SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 3
Baixar para ler offline
Estado do Tocantins
                             Prefeitura Municipal de Tocantinópolis
                           Secretaria Municipal da Educação e Cultura
             Rua da Estrela, 303 – Centro - CEP: 77.900-000 - CNPJ: 01.224.716/0001-35
                    Fone: (63) 3471-7103             e-mail: secedutoc@gmail.com


     REGULAMENTO DO XXII FESTIVAL DE QUADRILHAS “ARRAIÁ DE TODOS”

                     CAPÍTULO I – DO FESTIVAL DAS QUADRILHAS

Art. 1° - O XXII Festival de Quadrilhas “Arraiá da Alegria” do Município de Tocantinópolis
acontecerá nos dias 22, 23, 24, 25 e 26 de Junho de 2010, no Centro Cultural
Quadrilhódromo na Beira Rio de Tocantinópolis – TO.
       Parágrafo Único - O Festival acontecerá com, no mínimo. 12 (doze) Quadrilhas.

                             CAPÍTULO II - DAS QUADRILHAS

Art. 2° - Somente poderão participar do XXII Festival de Quadrilhas “Arraia da Alegria” as
quadrilhas;
    I.      Devidamente inscritas para o ano em vigência até a data prevista neste
            documento.
    II.     Que tenha honrado o compromisso de participação no Festival de Quadrilhas de
            Tocantinópolis nos anos anteriores.
    III.    Que se inscreva até completar a quantidade máxima de Quadrilhas prevista
            neste regulamento.

                             CAPÍTULO III - DAS INSCRIÇÕES

Art. 3° - Poderão ser inscritas até 12 (doze) Quadrilhas sendo duas por município do Estado
do Tocantins, desde que se submetam a este regulamento.
        Parágrafo Único – Caso não tenha sido possível fazer a apresentação a Quadrilha
faltante deverá apresentar justificativa por escrito 05 dias antes. A pena imposta será
punição de 02 anos sem poder participar do festival
§ 1° - Na hipótese do não preenchimento das vagas, poderá um município inscrever mais
uma ou mais Quadrilha, tendo prioridade aquela que primeiro se manifestar após o segundo
convite.
Art. 4° - As inscrições realizar-se-ão de 07 de Maio a 04 de junho, através do preenchimento
da ficha padronizada pelas Secretarias responsáveis pelo evento.

       Parágrafo Único - As fichas de inscrição serão entregues devidamente preenchidas
e assinada por um responsável pela Quadrilha participante, dentro do prazo estabelecido
neste artigo.

Art. 6° - O número mínimo de inscritos de cada Quadrilha será de 12 a 20 pares.

                         CAPÍTULO IV – DAS APRESENTAÇÕES

       Parágrafo Único - Os representantes deverão acatar a decisão resultante da ordem
de apresentação, sem direito a qualquer reclamação.

Art. 7° - Cada Quadrilha deverá estar concentrada no local do Festival pelo menos 15
(quinze) minutos antes do horário previsto para sua apresentação.
Art. 8° - Todas as quadrilhas deverão entregar seu CD com a música três dias antes de sua
apresentação, para a organização do festival.
Parágrafo Único - Nos casos em que ocorra retardamento, a Quadrilha terá
tolerância de 5 (cinco) minutos para iniciar sua apresentação.

§ 1 ° - Esgotada a tolerância assegurada no parágrafo único deste Artigo, a apresentação da
Quadrilha retardatária terá o direito de apresentação deslocado para a última posição da
noite.
Art. 9° - Cada grupo de Quadrilhas terá 45 minutos para fazer sua apresentação.
Art. 10° - Ficam estabelecidos 5 (cinco) minutos de tolerância para o grupo que exceder ao
tempo determinado neste regulamento.

Parágrafo Único - A Quadrilha que ultrapassar a tolerância perderá O 1 (um) ponto do total
de suas notas, por minuto excedido.

                        CAPÍTULO V – DA COMISSÃO JULGADORA

Festival de Quadrilhas “Arraia da Alegria” terá uma mesa julgadora composta por 05 (cinco)
membros sendo 01 (um) presidente da comissão julgadora e 03 (três) julgadores.

      Parágrafo Único - A escolha desta comissão fica a critério e é de inteira
responsabilidade do promotor do Festival.

§ 1° - A mesa julgadora contará com o auxílio de mais três membros para agilizar a soma
dos pontos, finda cada apresentação, de modo que perda de tempo entre uma apresentação
e outra.
Art. 12° - Os jurados atribuirão, para cada quesito julgado, notas em uma escala de 05
(cinco) a 10 (dez), não podendo atribuir notas fracionadas.
Art. 13° - A falta de alguma nota em qualquer quesito na planilha de votação, deverá ser
aplicada ao quesito a nota máxima - 10.
Art. 14° - As planilhas de pontuação não poderão conter emendas ou rasuras. Portanto,
caberá a cada Quadrilha fiscalizar o seu preenchimento correto.
Art. 15° - A comissão julgadora é soberana em sua decisão.

                    CAPÍTULO VI – DAS QUESTÕES EM JULGAMENTO
Art. 16° - Serão julgados, separadamente, os seguintes quesitos e subquesitos:
Art. 17° - Serão critérios para julgamento:

       Harmonia;
       Originalidade;
       Animação;
       Criatividade;
       Coreografia;
       Pontualidade:
       Traje.

Art. 18° - A comissão julgadora pontuará as quadrilhas com notas de 5 a 10 para cada
critério julgado.
         Parágrafo Único. As notas deverão ser inteiras ou apenas com uma casa decimal.
Ex: 7,5 (certo) - 7,2 (errado)

Art. 19° - Serão utilizados em caso de empate, a maior pontuação na exata ordem de
julgamento:
       Animação;
       Criatividade;
       Coreografia;
       Harmonia.
Parágrafo Único - Esgotadas todas as possibilidades de desempate e mesmo assim
os grupos permaneçam empatados, serão considerados na mesma colocação de
classificação no resultado final do Festival.

                            CAPÍTULO VII – DA PREMIAÇÃO

Art. 20° - Serão premiados os grupos de Quadrilhas que obtiverem as seguintes
colocações:

       GRUPO “A”
       1° Lugar: R$ 2.000,00 (Dois Mil Reais)
       2° Lugar: R$ 1.500,00 (Mil e quinhentos Reais)
       .3° Lugar: R$ 1.000,00 (Um Mil)
       Parágrafo Único - Haverá troféus para as Quadrilhas participantes, campeã, e vice-
campeã.
       GRUPO “B”
       1° Lugar: R$ 1.500,00 (Um mil e Quinhentos Reais)
       2° Lugar: R$ 1.000,00 (Um mil)
       3° Lugar: R$ 500.00 (Quinhentos Reais)



                     CAPÍTULO VIII – DA ENTREGA DOS PRÊMIOS

Art. 21° - O local para a entrega da premiação das Quadrilhas e destaques fica a critério do
promotor do evento, podendo ser em espécie ou em cheque.

                      CAPÍTULO IX – DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

Art. 22° - É de inteira responsabilidade do promotor do Festival zelar pela segurança dos
grupos e acompanhantes nos limites da realização do referido evento.
Art. 23° - É terminantemente proibido o uso de fogos e artifícios que comprometam a
segurança no local do arraial.
Art. 24° - O descumprimento a quaisquer dos itens deste regulamento implicará a
desclassificação do grupo.
Art. 25° - Os casos omissos ou não previstos neste regulamento serão resolvidos pela
comissão organizadora do Festival.




Tocantinópolis – TO, 04 Maio de 2010.



Marly Pereira Monteiro Fonseca                     Edimar Arruda de Almeida (Mazhin)
 SECRETÁRIA MUL. DA EDUCAÇÃO                             DIRETOR DE CULTURA

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

IV Festival Curta Teatro Regulamento
IV Festival Curta Teatro RegulamentoIV Festival Curta Teatro Regulamento
IV Festival Curta Teatro RegulamentoClaudio Silva
 
R e g u l a m e n t o f. canção
R e g u l a m e n t o f. cançãoR e g u l a m e n t o f. canção
R e g u l a m e n t o f. cançãoauglulu
 
Manual do Julgador
Manual do JulgadorManual do Julgador
Manual do JulgadorMari Barboza
 
Regulamento do ix festival
Regulamento do ix festivalRegulamento do ix festival
Regulamento do ix festivalauglulu
 
Regulamento 18° Acampamento da Arte Gaúcha
Regulamento 18° Acampamento da Arte GaúchaRegulamento 18° Acampamento da Arte Gaúcha
Regulamento 18° Acampamento da Arte Gaúchacomunicacaotapes
 
Imperadores regulamento concurso de mestre sala
Imperadores regulamento concurso de mestre salaImperadores regulamento concurso de mestre sala
Imperadores regulamento concurso de mestre salaHumberto Macedo
 
Adendo 1º - 28 out 2009
Adendo 1º -  28 out 2009Adendo 1º -  28 out 2009
Adendo 1º - 28 out 2009Projeto Ar
 
6o acoar open - ocean kayak 2014
6o acoar open - ocean kayak  20146o acoar open - ocean kayak  2014
6o acoar open - ocean kayak 2014Jefferson Sestaro
 

Mais procurados (14)

IV Festival Curta Teatro Regulamento
IV Festival Curta Teatro RegulamentoIV Festival Curta Teatro Regulamento
IV Festival Curta Teatro Regulamento
 
Minuta Júri FEPEC
Minuta Júri FEPECMinuta Júri FEPEC
Minuta Júri FEPEC
 
Concurso karaoke 2012 regulamento
Concurso karaoke 2012   regulamento Concurso karaoke 2012   regulamento
Concurso karaoke 2012 regulamento
 
Regulamento Marau
Regulamento MarauRegulamento Marau
Regulamento Marau
 
R e g u l a m e n t o f. canção
R e g u l a m e n t o f. cançãoR e g u l a m e n t o f. canção
R e g u l a m e n t o f. canção
 
Manual do Julgador
Manual do JulgadorManual do Julgador
Manual do Julgador
 
Regulamento do ix festival
Regulamento do ix festivalRegulamento do ix festival
Regulamento do ix festival
 
Regulamento 18° Acampamento da Arte Gaúcha
Regulamento 18° Acampamento da Arte GaúchaRegulamento 18° Acampamento da Arte Gaúcha
Regulamento 18° Acampamento da Arte Gaúcha
 
Imperadores regulamento concurso de mestre sala
Imperadores regulamento concurso de mestre salaImperadores regulamento concurso de mestre sala
Imperadores regulamento concurso de mestre sala
 
XI Jetasc 2017 - Regulamento Específico das Modalidades
XI Jetasc 2017 - Regulamento Específico das ModalidadesXI Jetasc 2017 - Regulamento Específico das Modalidades
XI Jetasc 2017 - Regulamento Específico das Modalidades
 
Regulamento geral das competições
Regulamento geral das competiçõesRegulamento geral das competições
Regulamento geral das competições
 
Precedências - Turismo
Precedências - TurismoPrecedências - Turismo
Precedências - Turismo
 
Adendo 1º - 28 out 2009
Adendo 1º -  28 out 2009Adendo 1º -  28 out 2009
Adendo 1º - 28 out 2009
 
6o acoar open - ocean kayak 2014
6o acoar open - ocean kayak  20146o acoar open - ocean kayak  2014
6o acoar open - ocean kayak 2014
 

Destaque

Como Escrever Módulos Para o Kernel - Fábio Olivé Leite
Como Escrever Módulos Para o Kernel - Fábio Olivé LeiteComo Escrever Módulos Para o Kernel - Fábio Olivé Leite
Como Escrever Módulos Para o Kernel - Fábio Olivé LeiteTchelinux
 
Ubuntu Certified Professional - William Souza
Ubuntu Certified Professional - William SouzaUbuntu Certified Professional - William Souza
Ubuntu Certified Professional - William SouzaTchelinux
 
11 ruptura prematura_de_membranas
11 ruptura prematura_de_membranas11 ruptura prematura_de_membranas
11 ruptura prematura_de_membranasMocte Salaiza
 
Economizando recursos com terminais burros - Luiz Eduardo Guaraldo
Economizando recursos com terminais burros  - Luiz Eduardo GuaraldoEconomizando recursos com terminais burros  - Luiz Eduardo Guaraldo
Economizando recursos com terminais burros - Luiz Eduardo GuaraldoTchelinux
 
1. relacion medico paciente aspecto quirurgico
1. relacion medico paciente aspecto quirurgico1. relacion medico paciente aspecto quirurgico
1. relacion medico paciente aspecto quirurgicoMocte Salaiza
 
Firewall Definitivo - William Souza
Firewall Definitivo - William SouzaFirewall Definitivo - William Souza
Firewall Definitivo - William SouzaTchelinux
 

Destaque (6)

Como Escrever Módulos Para o Kernel - Fábio Olivé Leite
Como Escrever Módulos Para o Kernel - Fábio Olivé LeiteComo Escrever Módulos Para o Kernel - Fábio Olivé Leite
Como Escrever Módulos Para o Kernel - Fábio Olivé Leite
 
Ubuntu Certified Professional - William Souza
Ubuntu Certified Professional - William SouzaUbuntu Certified Professional - William Souza
Ubuntu Certified Professional - William Souza
 
11 ruptura prematura_de_membranas
11 ruptura prematura_de_membranas11 ruptura prematura_de_membranas
11 ruptura prematura_de_membranas
 
Economizando recursos com terminais burros - Luiz Eduardo Guaraldo
Economizando recursos com terminais burros  - Luiz Eduardo GuaraldoEconomizando recursos com terminais burros  - Luiz Eduardo Guaraldo
Economizando recursos com terminais burros - Luiz Eduardo Guaraldo
 
1. relacion medico paciente aspecto quirurgico
1. relacion medico paciente aspecto quirurgico1. relacion medico paciente aspecto quirurgico
1. relacion medico paciente aspecto quirurgico
 
Firewall Definitivo - William Souza
Firewall Definitivo - William SouzaFirewall Definitivo - William Souza
Firewall Definitivo - William Souza
 

Semelhante a Regulamento quadrilhas 2010

Regulamento específico da dança
Regulamento específico da dançaRegulamento específico da dança
Regulamento específico da dançamarialmasantos
 
Regulamento 1ªcenadedança (2)
Regulamento 1ªcenadedança (2)Regulamento 1ªcenadedança (2)
Regulamento 1ªcenadedança (2)Aprodam
 
Regulamento do festival de música
Regulamento do festival de músicaRegulamento do festival de música
Regulamento do festival de músicaJosete Sampaio
 
Regulamento e anexos_III Fest_de teatro_do_sudoeste_baiano
Regulamento e anexos_III Fest_de teatro_do_sudoeste_baianoRegulamento e anexos_III Fest_de teatro_do_sudoeste_baiano
Regulamento e anexos_III Fest_de teatro_do_sudoeste_baianoenfoquecultural
 
FESTIVAL DE TEATRO E CIRCO
FESTIVAL DE TEATRO E CIRCOFESTIVAL DE TEATRO E CIRCO
FESTIVAL DE TEATRO E CIRCOThaise Ewbank
 
Regulamento_17º FECATE
Regulamento_17º FECATERegulamento_17º FECATE
Regulamento_17º FECATEQiahSalla
 
17 Fecate Regulamento
17 Fecate Regulamento17 Fecate Regulamento
17 Fecate RegulamentoQiahSalla
 
2ª Tertúlia da Poesia de Santa Maria
2ª Tertúlia da Poesia de Santa Maria2ª Tertúlia da Poesia de Santa Maria
2ª Tertúlia da Poesia de Santa MariaFabricio Vargas
 
2ª Tertúlia da Poesia de Santa Maria
2ª Tertúlia da Poesia de Santa Maria2ª Tertúlia da Poesia de Santa Maria
2ª Tertúlia da Poesia de Santa MariaFabricio Vargas
 
5º colorfesti festival folclórico atualizado
5º colorfesti  festival folclórico atualizado5º colorfesti  festival folclórico atualizado
5º colorfesti festival folclórico atualizadoGraça Tavares
 
ESTATUTO DO 4º COLORFESTI - FESTIVAL FOLCLÓRICO
ESTATUTO DO 4º COLORFESTI - FESTIVAL FOLCLÓRICOESTATUTO DO 4º COLORFESTI - FESTIVAL FOLCLÓRICO
ESTATUTO DO 4º COLORFESTI - FESTIVAL FOLCLÓRICOGraça Tavares
 
Regulamento festival cambui
Regulamento festival cambuiRegulamento festival cambui
Regulamento festival cambuiFábio Vieira
 
Estatuto do 2º COLORFESTI festival folclórico de Colorado
Estatuto do 2º COLORFESTI  festival folclórico de ColoradoEstatuto do 2º COLORFESTI  festival folclórico de Colorado
Estatuto do 2º COLORFESTI festival folclórico de Coloradogracabt2011
 
8º rodeio internacional_cidade_de_canoas
8º rodeio internacional_cidade_de_canoas8º rodeio internacional_cidade_de_canoas
8º rodeio internacional_cidade_de_canoasjlquerencia
 
8º rodeio internacional_cidade_de_canoas
8º rodeio internacional_cidade_de_canoas8º rodeio internacional_cidade_de_canoas
8º rodeio internacional_cidade_de_canoasjlquerencia
 
Regulamento TANFEST 2012
Regulamento TANFEST 2012Regulamento TANFEST 2012
Regulamento TANFEST 2012Imprensa-semec
 
Edital nº 011 15 - 8º fet - festival estudantil de teatro (1)
Edital nº 011 15 - 8º fet - festival estudantil de teatro (1)Edital nº 011 15 - 8º fet - festival estudantil de teatro (1)
Edital nº 011 15 - 8º fet - festival estudantil de teatro (1)Lucas Bonini
 
Regulamento Festival de Música Corumbaíba Canta e Encanta no Centenário
Regulamento Festival de Música Corumbaíba Canta e Encanta no CentenárioRegulamento Festival de Música Corumbaíba Canta e Encanta no Centenário
Regulamento Festival de Música Corumbaíba Canta e Encanta no CentenárioPortal Corumbaíba
 
Regulamento de apresenta_o_de_blocos_carnavalescos
Regulamento de apresenta_o_de_blocos_carnavalescosRegulamento de apresenta_o_de_blocos_carnavalescos
Regulamento de apresenta_o_de_blocos_carnavalescosUrias Matos
 

Semelhante a Regulamento quadrilhas 2010 (20)

Regulamento específico da dança
Regulamento específico da dançaRegulamento específico da dança
Regulamento específico da dança
 
Regulamento 1ªcenadedança (2)
Regulamento 1ªcenadedança (2)Regulamento 1ªcenadedança (2)
Regulamento 1ªcenadedança (2)
 
Regulamento do festival de música
Regulamento do festival de músicaRegulamento do festival de música
Regulamento do festival de música
 
Regulamento e anexos_III Fest_de teatro_do_sudoeste_baiano
Regulamento e anexos_III Fest_de teatro_do_sudoeste_baianoRegulamento e anexos_III Fest_de teatro_do_sudoeste_baiano
Regulamento e anexos_III Fest_de teatro_do_sudoeste_baiano
 
Regulamento
RegulamentoRegulamento
Regulamento
 
FESTIVAL DE TEATRO E CIRCO
FESTIVAL DE TEATRO E CIRCOFESTIVAL DE TEATRO E CIRCO
FESTIVAL DE TEATRO E CIRCO
 
Regulamento_17º FECATE
Regulamento_17º FECATERegulamento_17º FECATE
Regulamento_17º FECATE
 
17 Fecate Regulamento
17 Fecate Regulamento17 Fecate Regulamento
17 Fecate Regulamento
 
2ª Tertúlia da Poesia de Santa Maria
2ª Tertúlia da Poesia de Santa Maria2ª Tertúlia da Poesia de Santa Maria
2ª Tertúlia da Poesia de Santa Maria
 
2ª Tertúlia da Poesia de Santa Maria
2ª Tertúlia da Poesia de Santa Maria2ª Tertúlia da Poesia de Santa Maria
2ª Tertúlia da Poesia de Santa Maria
 
5º colorfesti festival folclórico atualizado
5º colorfesti  festival folclórico atualizado5º colorfesti  festival folclórico atualizado
5º colorfesti festival folclórico atualizado
 
ESTATUTO DO 4º COLORFESTI - FESTIVAL FOLCLÓRICO
ESTATUTO DO 4º COLORFESTI - FESTIVAL FOLCLÓRICOESTATUTO DO 4º COLORFESTI - FESTIVAL FOLCLÓRICO
ESTATUTO DO 4º COLORFESTI - FESTIVAL FOLCLÓRICO
 
Regulamento festival cambui
Regulamento festival cambuiRegulamento festival cambui
Regulamento festival cambui
 
Estatuto do 2º COLORFESTI festival folclórico de Colorado
Estatuto do 2º COLORFESTI  festival folclórico de ColoradoEstatuto do 2º COLORFESTI  festival folclórico de Colorado
Estatuto do 2º COLORFESTI festival folclórico de Colorado
 
8º rodeio internacional_cidade_de_canoas
8º rodeio internacional_cidade_de_canoas8º rodeio internacional_cidade_de_canoas
8º rodeio internacional_cidade_de_canoas
 
8º rodeio internacional_cidade_de_canoas
8º rodeio internacional_cidade_de_canoas8º rodeio internacional_cidade_de_canoas
8º rodeio internacional_cidade_de_canoas
 
Regulamento TANFEST 2012
Regulamento TANFEST 2012Regulamento TANFEST 2012
Regulamento TANFEST 2012
 
Edital nº 011 15 - 8º fet - festival estudantil de teatro (1)
Edital nº 011 15 - 8º fet - festival estudantil de teatro (1)Edital nº 011 15 - 8º fet - festival estudantil de teatro (1)
Edital nº 011 15 - 8º fet - festival estudantil de teatro (1)
 
Regulamento Festival de Música Corumbaíba Canta e Encanta no Centenário
Regulamento Festival de Música Corumbaíba Canta e Encanta no CentenárioRegulamento Festival de Música Corumbaíba Canta e Encanta no Centenário
Regulamento Festival de Música Corumbaíba Canta e Encanta no Centenário
 
Regulamento de apresenta_o_de_blocos_carnavalescos
Regulamento de apresenta_o_de_blocos_carnavalescosRegulamento de apresenta_o_de_blocos_carnavalescos
Regulamento de apresenta_o_de_blocos_carnavalescos
 

Mais de Roberlan Barbosa da Silva

Ata da sessão de posse de josé de arimatéia
Ata da sessão de posse de josé de arimatéiaAta da sessão de posse de josé de arimatéia
Ata da sessão de posse de josé de arimatéiaRoberlan Barbosa da Silva
 
Decreto cassação da prefeita carla cristina de luzinópolis
Decreto cassação da prefeita carla cristina de luzinópolisDecreto cassação da prefeita carla cristina de luzinópolis
Decreto cassação da prefeita carla cristina de luzinópolisRoberlan Barbosa da Silva
 
Nota a imprensa do ceste sobre a mortandade de peixes
Nota a imprensa do ceste sobre a mortandade de peixesNota a imprensa do ceste sobre a mortandade de peixes
Nota a imprensa do ceste sobre a mortandade de peixesRoberlan Barbosa da Silva
 

Mais de Roberlan Barbosa da Silva (20)

Resultado preliminar concurso_toc_
Resultado preliminar concurso_toc_Resultado preliminar concurso_toc_
Resultado preliminar concurso_toc_
 
Anexo v nivel_superior
Anexo v nivel_superiorAnexo v nivel_superior
Anexo v nivel_superior
 
Anexo iv nivel_medio_tecnico
Anexo iv nivel_medio_tecnicoAnexo iv nivel_medio_tecnico
Anexo iv nivel_medio_tecnico
 
Anexo iii nivel_medio
Anexo iii nivel_medioAnexo iii nivel_medio
Anexo iii nivel_medio
 
Anexo vi nivel_fundamental
Anexo vi nivel_fundamentalAnexo vi nivel_fundamental
Anexo vi nivel_fundamental
 
Anexo II fundamental_sem_operadores
Anexo II fundamental_sem_operadoresAnexo II fundamental_sem_operadores
Anexo II fundamental_sem_operadores
 
Nota oficial horaio de verao tocantins
Nota oficial  horaio de verao tocantinsNota oficial  horaio de verao tocantins
Nota oficial horaio de verao tocantins
 
Panfleto upa
Panfleto upaPanfleto upa
Panfleto upa
 
Resultado pesquisa tocantinopolis
Resultado pesquisa tocantinopolisResultado pesquisa tocantinopolis
Resultado pesquisa tocantinopolis
 
Tocantinopolis
TocantinopolisTocantinopolis
Tocantinopolis
 
Edital elson ribeiro
Edital elson ribeiroEdital elson ribeiro
Edital elson ribeiro
 
Processo zelio cachoeirinha
Processo zelio cachoeirinhaProcesso zelio cachoeirinha
Processo zelio cachoeirinha
 
Edital quadro geral_2012
Edital quadro geral_2012Edital quadro geral_2012
Edital quadro geral_2012
 
Decisao monocratica recurso solange
Decisao monocratica recurso solangeDecisao monocratica recurso solange
Decisao monocratica recurso solange
 
110931
110931110931
110931
 
Ata da sessão de posse de josé de arimatéia
Ata da sessão de posse de josé de arimatéiaAta da sessão de posse de josé de arimatéia
Ata da sessão de posse de josé de arimatéia
 
Ata de cassação prefeita de luzinopolis
Ata de cassação prefeita de luzinopolisAta de cassação prefeita de luzinopolis
Ata de cassação prefeita de luzinopolis
 
Decreto cassação da prefeita carla cristina de luzinópolis
Decreto cassação da prefeita carla cristina de luzinópolisDecreto cassação da prefeita carla cristina de luzinópolis
Decreto cassação da prefeita carla cristina de luzinópolis
 
Nota a imprensa do ceste sobre a mortandade de peixes
Nota a imprensa do ceste sobre a mortandade de peixesNota a imprensa do ceste sobre a mortandade de peixes
Nota a imprensa do ceste sobre a mortandade de peixes
 
Resultado final uft_2012_1
Resultado final uft_2012_1Resultado final uft_2012_1
Resultado final uft_2012_1
 

Último

"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"Ilda Bicacro
 
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdfCarinaSofiaDiasBoteq
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilMariaHelena293800
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfKelly Mendes
 
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdfApostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdflbgsouza
 
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxQuímica-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxKeslleyAFerreira
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptxnelsontobontrujillo
 
Acróstico - Maio Laranja
Acróstico  - Maio Laranja Acróstico  - Maio Laranja
Acróstico - Maio Laranja Mary Alvarenga
 
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docxSílvia Carneiro
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaHenrique Santos
 
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfUFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfManuais Formação
 
Histogramas.pptx...............................
Histogramas.pptx...............................Histogramas.pptx...............................
Histogramas.pptx...............................mariagrave
 
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na Áfricajuekfuek
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...azulassessoria9
 
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...WelitaDiaz1
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdfaulasgege
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.pptAs teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.pptorlando dias da silva
 
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - GeoprocessamentoDados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - GeoprocessamentoVitor Vieira Vasconcelos
 

Último (20)

662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
 
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdfApostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
 
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxQuímica-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
 
Acróstico - Maio Laranja
Acróstico  - Maio Laranja Acróstico  - Maio Laranja
Acróstico - Maio Laranja
 
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfUFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
 
Histogramas.pptx...............................
Histogramas.pptx...............................Histogramas.pptx...............................
Histogramas.pptx...............................
 
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.pptAs teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
 
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - GeoprocessamentoDados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
 

Regulamento quadrilhas 2010

  • 1. Estado do Tocantins Prefeitura Municipal de Tocantinópolis Secretaria Municipal da Educação e Cultura Rua da Estrela, 303 – Centro - CEP: 77.900-000 - CNPJ: 01.224.716/0001-35 Fone: (63) 3471-7103 e-mail: secedutoc@gmail.com REGULAMENTO DO XXII FESTIVAL DE QUADRILHAS “ARRAIÁ DE TODOS” CAPÍTULO I – DO FESTIVAL DAS QUADRILHAS Art. 1° - O XXII Festival de Quadrilhas “Arraiá da Alegria” do Município de Tocantinópolis acontecerá nos dias 22, 23, 24, 25 e 26 de Junho de 2010, no Centro Cultural Quadrilhódromo na Beira Rio de Tocantinópolis – TO. Parágrafo Único - O Festival acontecerá com, no mínimo. 12 (doze) Quadrilhas. CAPÍTULO II - DAS QUADRILHAS Art. 2° - Somente poderão participar do XXII Festival de Quadrilhas “Arraia da Alegria” as quadrilhas; I. Devidamente inscritas para o ano em vigência até a data prevista neste documento. II. Que tenha honrado o compromisso de participação no Festival de Quadrilhas de Tocantinópolis nos anos anteriores. III. Que se inscreva até completar a quantidade máxima de Quadrilhas prevista neste regulamento. CAPÍTULO III - DAS INSCRIÇÕES Art. 3° - Poderão ser inscritas até 12 (doze) Quadrilhas sendo duas por município do Estado do Tocantins, desde que se submetam a este regulamento. Parágrafo Único – Caso não tenha sido possível fazer a apresentação a Quadrilha faltante deverá apresentar justificativa por escrito 05 dias antes. A pena imposta será punição de 02 anos sem poder participar do festival § 1° - Na hipótese do não preenchimento das vagas, poderá um município inscrever mais uma ou mais Quadrilha, tendo prioridade aquela que primeiro se manifestar após o segundo convite. Art. 4° - As inscrições realizar-se-ão de 07 de Maio a 04 de junho, através do preenchimento da ficha padronizada pelas Secretarias responsáveis pelo evento. Parágrafo Único - As fichas de inscrição serão entregues devidamente preenchidas e assinada por um responsável pela Quadrilha participante, dentro do prazo estabelecido neste artigo. Art. 6° - O número mínimo de inscritos de cada Quadrilha será de 12 a 20 pares. CAPÍTULO IV – DAS APRESENTAÇÕES Parágrafo Único - Os representantes deverão acatar a decisão resultante da ordem de apresentação, sem direito a qualquer reclamação. Art. 7° - Cada Quadrilha deverá estar concentrada no local do Festival pelo menos 15 (quinze) minutos antes do horário previsto para sua apresentação. Art. 8° - Todas as quadrilhas deverão entregar seu CD com a música três dias antes de sua apresentação, para a organização do festival.
  • 2. Parágrafo Único - Nos casos em que ocorra retardamento, a Quadrilha terá tolerância de 5 (cinco) minutos para iniciar sua apresentação. § 1 ° - Esgotada a tolerância assegurada no parágrafo único deste Artigo, a apresentação da Quadrilha retardatária terá o direito de apresentação deslocado para a última posição da noite. Art. 9° - Cada grupo de Quadrilhas terá 45 minutos para fazer sua apresentação. Art. 10° - Ficam estabelecidos 5 (cinco) minutos de tolerância para o grupo que exceder ao tempo determinado neste regulamento. Parágrafo Único - A Quadrilha que ultrapassar a tolerância perderá O 1 (um) ponto do total de suas notas, por minuto excedido. CAPÍTULO V – DA COMISSÃO JULGADORA Festival de Quadrilhas “Arraia da Alegria” terá uma mesa julgadora composta por 05 (cinco) membros sendo 01 (um) presidente da comissão julgadora e 03 (três) julgadores. Parágrafo Único - A escolha desta comissão fica a critério e é de inteira responsabilidade do promotor do Festival. § 1° - A mesa julgadora contará com o auxílio de mais três membros para agilizar a soma dos pontos, finda cada apresentação, de modo que perda de tempo entre uma apresentação e outra. Art. 12° - Os jurados atribuirão, para cada quesito julgado, notas em uma escala de 05 (cinco) a 10 (dez), não podendo atribuir notas fracionadas. Art. 13° - A falta de alguma nota em qualquer quesito na planilha de votação, deverá ser aplicada ao quesito a nota máxima - 10. Art. 14° - As planilhas de pontuação não poderão conter emendas ou rasuras. Portanto, caberá a cada Quadrilha fiscalizar o seu preenchimento correto. Art. 15° - A comissão julgadora é soberana em sua decisão. CAPÍTULO VI – DAS QUESTÕES EM JULGAMENTO Art. 16° - Serão julgados, separadamente, os seguintes quesitos e subquesitos: Art. 17° - Serão critérios para julgamento: Harmonia; Originalidade; Animação; Criatividade; Coreografia; Pontualidade: Traje. Art. 18° - A comissão julgadora pontuará as quadrilhas com notas de 5 a 10 para cada critério julgado. Parágrafo Único. As notas deverão ser inteiras ou apenas com uma casa decimal. Ex: 7,5 (certo) - 7,2 (errado) Art. 19° - Serão utilizados em caso de empate, a maior pontuação na exata ordem de julgamento: Animação; Criatividade; Coreografia; Harmonia.
  • 3. Parágrafo Único - Esgotadas todas as possibilidades de desempate e mesmo assim os grupos permaneçam empatados, serão considerados na mesma colocação de classificação no resultado final do Festival. CAPÍTULO VII – DA PREMIAÇÃO Art. 20° - Serão premiados os grupos de Quadrilhas que obtiverem as seguintes colocações: GRUPO “A” 1° Lugar: R$ 2.000,00 (Dois Mil Reais) 2° Lugar: R$ 1.500,00 (Mil e quinhentos Reais) .3° Lugar: R$ 1.000,00 (Um Mil) Parágrafo Único - Haverá troféus para as Quadrilhas participantes, campeã, e vice- campeã. GRUPO “B” 1° Lugar: R$ 1.500,00 (Um mil e Quinhentos Reais) 2° Lugar: R$ 1.000,00 (Um mil) 3° Lugar: R$ 500.00 (Quinhentos Reais) CAPÍTULO VIII – DA ENTREGA DOS PRÊMIOS Art. 21° - O local para a entrega da premiação das Quadrilhas e destaques fica a critério do promotor do evento, podendo ser em espécie ou em cheque. CAPÍTULO IX – DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 22° - É de inteira responsabilidade do promotor do Festival zelar pela segurança dos grupos e acompanhantes nos limites da realização do referido evento. Art. 23° - É terminantemente proibido o uso de fogos e artifícios que comprometam a segurança no local do arraial. Art. 24° - O descumprimento a quaisquer dos itens deste regulamento implicará a desclassificação do grupo. Art. 25° - Os casos omissos ou não previstos neste regulamento serão resolvidos pela comissão organizadora do Festival. Tocantinópolis – TO, 04 Maio de 2010. Marly Pereira Monteiro Fonseca Edimar Arruda de Almeida (Mazhin) SECRETÁRIA MUL. DA EDUCAÇÃO DIRETOR DE CULTURA