B = documentos
indexados
i d d com
os termos
Técnicas e Algorítmos de Recuperação
Té i
Al ít
d R
ã
da Informação

A = documentos
indexados com os
termos

NOT = documentos
indexados com
ambos os termos

B = documentos
indexados com
os termos
Resultados
Agroecologia 1480 documentos
Agricultura Orgânica 2741 documentos
Download gratuíto
D
l d
t ít
1545 documentos:

Repositório Alice (577)
Organic Eprints (314)
g
p
(
)
Infoteca-e (271)
AgEcon Research in Agricultura and Applied
Economics (116)
IRD Institut de recherche pour le développement
(32)
Inra Institut Nationale de la Recherche
Agronomique (31) ……….
ProdInra : agroecologia : 900 documentos,
g
g
,
agroecologia no Brasil : 120 documentos
- Repositório internacional de acesso livre para agroecologia e
agricultura orgânica
- Conteúdo : artigos científicos populares relatórios
científicos, populares, relatórios,
apresentações, projetos
Manual em português
Agroecologia e Agricultura Orgânica
nas bases de dados bibliográficas (oct. 2013)
Bases de de Dados

Agroecolog*

Agricultura
Orgânica

Agroecolog* AND
Agricultura
Orgânica
g

BDPA

4226 (2301 PC 2002)

1160 (482 PC 2002-)

185 (2002-)

Web of Science

1569 (Brésil 107
France 90)
F

19479 (Brésil 937
France 876)
F

135 (Brésil 15 France
14) 1992
1992-

Scopus

2318 (Brésil 157
France 133)

13676 (Brésil 553
France 548)

152 (Brésil 21 France
9)

SciELO

66

48

-

Organic Eprints

1075 (358 Brésil)

9271

289
Português
Inglês

Agroecolog*

ç
Françês
Português “agricultura orgânica”
agricultura orgânica
Inglês “organic agricultur*”
Françês “agriculture biologique”

agroecolog* AND “agricultura orgânica”
Inglês
I lê agroecolog* AND “organic agricultur*”
organic agricultur*
Françês agroecolog* AND “agriculture biologique”
Português
Quais são os títulos de periódicos?
Títulos de Periódicos SciELO
Acta Scientiarum. Agronomy, Maringá
Ambiente e Sociedade, Campinas
Bragantia, Campinas
Cadernos de Psicologia Social do Trabalho, USP
Ciência Rural, Santa Maria
g
g ,
Ciência Agrotecnologia, Lavras
Ciência e Tecnologia de Alimentos, Campinas
Ciênccia & Saúde Coletiva, Rio de Janeiro
Educação e Pesquisa, São Paulo
Economia A li d USP Rib i ã P t
E
i Aplicada,
Ribeirão Preto
Estudos Sociedade e Agricultura, Rio de Janeiro
Fitologia Brasileira, Brasília
História, Ciências, Saúde – Manguinhos, Rio de Janeiro
Horticultura Brasileira, ABH
Horizontes Antropológicos, Porto Alegre
Iheringia, Série Zoologia, Porto Alegre
ç ,
p
Interações, Campo Grande
Neotropical Entomology, Londrina
Novos Estudos/CEBRAP, São Paulo
Planta Daninha, Viçosa
Pesquisa A
P
i Agropecuária B il i B íli
á i Brasileira, Brasília
Pesquisa Agropecuária Tropical, Goiânia
Quais são os títulos de periódicos?
Títulos de Periódicos SciELO
RAE Revista de Administração de Empresas/FGV, Rio de Janeiro
RAP Revista de Administração Pública, Rio de Janeiro
RER Revista de Economia e Sociologia Rural, Brasília
Revista Árvore, Viçosa
Revista Brasileira de Ciência do Solo, Rio de Janeiro
,
Revista Brasileira de Plantas Medicinais, CPQBA/UNICAMP, Paulínia
Revista Brasileira de Saúde Ocupacional, São Paulo
Revista Brasileira de Engenharia A í l e A bi
R i B il i d E
h i Agrícola Ambiental, C
l Campina G
i Grande
d
Revista Brasileira de Meteorologia, São José dos Campos
Revista Brasileira de Zootecnia, Ciçosa
Revista Brasileira de Sementes, Londrina
Revista Engenharia Agrícola, Jaboticabal
São Paulo em Perspectiva, São Paulo
Saúde Sociedade, São Paulo
Scientia Agricola, ESALQ/USP, Piracicaba
Scientlae Studia, São Paulo
Sociedade & Natureza, Uberlândia
Trans/Form/Ação, São Paulo
Quais são os títulos de periódicos?
Títulos dos periódicos WoS
CIENCIA RURAL
HORTICULTURA BRASILEIRA
PESQUISA AGROPECUARIA BRASILEIRA
REVISTA BRASILEIRA DE CIENCIA DO SOLO
ACTA SCIENTIARUM AGRONOMY
AGROFORESTRY SYSTEMS
SEMINA CIENCIAS AGRARIAS
AGRONOMY FOR SUSTAINABLE DEVELOPMENT
BRAGANTIA
CIENCIA E AGROTECNOLOGIA
JOURNAL OF SUSTAINABLE AGRICULTURE
REVISTA BRASILEIRA DE ENGENHARIA AGRICOLA E AMBIENTAL
REVISTA BRASILEIRA DE FRUTICULTURA
REVISTA CAATINGA
ACTA HORTICULTURAE
ECOLOGICAL MODELLING
JOURNAL OF PLANT NUTRITION
REVISTA BRASILEIRA DE ZOOTECNIA BRAZILIAN JOURNAL OF ANIMAL SCIENCE
TOTAL

N. de artigos
13
9
9
6
4
4
4
3
3
3
3

%
12,15%
8,41%
8,41%
5,60%
3,73%
3,73%
3,73%
2,80%
2,80%
2,80%
2,80%

3
3
3
2
2
2
2
107

2,80%
2,80%
2,80%
1,86%
1,86%
1,86%
1,86%
Títulos de periódicos em Agroecologia
Principais
Revista Brasileira de Agroecologia
Cadernos de Agroecologia
Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável
Revista Agriculturas
Qual e a visibilidade ?
Agroecologia no Brasil
Cursos de graduação
Programas de pós-gradução
Grupos instituidos
Organizações

Transição AE
ç
Resultado
UNIVERSIDADE

Área e Cidade/Estado

Grau

IFAC

Agroecologia – Rio Branco/AC

Tecnológico

IFB

Agroecologia – Brasília/DF

Tecnológico

UFSCAR

Agroecologia – Araras/SP

Bacharelado

UEMS

Agroecologia – Glória de Dourado/MS

Tecnológico

UEPB

Agroecologia – Campina Grande/PB

Bacharelado

UFOPA

Agroecologia – Santarém/PA

Bacharelado

URCAMP

Agroecologia – Bagé/RS

Tecnológico

UFPR

Agroecologia – Martinhos/PR

Tecnológico

UFPB

Agroecologia – B
A
l i Bananeiras/PB
i /PB

Bacharelado
B h l d

UFRR

Agroecologia – Boa Vista/RR

Tecnológico

IFRN

Agroecologia – Ipanguaçu/RN

Tecnológico

IFPB

Agroecologia – Picui/PB

Tecnológico

IFPB

Agroecologia – Sousa/PB

Tecnológico

IFPE

Agroecologia – Barreiros/PE

Tecnológico

IFAM

Agroecologia – Manaus/AM

Tecnológico

IFPA

Agroecologia – Bragança/PA

Tecnológico

UFCG

Agroecologia – Sumé/PB

Tecnológico

UEA

Agroecologia – Itacoatiara/AM

Tecnológico

UEA

Agroecologia – Parintins/AM

Tecnológico

IFS

Agroecologia – São Cristovão/SE

Tecnológico

IFSEMG

Agroecologia – Rio Pomba/MG

Tecnológico

IFSEMG

Agroecologia – Rio Pomba/MG

Bacharelado

UFRB

Agroecologia – Cruz das Almas/BA

Tecnológico

IFBAIANO

Agroecologia – Uruçuca/BA

Tecnológico

IFPR

Agroecologia – Curitiba/PR
g
g

Tecnológico
g

IFAC

Agroecologia – Xapuri/AC

Tecnológico

UNC

Desenvolvimento rural sustentável e Agroecologia – Curitiba

Bacharelado

Transição AE
ç
Resultado
UNIVERSIDADE

Programas de Pós graduação
Pós-graduação

Nível

M

D

F

Mestrado

3

-

-

IAPAR

Agricultura Conservacionista – Londrina/PR

UFSM

Agricultura de Precisão – Santa Maria/RS

Mestrado Profissional

-

-

4

UFAL

Agricultura e Ambiente – Arapiraca/AL

Mestrado

3

-

-

UFSCAR

Agricultura e Ambiente – Arara/SP

Mestrado

3

-

-

INPA

Agricultura no Trópico Úmido – Manaus/AM

Mestrado

3

-

-

UFRRJ

Agricultura Orgânica - Seropédica/RJ

Mestrado Profissional

-

-

3

UFES

Agricultura Tropical – São Mateus/ES

Mestrado

3

-

-

UFMT

Agricultura Tropical – Cuiabá/MT

Mestrado/Doutorado

5

5

-

IAC

Agricultura Tropical e Subtropical – Campinas/SP

Mestrado/Doutorado

5

5

-

UFPA

Agriculturas Amazônicas – Belém/PA

Mestrado

3

-

-

UNESP/BOT

Agronomia (Agricultura) – Botucatu/SP

Mestrado/Doutorado

5

5

-

UEMA

Agroecologia – São Luis/MA

Mestrado/Doutorado

4

4

-

UFV

Agroecologia – Viçosa/MG

Mestrado

4

-

-

UEM

g
g
g
Agroecologia – Maringá/PR

Mestrado Profissional

-

-

3

UNESP/BOT

Agronomia (Energia na agricultura) – Botucatu/SP

Mestrado/Doutorado

4

4

-

UFSCAR

Agroecologia e Desenvolvimento Rural – Araras/SP

Mestrado

3

-

-

UNESP/BOT

Agronomia (Horticultura) – Botucatu/SP

Mestrado/Doutorado

5

5

-

UFV

Agronomia (M t
A
i (Meteorologia agrícola) – Vi
l i
í l ) Viçosa/MG
/MG

Mestrado/Doutorado
M t d /D t d

4

4

-

UFSM

Agronomia – Agricultura e ambiente – Santa Maria/RS

Mestrado

3

-

-

UNIPAR

Biotecnologia aplicada à agricultura – Umuarama/PR

Mestrado/Doutorado

3

4

-

UFPB/J. P.

Ciências agrárias (agroecologia) – João Pessoa/PB

Mestrado

3

-

-

UNIOESTE

Energia na Agricultura

Mestrado

3

-

-
Sigla
GAAMA
GAC
GAU
GAUFC
GVAA
GEPAAF
Yebá Ervas & Matos
CNPq
GAE
GEAE
NEPEA
AGROVIDA
MUDA
GAE
EVA
EcoVida
NAAC
CLS
TEIA
GAO
APÊTI
RAU
Boldinho da Urca
SAF Pirasykauá
Núcleo de agroecologia TERRA

Nome do Grupo
Grupo de Agroecologia de Maringá
Grupo Agroecológico Craibeiras
p g
g
Grupo de Agroecologia
Grupo de Agroecologia da Universidade Federal do Ceará
Grupo Verde de Agricultura Alternativa
Grupo de Ensino, Pesquisa e Assistência técnica à Agricultura
Projeto de Extensão: Instrumento para a Construção do
conhecimento e Formação do Profissional Agroecológico
Grupo de Pesquisa: Gestar: Território, Trabalho e Cidadania
Grupo de Agroecologia da Universidade Federal de Pelotas
Grupo d E d d Agricultura Ecológica
G
de Estudos de A i l
E ló i
Núcleo de Ensino, Pesquisa e Extensão em Agroecologia
Grupo de Apoio á Agricultura Familiar e agroecologia
Grupo de Agroecologia do Curso de Engenharia Ambiental
Grupo de Agroecologia
Espaço de Vivência Agroecologia
Rede de Agroecologia
Núcleo de Agroecologia Apetê Caaputã
Grupo Guayi de Agroecologia
Programa de Extensão Universitária
Grupo de Agricultura Orgânica
Grupo de Agrofloresta
Rede de Agroecologia
g
g
Grupo de Agroecologia Boldinho da Urca
Grupo de agricultura orgânica "Amaranthus"
Grupo Temático Território Rurais e Reforma Agrária - Terra

Universidad
Cidade/Estado
e
UEM
Maringá/PR
UFAL
Maceió/AL
UFAM
Manaus/AM
UFC
Fortaleza/CE
UFERSA Mossoró/RN
UFG
Goiânia/GO
UFLA

Lavras/MG

UFPB
UFPel

João Pessoa/PB
Pelotas/MG

UFPR

Curitiba/PR

UFRB
UFRJ
UFRRJ
UFS
UFSC
UFSCar
UFSJ

Cruz das Almas/BA
Rio de Janeiro/RJ
Seropédica/RJ
São Cristóvão/SE
Florianópolis/SC
Sorocaba/SP
Sete Lagoas/MG

UFV

Viçosa/MG

UNICAMP Campinas/SP
p
UNIRIO
Rio de Janeiro/RJ
USP

Piracicaba/SP

NERUDA

Núcleo de Estudos em Extensão Rural e Desenvolvimento
Agroecológico

N

Janaúba/MG

M.A.E

Grupo Mutirão de Agricultura Ecológica

UFF

Campus Praia
Vermelha/RJ
ORGANIZAÇÕES

Tipo

SIGLA

Articulação Nacional de Agroecologia

Governamental

ANA

Associação Brasileira de Agroecologia

Governamental

ABA

Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ambiente e Sociedade

Governamental

ANPPAS

Movimento das Mulheres Camponesas

Não Governamental

MMC

Rede Brasileira Contra Agrotóxicos

RBCA

Sociedade Cientifica Latinoamericana de Agroecologia

SOCLA

Comissão Pastoral da Terra

Não Governamental

Fórum Brasileiro de Economia Solidária

CPT
FBES

Ambiental Rural em Pernambuco

Não Governamental

SiCAR

ONG Verdejar: agroecologia e preservação ambiental no subúrbio de uma metrópole

Não Governamental

Verdejar

Iniciativa Verde

Não Governamental

OSCIP

Transição AE
ç
Resultado
Ferramentas para gestão da
informação bibliográfica : Zotero e
Dropbox
Zotero e Dropbox
Zotero e Dropbox são ferramentas úteis para o
armazenamento e compartilhamento de
documentos na Internet além de outras
aplicações. Juntas, essas ferramentas auxiliam
o trabalho de pesquisa
pesquisa.
Zotero é uma ferramenta que oferece ao
usuário uma variedade de meios para capturar,
p
q
,
importar e arquivar seus itens, documentos e
arquivos.
Ele coleta informações sobre li ros artigos de
livros,
periódicos ou jornais e websites que possuam
metadados.
Talvez, a característica mais importando do
Zotero seja a sua habilidade de
p
ç
automaticamente capturar uma informação
bibliográfica da Web e imediatamente mostrar
que voce pode capturar essa informação
mudando o ícone no seu browser.
Desse modo, e muito rapidamente, voce clica
p
ç
no ícone e captura a informação.
Características e usos
C
t í ti
Captura e registra informações
bibliográficas de páginas da Web,
g
g
periódicos;
;
imagens e artigos de p
Exporta as informações no formato
bibliográfico ou em texto adequado para
importação no EndNote;
Aplicação para o Microsoft Word e
OpenOffice;
Otimizado para bases de dados, ex. JSTOR,
Google Scholar, ProQuest EBSCO;
Scholar ProQuest,
Gera citações de recursos offline e bibliografias
formatadas em vários formatos;
Organiza as citações por rótulos/etiqueta (tag) ou
arquivos e gera relatórios;
Contém um sistema de busca por
Título,
Título Criador ou Ano;
Todos os Campos e Tags; ou,
Tudo:
Registra suas observações e anexa arquivos do
g
ç
q
tipo .pdf ou .docx;
Cria e gera coleções – Minha biblioteca e Grupos
de bibliotecas;
….
Sincroniza e compartilha as suas informações e
as informações dos seus grupos de pesquisa.
A instalação do Zotero é
realizada a partir do site:
http://www.zotero.org/
p
g
Depois de instalado é preciso
criar a sua conta.
conta
ç
https://www.zotero.org/groups/agroecologia-capes-cofecub716 Resultado
https://www zotero org/groups/agroecologia capes cofecub716Transição AE

Zotero -group
Zotero : funcionamento
Bibliotecas

Lista de referencias

Gestão de uma
referência
Zotero ; recuperação com Google Scholar
Dropbox
Dropbox
D b é uma pasta para armazenar e
t
sincronizar os seus arquivos online e entre
computadores com uma interface Web.
Dropbox funciona em ambiente Windows
Windows,
Mac e Linux.
A atualização dos seus arquivos no Dropbox
é automática nos seus computadores e na
Web.
Ícone verde – seu arquivo está sincronizado;
Ícone azul – seu arquivo está sendo
transferido para o D b
t
f id
Dropbo;
Ícone vermelho – seu arquivo não pode ser
transferido
f
Colaboração e Armazenamento
Cria grupos para compartilhar arquivos;
Qualquer adição, mudança ou exclusão de
arquivos será vista pelos membros do grupo
em uma pasta compartilhada;
A at ali ação dos se s arq i os no Dropbo é
atualização
seus arquivos
Dropbox
automática nos seus computadores e na Web
• Ícone verde – seu arquivo está sincronizado;
q
;
• Ícone azul – seu arquivo está sendo
transferido para o Dropbo;
• Ícone vermelho – seu arquivo não pode ser
transferido
t
f id
A instalação do Dropbox é realizada a partir do
ç
p
p
site: https://www.dropbox.com
Depois de instalado
D i d i t l d é preciso criar a sua conta.
i
i
t
Vantagens de usar o Zotero e o
Dropbox
p
As duas ferramentas se utilizadas em conjunto
proporcionam o aumento d espaço d
i
t de
de
armazenamento na Internet para os seus
itens;
O Zotero usa um endereço relativo (Dropbox)
ç
(
p
)
para fazer a ligação dos arquivos anexados
,p
no diretório da base, possibilitando o acesso
aos arquivos integrais em diferentes
p
;
computadores;
Métodos de análise de corpus
p
em agroecologia no Brasil
Análise da agrocecologia no
g
g
Brasil
• Melhor conhecimento sobre as fontes e a
produção (temáticas grupos de pesquisa)
(temáticas,
ç
p
pesquisadores
• Avaliação da hipóteses do p q
Família d
F íli de métodos di
ét d disponíveis
í i
• Análise dos textos
• Análise bibliométrica
• Visualização dos dados
Constituição do Córpus :
p ç
ç
Recuperação Transformação Análise
Bancos de dados
Google Acadêmico
Site das Revistas
Internet
Repertório
Imacro

Zotero
Endnote
Mendeley
…
Recup

Mais fácil com
acesso livre

Recup
.

Textos em PDF
transfor

Os dois lados
são difí i
ã difícies

Textos em txt
Pdf Zilla
Adobe Acrobat
ABBY PDF
Xpdf

transfor
Análise

E termos
E-termos
Sphinx
Cortex
…

Análise

Referências
bibliográficas

transfor

Le Sphinx
Excel
PaperMachines
Gephi
Vosviewer
…

Recuperação fácil
Tipo de documento
Ti d d
t
Título
Autores
Ano
Língua
Nome da revista
Link
Palavra-chave
Temáticas
Recuperação difícil
Resumo
Endereços
Mais fácil com
Citações
bancos de dados
Texto integral
internacionais
Algumas ferramentas
Análise bibliométrica : Sphinx, R, Excel
Análise l i l T
A áli lexical e-Termos, Cortex
C t
Gestão das referências EndNote Zotero
Mendeley
Visualização dos dados Ucinet
Ucinet,
Vosviewer, Gephi
PDF to txt PDFZilla, ABBY Converter
Extração da web : imacro…
imacro
Análise de textos
Estudar, decompor, dissecar e dividir textos em
elementos essenciais para f
l
t
i i
fazer a i t
interpretação nos
t ã
leva até a idéia-chave, que é o conjunto de idéias
mais precisas
precisas.
Partes da análise do texto:
a)

elementos constituintes básicos,

b)

relações entre esses elementos,
l õ
t
l
t

c)

estrutura do texto.
E-TERMOS : Gestão terminológica
http://www.etermos.cnptia.embrapa.br/
http://www etermos cnptia embrapa br/

Ambiente computacional colaborativo web de acesso livre e gratuito
dedicado à gestão terminológica. Seu principal objetivo é viabilizar a
criação de produtos terminológicos,
Análise do Congresso Cearense 2008
e 2010 Expressoes mais presentes
maiores valores : 13
produtos organicos : 13
producao leite : 52
fertilidade solo : 12
atividade leiteira : 27
meio ambiente : 12
d
leite
t
transicao agroecologia : 25 producao l it pasto : 12
t
i
l i
materia organica : 11
agricultura organica : 21
sistema transicao
sistema convencional : 21 agroecologia : 11
campo nativo : 10
sistemas producao : 21
diametro medio : 9
custos producao : 17
producao leiteira : 9
mao obra : 16
adubacao verde : 8
familias produzem : 8
sistema producao : 15
maioria propriedades : 8
leite pasto : 14
medias seguidas letras : 8
oeste parana : 8
producao organica : 14
pas o e o o a o
pastoreio rotativo : 8
sistema transicao : 14
qualidade quantidade leite : 8
area figo : 7

assentamento antonio
tavares : 7
custos manutencao : 7
custos variaveis : 7
manejo organico : 6
materia seca : 6
origem animal : 6
pastoreio voisin : 6
recursos naturais : 6
reducao custos : 6
d
t
rotacao culturas : 6
uso insumos : 6
agregacao solo : 5
agricultura familiar : 5
area cultivada : 5
assistencia tecnica : 5
Transição AE
ç
Resultado

http://wordle.net
Exemplo 2 :
Contexto de uma expressão
Análise bibliométrica
Bibliometria : Aplicação de métodos matemáticos e
estatísticas para livros e outros meios de
communicação (Pritchard 1969).
• Cientometria : Aplicação de métodos e estatísticas em
dados quantitativos (economia humanitades
(economia, humanitades,
bibliografia), características do estatado da ciência
•I f
Infometria : Conjunto dos atividades métricas em
ti
C j t d
ti id d
ét i
relação a informação, a bibliometria e a cientometria
(Egghe t Rousseau 1988)
(E h et R
1988).
Pritchard A., "Statistical Bibliography or Bibliometrics", Journal of Documentation, 25, 4, p. 348-349, 1969
Egghe, L., & Rousseau, R. (Eds.). (1988). Informetrics 87/88. Proceedings of the first international conference on Bibliometrics and Theoretical
aspects of information retrieval. Amsterdam, The Netherlands: Elsevier
Análise bibliométrica
As temáticas
A t áti
• A representação relativa de diferentes disciplinas, a
tecnologias (ass ntos) emergentes os "sinais fracos"
(assuntos) emergentes,
desenvolvimentos durante o período, a identificação de
especialistas sobre temas ...
Os Atores
• autores instituições, países / regiões (ligações entre a
autores, instituições
investigação e
interesses económicos)
)
• suas áreas de especialização (links temáticos)
• colaborações (ligações entre os atores)
Criação de um córpus de análise
Determinação dos limites, localização dos
ee
ação
es, oca ação
textos, usando fontes existentes
Processamento
P
t
– Transformação dos dados
ç
Transferência para ferramentas de
análise
• Utilização/criação de indicatores : grupos
de disciplinas, temáticas, di i ã
d di i li
ái
divisão
g g
geográfica, co-autorias
Exemplo de Córpus
Resultados do Web of Science para
agroecologia
Revista Brasileira de Agroecologia
Congresso Cearense de agroecologia : 2008,
2010, 2012.
CV Lattes com linha de pesquisa em
agroecologia

Transição AE
ç
Resultado
Uma tabela de análise
Como analisar e comparar os textos :
Em diferentes idiomas ?
Existem diferentes palavras para o mesmo
assunto ?
Tabela de análise
• Cada refêrencia ou texto integral é analizado
automaticamente ou não, com essa tabela
• Estudos recentes em nível internacional
ajudam a definição da tabela de análise
Tabela de análise, em construção, à completar
Estado da pesquisa

Temáticas

Especias Observadas,
produtos
Transição AE
ç
Resultado

São Paulo

Agricultura familiar

Milho

Bahia

Assuntos

Café

Paraná

Extensão rural

Morango

Agricultura orgânica
Adubação verde
Comercialização etc…
Análise bibliométrica
á
é
Para a pesquisa :
• avalição do volume e dos impactos da publicações
• evolução de um tema de pesquisa (país, instituição, sobre
temáticas
• posição de um grupo de pesquisa, uma institução, um país
• políticas científicas : forças e fraquesas orientação das
fraquesas,
ações
Para publicar : qualificação das revistas e onde publicar
Para as novas tecnologias e a sociologia das ciências :
surgimento de novas tematicas (por exemplo)
Vizualização dos dados









Utilização da informática gráfica interativa para
apresentar visualmente os dados obtidos para
ampliar a cognição.
Interagir com diferentes atores e disciplinas
I t
i
dif
t
t
di i li
Explorar visualmente conjuntos de dados p
p
j
para
ver coisas surpreendes ou erradas, novos
q
questionamentos
Descobrir
Ilustrar, apresentar síntese
Il t
t
í t
Enriquecer com outras fontes de dados
q
Ferramentas online
selection.datavisualization.ch
Mapa g
p global da Ciência no Brazil 2012

Aventurier, Pascal. “Mapas Globais Da Ciência No Brazil 2012 E 2010.” A Publicação Científica,
November 16, 2013. http://publicient.hypotheses.org/710.
Análise do Corpus Web of Science sobre agroecologia
109 referências : TS=agro*ecolog* and AD= Brasil OR Brazil
f ê i
TS
* l * d AD B il
B il

Temáticas
Organizações
Transição AE
ç
Resultado
Embrapa Agr

USP

Univ Centro
Oueste

Univ Ceara
Transição AE
ç
Resultado

UF Viscosa
Univ Cordoba

UFFRJ

UFRPE

Embrapa A bi l
E b
Agrobiol
Embrapa Arroz
p
Embrapa Hortl
Mapa das ciências WOS Agroecology
Transição AE
ç
Resultado
Mapa das ciências WOS Agroecology AND Brazil
Transição AE
ç
Resultado
Análise do Corpus Revista Brasileira de Agroecologia

376 referências
2006-2012
Refêrencias
resumos textos integrais
Constitução do Corpus
resultados parcias
Transição AE
ç
Resultado
Papermachines
Topics maps com PaperMachines e
Zotero
Z t
Transição AE
Resultado

http://chrisjr.github.io/papermachines/
Dicas para publicar
Publish OR Perish

Publish AND Perish

Publicar com resultados e interpretações
pertinentes
Escolher a melhor revista para publicar
Respeitar as instruções para os autores e
a ética cientifica
Normalização de Trabalhos Científicos
ABNT
MORE (Mecanismo Online para Referências)
p
http://www.rexlab.ufsc.br:8080/more/
EndNote
ferramenta de busca online, organizador de
referências e textos completos, compilador de
bibliografias e citações
Novas formas de publicações :
p
ç
exemplo de uma wiki
• Institut des Hautes Etudes pour la Science et la
Technologie criou um WIKI para promover a troca de
g
p p
idéias entre o Brasil e a França nos campos das
Ciências e Sociedade.
• O objetivo é desenvolver uma perspectiva original
j
p p
g
franco-brasileira de relações entre a Ciência e a
Sociedade na rede em uma abordagem multidisciplinar.
g
p
Essa wiki tem página sobre o projeto Capes/Cofecub
p g
p j
p
Lista das publicações do
projeto
Conclusões
• Para os a o es : importância de
aa
atores
po â c a
conhecimento das fontes, de como fazer
buscas e de como fazer a gestão da
informação e trabalhar coletivamente
• Análise bibliométrica e textual para ajudar a
p
j
g
g
comprender as trajetórias da agroecologia
• Necessidade de um módulo para a formação
em publicação, gestão e análise da
publicação
informação
Obrigado!
Ob i d !
Merci
M i!
Cleofas.Alencar@embrapa.br
Pascal.Aventurier@inra.fr

Agradecimento
CAPES/COFECUB (716/11)
ç
g p
aTransição Agropecuária na
França e no Brasil”, INRA,
EMBRAPA

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Uso e Gestão de Fontes Bibliográficas de Agroecologia em Trabalhos Técnicos-Científicos Porto Alegre, 27 nov 2013. VIII Congresso Brasileiro de Agroecologia

ApresentaçãO Si Bi Usp 26 Agosto 2009
ApresentaçãO Si Bi Usp  26 Agosto 2009ApresentaçãO Si Bi Usp  26 Agosto 2009
ApresentaçãO Si Bi Usp 26 Agosto 2009Adriana Barreiros
 
Portal de periódicos CAPES
Portal de periódicos CAPES Portal de periódicos CAPES
Portal de periódicos CAPES sibi_ufrj
 
Curso - Prática de revisão bibliográfica - Autor: Essevalter de Sousa - UFOP
Curso - Prática de revisão bibliográfica - Autor: Essevalter de Sousa - UFOPCurso - Prática de revisão bibliográfica - Autor: Essevalter de Sousa - UFOP
Curso - Prática de revisão bibliográfica - Autor: Essevalter de Sousa - UFOPEssevalter de Sousa
 
Minicurso Prática de Revisão Bibliográfica - Encontro de Saberes/UFOP - Esse...
Minicurso Prática de Revisão Bibliográfica  - Encontro de Saberes/UFOP - Esse...Minicurso Prática de Revisão Bibliográfica  - Encontro de Saberes/UFOP - Esse...
Minicurso Prática de Revisão Bibliográfica - Encontro de Saberes/UFOP - Esse...Essevalter de Sousa
 
A questão dos Periódicos no mundo digital
A questão dos Periódicos no mundo digitalA questão dos Periódicos no mundo digital
A questão dos Periódicos no mundo digitalUFSC
 
Recursos informacionais 2018
Recursos informacionais 2018Recursos informacionais 2018
Recursos informacionais 2018Ícaro Augusto
 
Estadísticas de uso e impacto-Tardelli
Estadísticas de uso e impacto-TardelliEstadísticas de uso e impacto-Tardelli
Estadísticas de uso e impacto-TardelliLatindex
 
Reunião de Chefias de Bibliotecas
Reunião de Chefias de BibliotecasReunião de Chefias de Bibliotecas
Reunião de Chefias de BibliotecasSIBiUSP
 
Estudo cientométrico dos Congressos Brasileiros de Agroecologia
Estudo cientométrico dos Congressos Brasileiros de AgroecologiaEstudo cientométrico dos Congressos Brasileiros de Agroecologia
Estudo cientométrico dos Congressos Brasileiros de Agroecologiapascal aventurier
 
Fontes de informação: Pesquisadores indexados na web of science da UFPA
Fontes de informação: Pesquisadores indexados na web of science da UFPAFontes de informação: Pesquisadores indexados na web of science da UFPA
Fontes de informação: Pesquisadores indexados na web of science da UFPAVilseane Prando
 

Semelhante a Uso e Gestão de Fontes Bibliográficas de Agroecologia em Trabalhos Técnicos-Científicos Porto Alegre, 27 nov 2013. VIII Congresso Brasileiro de Agroecologia (20)

Panorama geral do scholar one no mundo e na coleção SciELO Brasil - Alex Mend...
Panorama geral do scholar one no mundo e na coleção SciELO Brasil - Alex Mend...Panorama geral do scholar one no mundo e na coleção SciELO Brasil - Alex Mend...
Panorama geral do scholar one no mundo e na coleção SciELO Brasil - Alex Mend...
 
ApresentaçãO Si Bi Usp 26 Agosto 2009
ApresentaçãO Si Bi Usp  26 Agosto 2009ApresentaçãO Si Bi Usp  26 Agosto 2009
ApresentaçãO Si Bi Usp 26 Agosto 2009
 
Portal de periódicos CAPES
Portal de periódicos CAPES Portal de periódicos CAPES
Portal de periódicos CAPES
 
Procurar descobrir informação_ws_ 2014
Procurar descobrir informação_ws_ 2014Procurar descobrir informação_ws_ 2014
Procurar descobrir informação_ws_ 2014
 
Curso - Prática de revisão bibliográfica - Autor: Essevalter de Sousa - UFOP
Curso - Prática de revisão bibliográfica - Autor: Essevalter de Sousa - UFOPCurso - Prática de revisão bibliográfica - Autor: Essevalter de Sousa - UFOP
Curso - Prática de revisão bibliográfica - Autor: Essevalter de Sousa - UFOP
 
Panorama geral do ScholarOne na Coleção SciELO Brasil e Retrospectiva 2016 (I...
Panorama geral do ScholarOne na Coleção SciELO Brasil e Retrospectiva 2016 (I...Panorama geral do ScholarOne na Coleção SciELO Brasil e Retrospectiva 2016 (I...
Panorama geral do ScholarOne na Coleção SciELO Brasil e Retrospectiva 2016 (I...
 
Minicurso Prática de Revisão Bibliográfica - Encontro de Saberes/UFOP - Esse...
Minicurso Prática de Revisão Bibliográfica  - Encontro de Saberes/UFOP - Esse...Minicurso Prática de Revisão Bibliográfica  - Encontro de Saberes/UFOP - Esse...
Minicurso Prática de Revisão Bibliográfica - Encontro de Saberes/UFOP - Esse...
 
Bid Biblioteca
Bid BibliotecaBid Biblioteca
Bid Biblioteca
 
Procurar descobrir e usar informação workshop
Procurar descobrir e usar informação workshopProcurar descobrir e usar informação workshop
Procurar descobrir e usar informação workshop
 
Panorama geral do ScholarOne na Coleção SciELO Brasil e retrospectiva 2015 (I...
Panorama geral do ScholarOne na Coleção SciELO Brasil e retrospectiva 2015 (I...Panorama geral do ScholarOne na Coleção SciELO Brasil e retrospectiva 2015 (I...
Panorama geral do ScholarOne na Coleção SciELO Brasil e retrospectiva 2015 (I...
 
A questão dos Periódicos no mundo digital
A questão dos Periódicos no mundo digitalA questão dos Periódicos no mundo digital
A questão dos Periódicos no mundo digital
 
Procurar descobrir e usar informação
Procurar descobrir e usar informaçãoProcurar descobrir e usar informação
Procurar descobrir e usar informação
 
Selecção fontes_inf2011
Selecção fontes_inf2011Selecção fontes_inf2011
Selecção fontes_inf2011
 
Recursos informacionais 2018
Recursos informacionais 2018Recursos informacionais 2018
Recursos informacionais 2018
 
Estadísticas de uso e impacto-Tardelli
Estadísticas de uso e impacto-TardelliEstadísticas de uso e impacto-Tardelli
Estadísticas de uso e impacto-Tardelli
 
Procurar descobrir e_usar_informação_completo_isca
Procurar descobrir e_usar_informação_completo_iscaProcurar descobrir e_usar_informação_completo_isca
Procurar descobrir e_usar_informação_completo_isca
 
Reunião de Chefias de Bibliotecas
Reunião de Chefias de BibliotecasReunião de Chefias de Bibliotecas
Reunião de Chefias de Bibliotecas
 
Compendex, ScienceDirect, Scopus e Mendeley
Compendex, ScienceDirect, Scopus e MendeleyCompendex, ScienceDirect, Scopus e Mendeley
Compendex, ScienceDirect, Scopus e Mendeley
 
Estudo cientométrico dos Congressos Brasileiros de Agroecologia
Estudo cientométrico dos Congressos Brasileiros de AgroecologiaEstudo cientométrico dos Congressos Brasileiros de Agroecologia
Estudo cientométrico dos Congressos Brasileiros de Agroecologia
 
Fontes de informação: Pesquisadores indexados na web of science da UFPA
Fontes de informação: Pesquisadores indexados na web of science da UFPAFontes de informação: Pesquisadores indexados na web of science da UFPA
Fontes de informação: Pesquisadores indexados na web of science da UFPA
 

Mais de pascal aventurier

A preservação digital num repositório de Dados de Pesquisa: o caso do IRD
A preservação digital num repositório de Dados de Pesquisa: o caso do IRDA preservação digital num repositório de Dados de Pesquisa: o caso do IRD
A preservação digital num repositório de Dados de Pesquisa: o caso do IRDpascal aventurier
 
Mettre en pratique les recommandations sur les archives ouvertes de nouvelle ...
Mettre en pratique les recommandations sur les archives ouvertes de nouvelle ...Mettre en pratique les recommandations sur les archives ouvertes de nouvelle ...
Mettre en pratique les recommandations sur les archives ouvertes de nouvelle ...pascal aventurier
 
An open science introduction. Olinfer 18, La havana, Cuba 12-14 nov 2018
An open science introduction.  Olinfer 18, La havana, Cuba 12-14 nov 2018An open science introduction.  Olinfer 18, La havana, Cuba 12-14 nov 2018
An open science introduction. Olinfer 18, La havana, Cuba 12-14 nov 2018pascal aventurier
 
Donner plus d'impact à ses recherches à l'heure du numérique. 5 juillet 2018....
Donner plus d'impact à ses recherches à l'heure du numérique. 5 juillet 2018....Donner plus d'impact à ses recherches à l'heure du numérique. 5 juillet 2018....
Donner plus d'impact à ses recherches à l'heure du numérique. 5 juillet 2018....pascal aventurier
 
Usages des réseaux sociaux académiques : enjeux et opportunités (2016)
Usages des réseaux sociaux académiques : enjeux et opportunités (2016)Usages des réseaux sociaux académiques : enjeux et opportunités (2016)
Usages des réseaux sociaux académiques : enjeux et opportunités (2016)pascal aventurier
 
Interlinking two institutional KOS about Agroecology: using LOD Agrovoc to ci...
Interlinking two institutional KOS about Agroecology: using LOD Agrovoc to ci...Interlinking two institutional KOS about Agroecology: using LOD Agrovoc to ci...
Interlinking two institutional KOS about Agroecology: using LOD Agrovoc to ci...pascal aventurier
 
Usages des réseaux sociaux académiques : enjeux et opportunités
Usages des réseaux sociaux académiques : enjeux et opportunitésUsages des réseaux sociaux académiques : enjeux et opportunités
Usages des réseaux sociaux académiques : enjeux et opportunitéspascal aventurier
 
Academic Social Networks : Challenges and opportunities. 7th UNICA Scholarly ...
Academic Social Networks : Challenges and opportunities. 7th UNICA Scholarly ...Academic Social Networks : Challenges and opportunities. 7th UNICA Scholarly ...
Academic Social Networks : Challenges and opportunities. 7th UNICA Scholarly ...pascal aventurier
 
L'open access expliqué aux jeunes chercheurs de ComEauLabo. ENS-Lyon
L'open access expliqué aux jeunes chercheurs de ComEauLabo. ENS-LyonL'open access expliqué aux jeunes chercheurs de ComEauLabo. ENS-Lyon
L'open access expliqué aux jeunes chercheurs de ComEauLabo. ENS-Lyonpascal aventurier
 
Données ouvertes de la recherche : nouvelles pratiques de publication et de p...
Données ouvertes de la recherche : nouvelles pratiques de publication et de p...Données ouvertes de la recherche : nouvelles pratiques de publication et de p...
Données ouvertes de la recherche : nouvelles pratiques de publication et de p...pascal aventurier
 
Une introduction aux données de la recherche. Journée d'Etude Agropolis Montp...
Une introduction aux données de la recherche. Journée d'Etude Agropolis Montp...Une introduction aux données de la recherche. Journée d'Etude Agropolis Montp...
Une introduction aux données de la recherche. Journée d'Etude Agropolis Montp...pascal aventurier
 
Les enjeux de l’Open Access. Pascal Aventurier. JE Agropolis international 17...
Les enjeux de l’Open Access. Pascal Aventurier. JE Agropolis international 17...Les enjeux de l’Open Access. Pascal Aventurier. JE Agropolis international 17...
Les enjeux de l’Open Access. Pascal Aventurier. JE Agropolis international 17...pascal aventurier
 
Les réseaux sociaux pour les scientifiques
Les réseaux sociaux pour les scientifiquesLes réseaux sociaux pour les scientifiques
Les réseaux sociaux pour les scientifiquespascal aventurier
 
Outils de veille, capitalisation et diffusion
Outils de veille, capitalisation et diffusionOutils de veille, capitalisation et diffusion
Outils de veille, capitalisation et diffusion pascal aventurier
 
Tutoriel Netvibes: premiere prise en main
Tutoriel Netvibes:  premiere prise en mainTutoriel Netvibes:  premiere prise en main
Tutoriel Netvibes: premiere prise en mainpascal aventurier
 
Adbs 2011-publier et valoriser ses travaux de recherche à l'ère du numérique
Adbs 2011-publier et valoriser ses travaux de recherche à l'ère du numériqueAdbs 2011-publier et valoriser ses travaux de recherche à l'ère du numérique
Adbs 2011-publier et valoriser ses travaux de recherche à l'ère du numériquepascal aventurier
 
Gérer et partager sa bibliographie avec Zotero 2.0.9
Gérer et partager sa bibliographie avec Zotero 2.0.9Gérer et partager sa bibliographie avec Zotero 2.0.9
Gérer et partager sa bibliographie avec Zotero 2.0.9pascal aventurier
 

Mais de pascal aventurier (19)

A preservação digital num repositório de Dados de Pesquisa: o caso do IRD
A preservação digital num repositório de Dados de Pesquisa: o caso do IRDA preservação digital num repositório de Dados de Pesquisa: o caso do IRD
A preservação digital num repositório de Dados de Pesquisa: o caso do IRD
 
Mettre en pratique les recommandations sur les archives ouvertes de nouvelle ...
Mettre en pratique les recommandations sur les archives ouvertes de nouvelle ...Mettre en pratique les recommandations sur les archives ouvertes de nouvelle ...
Mettre en pratique les recommandations sur les archives ouvertes de nouvelle ...
 
An open science introduction. Olinfer 18, La havana, Cuba 12-14 nov 2018
An open science introduction.  Olinfer 18, La havana, Cuba 12-14 nov 2018An open science introduction.  Olinfer 18, La havana, Cuba 12-14 nov 2018
An open science introduction. Olinfer 18, La havana, Cuba 12-14 nov 2018
 
Open Science at IRD
Open Science at IRD Open Science at IRD
Open Science at IRD
 
Donner plus d'impact à ses recherches à l'heure du numérique. 5 juillet 2018....
Donner plus d'impact à ses recherches à l'heure du numérique. 5 juillet 2018....Donner plus d'impact à ses recherches à l'heure du numérique. 5 juillet 2018....
Donner plus d'impact à ses recherches à l'heure du numérique. 5 juillet 2018....
 
Usages des réseaux sociaux académiques : enjeux et opportunités (2016)
Usages des réseaux sociaux académiques : enjeux et opportunités (2016)Usages des réseaux sociaux académiques : enjeux et opportunités (2016)
Usages des réseaux sociaux académiques : enjeux et opportunités (2016)
 
Interlinking two institutional KOS about Agroecology: using LOD Agrovoc to ci...
Interlinking two institutional KOS about Agroecology: using LOD Agrovoc to ci...Interlinking two institutional KOS about Agroecology: using LOD Agrovoc to ci...
Interlinking two institutional KOS about Agroecology: using LOD Agrovoc to ci...
 
Usages des réseaux sociaux académiques : enjeux et opportunités
Usages des réseaux sociaux académiques : enjeux et opportunitésUsages des réseaux sociaux académiques : enjeux et opportunités
Usages des réseaux sociaux académiques : enjeux et opportunités
 
Academic Social Networks : Challenges and opportunities. 7th UNICA Scholarly ...
Academic Social Networks : Challenges and opportunities. 7th UNICA Scholarly ...Academic Social Networks : Challenges and opportunities. 7th UNICA Scholarly ...
Academic Social Networks : Challenges and opportunities. 7th UNICA Scholarly ...
 
L'open access expliqué aux jeunes chercheurs de ComEauLabo. ENS-Lyon
L'open access expliqué aux jeunes chercheurs de ComEauLabo. ENS-LyonL'open access expliqué aux jeunes chercheurs de ComEauLabo. ENS-Lyon
L'open access expliqué aux jeunes chercheurs de ComEauLabo. ENS-Lyon
 
Données ouvertes de la recherche : nouvelles pratiques de publication et de p...
Données ouvertes de la recherche : nouvelles pratiques de publication et de p...Données ouvertes de la recherche : nouvelles pratiques de publication et de p...
Données ouvertes de la recherche : nouvelles pratiques de publication et de p...
 
Une introduction aux données de la recherche. Journée d'Etude Agropolis Montp...
Une introduction aux données de la recherche. Journée d'Etude Agropolis Montp...Une introduction aux données de la recherche. Journée d'Etude Agropolis Montp...
Une introduction aux données de la recherche. Journée d'Etude Agropolis Montp...
 
Les enjeux de l’Open Access. Pascal Aventurier. JE Agropolis international 17...
Les enjeux de l’Open Access. Pascal Aventurier. JE Agropolis international 17...Les enjeux de l’Open Access. Pascal Aventurier. JE Agropolis international 17...
Les enjeux de l’Open Access. Pascal Aventurier. JE Agropolis international 17...
 
Les réseaux sociaux pour les scientifiques
Les réseaux sociaux pour les scientifiquesLes réseaux sociaux pour les scientifiques
Les réseaux sociaux pour les scientifiques
 
Twitter pour les chercheurs
Twitter pour les chercheursTwitter pour les chercheurs
Twitter pour les chercheurs
 
Outils de veille, capitalisation et diffusion
Outils de veille, capitalisation et diffusionOutils de veille, capitalisation et diffusion
Outils de veille, capitalisation et diffusion
 
Tutoriel Netvibes: premiere prise en main
Tutoriel Netvibes:  premiere prise en mainTutoriel Netvibes:  premiere prise en main
Tutoriel Netvibes: premiere prise en main
 
Adbs 2011-publier et valoriser ses travaux de recherche à l'ère du numérique
Adbs 2011-publier et valoriser ses travaux de recherche à l'ère du numériqueAdbs 2011-publier et valoriser ses travaux de recherche à l'ère du numérique
Adbs 2011-publier et valoriser ses travaux de recherche à l'ère du numérique
 
Gérer et partager sa bibliographie avec Zotero 2.0.9
Gérer et partager sa bibliographie avec Zotero 2.0.9Gérer et partager sa bibliographie avec Zotero 2.0.9
Gérer et partager sa bibliographie avec Zotero 2.0.9
 

Último

São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptxSão Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptxMartin M Flynn
 
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco LeiteOs Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leiteprofesfrancleite
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Rosana Andrea Miranda
 
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.pptAula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.pptParticular
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalcarlaOliveira438
 
Slide - HIV (1) edit.pptx hiv em crianças
Slide - HIV (1) edit.pptx hiv em criançasSlide - HIV (1) edit.pptx hiv em crianças
Slide - HIV (1) edit.pptx hiv em criançasnarayaskara215
 
PLANO DE ESTUDO TUTORADO COMPLEMENTAR 1 ANO 1 BIMESTRE.pdf
PLANO DE ESTUDO TUTORADO COMPLEMENTAR 1 ANO 1 BIMESTRE.pdfPLANO DE ESTUDO TUTORADO COMPLEMENTAR 1 ANO 1 BIMESTRE.pdf
PLANO DE ESTUDO TUTORADO COMPLEMENTAR 1 ANO 1 BIMESTRE.pdfLUCASAUGUSTONASCENTE
 
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantilApresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantilMariaHelena293800
 
Diálogo Crátilo de Platão sócrates daspdf
Diálogo Crátilo de Platão sócrates daspdfDiálogo Crátilo de Platão sócrates daspdf
Diálogo Crátilo de Platão sócrates daspdfEversonFerreira20
 
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaNós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaIlda Bicacro
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Mary Alvarenga
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfPastor Robson Colaço
 
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_AssisMemórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assisbrunocali007
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroBrenda Fritz
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosFernanda Ledesma
 
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaO que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaCludiaRodrigues693635
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdfanálise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdfMaiteFerreira4
 
Plano de aula ensino fundamental escola pública
Plano de aula ensino fundamental escola públicaPlano de aula ensino fundamental escola pública
Plano de aula ensino fundamental escola públicaanapsuls
 

Último (20)

São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptxSão Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
 
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco LeiteOs Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
 
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.pptAula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
 
Slide - HIV (1) edit.pptx hiv em crianças
Slide - HIV (1) edit.pptx hiv em criançasSlide - HIV (1) edit.pptx hiv em crianças
Slide - HIV (1) edit.pptx hiv em crianças
 
PLANO DE ESTUDO TUTORADO COMPLEMENTAR 1 ANO 1 BIMESTRE.pdf
PLANO DE ESTUDO TUTORADO COMPLEMENTAR 1 ANO 1 BIMESTRE.pdfPLANO DE ESTUDO TUTORADO COMPLEMENTAR 1 ANO 1 BIMESTRE.pdf
PLANO DE ESTUDO TUTORADO COMPLEMENTAR 1 ANO 1 BIMESTRE.pdf
 
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantilApresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
 
Diálogo Crátilo de Platão sócrates daspdf
Diálogo Crátilo de Platão sócrates daspdfDiálogo Crátilo de Platão sócrates daspdf
Diálogo Crátilo de Platão sócrates daspdf
 
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaNós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
 
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_AssisMemórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativos
 
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaO que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdfanálise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdf
 
Plano de aula ensino fundamental escola pública
Plano de aula ensino fundamental escola públicaPlano de aula ensino fundamental escola pública
Plano de aula ensino fundamental escola pública
 

Uso e Gestão de Fontes Bibliográficas de Agroecologia em Trabalhos Técnicos-Científicos Porto Alegre, 27 nov 2013. VIII Congresso Brasileiro de Agroecologia

  • 1. Uso Gestão de Fontes U e G tã d F t Bibliográficas de Agroecologia em Trabalhos Técnicos-Científicos g , Porto Alegre, 27 nov 2013 Maria de Cléofas Faggion Alencar gg Embrapa Meio Ambiente Pascal Aventurier INRA-Avignon/França
  • 2. Proposta da Oficina 1. Conceito de recuperação de informação bibliográfica e algorítmos para recuperação de informação; 2. Fontes de Informação Bibliográficas; 3. 3 Bases de Dados Bibliográficas; Sistema Embrapa de Biblioteca; Organic Eprints; SciELO; 4. Dados bibliográficos e de cursos em Agroecologia g g g no Brasil; 5. Ferramentas para gestão da informação bibliográfica :Z t Zotero e D b Dropbox; 6. Métodos de análise de córpus em agroecologia no Brasil 7. Dicas para publicar e normalização
  • 3. Conceitos e Recuperação da Informação Recuperação de Informação (RI) Tipos de busca: • por informações em documentos; • pelos documentos propriamente ditos; • por metadados que descrevem documentos; OBJETIVOS: dados documentos informações e dados, documentos, textos.
  • 4. Uso de informações bibliográficas Essential para a construção d E i l ã dos conhecimentos Não f Nã refazer t b lh já publicados trabalhos bli d g Mostrar a originalidade do seu trabalho em comparação com os outros Conhecer o seu dominio de interesse os interesse, autores principais, os grupos de pesquisas Atitivades : gestão, anotação, recuperação do texto integral, citação, compartilhamento (Web 2.0)
  • 5. Uso de informações bibliográficas (2) ( ) Em Agroecologia l i Tipo de publicação : jornais internacionais ou brasileiros, teses, congressos Tipo de bli Ti d publico : cientificos ou acadêmicos; i tifi dê i profissionais Lingua de publicação : português, francês, inglês, inglês espanol Atividades : conhecer as fontes: bancos de dados, revistas, saber onde publicar
  • 6. Uso de informações bibliográficas (3) ( ) • Análise de uma grande quantidade de ç informação • Produção de indicadores bibliometricos • Análise lexical de textos • Dados Atividades : conhecer os métodos de análise para fazer as t v dades co ece étodos a á se pa a a e interpretações corretas
  • 7. Bases de Dados Bibliográficas Bases de dados bibliográficas são bases on-line que indexam artigos e outros documentos. Geralmente, contem: • Referência bibliográfica • Resumo • As vezes, o texto completo p • Outras referências pertinentes ao tópico pesquisado Nacionais e Internacionais N i i I t i i BDPA CAB Organic Eprints SciELO Sci-Finder Scopus Web of Science
  • 9. Acesso livre Literatura técnico-científica disponível para Lit t té i i tífi di í l q quem tem acesso à Internet. O q é que possível: pesquisar, consultar, d i lt descarregar, imprimir, imprimir copiar e distribuir o texto completo de artigos e outras documentos.
  • 10.
  • 11. Sistema Embrapa de Bibliotecas - SEB BDPA – Base de Dados de Pesquisa Agropecuária http://www.bdpa.cnptia.embrapa.br/ ALICE – Acesso Livre em Informação Científica da Embrapa http://www.alice.cnptia.embrapa.br/ INFOTECA – Informação Tecnológica em Agricultura http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/ http://www infoteca cnptia embrapa br/ SABIIA – Sistema Aberto e Intergrado de Informação em Agricultura http://www.sabiia.cnptia.embrapa.br/
  • 13. Recursos 4226 Produção Científica P d ã Ci tífi 2301 Biblioteca, Autor, Assunto, , , , Circulação/nível (Qualis), Tipo d d i de documentos, Ano, Idioma di e Tipo de arquivo
  • 14. Refinar os resultados R fi lt d Busca avançada
  • 15. Refinar os resultados R fi lt d Busca avançada
  • 16. Técnicas e Algorítmos de Recuperação Té i Al ít d R ã da Informação A = documentos indexados com os termos AND = documentos indexados com ambos os termos B = documentos indexados com os termos
  • 17. Técnicas e Algorítmos de Recuperação Té i Al ít d R ã da Informação A = documentos indexados com os termos OR = conjunto total de documentos indexados com ambos os termos B = documentos indexados i d d com os termos
  • 18. Técnicas e Algorítmos de Recuperação Té i Al ít d R ã da Informação A = documentos indexados com os termos NOT = documentos indexados com ambos os termos B = documentos indexados com os termos
  • 19. Resultados Agroecologia 1480 documentos Agricultura Orgânica 2741 documentos Download gratuíto D l d t ít
  • 20. 1545 documentos: Repositório Alice (577) Organic Eprints (314) g p ( ) Infoteca-e (271) AgEcon Research in Agricultura and Applied Economics (116) IRD Institut de recherche pour le développement (32) Inra Institut Nationale de la Recherche Agronomique (31) ………. ProdInra : agroecologia : 900 documentos, g g , agroecologia no Brasil : 120 documentos
  • 21.
  • 22. - Repositório internacional de acesso livre para agroecologia e agricultura orgânica - Conteúdo : artigos científicos populares relatórios científicos, populares, relatórios, apresentações, projetos
  • 24. Agroecologia e Agricultura Orgânica nas bases de dados bibliográficas (oct. 2013) Bases de de Dados Agroecolog* Agricultura Orgânica Agroecolog* AND Agricultura Orgânica g BDPA 4226 (2301 PC 2002) 1160 (482 PC 2002-) 185 (2002-) Web of Science 1569 (Brésil 107 France 90) F 19479 (Brésil 937 France 876) F 135 (Brésil 15 France 14) 1992 1992- Scopus 2318 (Brésil 157 France 133) 13676 (Brésil 553 France 548) 152 (Brésil 21 France 9) SciELO 66 48 - Organic Eprints 1075 (358 Brésil) 9271 289
  • 25. Português Inglês Agroecolog* ç Françês Português “agricultura orgânica” agricultura orgânica Inglês “organic agricultur*” Françês “agriculture biologique” agroecolog* AND “agricultura orgânica” Inglês I lê agroecolog* AND “organic agricultur*” organic agricultur* Françês agroecolog* AND “agriculture biologique” Português
  • 26.
  • 27. Quais são os títulos de periódicos? Títulos de Periódicos SciELO Acta Scientiarum. Agronomy, Maringá Ambiente e Sociedade, Campinas Bragantia, Campinas Cadernos de Psicologia Social do Trabalho, USP Ciência Rural, Santa Maria g g , Ciência Agrotecnologia, Lavras Ciência e Tecnologia de Alimentos, Campinas Ciênccia & Saúde Coletiva, Rio de Janeiro Educação e Pesquisa, São Paulo Economia A li d USP Rib i ã P t E i Aplicada, Ribeirão Preto Estudos Sociedade e Agricultura, Rio de Janeiro Fitologia Brasileira, Brasília História, Ciências, Saúde – Manguinhos, Rio de Janeiro Horticultura Brasileira, ABH Horizontes Antropológicos, Porto Alegre Iheringia, Série Zoologia, Porto Alegre ç , p Interações, Campo Grande Neotropical Entomology, Londrina Novos Estudos/CEBRAP, São Paulo Planta Daninha, Viçosa Pesquisa A P i Agropecuária B il i B íli á i Brasileira, Brasília Pesquisa Agropecuária Tropical, Goiânia
  • 28. Quais são os títulos de periódicos? Títulos de Periódicos SciELO RAE Revista de Administração de Empresas/FGV, Rio de Janeiro RAP Revista de Administração Pública, Rio de Janeiro RER Revista de Economia e Sociologia Rural, Brasília Revista Árvore, Viçosa Revista Brasileira de Ciência do Solo, Rio de Janeiro , Revista Brasileira de Plantas Medicinais, CPQBA/UNICAMP, Paulínia Revista Brasileira de Saúde Ocupacional, São Paulo Revista Brasileira de Engenharia A í l e A bi R i B il i d E h i Agrícola Ambiental, C l Campina G i Grande d Revista Brasileira de Meteorologia, São José dos Campos Revista Brasileira de Zootecnia, Ciçosa Revista Brasileira de Sementes, Londrina Revista Engenharia Agrícola, Jaboticabal São Paulo em Perspectiva, São Paulo Saúde Sociedade, São Paulo Scientia Agricola, ESALQ/USP, Piracicaba Scientlae Studia, São Paulo Sociedade & Natureza, Uberlândia Trans/Form/Ação, São Paulo
  • 29. Quais são os títulos de periódicos? Títulos dos periódicos WoS CIENCIA RURAL HORTICULTURA BRASILEIRA PESQUISA AGROPECUARIA BRASILEIRA REVISTA BRASILEIRA DE CIENCIA DO SOLO ACTA SCIENTIARUM AGRONOMY AGROFORESTRY SYSTEMS SEMINA CIENCIAS AGRARIAS AGRONOMY FOR SUSTAINABLE DEVELOPMENT BRAGANTIA CIENCIA E AGROTECNOLOGIA JOURNAL OF SUSTAINABLE AGRICULTURE REVISTA BRASILEIRA DE ENGENHARIA AGRICOLA E AMBIENTAL REVISTA BRASILEIRA DE FRUTICULTURA REVISTA CAATINGA ACTA HORTICULTURAE ECOLOGICAL MODELLING JOURNAL OF PLANT NUTRITION REVISTA BRASILEIRA DE ZOOTECNIA BRAZILIAN JOURNAL OF ANIMAL SCIENCE TOTAL N. de artigos 13 9 9 6 4 4 4 3 3 3 3 % 12,15% 8,41% 8,41% 5,60% 3,73% 3,73% 3,73% 2,80% 2,80% 2,80% 2,80% 3 3 3 2 2 2 2 107 2,80% 2,80% 2,80% 1,86% 1,86% 1,86% 1,86%
  • 30. Títulos de periódicos em Agroecologia Principais Revista Brasileira de Agroecologia Cadernos de Agroecologia Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável Revista Agriculturas Qual e a visibilidade ?
  • 31. Agroecologia no Brasil Cursos de graduação Programas de pós-gradução Grupos instituidos Organizações Transição AE ç Resultado
  • 32. UNIVERSIDADE Área e Cidade/Estado Grau IFAC Agroecologia – Rio Branco/AC Tecnológico IFB Agroecologia – Brasília/DF Tecnológico UFSCAR Agroecologia – Araras/SP Bacharelado UEMS Agroecologia – Glória de Dourado/MS Tecnológico UEPB Agroecologia – Campina Grande/PB Bacharelado UFOPA Agroecologia – Santarém/PA Bacharelado URCAMP Agroecologia – Bagé/RS Tecnológico UFPR Agroecologia – Martinhos/PR Tecnológico UFPB Agroecologia – B A l i Bananeiras/PB i /PB Bacharelado B h l d UFRR Agroecologia – Boa Vista/RR Tecnológico IFRN Agroecologia – Ipanguaçu/RN Tecnológico IFPB Agroecologia – Picui/PB Tecnológico IFPB Agroecologia – Sousa/PB Tecnológico IFPE Agroecologia – Barreiros/PE Tecnológico IFAM Agroecologia – Manaus/AM Tecnológico IFPA Agroecologia – Bragança/PA Tecnológico UFCG Agroecologia – Sumé/PB Tecnológico UEA Agroecologia – Itacoatiara/AM Tecnológico UEA Agroecologia – Parintins/AM Tecnológico IFS Agroecologia – São Cristovão/SE Tecnológico IFSEMG Agroecologia – Rio Pomba/MG Tecnológico IFSEMG Agroecologia – Rio Pomba/MG Bacharelado UFRB Agroecologia – Cruz das Almas/BA Tecnológico IFBAIANO Agroecologia – Uruçuca/BA Tecnológico IFPR Agroecologia – Curitiba/PR g g Tecnológico g IFAC Agroecologia – Xapuri/AC Tecnológico UNC Desenvolvimento rural sustentável e Agroecologia – Curitiba Bacharelado Transição AE ç Resultado
  • 33. UNIVERSIDADE Programas de Pós graduação Pós-graduação Nível M D F Mestrado 3 - - IAPAR Agricultura Conservacionista – Londrina/PR UFSM Agricultura de Precisão – Santa Maria/RS Mestrado Profissional - - 4 UFAL Agricultura e Ambiente – Arapiraca/AL Mestrado 3 - - UFSCAR Agricultura e Ambiente – Arara/SP Mestrado 3 - - INPA Agricultura no Trópico Úmido – Manaus/AM Mestrado 3 - - UFRRJ Agricultura Orgânica - Seropédica/RJ Mestrado Profissional - - 3 UFES Agricultura Tropical – São Mateus/ES Mestrado 3 - - UFMT Agricultura Tropical – Cuiabá/MT Mestrado/Doutorado 5 5 - IAC Agricultura Tropical e Subtropical – Campinas/SP Mestrado/Doutorado 5 5 - UFPA Agriculturas Amazônicas – Belém/PA Mestrado 3 - - UNESP/BOT Agronomia (Agricultura) – Botucatu/SP Mestrado/Doutorado 5 5 - UEMA Agroecologia – São Luis/MA Mestrado/Doutorado 4 4 - UFV Agroecologia – Viçosa/MG Mestrado 4 - - UEM g g g Agroecologia – Maringá/PR Mestrado Profissional - - 3 UNESP/BOT Agronomia (Energia na agricultura) – Botucatu/SP Mestrado/Doutorado 4 4 - UFSCAR Agroecologia e Desenvolvimento Rural – Araras/SP Mestrado 3 - - UNESP/BOT Agronomia (Horticultura) – Botucatu/SP Mestrado/Doutorado 5 5 - UFV Agronomia (M t A i (Meteorologia agrícola) – Vi l i í l ) Viçosa/MG /MG Mestrado/Doutorado M t d /D t d 4 4 - UFSM Agronomia – Agricultura e ambiente – Santa Maria/RS Mestrado 3 - - UNIPAR Biotecnologia aplicada à agricultura – Umuarama/PR Mestrado/Doutorado 3 4 - UFPB/J. P. Ciências agrárias (agroecologia) – João Pessoa/PB Mestrado 3 - - UNIOESTE Energia na Agricultura Mestrado 3 - -
  • 34. Sigla GAAMA GAC GAU GAUFC GVAA GEPAAF Yebá Ervas & Matos CNPq GAE GEAE NEPEA AGROVIDA MUDA GAE EVA EcoVida NAAC CLS TEIA GAO APÊTI RAU Boldinho da Urca SAF Pirasykauá Núcleo de agroecologia TERRA Nome do Grupo Grupo de Agroecologia de Maringá Grupo Agroecológico Craibeiras p g g Grupo de Agroecologia Grupo de Agroecologia da Universidade Federal do Ceará Grupo Verde de Agricultura Alternativa Grupo de Ensino, Pesquisa e Assistência técnica à Agricultura Projeto de Extensão: Instrumento para a Construção do conhecimento e Formação do Profissional Agroecológico Grupo de Pesquisa: Gestar: Território, Trabalho e Cidadania Grupo de Agroecologia da Universidade Federal de Pelotas Grupo d E d d Agricultura Ecológica G de Estudos de A i l E ló i Núcleo de Ensino, Pesquisa e Extensão em Agroecologia Grupo de Apoio á Agricultura Familiar e agroecologia Grupo de Agroecologia do Curso de Engenharia Ambiental Grupo de Agroecologia Espaço de Vivência Agroecologia Rede de Agroecologia Núcleo de Agroecologia Apetê Caaputã Grupo Guayi de Agroecologia Programa de Extensão Universitária Grupo de Agricultura Orgânica Grupo de Agrofloresta Rede de Agroecologia g g Grupo de Agroecologia Boldinho da Urca Grupo de agricultura orgânica "Amaranthus" Grupo Temático Território Rurais e Reforma Agrária - Terra Universidad Cidade/Estado e UEM Maringá/PR UFAL Maceió/AL UFAM Manaus/AM UFC Fortaleza/CE UFERSA Mossoró/RN UFG Goiânia/GO UFLA Lavras/MG UFPB UFPel João Pessoa/PB Pelotas/MG UFPR Curitiba/PR UFRB UFRJ UFRRJ UFS UFSC UFSCar UFSJ Cruz das Almas/BA Rio de Janeiro/RJ Seropédica/RJ São Cristóvão/SE Florianópolis/SC Sorocaba/SP Sete Lagoas/MG UFV Viçosa/MG UNICAMP Campinas/SP p UNIRIO Rio de Janeiro/RJ USP Piracicaba/SP NERUDA Núcleo de Estudos em Extensão Rural e Desenvolvimento Agroecológico N Janaúba/MG M.A.E Grupo Mutirão de Agricultura Ecológica UFF Campus Praia Vermelha/RJ
  • 35. ORGANIZAÇÕES Tipo SIGLA Articulação Nacional de Agroecologia Governamental ANA Associação Brasileira de Agroecologia Governamental ABA Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ambiente e Sociedade Governamental ANPPAS Movimento das Mulheres Camponesas Não Governamental MMC Rede Brasileira Contra Agrotóxicos RBCA Sociedade Cientifica Latinoamericana de Agroecologia SOCLA Comissão Pastoral da Terra Não Governamental Fórum Brasileiro de Economia Solidária CPT FBES Ambiental Rural em Pernambuco Não Governamental SiCAR ONG Verdejar: agroecologia e preservação ambiental no subúrbio de uma metrópole Não Governamental Verdejar Iniciativa Verde Não Governamental OSCIP Transição AE ç Resultado
  • 36. Ferramentas para gestão da informação bibliográfica : Zotero e Dropbox
  • 37. Zotero e Dropbox Zotero e Dropbox são ferramentas úteis para o armazenamento e compartilhamento de documentos na Internet além de outras aplicações. Juntas, essas ferramentas auxiliam o trabalho de pesquisa pesquisa.
  • 38. Zotero é uma ferramenta que oferece ao usuário uma variedade de meios para capturar, p q , importar e arquivar seus itens, documentos e arquivos. Ele coleta informações sobre li ros artigos de livros, periódicos ou jornais e websites que possuam metadados.
  • 39. Talvez, a característica mais importando do Zotero seja a sua habilidade de p ç automaticamente capturar uma informação bibliográfica da Web e imediatamente mostrar que voce pode capturar essa informação mudando o ícone no seu browser. Desse modo, e muito rapidamente, voce clica p ç no ícone e captura a informação.
  • 40. Características e usos C t í ti Captura e registra informações bibliográficas de páginas da Web, g g periódicos; ; imagens e artigos de p Exporta as informações no formato bibliográfico ou em texto adequado para importação no EndNote; Aplicação para o Microsoft Word e OpenOffice;
  • 41. Otimizado para bases de dados, ex. JSTOR, Google Scholar, ProQuest EBSCO; Scholar ProQuest, Gera citações de recursos offline e bibliografias formatadas em vários formatos; Organiza as citações por rótulos/etiqueta (tag) ou arquivos e gera relatórios; Contém um sistema de busca por Título, Título Criador ou Ano; Todos os Campos e Tags; ou, Tudo:
  • 42. Registra suas observações e anexa arquivos do g ç q tipo .pdf ou .docx; Cria e gera coleções – Minha biblioteca e Grupos de bibliotecas; …. Sincroniza e compartilha as suas informações e as informações dos seus grupos de pesquisa.
  • 43. A instalação do Zotero é realizada a partir do site: http://www.zotero.org/ p g Depois de instalado é preciso criar a sua conta. conta
  • 44. ç https://www.zotero.org/groups/agroecologia-capes-cofecub716 Resultado https://www zotero org/groups/agroecologia capes cofecub716Transição AE Zotero -group
  • 45. Zotero : funcionamento Bibliotecas Lista de referencias Gestão de uma referência
  • 46.
  • 47. Zotero ; recuperação com Google Scholar
  • 48. Dropbox Dropbox D b é uma pasta para armazenar e t sincronizar os seus arquivos online e entre computadores com uma interface Web. Dropbox funciona em ambiente Windows Windows, Mac e Linux.
  • 49. A atualização dos seus arquivos no Dropbox é automática nos seus computadores e na Web. Ícone verde – seu arquivo está sincronizado; Ícone azul – seu arquivo está sendo transferido para o D b t f id Dropbo; Ícone vermelho – seu arquivo não pode ser transferido f
  • 50. Colaboração e Armazenamento Cria grupos para compartilhar arquivos; Qualquer adição, mudança ou exclusão de arquivos será vista pelos membros do grupo em uma pasta compartilhada;
  • 51. A at ali ação dos se s arq i os no Dropbo é atualização seus arquivos Dropbox automática nos seus computadores e na Web • Ícone verde – seu arquivo está sincronizado; q ; • Ícone azul – seu arquivo está sendo transferido para o Dropbo; • Ícone vermelho – seu arquivo não pode ser transferido t f id
  • 52. A instalação do Dropbox é realizada a partir do ç p p site: https://www.dropbox.com Depois de instalado D i d i t l d é preciso criar a sua conta. i i t
  • 53. Vantagens de usar o Zotero e o Dropbox p As duas ferramentas se utilizadas em conjunto proporcionam o aumento d espaço d i t de de armazenamento na Internet para os seus itens; O Zotero usa um endereço relativo (Dropbox) ç ( p ) para fazer a ligação dos arquivos anexados ,p no diretório da base, possibilitando o acesso aos arquivos integrais em diferentes p ; computadores;
  • 54.
  • 55. Métodos de análise de corpus p em agroecologia no Brasil
  • 56. Análise da agrocecologia no g g Brasil • Melhor conhecimento sobre as fontes e a produção (temáticas grupos de pesquisa) (temáticas, ç p pesquisadores • Avaliação da hipóteses do p q Família d F íli de métodos di ét d disponíveis í i • Análise dos textos • Análise bibliométrica • Visualização dos dados
  • 57. Constituição do Córpus : p ç ç Recuperação Transformação Análise Bancos de dados Google Acadêmico Site das Revistas Internet Repertório Imacro Zotero Endnote Mendeley … Recup Mais fácil com acesso livre Recup . Textos em PDF transfor Os dois lados são difí i ã difícies Textos em txt Pdf Zilla Adobe Acrobat ABBY PDF Xpdf transfor Análise E termos E-termos Sphinx Cortex … Análise Referências bibliográficas transfor Le Sphinx Excel PaperMachines Gephi Vosviewer … Recuperação fácil Tipo de documento Ti d d t Título Autores Ano Língua Nome da revista Link Palavra-chave Temáticas Recuperação difícil Resumo Endereços Mais fácil com Citações bancos de dados Texto integral internacionais
  • 58. Algumas ferramentas Análise bibliométrica : Sphinx, R, Excel Análise l i l T A áli lexical e-Termos, Cortex C t Gestão das referências EndNote Zotero Mendeley Visualização dos dados Ucinet Ucinet, Vosviewer, Gephi PDF to txt PDFZilla, ABBY Converter Extração da web : imacro… imacro
  • 59. Análise de textos Estudar, decompor, dissecar e dividir textos em elementos essenciais para f l t i i fazer a i t interpretação nos t ã leva até a idéia-chave, que é o conjunto de idéias mais precisas precisas. Partes da análise do texto: a) elementos constituintes básicos, b) relações entre esses elementos, l õ t l t c) estrutura do texto.
  • 60. E-TERMOS : Gestão terminológica http://www.etermos.cnptia.embrapa.br/ http://www etermos cnptia embrapa br/ Ambiente computacional colaborativo web de acesso livre e gratuito dedicado à gestão terminológica. Seu principal objetivo é viabilizar a criação de produtos terminológicos,
  • 61. Análise do Congresso Cearense 2008 e 2010 Expressoes mais presentes maiores valores : 13 produtos organicos : 13 producao leite : 52 fertilidade solo : 12 atividade leiteira : 27 meio ambiente : 12 d leite t transicao agroecologia : 25 producao l it pasto : 12 t i l i materia organica : 11 agricultura organica : 21 sistema transicao sistema convencional : 21 agroecologia : 11 campo nativo : 10 sistemas producao : 21 diametro medio : 9 custos producao : 17 producao leiteira : 9 mao obra : 16 adubacao verde : 8 familias produzem : 8 sistema producao : 15 maioria propriedades : 8 leite pasto : 14 medias seguidas letras : 8 oeste parana : 8 producao organica : 14 pas o e o o a o pastoreio rotativo : 8 sistema transicao : 14 qualidade quantidade leite : 8 area figo : 7 assentamento antonio tavares : 7 custos manutencao : 7 custos variaveis : 7 manejo organico : 6 materia seca : 6 origem animal : 6 pastoreio voisin : 6 recursos naturais : 6 reducao custos : 6 d t rotacao culturas : 6 uso insumos : 6 agregacao solo : 5 agricultura familiar : 5 area cultivada : 5 assistencia tecnica : 5
  • 63. Exemplo 2 : Contexto de uma expressão
  • 64. Análise bibliométrica Bibliometria : Aplicação de métodos matemáticos e estatísticas para livros e outros meios de communicação (Pritchard 1969). • Cientometria : Aplicação de métodos e estatísticas em dados quantitativos (economia humanitades (economia, humanitades, bibliografia), características do estatado da ciência •I f Infometria : Conjunto dos atividades métricas em ti C j t d ti id d ét i relação a informação, a bibliometria e a cientometria (Egghe t Rousseau 1988) (E h et R 1988). Pritchard A., "Statistical Bibliography or Bibliometrics", Journal of Documentation, 25, 4, p. 348-349, 1969 Egghe, L., & Rousseau, R. (Eds.). (1988). Informetrics 87/88. Proceedings of the first international conference on Bibliometrics and Theoretical aspects of information retrieval. Amsterdam, The Netherlands: Elsevier
  • 65. Análise bibliométrica As temáticas A t áti • A representação relativa de diferentes disciplinas, a tecnologias (ass ntos) emergentes os "sinais fracos" (assuntos) emergentes, desenvolvimentos durante o período, a identificação de especialistas sobre temas ... Os Atores • autores instituições, países / regiões (ligações entre a autores, instituições investigação e interesses económicos) ) • suas áreas de especialização (links temáticos) • colaborações (ligações entre os atores)
  • 66. Criação de um córpus de análise Determinação dos limites, localização dos ee ação es, oca ação textos, usando fontes existentes Processamento P t – Transformação dos dados ç Transferência para ferramentas de análise • Utilização/criação de indicatores : grupos de disciplinas, temáticas, di i ã d di i li ái divisão g g geográfica, co-autorias
  • 67. Exemplo de Córpus Resultados do Web of Science para agroecologia Revista Brasileira de Agroecologia Congresso Cearense de agroecologia : 2008, 2010, 2012. CV Lattes com linha de pesquisa em agroecologia Transição AE ç Resultado
  • 68. Uma tabela de análise Como analisar e comparar os textos : Em diferentes idiomas ? Existem diferentes palavras para o mesmo assunto ? Tabela de análise • Cada refêrencia ou texto integral é analizado automaticamente ou não, com essa tabela • Estudos recentes em nível internacional ajudam a definição da tabela de análise
  • 69. Tabela de análise, em construção, à completar Estado da pesquisa Temáticas Especias Observadas, produtos Transição AE ç Resultado São Paulo Agricultura familiar Milho Bahia Assuntos Café Paraná Extensão rural Morango Agricultura orgânica Adubação verde Comercialização etc…
  • 70. Análise bibliométrica á é Para a pesquisa : • avalição do volume e dos impactos da publicações • evolução de um tema de pesquisa (país, instituição, sobre temáticas • posição de um grupo de pesquisa, uma institução, um país • políticas científicas : forças e fraquesas orientação das fraquesas, ações Para publicar : qualificação das revistas e onde publicar Para as novas tecnologias e a sociologia das ciências : surgimento de novas tematicas (por exemplo)
  • 71. Vizualização dos dados       Utilização da informática gráfica interativa para apresentar visualmente os dados obtidos para ampliar a cognição. Interagir com diferentes atores e disciplinas I t i dif t t di i li Explorar visualmente conjuntos de dados p p j para ver coisas surpreendes ou erradas, novos q questionamentos Descobrir Ilustrar, apresentar síntese Il t t í t Enriquecer com outras fontes de dados q
  • 73. Mapa g p global da Ciência no Brazil 2012 Aventurier, Pascal. “Mapas Globais Da Ciência No Brazil 2012 E 2010.” A Publicação Científica, November 16, 2013. http://publicient.hypotheses.org/710.
  • 74. Análise do Corpus Web of Science sobre agroecologia 109 referências : TS=agro*ecolog* and AD= Brasil OR Brazil f ê i TS * l * d AD B il B il Temáticas
  • 76.
  • 78. Embrapa Agr USP Univ Centro Oueste Univ Ceara Transição AE ç Resultado UF Viscosa Univ Cordoba UFFRJ UFRPE Embrapa A bi l E b Agrobiol Embrapa Arroz p Embrapa Hortl
  • 79. Mapa das ciências WOS Agroecology Transição AE ç Resultado
  • 80. Mapa das ciências WOS Agroecology AND Brazil Transição AE ç Resultado
  • 81. Análise do Corpus Revista Brasileira de Agroecologia 376 referências 2006-2012 Refêrencias resumos textos integrais Constitução do Corpus resultados parcias
  • 84. Topics maps com PaperMachines e Zotero Z t Transição AE Resultado http://chrisjr.github.io/papermachines/
  • 85. Dicas para publicar Publish OR Perish Publish AND Perish Publicar com resultados e interpretações pertinentes Escolher a melhor revista para publicar Respeitar as instruções para os autores e a ética cientifica
  • 86. Normalização de Trabalhos Científicos ABNT MORE (Mecanismo Online para Referências) p http://www.rexlab.ufsc.br:8080/more/ EndNote ferramenta de busca online, organizador de referências e textos completos, compilador de bibliografias e citações
  • 87.
  • 88. Novas formas de publicações : p ç exemplo de uma wiki • Institut des Hautes Etudes pour la Science et la Technologie criou um WIKI para promover a troca de g p p idéias entre o Brasil e a França nos campos das Ciências e Sociedade. • O objetivo é desenvolver uma perspectiva original j p p g franco-brasileira de relações entre a Ciência e a Sociedade na rede em uma abordagem multidisciplinar. g p Essa wiki tem página sobre o projeto Capes/Cofecub p g p j p
  • 89.
  • 91. Conclusões • Para os a o es : importância de aa atores po â c a conhecimento das fontes, de como fazer buscas e de como fazer a gestão da informação e trabalhar coletivamente • Análise bibliométrica e textual para ajudar a p j g g comprender as trajetórias da agroecologia • Necessidade de um módulo para a formação em publicação, gestão e análise da publicação informação
  • 92. Obrigado! Ob i d ! Merci M i! Cleofas.Alencar@embrapa.br Pascal.Aventurier@inra.fr Agradecimento CAPES/COFECUB (716/11) ç g p aTransição Agropecuária na França e no Brasil”, INRA, EMBRAPA