SlideShare uma empresa Scribd logo
Caterpillar: Confidential Green
TREINAMENTO, QUALIFICAÇÃO DE OP .DE PTA
Caterpillar: Confidential Green
TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP .DE PTA
Principais tipos de plataformas aéreas
Mastro Telescópica Tesoura Unipessoal Articulada
Caterpillar: Confidential Green
TREINAMENTO, QUALIFICAÇÃO DE OP .DE PTA
Caterpillar: Confidential Green
TREINAMENTO, QUALIFICAÇÃO DE OP .DE PTA
Caterpillar: Confidential Green
TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP .DE PTA
Melhorar as condições de trabalho e de segurança ao trabalhador.
POR QUE AS PLATAFORMAS FORAM DESENSOLVIDAS
Quando as atividade são realizadas com a utilização da plataforma, os riscos de
queda do trabalho reduz em 99% dos casos, visto que não há necessidade utilização de
escadas ou andaimes.
Todas as plataformas aéreas de trabalho são equipadas com dispositivos de
segurança que seguem a normativa vigente e especificadas na NR 18.
Para utilização de plataformas o trabalhador deve receber do fabricante ou pessoa
especializada treinamento, carteira de habilitação de operação do equipamento e
certificado do curso.
Caterpillar: Confidential Green
TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP .DE PTA
VANTAGENS PARA O TRABALHADOR
Utilizando plataformas elevatórias elimina a necessidade de transportar andaimes,
caminhar sobre estruturas perigosas, realizar esforço físico para elevar materiais,
ferramentas e trabalhar em lugares incômodos.
Caterpillar: Confidential Green
TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP .DE PTA
FORMAÇÃO E CONHECIMENTO DO OPERADOR
O operador deve ter formação adequada e ter sido treinado por instrutor
qualificado.
Somente pessoas devidamente autorizadas e qualificadas podem operaras
plataformas.
ANTES DE INICIAR A OPERAÇÃO DA PLATFORMA O OPERADOR DEVE:
Caterpillar: Confidential Green
TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
RISCOS DE TROPEÇAMENTO OU QUEDA
Antes de operara máquina, verificar se todas as cancelasse encontram fechadas e
trancadas na posição de segurança.
Durante a operação, os ocupantes da plataforma deverão usar cinto de segurança
(tipo paraquedista), com um cabo devidamente preso em um ponto de fixação na
plataforma aérea.
NOTA: Fixar apenas um cabo de segurança a cada ponto.
Caterpillar: Confidential Green
TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
MANTENHA DISTÂNCIA RECOMENDADA DE REDES ELÉTRICAS
ATENÇÃO
Não aproxime o equipamento de redes elétricas, a menos que todas as
precauções de segurança tenham sido tomadas.
Caterpillar: Confidential Green
TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
Caterpillar: Confidential Green
TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
Verificar sempre se as ferramentas elétricas se encontram bem armazenadas e nunca
com os cabos de alimentação suspensos na plataforma.
Não permitir a suspensão de materiais ou ferramentas fora da
plataforma.
Caterpillar: Confidential Green
TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
CAPACIDADE CARGA
Para cada modelo de equipamento tem-se um limite de carga máxima permitida.
Respeite os limites de carga e tenha um trabalho seguro.
Caterpillar: Confidential Green
TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
Caterpillar: Confidential Green
TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
Caterpillar: Confidential Green
TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
Caterpillar: Confidential Green
TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
Caterpillar: Confidential Green
TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
DESLOCAMENTO
A velocidade de deslocamento dos equipamentos varia de 0,6 a 6 Km/h (em
média) e dependendo da plataforma estes valores são diferentes.
Temos 2 variantes de deslocamento:
Com o equipamento na posição recolhida (velocidade alta). Com o equipamento na
posição elevada (velocidade baixa ou velocidade de segurança).
Caterpillar: Confidential Green
TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
Caterpillar: Confidential Green
TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
Caterpillar: Confidential Green
TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
ATENÇÃO COM AS MANOBRAS
Evite manobras bruscas
Esteja sempre com o cinto de segurança conectado
Certifique-se que nada obstrui o caminho
Concentre-se na sua operação
Caterpillar: Confidential Green
TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
Caterpillar: Confidential Green
TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
OPERAÇÃO SEGURA
Desloque-se sobre superfícies lisas ( uniformes) e seguras.
Não corra riscos de tombamentos.
Preserve a vida.
Caterpillar: Confidential Green
TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
Caterpillar: Confidential Green
TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
Caterpillar: Confidential Green
TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
Caterpillar: Confidential Green
TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
Caterpillar: Confidential Green
TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
Caterpillar: Confidential Green
TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
Caterpillar: Confidential Green
TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
Caterpillar: Confidential Green
TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
Caterpillar: Confidential Green
TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
Caterpillar: Confidential Green
TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
Caterpillar: Confidential Green
TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
RISCOS DE ESMAGAMENTO E COLISÃO
Caterpillar: Confidential Green
TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
LIMITES DE ALCANCE
Não utilize escadas, bancos, latas, calços ou qualquer tipo de acessório que permita
prolongar o alcance máximo permitido pelo modelo do equipamento. Respeite as
limitações da Plataforma.
Caterpillar: Confidential Green
TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
Caterpillar: Confidential Green
TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
Caterpillar: Confidential Green
TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
Caterpillar: Confidential Green
TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
Caterpillar: Confidential Green
TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
Caterpillar: Confidential Green
TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
Caterpillar: Confidential Green
TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
Caterpillar: Confidential Green
TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
Caterpillar: Confidential Green
TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
Caterpillar: Confidential Green
TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
Caterpillar: Confidential Green
TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
Caterpillar: Confidential Green
TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
Caterpillar: Confidential Green
TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
LEGISLAÇÃO
SECRETARIA DE INSPEÇÃO DO TRABALHO
PORTARIA Nº 15, DE 3 DE JULHO DE 2007 Aprova o Anexo I e altera a redação do
item 18.14.19 da Norma Regulamentadora nº 18
A SECRETÁRIA DE INSPEÇÃO DO TRABALHO e o DIRETOR DO DEPARTAMENTO
DE SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO, no uso de suas atribuições legais, tendo
em vista o disposto no artigo 200 da Consolidação das Leis do Trabalho e no artigo 2º
da Portaria nº 3.214, de 08 de junho de 1978, resolvem:
Art. 1º - Aprovar o Anexo I -Plataformas de Trabalho Aéreo -da Norma
Regulamentadora nº 18 (NR 18), com redação da Portaria nº 4, de 04/04/1995, nos
termos do Anexo desta Portaria.
Art. 2º -O item 18.14.19 da NR 18 passa a vigorar com a seguinte redação:
18.14.19 É proibido o transporte de pessoas por equipamento de guindar não
projetado para este fim.
Art. 3º -Esta Portaria entra em vigor na data da sua publicação.
Caterpillar: Confidential Green
TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
Caterpillar: Confidential Green
TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
Caterpillar: Confidential Green
TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
LEGISLAÇÃO
NR 18 -CONDIÇÕES E MEIO AMBIENTE DE TRABALHO NA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO
ANEXO –I (Incluído pela Portaria SIT n.º 15, de 03 de julho de 2007)
ANEXO IV –PLATAFORMAS DE TRABALHO AÉREO
(Alterado pela Portaria SIT n.º 40, de 7 de março de 2008)
1 DEFINIÇÃO
1.1 Plataforma de Trabalho Aéreo –PTA é o equipamento móvel, autopropelido ou não,
dotado de uma estação de trabalho (cesto ou plataforma) e sustentado em sua base por
haste metálica (lança) ou tesoura, capaz de erguer-se para atingir ponto ou local de
trabalho elevado.
Caterpillar: Confidential Green
TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
2 REQUISITOS MÍNIMOS DE SEGURANÇA
2.1 A PTA deve atender às especificações técnicas do fabricante quanto a
aplicação,
operação, manutenção e inspeções periódicas.
2.2 O equipamento deve ser dotado de:
a) dispositivos de segurança que garantam seu perfeito nivelamento no ponto de
trabalho, conforme especificação do fabricante.
2.3 A PTA deve possuir proteção contra choques elétricos, por meio de:
a) cabos de alimentação de dupla isolação;
b) Plugs e tomadas blindadas;
c) aterramento elétrico;
d) Dispositivo Diferencial Residual (DDR).Proteção contra choque elétrico.
Caterpillar: Confidential Green
TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
3 OPERAÇÃO
3.1 Os manuais de operação e manutenção da PTA devem ser redigidos em língua
portuguesa e estar à disposição no canteiro de obras ou frentes de trabalho.
3.2 É responsabilidade do usuário conduzir sua equipe de operação e supervisionar o
trabalho, afim de garantir a operação segura da PTA.
3.3 Cabe ao operador, previamente capacitado pelo empregador na forma do item 5
deste.
3.7 A PTA não deve ser posicionada junto a qualquer outro objeto que tenha por
finalidade lhe dar equilíbrio.
3.8 O equipamento deve estar afastado das redes elétricas de acordo com o manual
do fabricante ou estar isolado conforme as normas específicas da concessionária de
energia local, obedecendo ao disposto na NR-10.
3.13 Todos os trabalhadores na PTA devem utilizar cinto de segurança tipo
paraquedista ligado ao guarda-corpo do equipamento ou a outro dispositivo específico
previsto pelo fabricante.
3.14 A capacidade nominal de carga definida pelo fabricante não pode ser ultrapassada
em nenhuma hipótese.
3.16 O operador deve assegurar-se de que não haja pessoas ou equipamentos nas
áreas adjacentes à PTA, antes de baixar a estação de trabalho.
Caterpillar: Confidential Green
TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
4 MANUTENÇÃO
4.1 É responsabilidade do proprietário manter um programa de manutenção preventiva
de acordo com as recomendações do fabricante e com o ambiente de uso do
equipamento,contemplando, no mínimo:
a) verificação de:
a1. funções e controles de velocidade, descanso e limites de funcionamento;
a2. controles inferiores e superiores;
Caterpillar: Confidential Green
TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
5 CAPACITAÇÃO
5.1º O operador deve ser capacitado de acordo com o item18.22.1da NR-
18esertreinadonomodelodePTAaserutilizado,ou em um similar,no seu próprio local de
trabalho.(18.22.1.A operação de máquinas e equipamentos que exponham o
operador ou terceiros a riscos só pode ser feita por trabalhador qualificado e
identificado por crachá)
5.2Acapacitaçãodevecontemplaroconteúdoprogramáticoestabelecidopelofabricante,abor
dando,no mínimo,os princípios básicos de segurança, inspeção e operação, de forma
compatível com o equipamento a ser utilizado e como ambiente esperado.
5.2.1 A comprovação da capacitação deve ser feita por meio de certificado.
5.3 Cabe ao usuário:
a) capacitar sua equipe para a inspeção e a manutenção da PTA, de acordo com as
recomendações do fabricante;
b) conservar os registros dos operadores treinados em cada modelo de PTA por um
período de cinco anos;
c) orientar os trabalhadores quanto ao uso, carregamento e posicionamento dos
materiais na estação de trabalho da PTA.
c) orientar os trabalhadores quanto ao uso, carregamento e posicionamento dos
materiais na estação de trabalho da PTA.
Caterpillar: Confidential Green
TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
DISPOSIÇÕES FINAIS
6.1 Este Anexo não se aplica às PTA para serviços em instalações elétricas
energizadas.
6.4 A PTA deve ser inspecionada e revisada segundo as exigências do fabricante antes
de cada entrega por venda, arrendamento ou locação.
6.5 As instruções de operação do fabricante e a capacitação requerida devem ser
fornecidas em cada entrega, seja por venda, arrendamento ou locação.
6.6 Os fornecedores devem manter cópia dos manuais de operação e manutenção.
6.6.1 Os manuais de operação e manutenção são considerados parte integrante do
equipamento, devendo ser fornecidos em qualquer locação, arrendamento ou venda e
ser mantidos no local de uso do equipamento.
6.7 Os avisos contendo informações de segurança devem ser redigidos em língua
portuguesa.
Caterpillar: Confidential Green
TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
OPERADOR DE PLATAFORMA CERTIFICADO
Somente a operadores treinados e qualificados
cabe a responsabilidade da operação.
Assim se obtém maior segurança, produtividade e
aproveitamento na execução dos serviços.
É o responsável direto pela segurança da
operação, pessoas e demais bens
interligados a ela.
Caterpillar: Confidential Green
TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
Caterpillar: Confidential Green
TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
CESTO AÉREO
OBS: Texto final APROVADO pelo CPN em 2 SET de 2010, considerando NT 065 / 2010/DSST/SIT/MTE
18.14.26 - Cesto aéreo é um equipamento móvel, para trabalho em altura, destinado a transportar um ou mais
trabalhadores para atividades em locais de uma obra, instalação ou equipamento industrial, podendo estar:
a) suspenso em gruas, guindastes ou veículos dotados de braços ou estruturas mecânicas apropriadas,
treliçadas ou telescópicas (de quaisquer tipos e configurações);
b) acoplado na extremidade de dispositivos mecânicos como estruturas pantográficas, lanças telescópicas,
treliçadas ou articuladas, podendo tais dispositivos ser parte de veículos apropriados como equipamentos ou
guindastes.
Parágrafo único - Em caso de suspensão de cesto aéreo por meio de gruas, não se aplica a proibição contida
no item 18.14.24.2 desta NR.
18.14.26.1 - É proibida a utilização de equipamentos de guindar para o transporte de pessoas, em cesto
aéreo suspenso, exceto nos seguintes casos:
a) de complexidade técnica com operação assistida, nas quais outros meios tenham sido considerados menos
viáveis e seguros, situação que deve estar comprovada por laudo técnico elaborado por profissional legalmente
habilitado e mediante emissão de respectiva Anotação de Responsabilidade Técnica -ART;
b) de salvamento, resgate ou outras formas de emergência justificadas;
c) onde não haja a possibilidade da utilização das Plataformas Aéreas de Trabalho-PTA.
18.14.26.1.1 - Considera-se “Operação Assistida” aquela comprovadamente precedida de Análise Preliminar de
Riscos (APR) detalhada, e respectivo Plano de Cargas (PC) para elevação de pessoas, materiais ou ferramentas
elaborados por profissional legalmente habilitado.
NOTA: No Brasil a maior plataforma aérea é de 47,52 metros de trabalho.( JLG modelo 150 HAX articulada)
Caterpillar: Confidential Green
TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
TREINAMENTO DE PLATAFORMA AÉREA DE ACORDO COM A NR-18

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a -Treinamento-Operador-Plataforma-de-Trabalho-Aereo.pdf

Treinamento de pta
Treinamento de ptaTreinamento de pta
Treinamento de pta
RogrioTorresTorres
 
Catalogo rocadeira ninjaflex_f300
Catalogo rocadeira ninjaflex_f300Catalogo rocadeira ninjaflex_f300
Catalogo rocadeira ninjaflex_f300
Catalogo Fácil Agro Mecânica Tatuí
 
APRESENTAÇÃO PTA NR 18 trabalho - R2.pptx
APRESENTAÇÃO PTA NR 18 trabalho - R2.pptxAPRESENTAÇÃO PTA NR 18 trabalho - R2.pptx
APRESENTAÇÃO PTA NR 18 trabalho - R2.pptx
thiago718348
 
cilindro-laminador-gastromaq-ep-xi-bandeja-em-inox-clpi-390-bivolt.pdf
cilindro-laminador-gastromaq-ep-xi-bandeja-em-inox-clpi-390-bivolt.pdfcilindro-laminador-gastromaq-ep-xi-bandeja-em-inox-clpi-390-bivolt.pdf
cilindro-laminador-gastromaq-ep-xi-bandeja-em-inox-clpi-390-bivolt.pdf
GastrotecRefrigerao
 
Treinamento pta
Treinamento ptaTreinamento pta
Treinamento pta
RogrioTorresTorres
 
cursos varlei APRESENTAÇÃO PTA - R2.pdf
cursos varlei APRESENTAÇÃO PTA - R2.pdfcursos varlei APRESENTAÇÃO PTA - R2.pdf
cursos varlei APRESENTAÇÃO PTA - R2.pdf
JoaodeLimaJunior
 
NR 18 Anexo 04
NR 18 Anexo 04NR 18 Anexo 04
NR 18 Anexo 04
shasha00
 
IPAF_ELEVACAO.pdf
IPAF_ELEVACAO.pdfIPAF_ELEVACAO.pdf
IPAF_ELEVACAO.pdf
vanbomba
 
Operador de Pá Carregadeira.pptx
Operador de Pá Carregadeira.pptxOperador de Pá Carregadeira.pptx
Operador de Pá Carregadeira.pptx
NelsonMadyBarbosa1
 
MANUTENÇÃO DE ALTERNADORES ASSINCRONO
MANUTENÇÃO DE ALTERNADORES ASSINCRONOMANUTENÇÃO DE ALTERNADORES ASSINCRONO
MANUTENÇÃO DE ALTERNADORES ASSINCRONO
Rodrigo Ralo
 
GABARITOS PARA INDUSTRIA AERONÁUTICA TM6.pdf
GABARITOS PARA INDUSTRIA AERONÁUTICA TM6.pdfGABARITOS PARA INDUSTRIA AERONÁUTICA TM6.pdf
GABARITOS PARA INDUSTRIA AERONÁUTICA TM6.pdf
jcjaneiro
 
Manual Gerador GMD_GTD 7000E.p........df
Manual Gerador GMD_GTD 7000E.p........dfManual Gerador GMD_GTD 7000E.p........df
Manual Gerador GMD_GTD 7000E.p........df
ernandessilva19
 
Slide para Apostila de PT.pdf
Slide para Apostila de PT.pdfSlide para Apostila de PT.pdf
Slide para Apostila de PT.pdf
hobysondias
 
TLPS N° 1 Sobre Equipamento Data 11 03 10
TLPS  N° 1 Sobre Equipamento Data 11 03 10TLPS  N° 1 Sobre Equipamento Data 11 03 10
TLPS N° 1 Sobre Equipamento Data 11 03 10
tiagolupesilva @hotmail.com
 
5 900 versão 2015 (vigência 26 11-2015)
5 900 versão 2015 (vigência 26 11-2015)5 900 versão 2015 (vigência 26 11-2015)
5 900 versão 2015 (vigência 26 11-2015)
Richard Freitas
 
Aprrsentação itganovo
Aprrsentação itganovoAprrsentação itganovo
Aprrsentação itganovo
Carla Guerreiro
 
Manual do pré-amplificador Focusrite Octo Pre Dynamic MKII (PORTUGUÊS)
Manual do pré-amplificador Focusrite Octo Pre Dynamic MKII (PORTUGUÊS)Manual do pré-amplificador Focusrite Octo Pre Dynamic MKII (PORTUGUÊS)
Manual do pré-amplificador Focusrite Octo Pre Dynamic MKII (PORTUGUÊS)
Habro Group
 
10-Curso-de-NR-10.pptx
10-Curso-de-NR-10.pptx10-Curso-de-NR-10.pptx
10-Curso-de-NR-10.pptx
Marcelo Mehedin
 
REC. EMPILHADEIRA.pptx
REC. EMPILHADEIRA.pptxREC. EMPILHADEIRA.pptx
REC. EMPILHADEIRA.pptx
Kleberrocha22
 
ANEXO III - CONJUNTO DE REQUISITOS DE SEGURANCA_ MEIO AMBIENTE E SAUDE PARA ...
ANEXO III -  CONJUNTO DE REQUISITOS DE SEGURANCA_ MEIO AMBIENTE E SAUDE PARA ...ANEXO III -  CONJUNTO DE REQUISITOS DE SEGURANCA_ MEIO AMBIENTE E SAUDE PARA ...
ANEXO III - CONJUNTO DE REQUISITOS DE SEGURANCA_ MEIO AMBIENTE E SAUDE PARA ...
LucianaFernandes219481
 

Semelhante a -Treinamento-Operador-Plataforma-de-Trabalho-Aereo.pdf (20)

Treinamento de pta
Treinamento de ptaTreinamento de pta
Treinamento de pta
 
Catalogo rocadeira ninjaflex_f300
Catalogo rocadeira ninjaflex_f300Catalogo rocadeira ninjaflex_f300
Catalogo rocadeira ninjaflex_f300
 
APRESENTAÇÃO PTA NR 18 trabalho - R2.pptx
APRESENTAÇÃO PTA NR 18 trabalho - R2.pptxAPRESENTAÇÃO PTA NR 18 trabalho - R2.pptx
APRESENTAÇÃO PTA NR 18 trabalho - R2.pptx
 
cilindro-laminador-gastromaq-ep-xi-bandeja-em-inox-clpi-390-bivolt.pdf
cilindro-laminador-gastromaq-ep-xi-bandeja-em-inox-clpi-390-bivolt.pdfcilindro-laminador-gastromaq-ep-xi-bandeja-em-inox-clpi-390-bivolt.pdf
cilindro-laminador-gastromaq-ep-xi-bandeja-em-inox-clpi-390-bivolt.pdf
 
Treinamento pta
Treinamento ptaTreinamento pta
Treinamento pta
 
cursos varlei APRESENTAÇÃO PTA - R2.pdf
cursos varlei APRESENTAÇÃO PTA - R2.pdfcursos varlei APRESENTAÇÃO PTA - R2.pdf
cursos varlei APRESENTAÇÃO PTA - R2.pdf
 
NR 18 Anexo 04
NR 18 Anexo 04NR 18 Anexo 04
NR 18 Anexo 04
 
IPAF_ELEVACAO.pdf
IPAF_ELEVACAO.pdfIPAF_ELEVACAO.pdf
IPAF_ELEVACAO.pdf
 
Operador de Pá Carregadeira.pptx
Operador de Pá Carregadeira.pptxOperador de Pá Carregadeira.pptx
Operador de Pá Carregadeira.pptx
 
MANUTENÇÃO DE ALTERNADORES ASSINCRONO
MANUTENÇÃO DE ALTERNADORES ASSINCRONOMANUTENÇÃO DE ALTERNADORES ASSINCRONO
MANUTENÇÃO DE ALTERNADORES ASSINCRONO
 
GABARITOS PARA INDUSTRIA AERONÁUTICA TM6.pdf
GABARITOS PARA INDUSTRIA AERONÁUTICA TM6.pdfGABARITOS PARA INDUSTRIA AERONÁUTICA TM6.pdf
GABARITOS PARA INDUSTRIA AERONÁUTICA TM6.pdf
 
Manual Gerador GMD_GTD 7000E.p........df
Manual Gerador GMD_GTD 7000E.p........dfManual Gerador GMD_GTD 7000E.p........df
Manual Gerador GMD_GTD 7000E.p........df
 
Slide para Apostila de PT.pdf
Slide para Apostila de PT.pdfSlide para Apostila de PT.pdf
Slide para Apostila de PT.pdf
 
TLPS N° 1 Sobre Equipamento Data 11 03 10
TLPS  N° 1 Sobre Equipamento Data 11 03 10TLPS  N° 1 Sobre Equipamento Data 11 03 10
TLPS N° 1 Sobre Equipamento Data 11 03 10
 
5 900 versão 2015 (vigência 26 11-2015)
5 900 versão 2015 (vigência 26 11-2015)5 900 versão 2015 (vigência 26 11-2015)
5 900 versão 2015 (vigência 26 11-2015)
 
Aprrsentação itganovo
Aprrsentação itganovoAprrsentação itganovo
Aprrsentação itganovo
 
Manual do pré-amplificador Focusrite Octo Pre Dynamic MKII (PORTUGUÊS)
Manual do pré-amplificador Focusrite Octo Pre Dynamic MKII (PORTUGUÊS)Manual do pré-amplificador Focusrite Octo Pre Dynamic MKII (PORTUGUÊS)
Manual do pré-amplificador Focusrite Octo Pre Dynamic MKII (PORTUGUÊS)
 
10-Curso-de-NR-10.pptx
10-Curso-de-NR-10.pptx10-Curso-de-NR-10.pptx
10-Curso-de-NR-10.pptx
 
REC. EMPILHADEIRA.pptx
REC. EMPILHADEIRA.pptxREC. EMPILHADEIRA.pptx
REC. EMPILHADEIRA.pptx
 
ANEXO III - CONJUNTO DE REQUISITOS DE SEGURANCA_ MEIO AMBIENTE E SAUDE PARA ...
ANEXO III -  CONJUNTO DE REQUISITOS DE SEGURANCA_ MEIO AMBIENTE E SAUDE PARA ...ANEXO III -  CONJUNTO DE REQUISITOS DE SEGURANCA_ MEIO AMBIENTE E SAUDE PARA ...
ANEXO III - CONJUNTO DE REQUISITOS DE SEGURANCA_ MEIO AMBIENTE E SAUDE PARA ...
 

Mais de ssuser22319e

nr-37-atualizada-2022-1.pdf
nr-37-atualizada-2022-1.pdfnr-37-atualizada-2022-1.pdf
nr-37-atualizada-2022-1.pdf
ssuser22319e
 
Nr-26-Sinalizacao-de-Seguranca.pdf
Nr-26-Sinalizacao-de-Seguranca.pdfNr-26-Sinalizacao-de-Seguranca.pdf
Nr-26-Sinalizacao-de-Seguranca.pdf
ssuser22319e
 
Nocoes-Basicas-de-Amarracao-Sinalizacao-e-Movimentacao-de-Cargas-SENAI-.pdf
Nocoes-Basicas-de-Amarracao-Sinalizacao-e-Movimentacao-de-Cargas-SENAI-.pdfNocoes-Basicas-de-Amarracao-Sinalizacao-e-Movimentacao-de-Cargas-SENAI-.pdf
Nocoes-Basicas-de-Amarracao-Sinalizacao-e-Movimentacao-de-Cargas-SENAI-.pdf
ssuser22319e
 
urso-avancado-bloqueio-sinalizacao-rev2-0-ppt.p427325485-cdf
urso-avancado-bloqueio-sinalizacao-rev2-0-ppt.p427325485-cdfurso-avancado-bloqueio-sinalizacao-rev2-0-ppt.p427325485-cdf
urso-avancado-bloqueio-sinalizacao-rev2-0-ppt.p427325485-cdf
ssuser22319e
 
SINALIZAÇÃO.TREINAMENTO NR 26.pdf
SINALIZAÇÃO.TREINAMENTO NR 26.pdfSINALIZAÇÃO.TREINAMENTO NR 26.pdf
SINALIZAÇÃO.TREINAMENTO NR 26.pdf
ssuser22319e
 
Produtos-Perigosos. nr 26.pdf
Produtos-Perigosos. nr 26.pdfProdutos-Perigosos. nr 26.pdf
Produtos-Perigosos. nr 26.pdf
ssuser22319e
 
Curso-Produtos-quimicos.pdf
Curso-Produtos-quimicos.pdfCurso-Produtos-quimicos.pdf
Curso-Produtos-quimicos.pdf
ssuser22319e
 
PRODUTOS.PERIGOSOS
PRODUTOS.PERIGOSOSPRODUTOS.PERIGOSOS
PRODUTOS.PERIGOSOS
ssuser22319e
 
PRODUTOS.PERIGOSOS.pdf
PRODUTOS.PERIGOSOS.pdfPRODUTOS.PERIGOSOS.pdf
PRODUTOS.PERIGOSOS.pdf
ssuser22319e
 
Manual-de-Produtos-Perigosos.pdf
Manual-de-Produtos-Perigosos.pdfManual-de-Produtos-Perigosos.pdf
Manual-de-Produtos-Perigosos.pdf
ssuser22319e
 
Produtos Perigosos. Apostila 2022.pdf
Produtos Perigosos. Apostila 2022.pdfProdutos Perigosos. Apostila 2022.pdf
Produtos Perigosos. Apostila 2022.pdf
ssuser22319e
 
Apostila. Produtos Perigosos -CFBP 2022-1.pdf
Apostila. Produtos Perigosos -CFBP 2022-1.pdfApostila. Produtos Perigosos -CFBP 2022-1.pdf
Apostila. Produtos Perigosos -CFBP 2022-1.pdf
ssuser22319e
 
ARMAZENAMENTO DE PRODUTOS QUIMICOS.pdf
ARMAZENAMENTO DE PRODUTOS QUIMICOS.pdfARMAZENAMENTO DE PRODUTOS QUIMICOS.pdf
ARMAZENAMENTO DE PRODUTOS QUIMICOS.pdf
ssuser22319e
 
manual_nr12.pdf
manual_nr12.pdfmanual_nr12.pdf
manual_nr12.pdf
ssuser22319e
 
manual_nr10 (1).pdf
manual_nr10 (1).pdfmanual_nr10 (1).pdf
manual_nr10 (1).pdf
ssuser22319e
 
construcao_civil_manual.pdf
construcao_civil_manual.pdfconstrucao_civil_manual.pdf
construcao_civil_manual.pdf
ssuser22319e
 
Manual_Acesso por Corda_NR-35 (1).pdf
Manual_Acesso por Corda_NR-35 (1).pdfManual_Acesso por Corda_NR-35 (1).pdf
Manual_Acesso por Corda_NR-35 (1).pdf
ssuser22319e
 
CURSO NR 17 ERGONOMIA 3.ppt
CURSO  NR 17 ERGONOMIA 3.pptCURSO  NR 17 ERGONOMIA 3.ppt
CURSO NR 17 ERGONOMIA 3.ppt
ssuser22319e
 
APOSTILA DE ERGONOMIA NR 17.pdf
APOSTILA DE ERGONOMIA NR 17.pdfAPOSTILA DE ERGONOMIA NR 17.pdf
APOSTILA DE ERGONOMIA NR 17.pdf
ssuser22319e
 
NR13 Comentada e Atualizada.pdf
NR13 Comentada e Atualizada.pdfNR13 Comentada e Atualizada.pdf
NR13 Comentada e Atualizada.pdf
ssuser22319e
 

Mais de ssuser22319e (20)

nr-37-atualizada-2022-1.pdf
nr-37-atualizada-2022-1.pdfnr-37-atualizada-2022-1.pdf
nr-37-atualizada-2022-1.pdf
 
Nr-26-Sinalizacao-de-Seguranca.pdf
Nr-26-Sinalizacao-de-Seguranca.pdfNr-26-Sinalizacao-de-Seguranca.pdf
Nr-26-Sinalizacao-de-Seguranca.pdf
 
Nocoes-Basicas-de-Amarracao-Sinalizacao-e-Movimentacao-de-Cargas-SENAI-.pdf
Nocoes-Basicas-de-Amarracao-Sinalizacao-e-Movimentacao-de-Cargas-SENAI-.pdfNocoes-Basicas-de-Amarracao-Sinalizacao-e-Movimentacao-de-Cargas-SENAI-.pdf
Nocoes-Basicas-de-Amarracao-Sinalizacao-e-Movimentacao-de-Cargas-SENAI-.pdf
 
urso-avancado-bloqueio-sinalizacao-rev2-0-ppt.p427325485-cdf
urso-avancado-bloqueio-sinalizacao-rev2-0-ppt.p427325485-cdfurso-avancado-bloqueio-sinalizacao-rev2-0-ppt.p427325485-cdf
urso-avancado-bloqueio-sinalizacao-rev2-0-ppt.p427325485-cdf
 
SINALIZAÇÃO.TREINAMENTO NR 26.pdf
SINALIZAÇÃO.TREINAMENTO NR 26.pdfSINALIZAÇÃO.TREINAMENTO NR 26.pdf
SINALIZAÇÃO.TREINAMENTO NR 26.pdf
 
Produtos-Perigosos. nr 26.pdf
Produtos-Perigosos. nr 26.pdfProdutos-Perigosos. nr 26.pdf
Produtos-Perigosos. nr 26.pdf
 
Curso-Produtos-quimicos.pdf
Curso-Produtos-quimicos.pdfCurso-Produtos-quimicos.pdf
Curso-Produtos-quimicos.pdf
 
PRODUTOS.PERIGOSOS
PRODUTOS.PERIGOSOSPRODUTOS.PERIGOSOS
PRODUTOS.PERIGOSOS
 
PRODUTOS.PERIGOSOS.pdf
PRODUTOS.PERIGOSOS.pdfPRODUTOS.PERIGOSOS.pdf
PRODUTOS.PERIGOSOS.pdf
 
Manual-de-Produtos-Perigosos.pdf
Manual-de-Produtos-Perigosos.pdfManual-de-Produtos-Perigosos.pdf
Manual-de-Produtos-Perigosos.pdf
 
Produtos Perigosos. Apostila 2022.pdf
Produtos Perigosos. Apostila 2022.pdfProdutos Perigosos. Apostila 2022.pdf
Produtos Perigosos. Apostila 2022.pdf
 
Apostila. Produtos Perigosos -CFBP 2022-1.pdf
Apostila. Produtos Perigosos -CFBP 2022-1.pdfApostila. Produtos Perigosos -CFBP 2022-1.pdf
Apostila. Produtos Perigosos -CFBP 2022-1.pdf
 
ARMAZENAMENTO DE PRODUTOS QUIMICOS.pdf
ARMAZENAMENTO DE PRODUTOS QUIMICOS.pdfARMAZENAMENTO DE PRODUTOS QUIMICOS.pdf
ARMAZENAMENTO DE PRODUTOS QUIMICOS.pdf
 
manual_nr12.pdf
manual_nr12.pdfmanual_nr12.pdf
manual_nr12.pdf
 
manual_nr10 (1).pdf
manual_nr10 (1).pdfmanual_nr10 (1).pdf
manual_nr10 (1).pdf
 
construcao_civil_manual.pdf
construcao_civil_manual.pdfconstrucao_civil_manual.pdf
construcao_civil_manual.pdf
 
Manual_Acesso por Corda_NR-35 (1).pdf
Manual_Acesso por Corda_NR-35 (1).pdfManual_Acesso por Corda_NR-35 (1).pdf
Manual_Acesso por Corda_NR-35 (1).pdf
 
CURSO NR 17 ERGONOMIA 3.ppt
CURSO  NR 17 ERGONOMIA 3.pptCURSO  NR 17 ERGONOMIA 3.ppt
CURSO NR 17 ERGONOMIA 3.ppt
 
APOSTILA DE ERGONOMIA NR 17.pdf
APOSTILA DE ERGONOMIA NR 17.pdfAPOSTILA DE ERGONOMIA NR 17.pdf
APOSTILA DE ERGONOMIA NR 17.pdf
 
NR13 Comentada e Atualizada.pdf
NR13 Comentada e Atualizada.pdfNR13 Comentada e Atualizada.pdf
NR13 Comentada e Atualizada.pdf
 

Último

Apresentação concreto autodesempenho 123
Apresentação concreto autodesempenho 123Apresentação concreto autodesempenho 123
Apresentação concreto autodesempenho 123
GabrielGarcia356832
 
AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL EMPREENDEDORISMO CORPORATIVO UNICES...
AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL EMPREENDEDORISMO CORPORATIVO UNICES...AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL EMPREENDEDORISMO CORPORATIVO UNICES...
AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL EMPREENDEDORISMO CORPORATIVO UNICES...
Consultoria Acadêmica
 
Simbologia e Terminologia de Instrumentação da Norma ISA 5.1 - Simbologia_ISA...
Simbologia e Terminologia de Instrumentação da Norma ISA 5.1 - Simbologia_ISA...Simbologia e Terminologia de Instrumentação da Norma ISA 5.1 - Simbologia_ISA...
Simbologia e Terminologia de Instrumentação da Norma ISA 5.1 - Simbologia_ISA...
pereiramarcossantos0
 
Apostila SAP.PM para PCM, para indústria e depósitos
Apostila SAP.PM para PCM, para indústria e  depósitosApostila SAP.PM para PCM, para indústria e  depósitos
Apostila SAP.PM para PCM, para indústria e depósitos
Sandro Marques Solidario
 
Incêndios em correia transportadora.pptx
Incêndios em correia transportadora.pptxIncêndios em correia transportadora.pptx
Incêndios em correia transportadora.pptx
RafaelDantas32562
 
Dimensionamento de eixo. estudo de caso.pdf
Dimensionamento de eixo. estudo de caso.pdfDimensionamento de eixo. estudo de caso.pdf
Dimensionamento de eixo. estudo de caso.pdf
RodrigoQuintilianode1
 
Segurança nos trabalhos em altura, normas SST
Segurança nos trabalhos em altura, normas SSTSegurança nos trabalhos em altura, normas SST
Segurança nos trabalhos em altura, normas SST
ClaudioArez
 
AULA LEI DOS SENOS OU COSSENOS - parte final (3) (1).pdf
AULA LEI DOS SENOS OU COSSENOS - parte final (3) (1).pdfAULA LEI DOS SENOS OU COSSENOS - parte final (3) (1).pdf
AULA LEI DOS SENOS OU COSSENOS - parte final (3) (1).pdf
MaxwellBentodeOlivei1
 
AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL COMUNICAÇÃO ASSERTIVA E INTERPESSOA...
AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL COMUNICAÇÃO ASSERTIVA E INTERPESSOA...AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL COMUNICAÇÃO ASSERTIVA E INTERPESSOA...
AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL COMUNICAÇÃO ASSERTIVA E INTERPESSOA...
Consultoria Acadêmica
 
ÁREAS DE ATUAÇÃO DO ENGENHEIRO CIVIL.pdf
ÁREAS DE ATUAÇÃO DO ENGENHEIRO CIVIL.pdfÁREAS DE ATUAÇÃO DO ENGENHEIRO CIVIL.pdf
ÁREAS DE ATUAÇÃO DO ENGENHEIRO CIVIL.pdf
RoemirPeres
 
SFE SSO PROC 03 Bloqueio e sinalização de energias perigosas 1(Comentado).docx
SFE SSO PROC 03 Bloqueio e sinalização de energias perigosas 1(Comentado).docxSFE SSO PROC 03 Bloqueio e sinalização de energias perigosas 1(Comentado).docx
SFE SSO PROC 03 Bloqueio e sinalização de energias perigosas 1(Comentado).docx
bentosst
 

Último (11)

Apresentação concreto autodesempenho 123
Apresentação concreto autodesempenho 123Apresentação concreto autodesempenho 123
Apresentação concreto autodesempenho 123
 
AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL EMPREENDEDORISMO CORPORATIVO UNICES...
AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL EMPREENDEDORISMO CORPORATIVO UNICES...AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL EMPREENDEDORISMO CORPORATIVO UNICES...
AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL EMPREENDEDORISMO CORPORATIVO UNICES...
 
Simbologia e Terminologia de Instrumentação da Norma ISA 5.1 - Simbologia_ISA...
Simbologia e Terminologia de Instrumentação da Norma ISA 5.1 - Simbologia_ISA...Simbologia e Terminologia de Instrumentação da Norma ISA 5.1 - Simbologia_ISA...
Simbologia e Terminologia de Instrumentação da Norma ISA 5.1 - Simbologia_ISA...
 
Apostila SAP.PM para PCM, para indústria e depósitos
Apostila SAP.PM para PCM, para indústria e  depósitosApostila SAP.PM para PCM, para indústria e  depósitos
Apostila SAP.PM para PCM, para indústria e depósitos
 
Incêndios em correia transportadora.pptx
Incêndios em correia transportadora.pptxIncêndios em correia transportadora.pptx
Incêndios em correia transportadora.pptx
 
Dimensionamento de eixo. estudo de caso.pdf
Dimensionamento de eixo. estudo de caso.pdfDimensionamento de eixo. estudo de caso.pdf
Dimensionamento de eixo. estudo de caso.pdf
 
Segurança nos trabalhos em altura, normas SST
Segurança nos trabalhos em altura, normas SSTSegurança nos trabalhos em altura, normas SST
Segurança nos trabalhos em altura, normas SST
 
AULA LEI DOS SENOS OU COSSENOS - parte final (3) (1).pdf
AULA LEI DOS SENOS OU COSSENOS - parte final (3) (1).pdfAULA LEI DOS SENOS OU COSSENOS - parte final (3) (1).pdf
AULA LEI DOS SENOS OU COSSENOS - parte final (3) (1).pdf
 
AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL COMUNICAÇÃO ASSERTIVA E INTERPESSOA...
AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL COMUNICAÇÃO ASSERTIVA E INTERPESSOA...AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL COMUNICAÇÃO ASSERTIVA E INTERPESSOA...
AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL COMUNICAÇÃO ASSERTIVA E INTERPESSOA...
 
ÁREAS DE ATUAÇÃO DO ENGENHEIRO CIVIL.pdf
ÁREAS DE ATUAÇÃO DO ENGENHEIRO CIVIL.pdfÁREAS DE ATUAÇÃO DO ENGENHEIRO CIVIL.pdf
ÁREAS DE ATUAÇÃO DO ENGENHEIRO CIVIL.pdf
 
SFE SSO PROC 03 Bloqueio e sinalização de energias perigosas 1(Comentado).docx
SFE SSO PROC 03 Bloqueio e sinalização de energias perigosas 1(Comentado).docxSFE SSO PROC 03 Bloqueio e sinalização de energias perigosas 1(Comentado).docx
SFE SSO PROC 03 Bloqueio e sinalização de energias perigosas 1(Comentado).docx
 

-Treinamento-Operador-Plataforma-de-Trabalho-Aereo.pdf

  • 1. Caterpillar: Confidential Green TREINAMENTO, QUALIFICAÇÃO DE OP .DE PTA
  • 2. Caterpillar: Confidential Green TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP .DE PTA Principais tipos de plataformas aéreas Mastro Telescópica Tesoura Unipessoal Articulada
  • 3. Caterpillar: Confidential Green TREINAMENTO, QUALIFICAÇÃO DE OP .DE PTA
  • 4. Caterpillar: Confidential Green TREINAMENTO, QUALIFICAÇÃO DE OP .DE PTA
  • 5. Caterpillar: Confidential Green TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP .DE PTA Melhorar as condições de trabalho e de segurança ao trabalhador. POR QUE AS PLATAFORMAS FORAM DESENSOLVIDAS Quando as atividade são realizadas com a utilização da plataforma, os riscos de queda do trabalho reduz em 99% dos casos, visto que não há necessidade utilização de escadas ou andaimes. Todas as plataformas aéreas de trabalho são equipadas com dispositivos de segurança que seguem a normativa vigente e especificadas na NR 18. Para utilização de plataformas o trabalhador deve receber do fabricante ou pessoa especializada treinamento, carteira de habilitação de operação do equipamento e certificado do curso.
  • 6. Caterpillar: Confidential Green TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP .DE PTA VANTAGENS PARA O TRABALHADOR Utilizando plataformas elevatórias elimina a necessidade de transportar andaimes, caminhar sobre estruturas perigosas, realizar esforço físico para elevar materiais, ferramentas e trabalhar em lugares incômodos.
  • 7. Caterpillar: Confidential Green TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP .DE PTA FORMAÇÃO E CONHECIMENTO DO OPERADOR O operador deve ter formação adequada e ter sido treinado por instrutor qualificado. Somente pessoas devidamente autorizadas e qualificadas podem operaras plataformas. ANTES DE INICIAR A OPERAÇÃO DA PLATFORMA O OPERADOR DEVE:
  • 8. Caterpillar: Confidential Green TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA RISCOS DE TROPEÇAMENTO OU QUEDA Antes de operara máquina, verificar se todas as cancelasse encontram fechadas e trancadas na posição de segurança. Durante a operação, os ocupantes da plataforma deverão usar cinto de segurança (tipo paraquedista), com um cabo devidamente preso em um ponto de fixação na plataforma aérea. NOTA: Fixar apenas um cabo de segurança a cada ponto.
  • 9. Caterpillar: Confidential Green TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA MANTENHA DISTÂNCIA RECOMENDADA DE REDES ELÉTRICAS ATENÇÃO Não aproxime o equipamento de redes elétricas, a menos que todas as precauções de segurança tenham sido tomadas.
  • 10. Caterpillar: Confidential Green TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
  • 11. Caterpillar: Confidential Green TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA Verificar sempre se as ferramentas elétricas se encontram bem armazenadas e nunca com os cabos de alimentação suspensos na plataforma. Não permitir a suspensão de materiais ou ferramentas fora da plataforma.
  • 12. Caterpillar: Confidential Green TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA CAPACIDADE CARGA Para cada modelo de equipamento tem-se um limite de carga máxima permitida. Respeite os limites de carga e tenha um trabalho seguro.
  • 13. Caterpillar: Confidential Green TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
  • 14. Caterpillar: Confidential Green TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
  • 15. Caterpillar: Confidential Green TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
  • 16. Caterpillar: Confidential Green TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
  • 17. Caterpillar: Confidential Green TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA DESLOCAMENTO A velocidade de deslocamento dos equipamentos varia de 0,6 a 6 Km/h (em média) e dependendo da plataforma estes valores são diferentes. Temos 2 variantes de deslocamento: Com o equipamento na posição recolhida (velocidade alta). Com o equipamento na posição elevada (velocidade baixa ou velocidade de segurança).
  • 18. Caterpillar: Confidential Green TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
  • 19. Caterpillar: Confidential Green TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
  • 20. Caterpillar: Confidential Green TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA ATENÇÃO COM AS MANOBRAS Evite manobras bruscas Esteja sempre com o cinto de segurança conectado Certifique-se que nada obstrui o caminho Concentre-se na sua operação
  • 21. Caterpillar: Confidential Green TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
  • 22. Caterpillar: Confidential Green TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA OPERAÇÃO SEGURA Desloque-se sobre superfícies lisas ( uniformes) e seguras. Não corra riscos de tombamentos. Preserve a vida.
  • 23. Caterpillar: Confidential Green TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
  • 24. Caterpillar: Confidential Green TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
  • 25. Caterpillar: Confidential Green TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
  • 26. Caterpillar: Confidential Green TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
  • 27. Caterpillar: Confidential Green TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
  • 28. Caterpillar: Confidential Green TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
  • 29. Caterpillar: Confidential Green TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
  • 30. Caterpillar: Confidential Green TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
  • 31. Caterpillar: Confidential Green TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
  • 32. Caterpillar: Confidential Green TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
  • 33. Caterpillar: Confidential Green TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA RISCOS DE ESMAGAMENTO E COLISÃO
  • 34. Caterpillar: Confidential Green TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA LIMITES DE ALCANCE Não utilize escadas, bancos, latas, calços ou qualquer tipo de acessório que permita prolongar o alcance máximo permitido pelo modelo do equipamento. Respeite as limitações da Plataforma.
  • 35. Caterpillar: Confidential Green TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
  • 36. Caterpillar: Confidential Green TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
  • 37. Caterpillar: Confidential Green TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
  • 38. Caterpillar: Confidential Green TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
  • 39. Caterpillar: Confidential Green TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
  • 40. Caterpillar: Confidential Green TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
  • 41. Caterpillar: Confidential Green TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
  • 42. Caterpillar: Confidential Green TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
  • 43. Caterpillar: Confidential Green TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
  • 44. Caterpillar: Confidential Green TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
  • 45. Caterpillar: Confidential Green TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
  • 46. Caterpillar: Confidential Green TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
  • 47. Caterpillar: Confidential Green TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA LEGISLAÇÃO SECRETARIA DE INSPEÇÃO DO TRABALHO PORTARIA Nº 15, DE 3 DE JULHO DE 2007 Aprova o Anexo I e altera a redação do item 18.14.19 da Norma Regulamentadora nº 18 A SECRETÁRIA DE INSPEÇÃO DO TRABALHO e o DIRETOR DO DEPARTAMENTO DE SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO, no uso de suas atribuições legais, tendo em vista o disposto no artigo 200 da Consolidação das Leis do Trabalho e no artigo 2º da Portaria nº 3.214, de 08 de junho de 1978, resolvem: Art. 1º - Aprovar o Anexo I -Plataformas de Trabalho Aéreo -da Norma Regulamentadora nº 18 (NR 18), com redação da Portaria nº 4, de 04/04/1995, nos termos do Anexo desta Portaria. Art. 2º -O item 18.14.19 da NR 18 passa a vigorar com a seguinte redação: 18.14.19 É proibido o transporte de pessoas por equipamento de guindar não projetado para este fim. Art. 3º -Esta Portaria entra em vigor na data da sua publicação.
  • 48. Caterpillar: Confidential Green TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
  • 49. Caterpillar: Confidential Green TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
  • 50. Caterpillar: Confidential Green TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA LEGISLAÇÃO NR 18 -CONDIÇÕES E MEIO AMBIENTE DE TRABALHO NA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO ANEXO –I (Incluído pela Portaria SIT n.º 15, de 03 de julho de 2007) ANEXO IV –PLATAFORMAS DE TRABALHO AÉREO (Alterado pela Portaria SIT n.º 40, de 7 de março de 2008) 1 DEFINIÇÃO 1.1 Plataforma de Trabalho Aéreo –PTA é o equipamento móvel, autopropelido ou não, dotado de uma estação de trabalho (cesto ou plataforma) e sustentado em sua base por haste metálica (lança) ou tesoura, capaz de erguer-se para atingir ponto ou local de trabalho elevado.
  • 51. Caterpillar: Confidential Green TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA 2 REQUISITOS MÍNIMOS DE SEGURANÇA 2.1 A PTA deve atender às especificações técnicas do fabricante quanto a aplicação, operação, manutenção e inspeções periódicas. 2.2 O equipamento deve ser dotado de: a) dispositivos de segurança que garantam seu perfeito nivelamento no ponto de trabalho, conforme especificação do fabricante. 2.3 A PTA deve possuir proteção contra choques elétricos, por meio de: a) cabos de alimentação de dupla isolação; b) Plugs e tomadas blindadas; c) aterramento elétrico; d) Dispositivo Diferencial Residual (DDR).Proteção contra choque elétrico.
  • 52. Caterpillar: Confidential Green TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA 3 OPERAÇÃO 3.1 Os manuais de operação e manutenção da PTA devem ser redigidos em língua portuguesa e estar à disposição no canteiro de obras ou frentes de trabalho. 3.2 É responsabilidade do usuário conduzir sua equipe de operação e supervisionar o trabalho, afim de garantir a operação segura da PTA. 3.3 Cabe ao operador, previamente capacitado pelo empregador na forma do item 5 deste. 3.7 A PTA não deve ser posicionada junto a qualquer outro objeto que tenha por finalidade lhe dar equilíbrio. 3.8 O equipamento deve estar afastado das redes elétricas de acordo com o manual do fabricante ou estar isolado conforme as normas específicas da concessionária de energia local, obedecendo ao disposto na NR-10. 3.13 Todos os trabalhadores na PTA devem utilizar cinto de segurança tipo paraquedista ligado ao guarda-corpo do equipamento ou a outro dispositivo específico previsto pelo fabricante. 3.14 A capacidade nominal de carga definida pelo fabricante não pode ser ultrapassada em nenhuma hipótese. 3.16 O operador deve assegurar-se de que não haja pessoas ou equipamentos nas áreas adjacentes à PTA, antes de baixar a estação de trabalho.
  • 53. Caterpillar: Confidential Green TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA 4 MANUTENÇÃO 4.1 É responsabilidade do proprietário manter um programa de manutenção preventiva de acordo com as recomendações do fabricante e com o ambiente de uso do equipamento,contemplando, no mínimo: a) verificação de: a1. funções e controles de velocidade, descanso e limites de funcionamento; a2. controles inferiores e superiores;
  • 54. Caterpillar: Confidential Green TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA 5 CAPACITAÇÃO 5.1º O operador deve ser capacitado de acordo com o item18.22.1da NR- 18esertreinadonomodelodePTAaserutilizado,ou em um similar,no seu próprio local de trabalho.(18.22.1.A operação de máquinas e equipamentos que exponham o operador ou terceiros a riscos só pode ser feita por trabalhador qualificado e identificado por crachá) 5.2Acapacitaçãodevecontemplaroconteúdoprogramáticoestabelecidopelofabricante,abor dando,no mínimo,os princípios básicos de segurança, inspeção e operação, de forma compatível com o equipamento a ser utilizado e como ambiente esperado. 5.2.1 A comprovação da capacitação deve ser feita por meio de certificado. 5.3 Cabe ao usuário: a) capacitar sua equipe para a inspeção e a manutenção da PTA, de acordo com as recomendações do fabricante; b) conservar os registros dos operadores treinados em cada modelo de PTA por um período de cinco anos; c) orientar os trabalhadores quanto ao uso, carregamento e posicionamento dos materiais na estação de trabalho da PTA. c) orientar os trabalhadores quanto ao uso, carregamento e posicionamento dos materiais na estação de trabalho da PTA.
  • 55. Caterpillar: Confidential Green TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA DISPOSIÇÕES FINAIS 6.1 Este Anexo não se aplica às PTA para serviços em instalações elétricas energizadas. 6.4 A PTA deve ser inspecionada e revisada segundo as exigências do fabricante antes de cada entrega por venda, arrendamento ou locação. 6.5 As instruções de operação do fabricante e a capacitação requerida devem ser fornecidas em cada entrega, seja por venda, arrendamento ou locação. 6.6 Os fornecedores devem manter cópia dos manuais de operação e manutenção. 6.6.1 Os manuais de operação e manutenção são considerados parte integrante do equipamento, devendo ser fornecidos em qualquer locação, arrendamento ou venda e ser mantidos no local de uso do equipamento. 6.7 Os avisos contendo informações de segurança devem ser redigidos em língua portuguesa.
  • 56. Caterpillar: Confidential Green TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA OPERADOR DE PLATAFORMA CERTIFICADO Somente a operadores treinados e qualificados cabe a responsabilidade da operação. Assim se obtém maior segurança, produtividade e aproveitamento na execução dos serviços. É o responsável direto pela segurança da operação, pessoas e demais bens interligados a ela.
  • 57. Caterpillar: Confidential Green TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA
  • 58. Caterpillar: Confidential Green TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA CESTO AÉREO OBS: Texto final APROVADO pelo CPN em 2 SET de 2010, considerando NT 065 / 2010/DSST/SIT/MTE 18.14.26 - Cesto aéreo é um equipamento móvel, para trabalho em altura, destinado a transportar um ou mais trabalhadores para atividades em locais de uma obra, instalação ou equipamento industrial, podendo estar: a) suspenso em gruas, guindastes ou veículos dotados de braços ou estruturas mecânicas apropriadas, treliçadas ou telescópicas (de quaisquer tipos e configurações); b) acoplado na extremidade de dispositivos mecânicos como estruturas pantográficas, lanças telescópicas, treliçadas ou articuladas, podendo tais dispositivos ser parte de veículos apropriados como equipamentos ou guindastes. Parágrafo único - Em caso de suspensão de cesto aéreo por meio de gruas, não se aplica a proibição contida no item 18.14.24.2 desta NR. 18.14.26.1 - É proibida a utilização de equipamentos de guindar para o transporte de pessoas, em cesto aéreo suspenso, exceto nos seguintes casos: a) de complexidade técnica com operação assistida, nas quais outros meios tenham sido considerados menos viáveis e seguros, situação que deve estar comprovada por laudo técnico elaborado por profissional legalmente habilitado e mediante emissão de respectiva Anotação de Responsabilidade Técnica -ART; b) de salvamento, resgate ou outras formas de emergência justificadas; c) onde não haja a possibilidade da utilização das Plataformas Aéreas de Trabalho-PTA. 18.14.26.1.1 - Considera-se “Operação Assistida” aquela comprovadamente precedida de Análise Preliminar de Riscos (APR) detalhada, e respectivo Plano de Cargas (PC) para elevação de pessoas, materiais ou ferramentas elaborados por profissional legalmente habilitado. NOTA: No Brasil a maior plataforma aérea é de 47,52 metros de trabalho.( JLG modelo 150 HAX articulada)
  • 59. Caterpillar: Confidential Green TREINAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE OP. DE PTA TREINAMENTO DE PLATAFORMA AÉREA DE ACORDO COM A NR-18