SlideShare uma empresa Scribd logo
Re-formar 
Reforma. Lições em Neemias e Esdras
Contextualização 
• História pós-exílica de Judá, séc. V a.c. , sob o 
domínio Persa de Artaxerxes. 
• 50 anos após os profetas Ageu e Zacarias 
“Porventura é para vós tempo de habitardes 
nas vossas casas forradas, enquanto esta 
casa fica deserta? 
Ora, pois, assim diz o Senhor dos Exércitos: 
Considerai os vossos caminhos.”
Contextualização 
“ Semeais muito, e recolheis pouco; comeis, 
porém não vos fartais; bebeis, porém não vos 
saciais; vestis-vos, porém ninguém se 
aquece; e o que recebe salário, recebe-o num 
saco furado. 
Assim diz o Senhor dos Exércitos: Considerai 
os vossos caminhos. 
Subi ao monte, e trazei madeira, e edificai a 
casa; e dela me agradarei, e serei glorificado, 
diz o Senhor.
Contextualização 
Esperastes o muito, mas eis que veio a ser 
pouco; e esse pouco, quando o trouxestes 
para casa, eu dissipei com um sopro. Por que 
causa? disse o Senhor dos Exércitos. Por 
causa da minha casa, que está deserta, 
enquanto cada um de vós corre à sua própria 
casa. 
Ageu 1:4-9
• Governador e Sacerdote propuseram 
reformas no âmbito social e espiritual. 
• Renovação da aliança é o tema destes livros, 
que na Bíblia Hebraica constituía um único 
livro.
• Aguardavam o cumprimento da profecia de 
Ezequiel 37 
“E porei em vós o meu Espírito, e vivereis, e 
vos porei na vossa terra; e sabereis que eu, o 
SENHOR, disse isto, e o fiz, diz o SENHOR.” 
Ezequiel 37:14
1º passo para a reforma 
• Reconstrução dos muros 
“Então lhes disse: Bem vedes vós a miséria 
em que estamos, que Jerusalém está 
assolada, e que as suas portas têm sido 
queimadas a fogo; vinde, pois, e 
reedifiquemos o muro de Jerusalém, e não 
sejamos mais um opróbrio. 
Neemias 2:17
• Símbolo de Proteção, Defesas, Identidade 
• Requer unidade, esforço, determinação 
• Resistência ao desencorajamento e a toda a 
oposição 
“O que ouvindo Sambalate, o horonita, e 
Tobias, o servo amonita, lhes desagradou 
extremamente que alguém viesse a procurar 
o bem dos filhos de Israel”. 
Neemias 2:10
• Então lhes respondi, e disse: O Deus dos céus 
é o que nos fará prosperar: e nós, seus 
servos, nos levantaremos e edificaremos; 
mas vós não tendes parte, nem justiça, nem 
memória em Jerusalém. 
Neemias 2:20
2º Passo para a reforma 
• Reencontro com a Palavra 
“E Esdras, o sacerdote, trouxe a lei 
perante a congregação, tanto de 
homens como de mulheres, e todos os 
que podiam ouvir com entendimento, 
no primeiro dia do sétimo mês.
2º Passo para a reforma 
• Reencontro com a Palavra 
“E leu no livro diante da praça, que está 
diante da porta das águas, desde a alva 
até ao meio-dia, perante homens e 
mulheres, e os que podiam entender; e 
os ouvidos de todo o povo estavam 
atentos ao livro da lei. 
Neemias 8:2-3
Reencontro com a Palavra 
• Convicção 
• Arrependimento 
• Certeza de Fé 
• Desejo de Mudança
• “E leram no livro, na lei de Deus; e 
declarando, e explicando o sentido, faziam 
que, lendo, se entendesse. 
Este dia é consagrado ao Senhor vosso Deus, 
então não vos lamenteis, nem choreis. 
Porque todo o povo chorava, ouvindo as 
palavras da lei. 
Neemias 8:8-9
3º Passo para a Reforma 
• Afirmação do compromisso 
Pureza 
Valores familiares 
Contribuição/ Empenho/ Participação 
“ E, todavia fizemos uma firme aliança, e o 
escrevemos; e selaram-no os nossos príncipes, 
os nossos levitas e os nossos sacerdotes. 
Neemias 9:38
Afirmação do Compromisso 
• Fizeram cabanas e habitaram nelas… 
O Compromisso tem caracter de permanência. 
“Saiu, pois, o povo, e os trouxeram, e fizeram para si 
cabanas, cada um no seu terraço, nos seus pátios, e 
nos átrios da casa de Deus, na praça da porta das 
águas, e na praça da porta de Efraim. 
e habitaram nas cabanas, porque nunca fizeram assim 
desde os dias de Jesua, filho de Num, até àquele dia; 
e houve mui grande alegria.” 
Neemias 8:16-17
4º passo para a Reforma 
• Consagração ao propósito 
• E voltando a Jerusalém, compreendi o mal que 
Eliasibe fizera para Tobias, fazendo-lhe uma 
câmara nos pátios da casa de Deus. 
O que muito me desagradou; de sorte que lancei 
todos os móveis da casa de Tobias fora da 
câmara. 
E, ordenando-o eu, purificaram as câmaras; e 
tornei a trazer para ali os utensílios da casa de 
Deus, com as ofertas de alimentos e o incenso.
4º passo para a Reforma 
• Consagração ao propósito 
“Também entendi que os quinhões dos levitas não se 
lhes davam, de maneira que os levitas e os cantores, 
que faziam a obra, tinham fugido cada um para a sua 
terra. 
Então contendi com os magistrados, e disse: Por que 
se desamparou a casa de Deus? Porém eu os ajuntei, 
e os restaurei no seu posto. 
Então todo o Judá trouxe os dízimos do grão, do 
mosto e do azeite aos celeiros. 
Neemias 13:7-12
ALEGRIA 
• Na dedicação dos muros todos os levitas 
vieram de todo o lado e celebraram com 
grande alegria, em Festa para Deus.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

A casa que deus quer
A casa que deus querA casa que deus quer
A casa que deus quer
noel jose pereira
 
049 2015 - lendo biblia sagrada em 1 ano - 18-02-2015
049 2015 - lendo biblia sagrada em 1 ano - 18-02-2015049 2015 - lendo biblia sagrada em 1 ano - 18-02-2015
049 2015 - lendo biblia sagrada em 1 ano - 18-02-2015
Rachel V.
 
Leituras: 21° Domingo Tempo Comum - Ano C
Leituras: 21° Domingo Tempo Comum - Ano CLeituras: 21° Domingo Tempo Comum - Ano C
Leituras: 21° Domingo Tempo Comum - Ano C
José Lima
 
Lição 9 (adultos) - Bênção e maldição na família de noé
Lição 9 (adultos) - Bênção e maldição na família de noéLição 9 (adultos) - Bênção e maldição na família de noé
Lição 9 (adultos) - Bênção e maldição na família de noé
Natalino das Neves Neves
 
Emanuel
EmanuelEmanuel
Isaque, um Caráter Pacífico
Isaque, um Caráter PacíficoIsaque, um Caráter Pacífico
Isaque, um Caráter Pacífico
Márcio Martins
 
2006 03 05 culto matutino - ação de graças pelo restauro do templo
2006 03 05   culto matutino - ação de graças pelo restauro do templo2006 03 05   culto matutino - ação de graças pelo restauro do templo
2006 03 05 culto matutino - ação de graças pelo restauro do templo
Paulo Dias Nogueira
 
Importância De Estar Na Igreja
Importância De Estar Na IgrejaImportância De Estar Na Igreja
Importância De Estar Na Igreja
Petula
 
Leituras: 4° Domingo da Quaresma - Ano C
Leituras: 4° Domingo da Quaresma - Ano CLeituras: 4° Domingo da Quaresma - Ano C
Leituras: 4° Domingo da Quaresma - Ano C
José Lima
 
Parte de deus,nossa parte trabalho
Parte de deus,nossa parte trabalhoParte de deus,nossa parte trabalho
Parte de deus,nossa parte trabalho
noel jose pereira
 
Campanha obede edom terceira semana
Campanha obede edom terceira semanaCampanha obede edom terceira semana
Campanha obede edom terceira semana
antonio ferreira
 
Licao 04 isaque um carater pacifico
Licao 04 isaque um carater pacificoLicao 04 isaque um carater pacifico
Licao 04 isaque um carater pacifico
RODRIGO FERREIRA
 
Isaque, o Sorriso de uma Promessa
Isaque, o Sorriso de uma PromessaIsaque, o Sorriso de uma Promessa
Isaque, o Sorriso de uma Promessa
Márcio Martins
 
3 panorama do at - genesis de adao a abraao
3   panorama do at - genesis de adao a abraao3   panorama do at - genesis de adao a abraao
3 panorama do at - genesis de adao a abraao
PIB Penha
 
Lição 12 Isaque, o sorriso de uma Promessa
Lição 12   Isaque, o sorriso de uma PromessaLição 12   Isaque, o sorriso de uma Promessa
Lição 12 Isaque, o sorriso de uma Promessa
Andrew Guimarães
 
006 lendo biblia sagrada em 1 ano - 06-01-2015
006  lendo biblia sagrada em 1 ano  - 06-01-2015006  lendo biblia sagrada em 1 ano  - 06-01-2015
006 lendo biblia sagrada em 1 ano - 06-01-2015
Rachel V.
 
O segredo de obede 2 culto nos lares
O segredo de obede 2 culto nos laresO segredo de obede 2 culto nos lares
O segredo de obede 2 culto nos lares
talmidimted
 
Lição 4 - Isaque, um caráter pacífico
Lição 4 - Isaque, um caráter pacíficoLição 4 - Isaque, um caráter pacífico
Lição 4 - Isaque, um caráter pacífico
Erberson Pinheiro
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
amilcardorow
 

Mais procurados (19)

A casa que deus quer
A casa que deus querA casa que deus quer
A casa que deus quer
 
049 2015 - lendo biblia sagrada em 1 ano - 18-02-2015
049 2015 - lendo biblia sagrada em 1 ano - 18-02-2015049 2015 - lendo biblia sagrada em 1 ano - 18-02-2015
049 2015 - lendo biblia sagrada em 1 ano - 18-02-2015
 
Leituras: 21° Domingo Tempo Comum - Ano C
Leituras: 21° Domingo Tempo Comum - Ano CLeituras: 21° Domingo Tempo Comum - Ano C
Leituras: 21° Domingo Tempo Comum - Ano C
 
Lição 9 (adultos) - Bênção e maldição na família de noé
Lição 9 (adultos) - Bênção e maldição na família de noéLição 9 (adultos) - Bênção e maldição na família de noé
Lição 9 (adultos) - Bênção e maldição na família de noé
 
Emanuel
EmanuelEmanuel
Emanuel
 
Isaque, um Caráter Pacífico
Isaque, um Caráter PacíficoIsaque, um Caráter Pacífico
Isaque, um Caráter Pacífico
 
2006 03 05 culto matutino - ação de graças pelo restauro do templo
2006 03 05   culto matutino - ação de graças pelo restauro do templo2006 03 05   culto matutino - ação de graças pelo restauro do templo
2006 03 05 culto matutino - ação de graças pelo restauro do templo
 
Importância De Estar Na Igreja
Importância De Estar Na IgrejaImportância De Estar Na Igreja
Importância De Estar Na Igreja
 
Leituras: 4° Domingo da Quaresma - Ano C
Leituras: 4° Domingo da Quaresma - Ano CLeituras: 4° Domingo da Quaresma - Ano C
Leituras: 4° Domingo da Quaresma - Ano C
 
Parte de deus,nossa parte trabalho
Parte de deus,nossa parte trabalhoParte de deus,nossa parte trabalho
Parte de deus,nossa parte trabalho
 
Campanha obede edom terceira semana
Campanha obede edom terceira semanaCampanha obede edom terceira semana
Campanha obede edom terceira semana
 
Licao 04 isaque um carater pacifico
Licao 04 isaque um carater pacificoLicao 04 isaque um carater pacifico
Licao 04 isaque um carater pacifico
 
Isaque, o Sorriso de uma Promessa
Isaque, o Sorriso de uma PromessaIsaque, o Sorriso de uma Promessa
Isaque, o Sorriso de uma Promessa
 
3 panorama do at - genesis de adao a abraao
3   panorama do at - genesis de adao a abraao3   panorama do at - genesis de adao a abraao
3 panorama do at - genesis de adao a abraao
 
Lição 12 Isaque, o sorriso de uma Promessa
Lição 12   Isaque, o sorriso de uma PromessaLição 12   Isaque, o sorriso de uma Promessa
Lição 12 Isaque, o sorriso de uma Promessa
 
006 lendo biblia sagrada em 1 ano - 06-01-2015
006  lendo biblia sagrada em 1 ano  - 06-01-2015006  lendo biblia sagrada em 1 ano  - 06-01-2015
006 lendo biblia sagrada em 1 ano - 06-01-2015
 
O segredo de obede 2 culto nos lares
O segredo de obede 2 culto nos laresO segredo de obede 2 culto nos lares
O segredo de obede 2 culto nos lares
 
Lição 4 - Isaque, um caráter pacífico
Lição 4 - Isaque, um caráter pacíficoLição 4 - Isaque, um caráter pacífico
Lição 4 - Isaque, um caráter pacífico
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
 

Semelhante a Re-formar

Portuguese - 2nd Maccabees.pdf
Portuguese - 2nd Maccabees.pdfPortuguese - 2nd Maccabees.pdf
Portuguese - 2nd Maccabees.pdf
Filipino Tracts and Literature Society Inc.
 
Resgatando os valores basicos
Resgatando os valores basicosResgatando os valores basicos
Resgatando os valores basicos
Daniel de Carvalho Luz
 
2006 03 05 culto vespertino - ação de graças pelo restauro do templo
2006 03 05   culto vespertino - ação de graças pelo restauro do templo2006 03 05   culto vespertino - ação de graças pelo restauro do templo
2006 03 05 culto vespertino - ação de graças pelo restauro do templo
Paulo Dias Nogueira
 
As Profecias E O Cumprimento
As  Profecias E O  CumprimentoAs  Profecias E O  Cumprimento
As Profecias E O Cumprimento
Nilson Junior
 
Lição 6 - Neemias Reconstrói os Muros de Jerusalém
Lição 6 - Neemias Reconstrói os Muros de JerusalémLição 6 - Neemias Reconstrói os Muros de Jerusalém
Lição 6 - Neemias Reconstrói os Muros de Jerusalém
Éder Tomé
 
2macabeus
2macabeus2macabeus
2macabeus
Luiza Dayana
 
2macabeus (1)
2macabeus (1)2macabeus (1)
2macabeus (1)
Luiza Dayana
 
2 macabeus
2 macabeus2 macabeus
2 macabeus
Cleiton Tenório
 
Uma poderosa reconstrução
Uma poderosa reconstruçãoUma poderosa reconstrução
Uma poderosa reconstrução
Marcelo Joaquim Joa
 
Deserto uma escola para muitos,onde poucos são aprovados
Deserto uma escola para muitos,onde poucos são aprovadosDeserto uma escola para muitos,onde poucos são aprovados
Deserto uma escola para muitos,onde poucos são aprovados
Marcos De Oliveira Leite
 
O ALTAR DA RESPOSTA
O ALTAR DA RESPOSTAO ALTAR DA RESPOSTA
Neemias
NeemiasNeemias
Culto especial 80 anos. 2008
Culto especial 80 anos. 2008Culto especial 80 anos. 2008
Culto especial 80 anos. 2008
Paulo Dias Nogueira
 
2006 03 05 culto matutino - ação de graças pelo restauro do templo
2006 03 05   culto matutino - ação de graças pelo restauro do templo2006 03 05   culto matutino - ação de graças pelo restauro do templo
2006 03 05 culto matutino - ação de graças pelo restauro do templo
Paulo Dias Nogueira
 
Renascer
RenascerRenascer
2 macabeus
2 macabeus2 macabeus
A chegada de Neemias
A chegada de NeemiasA chegada de Neemias
A chegada de Neemias
JUERP
 
A glória da segunda casa será maior do que a
A glória da segunda casa será maior do que aA glória da segunda casa será maior do que a
A glória da segunda casa será maior do que a
Nana Alves
 
Neemias - 002.ppt
Neemias - 002.pptNeemias - 002.ppt
Neemias - 002.ppt
lindalva da cruz
 
Neemias - Reconstruir pelo Poder da Fé
Neemias - Reconstruir pelo Poder da FéNeemias - Reconstruir pelo Poder da Fé
Neemias - Reconstruir pelo Poder da Fé
Igreja Batista Memorial em Jardim Catarina
 

Semelhante a Re-formar (20)

Portuguese - 2nd Maccabees.pdf
Portuguese - 2nd Maccabees.pdfPortuguese - 2nd Maccabees.pdf
Portuguese - 2nd Maccabees.pdf
 
Resgatando os valores basicos
Resgatando os valores basicosResgatando os valores basicos
Resgatando os valores basicos
 
2006 03 05 culto vespertino - ação de graças pelo restauro do templo
2006 03 05   culto vespertino - ação de graças pelo restauro do templo2006 03 05   culto vespertino - ação de graças pelo restauro do templo
2006 03 05 culto vespertino - ação de graças pelo restauro do templo
 
As Profecias E O Cumprimento
As  Profecias E O  CumprimentoAs  Profecias E O  Cumprimento
As Profecias E O Cumprimento
 
Lição 6 - Neemias Reconstrói os Muros de Jerusalém
Lição 6 - Neemias Reconstrói os Muros de JerusalémLição 6 - Neemias Reconstrói os Muros de Jerusalém
Lição 6 - Neemias Reconstrói os Muros de Jerusalém
 
2macabeus
2macabeus2macabeus
2macabeus
 
2macabeus (1)
2macabeus (1)2macabeus (1)
2macabeus (1)
 
2 macabeus
2 macabeus2 macabeus
2 macabeus
 
Uma poderosa reconstrução
Uma poderosa reconstruçãoUma poderosa reconstrução
Uma poderosa reconstrução
 
Deserto uma escola para muitos,onde poucos são aprovados
Deserto uma escola para muitos,onde poucos são aprovadosDeserto uma escola para muitos,onde poucos são aprovados
Deserto uma escola para muitos,onde poucos são aprovados
 
O ALTAR DA RESPOSTA
O ALTAR DA RESPOSTAO ALTAR DA RESPOSTA
O ALTAR DA RESPOSTA
 
Neemias
NeemiasNeemias
Neemias
 
Culto especial 80 anos. 2008
Culto especial 80 anos. 2008Culto especial 80 anos. 2008
Culto especial 80 anos. 2008
 
2006 03 05 culto matutino - ação de graças pelo restauro do templo
2006 03 05   culto matutino - ação de graças pelo restauro do templo2006 03 05   culto matutino - ação de graças pelo restauro do templo
2006 03 05 culto matutino - ação de graças pelo restauro do templo
 
Renascer
RenascerRenascer
Renascer
 
2 macabeus
2 macabeus2 macabeus
2 macabeus
 
A chegada de Neemias
A chegada de NeemiasA chegada de Neemias
A chegada de Neemias
 
A glória da segunda casa será maior do que a
A glória da segunda casa será maior do que aA glória da segunda casa será maior do que a
A glória da segunda casa será maior do que a
 
Neemias - 002.ppt
Neemias - 002.pptNeemias - 002.ppt
Neemias - 002.ppt
 
Neemias - Reconstruir pelo Poder da Fé
Neemias - Reconstruir pelo Poder da FéNeemias - Reconstruir pelo Poder da Fé
Neemias - Reconstruir pelo Poder da Fé
 

Mais de CCVA Centro Cristão Vida Abundante de Moscavide

Fartura em tempo de fome
Fartura em tempo de fomeFartura em tempo de fome
Cartas de Amor
Cartas de AmorCartas de Amor
Vasos de honra
Vasos de honraVasos de honra
Ultramaratona
Ultramaratona Ultramaratona
Sonhos que vivem
Sonhos que vivemSonhos que vivem
Rasgar o coração
Rasgar o coraçãoRasgar o coração
Ser corpo na Igreja local
Ser corpo na Igreja localSer corpo na Igreja local
Quando Deus partilha os seus pensamentos
Quando Deus partilha os seus pensamentosQuando Deus partilha os seus pensamentos
Quando Deus partilha os seus pensamentos
CCVA Centro Cristão Vida Abundante de Moscavide
 
E se a minha mãe me esquecer
E se a minha mãe me esquecerE se a minha mãe me esquecer

Mais de CCVA Centro Cristão Vida Abundante de Moscavide (10)

Fartura em tempo de fome
Fartura em tempo de fomeFartura em tempo de fome
Fartura em tempo de fome
 
Cartas de Amor
Cartas de AmorCartas de Amor
Cartas de Amor
 
Vasos de honra
Vasos de honraVasos de honra
Vasos de honra
 
Ultramaratona
Ultramaratona Ultramaratona
Ultramaratona
 
Sonhos que vivem
Sonhos que vivemSonhos que vivem
Sonhos que vivem
 
Rasgar o coração
Rasgar o coraçãoRasgar o coração
Rasgar o coração
 
Ser corpo na Igreja local
Ser corpo na Igreja localSer corpo na Igreja local
Ser corpo na Igreja local
 
Quando Deus partilha os seus pensamentos
Quando Deus partilha os seus pensamentosQuando Deus partilha os seus pensamentos
Quando Deus partilha os seus pensamentos
 
E se a minha mãe me esquecer
E se a minha mãe me esquecerE se a minha mãe me esquecer
E se a minha mãe me esquecer
 
A Mente de Cristo
A Mente de CristoA Mente de Cristo
A Mente de Cristo
 

Último

PALESTRA SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO 09-09-2017 slides.ppt
PALESTRA SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO 09-09-2017 slides.pptPALESTRA SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO 09-09-2017 slides.ppt
PALESTRA SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO 09-09-2017 slides.ppt
FranciscoAudisio2
 
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
PIB Penha
 
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyugcontrole-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
AntonioMugiba
 
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.pptEncontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
SanturioTacararu
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
AndreyCamarini
 
Especialidade Arqueologia Bíblica.pptx
Especialidade  Arqueologia  Bíblica.pptxEspecialidade  Arqueologia  Bíblica.pptx
Especialidade Arqueologia Bíblica.pptx
AlexandreJr7
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
AlailzaSoares1
 
3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia
3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia
3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia
OBrasilParaCristoRad
 
7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA
7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA
7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA
OBrasilParaCristoRad
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Celso Napoleon
 
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
PIB Penha
 
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
PIB Penha
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Celso Napoleon
 
auxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdf
auxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdfauxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdf
auxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdf
EzeirAlvesdaSilva
 
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
EdimarEdigesso
 
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são pe...
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são  pe...2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são  pe...
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são pe...
PIB Penha
 
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptxApresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
AlexandreCarvalho858758
 
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
PIB Penha
 
grabovoi apostila.pdf FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
grabovoi apostila.pdf  FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃOgrabovoi apostila.pdf  FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
grabovoi apostila.pdf FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
luartfelt
 
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
PIB Penha
 

Último (20)

PALESTRA SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO 09-09-2017 slides.ppt
PALESTRA SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO 09-09-2017 slides.pptPALESTRA SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO 09-09-2017 slides.ppt
PALESTRA SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO 09-09-2017 slides.ppt
 
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
 
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyugcontrole-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
 
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.pptEncontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
 
Especialidade Arqueologia Bíblica.pptx
Especialidade  Arqueologia  Bíblica.pptxEspecialidade  Arqueologia  Bíblica.pptx
Especialidade Arqueologia Bíblica.pptx
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
 
3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia
3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia
3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia
 
7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA
7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA
7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
 
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
 
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
auxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdf
auxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdfauxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdf
auxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdf
 
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
 
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são pe...
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são  pe...2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são  pe...
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são pe...
 
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptxApresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
 
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
 
grabovoi apostila.pdf FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
grabovoi apostila.pdf  FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃOgrabovoi apostila.pdf  FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
grabovoi apostila.pdf FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
 
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
 

Re-formar

  • 1. Re-formar Reforma. Lições em Neemias e Esdras
  • 2. Contextualização • História pós-exílica de Judá, séc. V a.c. , sob o domínio Persa de Artaxerxes. • 50 anos após os profetas Ageu e Zacarias “Porventura é para vós tempo de habitardes nas vossas casas forradas, enquanto esta casa fica deserta? Ora, pois, assim diz o Senhor dos Exércitos: Considerai os vossos caminhos.”
  • 3. Contextualização “ Semeais muito, e recolheis pouco; comeis, porém não vos fartais; bebeis, porém não vos saciais; vestis-vos, porém ninguém se aquece; e o que recebe salário, recebe-o num saco furado. Assim diz o Senhor dos Exércitos: Considerai os vossos caminhos. Subi ao monte, e trazei madeira, e edificai a casa; e dela me agradarei, e serei glorificado, diz o Senhor.
  • 4. Contextualização Esperastes o muito, mas eis que veio a ser pouco; e esse pouco, quando o trouxestes para casa, eu dissipei com um sopro. Por que causa? disse o Senhor dos Exércitos. Por causa da minha casa, que está deserta, enquanto cada um de vós corre à sua própria casa. Ageu 1:4-9
  • 5. • Governador e Sacerdote propuseram reformas no âmbito social e espiritual. • Renovação da aliança é o tema destes livros, que na Bíblia Hebraica constituía um único livro.
  • 6. • Aguardavam o cumprimento da profecia de Ezequiel 37 “E porei em vós o meu Espírito, e vivereis, e vos porei na vossa terra; e sabereis que eu, o SENHOR, disse isto, e o fiz, diz o SENHOR.” Ezequiel 37:14
  • 7. 1º passo para a reforma • Reconstrução dos muros “Então lhes disse: Bem vedes vós a miséria em que estamos, que Jerusalém está assolada, e que as suas portas têm sido queimadas a fogo; vinde, pois, e reedifiquemos o muro de Jerusalém, e não sejamos mais um opróbrio. Neemias 2:17
  • 8. • Símbolo de Proteção, Defesas, Identidade • Requer unidade, esforço, determinação • Resistência ao desencorajamento e a toda a oposição “O que ouvindo Sambalate, o horonita, e Tobias, o servo amonita, lhes desagradou extremamente que alguém viesse a procurar o bem dos filhos de Israel”. Neemias 2:10
  • 9. • Então lhes respondi, e disse: O Deus dos céus é o que nos fará prosperar: e nós, seus servos, nos levantaremos e edificaremos; mas vós não tendes parte, nem justiça, nem memória em Jerusalém. Neemias 2:20
  • 10. 2º Passo para a reforma • Reencontro com a Palavra “E Esdras, o sacerdote, trouxe a lei perante a congregação, tanto de homens como de mulheres, e todos os que podiam ouvir com entendimento, no primeiro dia do sétimo mês.
  • 11. 2º Passo para a reforma • Reencontro com a Palavra “E leu no livro diante da praça, que está diante da porta das águas, desde a alva até ao meio-dia, perante homens e mulheres, e os que podiam entender; e os ouvidos de todo o povo estavam atentos ao livro da lei. Neemias 8:2-3
  • 12. Reencontro com a Palavra • Convicção • Arrependimento • Certeza de Fé • Desejo de Mudança
  • 13. • “E leram no livro, na lei de Deus; e declarando, e explicando o sentido, faziam que, lendo, se entendesse. Este dia é consagrado ao Senhor vosso Deus, então não vos lamenteis, nem choreis. Porque todo o povo chorava, ouvindo as palavras da lei. Neemias 8:8-9
  • 14. 3º Passo para a Reforma • Afirmação do compromisso Pureza Valores familiares Contribuição/ Empenho/ Participação “ E, todavia fizemos uma firme aliança, e o escrevemos; e selaram-no os nossos príncipes, os nossos levitas e os nossos sacerdotes. Neemias 9:38
  • 15. Afirmação do Compromisso • Fizeram cabanas e habitaram nelas… O Compromisso tem caracter de permanência. “Saiu, pois, o povo, e os trouxeram, e fizeram para si cabanas, cada um no seu terraço, nos seus pátios, e nos átrios da casa de Deus, na praça da porta das águas, e na praça da porta de Efraim. e habitaram nas cabanas, porque nunca fizeram assim desde os dias de Jesua, filho de Num, até àquele dia; e houve mui grande alegria.” Neemias 8:16-17
  • 16. 4º passo para a Reforma • Consagração ao propósito • E voltando a Jerusalém, compreendi o mal que Eliasibe fizera para Tobias, fazendo-lhe uma câmara nos pátios da casa de Deus. O que muito me desagradou; de sorte que lancei todos os móveis da casa de Tobias fora da câmara. E, ordenando-o eu, purificaram as câmaras; e tornei a trazer para ali os utensílios da casa de Deus, com as ofertas de alimentos e o incenso.
  • 17. 4º passo para a Reforma • Consagração ao propósito “Também entendi que os quinhões dos levitas não se lhes davam, de maneira que os levitas e os cantores, que faziam a obra, tinham fugido cada um para a sua terra. Então contendi com os magistrados, e disse: Por que se desamparou a casa de Deus? Porém eu os ajuntei, e os restaurei no seu posto. Então todo o Judá trouxe os dízimos do grão, do mosto e do azeite aos celeiros. Neemias 13:7-12
  • 18. ALEGRIA • Na dedicação dos muros todos os levitas vieram de todo o lado e celebraram com grande alegria, em Festa para Deus.