SlideShare uma empresa Scribd logo
Sistema Nervoso
Anatomia e Fisiologia I
Funções
• Controla e coordena as funções de todos os sistemas do organismo e ainda,
recebendo estímulos aplicados à superfície do corpo é capaz de interpretá-
los e desencadear, eventualmente, respostas adequadas a eles.”
• Função sensorial;
• Função motora;
• Função integrativa;
• Propriedades do SN: Irritabilidade e Condutibilidade (resposta).
Divisão anatômica
• SNC: É o sistema que esta localizado centralmente ao
corpo, e é composto pelo Encéfalo e Medula
Espinhal. Dentro dele, a muitos tipos de informações
sensitivas que estão interligadas. Pensamentos e
emoções são geradas e a memória é formada e
armazenada.
• SNP: É formado por Nervos, Gânglios e Terminações
Nervosas. Esses nervos podem ser cranianos
(Quando eles saem do Encéfalo) ou espinais (Quando
saem da medula espinhal). Os nervos são
responsáveis por conduzir impulsos nervosos para
dentro ou para fora do SNC.
Vias de Comunicação
• O Sistema Nervoso recebe
informações e envia respostas. O
SNC esta intimamente ligado com
o SNP. Essas ligações são chamadas
de Vias Aferentes e Eferentes.
• Via Aferente: Informações que vão
da periferia do corpo em direção
ao SNP, são conduzidas por
neurônios sensitivos ou neurônios
aferentes.
• Via Eferente: Os impulsos que vão
no sentido do SNC para o SNP são
conduzidos por neurônios motores
ou eferentes.
Encéfalo - anatomia estrutural
Anatomia funcional
• Suprassegmentar:
• não faz conexões diretas com
os nervos; substância cinzenta
“por fora” da substância
branca.
• Cérebro e cerebelo.
• Segmentar:
• faz conexões diretas com os
nervos; substância cinzenta
“dentro” da substância branca.
• Medula espinhal, SNP, tronco
encefálico.
Anatomia
Segmentar
Cérebro
• O telencéfalo compreende os dois hemisférios cerebrais e a lâmina
terminal situada na porção anterior do III ventrículo. Os dois hemisférios,
afastados pela fissura longitudinal, são unidos por uma larga faixa de
fibras comissurais, o corpo caloso.
Sistema Neurológico
Anatomia
Funcional
do
cérebro
• No diencéfalo estão o tálamo, hipotálamo, e a porção posterior
das glândulas pituitária e pineal. Funciona como um “servidor”
retransmitindo impulsos sensoriais e motores entre a medula
espinhal, o buldo e o cérebro. Reconhece os impulsos sensoriais de
calor, frio, dor, pressão, etc. Possui centros de controle que
comandam os movimentos oculares e respostas auditivas.
Tronco Encefálico
• O mesencéfalo fornece
passagem para as
principais vias
descendentes do córtex
cerebral. Ou seja, os tratos
corticoespinais e
corticobulbar, que
permitem o movimento
voluntário da cabeça e do
corpo.
• As funções da ponte cerebral são variadas e envolvem sono,
respiração, deglutição, audição, controle da bexiga, equilíbrio e
gustação, entre tantas outras funções motoras.
• O bulbo controla funções autônomas e retransmite sinais. Controla
diversas funções autonômicas para o corpo:
• Respiração;
• Pressão arterial;
• Frequência cardíaca;
• Reflexos;
• Origem de pares cranianos
Sistema Neurológico
• Cinza: neurônio
• Branca: axônio
Anatomia histológica
Sistema Neurológico
Neurônios
Células excitáveis que conseguem responder a estímulos.
Transmite o impulso nervoso. Conseguem transmitir informações
entre si, para as glândulas ou músculos. Assim sendo, o neurônio
atua garantindo a recepção e transmissão de informações.
Tipos de neurônios - MORFOLOGIA
Neurônios multipolares
Esse tipo de neurônio possui mais de dois
prolongamentos celulares. É a ocorrência mais
comum.
Neurônios bipolares
Possui apenas um axônio e um dendrito. Pode ser
encontrado na mucosa olfatória, na retina e nos
gânglios coclear e vestibular.
Neurônios pseudounipolares
Possui um prolongamento único, que se divide em
dois. Esse tipo de neurônio pode ser observado nos
gânglios espinais.
Tipos de neurônios - FUNÇÃO
Neurônios motores
São responsáveis por conduzir impulsos nervosos para
órgãos efetores, como músculos e glândulas.
Neurônios sensoriais
Recebem estímulos, os quais podem ser provenientes
do próprio organismo ou do meio ambiente.
Interneurônios Garantem a conexão entre neurônios.
Impulsos nervosos
• O impulso nervoso é um fenômeno complexo que envolve alteração no potencial
elétrico da membrana da célula nervosa. Bomba de Na+ e K.
Sistema Neurológico
Sistema Neurológico
Sinapses
• A sinapse é uma comunicação entre
os neurônios, entre neurônios e
músculos e entre neurônios e
glândulas.
• Maior parte ocorre por
neurotransmissores (mensageiros
químicos). Na sinapse química, o
impulso nervoso (sinal elétrico) de
um neurônio pré-sináptico é
transformado em sinal químico.
Existem ainda as chamadas sinapses
elétricas. Nessas sinapses, as
correntes elétricas fluem
diretamente de um neurônio a
outro.
Meninges
• As meninges são as três
membranas que revestem
o encéfalo e a medula
espinal e os separam das
paredes ósseas que os
protegem (crânio e coluna
vertebral). Baseado na sua
localização, as meninges são
chamadas de meninges
cranianas, que revestem o
encéfalo, e de meninges
espinais, que revestem a
medula espinal. Entretanto, as
meninges cranianas e espinais
são contínuas entre si e são
formadas pelas mesmas três
camadas.
Funções
• A função das meninges é proteger o
encéfalo e a medula espinal de traumas
mecânicos, fornecer suporte aos vasos
sanguíneos e formar uma cavidade
contínua preenchida por líquido
cefalorraquidiano (LCR). Especificamente, o
LCR está entre as duas camadas meníngeas
internas (aracnoide e pia-máter), que
juntas são denominadas leptomeninges.
Medula Espinhal
• A medula espinhal é um
cordão de tecido
nervoso situado dentro
da coluna vertebral. Na
parte superior está
conectada ao tronco
encefálico. Sua função é
conduzir os impulsos
nervosos do restante do
corpo para o cérebro e
coordenar os atos
involuntários (reflexos).
Sistema Nervoso Periférico
• O sistema nervoso periférico é formado por nervos que se originam
no encéfalo e na medula espinhal. Sua função é conectar o sistema
nervoso central ao resto do corpo. Importante destacar que existem
dois tipos de nervos: os cranianos e os raquidianos.
• Nervos Cranianos: distribuem-se em 12 pares que saem do encéfalo,
e sua função é transmitir mensagens sensoriais ou motoras,
especialmente para as áreas da cabeça e do pescoço.
• Nervos Raquidianos: são 31 pares de nervos que saem da medula
espinhal. São formados de neurônios sensoriais, que recebem
estímulos do ambiente; e neurônios motores que levam impulsos do
sistema nervoso central para os músculos ou para as glândulas.
Liquor
• O líquido cefalorraquidiano (LCR), Fluido
cerebrospinal, ou Líquor, é um fluido
corporal estéril e de aparência clara que
ocupa o espaço subaracnóideo no
cérebro (espaço entre o crânio e o córtex
cerebral, mais especificamente, entre as
membranas aracnoide e pia-máter das
meninges) e no espaço subaracnóideo na
medula espinhal. É uma solução salina
muito pura, pobre em proteínas e células,
e age como um amortecedor para o
córtex cerebral e a medula espinhal.
Sistema Nervoso Somático
• Regula as ações voluntárias,
ou seja, que estão sob o
controle da nossa vontade
bem como regula a
musculatura esquelética de
todo o corpo.
Sistema Nervoso Autônomo
• Atua de modo integrado
com o sistema nervoso
central e apresenta duas
subdivisões: o sistema
nervoso simpático, que
estimula o
funcionamento dos
órgãos, e o sistema
nervoso parassimpático
que inibe o seu
funcionamento.
Simpático x Parassimpático
• De maneira geral, esses dois
sistemas têm funções
contrárias. Enquanto o
sistema nervoso simpático
dilata a pupila e aumenta a
frequência cardíaca, o
parassimpático, por sua vez,
contrai a pupila e diminui os
batimentos cardíacos. A
função do sistema nervoso
autônomo é regular as
funções orgânicas, para que
as condições internas do
organismo se mantenham
constantes.

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Sistema Neurológico

Resumo Sistema Nervoso
Resumo Sistema NervosoResumo Sistema Nervoso
Resumo Sistema Nervoso
BriefCase
 
Sist Neurohormonal
Sist NeurohormonalSist Neurohormonal
Sist Neurohormonal
marco :)
 
Sistema nervoso
Sistema nervosoSistema nervoso
Sistema nervoso
Gilvânia Jardim
 
Sistema Nervoso
Sistema NervosoSistema Nervoso
Sistema Nervoso
Luís Rita
 
Sistema nervoso
Sistema nervosoSistema nervoso
Sistema nervoso
GabriellaFicher
 
Sistema nervoso
Sistema nervosoSistema nervoso
Sistema nervoso
Ivanilson Gomes
 
Vet Aula 6 Introducao a Fisiologia do Sistema Nervoso Animal PPT.pptx
Vet Aula 6 Introducao a Fisiologia do Sistema Nervoso Animal PPT.pptxVet Aula 6 Introducao a Fisiologia do Sistema Nervoso Animal PPT.pptx
Vet Aula 6 Introducao a Fisiologia do Sistema Nervoso Animal PPT.pptx
EsterCome1
 
(7) 2008-2009 - 9º ano - sistema neuro-hormonal
(7)   2008-2009 - 9º ano - sistema neuro-hormonal(7)   2008-2009 - 9º ano - sistema neuro-hormonal
(7) 2008-2009 - 9º ano - sistema neuro-hormonal
Hugo Martins
 
Sistema neurohormonal
Sistema neurohormonalSistema neurohormonal
Sistema neurohormonal
Patrícia Santos
 
Sistema nervoso
Sistema nervosoSistema nervoso
Sistema nervoso
Darsoni da Silva
 
Sistema Nervoso
Sistema NervosoSistema Nervoso
Sistema Nervoso
AleSclearuc
 
SISTEMA NERVOSO
SISTEMA NERVOSOSISTEMA NERVOSO
SISTEMA NERVOSO
biancavaleria
 
M5-nervoso.pptx
M5-nervoso.pptxM5-nervoso.pptx
M5-nervoso.pptx
Isaura Mourão
 
Sistema nervoso
Sistema nervosoSistema nervoso
Sistema nervoso
Catir
 
Anatomia do Sistema Nervoso Humano
Anatomia do Sistema Nervoso HumanoAnatomia do Sistema Nervoso Humano
Anatomia do Sistema Nervoso Humano
Egberto Neto
 
Sistema Nervoso (Final)
Sistema Nervoso (Final)Sistema Nervoso (Final)
Sistema Nervoso (Final)
Sílvia Pimenta
 
Est.mov. m3 - sistema nervoso
Est.mov.   m3 - sistema nervosoEst.mov.   m3 - sistema nervoso
Est.mov. m3 - sistema nervoso
Filipe Matos
 
Sistemanervoso 120618081852-phpapp01
Sistemanervoso 120618081852-phpapp01Sistemanervoso 120618081852-phpapp01
Sistemanervoso 120618081852-phpapp01
MARISTA , UVA, FIC, FAINTER, GÊNESIS
 
O sistema nervoso
O sistema nervoso O sistema nervoso
O sistema nervoso
Nubia Karla
 
Sistema Nervoso
Sistema NervosoSistema Nervoso
Sistema Nervoso
Melissa Oliveira
 

Semelhante a Sistema Neurológico (20)

Resumo Sistema Nervoso
Resumo Sistema NervosoResumo Sistema Nervoso
Resumo Sistema Nervoso
 
Sist Neurohormonal
Sist NeurohormonalSist Neurohormonal
Sist Neurohormonal
 
Sistema nervoso
Sistema nervosoSistema nervoso
Sistema nervoso
 
Sistema Nervoso
Sistema NervosoSistema Nervoso
Sistema Nervoso
 
Sistema nervoso
Sistema nervosoSistema nervoso
Sistema nervoso
 
Sistema nervoso
Sistema nervosoSistema nervoso
Sistema nervoso
 
Vet Aula 6 Introducao a Fisiologia do Sistema Nervoso Animal PPT.pptx
Vet Aula 6 Introducao a Fisiologia do Sistema Nervoso Animal PPT.pptxVet Aula 6 Introducao a Fisiologia do Sistema Nervoso Animal PPT.pptx
Vet Aula 6 Introducao a Fisiologia do Sistema Nervoso Animal PPT.pptx
 
(7) 2008-2009 - 9º ano - sistema neuro-hormonal
(7)   2008-2009 - 9º ano - sistema neuro-hormonal(7)   2008-2009 - 9º ano - sistema neuro-hormonal
(7) 2008-2009 - 9º ano - sistema neuro-hormonal
 
Sistema neurohormonal
Sistema neurohormonalSistema neurohormonal
Sistema neurohormonal
 
Sistema nervoso
Sistema nervosoSistema nervoso
Sistema nervoso
 
Sistema Nervoso
Sistema NervosoSistema Nervoso
Sistema Nervoso
 
SISTEMA NERVOSO
SISTEMA NERVOSOSISTEMA NERVOSO
SISTEMA NERVOSO
 
M5-nervoso.pptx
M5-nervoso.pptxM5-nervoso.pptx
M5-nervoso.pptx
 
Sistema nervoso
Sistema nervosoSistema nervoso
Sistema nervoso
 
Anatomia do Sistema Nervoso Humano
Anatomia do Sistema Nervoso HumanoAnatomia do Sistema Nervoso Humano
Anatomia do Sistema Nervoso Humano
 
Sistema Nervoso (Final)
Sistema Nervoso (Final)Sistema Nervoso (Final)
Sistema Nervoso (Final)
 
Est.mov. m3 - sistema nervoso
Est.mov.   m3 - sistema nervosoEst.mov.   m3 - sistema nervoso
Est.mov. m3 - sistema nervoso
 
Sistemanervoso 120618081852-phpapp01
Sistemanervoso 120618081852-phpapp01Sistemanervoso 120618081852-phpapp01
Sistemanervoso 120618081852-phpapp01
 
O sistema nervoso
O sistema nervoso O sistema nervoso
O sistema nervoso
 
Sistema Nervoso
Sistema NervosoSistema Nervoso
Sistema Nervoso
 

Sistema Neurológico

  • 2. Funções • Controla e coordena as funções de todos os sistemas do organismo e ainda, recebendo estímulos aplicados à superfície do corpo é capaz de interpretá- los e desencadear, eventualmente, respostas adequadas a eles.” • Função sensorial; • Função motora; • Função integrativa; • Propriedades do SN: Irritabilidade e Condutibilidade (resposta).
  • 4. • SNC: É o sistema que esta localizado centralmente ao corpo, e é composto pelo Encéfalo e Medula Espinhal. Dentro dele, a muitos tipos de informações sensitivas que estão interligadas. Pensamentos e emoções são geradas e a memória é formada e armazenada. • SNP: É formado por Nervos, Gânglios e Terminações Nervosas. Esses nervos podem ser cranianos (Quando eles saem do Encéfalo) ou espinais (Quando saem da medula espinhal). Os nervos são responsáveis por conduzir impulsos nervosos para dentro ou para fora do SNC.
  • 5. Vias de Comunicação • O Sistema Nervoso recebe informações e envia respostas. O SNC esta intimamente ligado com o SNP. Essas ligações são chamadas de Vias Aferentes e Eferentes. • Via Aferente: Informações que vão da periferia do corpo em direção ao SNP, são conduzidas por neurônios sensitivos ou neurônios aferentes. • Via Eferente: Os impulsos que vão no sentido do SNC para o SNP são conduzidos por neurônios motores ou eferentes.
  • 6. Encéfalo - anatomia estrutural
  • 7. Anatomia funcional • Suprassegmentar: • não faz conexões diretas com os nervos; substância cinzenta “por fora” da substância branca. • Cérebro e cerebelo. • Segmentar: • faz conexões diretas com os nervos; substância cinzenta “dentro” da substância branca. • Medula espinhal, SNP, tronco encefálico.
  • 9. Cérebro • O telencéfalo compreende os dois hemisférios cerebrais e a lâmina terminal situada na porção anterior do III ventrículo. Os dois hemisférios, afastados pela fissura longitudinal, são unidos por uma larga faixa de fibras comissurais, o corpo caloso.
  • 12. • No diencéfalo estão o tálamo, hipotálamo, e a porção posterior das glândulas pituitária e pineal. Funciona como um “servidor” retransmitindo impulsos sensoriais e motores entre a medula espinhal, o buldo e o cérebro. Reconhece os impulsos sensoriais de calor, frio, dor, pressão, etc. Possui centros de controle que comandam os movimentos oculares e respostas auditivas.
  • 13. Tronco Encefálico • O mesencéfalo fornece passagem para as principais vias descendentes do córtex cerebral. Ou seja, os tratos corticoespinais e corticobulbar, que permitem o movimento voluntário da cabeça e do corpo.
  • 14. • As funções da ponte cerebral são variadas e envolvem sono, respiração, deglutição, audição, controle da bexiga, equilíbrio e gustação, entre tantas outras funções motoras.
  • 15. • O bulbo controla funções autônomas e retransmite sinais. Controla diversas funções autonômicas para o corpo: • Respiração; • Pressão arterial; • Frequência cardíaca; • Reflexos; • Origem de pares cranianos
  • 17. • Cinza: neurônio • Branca: axônio Anatomia histológica
  • 19. Neurônios Células excitáveis que conseguem responder a estímulos. Transmite o impulso nervoso. Conseguem transmitir informações entre si, para as glândulas ou músculos. Assim sendo, o neurônio atua garantindo a recepção e transmissão de informações.
  • 20. Tipos de neurônios - MORFOLOGIA Neurônios multipolares Esse tipo de neurônio possui mais de dois prolongamentos celulares. É a ocorrência mais comum. Neurônios bipolares Possui apenas um axônio e um dendrito. Pode ser encontrado na mucosa olfatória, na retina e nos gânglios coclear e vestibular. Neurônios pseudounipolares Possui um prolongamento único, que se divide em dois. Esse tipo de neurônio pode ser observado nos gânglios espinais. Tipos de neurônios - FUNÇÃO Neurônios motores São responsáveis por conduzir impulsos nervosos para órgãos efetores, como músculos e glândulas. Neurônios sensoriais Recebem estímulos, os quais podem ser provenientes do próprio organismo ou do meio ambiente. Interneurônios Garantem a conexão entre neurônios.
  • 21. Impulsos nervosos • O impulso nervoso é um fenômeno complexo que envolve alteração no potencial elétrico da membrana da célula nervosa. Bomba de Na+ e K.
  • 24. Sinapses • A sinapse é uma comunicação entre os neurônios, entre neurônios e músculos e entre neurônios e glândulas. • Maior parte ocorre por neurotransmissores (mensageiros químicos). Na sinapse química, o impulso nervoso (sinal elétrico) de um neurônio pré-sináptico é transformado em sinal químico. Existem ainda as chamadas sinapses elétricas. Nessas sinapses, as correntes elétricas fluem diretamente de um neurônio a outro.
  • 25. Meninges • As meninges são as três membranas que revestem o encéfalo e a medula espinal e os separam das paredes ósseas que os protegem (crânio e coluna vertebral). Baseado na sua localização, as meninges são chamadas de meninges cranianas, que revestem o encéfalo, e de meninges espinais, que revestem a medula espinal. Entretanto, as meninges cranianas e espinais são contínuas entre si e são formadas pelas mesmas três camadas.
  • 26. Funções • A função das meninges é proteger o encéfalo e a medula espinal de traumas mecânicos, fornecer suporte aos vasos sanguíneos e formar uma cavidade contínua preenchida por líquido cefalorraquidiano (LCR). Especificamente, o LCR está entre as duas camadas meníngeas internas (aracnoide e pia-máter), que juntas são denominadas leptomeninges.
  • 27. Medula Espinhal • A medula espinhal é um cordão de tecido nervoso situado dentro da coluna vertebral. Na parte superior está conectada ao tronco encefálico. Sua função é conduzir os impulsos nervosos do restante do corpo para o cérebro e coordenar os atos involuntários (reflexos).
  • 28. Sistema Nervoso Periférico • O sistema nervoso periférico é formado por nervos que se originam no encéfalo e na medula espinhal. Sua função é conectar o sistema nervoso central ao resto do corpo. Importante destacar que existem dois tipos de nervos: os cranianos e os raquidianos. • Nervos Cranianos: distribuem-se em 12 pares que saem do encéfalo, e sua função é transmitir mensagens sensoriais ou motoras, especialmente para as áreas da cabeça e do pescoço. • Nervos Raquidianos: são 31 pares de nervos que saem da medula espinhal. São formados de neurônios sensoriais, que recebem estímulos do ambiente; e neurônios motores que levam impulsos do sistema nervoso central para os músculos ou para as glândulas.
  • 29. Liquor • O líquido cefalorraquidiano (LCR), Fluido cerebrospinal, ou Líquor, é um fluido corporal estéril e de aparência clara que ocupa o espaço subaracnóideo no cérebro (espaço entre o crânio e o córtex cerebral, mais especificamente, entre as membranas aracnoide e pia-máter das meninges) e no espaço subaracnóideo na medula espinhal. É uma solução salina muito pura, pobre em proteínas e células, e age como um amortecedor para o córtex cerebral e a medula espinhal.
  • 30. Sistema Nervoso Somático • Regula as ações voluntárias, ou seja, que estão sob o controle da nossa vontade bem como regula a musculatura esquelética de todo o corpo.
  • 31. Sistema Nervoso Autônomo • Atua de modo integrado com o sistema nervoso central e apresenta duas subdivisões: o sistema nervoso simpático, que estimula o funcionamento dos órgãos, e o sistema nervoso parassimpático que inibe o seu funcionamento.
  • 32. Simpático x Parassimpático • De maneira geral, esses dois sistemas têm funções contrárias. Enquanto o sistema nervoso simpático dilata a pupila e aumenta a frequência cardíaca, o parassimpático, por sua vez, contrai a pupila e diminui os batimentos cardíacos. A função do sistema nervoso autônomo é regular as funções orgânicas, para que as condições internas do organismo se mantenham constantes.